Publicidade

Marcelo Odebrecht diz que Itaquerão foi ‘pepino’ e que era ‘mendigo’

Foto: Rodrigo Félix Leal – 1º.set.2015/Futura Press/Folhapress

Em depoimento para a Justiça Eleitoral, o ex-presidente e herdeiro do grupo Odebrecht, Marcelo Odebrecht, usou o exemplo da construção da Arena Corinthians para dizer que tinha uma relação de “mendigo” com o governo federal.

O empresário, que está preso desde junho de 2015 por causa da Operação Lava Jato, relatou que a empreiteira não tinha interesse em entrar no negócio e só realizou as obras para atender pedidos.

Ele ainda afirmou que o projeto inicial do Itaquerão custaria R$ 200 milhões – ao final, o preço ficou em R$ 985 milhões, sem considerar juros dos empréstimos feitos.

Marcelo também disse que entrou a contragosto no projeto da Vila dos Atletas, que abrigou delegações esportivas durante a Olimpíada no Rio, em 2016.

“A gente não queria entrar na Vila dos Atletas. Era um pepinaço! Não queria entrar na Copa. Não queria entrar em estádio”, declarou o empresário ao ministro Herman Benjamin, relator da ação que corre no no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e pede a cassação da chapa Dilma Rousseff-Michel Temer, na eleição de 2014.

“A gente só entrou na Arena Corinthians porque o governo tinha prometido financiamento para a realização da Copa do Mundo; aí depois não dão. Aí, eu passo uma grande parte do tempo lutando para conseguir o que eles tinham prometido para a gente entrar”, reclamou Marcelo.

E emendou: “Eu era um mendigo, porque eu ia lá [governo] para pedir coisas, na verdade, que eu só entrei porque eles tinham prometido”.

O ex-presidente do grupo baiano afirmou ainda que eventos como a Copa e a Olimpíada não teriam acontecido sem a Odebrecht.

“Sem a Odebrecht, não ia ter Copa, não ia ter Olimpíada. Não ia ter nada”.

Outra queixa do ex-executivo é que, quase três anos após a realização da Copa, o Corinthians ainda não pagou o que deve à empreiteira.

“Moral da história: eu fiz uma coisa que não interessava para a gente. Hoje, estou com um pepino, porque a gente tem uma garantia com a Caixa Econômica Federal] e o Corinthians não paga a gente”.

Na audiência, o empresário ainda detalhou como foram as primeiras conversas com políticos para que a empresa assumisse a obra. A reunião foi realizada depois que o estádio do São Paulo, o Morumbi, ficou fora do Mundial.

“Aí tem uma reunião lá e tudo bem, então, vamos fazer o seguinte: vamos transformar o estádio do Corinthians no estádio da abertura da Copa do Mundo. Aí eu tenho um jantar lá em casa com o [governado] Alckmin, o [na época prefeito de São Paulo] Kassab, o Luciano Coutinho [então presidente do BNDES], (ininteligível), todo mundo promete fazer a sua parte! E a besta da Odebrecht:’tá bom, então a gente constrói’. No final, todo mundo foge. Aí eu fico pedindo… aí não tem financiamento, nós construímos tudo com dinheiro próprio. E eu tenho horas de reunião com o ministro da Fazenda para pedir coisas que eu só entrei por pedido deles”, afirmou.

ESTRUTURAS PROVISÓRIAS

Entre as reclamações sobre a construção da Arena Corinthians, Marcelo Odebrecht destacou os R$ 100 milhões gastos em estruturas provisórias.

“Só um exemplo claro: aí, o Corinthians lá assume uma responsabilidade de R$ 100 milhões para estruturas provisórias para a Copa. Aí, o Corinthians “não tenho dinheiro”. Aí a prefeitura diz que vai pagar e não tem dinheiro. A Copa é daqui a noventa dias; ninguém cuidou das estruturas… eu estou na minha. Não é responsabilidade nossa. ‘Aí, não, mas a Odebrecht tem que resolver’. Pô, como é que eu vou resolver?”.

E finaliza: “Olha como a gente mete os pés pelas mãos. A gente não tem nada a ver com as estruturas provisórias e eu vou lá e digo: tá bom, então a gente financia e faz a estrutura, tanto é que terminou, desde que a Caixa refinancie a gente”.

O empresário disse ainda que “não era o dono do governo”, mas o “bobo da corte do governo”.

