Publicidade

Nota de esclarecimento sobre funcionamento do CMEI Arnaldo Arsênio de Azevedo

A Secretaria Municipal de Educação de Natal informa que o Centro Municipal de Educação Infantil Professor Arnaldo Arsênio de Azevedo, não interrompeu em nenhum momento suas atividades letivas, em decorrência do óbito de uma criança matriculada na unidade de ensino no último dia 17 de abril, e que a causa da morte está sendo devidamente investigada pelas autoridades de saúde.

A gestão do CMEI Professor Arnaldo Arsênio de Azevedo foi devidamente orientada pela Secretaria Municipal de Saúde de Natal, para que fosse realizada a desinfecção da unidade de ensino, considerando a suspeita de que o óbito da criança tenha sido ocasionado pela Síndrome Respiratória Aguda Grave. Cabe ressaltar que o vírus é totalmente eliminado depois do processo de desinfecção, e que não há nenhum risco de contaminação aos profissionais que atuam na unidade de ensino, tampouco para as crianças assistidas no CMEI Professor Arnaldo Arsênio de Azevedo.

enviar comentário
Publicidade

Banco do Brasil é condenado a conceder financiamento estudantil para universitário de Natal

O juiz Daniel Mesquita Monteiro Dias, em processo da 1ª Vara Cível de Natal, obrigou o Banco do Brasil a conceder financiamento referente ao FIES a um estudante universitário do curso de Educação Física da Faculdade Maurício de Nassau, sob pena de multa diária de R$ 500, confirmando liminar anteriormente deferida, caso ainda haja interesse do autor, consistente na conclusão do curso de ensino superior.

Em caso de não subsistir interesse do autor diante da perda do objeto da obrigação de fazer, ou seja, a conclusão do curso de ensino superior, o magistrado determinou a conversão da obrigação de fazer em perdas e danos no valor de R$ 24.480,00, corrigidos monetariamente e com incidência de juros, a contar da conclusão do curso superior.

O caso

Na ação, o estudante alegou que é aluno do curso de Bacharelado em Educação Física da Faculdade Maurício de Nassau, estando devidamente matriculado e já concluído o primeiro semestre de graduação superior. Sustentou que é de origem humilde e que precisa da concessão do benefício do FIES para poder concluir sua formação universitária.

Destacou que apesar de ter apresentado toda a documentação, bem como ter tido parecer favorável da CPSA da IES Faculdade Maurício de Nassau, teve o benefício negado pela instituição financeira. Destacou que, embora tenha apresentado fiador idôneo, o Banco do Brasil negou sem justificativa plausível a concessão do beneficio.

Decisão

Quando julgou o caso, o juiz Daniel Monteiro Dias entendeu que a ele se aplicam as disposições do Código de Defesa do Consumidor, uma vez que a atividade bancária é entendida como sendo uma prestação de serviço, enquadrado-se as instituições bancárias na qualidade de fornecedores de serviço.

Para o julgador, embora a análise financeira caiba ao Banco, este não se desincumbiu de apresentar justificava plausível para o indeferimento do consumidor. Ele observou, inclusive, que o texto da contestação apresentada é dissociado do caso dos autos e não traz elementos consistentes para embasar a negativa da concessão do financiamento educacional.

O juiz Daniel Monteiro Dias explicou, por fim, que a existência de registro em cadastro de inadimplente não é suficiente para ensejar a negativa do financiamento, principalmente, se for considerado que o estudante apresentou fiador apto a assumir a dívida em eventual caso de inadimplemento. “Assim, faz jus ao pleito a parte autora, não podendo o fornecedor negar a prestação de seus serviços sem justa causa”, concluiu.

(Processo nº 0136163-35.2012.8.20.0001)
TJRN

 

Comentários (2) enviar comentário
  1. Jonas disse:

    Poderia ser o Bradesco ou o Itau?

  2. paulo martins disse:

    Vejam só: Banco do Brasil. Mas também poeria ser a magnânima "caixa", né?

