Publicidade

Cartão Verde, que ‘premia’ Fair Play, vai ser testado pela CBF

Por interino

Cartão Verde Copa Verde (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

A edição de 2017 da Copa Verde terá uma novidade: o cartão verde. A Comissão de Arbitragem da CBF divulgou que o cartão será usado para estimular o jogo limpo e será dado aos jogadores como forma de reconhecimento a atitudes de fair play. A ideia, que surgiu em 2016, foi aprovada pela Fifa para ser aplicada neste ano. O cartão será mostrado durante o jogo e registrado na súmula, assim como os cartões vermelho e amarelo. A primeira fase da competição será realizada nos dias 5 e 19 de março.
Participam da Copa Verde times do Acre, Amazonas, Amapá, Brasília, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

Veja as atitudes que podem provocar um cartão verde:

1 – avisar ter feito a falta em favor dos adversários;
2 – parar na jogada, pois tocou a mão na bola, sem que o árbitro tenha percebido;
3 – aceitar que a penalidade foi marcada de forma correta contra sua equipe;
4 – avisar que a falta marcada a favor de sua equipe não ocorreu;
5 – avisar ter sido tiro de canto para o adversário e não tiro de meta;
6 – avisar ter sido arremesso de lateral para o adversário e não para sua equipe;
7 – avisar que um cartão aplicado a um companheiro foi incorreto e deveria ter aplicado;
8 – parar um ataque de sua equipe ao perceber que o adversário está caído por uma lesão;
9 – um integrante da comissão técnica agir de forma proativa ao evitar reclamações;
10 – evitar que um companheiro reclame da decisão de um dos árbitros da partida;
11 – árbitro perceber que o treinador orienta o jogador para jogar na bola e não fazer falta;
12 – outras ações de “fair-play”

Globo Esporte

enviar comentário
Publicidade

MMA em 2017: Brasil pode ter até oito campeões do UFC: veja quem tem chance

Imagem: Rigel Salazar/Ag. Fight

Por interino

A Era de Ouro do Brasil no UFC pode ser retomada nesta temporada. Na verdade, o ano de 2017 pode dar ao país um número recorde de cinturões. Os lutadores brasileiros – que já detiveram 4 títulos simultaneamente nos idos do ano de 2012 – podem ser donos de oito dos 11 ouros.

Vou então listar abaixo quais são as categorias que o Brasil pode ter – ou já tem – campeões neste ano e quem são os atletas com mais chance.

Peso palha feminino (até 52kg) – Jéssica Andrade já foi anunciada como próxima desafiante da campeã Joanna Jędrzejczyk. Apesar de sua boa fase na nova categoria, a paranaense terá vida muito dura contra a polonesa. Precisará ter a melhor atuação de sua vida para sagrar-se campeã.

Peso pena feminino (Até 61kg) – Amanda Nunes tem tudo para se manter como campeã do peso por muito tempo. Sua próxima luta será contra Valentina Shevchenko, a quem já venceu no UFC.

Peso galo feminino (até 66kg) – Cris Cyborg dificilmente precisará de mais de um round para tomar o cinturão inaugural das mãos de Germaine de Randamie. Dana White já avisou que a brasileira é a próxima desafiante, mas a holandesa está claramente fugindo do combate e vem falando em conceder revanche para Holly Holm.

Peso mosca (até 57kg) – Wilson Reis já foi convocado para uma disputa de cinturão, que acabou caindo por conta de uma lesão de Demetrious Johnson. Mas agora, o campeão está absolutamente sem adversários na categoria e o brasileiro deve ser chamado para o title shot. Será complicado para Wilson, que terá pela frente o campeão mais dominante do UFC na atualidade.

Peso pena (até 61kg) – José Aldo retomou o cinturão que foi seu por muitos anos e agora o colocará em jogo contra o campeão interino Max Holloway no UFC Rio, em junho. Não deve ter problemas para mantê-lo e depois pensar em caçar seu algoz Conor McGregor na categoria de cima.

Peso meio-médio (até 77kg) – Demian Maia está apenas esperando sentado pelo vencedor da disputa de cinturão entre Tyron Woodley e Stephen Thompson, no UFC 209. O brasileiro já foi confirmado como próximo desafiante e, se mantiver a técnica de chão de suas últimas lutas, tem condições de vencer qualquer um dos dois e se tornar campeão do Ultimate.

Peso médio (até 84kg) – Ronaldo Jacaré tem apenas que ver quando o campeão Michael Bisping vai sair de cima do muro e colocar o cinturão em jogo. A questão é apenas quando o brasileiro terá sua chance, mas não deve passar desse ano, já que o inglês fala em enfrentar Yoel Romero e até GSP antes de dar a chance para Jacaré.

