Publicidade

Maurício Marques sem "recurso" para abrir UPA em Parnamirim

Mauricio Marques

A Secretaria Estadual de Saúde pretende inaugurar a UPA de Nova Esperança, em Parnamirim, até o final do primeiro semestre deste ano, mas não há data definida. A parte física da unidade já está pronta, falta realizar a compra dos equipamentos. O valor para essa aquisição, R$1,8 milhão, já foi disponibilizado pelo Governo Federal.

Inicialmente o gerenciamento da UPA deve ficar com o município, mas ainda não foi fechada essa questão porque o custeio é muito alto.

A UPA de Nova Esperança é classificada como tipo 2, ou seja, que tem perfil de urgência e emergência de média complexidade, além de atendimento cardiológico.

Quando estiver funcionando, a UPA vai atender uma média de 800 pessoas/dia.

 

Fonte: Jornal de Parnamirim

enviar comentário
Publicidade

Trabalhadores terceirizados podem entrar em greve por falta de pagamento

Os funcionários da empresa Safe que prestam serviço à saúde pública estadual realizam uma assembléia na manhã desta quinta-feira, 10, às 8h30, em frente ao Hospital Walfredo Gurgel para definir os encaminhamentos da categoria. Eles ainda não receberam os salários referentes à dezembro que deveriam ter sido pagos até esta terça, 8.

A empresa alega que ainda não recebeu os valores referentes ao mês de novembro. O mês de dezembro tem até o dia 30 de janeiro para ser pago. Como não há repasse para o 13º dos trabalhadores, como está previsto no contrato, a empresa usou o dinheiro que tinha em caixa para quitar essa dívida não tendo mais como honrar os salários de dezembro. De acordo com o dono da empresa que teve uma reunião com o setor financeiro da Sesap, o governo diz que a previsão de pagamento é apenas quando for aberto o orçamento do estado, o que em geral ocorre em março.

Com a paralisação dos terceirizados todos os serviços dos grandes hospitais serão reduziddos, pois os setores de copa e cozinha não poderão funcionar reduzindo a alimentação para os plantonistas que por sua vez manterão apenas 30% dos serviços funcionando.

Mais transtornos

A falta de pagamento por parte do governo do estado aos seus fornecedores vem causando outros transtornos na saúde pública. Há três meses sem pagar a empresa de informática Salux os trabalhos estão prejudicados. A empresa é responsável pela recepção e pelos Setores de Arquivos Médico e Estatísticas (SAME) setores que fazem os boletins médicos, as fichas e a evolução dos pacientes. Sem os programa utilizados tudo voltou a ser feito na mão, aumentando o tempo gasto e a possibilidade de erros e perdas dos históricos dos pacientes. Os hospitais mais prejudicados são o Walfredo Gurgel e o Santa Catarina.

enviar comentário
Publicidade

Potiguar Fábio Lima deixa MinC Nordeste

A Representação Regional Nordeste despede-se hoje de seu gestor, o potiguar Fábio Henrique Lima. Após um ano e nove meses à frente do MinC Nordeste, Fábio avalia sua passagem pelo órgão como uma experiência enriquecedora, tanto no lado pessoal quanto no profissional. Lima é militante cultural de longa data no seu estado, e entre suas ações, integrou as comissões responsáveis pela elaboração dos programas de governo para as campanhas presidenciais de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Roussef, além de coordenar a criação das câmaras setoriais de cultura no Rio Grande do Norte, durante sua gestão como diretor adjunto da Fundação José Augusto, entre 2007 e 2010.

Em entrevista à Assessoria de Comunicação do MinC Nordeste, Fábio faz uma avaliação de sua atuação e revela quais serão os seus próximos passos.

Ascom: O senhor vem de um longo caminho de atuação no segmento cultural de seu estado, como foi ampliar esta visão a um patamar regional?

Fábio Henrique Lima: Eu encarei esta experiência como um desafio. E tive de vir com uma boa bagagem e um pouco de cautela, afinal, eu fui o primeiro gestor não pernambucano da RRNE, e sei o quanto os prenambucanos prezam seus valores culturais. Foi fundamental manter a mente aberta às ações e iniciativas particulares de cada estado onde atuamos. Neste período, pude ampliar minha visão a respeito das riquezas e demandas culturais deste povo tão rico que é o nordestino. Além disso, cheguei em um período onde o próprio ministério estava arrumando a casa, com a ex-ministra Ana de Hollanda revendo estratégias e implantando ações de integração entre o poder público e a sociedade civil. Resumindo tudo, foi um ano e nove meses de aprendizado.

