Publicidade
Publicidade
Publicidade

Morre técnico alemão que sofreu acidente de carro no Rio

Stefan Henze era técnico da equipe alemã de canoagem slalom e sofreu acidente de carro na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio (Foto: Torsten Blackwood/AFP)

Morreu nesta segunda-feira (15) Stefan Henze, de 35 anos, técnico da delegação da Alemanha, que sofreu acidente de carro na sexta-feira (12), na Avenida das Américas, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.

Ele e Christian Käding, que também se feriu, são do time alemão de canoagem slalom. Stefan é técnico, e Christian, cientista esportivo.

Os dois estavam em um táxi que bateu na Avenida das Américas. As circunstâncias do acidente não foram esclarecidas.

Em seu perfil no Twitter, a equipe alemã de canoagem slalom prestou homenagem ao técnico morto. “Estamos profundamente entristecidos. Descanse em paz, Stefan, você permanecerá para sempre em nossos corações”, destacava a publicação que acompanhava uma foto de Henze.

Em nota, o presidente da Confederação Alemã de Esportes Olímpicos (DOSB), Alfons Hörmann, lamentou a morte de Stefan Henze. “Palavras não podem descrever aproximadamente o que nós sentimos na equipe olímpica após esta perda terrível”.

Segundo a DOSB, com autorização do Comitê Olímpico Internacional, nesta terça-feira (16) a bandeira alemã será hasteada a meio mastro em todos os locais olímpicos do Rio como forma de marcar o luto pela morte do técnico.

O acidente com os dois alemães ocorreu na madrugada de sexta. Os dois estrangeiros foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros e levados para o Hospital Municipal Loureço Jorge, na Barra da Tijuca.

Com traumatismo craniano grave, Henze foi transferido para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, onde foi submetido a cirurgia.

Na manhã de sexta-feira, horas após o acidente dos dois alemães, o diretor de Comunicação da Rio 2016, Mário Andrada, informou que o Comitê estava prestando apoio aos integrantes da delegação.

“Um dos técnicos da canoagem e um outro membro sofreram um acidente quando estavam voltando para a Vila Olímpica de táxi. A Rio 2016 está dando todo o apoio necessário para eles e para a delegação da Alemanha”, declarou Andrada em coletiva de imprensa.

Globo Esporte

enviar comentário
Publicidade

MAIS UMA VEZ: Ônibus farão últimas viagens às 20h30 desta quarta

onibus

Foto: Divulgação

O Seturn confirmou que os ônibus farão as viagens às 20h30 desta quarta-feira em Natal. Segundo o comunicado, a previsão é que os ônibus retornem as garagens até às 21h30.

A previsão é que a frota circule em horário normal e com 100% somente nesta quinta-feira.

Comentários (4) enviar comentário
  1. Sandro disse:

    Palhaçada, estes ônibus parando cedo, tem por trás interesse de aumentar as passagens. Aguardem cartas.

  2. luis disse:

    Ué, pq? O prefeito postou uns vídeos na net, das viaturas da guarda municipal acompanhando os ônibus em suas viagens. não vai dar continuidade? Puxa!! Mais uma maquiagem do prefeito.

  3. Curioso disse:

    Enquanto isso o governador ainda tá fazendo foto com os milicos…
    Pense numa raça desgraçada… não sobra um… pqp

  4. Junior disse:

    Cadê esse desgoverno que não resolve botar moral nesses empresários folgados?
    E esse Prefeito omisso? Só fala merd*

    Precisamos de transporte público! Bando de covardes!

Publicidade

Investigação sobre avião de Eduardo Campos indicia 20 pessoas

A Polícia Federal (PF) indiciou 20 investigados na Operação Turbulência, um deles indicado como operador de propinas para o senador Fernando Bezerra (PSB-PE) e para o falecido ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB). Apontados como compradores do avião Cessna que vitimou o ex-candidato à Presidência da República em 2014, os empresários João Carlos Lyra Mello Filho, Eduardo Freire e Apolo Santana Vieira foram indiciados por organização criminosa, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica, de acordo com relatório da PF obtido pelo Correio ontem.

