Publicidade

Em improviso, Papa Francisco critica: ‘melhor ateu do que católico hipócrita’

Por interino

Papa Francisco fala durante audiência pública na praça São Pedro, no Vaticano, na quarta-feira (22) (Foto: Alberto Pizzoli / AFP)

O papa Francisco criticou novamente alguns membros da sua própria Igreja nesta quinta-feira (23), sugerindo que é melhor ser ateu do que um dos “muitos” católicos que levam o que disse ser uma vida dupla e hipócrita.

Em comentários improvisados em sermão de missa privada matinal em sua residência, ele disse: “é um escândalo dizer uma coisa e fazer outra. Isto é uma vida dupla”.

“Existem aqueles que dizem ‘sou muito católico, sempre vou à missa, pertenço a isto e a esta associação”, disse o chefe da Igreja Católica Romana, que tem cerca de 1,2 bilhão de membros, de acordo com transcrição da Rádio Vaticano.

Ele disse que algumas destas pessoas também devem dizer “minha vida não é cristã, eu não pago aos meus funcionários salários apropriados, eu exploro pessoas, eu faço negócios sujos, eu lavo dinheiro, [eu levo] uma vida dupla”.

“Há muitos católicos que são assim e eles causam escândalos”, disse. “Quantas vezes todos ouvimos pessoas dizerem ‘se esta pessoa é católica, é melhor ser ateu'”.

Desde sua eleição em 2013, Francisco disse frequentemente a católicos, tanto padres quanto membros não ordenados, para praticaram o que a religião prega.

Em seus frequentes sermões improvisados, ele já condenou abuso sexual de crianças por padres como sendo equivalente a uma “missa satânica”, disse que católicos na máfia se excomungam, e disse a seus próprios cardeais para não agirem como se fossem “príncipes”.

Em menos de dois meses após sua eleição, ele disse que os cristãos devem ver ateus como pessoas boas caso eles sejam boas pessoas.

G1

Comentários (4) enviar comentário
  1. Botelho Pinto disse:

    Seria um recado aos coxinhas?

  2. chacal disse:

    Esse Francisco é um tremendo hipócrita, e o povo sem conhecimento ainda fica elogiando esse cara de pau. Povo, volta um pouco a história, e vejam o que essa religião fez aos pobres, aos índios, aos negros e ao resto do mundo. Vejam sobre a inquisição, cruzadas etc. Quem os holandeses, espanhois e portugueses trouxeram na mochila junto com eles???? os bispos e padres. Todos coniventes com o extermínio dos índios e do povo pobre. Bando de canalhas!! Acorda povão!!!!!!!!

  3. Potyguar disse:

    O Papa atual sabe das coisas.

  4. Antonio Silva disse:

    Grande Francisco, sempre falando as verdades aos hipócritas moralistas. A humanidade progressista agradece.

Publicidade

Cientista cria teoria que prova a existência de Deus e ganha prêmio

Michael Heller, hoje com 80 anos, é um padre católico, cosmólogo, filósofo e professor polonês, que em 2008, disse ter sido capaz de comprovar matematicamente a existência de Deus. Logo, ele foi o vencedor de um dos prêmios acadêmicos mais importantes do mundo, o Templeton, concedido pela fundação homônima de estudos religiosos sediada em Nova York, conforme relatado pela BBC Brasil à época.

Em seus trabalhos ele abordou a origem do universo, apoiando-se em aspectos avançados da teoria da relatividade proposta por Albert Einstein, mecânica quântica e geometria não-comutativa. “Vários processos no universo podem ser caracterizados como uma sucessão de estados, de maneira que o estado anterior é a causa do estado que o sucede”, reportou ele em 2008. “Não estamos apenas falando de uma causa como qualquer outra. Estamos nos perguntando sobre a raiz de todas as possíveis causas”, disse em questionamento a causalidade primeira.

Segundo ele, a ideia de que a religião e a ciência são contraditórias é inverossímil. “A ciência nos dá o conhecimento, e a religião, o sentido”, disse. Logo, ambas seriam pré-requisitos para uma existência considerada por ele como decente. “Invariavelmente eu me pergunto como pessoas educadas podem ser tão cegas para não ver que a ciência não faz nada além de explorar a criação de Deus”, disse ele, conforme reportado pela BBC.

Heller acredita que a objeção religiosa para o ensino da evolução “é um dos maiores mal-entendidos”, porque “introduz uma contradição ou oposição entre Deus e oportunidade”, de acordo com o The New York Times. Sua teoria é baseada em um argumento chamado “Deus das lacunas”, que relaciona a ciência e religião e visa usar de uma divindade para explicar o que a ciência supostamente não pode.