Publicidade

Reitor do UNI-RN é o mais novo imortal da ANL

O professor, médico e escritor Daladier Pessoa Cunha Lima é o mais novo membro da Academia Norte-rio-grandense de Letras (ANL). Ele foi eleito, por 29 votos a zero, no final da tarde desta terça-feira (18) para a cadeira nº 3 da ANL, que era ocupada pelo acadêmico José de Anchieta Ferreira, falecido em novembro do ano passado. A cadeira tem como patrono o conselheiro Brito Guerra.

Daladier Pessoa Cunha Lima, nascido em Nova Cruz (RN), é médico por formação, tendo sido, inclusive, contemporâneo do professor Onofre Lopes, médico e primeiro reitor da UFRN, com quem atuou no âmbito universitário.

É autor dos livros Noilde Ramalho – uma história de amor à educação e Retratos da Vida, além de outras publicações. Este último livro reúne diversas crônicas do autor, publicadas entre 2009 e 2014, no jornal Tribuna do Norte, abordando temáticas diversas, com referências e homenagens a pessoas, lugares e histórias. Foi, ainda, o primeiro reitor eleito da UFRN, cargo que exerceu de 1987 a 1991.

 

 

Comentários (2) enviar comentário
  1. Barreteiros disse:

    Porque o folclorista Gutenberg Costa não é da ANL ? . Ele que já editou mais de 30 livros?. EU TENHO A RESPOSTA: PORQUE É POBRE.

  2. EDER disse:

    PAULO MACEDO GANHA DE DALADIER LONGE. COM SUAS PUBLICAÇÕES. PRINCIPALMENTE EM ASSUNTOS DE MARINHA. JÁ VOCIFERAVA WODEM MADRUGA.

Publicidade

Fundo oferece bolsas para mestrado em qualquer universidade do mundo

Esta oportunidade é para quem já foi aceito para alguma pós no exterior e está procurando bolsas para mestrado ou outras formas de financiar seus estudos. As bolsas da OFID, fundo de investimentos mantido pela OPEC, oferece apoio a estudantes de países em desenvolvimento que queiram estudar temas relacionados a desenvolvimento em seu mestrado. As candidaturas serão recebidas até o dia 1 de maio.

Não há um número definido de bolsas para mestrado, mas edições anteriores do programa selecionaram entre 4 e 5 estudantes. O programa, chamado “OFID Scholarship Award”, cobre todas as despesas de um ano de estudos, incluindo anuidade da instituição, seguro saúde, custos de viagem e um valor para manutenção no país. Caso o programa escolhido tenha mais de um ano de duração, cabe ao estudante arcar com os valores restantes.

São elegíveis mestrados relacionados a desenvolvimento em qualquer universidade reconhecida do mundo – por exemplo, desenvolvimento econômico, meio ambiente, ciências e tecnologia.

Os candidatos devem ter entre 23 e 32 anos, possuírem graduação completa e bom desempenho acadêmico. Também é necessário já ter sido aceito ou estar matriculado em um curso de mestrado com início em agosto/setembro de 2017.

Para concorrer, é necessário preencher um formulário de candidatura à bolsa de mestrado e enviar documentos como carta de motivação, cartas de recomendação e comprovação de aceite da universidade até o dia 1º de maio. Confira aqui o passo a passo da candidatura.

Sobre a Organização

O OFID – Fundo OPEC para Desenvolvimento Internacional – é uma instituição intergovernamental estabelecido em 1976 pelos países membros da OPEC. Seu objetivo é promover cooperação financeira entre os países-membro da OPEC e outros países em desenvolvimento, a fim de oferecer apoio ao desenvolvimento socioeconômico dos últimos.

Época

enviar comentário
Publicidade

IFRN publica nota sobre política de assistência estudantil e apoio a eventos científicos

Diante da veiculação de matéria que cita o IFRN no Portal Mossoró Hoje, publicada no último dia 7, dirigentes da Instituição vieram a público, através de nota, esclarecer a política de fomento do órgão, com especial ênfase às ações de assistência estudantil e de apoio a eventos científicos. A nota, assinada pelo Pró-Reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional, o professor Marcos Antônio de Oliveira e pelo Reitor da Instituição, o professor Wyllys Abel Farkatt Tabosa, traz dados e explica como são aplicados parte dos recursos do Instituto.

