Publicidade

Sinte afronta a justiça e continua em greve

Ao julgar a ilegalidade da greve dos professores da rede pública estadual de ensino, o Tribunal de Justiça considerou as propostas apresentadas pelo Governo do Estado e as argumentações do Sindicato dos Trabalhadores na Educação.

O Governo do Estado apresentou proposta de reajuste de 34% a partir de setembro, portanto daqui a dois meses. Os professores, por intermédio dos seus representantes sindicais, pressionavam e ainda pressionam por reajuste retroativo.

Estabelecido o impasse, que já dura mais de dois meses, restou ao Judiciário arbitrar, diante do prejuízo causado aos estudantes da rede pública estadual de ensino. O Tribunal estabeleceu, também, multa diária de R$ 10 mil em caso de não acatamento da decisão de retorno imediato às atividades.

A partir do depoimento de sua coordenadora estadual, Fátima Cardoso, o SINTE-RN avisou que não voltaria no mesmo dia e que, se for preciso, pagaria a multa diária de R$ 10 mil. Informou, também, que a categoria se reuniria hoje para deliberar sobre o assunto. Ou seja, se atenderia ou não à determinação do Poder Judiciário.

(mais…)

Comentário (1) enviar comentário
  1. romulo disse:

    nós professores recuamos (basta ver nossa proposta original) porém quem ainda não recuou foi o governo do estado que insiste em manter sua proposta original. queremos apenas e tão somente recebermos um salário digno do que fazemos, infelizmente alguns alunos são prejudicados mais temos que lembrar que somos a ÚNICA categoria em que os profissionais tem que pagar com trabalho seus dias parados, agora se nem todos os professores pagam essas aulas isso tem q ser investigado pela própria promotoria.]
    quanto ao fato de ser 'uma afronta a justiça' vale lembrar que o mérito ainda não foi julgado e que cabe recurso ainda no próprio tribunal, em recife ou ainda em brasília. portanto há um longo caminho pela frente já que em nenhum momento nossa justiça quis analisar nossas proposições assim como o desrespeito do governo estadual a uma lei federal que é a lei do piso.

Publicidade

Juiz vai mandar prender hoje gerente do Santander que não forneceu informações da Impacto

Tribuna do Norte:

O juiz da 4ª Vara Criminal de Natal, Raimundo Carlyle de Oliveira, vai comunicar ainda hoje ao delegado de Defesa do Patrimônio Público o descumprimento da decisão judicial que determinou o envio das informações dos extratos bancários dos vereadores Adenúbio Melo e Dickson Nasser, ambos  réus da Operação Impacto. Na determinação para o envio das informações, o magistrado alertava ao gerente do Banco Santander que a desobediência ao mandado implicaria em multa diária de R$ 1 mil e a prisão em flagrante do funcionário responsável, de acordo com o art. 330 do Código Penal (CP). O prazo para que as informações fossem entregues à Justiça extinguiu-se na última segunda-feira (11), no entanto, somente ontem, quando o malote com as correspondências do dia anterior chegaram à Vara, pôde ser definitivamente constatado o descumprimento da ordem. A certidão que atesta o fato tem a assinatura da diretora de Secretaria da 4ª Vara Criminal, Larah Calafange de Sá.

adriano abreuCarlyle vai comunicar o delegado sobre desobediência

Esta pode ser a primeira prisão do processo que apura possível corrupção durante a votação do Plano Diretor de Natal (PDN), em 2007, na Câmara Municipal.

(mais…)

enviar comentário
Publicidade

Motorista do Porsche do acidente que matou a advogada, paga R$ 300 mil de fiança e vai ser liberado

O engenheiro Marcelo Malvio de Lima, 36, pagou nesta terça-feira a fiança de R$ 300 mil fixada ontem pela Justiça por sua liberdade provisória. Lima dirigia um Porsche que se envolveu em um acidente com uma Tucson, na madrugada do último sábado, e matou a advogada Carolina Menezes Cintra Santos, 28. O acidente aconteceu na zona oeste de São Paulo.

A polícia já havia pedido a transferência do engenheiro do hospital São Luiz (zona oeste), onde ele está internado, para um hospital penitenciário, caso ele não pagasse o valor estipulado pela Justiça.

O delegado-titular do 15º DP (Itaim Bibi), Paul Henry Verduraz, informou que um policial já foi enviado ao hospital São Luiz para levar o alvará de soltura ao engenheiro. Com o documento assinado, Lima deve ser libertado ainda hoje. Como ele está internado, isso significa que não haverá mais escolta policial para ele no hospital.

