Publicidade

Após 22 dias, termina ‘greve branca’ de PMs no Espírito Santo

Desde meio-dia deste sábado, 25, o policiamento nas ruas do Espírito Santo foi totalmente regularizado, após o fim da “greve branca” – como definiu a Justiça – promovida pelos policiais militares depois que familiares bloquearam batalhões desde o início do mês, impedindo a saída de viaturas. O término do movimento, que reivindicava reajuste de 43% nos salários, foi acordado em uma reunião iniciada às 22 horas de sexta-feira e encerrada apenas às 6h30 do dia seguinte.

Segundo a Secretaria de Segurança capixaba, desde sexta-feira, o motim já vinha perdendo força, mas 19 cidades do Estado ainda não estavam com 100% do policiamento nas ruas. Agora, todas as cidades estão com policiamento total. “A nossa principal premissa era evitar o uso da força e isso foi feito. A segunda era resolver isso pelo diálogo e isso também foi feito”, afirmou o comandante-geral da Polícia Militar do Espírito Santo, coronel Nylton Rodrigues

Segundo ele, os PMs que retornaram ao serviço vão ter a situação atenuada, caso estejam respondendo a qualquer tipo de procedimento administrativo ou inquérito policial. “Não haverá nenhum tipo de perseguição, a instituição não quer isso. Queremos valorizar os bons policiais. A conduta dos policiais será individualizada”, afirmou. Também conforme a Secretaria, 2.580 agentes estão respondendo a inquéritos policiais-militares (IPMs) em razão do movimento.

Na reunião, o governo do Estado se comprometeu a não instaurar novos procedimentos administrativos disciplinares (PADs) e não mover ações contra as associações de policiais. Estavam presentes no encontro duas líderes do movimento de mulheres de PMs, secretários de governo, integrantes da Defensoria Pública da União e representantes do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-ES) e da Central Única dos Trabalhadores (CUT).

O governo concordou com uma das principais reivindicações das famílias: a obrigação de um retorno em até 45 dias – a contar da data de transferência – dos agentes para o seu local de origem. Na semana passada, 55 militares foram transferidos para outros batalhões e companhias. Foi acertado também que não haverá novas transferências de soldados da Grande Vitória para o interior do Estado e vice-versa, mesmo que ocorra uma eventual reformulação na corporação, como o comando chegou a aventar.

 

Veja

enviar comentário
Publicidade

Governo do RN emite Nota de Pesar pelo falecimento do Policial Militar

Veja Nota abaixo:

 

É com pesar e profunda consternação que o Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), recebeu na tarde deste sábado (25) a notícia do falecimento do policial militar Edmilson do Nascimento Oliveira Júnior que ingressou na corporação no ano de 2001 e chegou à graduação de Cabo PM no ano de 2016.

O fato ocorreu em um bar, no conjunto Pirangi, na zona Sul de Natal. O cabo da PM foi alvejado nas costas durante um assalto ao estabelecimento. O policial foi socorrido e morreu no hospital.

Toda estrutura da Sesed foi prontamente disponibilizada para apurar o ocorrido, identificar e prender os acusados. Neste momento, as Polícias Militar e Civil estão em diligências.

“Infelizmente perdemos um policial de maneira covarde. Trabalharemos de maneira incansável para solucionar este fato. Que Deus conforte família e amigos ”, declarou o secretário de Segurança, Caio Bezerra.

A Sesed conta com a população para oferecer informações sobre o caso, por meio do disque denúncia do órgão, o número 181.

Comentários (2) enviar comentário
  1. Luciana Morais Gama disse:

    Apareceu alguém dos DIREITOS HUMANOS na casa da família desse policial????

    • Charles disse:

      Com certeza não. Só serve pra bandidos. Devem tá na casa dos bandidos safados que tiraram a vida de mais um cidadão de bem.

Publicidade

PM emite Nota de Pesar pelo falecimento do policial alvejado durante esta sexta em um bar em Neópolis

Veja Nota abaixo:

A Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte vem a público externar a consternação pelo falecimento ocorrido na tarde deste sábado (25) do Cabo da Polícia Militar Edmilson Nascimento de Oliveira Júnior que teve sua vida ceifada durante uma ação de criminosos na zona sul de Natal.