Leia a nota na íntegra:

O Instituto Federal do Rio Grande do Norte é uma instituição de ensino profissional e tecnológico. Entre seus objetivos, está o desenvolvimento da ciência, da tecnologia e a formação integral de seus estudantes. Sendo assim, reserva considerável parte de seus recursos para a assistência estudantil e para a promoção da pesquisa e da inovação. Os gastos com a assistência estudantil, por exemplo, atingem a cifra de aproximados 18 milhões e 800 mil reais.

São esses recursos que permitem a manutenção de muitos estudantes na Instituição, seja através dos programas que financiam bolsas de iniciação profissional, de alimentação ou de transporte, por exemplo. São eles, também, que fomentam a maioria dos projetos de pesquisa e inovação desenvolvidos por alunos e servidores, como também promovem a participação deste público em eventos e competições científicas.

Para permitir a realização de todas essas atividades, o IFRN utiliza-se do planejamento estratégico, norteado por seu Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), e por uma gestão descentralizada. Isso significa que a maior parte do recurso da Instituição é enviada aos seus 21 campi, ficando o restante na Reitoria, responsável pela promoção das atividades sistêmicas, como os editais de fomento a projetos de pesquisa e inovação, que também englobam eventos e competições científicas.

Nessa perspectiva, é interessante esclarecer que parte das viagens de estudantes e servidores é financiada por seus próprios campi, a depender de seus planejamentos, e outra parte por ações como o edital 5/2016 da Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (Propi). De 82 viagens aprovadas por esse edital, 61 foram voltadas a estudantes, que, com a ajuda da Instituição, conseguiram participar de eventos no Brasil e no exterior.

Só nos últimos dias, o IFRN apresentou trabalhos de alunos na Infomatrix Latinoamérica, a maior premiação de competição internacional na área, realizada no México, onde obteve o ouro supremo, com projeto de estudantes do Campus Natal-Zona Norte. No México ainda foram premiados, com o bronze, alunos do Campus Santa Cruz. Equipes dos campi Santa Cruz e Pau dos Ferros foram as grandes campeãs de competição de robótica na França, também por esses dias. “Esses resultados incentivam os estudantes a investirem mais tempo nas suas pesquisas, o que ajuda a promover o desenvolvimento do estado”, destacou o reitor Wyllys Farkatt.

Em razão do corte orçamentário de cerca de 25%, anunciado em março último, pelo governo federal, ainda não foi possível publicar o edital de fomento à participação em eventos para 2017, o que normalmente acontece já no início do ano letivo. O documento será divulgado tão logo a Propi conclua a avaliação das adequações necessárias à nova realidade financeira.

Ações de planejamento são fundamentais para a perfeita execução das atividades. O aluno do Campus Nova Cruz, por exemplo, que venceu o Festival Internacional de Baía Formosa (FINC), através de parceria com a Instituição, viaja nos próximos dias a Cracóvia, na Polônia. Tal viagem só será possível em razão de planejamento antecipado entre a Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (Propi) e a de Extensão (Proex). Nesse sentido, os estudantes e servidores que não se inscreveram no edital do ano passado precisam verificar nos seus campi se os planejamentos de recurso viabilizam a participação em atividades científicas externas à Instituição.

O IFRN reforça que sua prioridade é a formação integral de seus alunos, o que continuará norteando seu planejamento e suas ações. Para tal, vem envidando esforços que evitem que lamentáveis situações, como a do estudante Ciros Kauer Tavares das Chagas, do curso técnico em Eletrotécnica Integrado ao ensino médio, do Campus Mossoró, se repitam.