Folha de São Paulo

Comentários (4) enviar comentário
  1. Fato disse:

    Taí o time do "povo", orgulhosos de um estádio com dinheiro público, construído à mando do 9 dedos SÓ POR QUE ele torce pra esse lixo.

  2. Assisportomirin disse:

    o pepino já entrou no c do povo faz tempo

  3. Luiz Moreira disse:

    É a (já) Era Lula! Mas os prejuízos ficam por muito tempo!

  4. Paulo Cardoso disse:

    Que a copa do mundo serviu de propinoduto, foi desde sempre evidente, agora com as provas sobre a mesa deveria ser também evidente a condenação dos culpados se não for pedir muito mesmo no brasil

Publicidade

FOTOS: Polícia prende foragido da Justiça do Ceará em Macaíba; responde por homicídio, roubo e tráfico de drogas

Policiais civis de Macaíba com apoio da Polícia Militar prenderam Francisco Alef Guedes de Lima, foragido da Casa de Privação Provisória de Liberdade (CPPL) de Fortaleza, na manhã desta sexta-feira (24). Francisco Alef que responde pelos crimes de homicídio, roubo e tráfico de drogas foi preso com uma pistola calibre 380, com registro de roubo na cidade Bom Jesus, quando estava na localidade de Pingo D’água, município de Macaíba.

Comentários (2) enviar comentário
  1. Thiago.B disse:

    Ele ta gravido?kkk

Publicidade

Em 1993, CPI do Orçamento desvendou um esquema de corrupção envolvendo empreiteiras e políticos

Em dezembro de 1993, a CPI do Orçamento, realizada no Congresso Nacional, desvendou um esquema de corrupção envolvendo empreiteiras e políticos, com base em documentos recolhidos pela Polícia Federal na residência de um diretor da Odebrecht. Até hoje, a empresa age da mesma forma.

Na época, descobriu-se que uma holding formada por 12 construtoras, comandada pela Odebrecht, garantia a divisão equitativa das obras realizadas com recursos do Orçamento entre as empreiteiras. As licitações eram fraudadas ou previamente acertadas, e a vencedora repassava 36% do valor da obra à holding.

Entre as empresas participantes do esquema estavam algumas das mesmas empreiteiras cujo envolvimento na Operação Lava Jato é de conhecimento de todos: OAS, Queiroz Galvão, Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa e a própria Odebrecht.

4 anos depois da CPI do Orçamento, com o país mergulhado em uma crise institucional e econômica, o Tribunal de Contas da União (TCU) fez um acordo com a Lava Jato que livra a Odebrecht, a Camargo Corrêa e a Andrade Gutierrez de punições pela Justiça, em julgamento que será realizado nesta quarta-feira (22).

Um acordo costurado por procuradores da força-tarefa da operação em Curitiba com ministros da corte prevê a suspensão da pena de inidoneidade para as três empreiteiras, permitindo que elas continuem firmando contratos com o governo federal.

Há décadas, o Brasil observa as mesmas empreiteiras envolvidas em esquemas de corrupção, e ainda assim elas recebem permissão para continuar participando de licitações para obras em todo o país.

Por que políticos corruptos ficam inelegíveis por oito anos como punição por seus atos ilícitos, enquanto as mesmas empresas corruptoras continuamente recebem passe livre para continuar destruindo a nação?

Terra via Jornal do Brasil

Comentários (3) enviar comentário
  1. Nice Pinto de Morais disse:

    Porque se elas forem suspensas milhares de pessoas ficarão desempregadas e muitas obras iniciadas são essenciais para o país. O problema é a falta de fiscalização por pessoas idôneas.

  2. Fran disse:

    Pronto! Se naquela época já tivessem fuzilado todos, hoje nem teríamos esse problema. Caso tivesse, paredão novamente. Resolvido! Esse país só vai pra frente no dia político corrupto for mandado direito pro inferno e sem escala em canto nenhum.

Publicidade

Em quatro dias, Força Tarefa em Alcaçuz apreendeu 800 facas, 200 celulares, dois revólveres e muito mais

Após a transferência de 800 detentos dos pavilhões 1, 2 e 3 para o presídio Rogério Coutinho Madruga, conhecido como Pavilhão 5 de Alcaçuz, os agentes penitenciários que compõem a Força Tarefa de Intervenção Penitenciária concluíram nessa quinta-feira (23) a chamada ‘Operação Fênix’. Em quatro dias desde o “ordenamento” na maior unidade prisional do Estado, foram realizadas revistas dentro dos três pavilhões da unidade, com um número expressivo de apreensões: cerca de 800 facas, aproximadamente 200 aparelhos celulares e dois revólveres. E ainda não parou por aí: foram apreendidas munições, chips de telefone, pendrives, cartões de memória, carregadores e drogas, como maconha, cocaína e crack.