A delegada Andréa Pinho Albuquerque atesta que os três eram “os principais integrantes” do esquema de arrecadação de recursos de lavagem de dinheiro. Como tem foro privilegiado, Bezerra responde a inquérito sobre fatos semelhantes no Supremo Tribunal Federal (STF). O indiciamento foi concluído em 15 de julho e encaminhado à 4ª Vara Federal do Recife.

A Operação Turbulência, deflagrada em 21 de junho, contou com informações compartilhadas pela Lava-Jato e só investigou pessoas sem foro privilegiado. Andrea Pinho narra a existência de “diversas pessoas, que, de forma estável, permanente e ordenada, utilizavam as contas bancárias de empresas de fachada ou fantasmas ou de ‘laranjas’ para recebimento de valores de origem espúria ou duvidosa” que, depois, eram entregues “aos seus reais destinatários, seja por meio de saque em espécie, seja por meio de transferências bancárias”.

O inquérito policial aponta que “restou clara a atuação do investigado João Carlos Lyra na condição de operador financeiro de numerários recebidos clandestinamente para abastecer ou pagar dívidas decorrentes da campanha eleitoral do falecido ex-governador Eduardo Campos”. O Inquérito 4005 do STF diz que sobrepreços em contratos na refinaria da Petrobras Abreu e Lima praticados pela empreiteira Camargo Corrêa eram “destinados provavelmente ao pagamento de dívidas de campanha do então governador Eduardo Campos à reeleição”, em 2010. Lyra foi reconhecido por ex-funcionários da construtora como “a pessoa encarregada de entregar a propina devida por aquela empreiteira ao ex-governador Eduardo Campos e ao senador Fernando Coelho”. No STF, apura-se a “possível interferência” do senador perante “operadores do esquema de pagamento de propinas a partidos políticos decorrentes de contratos com a Petrobras, visando a obtenção da ajuda ilícita à campanha de seu então correligionário”.

Bens confiscados

Os investigados negam as acusações. Os advogados de Lyra não quiseram comentar o indiciamento. Mas, em habeas corpus, Maurício Leite e Nabor Bulhões afirmaram que não há motivos para manter o empresário preso e que ele não oferece risco às apurações. Ele, Freire e Santana devem tentar um recurso ao STJ.

A assessoria de Bezerra destacou, ontem à noite, que ele “não é investigado na Operação Turbulência e ratifica o que afirmou no mês de junho: que não foi coordenador de nenhuma campanha de Eduardo Campos”. Naquele mês, o senador disse ainda que a apuração em Recife contraria “frontalmente” depoimentos no inquérito a que responde no STF. A advogada de Eduardo Freire, Ludmila Groch, disse que seu cliente nega os crimes, mas que não comentaria o caso. O defensor de Apolo, Ademar Rigueira, não foi localizado, assim como os demais indiciados.

Correio Braziliense

enviar comentário
Publicidade

Número de mortos em acidentes com motos no Brasil triplica em 11 anos

2jun2014---peritos-trabalham-em-local-de-acidente-entre-caminhao-e-moto-na-marginal-tiete-em-sp-1468261664134_615x300Foto: Zanone Fraissat/Folhapress

O número de mortos e feridos em acidentes com motos mais que triplicou no país entre 2002 e 2013. Os dados são do estudo “Retrato da Segurança Viária no Brasil”, obtido pelo UOL.

Das 43.075 mortes no trânsito ocorridas no Brasil em 2013, 12.040 foram motociclistas ou passageiros de motos –mais de três vezes os mortos em 2002, quando 3.773 perderam a vida. Já o número de feridos em acidentes com moto quadruplicou no período: de 21.692 para 88.682. Para feridos, considerou-se aqueles que necessitaram de mais de 24 horas de internação.

Os resultados do estudo se baseiam apenas nos acidentes cujo meio de transporte envolvido foi identificado, descartando as categorias “outros” e “sem informação”. Portanto, os números não se baseiam no total absoluto registrado no país e apontam que os motociclistas representaram 37% das mortes e 56% dos feridos nos acidentes em 2013 –motos constituem 26% da frota nacional de veículos automotores.