Segundo populares meliantes chegaram no bar do Xéxeu em um táxi e quatro anunciaram o assalto de armas nas mãos, nesse momento o policial que estava no local e presenciou a cena tentou avisar a outro colega que estava próximo para tentar abortar a ação, mas acabou atingido por um dos criminosos. Ferido nas costas e na perna o PM foi socorrido para o pronto socorro Clóvis Sarinho, onde durante uma cirurgia na tarde deste sábado não resistiu a uma parada cardíaca.

A Polícia Militar do RN lamenta a perda deste nobre Policial que dedicou mais de 15 anos de sua vida a esta Instituição. O Cabo Júnior prestava seus serviços a 9º batalhão na zona oeste e há anos desempenhava bons serviços zelando pelo nome da Corporação.

Desde já a PMRN coloca a inteira disposição todos os meios administrativos e operacionais para o auxilio à família do Policial nesta hora de profunda comoção e de intensa dor familiar. Do mesmo modo se encontra intensamente na busca dos assassinos para entregá-los à justiça para que sejam processados e julgados pelo crime infame que cometeram.

 

Comentários (3) enviar comentário
  1. José G. Gonzaga disse:

    Estamos numa guerra sem fim. E agora? Foi só as forças armadas saírem da cidade começou novamente os arrastões. Cadê a ajuda do governo Federal ? Aqui iniciaram o plano nacional de segurança. É só o blá, blá ,blá, ação nada.

  2. nt disse:

    Meu deus mais um policial onde vamos para agora virou brincadeira mata policial na nossa capital, fico indiguinado por que os senhores dos direitos humanos não se pronunciam nem apoio a família nem nada fica aqui minha indiguinação com os senhores dos direitos humanos que na verdade era para muda o nome para direito dos bandidos.

  3. Charles disse:

    Cadê os Direitos Humanos? Há esqueci que é só pra bandidos. Mais um cidadão de bem que se vai vítima desses vagabundos. Esses demônios não podem ser presos não, tem que mandar pro inferno.

Publicidade

Pelo menos 26 presos fogem da Penitenciária Irmão Guido em Teresina

A Penitenciária Irmão Guido registrou uma fuga em massa na manhã deste sábado (25). Por volta de 9h, pelo menos 26 detentos fugiram por um túnel, cavado na cela 16, pavilhão com C. De acordo com o Sindicato dos Agentes penitenciários (Sinpoljuspi), a fuga aconteceu durante banho de sol e contou com um suporte externo, já que o muro foi quebrado pelo lado de fora.

A Secretaria estadual de Justiça (Sejus) abriu inquérito para investigar a fuga e deve afastar temporariamente os agentes penitenciários que estavam de plantão.Por meio de nota, a gerência do presídio informou que as forças de segurança pública estão em operação de busca dos foragidos. A direção da unidade prisional está realizando vistoria e contagem de presos.

De acordo com a Sejus, até o momento, três fugitivos foram recapturados. A Secretaria de Justiça também requisitou abertura de inquérito policial e abriu procedimento administrativo para apurar o ocorrido.

Os agentes penitenciários que estavam de plantão no momento da fuga serão afastados, até a conclusão das investigações e a Sejus acionou a corregedoria da Polícia Militar para apurar as ações dos militares que estava de plantão durante a fuga.

 

G1

enviar comentário
Publicidade

Bruno vai recorrer de sentença de assassinato em liberdade

Condenado a 22 anos e três meses de prisão pelo assassinato da modelo Eliza Samudio, sua ex-amante, o ex-goleiro do Flamengo Bruno Fernandes das Dores de Souza conquistou nesta sexta-feira o direito de recorrer da sentença em liberdade. O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello acolheu um pedido do advogado do jogador e determinou, por meio de uma liminar, que ele deixasse a cadeia. Cumprindo pena na Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac), em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, Bruno, que ficou seis anos e sete meses atrás das grades, recebeu no início da noite seu alvará de soltura. Ele saiu pela porta principal da Apac e não quis dar entrevista. Ao lado da mulher, Ingrid Calheiros, Bruno disse apenas uma frase: “Glória a Deus por tudo”.