Todo o material apreendido foi entregue à Polícia Civil, que vai fazer os procedimentos legais necessários. A Secretaria de Justiça e da Cidadania (Sejuc), informou que também vai instaurar uma sindicância para tentar identificar os responsáveis pela entrada do material na penitenciária.

Comentários (4) enviar comentário
  1. escritor disse:

    Podem voltar la agora. Vai ter mais duzentos celulares. 201, 202, 203,204…….

  2. Curioso disse:

    Sinceramente, deve ser cheio de mágicos lá. Por que não se estabelece uma delação premiada por lá e os bons agentes denunciam os bandidos que estão permitindo a entrada de tudo que é proibido. Parece uma brincadeira com a população.

  3. ALEX DUBEUX disse:

    Um dia destes ja fizeram um pente fino com detector de metais e ainda apreenderam tudo isto agora , ta dificil…… como entrou toda esta quantidade de facas e outros??????????????

    • SANDRO disse:

      O "ADUBO" $$$$$$, DEVE SER MUITO BOM, POIS "NADA" CONSEGUE IMPEDIR ESSA PRÁTICA

Publicidade

Trio rende funcionários e clientes e faz arrastão em drogaria em Petrópolis

Um trio armado assaltou a farmácia Drogasil na Avenida Afonso Pena, no bairro Petrópolis, zona Leste de Natal, na noite dessa quinta-feira(23). Na ocasião, os bandidos renderam funcionários e clientes e realizaram um arrastão. De acordo com testemunhas, os marginais agiram com violência e antes da entrada ao interior do estabelecimento, renderam dois vigilantes. Logo após levaram pertences de funcionários e clientes e ainda violara o caixa da drogaria.

Segundo a Polícia, em um ano este foi o 13° assalto registrado no estabelecimento, sendo que os dois últimos foram ainda nesta semana. Os bandidos fugiram com destino ignorado em um veículo que dava apoio próximo ao estabelecimento.

Comentários (15) enviar comentário
  1. shatonson disse:

    em natal tá complicado, passear com cachorro, deixar filho em escola, comprar pão e por o lixo pra fora é um perigo!

  2. Portugal disse:

    Arrocha Governador da Segurança. kkkkkkkk

  3. Almir Dionísio da Silva disse:

    A população de Natal a cada dia fica com mais receio de ir a farmácias padarias…. Estes locais vem sofrendo c a onda de arrastões.
    As autoridades precisam garantir a segurança da população, bem como os empresários a cada dia amargam c a redação das vendas ocasionada pelo medo da população
    E a segurança foi um dos pilares do governador
    Saúde Segurança e Educação estão um caos no RN

    • alf disse:

      De fato, estamos entregues a própria sorte!!!!!

    • Walter disse:

      Alf
      Não estamos entregue a própria sorte não
      Estamos entregues aos bandidos pois não temos as armas que esse governo bandido do PT tirou e não podemos nem se defender
      E o governo não tem condições de nos defender
      PORTE DE ARMA JÁ para os cidadãos de bem

  4. Eduardo Cosme. disse:

    O policial faz o que pode!!! O governador da segurança é o grande responsável pelo desmando na segurança pública do estado!!!!

    • M. D. R. disse:

      Governo ROBISON acabosse. Governo que nunca valorizou o funcionalismo e um tratamento de humilhação, sem respeito a classe trabalhadora.

  5. ALEX DUBEUX disse:

    ACHO QUE SÓ VAI PIORAR ENQUANTO NAO MUDAR AS LEIS FRACAS E ARCAICAS DE NOSSO PAIS , OS POLITICOS SÓ FALAM QUANDO ESTA PERTO DAS ELEICOES , NAO VEJO NENHUMA ATITUDE DELES QUANTO A ISTO.

    • Potyguar disse:

      Só tem pressa em modificar as leis que são intere$$antes para eles, ratos políticos.

  6. Sergio disse:

    Sem efetivo Policial circulando, a tendência é piorar.