De 2002 a 2013, período abordado pelo estudo, acidentes com motos passaram a ser a principal causa de morte do país quando o motivo é acidente de trânsito. Em 2002, os acidentes com motos representavam 17% do total de mortes, enquanto os acidentes com pedestres eram 45% do total e os com carros de passeio, 30%. Hoje, as motos estão com 37%, contra 31% dos carros e 25% dos pedestres.

Em termos gerais, o estudo destaca também que a violência no trânsito mata muitos pedestres e ciclistas. “Chama a atenção o fato de que um em cada cinco mortos no trânsito brasileiro é pedestre. Em 2013, os acidentes de trânsito levaram à morte de 8.220 pessoas a pé e de 1.348 ciclistas no país”, aponta. Em 2002, esse percentual de pedestre era maior: 42% do total.

Em 2013, a estimativa é que o país tenha gastado R$ 16,9 bilhões com os acidentes de trânsito. Ao todo, 191 mil vítimas de acidentes precisaram ser internadas por mais de 24 horas após colisões ou atropelamentos.

O estudo aponta que existem “obstáculos” a serem enfrentados: melhoria nas condições de trafegabilidade das vias, mais campanhas educativas e de conscientização dos usuários, ampliação da fiscalização no trânsito e melhoria na geração e coleta de dados relacionados à violência no trânsito.

feridos-transito-1469625690056_600x530 morte-transito-1469625645414_600x531

Pobres x ricos

O estudo revela que há uma significativa desproporção nos dados entre as regiões. Os números apontam que regiões mais pobres país tendem a ter mais feridos e mortos por acidentes de moto.

Na região Nordeste, por exemplo, 49% das vítimas mortas em acidentes de trânsito estavam em motos. No Norte, o índice é parecido: 45%. Já nas regiões mais ricas, as taxas são menores: 28% no Sudeste e 30% no Sul. Já no Centro-Oeste esse percentual é intermediário: 36% dos óbitos ocorrem com moto.

(mais…)

Comentários (7) enviar comentário
  1. flauberto luiz bezerra disse:

    Olá bom dia, 95% dos acdentes de motocicleta, quem mata é o capacete, no Brasil, quem obrigou o uso do capacete eu acho que nunca sentou o rabo em cima de uma moto, os corredores de moto velocidade, usam um protetor de pescoço, a maioria dos acidentes que atendi com morte, todos estavam com o pescoço quebrado>

  2. Helio Motta disse:

    Eu acho que esse número é bem maior.
    Quem anda de moto se acha livre de qualquer responsabilidade. São verdadeiros selvagens.

  3. Gamaglobulina disse:

    Laurindo tá certo.

    • paulo disse:

      Uma pequena minoria obedece as Leis do transito. A maioria são verdadeiros SUICIDAS entre os carros e cheios de bocão só quem tem razão são eles, sem se falar nas motos sem silenciosos causando uma poluição sonora horrorosa que prejudica a audição de todos inclusive eles. Até quando as "autoridades" vão deixar este estado de coisas seguirem impunes?????????.

  4. Laurindo disse:

    Se todo motoqueiro que ultrapassa pela direita fosse multado, ajudava e muito na diminuição do número de acidentes.
    Se todo motoqueiro que costura no trânsito fosse multado, ajudaria na proteção da vida deles.
    A grande maioria compra moto para ter um meio rápido de locomoção e aí nascem os problemas. Motoqueiro não respeita o trânsito, ele inventa caminhos.

    • Jadson disse:

      Se todo motorista soubesse pra que serve a seta do carro, ajudava muito na diminuição do número de acidentes.
      Se todo motorista não fingisse que não vê a moto quando vai fazer uma manobra, ajudaria na proteção da vida deles (motociclistas).
      A grande maioria compra carro para ter um meio rápido de locomoção (dizem isso mesmo kkk), e aí nascem os problemas de engarrafamento.
      Motorista não sabe o que significa trânsito, ele pensa que comprando um carro irá se transformar num deus que tudo pode.
      Esse é o outro lado da moeda.

