Publicidade

FOTOS: Semana de operações da Lei Seca em Natal e Parnamirim teve autuações e prisões; veja balanço

Essa última semana foi de trabalho intenso realizado pela equipe da Operação Lei Seca do Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran). O serviço de segurança ostensiva utilizou blitzen de fiscalização e patrulhamento tático móvel nas cidades de Natal e Parnamirim. As ações resultaram na autuação de 80 condutores por desrespeito a Lei Seca, sendo um desses preso. Foram registradas ainda 44 notificações por motivos diversos e seis veículos foram apreendidos e removidos ao pátio do Detran/RN.

As blitzen de fiscalização aconteceram na quinta-feira (20), na Avenida Gastão Mariz, em Parnamirim, com a autuação de 57 motoristas, 17 infrações diversas e dois automóveis removidos. Na quarta-feira (19), a equipe da Lei Seca montou as abordagens na Avenida Engenheiro Roberto Freire, em Natal, com o registro de 23 motoristas flagrados dirigindo sob influência de álcool, sendo um preso por crime de trânsito, além 15 autuações diversas e três veículos apreendidos.

Já na terça-feira (18), foi reforçado o patrulhamento tático móvel na cidade de Parnamirim. Nessa situação foram realizadas abordagens a automóveis e a suspeitos no intuito de inibir atos criminosos. Uma motocicleta foi apreendida e cinco autos de infração foram lavrados. Por fim, os policiais patrulharam na segunda-feira (17), as ruas e avenidas do bairro de Petrópolis, em Natal. Sete motoristas foram autuados por desrespeito a legislação de trânsito.

De acordo com o coordenador da Operação Lei Seca no RN, capitão Isaac Paiva, o trabalho é preventivo. “O objetivo principal das operações é evitar que condutores embriagados trafeguem nas ruas e causem acidentes. Outro ponto de preocupação dos policiais é inibir ações criminosas com o trabalho preventivo de patrulhamento tático móvel”, explicou.

Comentário (1) enviar comentário
  1. Juca disse:

    Como o alarde diminuiu, está pegando os bestas que pensam que a operação acabou, pelo fato do super papa mike não liderar.

Publicidade

Quadrilha fortemente armada assalta R$ 100 milhões e leva cenário de guerra à fronteira Brasil-Paraguai

Ao menos 30 homens com armas de guerra invadiram o prédio da empresa de valores Prosegur, explodiram cofres e levaram ao menos R$ 100 milhões, na madrugada desta segunda-feira, 24, em Ciudad del Este, cidade paraguaia na fronteira com o Brasil. Segundo do país vizinho, este pode ter sido o maior assalto da história do Paraguai. Armados com fuzis automáticos e metralhadoras ponto 50, os criminosos bloquearam ruas, incendiaram veículos e dispararam rajadas contra prédios públicos.

Carros foram incendiados durante o ataque do grupo criminoso em Ciudad del Este, no Paraguai. Foto: Darlon Dutra/Facebook

Acuada, a polícia pediu reforços e munições. Um policial do Grupo Especial de Operações da polícia paraguaia foi atingido e morto.

De acordo com a delegada Denise Duarte, que investiga o assalto, testemunhas disseram que a ação foi praticada por um “esquadrão do crime” e que os criminosos falavam em português.

A suspeita é de que o assalto tenha sido praticado por grupos ligados a organizações criminosas brasileiras que disputam o controle da fronteira, como o Comando Vermelho (CV) e o Primeiro Comando da Capital (PCC).

A Ponte da Amizade, que liga Ciudad del Este a Foz do Iguaçu, no Paraná, no Brasil, foi bloqueada pelas polícias paraguaia e brasileira.

O presidente paraguaio, Horácio Cartes, determinou o deslocamento das Forças Nacionais para a cidade. Até as 8 horas, nenhum suspeito tinha sido preso.

Estadão

 

enviar comentário
Publicidade

INSEGURANÇA NACIONAL: Explosões a caixas eletrônicos disparam no Rio de Janeiro

Um crime comum em São Paulo vem assustando a população do Rio de Janeiro: as explosões de caixas eletrônicos têm sido cada vez mais comuns no estado. O Ministério Público alega que há uma troca de informações e de experiências de uma facção de São Paulo, especialista de roubos a caixas eletrônicos com uma quadrilha no Rio de Janeiro. Criminosos que estão principalmente em Angra dos Reis, no Sul do estado.