Contatado, o São Luiz não informou o estado de saúde do engenheiro.

A decisão sobre a fiança foi da juíza Ana Carolina Della Latta Camargo Belmudes. Ela ainda determinou que Lima está proibido de frequentar bares e casas noturnas e de deixar a cidade sem avisar a Justiça. Ele também está obrigado a permanecer dentro de casa no período noturno e não poderá sair do país.

(mais…)

enviar comentário
Publicidade

MPF pede indiciamento de três pessoas no acidente com o avião da TAM em congonhas

O Estado de S.Paulo

Às vésperas do quarto aniversário da tragédia do A320, o Ministério Público Federal apresentou ontem denúncia criminal contra Denise Maria Ayres Abreu, então diretora da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), e contra dois diretores da TAM na época do acidente: Alberto Fajerman (vice-presidente de Operações) e Marco Aurélio dos Santos de Miranda e Castro (diretor de Segurança de Voo).

A denúncia tem 50 páginas e foi registrada ontem na 1.ª Vara Criminal Federal de São Paulo. Os três denunciados pelo procurador da República Rodrigo De Grandis foram acusados de ter exposto a perigo o Airbus, provocando o acidente e a morte de 199 pessoas naquela que é a maior tragédia da história da aviação brasileira.

Era 17 de julho de 2007 quando o A320 da TAM, que vinha de Porto Alegre, chegou ao Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo. Chovia e o avião estava com um de seus reversos (parte de seu sistema de freio) desativado. Os pilotos não conseguiram parar o Airbus, que atravessou a pista e foi bater em um prédio do outro lado da Avenida Washington Luís. A pista do aeroporto havia sido reformada e liberada havia 20 dias sem o grooving – ranhuras na pista feitas para ajudar a frear os aviões.

Denise, que foi afastada do cargo na Anac em meio ao caos aéreo que se seguiu ao acidente, é acusada pelo MPF de agir com imprudência por determinar a liberação da pista de Congonhas sem o grooving. Além disso, seria responsável por liberar a pista “sem realizar formalmente uma inspeção, após o término das obras de reforma com o fim de atestar a sua condição operacional em conformidade com os padrões de segurança aeronáutica”. Além disso, ela teria, mesmo sabendo das “péssimas condições de frenagem da pista, notadamente em dias de chuva”, defendido a sua liberação no Tribunal Regional Federal da 3.ª Região, que analisava o caso.

(mais…)

Comentário (1) enviar comentário
  1. […] MPF pede indiciamento de três pessoas no acidente com o avião da TAM em congonhas […]

Publicidade

Justiça fixa em R$ 300 mil fiança para motorista de Porsche acidentado

Luis Guarnieri/AE
Luis Guarnieri/AE
Estadão:
A Justiça fixou em R$ 300 mil o valor da fiança a ser paga pelo engenheiro Marcelo Malvio de Lima para obter liberdade provisória. Na madrugada do último sábado, 9, ele trafegava a cerca de 150 km/h com seu Porsche na Rua Tabapuã, no Itaim Bibi, quando colidiu com o veículo da advogada Carolina Menezes Cintra Santos. Ela morreu na hora e ele foi preso em flagrante por homicídio doloso – quando há intenção de matar.
Vítima teve seu veículo atingido pelo Porsche, que trafegava a cerca de 150 km/h

Nesta segunda-feira, 11, Marcelo seguia internado no Hospital São Luiz em São Paulo, preso sob escolta policial. Mesmo com o pagamento da fiança, o engenheiro teria restrição de frequentar bares e casas noturnas, obrigação de recolher-se à sua casa no período noturno, proibição de deixar a cidade sem avisar a Justiça e impedimento de se ausentar do País.

No dia do acidente, Carolina avançou pela Rua Tabapuã com o semáforo vermelho e teve seu Tucson atingido pelo Porsche conduzido por Marcelo. Seu carro foi arremessado a mais de 25 metros de distância e acabou prensado em um poste. O limite de velocidade da via é de 60 km/h.

Vejam link do post sobre o acidente: http://www.blogdobg.com.br/2011/07/vejam-esse-terrivel-acidente-entre-uma-porsche-e-um-tucson-em-sp/

enviar comentário
Publicidade

Filho de Aluísio Machado desabafa sobre a operação impacto

O Blog publicou hoje um post intitulado “Operação Impacto: quatro anos depois parece que agora vai….”, a respeito dos desdobramentos e demora nas investigações do esquema orquestrado na Câmara Municipal de Natal.