    • M. D. R. disse:

      Sérgio, tem a RONDA CIDADÃO, mas o funcionamento deixa a muito deseja. Não vamos esperarmos alguma desse GOVERNO, por que o prazo de validade está preste a sucumbir.

  7. Adriana Medeiros disse:

    Meu Deus, esses marginais encarnaram mesmo na rede de farmácias DROGASIL, que abusrdo! Gostaria de saber onde vamos parar? Mas acredito que quem pode responder a minha pergunta é o poder público como um tido. É um descaso, é um desmando, é uma irresponsabilidade generalizada em todos os setores; ninguém mais nessa cidade e nem no Estado tem segurança, acredito que chegará o dia que às 18h ou antes disso todos deveremos estar recolhidos às nossas casas, por medo da insegurança nas ruas. É vergonhoso, não se poder mais nem ir a uma farmácia comprar remédios. Acordem governantes, 2018 vem ai, já tá chegando. Aí vocês vão prometer segurança?????

  8. Luciana Morais Gama disse:

    Essa drogaria deveria se creditar do ICMS a pagar.

    • M. D. R. disse:

      Adriana Medeiros, nunca mais com esse Governo, é desprestigiando o funcionalismo um verdadeiro massacre como: a)atraso no pagamento b)7anos sem reposição SALARIAL c)os empréstimos CONSIGNADOS os BANCOS cancelaram o convênio, em virtude de ñ repassar as parcelas e etc.

  9. Luciana Morais Gama disse:

    Os bandidos estão mandando.

Publicidade

“Corrupção tinha em toda obra e dinheiro era entregue até em cabaré”, afirma delator da Odebrecht

Foto: Suellen Lima/Frame Photo

 

Em depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ex-executivo da Odebrecht Hilberto Mascarenhas disse que “sempre tinha acordo” de pagamento de propina, em “qualquer lugar do mundo”, ao explicar sua função no Setor de Operações Estruturadas da empreiteira. A área operacionalizava todos os pagamentos não oficiais da Odebrecht e chegou a movimentar, segundo ele, US$ 3,370 bilhões entre 2006 e 2014.

Ao explicar que o caixa do setor variava de acordo com a conquista de obras no exterior e da realização de eleições em diversos países, o delator foi questionado pelo juiz auxiliar do TSE Bruno Lorencini: “Mas impactava porque havia acordos de pagamento de propina?”.

“Desculpe, qual o nome do senhor?”, perguntou o delator.
“Bruno”, respondeu o magistrado.
“Juiz Bruno, sempre tinha acordo.”
“Sempre tinha acordo?”, voltou a questionar o juiz.
“Sempre, em qualquer lugar do mundo”, disse Mascarenhas.

O delator se definiu como o “pagão” – aquele que apenas operacionalizava o pagamento. “Eu, Hilberto Mascarenha Alves da Silva Filho, nunca corrompi ninguém”, disse o ex-executivo.

De acordo com ele, a conta do Setor de Operações Estruturadas tinha US$ 70 milhões em 2006, ano em que ele assumiu a área, e cresceu para US$ 730 milhões em 2013. “E 2014, já com o início da Lava Jato, baixou para US$ 450 (milhões)”, disse o delator. Os valores não são cumulativos, são referentes a cada ano.

“Acumulado, deu de 2006 a 2014 US$ 3,370 bilhões. É um absurdo, mas é verdade. (…) Em função desse aumento, comecei a sentir que eu precisava ter algum controle”, disse Mascarenhas. A partir daí ele desenvolveu o sistema de informática da empreiteira. O sistema identificava os valores pagos aos codinomes dados pelos executivos da empresa para esconder a real identidade dos beneficiários dos pagamentos.

Ele disse ainda que a entrega do dinheiro no Brasil era feita em espécie e narrou formas de pagamento. “Se fossem valores pequenos, encontravam num bar. Em todos os lugares. Você não tem ideia dos lugares absurdos se encontra, no cabaré…Ele encontrava a pessoa, o preposto ia lá e pegava”, afirmou.

Em repasses mais volumosos, segundo Mascarenhas, era possível que algum representante da empresa se hospedasse em um mesmo hotel que um preposto de quem iria receber o dinheiro e, no meio da noite, a entrega fosse feita no quarto.