(mais…)

enviar comentário
Publicidade

Saiba quais cuidados tomar na hora de comprar o material escolar

O Órgão de Proteção e Defesa do Consumidor – Procon/RN orienta os consumidores durante as compras do material escolar. É importante esclarecer que a escola não pode: Solicitar a compra de materiais de uso coletivo, tais como material de higiene e limpeza ou o pagamento de taxas para suprir despesas com água, luz e telefone. As escolas também não podem exigir a aquisição de produtos de marca específica; determinar a loja ou livraria onde o material deve ser comprado.

De acordo com o coordenador Estadual do Procon, Araken Farias, “sempre que houver dúvida, os pais devem procurar as escolas, buscando saber em quais atividades pedagógicas o material pedido será utilizado. Além disto, devem também acompanhar, durante o período letivo, a utilização do material nas mais diversas atividades realizadas pelos seus filhos”.

Ainda de acordo com o coordenador, “nas vendas a prazo no cartão de crédito, débito ou para o vencimento, não é permitido limitar o valor da parcela ou da compra”.

É imprescindível ainda que os pais pesquisem preços antes de comprar, pois estes variam entre os estabelecimentos. A pesquisa também deve ser feita se a opção do consumidor for comprar pela internet. Nessas situações, o consumidor deve ficar atento ao endereço eletrônico, que deve começar com https:// e ao cadeado de segurança que deve aparecer na tela.

Dicas

– Antes de ir às compras, verificar as sobras dos anos anteriores, pois há vários materiais que podem ser reutilizados, tais como canetas, borrachas, réguas, cadernos, etc;

– Sempre que possível é preferível comprar à vista e pechinchar descontos. Os pais podem se reunir para comprar o material, pois a compra em quantidade possibilita melhores descontos;

– As escolas não podem indicar local ou marca para a compra do material escolar ou uniforme, bem como não podem exigir que os pais comprem todo o material de uma única vez, pois o mesmo pode ser entregue para a escola na medida em que as atividades forem sendo desenvolvidas;

– No ponto de venda, os preços devem estar afixados nos produtos ou nas gôndolas de forma que o consumidor possa facilmente visualizá-los;

– O prazo para reclamar de produtos não duráveis que apresentem algum problema é de trinta dias. Para produtos duráveis o prazo é de noventa dias.

enviar comentário
Publicidade

Omissão de Prefeitura deixa estudantes de cidade do interior do RN sem transporte escolar

Os estudantes do município de São João do Sabugi que precisam se deslocar até Caicó, cidade vizinha, para ter aula no Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) no período vespertino estão sem transporte escolar. O ônibus, fornecido pelo Governo Federal no ano passado, está quebrado, de acordo com o que informou a Prefeitura.

No entanto, o poder público municipal não tomou qualquer medida para garantir que os estudantes não saiam prejudicados. Os que têm condições financeiras de arcar com os custos estão tendo aula. Os que não possuem, estão sendo prejudicados pela omissão da Prefeitura, administrada pelo agrônomo Aníbal Pereira (PMDB).

enviar comentário
Publicidade

Juiz determina bloqueio de R$ 1 milhão da conta do Estado para garantir repasses a 5 hospitais

Quase R$ 1 milhão dos cofres estaduais serão remanejados a cinco hospitais da rede estadual de saúde. A iniciativa foi forçada por determinação do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, a pedido do Ministério Público.

O juiz da 5ª Vara da Fazenda Pública, Airton Pinheiro, determinou a abertura de contas judiciais em favor dos hospitais Walfredo Gurgel/Clóvis Sarinho, Santa Catarina, Ruy Pereira, João Machado e Deoclécio Marques.

O magistrado bloqueou o valor de R$ 906 mil da conta única do Estado para estes hospitais. O Estado não recorreu da decisão. O dinheiro servirá de garantia para despesas emergenciais com a aquisição de medicamentos e insumos hospitalares, além de produtos médico-cirúrgicos necessários para tornar viável o atendimento e tratamento adequados à população.

A ordem do juiz Airton Pinheiro fixa os seguintes repasses aos hospitais da rede estadual: Walfredo Gurgel/Clóvis Sarinho (R$ 455.398,10); Santa Catarina (R$ 90.862,43); Ruy Pereira (R$ 240.135,86); João Machado (R$ 42.539,41); e Deoclécio Marques de Lucena (R$ 77.290,43).

Os diretores das unidades hospitalares já foram notificados para que enviem as informações necessárias para abertura das contas judiciais. Só assim, a Secretaria da 5ª Vara da Fazenda Pública poderá proceder com o trâmite junto ao Banco do Brasil para efetiva transferência dos valores.

As contas judiciais devem ser movimentadas pelo diretor geral de cada um dos hospitais atendidos, “carimbada a respectiva verba” exclusivamente para despesas emergenciais com a aquisição de medicamentos e insumos de consumo hospitalar, em quantitativos nunca excedentes ao necessário para 60 dias.