De acordo com dados do Instituto de Segurança Pública, os registros desse tipo de crime dispararam recentemente no Rio de Janeiro. Em 2015, foram 33 casos. Em 2016, 51, e só na semana passada, o Rio enfrentou 5 ataques.

Uma megaoperação com participação da Polícia Militar e do Ministério Público desarticulou uma quadrilha do Rio de Janeiro, na última quinta-feira (20). Segundo a investigação, que durou nove meses, o grupo movimentou cerca de R$2 milhões desde agosto de 2016.

Embora mais de 30 suspeitos tenham sido presos, na madrugada seguinte, bandidos destruíram caixas eletrônicos em Ipanema, área nobre da Zona Sul do Rio. Imagens da câmeta de segurança mostram a movimentação na porta da agência da caixa econômica às 3h30. É possível ver os bandidos fugindo, carregando um volume. Ninguém foi preso.

Para os promotores que investigam o crime organizado, o tipo de crime tem crescido e despertado o interesse dos bandidos porque a ação é rápida, o investimento é pequeno e o retorno financeiro é alto.

“Essas quadrilhas, elas são hoje fortemente armadas e elas cada vez mais agem de forma ousada. Não tem mais essa preocupação com o local, com o horário, diante dessa estrutura que eles adquiriram, a preocupação é com um local mais rentável. Certamente eles têm informação privilegiada do abastecimento do caixa e do retorno que aquela operação dará aos criminosos e a partir daí eles definem e executam sem nenhum tipo de dificuldade”, diz o promotor de justiça Fabiano Oliveira, da Gaeco.

Além de terem comparsas que informam se a rota de fuga está livre, sem polícia, eles colocam no caminho grampos para furar o pneu de viaturas.

“Sempre quando há a prisão de um líder, infelizmente do interior dos presídios, eles permanecem em comunicação com os seus comparsas que estão do lado de fora. Apesar da intensificação da repressão ao acesso a celulares por criminosos presos, mas a liderança ela é sempre substituída por alguém fisicamente na comunidade.”, diz Fabiano.

“É necessário, na minha opinião, que haja em primeiro lugar uma intensificação do policiamento ostensivo. Em segundo lugar, é preciso que haja uma investigação firme, uma investigação séria que vá profundamente nessas quadrilhas, identifique os seus integrantes e consiga realizar a prisão deles. É importante tb que o poder judiciário dê andamento a estes processos e que estes criminosos sejam efetivamente condenados e punidos e permaneçam presos”, afirma.

G1

 

enviar comentário
Publicidade

PF indicia primeira-dama de Minas por corrupção

O governador de MG, Fernando Pimentel, ao lado da mulher, Carolina  O governador de MG, Fernando Pimentel, ao lado da mulher, Carolina (Foto: Divulgação)O Estado de S.Paulo

A Polícia Federal indiciou a mulher do governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT); os secretários da Casa Civil e do Planejamento do governo mineiro e dois executivos no âmbito das investigações da Operação Acrônimo. Carolina Pimentel foi indiciada como partícipe em corrupção, lavagem de dinheiro e crime eleitoral. Antonio Maciel, ex-presidente da Caoa, e o presidente do grupo Aliança, Elon Gomes, foram indiciados por falsidade ideológica e crime eleitoral, no artigo 350. Não há acusação contra as duas empresas.

Também foi indiciado o publicitário Vitor Nicolato, homem de confiança do empresário Benedito de Oliveira, o Bené, próximo a Fernando Pimentel.

A Acrônimo foi deflagrada em maio de 2015 para investigar esquema de tráfico de influência para liberação de empréstimos do BNDES e esquema de lavagem de dinheiro em campanhas eleitorais envolvendo gráficas e agências de comunicação.

enviar comentário
Publicidade

PF prende estudante com 5,6 Kg de Ecstasy no Aeroporto de Natal

A Polícia Federal prendeu na madrugada deste domingo (23/4) no aeroporto internacional Governador Aluízio Alves em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, um estudante paranaense, 28 anos, acusado de tráfico de drogas. Ele reside em Curitiba/PR e desembarcou de um voo vindo de Portugal trazendo na bagagem 5,6 quilos de ecstasy.