Estadão

Comentários (5) enviar comentário
  1. Paulo disse:

    Imagino a contabilidade furada dessas empresas. Imagino os pareceres de balanço aprovando tudo. Imagino o conselho fiscal aprovando tudo. Imagina quanta grana pra aprovar tudo isso sem falar a perda de imposto

  2. ALEX DUBEUX disse:

    E JÁ GASTAVAM POR LÁ MESMO KK

  3. Ângelo Júnior disse:

    Lamentável. Infelizmente, o povo que acredita no funcionamento da instituições desse país, sem que haja isso, é quem paga o preço por isso, pois disso resulta a dalta de dinheiro para se investir nas áreas de saúde, educação e segurança . entretanto, não temos a capacidade de mudar com a força que o voto nos proporciona, reelegemos sempre os mesmos políticos, quando não, seus parentes. Assim, as elites (política e empresarial ) se articulam, por trás dos bastidores, subterfugicamente, com todo tipo de negociata para atenderem suas vontades em detrimento da vontade do povo. Para isso, a máxima de Maquiavel diz tudo: "os fins justificam os meios".

  4. Borges Neto disse:

    Transformam o país inteiro num puteiro pois assim se ganha mais dinheiro…

Publicidade

FOTOS: Polícia Civil prende estelionatário que vendia computadores de marca pela internet e entregava carcaças disfarçadas

Policiais civis da 5ª. Delegacia de Polícia Civil de Natal prenderam em flagrante Antônio Márcio Cavalcante da Silva, de 24 anos, pela prática dos crimes de estelionato e de falsificação de documento particular, na noite desta quinta-feira (23), dentro de um shopping na capital potiguar.

Investigações da Polícia Civil revelaram que há aproximadamente um mês, Antônio Márcio estava anunciando em um site coletivo de venda e compra de produtos, a venda de computadores de mesa. Ele iludia os compradores anunciando que as máquinas eram de determinada marca conhecida no mercado nacional e cobrava pelos equipamentos o valor de R$ 2.500,00. Porém, quando a venda se efetivava ele entregava para as vítimas carcaças de CPU com peças de sucata, juntamente com notas fiscais forjadas em nome de empresa fictícia, como forma de dar veracidade à transação ilícita.

Uma equipe de policiais civis conseguiu prender Antônio Márcio quando ele ludibriava mais uma vítima. No momento da prisão, ele confessou ter aplicado esse golpe em outras ocasiões. Estima-se que os prejuízos causados ultrapassem R$ 10.000,00.

 

Comentário (1) enviar comentário
  1. Cara de Otário disse:

    Safado! Tipo de golpe tão baixo quanto tomar de assalto!

Publicidade
Publicidade

Polícia prende três suspeitos envolvidos na morte de policial militar que estava em Bar

Uma investigação da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) resultou na prisão de três suspeitos que teriam participado da morte do cabo da Polícia Militar Edmilson do Nascimento Oliveira Júnior, morto dia 24 de fevereiro deste ano, quando ele estava no bar do Xexéu, localizado à Avenida Alagoas, no bairro de Neópolis, no Conjunto Pirangi, Natal.

As prisões começaram a acontecer no último domingo (19), quando policiais militares prenderam Welton John Santiago de Lima, 28 anos, vulgo “Gaspar”, em cumprimento a um mandado de prisão temporária. Nesta quinta-feira (23), os policiais civis da DHPP prenderam em cumprimento a mandados de prisão temporária, Lucas Costa de Oliveira, conhecido como “Prego”, 20 anos e Jackson Ventura Felix, 18 anos. Lucas já respondeu criminalmente pelo crime de tráfico de drogas e estava solto há cinco meses. Jackson foi apreendido quando tinha 17 anos, praticando ato infracional análogo ao crime de roubo.

Na noite do crime, suspeitos invadiram o Bar do Xexéu e realizaram um arrastão. De acordo com a investigação, um grupo com mais de quatro homens armados entrou no bar e rendeu os clientes. Eles conseguiram levar no dia do roubo, celulares, dinheiro, bolsas e joias. O policial militar estava dentro do bar e foi atingido com um disparo de arma de fogo.

