Publicidade
Publicidade

Lista fechada para proteger investigados é ‘tiro no pé’, dizem especialistas

Parlamentares de diferentes partidos e juristas vêm defendendo uma mudança no sistema eleitoral para que, nas eleições de 2018, os eleitores votem nas chamadas listas fechadas das legendas.

Os presidentes do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o relator da reforma política, deputado Vicente Cândido (PT-SP), têm discursado a favor do sistema nos últimos dias. O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso também defendeu a medida.

Por esse sistema, os partidos relacionam os candidatos em uma lista pré-ordenada e os eleitores votam na legenda e não diretamente no candidato. São eleitos os primeiros nomes da lista, de acordo com o número de cadeiras a que o partido tiver direito.

Críticos da medida dizem que, com a proposta, dirigentes partidários que defendem esse modelo querem proteger parlamentares investigados na Operação Lava Jato e viabilizar suas reeleições, para que mantenham o foro privilegiado.
“Não tem espaço neste momento para o Congresso aprovar a lista fechada já que, no entendimento da sociedade brasileira, isso viria no intuito de amanhã poder acobertar parlamentares que não teriam a condição de poder enfrentar a sociedade, os seus eleitores e pedir o voto”, argumentou o líder do DEM, Ronaldo Caiado.

O presidente Michel Temer diz não ter simpatia pela lista fechada. “Há muita resistência a isso. Se eu pudesse dizer, falaria que a melhor forma é do voto majoritário”, disse.
‘Tiro no pé’

Especialistas ouvidos afirmam que, se proteger parlamentares for o objetivo por trás da defesa da lista fechada, os partidos podem acabar dando “um tiro no pé”. Na visão deles, ter candidatos investigados na lista pode tirar votos da legenda.

“Pode ser um tiro no pé porque se um partido tentar proteger algum político, colocando esse político que tem enrosco com a Justiça dentro de uma lista partidária, de modo a garantir que ele seja eleito mesmo com os seus problemas, esse cara vai contaminar a lista inteira”, opinou o cientista político da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP) Cláudio Couto.

“Ou seja, o partido pode estar, na realidade, produzindo uma derrota coletiva por causa de um único nome”, completou.
O professor de Ciência Política da Universidade de Brasília (UnB) David Fleischer reconhece que a defesa de lista fechada pode ser uma tentativa para blindar parlamentares investigados, mas diz que a inclusão de alvos da Lava Jato em uma lista pode ser explorada por adversários contra o partido.
“Se eu fosse um adversário de um partido que colocou esses ‘lava jatos’ no topo da lista, eu ia até a televisão defender o meu partido e mostrar as listas. Iria dizer: ‘esse partido aí escondeu esses caras na lista’, daria nome aos bois. As campanhas podem explorar isso. É um risco que os partidos correm”, expôs.

“Se você faz uma lista só de investigados na Lava Jato, o eleitor não vota nessa lista. O eleitor não é burro”, complementou o professor de Ciência Política da UnB João Paulo Peixoto.

 

G1

 

Comentários (4) enviar comentário
  1. Blue disse:

    Vergonha!

  2. Amon Carlos de Oliveira disse:

    digo fechada

  3. Amon Carlos de Oliveira disse:

    Caso prospere o projeto de lista fecha o nosso pais dará um passo importante para ser uma republica constituida de bandidos, não devemos aceitar o que poderá acontecer será o fim do que ainda resta.

  4. Fora temer disse:

    há país desmoralizado esse Brasil de guerra.

Publicidade

Lula e Temer estão com o discurso afinado

Em uma conversa com um petista estrelado, Michel Temer disse que Lula pode, sim, substitui-lo em 2018. Os dois estão afinados. Lula tem dito que seria importante para o país a permanência de Temer até o fim do mandato.

 

Veja

Comentários (17) enviar comentário
  1. Comedor de Coxinhas disse:

    Eita povo gado.
    A veja diz e o gado faz " Mooommmm"
    Quem sustenta esse corrupto do temer é o PSDB/DEM, GADO!