Peso pesado (até 120kg) – Junior Cigano disputará o cinturão que já foi seu em maio, contra o campeão Stipe Miocic, com o retrospecto de já ter vencido o norte-americano em 2014. Entra no octógono com boas chances de retomar o título. E o Brasil pode ter mais uma chance ainda em 2017 na categoria, se Fabrício Werdum vencer Bem Rothwell neste mesmo card.

Blog Na Grade do MMA – UOL

enviar comentário
Publicidade

COPA CIDADE DO NATAL: Globo e ABC empatam em 1º jogo da final, e alvinegro joga por um mesmo resultado para o título

Foto: Site FNF

Por interino

O ABC enfrentou o Globo nesta quarta-feira (22), na Arena das Dunas, no primeiro jogo da final do primeiro turno do Campeonato Potiguar, e ficou no empate em 1 a 1. O gol abecedista foi marcado pelo zagueiro Jamerson, contra, enquanto Luizão fez para o adversário.

Agora, o alvinegro se prepara para o segundo e decisivo compromisso. A partida está marcada para o dia 5 de março, às 16h, novamente na Arena das Dunas. O ABC jogará por um empate para ficar com o título.

Geninho analisa primeiro jogo da decisão e agora passa a pensar em Copa do Nordeste

O treinador abecedista, Geninho, disse que já esperava um jogo complicado. “Sabíamos que não teríamos vida fácil. O Globo tem uma boa equipe, rápida, bem treinada e fez um bom jogo. Além de tudo fez um gol no começo, que obrigou o nosso time a acordar e mudar a postura. Foi um jogo típico de decisão, bem diferente daquele da estreia, e esse será o panorama para o segundo jogo. A decisão está aberta”, declarou o técnico.

Geninho destacou que agora é esquecer o Estadual e focar na Copa do Nordeste. “A final é importante, mas vamos deixá-la um pouco de lado, agora. Temos um jogo complicado pela Copa do Nordeste no final de semana, outra decisão em que precisamos de um bom resultado, fora de casa, contra um grande equipe, e vamos trabalhar com foco total nesse jogo”, afirmou.

O alvinegro volta a campo no próximo sábado (25), quando enfrentará o CRB/AL, às 18h45, no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL). A partida será válida pela 4º rodada do Grupo D do Nordestão.

Com informações do ABC

Comentário (1) enviar comentário
  1. Talles disse:

    Ontem deu 1000 torcedores? maioria do globo né. kkkkkkkk

Publicidade

Veja relacionados do ABC para a decisão contra o Globo

Foto: Andrei Torres/ABC FC

Por interino

A preparação abecedista para o compromisso contra o Globo, primeiro confronto da final do primeiro turno do Campeonato Potiguar 2017, foi concluída da tarde dessa terça-feira (21), na Arena das Dunas. O jogo decisivo está marcado para esta quarta-feira (22), às 19h15, na Arena.

O grupo iniciou a atividade com um recreativo, o “rachão”, e depois o treinador do Mais Querido, Geninho, conversou com os jogadores e comandou um trabalho de finalização através de chutes a gol, cruzamentos, além de uma movimentação de ataque contra defesa.

A boa notícia foi a participação do lateral-esquerdo Luiz Felipe e do volante Márcio Passos, que estavam em processo de transição e já treinam normalmente com o restante do elenco.

Depois do treino, Geninho definiu a relação com os convocados, que logo iniciaram o regime de concentração na Concentração Jorge Tavares de Morais. O treinador alvinegro relacionou 21 atletas para o jogo.

O técnico segue sem contar com o goleiro Jota, entregue ao Departamento Médico. A boa notícia é o retorno do volante Márcio Passos, que se recuperou de lesão e volta a ficar à disposição.

Confira a relação completa:

Goleiros: Edson e Júnior Beliato;
Laterais: Levy, Romano e Marquinhos;
Zagueiros: Cleiton, Léo Fortunato, Oswaldo e Tiago Sala;
Volantes: Anderson Pedra, Felipe Guedes, Márcio Passos e Jhonata;
Meias: Erivélton, Gegê, Echeverría e Fábio Gama;
Atacantes: Nando, Caio Mancha, Dalberto e Túlio Renan.

Com informações do ABC

Comentário (1) enviar comentário
  1. LULA NÃO SEI DE NADA, NÃO VI, TÔ POR FORA disse:

    Pra cima deles PAPAI ABC!

Publicidade

Sensação nos anos 80 e 90, ex-narrador, Januário de Oliveira foi soldado na guerra Israel x Palestina, e vive sua aposentadoria em Natal-RN

Por interino

Famoso por bordões que marcaram época (“Taí o que você queria, bola rolando”, “Tá lá um corpo estendido no chão”), o ex-narrador de futebol Januário de Oliveira guarda vivas na memória as cenas da guerra entre Israel e Palestina, que ele viveu de perto quando tinha 18 anos. Hoje, aos 77, ele vive sua aposentadoria em Natal, no Rio Grande Norte.