Marcos Antônio de Oliveira(Pró-reitor) e Wyllys Abel Farkatt Tabosa(Reitor)

enviar comentário
Publicidade
Publicidade

Aplicativo de caronas solidárias da UFRN registra mil downloads em uma semana

Recém-lançado pela Superintendência de Informática (Sinfo) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), o aplicativo de caronas solidárias Vemcar já conta com mil downloads desde que foi disponibilizado para dispositivos Android na última sexta-feira, 31. Voltado à comunidade universitária, o Vemcar pode ser acessado, exclusivamente, por servidores e alunos com vínculo ativo na Instituição, para oferecer ou solicitar caronas que tenham o campus como ponto de chegada ou partida.

Representantes da Sinfo apresentaram o aplicativo nesta quinta-feira, 06, à reitora Angela Maria Paiva Cruz, que parabenizou e agradeceu à equipe responsável pelo desenvolvimento da ferramenta. “Essa iniciativa inteligente e econômica dará importante contribuição para melhorar a mobilidade no campus. Em função das dificuldades na oferta de transporte público de massa, a Universidade convive com o crescimento do uso de transporte individual, mas por esse aplicativo poderá ter menos transtornos por adotar a carona amiga”, declara.

Foi a partir da observação dos problemas de mobilidade urbana que o aluno do curso de Engenharia de Software da UFRN, Thiago de Lima Andrade idealizou o projeto do Vemcar. O incentivo começou em sala de aula, na disciplina de Desenvolvimento de Aplicativos para Smartphone, em que o professor Gibeon Soares de Aquino Júnior lançou aos alunos, o desafio de criar soluções em TI que facilitasse a vida da comunidade universitária. Entre todos os protótipos, o de Thiago Andrade foi escolhido para ser desenvolvido pela Sinfo, onde o estudante fez estágio para participar do processo.

Professor Gibeon Soares de Aquino Júnior lançou desafio aos alunos

“Essa experiência foi enriquecedora para a minha carreira, pois a partir do contato com a equipe da Sinfo eu me descobri na área de desenvolvimento mobile. Além disso, sinto-me realizado por experimentar a entrega real de um aplicativo aos usuários. Antes era apenas teoria, agora as pessoas estão usando de verdade”, compartilha o universitário que, atualmente, elabora o trabalho de conclusão de curso sobre o Vemcar. O professor e diretor de sistemas da Sinfo, Gibeon Soares destacou que pela primeira vez, um projeto de um estudante é concretizado pela Sinfo, como forma de incentivar a criação de soluções inovadoras para a sociedade.

Desenvolvimento

O trabalho também foi considerado audacioso e desafiador pelos integrantes da equipe desenvolvedora, que durante o processo entrevistou a comunidade universitária para definir o nome da ferramenta e identificar os principais receios no seu uso. Como a segurança foi o problema mais levantado, foram criados recursos que ajudassem nesse sentido: termo de uso, login e senha, raio de localização, likes, entre outros. O principal diferencial, no entanto, é o uso restrito a professores, técnico-administrativos e alunos de qualquer campus da Instituição, que devem realizar o login com os mesmos dados de acesso nos sistemas integrados da UFRN. “Pensamos em maneiras de garantir o máximo de proteção aos usuários, que ainda podem desistir de conceder ou pegar a carona a qualquer tempo”, ressalta o líder da equipe, Jean Guerethes Fernandes Guedes.

No quesito funcionalidade, foram empregadas novas tecnologias e pesquisadas as principais queixas de aplicativos semelhantes, para evitar que se repetissem no Vemcar, para o qual já são planejadas atualizações como mapas, rotas e disponibilidade para outros sistemas operacionais. A primeira versão recebeu nota máxima por mais da metade dos usuários, que deixaram avaliações no site do Android, onde está disponível para download. “Este produto é inovador dentro do campus e ainda surge como uma oportunidade ímpar de sinergia entre academia e indústria, com uma utilidade bem diferente dos demais aplicativos que já desenvolvemos até agora”, acredita Victor Jerônimo Lopes Galdino, membro da equipe desenvolvedora.