  2. Jean disse:

    Qualquer notícia tipo "fake" é facilmente assimilada e reproduzida sem se pensar um pouco sobre ela. Basta nos agradar ou favorecer nosso ponto de vista, que saímos divulgando sem sequer checar a veracidade da informação.
    Esta mais do que claro que diante do contexto essa é mais uma tentativa vil de se tentar queimar a imagem de Lula, que desponta em primeiro lugar nas pesquisas de intenção de votos para voltar a presidência em 2018.
    Colar em Temer hoje é tão desnecessário como mortal, tal seu grau de degradação e desgaste. Coisa que o PSDB de Aécio e Serra já sentem e se movimentam para deixá-lo no momento oportuno.
    Deixem de ser inocentes e entendam que nossa mídia é amestrada e escreve por encomenda ´paga adiantada.
    Acordem!

  3. Claudomiro Jr disse:

    Com a palavra os membros da Seita dos Mistérios Gososos do Lulopetismo.

  4. Getro lucas disse:

    São farinhas do mesmo cunho….já dizia Leonel Brizola.

  5. Blue disse:

    Uma vergonha!

  6. Albafares disse:

    Em que mundo esses políticos vivem eles acham que vão se perpetuar no poder, que eu saiba ainda existe opinião pública nesse país. Não é porque eles mandaram prender empresários jogaram milhares de trabalhadores a própria sorte e sairam impunes com seus patrimônios gigantescamente maiores, que a população do Brasil vai avalisar tamanha bestialidade

  7. Fran disse:

    Dois vagabundo maldidos! Cadeia ou cemitério!

  8. carlos disse:

    Algemar os dois e mais algumas centenas de políticos corruptos. Jogar em alto mar. Quem escapar está vre.O BS: Não avisar nem o dia nem o local. Se divulgar os colegas vão salvar. Ou corja de safados.

  9. Fora temer disse:

    Meu povo vamos dar um troco bem dado esses políticos sábados bandidos covardes, vamos tirar de cena o pmdb PT psdb dem, vamos de bolsonaro pra botar esses bandidos pra fora do país. É só nós querer um simples toque na hora de votar.

  10. Fora temer disse:

    dois bandidos e enganadores do povo.

  11. Netto disse:

    -Tirou-se que Dilma que estava afundando a economia;
    -Temer faz o "bad cop", tocando as reformas impopulares.
    -Lula faz o "good cop" satanizando-as e ganhando capital político (ou quem ele apoie);
    -Aí volta em 19 e nada faz para desmanchá-las (é bem besta de fazer).
    -Então, o país fica no ciclo de poupar em anos ímpares e gastar nos pares (de eleição).

    Novamente se joga para platéia, por exemplo, se recebe dinheiro de companhia área para fazer as suas vontades, mas joga para os compartilhadores de besteria de Facebook o papo de 'elite que não quer pobre em aeroporto". Condenados eternamente a vôos de galinha.

  12. Eduardo Cosme. disse:

    A imprensa suja do Brasil, está doida!!!!!

  13. Roberto disse:

    Aguardem corruptos, em 2018 o povo vai mostrar quem manda nesse cabaré chamado BRASIL.

  14. Maria Lúcia Ferreira disse:

    A coisa ridícula!

  15. Cobre disse:

    Kkk essa foi boa um babando o outro sem pra o outro ter retorno vagabundos os dois

  16. Paulo Cardoso disse:

    O jogo político é muito mais sujo do que muitos de nós consegui imaginar. Toda encenação, o impedimento de Dilma, as acusações à lula, a transferência do poder ao pmdb e quem deles tem perdido mais que o povo. Quanta podridão