A prisão aconteceu logo após os policiais serem avisados pela Receita Federal de que ao ser submetida à inspeção de raios X, havia sido detectada uma bagagem de conteúdo suspeito. De imediato, o estudante foi identificado como sendo o proprietário da mala, a qual, após ser vistoriada, continha em um fundo falso, envoltos em fitas plásticas, três tabletes contendo um pó branco com característica de substância entorpecente.

O homem recebeu voz de prisão e em seguida foi conduzido para autuação na sede da Polícia Federal no bairro de Lagoa Nova, onde a substância encontrada passou por perícia e deu resultado preliminar positivo para MDMA.
Quando do seu interrogatório, porém, o suspeito invocou o direito constitucional de permanecer em silêncio e negou-se a responder a todas as perguntas que lhe foram formuladas.

Além da droga, foram apreendidos ainda com o acusado: Celulares, passaporte e um bilhete de passagem em seu nome com origem em Bruxelas, Bélgica, onde os policiais acreditam que o ecstasy tenha sido adquirido.
Indiciado na lei de tráfico internacional de drogas, o preso foi submetido a exame de corpo de delito e encontra-se custodiado na Superintendência da PF, à disposição da Justiça.

Esta foi a 2ª. apreensão de droga sintética realizada pela PF este ano no aeroporto Aluízio Alves. O total de ecstasy apreendido no período já ultrapassa a marca dos 19 quilos.

Comentários (5) enviar comentário
  1. Observador disse:

    Caso caia nas Mãos de Mário Jambo, lerá uns livros e pronto

  2. Jean disse:

    Quando lemos "um estudante…" logo percebemos ratar-se de um membro da elite, um "Filhinho de Papai". Pois se fosse "um do povo", saia logo fotografia, nome, idade, endereço, CPF…
    E ainda tem gente que todos são tratados com igualdade na imprensa, na polícia e no judiciário?

  3. JOAO MARIA disse:

    amanhã tem uma audiência de custodia, bota uma tornozeleira e vai embora para casa,para continuar a fazer trafego, infelizmente é a justiça brasileira

  4. Marcos Felipe disse:

    Ratificando a manchete: " PF prende traficante com 5,6 Kg de Ecstasy no Aeroporto de Natal".

Publicidade

Homem é morto a tiros na Zona Sul de Natal

Um homem foi morto a tiros na madrugada deste domingo (23) na avenida Ayrton Senna, Zona Sul de Natal. A vítima foi identificada como José Erimar de Santana, de 23 anos.

De acordo com a polícia, José Erimar estava na garupa de uma moto quando foi atingido pelos disparos. O autor dos disparos fugiu. O homem que pilotava a moto disse à polícia que era ameaçado de morte, o que levanta a suspeita de que ele seria o alvo do criminoso.

O caso será investigado pela Divisão de Homicídios.

G1/RN
enviar comentário
Publicidade

Marido tem crise de ciúme e espanca mulher ao vê-la de cabelo pintado e maquiada: ‘afundou a face’, diz polícia

Vítima de agressão está internada no Hospital Raul Sertã, em Nova Friburgo, onde espera por cirurgia. (Foto: Daniel Marcus / Ascom Friburgo)

Uma mulher de 49 anos foi agredida pelo marido, de 38, porque pintou o cabelo de preto, passou maquiagem e resolveu tratar os dentes, o que provocou ciúme no companheiro, confirmou a Polícia Civil em Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio. Ainda segundo a polícia, a mulher teve afundamento de face e vai precisar passar por cirurgia.

O crime aconteceu no bairro do Cônego na madrugada desta terça-feira (18). A Polícia Militar foi acionada pelos vizinhos no momento da agressão, mas o suspeito fugiu, segundo a Polícia da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), do município. A vítima foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada para o Hospital Municipal Raul Sertã.

A delegada Danielle de Barros explicou que, no momento da agressão, a mulher começou a gritar por socorro e conseguiu fugir do marido pela janela de casa, com a ajuda dos vizinhos, que também chamaram os bombeiros.

Já no hospital, a vítima foi ouvida pelos policiais e revelou que o marido estava com ciúme e por isso a agrediu. Ela contou ainda que ele estava armado com uma faca. Questionado, o Hospital Raul Sertã não deu informações ao G1 sobre a vítima, mas segundo a Polícia Civil, a mulher foi liberada da unidade na quarta-feira (19). Após a denúncia, uma medida protetiva contra o suspeito foi expedida na quarta-feira (19). O caso é investigado pela Deam.