Filho do ex-vereador Aluísio Machado, um dos investigados, Luiz Henrique Machado, o Bibal, fez um desabafo que o blog registra agora:

Pois é amigo Bruno, e essa morosidade tem destruido pessoas, famílias e honra. Principalmente de quem nunca teve nada encontrado em seu gabinete, teve seu sigilo telefonico quebrado e entregou todas as suas movimentações bancárias há mto tempo. Meu Pai, com p maiúsculo msm, esteve no mandato por 20 anos nunca tendo tido seu nome envolvido em nada, Natal é testemunha, da sua história, da sua índole, da sua conduta. O prof. Aluisio Machado, nestes 20 anos só fez empobrecer “ilícitamente”. Se desfazendo de seu patrimônio em prol de comunidades e estudantes carentes, mas essa é sua alegria, é sua vida, o mantem vivo. Aguardamos ansiosamente sua absolvição, sabendo que p/ o povo de Natal esta já chegou, Pai, te amamos e sabemos de sua luta e integridade, HONRA sempre, foi tua lição aos teus filhos e buscamos segui-la.

Comentários (11) enviar comentário
  1. Diego Montenegro disse:

    Deixo aqui o meu apoio a esse homem que tanto fez pela educação e foi traiçoeiramente incluído num caldeirão de ferver caráter. Esse homem, que há mais de 40 anos ajuda a cidade do Natal a ser mais digna, através dos seus Aulões Gratuitos para estudantes menos favorecidos, que buscam através dos seus estudos dias melhores. Professor Aluísio, acredito que a justiça vai ser feita, apesar de tardiamente. Mas o senhor, mesmo assim, vai continuar nessa sua luta, que é o seu ideal, formando novos alunos, fazendo com que estes formem uma nova sociedade, mais justa; pois só com a educação poderemos ter saúde com qualidade, pessoas qualificadas no mercado de trabalho e segurança para toda a sociedade. Um abraço apertado do seu eterno aluno e admirador! Ass.: Diego Montenegro "Sargaço"

  2. Erik Procópio disse:

    É um absurdo que pessoas naturalmente honestas tenham que, pela má-fé de opositores, provar sua inocência coisa que é inerenete ao Mestre Aluísio Machado. Grande Mestre, estarei ao seu lado para comprovrar e esfregar na cara de alguns meliantes a verdade que, por sinal, sempre esteve presente contigo. Um grande abraço!!!

    • [email protected] disse:

      Mto feliz em ter o apoio de todos. Meu mto obrigado.

  3. joão maria trajano silva disse:

    caros amigos atesto que conheço o ilustre prof. ALUISIO um homem caridoso e dedicado ao povo de NATAL . A verdade será restabelecida, espero que não prevaleça o adágio popular " JUSTIÇA TARDIA É INJUSTIÇA".

    • [email protected] disse:

      Grato amigo pelo depoimento.

  4. FÁBIO UCHOA disse:

    Tenho a dizer que como advogado já pude enxergar inúmeras situações injustas, no entanto, somente vendo o que ocorreu com a parte política da vida do mestre Aluísio Machado após a chamada "Operação Impacto", posso afirmar, sem medo de errar, que não se pode nivelar por baixo os homens; não se pode denunciar por denunciar; não se pode expor de forma injusta alguém que tem dezenas de anos de serviços gratuitos prestados a toda a sociedade. Toda a cidader conhece a história de vida do honrado Prof. Aluísio Machado, sou testemunha do seu caráter e dignidade, podendo atestar, sem nenhuma favor , que se trata de um Homem com "H" maiúsculo e que mesmo diante da sua grandeza, deve estar se indignando com a pequinês daqueles inconsequentes que a despeito de aparecer a qualquer custo, atacam a honra alheia e se transforma em ventriquolos de terceiros que muitas vezes sequer sabem o que estão falando. É fato que muitos também esperam o julgamento de tal processo, porém, penso ser pouco provável que mesmo diante de uma absolvição futuro do nosso mestre (O QUE ACREDITO), de fato a Justiça maior seja feita ainda neste nosso plano. O que nos consola é o fato de que o feito se encontra na responsabilidade de um Magistrado justo, imparcial, sereno e que sabe separar o joio do trigo. QUE A JUSTIÇA SEJA FEITA ANTES TARDE DO QUE NUNCA!
    FÁBIO UCHOA.