  17. Lorena disse:

    Dois marginal junto, o povo vai da o troco bandidos

Publicidade

Irmão e empregados cuidam de filhos de Adriana Ancelmo enquanto ela está presa

Os filhos de dez e 14 anos de Adriana Ancelmo, a ex-primeira-dama do Rio de Janeiro, estão sendo cuidados por um tio deles e empregados enquanto ela está presa no Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste. Segundo o advogado dela, a mulher de Sérgio Cabral estava angustiada com a distância das crianças e ficou aliviada com a decisão do Superior Tribunal de Justiça que confirmou a passagem para a prisão domiciliar.
Ela vai ficar detida no apartamento do casal, próximo à orla do Leblon, o bairro com o metro quadrado mais caro do Rio de Janeiro, na Zona Sul da cidade. Agentes da Polícia Federal devem fazer uma vistoria no local nesta segunda-feira, mesmo dia em que ela pode deixar a prisão.

Em casa, Adriana Ancelmo não poderá usar o celular, o telefone ou a internet. Visitas terão que ser autorizadas e registradas pela Polícia Federal, além de terem que deixar os próprios eletrônicos na portaria do prédio.

A defesa da ex-primeira-dama do Rio rejeitou a crítica de que ela estaria recebendo um privilégio ao obter a prisão domiciliar. A medida havia sido concedida pelo juiz Marcelo Bretas, da Justiça Federal no Rio, mas o Ministério Público Federal recorreu e o benefício havia sido suspenso.
Porém, a defesa de Adriana recorreu ao STJ. O advogado de Adriana, Luis Guilherme Vieira, disse à CBN que a mudança no regime de prisão é algo previsto na lei e que pode ser solicitado por qualquer mulher no regime carcerário.
‘Isso não é uma decisão que a privilegia.

Acho que, em igual situação, todas as mães têm direito porque, enfim, é uma norma legal. Essa modificação do Código de Processo Penal vem ao encontro de toda legislação mais moderna no mundo no que diz respeito ao direito da criança e do adolescente. A preocupação de qualquer mãe é essa e ela não é exceção. Ela é uma mãe. Reencontrar o filho conforta uma mãe, que se sente feliz ao estar ao lado de seus filhos. Adriana não é uma exceção a essa regra.’

Entre os principais motivos da prisão da ex-primeira-dama estão contratos do escritório Ancelmo Advogados com empresas que receberam benefícios fiscais durante o governo Cabral e a acusação de que o casal teria lavado dinheiro de propina através da compra de joias.

 

CBN

Comentários (7) enviar comentário
  1. Roberto disse:

    Quantas mães pobres estão na mesma situação STF? a justiça no Brasil é só para os ricos, como é que uma ministra dessa faz isso é ninguém toma uma atitude, quantas mães estão presas porquê roubaram uma lata de leite, e não tem quem tome conta dos filhos. advogados de todo o Brasil quê tem clientes presos entrem com mesmo pedido que elas tem o mesmo direito dessa vagabunda.

  2. belesita disse:

    * OUTRAS

  3. belesita disse:

    COITADINHA DESSA LADRA…ELA SE DÊ POR FELIZ DE AINDA TER ALGUEM QUE CUIDE DOS FILHOS E AS OUTRA QUE OS FILHOS FICAM ABANDONADOS E VIRAM BANDIDOS. O QUE ELE TEM DE MELHOR ? HIPOCRISIA PURA.

  4. Paulo Cardoso disse:

    A justiça brasileira não seria tal se não concedesse privilégio a quem pode pagar por ele, afinal ela é a ex primeira dama do estado do Rio de janeiro e acumulou valor monetário considerável e a justiça brasileira está preocupada com o bem estar de seus filhos como os de outro qualquer, pois perante a nossa justiça somos todos iguais e mais … deixa pra lá, impossível explicar o contraditório e inverídico

  5. Fran disse:

    E qual o problema? Tem filho de presidiária por aí, sendo criado pelas ruas. Hipócritas!

  6. Blue disse:

    Ladra

  7. Blue disse:

    Agora é soltar todas as presas mães do país. Ou isso, ou a ladeira do Rio deve voltar a prisão.