  5. Santos disse:

    Esse índice de mortes poderia diminuir se a lei não permitisse que o motociclista culpado no acidente, não tivesse direito a indenização do seguro.

Publicidade

PILOTO DESAPARECIDO: Aeronaves da Marinha batem e uma cai no mar no Rio

O Globo

Um piloto de um caça da Marinha, que realizava um exercício a cerca de cem quilômetros da costa, na altura de Saquarema, na Região dos Lagos do Rio, desapareceu depois de o avião que pilotava colidir com outra aeronave, na tarde desta terça-feira. Segundo a Marinha informou, o treinamento não tinha relação com os preparativos dos militares para os Jogos do Rio.

As duas aeronaves eram do modelo AF-1B Skyhawk. O outro caça voltou em segurança para a Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia, de onde ambas tinham saído. As circunstâncias do acidente estão sendo apuradas.

Em nota, a Marinha revelou que o acidente ocorreu quando a aeronave voltava de um voo de treinamento em conjunto com a fragata Liberal. No exercício, os pilotos simulavam ataques a alvos de superfície com a fragata. Durante o voo de afastamento do navio, em formatura tática, houve a colisão entre os dois aviões.

Informações divulgadas inicialmente davam conta de que o piloto desaparecido havia se ejetado da aeronave, o que a Marinha não confirmou na nota. Uma grande operação de busca e salvamento foi iniciada na região, com emprego de navios e aeronaves, além de lanchas do Corpo de Bombeiros do Rio. Ontem à noite, a previsão era que as buscas entrassem pela madrugada. A Marinha lamentou o ocorrido e informou que está dando apoio à família do militar, cujo nome não foi revelado.

O AF-1B Skyhawk foi desenvolvido pela Marinha americana nos anos 1950, como uma aeronave de ataque com capacidade nuclear. Foi usado em várias guerras, incluindo a do Iraque. Depois, perdeu a função de ataque nuclear e ganhou o poder de operar em qualquer tempo.

 

enviar comentário
Publicidade

Caça da Marinha cai durante treinamento no Rio

Um caça modelo AF-1B (A-4KU-Skyhawk), da Marinha do Brasil, caiu no mar na tarde desta terça-feira, 26, em Saquarema, Região dos Lagos, no Rio de Janeiro. O piloto se ejetou da aeronave, mas ainda não havia sido encontrado até o fim da tarde. O acidente ocorreu durante treinamento com outro avião, que pousou sem problemas na Base Aeronaval de São Pedro D’Aldeia.

Por meio de nota, a Força lamentou o ocorrido: “A Marinha deu início às buscas pelo piloto e está prestando todo o apoio necessário à família do militar. O acidente aconteceu quando a aeronave retornava de exercícios operativos e suas circunstâncias estão sendo apuradas.” A operação de busca e salvamento envolve cinco helicópteros e dois navios – um deles a fragata Liberal.

O acidente ocorreu a 25 milhas da costa. O aparelho passou por processo de modernização na Embraer.

Estadão

enviar comentário
Publicidade

Acidentes envolvendo motos aquáticas diminuem 60% no País; análise no RN no período é positiva

Moto aquática - ação da MBNo RN, não houve registro nos períodos analisados

A Superintendência de Segurança do Tráfego Aquaviário da Diretoria de Portos e Costas (DPC) registrou uma queda significativa de acidentes envolvendo motos aquáticas durante o primeiro semestre de 2016 em comparação ao mesmo período de 2015. Até o momento foram notificados, em todo o Brasil, 11 casos, contra 29 ocorridos nos primeiros seis meses do ano passado, o que representa uma redução de 60%. No RN, não houve registro nos períodos analisados. Cabe ressaltar que ocorreu um acréscimo, no País, de inscrições de mais de 3% no quantitativo deste tipo de embarcação. No RN, o aumento foi de 40 %. Atualmente estão inscritas no Sistema de Gerenciamento de Embarcações (SISGEMB) da DPC um total de 89.566 motos aquáticas em todo o Brasil, das quais 788 possuem inscrição no RN.