Como funciona

Após fazer o login e aceitar os termos de uso, os usuários que utilizam o aplicativo pela primeira vez têm acesso a um tutorial com o passo a passo de como usar as duas abas disponíveis para solicitar ou para oferecer carona. Ao selecionar uma dessas opções, é necessário informar os pontos de partida e chegada e acompanhar o filtro onde aparecem todas as caronas para, dessa forma, escolher ou associar-se às mais adequadas. Os motoristas ainda têm acesso a um mapa onde encontram as localizações dos passageiros associados ao seu trajeto.

O download do Vemcar está disponível para aparelhos do sistema operacional Android a partir da versão 4.4., acessado no seguinte link: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.ufrn.sinfo.vemcar&hl=pt_BR

Outras informações constam no vídeo de apresentação, disponível em https://www.youtube.com/watch?v=jNwnm1_ovho.

Com informações e fotos da UFRN

Comentários (2) enviar comentário
  1. paulo martins disse:

    Não é exagero imaginar que apareça um vereador natalense (quem sabe Sandro Pimentel?) para propor à câmara municipal projeto de lei visando regulamentar o "uber" da Ufê-renê!
    A indigência de criatividade dos "nobres" parlamentares é tão grande que não dá para descartar tal façanha.

    • Caicoense Fingido disse:

      Desde que não sejam comentários e declarações alucinadas, com fulcro em notícias fantasiosas, ridículas e falsas, o apoio dos vereadores seria válido.

Publicidade

“Eu enquadrei ele, ele tentou reação e eu passei o rodo”, diz adolescente, que confessou ter matado vigilante do IFRN

Reportagem do G1-RN nesta quarta-feira(12) choca pela frieza do “de menor”. A Polícia Civil conseguiu identificar e deteve um adolescente de 17 anos apontado como autor da morte do vigilante do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), Cabral Neto, na cidade de Apodi. O crime aconteceu na manhã dessa terça-feira (11) e, nesta quarta-feira (12), o adolescente confessou a autoria.  “Eu enquadrei ele, ele tentou reação e eu passei o rodo”, disse em depoimento.

Veja detalhes da reportagem aqui

Comentários (7) enviar comentário
  1. Walter disse:

    As leis não mudam porque os políticos só ficam se defendendo dos roubos que praticaram

  2. Alldo disse:

    Se fosse da minha família esse marginal ia ver o que eu ia fazer com o cabo do rodo, antes de ser enquadrado.

  3. MB disse:

    Os marginais não respeitam os direitos humanos dos trabalhadores, pais de família, mas nós temos que respeitar os deles? Por quê ?

  4. Cesar B. disse:

    É um ABSURDO a lei proteger um marginal como esse, a pena para esse delinquente deveria ser a prisão perpétua. A sociedade ainda tem que aguentar ver OS DIREITOS HUMANOS defendendo esse tipo de marginal. VERGONHA.

  5. Luciana Morais Gama disse:

    Amanhã tá solto, e pronto pra matar outro.

  6. Helio Motta disse:

    Se esse vigilante tiver família, esse vagabundo ia ver a cor do rodo bem ligeirinho…

  7. ANA BEATRIZ disse:

    Isso é revoltante. Esses adolescentes são infinitamente piores que os adultos. Vejam o depoimento dele, quanta frieza, meu Deus. Essas leis têm que mudar. As pessoas têm que pagar pelos seus erros. Esse marginal adolescente ceifou uma vida por banalidade, destruiu uma família, causando-lhe uma dor sem fim, uma revolta eterna. Onde vamos parar?

Publicidade

Universidade Católica de Brasília compra grande área em Nova Parnamirim

A Universidade Católica de Brasília adquiriu uma área de 60.000 metros quadrados em Nova Parnamirim.

Segundo informações, a área fica próxima aos condomínios Green Club. A negociação levou meses e atinge cifras consideráveis.

 

Comentários (3) enviar comentário
  1. Bruno Rodrigues disse:

    Seria a PUC?

  2. Ricardo disse:

    Como assim custo fiscal zero???

  3. José julio disse:

    "Custo fiscal ZERO"

Publicidade

Relação entre estresse e infertilidade é tema de estudo na UFRN

A infertilidade é uma condição que afeta aproximadamente 15% a 25% dos casais que desejam engravidar. Estudos evidenciam que há uma relação entre o estresse e os parâmetros reprodutivos, e que isso influencia negativamente na probabilidade de engravidar.