Publicidade
Publicidade

Ministro do TCU recebeu R$ 350 mil da Odebrecht

vitaldorego

O ministro Vital do Rêgo, do TCU, recebeu 350 000 reais da Odebrecht. O pedido foi feito por Sergio Machado, ex-presidente da Transpetro, que está livre em Fortaleza. As informações estão na delação de José de Carvalho Filho, ex-diretor da empreiteira.

 

VEJA

Comentários (4) enviar comentário
  1. Jean disse:

    Não foi o TCU honesto que depois de séculos dizendo que as pedaladas fiscais eram procedimento normal, aprovando-as, mudou radicalmente o entendimento para perseguir e ajudar no golpe a Dilma?
    A farsa dos Cavaleiros da honestidade e Guardiões da Moral cada dia cai mais, e o cidadão de bem que foi literalmente enganado, fica vermelho de vergonha por ter sido usado como um pato, para derrubar inclusive tudo aquilo que o fez melhorar de vida. Tal como os Concursos Públicos, que com a terceirização tendem a se acabar, a aposentadoria sendo destruída, os direitos trabalhistas…
    O sonho que venderam era um tremendo Cavalo de Tróia para o PSDB voltar ao poder usando um mamulengo: o Temer!

  2. Manoel Lucas disse:

    Boleiro profissional

  3. Blue disse:

    Prende esse corrupto logo.

  4. Paulo Cardoso disse:

    Quem é que não tá sujo nesse puteiro, chamado sistema político brasileiro.

Publicidade

Doria diz que vai privatizar todos os parques de SP ainda em 2017

O prefeito João Doria (PSDB) disse neste sábado (25) que vai entregar os 107 parques da cidade de São Paulo para a administração da iniciativa privada ainda em 2017. O processo licitatório está agendado para abril e a concessão será realizada em pacotes.

O anúncio foi feito durante a inauguração de oito dos dezesseis banheiros do Parque Ibirapuera, na Zona Sul de São Paulo, que foram reformados pela construtora Cyrela com o apoio da Unilever, Deca e Sherwin Williams.

O tucano disse que o Ibirapuera os outros 106 parques da capital paulista serão concessionados. “A concessão dos 107 parques será feita para empresas, associações, instituições e ONGs, que vão administrar os parques a fim de que todos eles tenham condições adequadas de atender a nossa população”, disse.

Sobre o modelo de concessão das áreas verdes, Doria explicou que será realizada em pacotes. “Não posso dar a oportunidade para que as empresas escolham um único parque, senão só teria solicitação para o Ibirapuera. Vamos ter ações combinadas – um parque em área mais nobre com quatro parques mais afastados. Mais ou menos nessa proporção”, explicou.

O prefeito estima que o processo de licitação comece em abril. “O processo licitatório vai ser levado à Câmara agora, no mês de abril, e provavelmente em junho será colocado em prática para que os parques possam ser adotados. Não queremos nenhum centavo, mas sim, a economia. Os parques custam R$ 100 milhões por ano, R$ 400 milhões em uma gestão, valor que daria para a construção de dois hospitais. Isso [concessão de parques] já acontece no Canadá, nos EUA, e em algumas cidades da Europa e da Ásia”, argumentou.

Indagado se há mais espaço para parcerias com a iniciativa privada, o prefeito elogiou a pergunta e confirmou. “Alcançamos nesta semana cerca de R$ 240 milhões em doações de diferentes produtos e serviços para a cidade. É o projeto “Empresa Cidadã”, voltado para empresas que querem ajudar sem interesse, sem contrapartida. Não tem toma lá, dá cá”, garantiu.

Questionado se a cidade está à venda, o prefeito negou e disse que se trata de economia e maior eficiência na gestão dos espaços públicos. “Não é venda. É uma cidade bem administrada, é diferente. As pessoas nunca viram uma administração semelhante ao que estamos fazendo, com gente capaz. Não é vendida, é melhorada”, rebateu.