    • Luis Henrique Machado disse:

      É Dr. Fábio, nossa esperança é justamente esta, o feito se encontrar na responsabilidade de um Magistrado justo, imparcial, sereno e que sabe separar o joio do trigo. É triste ver o baque que atingiu o professor parte do brilho em seu olhar se foi. Suas crenças fortemente abaladas. Porém seu ideal de ajudar ao próximo não se afetou. Sua disposição permanente aflora a olhos nús. Seu amor aos estudantes é inabalável. O meu querido pai um homem sério aos 72 anos de vida, 42 dedicados ao magistério pre cisa ter sua dignidade preservada e reonhecida por toda sua história de dedicação a Natal. Cremos na Justiça dos homens e no Magistrado responsável. Mto grato Dr. Fábio por sua confiança.

  5. [email protected] disse:

    Muito obg Elvira, ñ é por ser filho, mas muito me orgulho e tenho certeza da inocência do prof. Aluisio Machado.

  6. Fera disse:

    É verdade o Prof Aluisio Machado…..é um homem honrado…..

    • [email protected] disse:

      Obg amigo, pelo apoio.

  7. ELVIRA MARANHÃO DE FREITAS disse:

    SOU UMA DAS TESTEMUNHAS DA INTEGRIDADE DE PROF ALUIZIO DO LINDO TRABALHO EM PROL DOS ESTUDANTES INCLUSIVE FUI UMA DAS ALUNAS DO CURSINHO PROMOVIDO POR ELE, ESTAMOS TORCENDO PARA QUE TUDO SEJA ESCLARECIDO E QUE AJUSTIÇA SEJA FEITA SE A DA TERRA FALHAR TEMOS A DIVINA QUE NÃO FALHA

Publicidade

Operação Impacto: quatro anos depois parece que agora vai….

Tribuna do Norte:

Quatro anos após iniciada a Ação Penal que julga a participação de vereadores, assessores parlamentares e empresários em um esquema de corrupção com vistas a fraudar a votação do Plano Diretor de Natal, em 2007,  o juiz da 4ª Vara Criminal de Natal, Raimundo Carlyle de Oliveira, ainda aguarda o cumprimento de diligências do Banco Santander para dar andamento ao rito processual e início às alegações finais. O  prazo para que o gerente do Santander envie as informações  sobre lançamentos verificados nos extratos bancários dos acusados Adenúbio Melo e Dickson Nasser acabou ontem. O magistrado informou à TN que a documentação ainda não havia chegado ao Juízo para apreciação. Raimundo Carlyle informou que verificará somente nesta segunda-feira (11) sobre o cumprimento da determinação, uma vez que a resposta da instituição bancária pode estar no âmbito do protocolo do Judiciário.

“Eles podem ter enviado a informação mas estas não chegaram aos autos.  Se não cumprirem, além da multa diária, eu vou ter que mandar prender em flagrante o gerente por descumprimento de ordem legal”, afirmou o juiz. A multa fixada em R$ 1 mil, explicou Carlyle, será destinada ao supervisor de operações do banco, que recebeu a intimação. O gerente, caso tenha desobedecido à determinação, necessitará de um habeas corpus para não ser preso em flagrante.

Nesta fase processual o juiz Raimundo Carlyle atendeu a pedidos do Ministério Público para esclarecer a origem dos recursos depositados nas contas de Dickson Nasser e Adenúbio Melo sob a rubrica RSG POUP PLS. A Delegacia da Receita Federal do Brasil no Rio Grande do Norte também foi intimada para remeter em mídia digital as declarações de rendimento e bens, originais e retificadoras, do imposto de renda pessoa física de alguns dos réus.

(mais…)

Comentários (2) enviar comentário
  1. Luis Henrique Machado disse:

    Pois é amigo Bruno, e essa morosidade tem destruido pessoas, famílias e honra. Principalmente de quem nunca teve nada encontrado em seu gabinete, teve seu sigilo telefonico quebrado e entregou todas as suas movimentações bancárias há mto tempo. Meu Pai, com p maiúsculo msm, esteve no mandato por 20 anos nunca tendo tido seu nome envolvido em nada, Natal é testemunha, da sua história, da sua índole, da sua conduta. O prof. Aluisio Machado, nestes 20 anos só fez empobrecer "ilícitamente". Se desfazendo de seu patrimônio em prol de comunidades e estudantes carentes, mas essa é sua alegria, é sua vida, o mantem vivo. Aguardamos ansiosamente sua absolvição, sabendo que p/ o povo de Natal esta já chegou, Pai, te amamos e sabemos de sua luta e integridade, HONRA sempre, foi tua lição aos teus filhos e buscamos segui-la. Obg Bruno pela oportunidade de falar em prol de um homem de bem.