Preocupada com essas informações, a aluna de mestrado em Psicobiologia do Centro de Biociências (CB) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Nathália Karen Maia Bezerra, orientada pela professora Nicole Leite Galvão-Coelho, está estudando a infertilidade em homens e mulheres na Maternidade Escola Januário Cicco (MEJEC) e avaliando os dados no Laboratório de Medidas Hormonais do Departamento de Fisiologia do CB.

Segundo a pesquisa, os sintomas psicológicos advindos da infertilidade são complexos e influenciados por diversos fatores, como diferenças de gênero, causas e duração da infertilidade, estágio específico da investigação e do tratamento, além da própria capacidade de adaptação ao problema e da motivação para ter filhos.

“Atualmente nota-se um aumento progressivo na necessidade de uso das tecnologias de reprodução assistida, seja ela de alta ou de baixa complexidade e, por isso, a finalidade deste estudo consiste em avaliar como o perfil psicofisiológico modula o resultado do tratamento em casais, que se submetem ao procedimento de fertilização in vitro”, explica Nathália Bezerra.

A professora Nicole Galvão Coelho conta que seu grupo de pesquisa, tradicionalmente, estuda o estresse e as psicopatologias associadas. “A interação deste tema à reprodução assistida tem fundamental importância para a sociedade como um todo, mas também especificamente para o Rio Grande do Norte, pois a Maternidade Escola da UFRN é a única instituição pública no país a realizar o procedimento de reprodução assistida gratuitamente”, ressalta a docente.

De acordo com a pesquisa, as habilidades do sujeito para responder adequadamente a cada estressor depende dentre outras características, do seu estilo de enfrentamento aos agentes estressores e de um suporte social adequado.

A pesquisa conta com a colaboração da equipe do Centro de Reprodução Assistida da Maternidade Escola Januário Cicco, liderada pela médica Mychelle de Medeiros Garcia Torres.

UFRN

 

enviar comentário
Publicidade

Comperve divulga edital para 40 vagas em curso de Libras da UFRN, 2º semestre

O Núcleo Permanente de Concursos (Comperve), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), divulgou, na última terça-feira, 4, edital para preenchimento de vagas no Curso Superior de Letras, com habilitação em língua brasileira de sinais (Libras). São oferecidas 40 vagas para início no segundo semestre de 2017.

A seleção é aberta para portadores de Certificado de Conclusão do Ensino Médio (ou curso equivalente) e que já apresentem domínio em Libras. As inscrições serão abertas no dia 17 de abril e seguem até 1º de maio. Elas devem ser realizadas exclusivamente pelo site da Comperve, onde o candidato deve preencher o formulário de inscrição.

Os candidatos inscritos passarão pelo Teste de Verificação de Habilidade Específica (THE), que consiste em uma avaliação prática em Libras. Os aprovados neste teste serão submetidos a uma prova de redação. As duas avaliações acontecem no dia 14 de maio. O resultado final deve ser divulgado no dia 30 de junho.

Outras informações podem ser consultadas no edital da seleção, que também está disponível na versão Libras.

Com informações da UFRN

enviar comentário
Publicidade

FOTO: Bancada evangélica celebra retirada de questão de gênero de base curricular

Foto: Ed Ferreira – 10.jun.2015/Folhapress

Horas antes de o MEC (Ministério da Educação) divulgar documento que subtrai as expressões “identidade de gênero” e “orientação sexual” da base nacional curricular, o presidente Michel Temer recebeu deputados da Frente Parlamentar Evangélica no Palácio do Planalto.

O grupo tinha uma meta: convencer Temer de quão “absurda” era “a pedagogia que busca impor uma teoria com base sociológica que desconsidera a realidade biológica das crianças e adolescentes”.