G1
Comentários (6) enviar comentário
  1. Jean disse:

    O Brasil tem seu próprio Trump. /
    E não é o Bolsonaro!
    Somente algumas ideias do século passado unem Donald Trump e Jair Bolsonaro.
    Mas nós temos um Trump tupiniquim.
    O nome dele é João Dória.
    As semelhanças (com Trump) são evidentes: ambos são milionários, conservadores, representam o empresariado e o Capital em suas jurisdições e já apresentaram o mesmo reality show.
    O Brasil não é os EUA e tenho certeza que não elegeremos um “Donald” por aqui.
    Nós não merecemos!

  2. Comedor de Coxinhas disse:

    Kkkkk
    Jeito tucano de governar.
    Temer está bem assessorado com os lesa-patria!

  3. anderson disse:

    Esse pavão só que se manter nos noticiários. Lazer é um dever do Estado como um todo, está lá na carta magna que ninguém mais respeita.

  4. Manoel Lucas disse:

    Excelente Administração de Dória. Chora canalha petista .

  5. Jório Queiroz disse:

    Vamos ver a forma. Hoje os Parques são essenciais para a prática de esportes, que estão intimamentes vinculados á saúde pública. A iniciativa privada vai querer cobrar pelo uso, o que certamente afastará a população mais carente. É importante o poder público preservar o uso desses espaços.

  6. EDER disse:

    AVISA A " JOÃO BOSTA " QUE CONSTRUIR UM HOSPITAL NÃO SIGNIFICA MUITO . O COMPLICADO É MANTER FUNCIONANDO

Publicidade

Em alegações finais ao TSE, Dilma nega irregularidades na campanha de 2014

ex-presidente Dilma Rousseff negou, em alegações finais apresentadas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na sexta-feira (24), as acusações de que a campanha presidencial de 2014 foi financiada com recursos de origem ilícita. Reeleita com o então vice-presidente Michel Temer, a petista também refuta a tese de separação de chapa para julgamento.

O TSE apura desde 2015, a pedido do PSDB, se a campanha cometeu abuso de poder político e econômico, recebeu dinheiro de propina e se beneficiou do esquema de corrupção na Petrobras.

Nesta semana, o ministro Herman Benjamin, relator do caso, encerrou a fase de instrução do processo e abriu prazo para as alegações finais das partes envolvidas. Segundo a defesa de Dilma, o documento de 212 páginas sustenta a lisura da eleição e rebate acusações.

“O que interessa é deixar absolutamente claro que não há, e jamais haverá, qualquer afirmação ou informação, nem em depoimentos, nem em termos de colaboração premiada, de que Dilma Rousseff tenha qualquer participação direta ou indireta em atos de corrupção para obtenção de doações eleitorais, seja no âmbito da Operação Lava Jato ou de qualquer outra investigação”, afirma o advogado de Dilma, Flávio Caetano, por meio de nota.

Nas alegações, os advogados de Dilma afirmam que ela jamais teve qualquer relação de proximidade com Marcelo Odebrecht. “Nunca fez qualquer reunião em particular com ele, nem tratou de qualquer assunto que tivesse relação direta ou indireta com suas campanhas eleitorais”, afirma Caetano.

A defesa da ex-presidente também rebate a tese da separação da chapa eleita, como os advogados de Temer vêm sustentando. “Ao contrário de Dilma, foi Temer quem se encontrou com Marcelo Odebrecht, em 2014, no Palácio do Jaburu, residencial oficial do vice-presidente da República, onde participou de conversas destinadas a contribuições de campanha”, diz a nota.

Segundo informou o Blog da Andréia Sadi, a defesa de Temer, também em alegações finais, pediu ao tribunal que as contas da campanha de Temer sejam separadas das de Dilma e que sejam anulados os depoimentos da Odebrecht.

Na peça, a que o blog teve acesso, a defesa diz que “Temer não pode sofrer qualquer apenamento por atos de terceiros”.

Ao TSE, a defesa de Dilma também pediu a anulação dos depoimentos da Odebrecht à Corte eleitoral, argumentando que extrapolam o objeto da ação e contrariam a ampla defesa.