    • justino_brasil disse:

      Realmente, de boas intenções e politicos HONRADOS, o inferno está cheio! O único político pobre existente no mundo, mora na Inglaterra não no Brasil, mas infelizmente ele ainda não é real, assim como os gnomos.
      Mas felizmente no Brasil ainda temos os Filhos Dos Políticos (FDP), para nos orgulhar pelo nosso investimento, aposto que eles nunca precisaram de um hospital ou colégio público, claro que não a maioria deles moram no exterior, longe da tirania dos pais.

      Brasil mostre a sua cara!

Publicidade

Ministério Público preocupado com imagem

Como a população vê o Ministério Público? A resposta para essa pergunta é o que busca o MP com a pesquisa de imagem e satisfação que começa amanhã em Natal e mais outras 14 cidades do Estado.

O levantamento será conduzido por uma empresa especializada em pesquisas de opinião pública e vai se dividir em quatro eixos de análise: população em geral, usuários dos serviços do MP, sociedade civil organizada e administração pública.

A partir deste sábado (09/07) o trabalho de campo será iniciado nas cidades de Natal, Parnamirim, Macaíba, São Gonçalo do Amarante, Ceará-mirim, São José de Mipibu, Nova Cruz, João Câmara, Santa Cruz, Currais Novos, Caicó, Assu, Apodi, Pau dos Ferros e Mossoró. Nessa etapa da pesquisa o objetivo é ouvir a população em geral e avaliar como o cidadão comum enxerga o Ministério Público e o seu nível de satisfação com os serviços prestados pela Instituição.

Os resultados da pesquisa que começa amanhã e das demais etapas do trabalho devem ser apresentados em meados de agosto e servirá de base para a definição das diretrizes do planejamento estratégico do Ministério Público para o período de 2012 a 2015.

O trabalho busca identificar potencialidades e possíveis falhas para que o Ministério Público possa planejar e implementar mudanças que possibilitem dar respostas cada vez rápidas e favoreçam um melhor serviço à sociedade.

Por Assessoria de imprensa

enviar comentário
Publicidade

Juiz inderefe liminar do MP. OAB tinha razão

“O cargo de Procurador, como estabelecido na norma constitucional, deverá ter interpretação extensiva ou restritiva no âmbito remuneratório?

O eminente ministro do c. STF, ao discernir questão interpretativa, embora o tenha feito no exame de demanda envolvendo Procuradores  Autárquicos, disse que: “(…) a constituição quando utilizou o termo ‘Procuradores’bo fez de forma genérica, sem distinguir entre os membros das distintas carreiras da Advocacia Pública. Assim, seria desarrazoada uma interpretação que, desconsiderando o texto constitucional, exclua a categoria ‘Procuradores’ os defensores das autarquias, mesmo porque aplica-se, à espécie, o brocado latino ‘ubiex non distinguit nec interpres distinguere debet’ (RE 558258, decisão publicada em 18 de março de 2011).”

Começa assim o despacho do Juiz Geraldo Antônio da Mota, que na noite de ontem indeferiu o pedido de liminar contra os Procuradores da Câmara Municipal de Natal, em ação promovida pelos promotores de Defesa do Patrimônio Público, cujo objeto é a redução dos salários dos referidos servidores para o limite do que é recebido pela prefeita Municipal.

Resta agora perguntar se antes de procurar a imprensa para divulgar os detalhes da ação, inclusive citando nomes e valores percebidos pelos procuradores, não teria sido mais apropriado o Ministério Público ter esperado a decisão Judicial.

Aliás, foi justamente este o motivo da crítica feita pela OAB/RN em nota divulgada no início da semana.

Mas a ação judicial está só no começo! Muitas águas (decisões) ainda devem rolar!

Comentário (1) enviar comentário
  1. [email protected] disse:

    a acão é civil publica. Repito: CIVIL PÚBLICA. Temos que entender que esse é o papel do MP. Defender as leis em favor do direito difuso, coletivo. Nao tem essa de "poupar" quem quer que seja. Vamos para de ser elitista e ver a coisa PUBLICA como valor absoluto. Esses caras, procuradores da cmn nao tem postulacào JURIDICA…Simples. Esse juiz apenas agiu como manda a cartilha do poder.

    '

Publicidade

Natal, 08 de julho de 2011. Carlos Thompson toma posse como conselheiro do TCE/RN

O novo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Carlos Thompson da Costa Fernandes, toma posse hoje, às 10h00, no plenário do Tribunal de Contas.