Em coletiva de imprensa, realizada nesta quinta-feira (23), o delegado da DHPP, Ernani Júnior, detalhou sobre como ocorreram as investigações. “Após um roubo ocorrido no bar do Xexéu, praticado no dia 24 de fevereiro deste ano durante a noite, vários suspeitos abordaram vítimas, e clientes do estabelecimento, e a partir daí iniciamos rapidamente as investigações, ouvindo várias testemunhas, e colhendo provas. Essa investigação resultou na prisão de três pessoas, um suspeito foi preso domingo pela Polícia Militar e os outros pela Polícia Civil. Prosseguiremos as investigações para identificar os demais participantes da quadrilha”, detalha o delegado da DHPP, Ernani Júnior.
De acordo com o delegado geral de Polícia Civil, Claiton Pinho, as prisões são resultado de constantes investigações que tem como objetivo prender diversos autores de crimes de homicídios no estado. “Essa foi uma ação realizada pela DHPP, comandada pela equipe do delegado Ernani, a qual conseguiu descobrir esse crime praticado por esses elementos, que tiraram a vida desse agente de segurança. Nós estamos em constante reunião com a DHPP e todas as semanas nós estamos observando o avanço dessas investigações de crimes de homicídio. Esperamos que com a prisão desses três elementos, e também já temos a identificação de outros dois que participaram dessa ação criminosa, nós consigamos levar esses elementos para que sejam julgados e condenados por esses crimes, tanto do homicídio, quanto do roubo praticado contra aquelas pessoas que estavam no bar”, afirma o delegado geral, Claiton Pinho.

O intenso trabalho realizado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foi destacado pelo Tenente Coronel Flávio, como primordial para as prisões realizadas contra os autores do homicídio contra o policial militar. “Nós, policiais militares, estamos muito felizes pelo trabalho desenvolvido pela Polícia Civil, particularmente pela DHPP, que colocou parte dessa quadrilha atrás das grades, elucidando assim esse homicídio cometido de forma tão covarde contra o policial militar. Diante disso, estamos mais aliviados e continuamos trabalhando com afinco”, conclui o Tenente Coronel Flávio, do Subcomandante do Policiamento Metropolitano.

Segue vídeo da entrevista com os três suspeitos de terem participado da morte do policial militar, Edmilson do Nascimento Oliveira Júnior: https://youtu.be/aCY-WIQ8TZs

enviar comentário
Publicidade

Bandidos tentam entrar em prédio de luxo dizendo conhecer moradora em Petrópolis

Dois bandidos tentaram entrar em um prédio de luxo (condomínio Belomonte) ,no bairro Petrópolis na tarde desta quinta, 23.

Disseram conhecer uma das moradoras e que estavam hospedados em sua residência.

A entrada foi negada.

Vídeo: Reprodução/Facebook

Comentários (5) enviar comentário
  1. paulo disse:

    BG
    Será que o sindicato dos condomínios já se preocuparam em realizar treinamentos dos porteiros e vigias de prédios para obstacular a ação destes marginais ou estão apenas interessados nas contribuições sindicais arrecadadas?????????

  2. Ja disse:

    No América teriam entrado

  3. Marcos disse:

    Quaisquer coisa liguem pra mim 996606263. Robaram . Joias roupas. Saíram com uma mala . Mas tenho fé em Deus q vão pega-los

  4. Marcos disse:

    Esses bandidos conseguiram arrombar o meu apartamento.

  5. Welingtom Pinheiro Júnior disse:

    Tem que ligar para o proprietário do ap perguntar se conhece alguém que tá hospedado aí no ap e era para ter chamado apolicia o porteiro foi esperto gostei tem que ligar primeiro não deixar entrar

Publicidade

Reforma custou mais de R$ 500 mil: Obra em sítio levou um mês e foi agrado a Lula, segundo delator

O ex-diretor de relações institucionais da Odebrecht Alexandrino Alencar disse, em depoimento a procuradores da força-tarefa da Lava Jato, que a empreiteira baiana fez em um mês as obras de reforma na casa e no lago do sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP), frequentado pela família do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo o ex-executivo, as obras tocadas pela Odebrecht começaram no dia 15 de dezembro de 2010 e terminaram no dia 15 de janeiro seguinte. O sítio formalmente pertence a Fernando Bittar e Jonas Suassuna, sócios de Fábio Luiz Lula da Silva, filho de Lula.

Alexandrino Alencar disse na delação que a Odebrecht começou a reformar o sítio a pedido da ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva, morta no dia 3 de fevereiro deste ano, vítima de um AVC.

Ela teria abordado Alencar durante a comemoração do aniversário de Lula, em outubro de 2010, num evento no Centro Cultural do Banco do Brasil, em Brasília.

Marisa teria pedido a ajuda do delator porque temia que as obras no sítio de Atibaia não terminassem antes do fim do ano, quando Lula sairia da Presidência. Até aquele momento as reformas estavam sendo tocadas por uma equipe contratada pelo pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente.