Januário conversou por telefone com o UOL Esporte e contou também que a diabetes lhe tirou a visão completa do olho esquerdo, além de uma parte da do direito.

“O rosto de uma pessoa a dois metros eu não vejo”, disse ele, que trabalhou por seis anos na TV Bandeirantes, além de ter tido uma carreira profícua no rádio. “Hoje eu acompanho a televisão. Vou ouvindo e reconhecendo as pessoas. Eu sei quem são, quem está falando, mas lamentavelmente eu não tenho mais nada pra fazer.”

Ligado principalmente ao futebol carioca, Januário fez sua última transmissão na Copa de 1998, em um jogo entre França e Paraguai.

Ainda adolescente, ele estava no Exército quando resolveu ser voluntário de um batalhão das Nações Unidas para atuar no conflito no Oriente Médio. No final da década de 50, o estado de Israel já havia ocupado parte do território antes habitado por árabes palestinos, criando uma quantidade grande de refugiados que foram à área anos depois conhecida como Faixa de Gaza.

Leia o relato de Januário de Oliveira sobre sua participação na guerra:

“Eu sempre gostei de aventura. Quando estava no Exército aos 18 anos surgiu um batalhão da ONU para ir à Faixa de Gaza. Imagina! O idiota aqui se apresentou como voluntário. Eles queriam completar o número de 800 e poucos soldados e pouca gente se apresentou como voluntário. Só um inteligente como eu. O resultado foi que eu estava no Egito onde o bondinho da nossa chegada no deserto e foi uma chuva de balas que você não pode fazer ideia.

Os egípcios eram contrários às forças da ONU. Não era só brasileiro que tinha lá, tinha brasileiros, canadenses, colombianos, norueguês, dinamarquês, sueco, indiano e iugoslavo, e nós brasileiros éramos nove. Esse exército ia ficar lá em princípio um ano, mas acabei ficando um ano e cinco meses.”

Viu pessoas morrendo a sua frente?

“Não uma só. Vi uma quantidade… na primeira noite que estávamos lá, foi chamada uma patrulha de emergência para socorrer um desastre de trem na entrada do deserto. Pra se ter uma ideia encheu dois caminhões de corpos. Foi um cartão de visita que era de chorar. Na hora eu me arrependi de ter ido, mas depois de uns dez dias eu comecei a gostar. Lá na fronteira entre Israel e Egito ganhava-se oito dias livres de descanso que você poderia escolher entre o Cairo, Líbano ou Alexandria também no Egito.”

Chegou a matar alguém?

“Jurei à minha mãe quando ela era viva que jamais tinha matado alguém. Eu prendi muitos caras, cheguei a dar tiros na perna pra não partir pra cima da gente. Muitas vezes éramos em dois soldados contra vários. Não era fácil, era uma coisa que você fazia por necessidade, o negócio foi bastante brabo. Naquela época não se falava em Faixa de Gaza, nem se tocava nesse assunto. Dizia-se apenas que a ONU estava criando uma força de paz que tinha como objetivo principal a paz no Oriente Médio.

Foi uma viagem e experiência importante na minha vida. Estive num lugar que eu não visitaria jamais, não que eu não quisesse, pelo contrário. Sonhava em poder visitar um dia, mas não imaginei que fosse tão cedo. Com 19 anos eu estava fazendo a festa de aniversário em Jerusalém, o que eu jamais imaginei. Sou católico, imagina então a representatividade que tinha pra mim a cidade de Jerusalém! Passei dez dias lá e saí renovado.

Depois de um ano que saímos de lá, Israel tomou conta de tudo. Israel era um país e Egito outro, e Gaza fazia parte do Egito. Hoje Gaza é o quintal de Israel, levaram seis dias pra tomar tudo, na chamada Guerra dos Seis Dias [em 1967].”

Em 1960 a seleção brasileira de futebol foi jogar no Cairo, no Egito, e aí deu como prêmio a 200 soldados a ida ao Cairo para assistir ao jogo. Eu estava no meio dos premiados. Fui lá e conheci Dino Sani, Pelé, Zito, Gilmar, a seleção campeã do mundo de 1958. Foi uma coisa fantástica.”