Os pagamentos deverão ser sempre em cheque nominal ou transferência bancária, com identificação do beneficiário e em exata correspondência com os valores apontados nas notas fiscais.

O número do processo é o 0116296-56.2012.8.20.0001

Comentário (1) enviar comentário
  1. tiago disse:

    Não adianta bloquear 500 mil reais, lógico que de imediato ajudará e muito, mas em 3/4 dias, pelo volume de pacientes e a complexidade do walfredo esse suprimento se acaba, têm q haver uma manutenção, uma programação de gastos e aí sim, teremos um Walfredo um pouco melhor!

Publicidade

Bairros de Pajuçara e Gramoré ficarão sem água amanhã

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) realizará, nesta sábado(5) uma manutenção corretiva de urgência no Poço 47, do sistema Rio Doce, na Zona Norte. O equipamento apresentou problema em seu funcionamento, resultando em uma diminuição de 80 mil litros de água por hora no abastecimento.

Para a execução do conserto, haverá uma parada no fornecimento de água nos bairros de Pajuçara e Gramoré. Após o serviço, o abastecimento será regularizado, inclusive nas partes mais altas em até 48 horas.

 

enviar comentário
Publicidade

PRF registra 120 acidentes em estradas potiguares

A virada do ano não foi tranquila nas estradas do Rio Grande do Norte. A Polícia Rodoviária Federal registrou 120 acidentes, que resultaram em 54 feridos e 5 mortos.

Em contrapartida, a Lei Seca passou a ser mais respeitada. Dos 1616 testes de bafômetro aplicados, 146 pessoas foram multadas e 57 presas.

enviar comentário
Publicidade

PRF fiscaliza 7.253 veículos em operação final de ano

Durante a Operação Fim de Ano, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou 7.253 fiscalizações no Rio Grande do Norte. Nessas inspeções, foram aplicada 1965 multas. Pelo menos, 122 motoristas tiveram as carteiras de habilitação recolhidas.

Foram retidos ainda 44 veículos e 119 animais, que estavam sendo transportados irregularmente, foram recolhidos.

enviar comentário
Publicidade

Conheça os primeiros colocados do último vestibular da UFRN

matheus-augusto

O estudante aprovado em Medicina e primeiro lugar geral na área Biomédica do Vestibular 2013 da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) tem 18 anos. Matheus Augusto Araújo Castro recebeu a notícia da aprovação pela namorada. “Eu estava viajando da praia de Tabatinga para Natal e, no meio do caminho, recebi uma ligação da minha namorada”, revelou.

O primeiro colocado na área de Tecnológica I do Vestibular 20132 da UFRN foi o estudante Rodrigo Silva, de 18 anos. Aprovado no curso de Arquitetura e Urbanismo, ele recebeu a informação enquanto viajava com o pai na cidade de Salvador. “Eu soube da aprovação através das mídias sociais. Enquanto a minha irmã olhava a lista em Natal, eu já tinha recebido a notícia da aprovação por umas cinco pessoas em uma rede social”, declarou.

Após tentar o vestibular da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) pela terceira vez, a estudante Louise Araújo de Medeiros, de 19 anos, conquistou nesta quinta-feira (3) uma vaga no curso de Engenharia Elétrica e o primeiro lugar geral da área de tecnológica II.

O estudante Allan Kardec Andrade Álvares, de 18 anos, foi aprovado em primeiro lugar na área Humanística I do Vestibular 2013 da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Aluno do colégio Marista de Natal, ele conseguiu a aprovação para o curso de Administração – Bacharelado (noite) e foi o primeiro colocado entre 50 candidatos logo em sua primeira tentativa. Ainda surpreso com a aprovação, Allan se diz tranquilo com o resultado e que está realizando um grande sonho.

O primeiro lugar geral da área Humanística II do vestibular 2013 da UFRN foi do curso de Direito e já é formado em Ciências da Computação desde 2009. João Batista Souza Leão Neto, de 29 anos, também é estudante do 5º período de Direito na Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN).

Com informações do G1RN

Foto: Fred Carvalho/G1RN

Comentário (1) enviar comentário
Publicidade

Hospital Walfredo Gurgel registra aumento nos atendimentos durante feriadão

O Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG) novamente registrou elevação no número de atendimentos. Desta vez, durante o feriado prolongado do Reveillón. Nesta quarta-feira (02), 57 pacientes de clínica médica, estão distribuídos pelos seus corredores.

Outros 26 internos, de maior gravidade, esperam pela liberação de uma vaga em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Destes, 18 estão entubados. Dos casos de ortopedia, 42 pacientes esperam pela sua transferência para a realização de cirurgia em unidades conveniadas. Ao todo, são 125 pacientes distribuídos pelas alas de circulação do Pronto Socorro Clóvis Sarinho. Já o Centro de Recuperação Pós Operatório conta com 12 pacientes internados.