Alencar então resolveu o caso. A Odebrecht mandou dezenas de operários trabalhando dia e noite para fazer a obra a toque de caixa.

Foram feitas reformas na casa, a construção de novos cômodos e obras no lago. O custo da obra passou de R$ 500 mil, tudo pago pela Odebrecht.

Assim que a obra feita pela Odebrecht foi entregue, em 15 de janeiro de 2011, a OAS entrou para fazer benfeitorias na cozinha do sítio.

Alexandrino Alencar disse aos procuradores que nunca conversou com Lula sobre a obra na propriedade em Atibaia. Ele também afirmou que a obra teria sido um agrado à família do ex-presidente e não teve contrapartida em contratos da Odebrecht com órgãos públicos.

Lula é réu em cinco ações penais –três no âmbito da Operação Lava Jato, uma na Zelotes e outra Janus.

OUTRO LADO

Advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins, declarou que “após a oitiva de 73 testemunhas no âmbito da Operação Lava Jato, ao longo de 24 audiências, não há qualquer afirmação que possa vincular o ex-presidente à prática de ato ilícito”.

A Odebrecht, em nota, disse que “não se manifesta sobre o teor de eventuais depoimentos de pessoas físicas, mas reafirma seu compromisso de colaborar com a Justiça”.

Folha de São Paulo

 

Comentários (9) enviar comentário
  1. PT DO POVO disse:

    Lula n vai ser preso e sabe pq ?
    inexiste convicção , embora haja perseguiçao .
    Moro eh louco p condenar , usa criterios diferentes , muda versoes , entrega fatos q nao correspondem , mas n consegue ..
    Ta numa campanha d segura o homem p 2018 q nem o satanás .. mas n vai conseguir , tem MEDO , sabe quem é Luis Inacio Lula da Silva , sabe a força politica do homem .

    • alf disse:

      Lula é um enganador de petistas como você. Lula vai preso sim!!!!
      Aguarde!!!!!

  2. Walter disse:

    Quero ver esse verme se livrar
    Petista o Lula roubou e muito e vai para a cadeia sim ou vc acha que uma pessoa que processa até quem da bom dia a ele não deve nada kkkkk
    Abrão os olhos ovproprio PT já está caindo fora desse verme ele não vai ser mais presidente do partido "ele não quer" lkkkkk

  3. Botelho Pinto disse:

    Lula já foi condenado, só faltam as provas.
    Por enquanto, muita convicção.
    E…A julgar pela perseguição que Moro fez ao jornalista Eduardo Guimarães, nem a Madre Tereza de Calcutá escaparia da condenação.
    Pra mim, parece claro que está havendo uma perseguição implacável a Lula e a Dilma. Não parece ter tanto interesse político. Pela insistência e tempo gasto parece mais com uma vingança pessoal, como se fosse uma questão de honra achar alguma coisa.

  4. Expedito Jr disse:

    Não amigo o povo é que tá de saco cheio de tanto vocês dizerem que Lula é santo. Acham que o povo é besta?

    • José julio disse:

      No final de tudo, Lula vai ser declarado INOCENTE, e ainda vai arrastar uma boa indenização, por danos morais!!! No Brasil é assim mesmo!!! Único país onde o crime compensa!!!

    • Comedor de Coxinhas disse:

      Manda as provas pra Moro. Ele está babando por isso.

    • Walter disse:

      As provas já estão nas mãos de Moro ou vc acha que os advogados saíram da defesa porque
      Nem eles mais aguentaram as mentiras deste meliante dia 03/de maio está chegando

  5. Eterno Vascaino disse:

    Até Agora Nada…..Lula já tá de saco cheio com isso !

Publicidade

FOTOS: Deprov prende homem em desmanche de veículos roubados na Grande Natal

Policiais civis da Delegacia Especializada em Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (Deprov) prenderam, nesta quinta-feira (23), Shirlecio da Silva Pedro, 33 anos, quando o mesmo estava na sua residência, local onde o mesmo mantém um desmanche de veículos roubados, no bairro de Passagem de Areia, cidade de Parnamirim. No local, foram apreendidas peças de dois veículos roubados, além de peças de outros automóveis que estavam sendo desmanchados. Shirlecio foi autuado pelo crime de receptação qualificada e encaminhado ao sistema prisional onde ficará à disposição da Justiça. Fotos abaixo:

enviar comentário
Publicidade