UOL

 

Comentários (7) enviar comentário
  1. TADEU SERGIO disse:

    Ézio, Super Ézio…

  2. Ricardo Lago disse:

    Grande narrador. Outro bordão: "é cruel! Muito cruel esse Dinamite"

  3. Danniel Montenegro disse:

    Conheci Januário a uns 20 anos atrás, em Natal, através do seu sobrinho, Roosevelt, que é um amigo. Na época assistindo um jogo do campeonato brasileiro na BAND ele me mandou um abraço ao vivo na transição do jogo. Foi uma grata surpresa. Já sabia que ele estava morando em Natal e salve engano ele também é tio da ex-esposa do jogador Ronaldo "Fenômeno"

  4. L.NELSON JUNIOR disse:

    Famoso por bordões que marcaram época (“Taí o que você queria, bola rolando”, “Tá lá um corpo estendido no chão”), o ex-narrador de futebol Januário de Oliveira guarda vivas na memória as cenas da guerra entre Israel e Palestina

    GUERRA ENTRE ISRAEL E PALESTINA? NAQUELE TEMPO NÃO EXISTIA A PALESTINA…NAQUELE TEMPO FOI CRIADO DOIS PAÍSES, UM ÁRABE E OUTRO JUDEU, OU SEJA, ISRAEL E JORDÂNIA, NÃO PALESTINA, COMO DIZ A MATÉRIA.

  5. AUGUSTO disse:

    Um dos maiores narradores que já ví e ouvi……parabéns e obrigado por escolher Natal como sua casa grande Januário.

  6. Inquisidor disse:

    Taí o que voce queria!
    Bola rrrrrolando no gramado do maracanã!
    E o gol!!! Goooooooooooooool superÉzio!!
    Grande figura da crônica esportiva e fora isso, no auge da carreira na década de 90 deu uma chamada na grande num certo ex-jogador frustrado e atual BABÃO recalcado da crônica esportiva local em rede nacional!!!KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    Valeu, Januário! Seja bem vindo!

Publicidade

Prazo de inscrição para programa Bolsa-Atleta no RN termina nesta sexta-feira

Programa de incentivo ao desporto, instituído através da Lei nº 9.955 de junho de 2015 de autoria da deputada estadual Márcia Maia (PSDB-RN)

O prazo para as inscrições e entrega da documentação para pleitear um benefício no programa Bolsa-Atleta terminam nessa sexta-feira (24). O Resultado da Seleção será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE/RN), no sítio da SEEL (www.seel.rn.gov.br) em até 30 dias após o encerramento das inscrições.

Confira aqui o edital de inscrição da Bolsa-Atleta

O edital de adesão e a abertura das inscrições para o programa de incentivo ao desporto, instituído através da Lei nº 9.955 de junho de 2015 de autoria da deputada estadual Márcia Maia (PSDB), foi publicado no fim do mês de janeiro. Todas as informações acerca de documentação e modelos de formulários exigidos estão disponíveis no edital de inscrições.

A documentação deve ser entregue no setor de Protocolo da SEEL (Secretaria de Estado do Esporte e do Lazer), localizada na Rua Militão Chaves, 2049, no bairro de Candelária, de segunda a sexta, das 8h às 17h, exceto feriados. A SEEL ainda não divulgou um balanço parcial de inscritos.

“Apesar de ainda não termos a informação exata sobre o número de atletas já inscritos em caráter oficial, soube que a procura tem sido grande. É um programa de relevante caráter social que lutamos pela aprovação e que agora trará esperança e uma perspectiva de futuro para muitos atletas e, claro, para o esporte no Rio Grande do Norte”, afirmou a deputada Márcia Maia.

A Bolsa-Atleta foi regulamentada no último dia 6 de janeiro pelo Governo do Estado. Para 2017, o programa concederá 44 bolsas divididas em cinco categorias: Estudantil, Regional, Nacional, Internacional e Olímpico/Paralímpico.

Dentre os pré-requisitos para concessão e manutenção da Bolsa-Atleta, podem ser destacados: a obrigatoriedade de estar filiado a clube, Federação Esportiva ou Entidades de Prática do Paradesporto no RN; residir no estado, ter idade mínima de 15; ter matricula regular em instituição de ensino público ou privado (Atleta Estudantil); ter competido em nível municipal, estadual, nacional ou no Exterior no ano anterior; apresentar planejamento esportivo anual, com plano de treinamento, objetivos, metas e calendário de competições para o ano de recebimento do benefício.

O valor recebido pelo atleta beneficiado somente poderá ser utilizado para cobrir gastos com educação, alimentação, saúde, inscrições para competições, passagens para eventos esportivos, transporte urbano e aquisição de material esportivo, exigindo inclusive, a prestação de contas dos recursos advindos do benefício. No caso de atletas que recebam outros patrocínios, a bolsa será de 80% do valor estipulado para a respectiva categoria.

O investimento previsto para a concessão do benefício em 2017 é de um total de R$ 205 mil. O Executivo Estadual prevê o aumento do número de bolsas em cada uma das cinco categorias chegando em 2020 a um total de 82 – com o valor reajustado anualmente de acordo com o salário mínimo.