A Marinha do Brasil, por meio dos Distritos Navais e de suas 27 Capitanias, 14 Delegacias e 22 Agências espalhadas pelo País desenvolve um importante trabalho de conscientização junto à comunidade náutica. Estas Organizações Militares fiscalizam o tráfego aquaviário com o objetivo de alertar os condutores de embarcações de esporte e recreio e a população sobre os riscos de acidentes no mar e nas hidrovias, principalmente as embarcações de esporte e recreio.

Durante as ações de fiscalização, de caráter preventivo e instrutivo, os agentes da Autoridade Marítima distribuem material informativo e orientam os condutores a seguirem à risca os “10 Mandamentos da Segurança da Navegação”, que também podem ser visualizados na página da DPC na Internet, no link: http://www.dpc.mar.mil.br/pt-br/ssta/navegacao-amadora/os-10-mandamentos-da-seguranca-no-mar-0

Todas as informações sobre como obter habilitação para conduzir motos aquáticas podem ser encontradas nas Normas da Autoridade Marítima (NORMAM-03/DPC), no Capítulo 5.

enviar comentário
Publicidade

Selfies no meio de corridas e treinos aumentam o risco de lesões e acidentes

selfieEm competições de corrida, o espaço entre os corpos muitas vezes é diminuto. Mas, no meio do aperto, surgem braços esticados, prontos para tirar selfies e registrar o momento.

Por exibicionismo ou como forma de incentivo, a prática é cada vez mais comum em maratonas, pedaladas, academias e parques –ou, basicamente, em qualquer modalidade esportiva.

O uso dos celulares já mudou a cara de competições e dos treinamentos. Ao mesmo tempo em que é possível acompanhar o progresso no esporte, o dispositivo causa distração e pode aumentar o risco de lesões, inspirar esforços incompatíveis com o preparo físico para garantir mais “likes” e até atrapalhar os outros participantes (especialmente em corridas).

A presença de selfies se tornou tão significativa, e até incômoda em alguns casos, que a NYRR (organização dos corredores de rua de Nova York) declarou “desencorajar veementemente” o uso de redes sociais e celulares durante as provas. Os famosos paus de selfie foram totalmente banidos das competições.

“Na maratona do Rio, muita gente parava para tirar fotos com o Pão de Açúcar ao fundo, na praia”, diz Luciana Haddad, 37, cirurgiã do Hospital das Clínicas da USP e especialista em transplante de fígado.

A rotina da médica começa cedo, mas longe do hospital. A partir das cinco da manhã, diariamente, é possível encontrá-la correndo ou pedalando na USP e no Ibirapuera. Luciana também é triatleta (praticante de triatlo, modalidade que envolve corrida, natação e ciclismo) e tem o hábito de compartilhar suas rotinas de treino.

Para ela, a audiência das redes sociais é um incentivo para os momentos de “será que vou aguentar?”

Mesmo sabendo do apoio das redes sociais, somente uma coisa importa nas competições: a performance.

“Quem para no meio da corrida, com o sol nascendo, e tira uma foto não está preocupado com o tempo. A gente que está treinando com uma planilha nunca vai fazer isso”, afirma.

Daniel Kuriu, 34, é um dos que não estão preocupados com o tempo das provas. O fisioterapeuta, que posta fotos de si mesmo correndo e pedalando, diz que o objetivo é incentivar a prática saudável de exercícios. Para isso, evita especificar o tipo de treinamento que faz e os resultados que alcança.

“As pessoas perdem um pouco o bom senso. Tentam provar para outros que elas conseguem e acabam se machucando”, afirma Kuriu.

A preocupação é compartilhada por Dudu Netto, diretor técnico da companhia de academias Bodytech. “Quando uma rotina de treino é colocada nas redes sociais, nunca são exercícios tradicionais, é sempre alguma coisa inusitada”, segundo ele.

Netto se preocupa com o público que vê as postagens e pensa que pode repetir a performance. Ele afirma que todo tipo de treinamento deve ser acompanhado por um especialista.