Foi o escolhido pela governadora Rosalba Ciarlini numa lista tríplice formalizada pelo Ministério Público Especial junto ao TCE. Thompson substituirá Getúlio Nóbrega que se aposentou recentemente.

Thompson que começou como estagiário no Tribunal de Contas hoje chega ao seu cargo máximo, vale lembrar que ele fazia parte ultimamente do Ministério Público naquela corte.

Thompson com certeza será um grande conselheiro, desejo ao amigo querido e de longas datas sucesso nessa mais nova missão.

Comentários (2) enviar comentário
  1. Pedro Henrique disse:

    Repito um pouco as palavras de @borgesneto12… Exatamente isso:
    estudioso, inteligente… o TCE e o RN ganhando um homem de bem para exercer responsável função.

  2. @borgesneto12 disse:

    Estudioso, inteligente e sério. Não ganha só o TCE. Ganha o RN e o povo potiguar. Parabéns amigo!

Publicidade

Processo contra os supersalários do Procuradores da Câmara já encontra-se no TJ

Tribuna do Norte:

A Ação Civil Pública (ACP) interposta pelo Ministério Público para contestar os reajustes nos vencimentos dos procuradores da Câmara Municipal de Natal (CMN) foi distribuída somente ontem para a 5ª Vara da Fazenda Pública de Natal. O processo já encontra-se no Tribunal de Justiça, aguardando encaminhamento, desde a semana passada. Os promotores de Defesa do Patrimônio Público questionam o aumento superior a 1.000%, em três anos, nos contracheques dos procuradores da CMN. O juiz Geraldo Antônio da Mota ficará responsável pelo caso até a próxima semana, quando retorna à 5ª Vara da Fazenda Pública o juiz auxiliar, Airton Pinheiro. Ainda não há previsão para o primeiro despacho do magistrado.

Os promotores relataram, no processo, que alguns procuradores recebem hoje mais do que a prefeita de Natal, que tem salário de R$ 14 mil. Em menos de três anos, a remuneração desses procuradores aumentou de R$ 1.500,00 para R$ 18.765,00.

Os promotores pedem na Justiça o ressarcimento integral dos valores que os procuradores da Câmara receberam mais do que o salário da chefe do Executivo da capital potiguar. Na ação, o Ministério Público pleiteia uma liminar para que o Legislativo suspenda de imediato o pagamento na parte que ultrapassa o teto.

(mais…)

Comentários (2) enviar comentário
  1. Anônimo disse:

    Me faça entender a notícia: em Natal existe Procurador do Município e existe um cargo específico de Procurador da Câmara Legislativa. É isso? Ou ambos são a mesma coisa?

    • Raquel Pereira disse:

      A Câmara Municipal tem uma Procuradoria qu subduvide-se em:

      Procuradoria Legislativa – Que cuida das sessões
      Procuradoria Administrativa – Que cuida dos processos de férias e licitações
      Procuradoria Comunitária: Que atende gratuitamente casos Civeis a população carente de Natal.

      E o Municipio tem seus procuradores, que sao advogados do Municipio. Sao coisas distintas.

      Espero ter contribuído.

Publicidade

Operação Impacto: É devagar é devagar, devagarinho…

Ana Ruth Dantas:

Depois das negativas na solicitação dos dados bancários de vereadores envolvidos na operação Impacto, o juiz Raimundo Carlyle, da 4ª Vara Criminal, que preside o processo, deu um prazo definitivo. O banco Santander deve encaminhar os dados ou o gerente será preso por descumprimento de ordem judicial.

O despacho foi proferido no dia 30 de junho. Nele o magistrado destaca que se os dados não forem enviados no prazo de cinco dias, a contar da notificação, deverá ser expedida ordem de prisão para o gerente da instituição bancária.

Como o oficial de justiça ainda não inseriu a data de notificação do banco no sistema, não é possivel saber quando se o gerente do Santander já foi notificado.

Com as informações pedidas ao banco, o magistrado quer identificar depósitos feitos nas contas dos vereadores Dickson Nasser (PSB) e Adenúbio Melo (PSB). Na conta de ambos foram feitos depósito cuja rubrica está apenas “RSG POUP PLS”.

Além de identificar esses depósitos o magistrado pede ainda que a instituição bancária envive “outras contas e aplicações existentes em nome dos referidos e remeter os seus respectivos extratos referentes ao ano de 2007”.

enviar comentário
Publicidade