Além da proposta do projeto de lei defendido na Assembleia, Márcia ainda destinou emenda ao orçamento de 2017 para assegurar a execução do programa. “Com esse novo mecanismo, plantamos uma semente de continuidade e incentivo ao esporte potiguar. Agora, nossa missão será acompanhar, fiscalizar para assegurar que não apenas essa política pública importante funcione, mas que outras tão importantes quanto possam funcionar de forma efetiva no estado”, pontuou.

Concessão de bolsas

A concessão da Bolsa-Atleta contemplará prioritariamente atletas de modalidades olímpicas e paralímpicas e com o melhor rendimento, assim compreendido: medalha de ouro, prata e bronze, e melhor índice técnico, respectivamente. Atletas de outras modalidades vinculadas – ou não – ao Comitê Olímpico Brasileiro ou ao Comitê Paralímpico Brasileiro também poderão pleitear o benefício.

A bolsa terá duração de no máximo 12 meses para cada beneficiário, sendo encerrada no fim do respectivo ano fiscal independente da data do início do recebimento. O atleta beneficiado que conquistar medalha em Jogos Olímpicos e Paraolímpicos ou Pan-americanos será indicado, automaticamente para renovação da respectiva bolsa. O Governo do Estado publicará, anualmente, no Diário Oficial do Estado e no Portal da Transparência a relação dos atletas contemplados com a Bolsa-Atleta.

Comentário (1) enviar comentário
  1. Hsb disse:

    arre lá com tanta bolsa! Vamos de bolsa naro ou de bo….

Publicidade

DIS comemora derrota de Neymar e espera prisão

A DIS comemorou muito a decisão da Justiça Espanhola dessa segunda-feira (20), negando recursos de Neymar, seus pais e suas empresas e determinando o julgamento de ação criminal contra o jogador ainda neste ano. De acordo com seus representantes legais, o fundo irá até o fim no processo, e prioriza ver o atleta punido e preso a receber a compensação financeira.

“Nossos clientes estão nessa ação por Justiça, não por dinheiro. A Justiça Penal é prioridade, tem o dinheiro em segundo plano. O que nossos clientes pretendem é ver a justiça realizada. Eles foram enganados, foram vítimas de um negócio fraudulento, que desde o âmbito civil é antiético e imoral. O jogador jogou contra o clube que lhe pagou dez milhões de euros em uma final de Campeonato Mundial, já com esse dinheiro no bolso”, afirma Paulo Nasser, advogado que atua em favor da DIS na ação na Espanha, se referindo ao duelo entre Santos e Barcelona, no Japão (vitória dos espanhóis por 4 a 0, em 2011).

Neymar é acusado pela DIS e pelo Ministério Público espanhol de dois delitos: estafa (estelionato) e corrupção entre particulares. Cada um deles prevê pena máxima de quatro anos – tanto a DIS como o MP pedem nos autos a prisão do jogador.

“Para o jogador, o Ministério Público da Espanha e nossos clientes, DIS e FAAP (Federação de Atletas Profissionais), estão de acordo que uma das penas que devem ser aplicadas ao jogador é de prisão. Nós pedimos cinco anos de prisão, o MP da Espanha pede dois anos de prisão. Ainda existe a possibilidade de pena de inabilitação profissional, para que o jogador não possa exercer a profissão durante a condenação. Além disso, que sejam indenizados nosso clientes em razão dos prejuízos que sofreram”, explica Nasser.

Com a decisão desta segunda feira Neymar, seus pais e ex-dirigentes de Santos e Barcelona serão julgados pelos crimes. Não há um prazo definido para julgamento, mas a expectativa é de que ele aconteça ainda neste ano, entre julho e agosto – isso tudo pode mudar dependendo das novas etapas do processo.

O caso é parte de uma queixa do grupo de investimento brasileiro DIS, que era dono de parte dos direitos de transferência de Neymar e diz ter recebido menos dinheiro do que deveria quando Neymar se transferiu do Santos ao Barcelona, em 2013.

Investigações foram realizadas na Espanha e no Brasil sobre se alguma parte da quantia de transferência de Neymar foi ocultada quando ele foi para Barcelona.

Para o tribunal espanhol, os argumentos expostos por Neymar em seu recurso deverão ser esclarecidos no julgamento já que é indiscutível a “assinatura do próprio jogador nos contratos” investigados.

O principal argumento do jogador é que ele se manteve fora do negócio e que, desde o tempo em que era menor até alcançar a maioridade “se dedicou exclusivamente a jogar futebol, depositando a sua confiança absoluta e cega em seu pai, para qualquer outro aspecto”.

Os juízes consideraram que o argumento é semelhante ao do também jogador do Barcelona Leonel Messi, em outro processo, recordando que ele foi julgado e condenado a 21 meses de prisão e a pagar 2 milhões de euros por fraude fiscal.

Procurados pela reportagem através de sua assessoria de imprensa, Neymar e seus pais preferiram não se manifestar sobre a decisão e as declarações.