“Por mais parecidas que as pessoas sejam, não dá para imitar nenhum exercício.”

A questão da segurança ganha destaque no próprio momento da selfie. Em treinos velozes de bicicleta ou locais perigosos, Luciana nunca tira fotos, que ficam reservadas para horas mais tranquilas em que o risco é mínimo.

“Não é só no ciclismo. Na corrida, você estica o braço e alguém que você não está vendo passa ao seu lado e pode se machucar”, afirma Kuriu. Ele diz que quando quer registrar provas, larga atrás de todos para não interferir na prova dos outros.

IOGA

Fotos de posições complexas de ioga também fazem sucesso na internet – e podem representar um risco para praticantes inexperientes.

A imagem é central e muito cobrada, segundo Wal Nunes, 34, professora de ioga e meditação.”Quando você apela para a imagem, acaba tendo muito mais seguidores, um resultado mais positivo.”

Após um ano de treinamento e de sentir bons resultados, Fernanda Costa, 30, começou a publicar algumas de suas posições para incentivar outros a praticarem ioga.

Nunes diz, porém, que não gosta que fotografem os exercícios e que seus objetivos são a segurança dos alunos e a busca pela espiritualidade.

Renata Sobreira, 58, instrutora de kundalini ioga, pensa de forma similar e se preocupa com as tentativas de reproduzir posições difíceis sem orientação. As posturas não são a única finalidade. “Ioga tem até essa finalidade de fazer você enfrentar os desafios da vida com mais tranquilidade”, afirma.

Folha Press

enviar comentário
Publicidade

Homem morre ao escalar poste e receber descarga elétrica antes de discurso de Dilma Rousseff em Aracaju-SE

choque-2Homem morreu após levar choque Foto: Reprodução / Facebook

Um homem morreu depois de escalar um poste e receber uma descarga elétrica, na Praça General Valadão, no Centro de Aracaju, na tarde desta segunda-feira, enquanto a presidente afastada Dilma Rousseff se preparava para fazer um discurso no ato Jornada Nacional Pela Democracia.

Em um vídeo que circula em redes sociais, é possível ver o momento em que o homem, que seria um flanelinha, leva o choque fatal.

De acordo com informações da Secretaria Estadual de Saúde de Sergipe, a vítima, ainda sem identificação, aparentava ter idade entre 20 e 25 anos. Ele sofreu uma parada cardíaca e traumatismo craniano. O rapaz morreu quando era transportado para o Hospital de Urgências de Sergipe.

Até o fim da manhã desta terça-feira, segundo informações do Instituto Médico Legal (IML) de Sergipe, o corpo permanecia sem identificação.

A presidente afastada Dilma Rousseff chegou a Aracaju por volta das 15h30. Depois, seguiu para o centro da cidade, onde se reuniu com lideranças do PT, PCdoB e do MST. Ela discursou por cerca de meia hora para milhares de pessoas.

Extra, O Globo

Comentários (5) enviar comentário
  1. PAULOROBERTO disse:

    FOI O VER O DIABO, O DIABO LEVOU PARA A MORTE.

  2. Chico disse:

    Lastimável tanto esforço para ver a própria morte. Pra ele foi melhor ver a morte que a PresidentA afastada, pena.

  3. Brasil, Meu País NÃO SERA DOS FACISTAS (Original) disse:

    A estupidez humana eu seu clímax abaixo.

  4. Jk disse:

    Literalmente a presença dela foi um shock pra ele.

  5. Luiz Moreira disse:

    Coitado! Perdeu a vida para chegar perto de quem não devia mais estar fazendo discurso por aí!

Publicidade

Ciclista morre atropelado na BR-110, próximo de Mossoró

6022c135fdeafef9f693b271da45ba41Um acidente grave foi registrado por volta das 05h10 desta terça-feira(26), no KM 55 da BR-110 , depois de J Patrício a 5 quilômetros de Mossoró sentido Upanema.

 A vítima, um ciclista identificado como Naldo -morreu na hora, após sofrer fraturas múltiplas e bater a cabeça, sofrendo um traumatismo craniano.