G1
enviar comentário
Publicidade

Delatores dizem que Odebrecht pagou para ter influência no BNDES e na Camex

A Odebrecht pagou propina para ter acesso a documentos sigilosos e influenciar em decisões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e da Câmara de Comércio Exterior (Camex), de acordo com depoimentos de ex-executivos da Odebrecht ao Ministério Público Federal. A empresa também atuava para tentar definir políticas econômicas que a interessavam, como a criação de um banco de fomento às exportações.

Os delatores Fernando Reis e Antonio de Castro afirmaram que a ex-funcionária do Banco Central e da Camex Maria da Glória Rodrigues fazia o meio-campo da empreiteira com câmara. Mesmo fora dos órgãos públicos, ela continuava mantendo influência e atuando como uma espécie de consultora da Odebrecht nas questões de créditos para exportação. Nas planilhas de propina, ela recebeu o apelido de “Barbie”.
Reis conta que em 2006 ela tinha um “crédito” de R$ 10 milhões para receber de forma parcelada da Odebrecht. Além de valores por sua consultoria, seus pagamentos estavam associados a uma taxa de sucesso dos projetos da Odebrecht na Camex.

“Maria da Gloria tinha sido uma assessora enquanto era funcionária e nos ajudava com informações. E, apesar de já ter saído, continuava influenciando (na Camex)”, disse Reis, que foi presidente da Odebrecht Ambiental. Segundo Castro, ela tinha forte influência técnica na Camex, porque a maior parte das regras de exportação no Brasil foram criadas por ela.

A Camex é o órgão responsável por definir as diretrizes do comércio exterior brasileiro, como tarifas de importação, realização de acordos bilaterais e a política de financiamento de exportações. De acordo com os relatores, o maior interesse da Odebrecht era sobre as atividade dos Comitê de Financiamento e Garantia das Exportações (Cofig), órgão vinculado à Camex. O Cofig tem como membros representantes dos ministérios do Desenvolvimento, Fazenda, Relações Exteriores, Planejamento, Agricultura, Casa Civil e Tesouro Nacional.

Existem programas federais nos quais o governo concede um crédito para os importadores de produtos brasileiros -o comprador paga a prazo e a empresa exportadora recebe à vista. Além da concessão do crédito, o financiamento envolve a aprovação de um seguro para o exportador, concedido pela União, com base em garantias dadas pelo importador. A análise dos casos que se enquadram nesses programas passa pelo Cofig.

 

G1

Comentário (1) enviar comentário
  1. Carlos Augusto disse:

    O Globo esconde a afirmação do delator Emílio Odebrecht de que o grupo empresarial — do qual o jornal faz parte — teve uma sociedade privada com o Grupo Odebrecht para facilitar decisões de governo no período do ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso.

    Diz o delator (minuto 12 do vídeo que trata do anexo sobre FHC):
    “(…) nós ajudamos a quebra do monopólio. Inclusive sobre a parte de telecomunicações, nós chegamos a montar uma sociedade privada, se não me engano três ou quatro empresas, uma delas era até a Globo (…) para buscar todas as informações e embasamento do que ocorria no mundo para que isso facilitasse aquilo que era decisão de governo (FHC) de quebra do monopólio de telecomunicações, de petróleo e outras coisas.

Publicidade

STJ rejeita recurso de Adriana Ancelmo para suspender seu processo

Em decisão monocrática, a ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Maria Thereza de Assis Moura negou pedido de liminar feito pela ex-primeira-dama do Rio de Janeiro, Adriana Ancelmo, para suspender o processo em que é ré na 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro. Adriana, que cumpria prisão em Bangu, agora está em prisão domiciliar. A defesa da ex-primeira dama havia entrado com recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo que o STJ julgasse o pedido.

Na noite desta quinta-feira foi rejeitado o pedido de suspensão, apresentado em recurso ordinário em habeas corpus interposto contra decisão do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), que rejeitou exceção de incompetência daquele juízo.

O TRF2 reconheceu a prevenção da 7ª Vara para o processamento e julgamento do caso da ex-primeira dama, concluindo pela existência de conexão entre os fatos imputados a Adriana Ancelmo no processo criminal decorrente da operação Calicute e os relativos a processos originários de duas outras investigações, em que supostamente também participavam integrantes da organização criminosa que atuava no esquema de corrupção no governo do Rio.