UOL

Comentários (5) enviar comentário
  1. cabral disse:

    O sucesso incomoda muita gentes. kkkkkkkkkkkk

  2. Erilene disse:

    Não é pq ele é jogador que tem que ficar impune. Cadeia nele!

  3. ELTON disse:

    ESSE ZEGOLINHA TEM CARA MESMO DE MARGINAL…DAVA CERTO ELE NOS PRESIDIOS DAQUI.

  4. Edu disse:

    É para se lascar também, roubou péia…

  5. Pedrinho disse:

    Cadê a galera do "bandido bom é bandido morto?"

Publicidade

FINAL DO 1º TURNO – 1ª PARTIDA: FNF divulga valores promocionais de ingressos para decisão entre Globo e ABC

(Foto: Diego Simonetti/Santa Cruz de Natal)

A Federação Norte-rio-grandense de Futebol divulgou por meio de resolução na tarde desta segunda-feira (20), os valores dos ingressos para a partida de ida entre Globo e ABC, válido pela final da Copa Cidade do Natal. Os torcedores poderão adquirir seus ingressos com valor promocional até a terça-feira (21), mulheres terão direito a comprar ingresso pelo valor de meia.

Sócios torcedores de ABC e Globo também poderão comprar o ingresso para a final com o valor de meia entrada, sendo os clubes responsáveis pelo controle e venda aos sócios. A renda do jogo será divida entre os dois clubes, sendo 60% para o vencedor e 40% para o perdedor.

Confira valores dos ingresso promocional até 21/02:

Torcida do ABC – setor leste

R$30 inteira/ R$ 15 meia.

Torcida do Globo – setor noroeste

R$30 inteira/ R$ 15 meia.

Setor misto (Globo e ABC) – cadeiras premium

R$ 60 inteira/ R$ 30 meia.

Valores cobrados no dia do jogo 22/02:

Leste e noroeste: R$ 40 inteira/ R$ 20 meia.

Cadeiras premium: R$ 70 inteira/ R$ 35 premium.

Pontos de venda:

Arena das Dunas – bilheteria 1 (portão T), bilheteria 2 (portão L) e pelo site www.arenadunas.com.br

Sport Master do Midway, Natal Shopping e zona norte de 10h às 21h.

Espaço Mais Querido (loja do ABC) de 9h30 às 18h.

PittsBurg Prudente de Morais de 11h às 18h.

Gol Store Mania Prudente de Morais de 9h30 às 18h.

Com informações da FNF

enviar comentário
Publicidade

Neymar investigado por corrupção

O jornal “Marca” informa que a Justiça negou recursos apresentados por Barcelona, Santos, a empresa N & N e a mãe de Neymar.

O jogador, acrescenta a reportagem, será investigado “por corrupção” em ação movida pela empresa DIS sobre a transferência dele para o time espanhol.

O Antagonista

Comentário (1) enviar comentário
  1. Isabel disse:

    Esse tb e o mundo todo que vergonha para os brasileiros

Publicidade

Ouro olímpico no Rio 2016, Rogério Micale é demitido após fracasso no Sul-Americano sub-20

Foto: Lucas Figueiredo / MoWA Press

Rogério Micale não é mais treinador da seleção brasileira sub-20. O comandante não resistiu ao fracasso no Sul-Americano da categoria e foi demitido pela CBF nesta segunda-feira (20). Curiosamente, há exatos seis meses, ele conquistava o inédito ouro olímpico com a Amarelinha na Rio 2016.

O vexame protagonizado no Equador foi o principal motivo para a demissão. A seleção terminou na quinta colocação no hexagonal final e os quatro primeiros garantiam a vaga no Mundial, que será disputado na Coreia do Sul em maio e junho.

Anteriormente, Erasmo Damiani, que era coordenador das categorias de base da CBF, já havia sido demitido também. A responsabilidade de indicar substitutos caberá a Edu Gaspar, coordenador da seleção principal.

Antes de comandar a seleção, Micale treinava o time sub-20 do Atlético-MG. Ele recebeu a chance de ser treinador do Brasil em 2015 com a queda de Alexandre Gallo.

R7

enviar comentário
Publicidade

POLÊMICA GRANDE NO FUTEBOL: Em vídeo, 4º árbitro desmente versão de Federação para impedir Atletiba; Globo nega interferência

Em áudio original da transmissão do clássico entre Atlético-PR e Coritiba, conseguido com exclusividade pelo UOL Esporte, o quarto árbitro da partida, Rafael Traci, afirma que não podia iniciar o jogo enquanto houvesse a transmissão pela internet, alegando que ela não era feita pelos detentores de direitos de transmissão do campeonato. A versão é diferente do que foi dito pelo presidente da Federação Paranaense de Futebol (FPF), Hélio Cury, de que o impedimento havia ocorrido apenas pelos profissionais não estarem credenciados para a partida.