Apesar desse pedido, os advogados da petista solicitam que os depoimentos de representantes da empreiteira sejam usados para abertura de investigação contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG), derrotado na eleição de 2014. Segundo o pedido, há “gravíssimas ilegalidades” apontadas pelos delatores em relação ao parlamentar.

G1
Comentários (2) enviar comentário
  1. Blue disse:

    Esse processo tá mais q maduro para ser julgado. Q demora sem justificativa essa. Bora ministro Hermann, bota pra frente. Fora Temer.

  2. Zinebrino disse:

    Blá-blá-blá. Hômi vcs ainda dão cavaco para essa mulher?

Publicidade

Terceirização: Temer prefere proposta do Senado

O presidente Michel Temer vai gastar todos os 15 dias de que dispõe para sancionar o projeto de terceirização aprovado pela Câmara na última quarta-feira. Espera que, neste período, o Senado aprove outro texto com regras mais brandas.

O governo prefere o texto do Senado, que oferece mais salvaguardas ao trabalhador. Mas, se não passar a tempo, Temer vai sancionar o texto da Câmara porque considera que este, pelo menos, regulamenta de alguma maneira a terceirização, o que dá segurança jurídica para empregadores e trabalhadores. O setor de terceirização representa hoje 13 milhões de empregados sem qualquer garantia legal.

O Planalto está incomodado com a saraivada de críticas que está sofrendo, principalmente dos sindicatos, por aplaudir a regulamentação do trabalho terceirizado. O governo considera a regulamentação uma vitória, uma vez que a proposta tramita no Congresso há quase 20 anos.

O projeto do Senado apresenta alguns avanços em relação à proposta de 1998 aprovada na Câmara. Estabelece, por exemplo, responsabilidade subsidiária e solidária das empresas contratantes em relação aos pagamentos dos direitos sociais dos empregados. Se o Senado aprovar o texto e o enviar à Presidência dentro do prazo de 15 dias durante o qual o projeto da Câmara ficará à espera de sanção, o presidente Michel Temer deve fazer uma combinação de regras que existem nos dois projetos, dando preferência às propostas do Senado.

“Se saírem as duas (propostas), acomodam-se as duas legislações. Veta umas coisas em uma e outras na segunda”, observou um interlocutor do presidente. Embora reconheça que poderá ser uma mescla draconiana, o governo iria sancionar os pontos que considera benéficos de um e de outro, que não sejam contraditórios. Assim, agradaria deputados e senadores e tentaria encontrar mais apoio dos sindicatos.

O governo evitou entrar diretamente nas negociações para alterar o texto da Câmara porque “não quis gastar munição” negociando com os deputados. É que, a cada negociação, os parlamentares apresentam uma lista de pedidos e isso dificulta o atendimento já que o Planalto precisará “gastar muita munição” durante a votação do projeto da reforma da Previdência.

 

Veja

Comentários (5) enviar comentário
  1. Jean disse:

    A sangria está sendo estancada com a ajuda de São Gilmar Mendes, nomeando-se Alexandre Morais para o STF-SemTerFundo, e Serraglio para o Mistério da Justiça.
    Ambos guardiões dos interesses de Cunha, demonstram o poder oculto que emana das grades que o carcereiro do Golpe, Juiz Moro, guarda com esmero, desferindo ataques a esquerda e defesas a direita, sem perdão ou cansaço.
    E para pagar o PATO patrocinado pela Federação das Indústrias, que botou o MBL e o Vem pra Rua, disfarçados de moralistas contra a corrupção, Temer entrega a CLT rasgada numa bandeja de prata, demonstrando que Trabalhador na visão dele e dos Tucanos que o controlam e apoiam, não valem nada e por isso também não merecem nada.
    O trator governista segue com as suas reformas que nos fazem retornar ao período das Capitanias Hereditárias e renuncia ao protagonismo nos avanços sociais que vinha conquistando nos últimos anos.
    Patos da CBF, adeus Previdência (para a alegria dos bancos e suas previdências privadas). Adeus CLT e Carteira de Trabalho, adeus Concursos Públicos com as empresas de Políticos e empresários laranjas empregando a torto e a direito os seus sobrinhos e apadrinhados. Adeus garantia de ensino público para todos e adeus a Educação Física, Artes, Filosofia e Sociologia (Para a alegria dos colégios privados).
    Adeus esperança e muito a Temer pelo futuro de nossos filhos e netos.
    VIVATEMER# vivacunha#