A Polícia Rodoviária Federal e os peritos do ITEP estiveram no local, para realizar a perícia e identificar a causa do acidente.

Com informações do 190 RN, via fimdalinha.com.br

Comentários (6) enviar comentário
  1. Edu disse:

    Daqui a pouco esses Ciclistas vão querer que os carros não andem, que eles andem sozinhos nas ruas e avenidas. Ora bolas, o ciclismo é importante para saúde, amizade, etc, etc…agora, querer pedalar onde os carros andam já é demais. A maioria dos acidentes são culpas dos ciclistas sim, podem pesquisar, principalmente quando andam em filas duplas, triplas, etc, etc.

    • Francisco (Ciclista) disse:

      Edu, reze p vc nunca perder um filho(a), pais e familiares num acidente de carro. Respeite a dor da família do colega ciclista seu infeliz!!!!!!!!!!!!!! nós ciclistas podemos pedalar em qualquer rua ou estrada, ao menos que tenha uma placa proibindo. E em nenhum momento falou-se que o ciclista estava lado a lado de outro ou que foi o culpado! E onde está o motorista? Porque não prestou socorro?

  2. Ciclistas da Rota do Sol disse:

    Muito triste..mais uma vida d ciclista ceifada. Que Deus conforte a família. Esperamos q o causador seja punido rigorosamente. Nossas leis pra quem mata no trânsito são muito brandas. Vejam aqui em Natal…Dois ciclistas já morreram atropelados na rota do Sol…e o DETRAN e DER ainda não instalou lombadas e nem radares no trecho dos acidentes (entre os dois postos de gasolina). E os motoristas não estão presos.!

  3. Rnatal disse:

    Que pena.
    Esta notícia é realmente muito triste. Estamos em uma região do País onde as pessoas tem cada mais praticado esportes como corrida e ciclismo, uma pena que não existam ciclovias ou pistas para corridas em nossas cidades. Uma pena mesmo acontecer algo assim.

    Infelizmente algumas obras de infraestrutura são demoradas e quando acontece um paliativo ainda é mal elaborado, exemplo DA NOVA ENTRADA DE ACESSO A NOVA PARNAMIRIM.
    Vejam: Todo o fluxo de veículos que vem de Natal para Abel e Maria Lacerda entra por uma via estreita com parte não asfaltada ( a marginal da BR 101 lado do satélite ). É impressionante, pois a população esperava que pelo menos asfaltassem com asfalto novo, como foi feito do lado da Leroy Merlim, aquele acesso. De fato, passando lá ontem, quase não dá para acreditar que todo o fluxo de carros, que é grande, para o acesso a Nova Parnamirim irá passar por ali.
    Será que ainda vão asfaltar ou melhorar aquele acesso minha gente??

    OUTRA COISA:
    NA BR VINDO DE NATAL DEVE TER UMA PLACA GRANDE DIZENDO ( Acesso a Nova Parnamirim a direita a 1.000 metros ). Mais até o momento não existe sinalização alguma…ou seja, muita gente está gastando mais combustível indo retornar em Parnamirim.

    • Jadson disse:

      Realmente não tem uma placa pra avisar. Mas se perder o retorno entre no acesso ao prolongamento da prudente, e depois na rotatória que dá acesso à cidade satélite, que vai sair na rua onde está o retorno de Nova Parnamirim.
      É um pouco esquisito nesse local, principalmente à noite, mas é melhor que ir lá perto do antigo aeroporto e ter que voltar.

    • Helio Motta disse:

      Somos um povo que se julga incapaz ou, no mínimo, se acha merecedor de um tutor que tome nossa vida em suas mãos e resolva tudo, nos deixando livre de qualquer responsabilidade.
      Esse retorno está sendo divulgado pelas mais diversas mídias desde sexta feira. Durante o FDS repetiu-se a informação. No TT da PRF repetem a msg a cada hora e ainda tem alienado que precisa de uma placa senão ele vai parar em Fortaleza?!?!?!

Publicidade