Em meio à transmissão online anterior ao pontapé inicial, o juiz do jogo afirmou ainda que a suspensão foi uma ordem “do presidente Hélio Cury”.

“O pessoal não pode transmitir porque não é a detentora do campeonato”, afirmou Traci à beira do campo. “É isso que a gente recebeu de informação. Se continuarem eles (funcionários da transmissão) dentro do campo, nós não podemos ter essa partida”, completou.

A partida deste domingo acabou cancelada pelos clubes não concordarem com a decisão da federação de impedir os trabalhos dos profissionais, contratados pelos times para transmissão online. Os dois clubes alegaram que contrataram uma produtora independente e que a iniciativa não tinha relação alguma com outra emissora.

Como Atlético-PR e Coritiba não entraram em acordo com a Rede Globo antes do Campeonato Paranaense de 2017, os jogos dos dois times não estão sendo transmitidos pela emissora. Como alternativa, os rivais decidiram exibir o clássico deste domingo, válido pela quinta rodada, em plataformas digitais – no caso, YouTube e Facebook.

A versão inicial divulgada pela FPF neste domingo, no entanto, foi outra. Segundo a entidade, a partida não poderia ser iniciada enquanto profissionais de imprensa sem credenciamento estivessem no campo de jogo, independente de quem detivesse os direitos de transmissão do jogo. “Deveria ser feito um credenciamento 48 horas antes da partida. O nosso posicionamento está bem claro: está proibido”, afirmou o presidente Hélio Cury.

Em entrevista à ESPN, o presidente da FPF alegou ainda que se for remarcado outro clássico e os profissionais estiverem credenciados, a federação não impedirá a transmissão via Youtube e Facebook. “Tem jogo (se os profissionais se credenciarem), claro que tem. Se tiver algum problema maior, vamos discutir na frente. Agora, a federação não pode deixar gente descredenciada senão vira baderna”.

A reportagem do UOL Esporte tentou novamente entrar em contato com o presidente Hélio Cury para comentar o teor do que foi dito pelo quarto árbitro. Porém, ele não atendeu as ligações.

Ainda no domingo (19), a FPF soltou um comunicado oficial falando novamente que a responsabilidade pelo cancelamento da partida foi dos clubes pela recusa de tirar pessoas não credenciadas de dentro do campo e que acompanhou a iniciativa de transmitir o jogo via internet.

Envolvida na polêmica pelos clubes e torcida das duas equipes, a Rede Globo, por sua vez, descartou qualquer responsabilidade sobre a decisão da FPF. Em nota, as Organizações Globo relembram a falta de contrato com os dois clubes – portanto, “não temos interferência na decisão dos clubes e da Federação de não realizar a partida”. “Entendemos que cabe aos clubes dispor livremente dos direitos nos jogos em que se enfrentam, e estávamos cientes inclusive da transmissão via Internet”, afirma a emissora.

Confira a nota oficial:

“A Federação Paranaense de Futebol, em vista dos fatos ocorridos na partida entre Clube Atlético Paranaense e Coritiba Football Club no dia 19/02/2017, válido pela 5ª Rodada do Campeonato Paranaense de 2017, esclarece o seguinte:

A Federação Paranaense de Futebol não possui nenhuma responsabilidade pelo cancelamento da partida.

A não realização do jogo ocorreu por culpa exclusiva dos Clubes, que desobedeceram a ordem do árbitro de retirar profissionais não-credenciados do gramado onde se realizaria a partida.

Diante disso, uma vez que em nenhuma partida é permitido o acesso e permanência de pessoas estranhas no entorno do gramado, o árbitro agindo de acordo com o Regulamento da Competição (art. 35, §2º e 3º, art. 36, e art. 64, §2º, inciso I do Regulamento Geral), não autorizou o início da partida, até que essas pessoas estranhas ao recinto se retirassem.

O Clube Atlético Paranaense e o Coritiba Football Club, em total desobediência à determinação, recusaram-se a retirar as pessoas não-credenciadas de campo dentro do prazo regulamentar, o que levou ao cancelamento da partida, prejudicando milhares de torcedores que compraram o ingresso e se deslocaram para assistir ao jogo do Campeonato Paranaense de 2017.

Esclarece ainda, diante das inúmeras inverdades veiculadas pelos dirigentes dos dois Clubes, que a Federação em momento algum questionou a transmissão via WEB, entendendo que não havia qualquer tipo de impedimento para sua realização, inclusive acompanhou atentamente a iniciativa dos Clubes nesse novo meio de transmissão.

A Federação Paranaense de Futebol lamenta profundamente o cancelamento da partida, esclarecendo que a responsabilidade pelos prejuízos causados é exclusiva dos Clubes, e que acionará os órgãos competentes para punição dos responsáveis”.