  2. Nojeira. disse:

    O brasileiro gosta É de gela e carnaval o resto é resto….vão se lascar todos.

  3. Paulo Cardoso disse:

    O povo brasileiro sofre os efeitos da submissa alienação aceita pela maioria. Nas redes sociais se fala de todo tipo de assunto, a maioria futilidades, mas assuntos que tem grande peso e drásticas consequências sobre a vida da nação são minimamente abordados. O preço tem sido alto, mas a indiferença da maioria tem tornado possível o retrocesso de conquistas essenciais em um país que caminha a passos largos para uma situação de caos e abismo que parece cada vez mais, inevitável

  4. Júnior disse:

    Exterminador do futuro, vai na conversa dos deputados empresários e tende a maltratar o trabalhador….!!!!EU ppedi a saída dá Dilma, mas isso tá passando dos limites!!!! Tô vendo a hora pedir a volta do LULA……!!!!! Povo ruim!!!!

  5. Neto disse:

    Enquanto Zé Povinho está anestesiado por escândalos como o da "Carne Fraca" e a "Lista da Odebrecht", este governo vai desconstruindo os direitos conquistados por anos. Sob os argumentos de que isso tudo é necessário para garantir o futuro. A próxima será a reforma da previdência.
    Quando Zé Povinho acordar e entender o que está acontecendo aí já era. Vai ser tarde demais.

Publicidade

Ezequiel Ferreira diz que o PSDB do RN cresce e se consolida como um dos mais importantes no cenário nacional

O PSDB do Rio Grande do Norte cresceu e hoje ocupa um espaço importante no cenário nacional. Esse foi o tom do discurso do presidente da Assembleia, o deputado estadual Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB) neste sábado (25) em Natal. “Temos a maior bancada da Assembleia, prefeitos e vereadores e vamos crescer ainda mais”, destaca.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, do PSDB, esteve presente no ato de filiação de novos prefeitos ao partido e anunciou a posse do deputado Ezequiel Ferreira de Souza, como presidente estadual da legenda para o próximo mês de maio. “O PSDB do Rio Grande do Norte é partido que mais cresce no Brasil”, ressaltou Geraldo Alckmin enaltecendo a chegada de Ezequiel e de mais quatro deputados estaduais que fortaleceram o partido nas eleições de 2016 e colocando o PSDB numa posição de destaque para 2018.

“A chegada do grupo de deputados estaduais para somar com o deputado federal Rogério Marinho aproximou o PSDB potiguar em termos de representatividade e importância ao que o PSDB representa no restante do país. E este trabalho já colheu fruto nas eleições de 2016 com a vitória de 10 prefeitos e a chegada agora de mais 10 filiações. E para 2018 o partido estará com condições de postular vagas nas candidaturas majoritárias e fortalecido nas proporcionais”, relatou Ezequiel Ferreira, futuro presidente do PSDB no Estado.

Ao discursar, Ezequiel Ferreira rememorou a história política de Geraldo Alckmin ressaltando que o Brasil lhe devia um mandato. “O senhor iniciou sua carreira política sendo eleito vereador, presidente da Câmara dos Vereadores e prefeito. Foi deputado estadual, deputado federal e vice-governador. O senhor governa São Paulo pela 4ª vez, mas lhe falta um mandato para transformar o sonho do brasileiro em realidade”, disse Ezequiel se referindo as eleições presidenciais de 2018.