SOS Emergência

Nesta quarta-feira também teve início o trabalho do novo apoiador do Ministério da Saúde (MS), Marcelo Bessa, que auxiliará o corpo diretivo do HMWG visando dinamizar todo o trabalho burocrático e gerencial dentro do hospital. Em uma primeira reunião na manhã de hoje, Marcelo Bessa mostrou seu projeto de normas e metas que pretende implantar durante todo o ano de 2013.

O documento contempla quatro fases (que vão desde o diagnóstico situacional preliminar de cada setor do hospital, reorganização de serviços, garantia da qualidade, até a implantação e monitoramento de metas) e já tem um de seus projetos com prazo definido para acontecer: até o fim de janeiro será formalizado e implantado o Núcleo de Acesso e Qualidade Hospitalar.

Para colocar suas idéias em prática, no entanto, Bessa revela que o trabalho terá de ser em conjunto. “Não basta só o MS apoiar e a direção querer. Precisamos do profissional que está aqui dentro, que vive a realidade do hospital”, disse o apoiador.

As ações, ainda segundo ele, serão extensivas a rede de saúde de todo o Rio Grande do Norte (RN). Trabalhar junto a cidade do Natal e aos municípios do Estado, aliás, é um objetivo da atual gestão do hospital. Para Fátima Pereira, “as melhorias no Walfredo Gurgel só serão sentidas quando o município de Natal começar a funcionar”.

Fonte: DN Online

enviar comentário
Publicidade

Carlos Eduardo assina contrato emergencial com nova empresa para fazer limpeza na Zona Leste

Como blog antecipou desde a semana passada, o prefeito Carlos Eduardo Alves recebeu na tarde desta quarta-feira (2), no gabinete do Palácio Felipe Camarão, diretores da empresa Vital Engenharia Ambiental, originária do Rio de Janeiro, que assinou contrato, em caráter emergencial nesta manhã, com a Companhia de Serviços Urbanos de Natal (Urbana) para limpeza da zona leste de Natal, anteriormente feito pela Líder.

O contrato terá duração de 180 dias e um valor de R$ 851 mil, o mesmo já praticado com a Líder, que teve seu contrato cancelado no dia 31 de dezembro passado. Mas o prefeito salientou que pediu à Vital que regularize a limpeza desta área da cidade dentro de no máximo 15 dias.

Os serviços com a Líder, segundo o prefeito, foram cancelados, porque a empresa mostrou dificuldades em promover a retirada do lixo daquela zona administrativa da cidade, além de apresentar certidão negativa junto a Prefeitura do Natal.

A Vital, que faz parte do grupo Queiroz Galvão, já realiza serviços de limpeza pública em cidades como São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Teresópolis (RJ), Recife (PE), Foz do Iguaçu (PR).

Estiveram no gabinete do Palácio Felipe Camarão o presidente da empresa, José Eduardo Sampaio, o diretor Antônio Carlos Salmerom e o gerente regional Ervino Nitz Filho. “Estamos trazendo uma estrutura que inclui 35 equipamentos, entre caminhões compactadores e basculantes, e mais 200 colaboradores, todos contratados em Natal”, disse o presidente Eduardo Sampaio.

Carência

Quanto às dívidas com as demais empresas – Marquise (R$ 27 milhões), Trópicos (R$ 5 milhões) e com o aterro sanitário de Ceará Mirim (R$ 5 milhões) -, o prefeito Carlos Eduardo pediu um prazo de carência de um ano para o pagamento destes valores devidos e disse que só voltará a falar deste assunto a partir de janeiro do próximo ano. “Entretanto, o pagamento a partir deste mês de janeiro será efetuado com regularidade”, informou o prefeito Carlos Eduardo.

Presidente da Urbana

O chefe do Executivo Municipal também anunciou que não escolherá ainda o novo presidente da Urbana enquanto não terminar o trabalho do interventor na Companhia. O objetivo com isso é não provocar nenhum conflito de interesses com dois comandos. “Minha meta é fazer uma completa reestruturação na empresa. Em primeiro lugar, pretendo organizar o trabalho dos nossos 600 garis – pois só temos uma radiografia de onde trabalham cerca de 200 deles”, comentou o prefeito, afirmando que também pretende reduzir de 200 para 17 os cargos comissionados na empresa.

Comentário (1) enviar comentário
  1. Alberth Palhares disse:

    Que administração desastrosa, mais de 30 milhões acumulados em dívidas apenas da coleta de lixo, vai ser preciso um ano inteiro de planejamento e de economias para poder tapar esse rombo. Quem causou isso tudo está tranquila em casa, é uma vergonha, essa cidadã que destruiu nossa cidade deveria estar PRESA.

Publicidade