É o que diz ofício entregue ao presidente no dia, assinado pelos presidentes das frentes evangélica e da família, os pastores Hidezaku Takayama (PSC-PR) e Alan Rick (PRB-AC), mais o vice-presidente da bancada católica, deputado Flavinho (PSB-SP).

Eles também enviaram documentos se manifestando contra o aborto, a legalização das drogas e a uma resolução que combate a discriminação contra a comunidade LGBTQ, obrigando escolas a deixar “que a pessoa use o banheiro que desejar”, como a transexual que vai ao toalete feminino (“isso é um atentado violento ao pudor e a moral, no qual teremos homens e mulheres dividindo espaços íntimos e que deveriam ser protegidos daqueles que não compartilham da mesma anatomia”).

Como a Folha reportou nessa quinta (6), o MEC alterou sem alarde o texto da nova versão do documento que define o que os alunos devem aprender da creche ao ensino médio, uma bússola para redes e escolas produzirem seus currículos. A pasta retirou a referência inicial à necessidade de respeito a “identidade de gênero” e “orientação sexual”, que apareciam em versão prévia do projeto apresentada a jornalistas na terça (4).

Em nota, o MEC afirmou que o texto “passou por ajustes finais de editoração/redação que identificaram redundâncias”. Segundo a pasta, o texto encaminhado a membros do Conselho Nacional de Educação na quarta-feira (5) já contém os ajustes.

Quatro deputados presentes na excursão evangélica ao Planalto contaram que Temer disse concordar com suas posições avessas ao tema e também ao aborto e à legalização das drogas. O presidente também ressaltou, segundo eles, que aquelas eram posições pessoais, não a voz do Executivo, até porque os outros dois Poderes (Legislativo e Judiciário) precisam manter sua independência.

A Folha apurou que deputados da frente tiveram ao menos dois encontros prévios para discutir o assunto com o ministro da Educação, Mendonça Filho. A agenda não teria sido divulgada para “não criar alarde”, diz um deles, que pediu anonimato. O ministro teria mostrado “sensibilidade” à demanda dos religiosos.

Ligado à Igreja Batista acriana, Alan Rick diz se sentir vitorioso com o “apagão” ideológico. “Defendo os princípios que a sociedade me cobra. Os pais não querem ver seus filhos doutrinados. Falam pra mim: ‘Deputado, meu filho vai à escola para aprender matemática, português, não para ser ensinado que ele pode ter vários gêneros’. Falam que existe mais de cem gêneros. Isso é uma loucura!”

O pastor Marco Feliciano (PSC-SP) afirma que, agora, “os pais poderão descansar, pois o Estado não vai interferir na educação de seus filhos”.

A base é composta por…*

…4 áreas do conhecimento:

> Matemática
> Ciências da natureza: ciências
> Linguagens: língua portuguesa, arte, educação física e língua inglesa
> Ciências humanas: geografia e história

…e as principais mudanças ocorreram em:

Alfabetização
Como é: Plano Nacional da Educação prevê aluno alfabetizado até o 3º ano
Como fica: Alfabetização será antecipada para o 2º ano, aos 7 anos de idade

Ensino religioso
Como é: Constituição de 1988 define que o tema é facultativo nas escolas
Como fica: Foi retirado do texto; caberá aos Estados, municípios e escolas privadas decidir

Estatística e probabilidade
Como é: Não apareciam nos documentos prévios da base
Como fica: Serão ensinadas a partir do 1º ano do fundamental

Com informações da Folha de São Paulo

Comentários (3) enviar comentário
  1. Comedor de Coxinhas disse:

    Vitória do atraso e da ignorância !

    • Ceará Mundão disse:

      A depender de petistas como você, nossa educação vai continuar uma porcaria e nossas crianças e jovens seriam doutrinados prá destruição dos valores sociais, da moral, da ética e da família brasileira. Ainda bem que gente como vc ainda é minoria na nossa sociedade e o povo brasileiro está abrindo os olhos prá realidade. É por causa dessas ideias nocivas que precisamos combater essa esquerda purulenta sem trégua. Para o bem do nosso Brasil.

  2. Maria Dantas disse:

    Isso foi uma vitória.

Publicidade