Ezequiel Ferreira ainda relatou para o público presente que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin já tem ajudado o Rio Grande do Norte neste momento em que o estado entra para o 6º ano seguido de seca. “Solicitei ao governador de São Paulo as bombas que estavam na bacia do Cantareira para serem utilizadas nas bacias hídricas potiguares para acelerar a chegada das águas da transposição do São Francisco e reforçar nossas adutoras. O presidente da Caern, Marcelo Toscano já esteve em São Paulo e este apoio de SP para o RN já foi consolidado”, disse Ezequiel Ferreira.

Ao agradecer a chegada de novos prefeitos ao partido, Ezequiel Ferreira lembrou o trabalho da bancada de deputados na Assembleia Legislativa composta por ele, Gustavo Carvalho, Márcia Maia, José Dias e Raimundo Fernandes, que encontram na política um instrumento de fazer o bem comum e fazem da Assembleia a caixa de ressonância da sociedade.

Antes de encerrar, Ezequiel Ferreira de Souza ainda chamou atenção para o trabalho desempenhado pelo deputado federal Rogério Marinho que passou a ser um nome nacional com a importante relatoria para discutir as reformas que o Brasil precisa. “Rogério honra o partido com sua carreira e tem todo direito de galgar mais espaço no cenário político do Rio Grande do Norte para ajudar o país”, disse Ezequiel Ferreira que encerrou seu discurso agradecendo ao senador Cássio Cunha Lima, vice-presidente do Senado Federal, que estava presente no evento, pelo estímulo e acolhida na chegada dos novos filiados ao partido.

O evento ainda contou com a participação do secretário-geral da legenda, deputado federal Sílvio Torres, e o presidente do Instituto Teotônio Vilela (ITV), José Anibal. O senador Garibaldi Alves (PMDB), também participou do evento, bem como o deputado Federal pelo Paraná, Paulo Martins, o secretário da Casa Civil do Estado de São Paulo, deputado federal licenciado, Samuel Moreira e o ex-senador pela Paraíba, Cícero Lucena.

enviar comentário
Publicidade

Esplanada: Filha de senador é beneficiária de depósito milionário da Odebrecht

A filha de importante senador aparece como beneficiária de uma conta na qual foram depositados alguns milhões de reais pela Odebrecht. O relato está na delação de um dos executivos da empreiteira, entregue à Justiça.

Segundo o diretor-delator, a Odebrecht recebeu o pedido de um cacique do partido para o repasse e, só depois, ao pesquisar num banco no exterior de quem era a numeração, descobriu a ligação parental.

 

O Dia

Comentários (5) enviar comentário
  1. Comedor de Coxinhas disse:

    Ctza nao ser do PT.
    Midia imunda!

  2. . ESSES BNDIDOS ERAM PSEUDOS ILUSTRES disse:

    QUE LADRÃO IMPORTANTE, NÃO SE DIVULGA O NOME!! Isso é um desserviço que a fonte presta à NAÇÃO!!! Porque omitir o nome do LADRÃO & CIA????

  3. EDER disse:

    QUEM É TAL LADRÃO ?

  4. Maracujina disse:

    Nome ????

  5. Fora temer disse:

    haaaaaaaaaaaaaA ladrona. ..

Publicidade

Propina em picanhas

Os fiscais corruptos presos na Operação Carne Fraca também gostavam de uma boa carne fresca. Para “aliviar” alguns fabricantes, eles, além de dinheiro, aceitavam suborno em mercadorias nobres. O chef Junior Durski, proprietário da rede de restaurantes Madero, conta como o esquema funcionava.

Para evitar problemas como a paralisação de seu frigorífico, o Madero submeteu-se ao achaque e passou dar caixas de picanha, filé mignon e hambúrguer a uma dupla de fiscais, além de uma mesada de 2.000 reais a cada um.

 

Veja

Comentários (2) enviar comentário
  1. Jean disse:

    É diferente com Médicos, Juízes, Jornalistas, Engenheiros, etc?

  2. Alexandre Magno disse:

    Servidor público

Publicidade