A defesa, entretanto, alega que entre os diversos processos resultantes das investigações não há relação — seja por conexão ou continência — que justifique não distribuir a ação penal da ex-primeira-dama livremente por sorteio, refutando, portanto, a prevenção do citado juízo de primeiro grau.

No mérito do recurso, a defesa pede o reconhecimento da incompetência do juízo da 7ª Vara e, na liminar, pretendia suspender o processo até o julgamento final do recurso.

A ministra Maria Thereza de Assis Moura, entretanto, observou que o objetivo da medida liminar se confunde com a finalidade principal do recurso.

As questões levantadas pela defesa foram consideradas complexas e exigiriam uma análise pormenorizada dos autos, o que, segundo a ministra, deve ser feito pelo órgão colegiado competente, juiz natural da causa.

Até que seja apreciado o recurso pela Sexta Turma do STJ, o processo prossegue normalmente na 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro. O julgamento ainda não tem data definida.

O Globo

enviar comentário
Publicidade

Lava Jato cruza com Via Ápia: Odebrecht revela origem de fraudes na BR-101 no RN

Em delação premiada a procuradores da República no Rio Grande do Norte, o ex-diretor de Contratos da Odebrecht, Paulo Falcão, detalhou que houve formação de cartel entre empresas para fraudar e encarecer os custos da duplicação da BR-101 no Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco.

O ex-diretor afirmou que antes da licitação foram feitas várias reuniões entre as empreiteiras para combinar os detalhes da fraude. Disse ainda que dois diretores do DNIT tinham conhecimento do esquema.

A Odebrecht participou do trecho de Pernambuco. Segundo o delator, como de praxe, a propina foi paga a dirigentes políticos ligados ao controle do DNIT, que, na época, era feudo do PR. Em Pernambuco, o implicado foi o hoje ex-deputado Inocêncio Oliveira.

No Rio Grande do Norte, o investimento previsto em 2006, quando o então ministro dos Tranportes Paulo Sérgio Passos veio ao Estado assinar ordem de serviço, foi de R$ 174 milhões. Em 2010, o custo da obra já ia em R$ 210 milhões.

Três empresas de São Paulo foram as vencedoras do processo de licitação para o RN: Constran, Galvão e Construcap.

Via Ápia

Várias das irregularidades mencionadas pelo delator já tinham sido alvo de investigação no Rio Grande do Norte em face da Via Ápia, que desarticulou em 2010 um esquema criminoso que desviou mais de R$ 13 milhões da duplicação no RN.

O caso levou à prisão o ex-chefe de Engenharia do DNIT, Gledson Maia, sobrinho do então deputado João Maia, delatado agora, por Gledson, como beneficiário dos desvios.

Comentários (10) enviar comentário
  1. Cesar Rezende disse:

    B uemba!

  2. Wagner disse:

    Roubou tem que devolver, tem que pagar, ficar preso. Temos que mudar as nossas leis, torna-las mais duras e sem direitos para esses delinquentes…

  3. Newton Anthony. disse:

    O que eu tenho a lamentar é que tudo isso sempre será um ciclo vicioso e que corruptos e corruptores sempre andarão de mãos dadas e a (in)justiça brasileira deixa muito a desejar. Sim, o povo? "Tadim do povo!" Pensem nisso?

  4. Fran disse:

    Pergunte o que o tal do João Maia acha disso.

  5. Chico dos Bode disse:

    Não há uma palha seca movida nesse País por Políticos que não haja Roubo, Corrupção, Ladroagem.

  6. Justiceiro disse:

    Bonitinho

  7. Edu disse:

    Corja de ladrões, o Mordomo de Mansão de filme de terror engrossa a lista, vamos mudar isso nas próximas eleições.