Globo nega interferência

Criticada por dirigentes, a Globo afirmou não ter tido nenhuma interferência na confusão relacionada ao cancelamento do Atletiba por conta da transmissão online. A emissora informou reconhecer o direito deles de passar o jogo. Nos bastidores, executivos da emissora ligaram para dirigentes dos times e da federação para tentar entender o problema.

A Globo fez uma oferta para o Campeonato Paranaense por meio da federação estadual. Atlético-PR e Coritiba não aceitaram pelo valor ser baixo. A emissora não negociou diretamente com esses clubes, e fechou contrato apenas com os outros e a federação.

”O Grupo Globo não tem contrato vigente com Atlético-PR e com o Coritiba nesta edição do campeonato paranaense. Portanto não temos interferência na decisão dos clubes e da Federação de não realizar a partida. Entendemos que cabe aos clubes dispor livremente dos direitos nos jogos em que se enfrentam, e estávamos cientes inclusive da transmissão via Internet”, afirmou a emissora por nota.

A Globo já tinha sido informada pelos dirigentes dos dois clubes que haveria a transmissão do jogo online bem antes do anúncio oficial. E não tentou atrapalhar, segundo a versão interna.

A emissora sempre tem dificuldades na negociação do Paranaense por conta da relação conflituosa entre Atlético-PR e federação. Os dois últimos contratos foram fechados em janeiro pouco antes do campeonato. Os dois clubes também preferiram fechar os contratos do Brasileiro com o Esporte Interativo.

À emissora, o presidente da federação, Hélio Cury, justificou o cancelamento do jogo porque os jornalistas em campo não foram credenciados dentro do prazo. Essa é a justificativa oficial.

Com informações de UOL e Blog do Rodrigo Mattos

Comentários (3) enviar comentário
  1. paulo disse:

    BG
    Essas federações de futebol são cheias mesmo é de pelegos que se perpetuam no poder e não querem passar a vez para ninguém. É uma VERGONHA essas entidades que são atreladas em sua grande maioria a políticos tipo zé maria marim que se encontra preso nos EUA por suas falcatruas..

  2. Jesualdo Filgueira disse:

    Se existe contrato vigente com alguma emissora de TV, a transmissão por outros canais só será permitida se o contrato existente permitir, caso contrário, não tem nem o que questionar.
    Então: Se o contrato existe, a federação acertou e os clubes erraram.
    Se o contrato não existe, a federação errou e os clubes estão certos.
    Não precisa de polêmica, é uma questão que passa pela vigência do contrato, ponto final!

    • Antenado disse:

      Tem que ver o contrato, ele pode tratar de sinal de TV aberta e fechada, o que não se trata do caso acima, o contrato teria que incluir plataformas digitais ou transmissão via intenet

Publicidade

Futebol é o esporte favorito de 49,6% dos brasileiros, diz pesquisa; vôlei vem em seguida

 Ricardo Botelho

O futebol brasileiro não anda lá muito bem das pernas, mas continua de longe o esporte preferido no país.

Uma pesquisa nacional inédita feita pela Paraná Pesquisas em 26 estados na semana passada constatou que 49,6% dos brasileiros cravam o futebol como o esporte preferido.

Depois, a quilômetros de distância, aparecem o vôlei (9,4%), natação (4,4%), atletismo e MMA (ambos com 1,8% da preferência), o basquete (1,7%) e o tênis (1%).

LAURO JARDIM

Comentários (4) enviar comentário
  1. ELTON disse:

    TA CERTO QUE O FUTEBOL É UM DOS ESPORTES PREFERIDOS NO MUNDO E AQUI N O BRASIL NÃO PODIA SER DIFERENTE, MAS O VOLEI É UM ESPORTE SECUNDÁRIO EM NIVEL MUNDIAL. A GENTE TEM A IMPRESSÃO QUE ELE É MUITO POPULAR, POR CONTA DA NOSSA MIDIA…FALO IMPRENSA BRASILEIRA. MAS O VOLEI É RELEGADO EM SEGUNDO PLANO EM NIVEL MUNDIAL. SO AQUI NO BRASIL ELE É POPULAR….OK GENTE?

  2. VENTURA disse:

    E olhe que ja foi muito mais, depois de transformaram o futebol em um balcão de negócios pra empresários e jogador mercenário ganhar dinheiro, o povão ta percebendo que perder tempo com futebol é furada.

  3. Realista disse:

    O Futebol deixou de ser sinônimo de charme há muito tempo e somente alguns idiotas cegos pela paixão se negam a enxergar.
    A melhor definição para Futebol, hoje, é: Um monte de bestas gritando nas arquibancadas e um bocado de sabidos enchendo os bolsos nos camarotes!
    Qualquer coisa diferente disso é pura imbecilidade.

Publicidade