Bruno foi julgado em 2013 pelo Tribunal do Júri de Contagem, em Minas Gerais, e sua condenação ainda não foi confirmada em segunda instância. Por isso, Marco Aurélio decidiu colocá-lo em liberdade.

“A esta altura, sem culpa formada, o paciente está preso há seis anos e sete meses. Nada, absolutamente nada, justifica tal fato. A complexidade do processo pode conduzir ao atraso na apreciação da apelação, mas jamais à projeção, no tempo, de custódia que se tem com a natureza de provisória”, afirmou o ministro do STF em sua decisão.

 

O Globo

enviar comentário
Publicidade

Jorge e Bruno Luz, lobistas ligados ao PMDB, desembarcam no Brasil

Com prisão decretada pelo juiz Sérgio Moro, os lobistas ligados ao PMDB Jorge Luz e seu filho, Bruno Luz, chegaram ao Brasil, no aeroporto de Brasília, na manhã deste sábado e foram levados para a Superintendência da Polícia Federal no Distrito Federal. Segundo a PF, eles ficarão em Brasília até quinta-feira, quando serão transferidos para Curitiba.

Eles estavam em Miami, onde foram presos pela polícia de imigração dos Estados Unidos. Pai e filho entraram na lista de procurados pela Interpol, depois que o mandado de prisão foi expedido no Brasil na 38ª fase da Operação Lava-Jato, deflagrada na última quinta-feira.

Jorge e Bruno embarcaram na noite de ontem num voo comercial direto de Miami que pousou em Brasília por volta das 7h30. Ao chegarem ao setor de imigração do aeroporto, a Polícia Federal os conduziu a uma viatura, na área interna do terminal, que seguiu para a Superintendência Regional do órgão. Eles não passaram pelo desembarque de passageiros.

 

O Globo

Comentários (2) enviar comentário
  1. Carlos Santiago disse:

    O PMDB mama nas tetas do Governo desde o fim da Ditadura.
    Tancredo morreu de maneira estranha e Sarney assumiu.
    Depois morreu Ulisses Guimarães em acidente até hoje não esclarecido…
    Depois veio Itamar levado ao poder pelo afastamento de Collor, que provando sua inocência voltou ao cenário Federal no Senado.
    E agora TEMER por meio de um Golpe comprando 140 deputados para eleger Cunha e fazer todo o plano para derrubar o PT.
    Mas mesmo quando não Governou diretamente, sempre governou discretamente por meio das manobras de bastidores, com sua maioria esmagadora, por meio de chantagens e propinas, indicando pessoas chaves para cargos chaves.
    O PMDB sempre mandou muito no poder, e no último governo de Dilma a coisa ficou insustentável com as Presidências do Senado e da Câmara nas mãos deles. Além da Vice Presidência e 9 (nove) Ministros de Estado.
    Henrique Alves, agora caladinho, foi o grande operador desse esquema todo, como homem de confiança de Temer e de Cunha.
    O PMDB é um cancer, e enquanto o PT e o PSDB se digladiam por um projeto de poder, o PMDB assiste para ver quem ganha, pois ele já ganhou.

  2. Paulo Cardoso disse:

    A imparcialidade do sistema judiciário é o que lhe permite a referência, mais o núcleo gerador e permissivo de todo o mal causado pela corrupção é formado por um grupo de políticos enraizado a tempos no poder não chegou se quer foi arranhado. Ainda não é possível afirmar que a justiça será feita!