  8. LUIS KLINGER disse:

    Klinger Pinto O Desabafo de um Reservista

    Caros irmãos brasileiros, o que aconteceu conosco? porque passivamente aceitamos que nossa nação seja esquartejada por um punhado de pessoas que juntas não representam cinco por cento da população de nosso país? o que está havendo? será que estamos sendo envenenados ,através da água ou dos alimentos, com drogas que nos dopam e retiram nossa capacidade de lutar em busca de um país promissor? onde se encontram os homens que devem por força de lei resguardar nosso povo dessa triste tragédia que nos abate? nossas forcas armadas estão paralisadas assistindo em berço esplendido o esfacelamento de nossa sociedade e simplesmente não toma as rédeas desse barco à deriva? as nossas estruturas democráticas estão podres e corroídas e simplesmente os homens de caráter deixam as coisas acontecerem sem tomarem providências? porque os bandidos comandam o crime organizado e os partidos agora se aliaram aos bandidos se tornando narcopartidos? que projeto macabro é esse que assola nosso povo com toda sorte de mazelas? porque pessoas morrem sem atendimento? porque os hospitais estão lotados? porque não investimos maciçamente em medicina preventiva? porque nosso povo toma tanto remédio? porque nossas crianças estão indo mal na escola? porque se mata tanto? porque se morre tanto? porque as drogas estão dizimando a população de jovens e adultos? porque a criminalidade está crescendo desordenadamente? porque que as pessoas que criam as leis não reformam o código penal e endurece as penas? porque a máquina pública gasta tanto e tão mal? porque os pais estão perdendo o controle dos filhos e porque os filhos não querem o controle dos pais? quem realmente está por trás dessa crise de moral e ética que o Brasil está passando? será que existe algum interesse externo em acabar com o Brasil? porque o povo trabalha tanto e não consegue atender suas necessidades?? e por fim porque nós brasileiros não damos juntos um basta nessa fração de sociedade que simplesmente nos torna um país de faz de conta?.
    "É CHEGADA A HORA DE ACABAR COM A BADERNA)

    Luis Klinger de Oliveira Pinto
    2º TEN R/2 INFANTARIA – TURMA 1996 – NPOR NATAL/RN
    EXÉRCITO BRASILEIRO

  9. Luciana Morais Gama disse:

    Vai chegar também ao AEROPORTO DE SÃO GONÇALO através da ENGEVIX, cujo porta voz da construtora era o então deputado HENRIQUE ALVES. Pq o deputado falava em nome da construtora??? Pq tanto interesse???

    • Aluízio disse:

      Cara Sra. LUCIANA MORAIS GAMA, com certeza, não só este politico como outros e também alguns empresários estão por detrás da mudança absurda do local do aeroporto.

Publicidade

Polícia Militar troca tiros e prende dois homens que cavaram túnel para invadirem casas em condomínio fechado

A Polícia Militar trocou tiros com seis bandidos que invadiram o condomínio Vitória Régia, em Nísia Floresta, após terem cavado um túnel para terem acesso as casas.

A PM passou na hora e viu a movimentação. Houve troca de tiros e dois foram presos. O restante da quadrilha conseguiu fugir. Jóias, celulares e dinheiro foram recuperados das três residências que foram invadidas.

Comentários (2) enviar comentário
  1. Silvio disse:

    Podem checar a fica desses criminosos. A maioria já foi presa e está no regime semiaberto. A certeza da impunidade pontecializa a vida criminosa …

  2. Cassio Janilson disse:

    Devem ter aprendido a técnica em Alcaçuz!

Publicidade

Quadrilha assalta empresa de segurança no RN, leva armas, coletes e atira em vigilante

Uma empresa de segurança foi assaltada na madrugada desta sexta-feira (21) na cidade de Areia Branca, no Oeste do Rio Grande do Norte. De acordo com a Polícia Militar, os homens levaram armas, coletes, mantiveram os vigilantes de reféns e atiraram contra um deles durante a fuga.

Segundo a PM, pelo menos quatro homens pularam o muro da empresa e renderam os funcionários que estavam de plantão. Os assaltantes fugiram levando dois revólveres e dois coletes. Ainda de acordo com a PM, os homens estavam armados e fugiram em uma caminhonete L200 prata.

Funcionários da empresa prestaram depoimento e imagens de câmeras de segurança de prédios vizinhos serão analisadas pela polícia para tentar identificar os responsáveis pelo assalto.

G1/RN

Comentários (4) enviar comentário
  1. Ediberto disse:

    Alguém sabe informar qual empresa foi

  2. Carlos Bayer disse:

    Tá uma piada de mau gosto viver nesse país da insegurança.
    Abaixo o Estatuto do Desarmamento!

  3. José disse:

    Seria, na verdade, empresa de insegurança, já que não pode proteger seu próprio imóvel.

  4. Josè Lúcio disse:

    Como e quando é que teremos segurança nesse país, se os setores que deveriam nos dar seguranças, são completamente inoperantes diante da violência dos bandidos.

Publicidade