Publicidade

Bruno chora de alegria com liberdade e já tem propostas para voltar ao futebol

Acusado de participar do assassinato de Eliza Samudia, em 2010, o goleiro Bruno Fernandes ganhou o direito de ser solto da prisão em Minas Gerais nesta sexta-feira e chorou de alegria ao receber a notícia do habeas corpus. Agora em liberdade, o ex-jogador de Flamengo, Corinthians e Atlético-MG já pensa em voltar aos gramados de futebol.
L
Segundo Lúcio Adolfo, advogado de Bruno no caso, ele ficou bastante emocionado depois que soube da liminar. “No primeiro instante chorou, foi um choque bom. Mas já está na expectativa de sair. Ele quer voltar a jogar futebol. Está com 30 anos e vai trabalhar para isso. Ele já tem propostas de fora de Minas”, disse o magistrado ao portal “Uai”. Lembrando que o goleiro, na verdade, tem 32 anos de idade.

Segundo Lúcio Adolfo, advogado de Bruno no caso, ele ficou bastante emocionado depois que soube da liminar. “No primeiro instante chorou, foi um choque bom. Mas já está na expectativa de sair. Ele quer voltar a jogar futebol. Está com 30 anos e vai trabalhar para isso. Ele já tem propostas de fora de Minas”, disse o magistrado ao portal “Uai”. Lembrando que o goleiro, na verdade, tem 32 anos de idade.

 

iG

Comentários (6) enviar comentário
  1. Sergio Nogueira disse:

    Nem quero entristecer os fãs desse facínora, mas a decisão liminar do STF é apenas em função do não julgamento da apelação apresentada quando da condenação.
    Se o TJMG julgar o recurso, ele volta para o mesmo lugar onde morou nos últimos 6 anos.

  2. Nice Pinto de Morais disse:

    Um atleta de ponta e um assassino de ponta não é?

  3. ANTONIO FELIX NETO disse:

    O BRUNO SE ENVOLVEU COM GENTE SEM FUTURO. INFELIZMENTE.

  4. Marcondes Morais disse:

    Grande goleiro. Se não tivesse sido preso, provavelmente estaria na seleção. Espero que tenha apreendido a lição e volte a ser um atleta de ponta.

  5. Fora temer disse:

    qual sera o time q vai ter um goleiro assassino. quem ira p história da galeria de Milton neves.

  6. Isabel disse:

    E agora faça de novo aprenda

Publicidade

Tradicional “Zé Pereira”em Goianinha termina em tiroteios entre facções criminosas

A tradicional festa “Zé Pereira”, que acontece todos os anos na sexta de carnaval no município de Goianinha , terminou de forma lamentável.

Facções criminosas rivais protagonizaram uma intensa troca de tiros no meio da festividade. Ainda não se sabe o número correto de vítimas. A PM e a SAMU estiveram no local.

Comentários (3) enviar comentário
  1. Rachel Dias disse:

    A festa estava super organizada, gente bonita, muita Família, mas esse Nos dias de hoje em todos os lugares o cidadão de bem está vulnerável a esse tipo de situação.

  2. ANTONIO FELIX NETO disse:

    MISERICORDIA!

  3. FRANCISCO DAS CHAGAS AVELINO COSTA disse:

    TÁ TUDO JUNTO E MISTURADO. JÁ FOI BOM O ZÉ PEREIRA, HOJE SE ENCONTRA NESTA SITUAÇÃO. POR QUE OS AMIGOS DOS AMIGOS, NÃO SE ENTENDEM COM OS MANOS DOS AMIGOS.

Publicidade

PM é baleado em Bar em Neópolis

Um Policial Militar, ainda não identificado, foi alvejado durante a noite desta sexta, 24, no bar do Xexéu, localizado em Neópolis.

Segundo informações, o militar levou tiros na perna e nas costas. Ainda não se tem informação sobre o estado de saúde da vítima.

Comentário (1) enviar comentário
  1. Cassio Morais disse:

    Frequentar bar é bem menos seguro para quem atua na área de segurança., é óbvio.

Publicidade

‘Estou sendo massacrado’, diz Edinho ao ser preso por lavagem de dinheiro

O ex-goleiro do Santos Futebol Clube e filho de Pelé, Edson Cholbi do Nascimento, o Edinho, se apresentou no fim da tarde desta sexta-feira (24) no 5º Distrito Policial de Santos, no litoral de São Paulo. O ex-atleta deve passar a noite na cadeia anexa à delegacia, depois que o Tribunal de

Justiça do Estado de Paulo julgou, na quinta-feira (23), o recurso de apelação dele pelo crime de “lavagem de dinheiro oriundo do tráfico de drogas”. Ao chegar no DP,

Edinho contestou o argumento da condenação que, segundo ele, é sua amizade com outros acusados.
O TJ condenou Edinho e reduziu a pena de 33 anos e quatro meses de reclusão para 12 anos e dez meses em regime fechado. O ex-jogador estava esperando o julgamento da apelação em liberdade.

Edinho chegou ao 5º Distrito Policial, que fica na Zona Noroeste de Santos, por volta das 17h, acompanhado do advogado Eugênio Malavasi e carregando duas sacolas, uma delas contendo um cobertor. O ex-goleiro aceitou conversar com a imprensa e disse acreditar “na mesma Justiça” que o está condenando.
“Estou frustrado, pois estou sendo massacrado pela Justiça, mas eu preciso confiar nessa mesma Justiça e tenho certeza que, com o tempo, as coisas vão se acertar. A frustração é grande, porque estou sendo acusado de lavagem de dinheiro, mas eu nunca fiz isso. Não tem nenhuma prova no processo sobre isso”, enfatizou.

“O argumento é sobre a minha amizade, de certa forma intimidade com outros acusados. Eu nunca neguei isso, mas nunca lavei dinheiro. O argumento para condenação é simplesmente amizade. E fica difícil aceitar e passar por tudo que estou passando por mais de 15 anos. Eu tenho vergonha, me arrependo da minha imprudência, mas eu não cometi crime. Eu sou forte, vou superar e dar a volta por cima”, concluiu Edinho.

 

G1

enviar comentário
Publicidade

FOTO: Polícia Civil apreendeu quase 90 munições e realizou prisões em Caraúbas

Por interino

A Delegacia de Polícia Civil de Caraúbas apreendeu 87 munições, prendeu um foragido da Justiça e um suspeito pela prática de receptação nesta quarta (22) e quinta-feira (23). Na quarta-feira (22), uma ação coordenada pela DP de Caraúbas, com apoio da Delegacia Especializada em Furtos (Defur) e da Divisão de Polícia do Oeste (DIVPOE) apreendeu 87 munições e três armas de fogo, sendo uma pistola calibre 380, um revólver 38 e uma espingarda calibre 36. As armas e munições estavam escondidas na casa de Paulo Rodolfo de Brito, 22 anos, que foi preso em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo. O material apreendido foi encontrado em uma residência localizada no Sítio Riacho da Serra, na zona rural de Janduís.

Outras prisões – José Roberto Pereira, conhecido como “Roberto Pereira”, que estava foragido da Justiça, foi recapturado, na tarde de quinta-feira (23). Ele é acusado do latrocínio de “Luizinho irmão de João Maria”, crime ocorrido em 2011, perto da rodoviária de Caraúbas. De acordo com o delegado de Caraúbas, Erick Gomes, o crime também foi praticado Rita de Cássia Santos da Silva. Na tarde de quinta-feira (23), também foi preso em flagrante Fabrício Max Azevedo de Sousa Farias, 21 anos, pelo crime de receptação por manter um desmanche de motocicletas. Ele foi preso com motores desmontados.

enviar comentário
Publicidade

Interpol prende operadores ligados ao PMDB

Por interino

PMDB: os lobistas são alvo da Operação Blackout, 38ª fase da Lava Jato (Divulgação / PMDB)

Os operadores do PMDB Jorge e Bruno Luz, pai e filho respectivamente, foram presos pela Interpol, a Polícia Internacional, nesta sexta-feira, 24, em Miami, nos Estados Unidos.

Os lobistas são alvo da Operação Blackout, 38ª fase da Lava Jato, deflagrada na quinta-feira, 23, e foram dados como foragidos internacionais.

Bruno deixou o Brasil no dia 16 de agosto e seu pai Jorge no último dia 11 de janeiro. Ambos viajaram para os Estados Unidos e, segundo a Operação Blackout, não havia registro de que teriam retornado ao País.

De acordo com a Procuradoria da República, Jorge Luz e Bruno Luz têm quatro negócios da Petrobras que supostamente envolveram propina. Na lista estão a compra do navio-sonda Petrobras 10.000, o contrato de operação do navio-sonda Vitória 10.000, a venda da empresa Transener e o fornecimento de asfalto pela empresa Sargeant Marine.

De acordo com o procurador da República, Diogo Castor de Mattos, da força-tarefa da Operação Lava Jato, “agentes políticos do PMDB no Senado” foram beneficiários de parte dos US$ 40 milhões de propina supostamente repassados pelos operadores do partido Jorge Luz e Bruno Luz. Pai e filho, afirmou o investigador, tiveram uma “atuação de longa data” no esquema de corrupção instalado na Petrobras, segundo o procurador.

“Há estimativas da Procuradoria-Geral da República de que essas pessoas (Jorge e Bruno Luz) movimentaram em torno de US$ 40 milhões em pagamentos indevidos. Os beneficiários eram diretores e gerentes da Petrobras e também pessoas com foro privilegiado, agentes políticos relacionados ao PMDB. Há elementos que apontam que agentes políticos do Senado, ainda na ativa, foram beneficiários de parte desses pagamentos”, afirmou.

Alvos da Operação Blackout, os operadores do PMDB usaram contas de empresas offshores no exterior para pagar propina “de forma dissimulada”, segundo a Procuradoria da República. Durante as investigações, afirma a força-tarefa da Lava Jato, foram identificados pagamentos em contas na Suíça e nas Bahamas.

Jorge Luz e Bruno Luz são investigados por corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Exame

Comentários (7) enviar comentário
  1. Selma Gusmão disse:

    A maioria dos políticos , claro que estão apavorados , porque as suas máscaras de pessoas correta e honestas foram derrubadas e destruídas por uma CORRENTE DE ÁGUAS AVASSALADORA.

  2. Jean disse:

    TRAMA DO IMPEACHMENT COMEÇA A SER REVELADA
    Com a denúncia feita por José Yunes, que envolve Eliseu Padilha e Michel Temer, nos "ajuda a entender que o impeachment foi resultado de uma conspiração.
    E que a conspiração começou ainda na eleição de Cunha à presidência da Câmara e que os 140 deputados financiados para eleger Cunha também votaram a favor do impeachment".
    A partir deste ponto…
    "As questões que se colocam são:
    1) se esses 140 votos precisaram ser comprados é porque os deputados não estavam convencidos de que o impeachment se sustentava;
    2) sem esses 140 votos não teria havido impeachment;
    3) comprovando-se a existência dessa compra não seria o caso de anular o impeachment?"

    • Carlos Santiago disse:

      No Direito, há uma figura que diz que "ato nulo não gera direito", é "Fruto da Árvore Envenenada", decorrente do poder-dever de autotutela conferido à Administração Pública em geral, o qual se realiza mediante a revisão dos seus próprios atos, anulando-os quando eivados de vícios que os tornem ilegais, ou, revogando-os por motivo de conveniência e oportunidade. Essa prerrogativa é objeto das Súmulas 346 e 473 do STF, in verbis:
      SÚMULA Nº 346
      A administração pública pode declarar a nulidade dos seus próprios atos.
      SÚMULA Nº 473
      A administração pode anular seus próprios atos, quando eivados de vícios que os tornam ilegais, porque deles não se originam direitos.
      Então, confirmada a ilegalidade do ato por vícios insanáveis (conspiração, compra de votos, propinas, corrupção, desvio de finalidade, abuso de poder, etc), Nulo de pleno direito ele é.

  3. Blue disse:

    #AREFORMADAPREVIDÊNCIAÉUMAFARSA#

  4. Blue disse:

    #NÃOAREFORMADAPREVÊNCIA#

  5. escritor disse:

    Fora Temer e leve o PMDB junto.

  6. Val disse:

    Esperando chegar no RN.

Publicidade