Contudo, era de se esperar que sua teoria chamasse atenção de céticos, que atacaram a Fundação Templeton por sua suposta inclinação favorável as ideologias mais conservadoras da religião. Entre eles, estava o biólogo evolucionista Richard Dawkings, que já ganhou o prêmio outrora e contestou a instituição pelo prêmio pago em dinheiro, à época no valor de 820 mil libras esterlinas (ou 1,6 milhões de dólares), para um cientista “disposto a falar coisas boas da religião”.

Diferente disso, os jurados afirmaram que Heller mereceu a honraria por “desenvolver conceitos precisos e notavelmente originais sobre as origens e causas do universo, muitas vezes sob intensa repressão governamental”.

Ordenado em 1959, Heller pertence à Diocese de Tarnow, e de acordo com sua biografia, ele foi perseguido durante a era soviética, devido a sua ideologia comunista abertamente ateia e que ia contra o perfil católico conservador na Polônia. Além disso, o padre e cientista conhecia o Papa João Paulo 2º e a Igreja teria concedido a ele uma esfera de proteção que permitiu avançar em seus estudos.

Jornal Ciência via BBC / The New York Times

Comentário (1) enviar comentário
  1. Souza disse:

    Apenas um comentário com relação ao título da matéria: uma teoria, por melhor ou mais genial que seja, não "prova" nada. É necessária a experimentação e a observação para comprovar e provar a teoria. Vejam que muitas das teorias de Albert Einstein só foram comprovadas recentemente. Portanto, com todo respeito que ele merece, por melhor que seja a teoria do Padre e estudioso Michael Heller, ela não prova nada. Pelo menos ainda não. É um pensamento especulativo muito bem elaborado, com regras e métodos e, até certo ponto, lógico; Mas não uma prova.

Publicidade

Arquidiocese de Natal cria Paróquia da Redinha

Pe. Mário Gomes será o primeiro pároco da Redinha (Foto: Cacilda Medeiros)

A Arquidiocese de Natal cria a Paróquia de Nossa Senhora dos Navegantes, na Praia da Redinha, em Natal, nesta segunda-feira, 20, às 19 horas. A celebração, na Igreja Matriz, será presidida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Jaime Vieira Rocha. Na ocasião, Dom Jaime dará posse ao primeiro pároco, Padre Mário Gomes de França.

A comunidade se preparava para ser paróquia há dez meses, quando foi criada a Área Pastoral.

Comentários (2) enviar comentário
  1. RFC disse:

    O retiro de carnaval dessa paróquia vai ser massa! kkkkkkkkkk

    • Wilson disse:

      Aprenda a respeitar a fé aleia, se não crê, não tripudie. Religião não é brincadeira!

Publicidade

Vereadora se recusa a ler a Bíblia em sessão e gera polêmica em SP

Vídeo aqui

Na primeira sessão ordinária do ano, na Câmara Municipal de Araraquara (SP), a vereadora Thainara Faria (PT) causou polêmica ao justificar aos demais vereadores o porquê não participará do “rodízio” para ler um trecho da Bíblia, como determina o regimento interno da casa na abertura dos trabalhos parlamentares.

“E se ao invés de chamarmos o vereador para ler um trecho da Bíblia, a gente chamasse um vereador para vir aqui e encarnar um caboclo e falar a palavra de outras religiões?”, questionou.

Segundo o regimento interno da Câmara, a leitura da Bíblia deve ser feita pelos parlamentares em todas as sessões, obedecendo à sequência da ordem alfabética.

Caso algum não queira participar do rodízio, deve solicitar a retirada de seu nome da lista elaborada para este fim.

Estado Laico

Estudante de direito, aos 22 anos Thainara é a mulher mais jovem e a primeira negra a ocupar uma cadeira na Câmara de Araraquara.

Em seu primeiro discurso, ela afirmou que o Brasil é um Estado Laico e, por isso, as entidades governamentais têm de ser neutras em relação às religiões.

“Sou católica praticante, mas não posso doutrinar minha religião aos outros, isso é um erro. Meus princípios e o princípio religioso que sigo tem que ser para ‘Thainara Faria’ pessoa. A vereadora tem que representar o povo. Eu não posso colocar meus interesses particulares e pessoais de religião no ambiente político, isso é um erro”, justificou.

Thainara ainda sugeriu aos outros 17 vereadores a ampliação do leque espiritual, contemplando a leitura de outros livros sagrados, como o evangelho kardecista, o alcorão e até mesmo textos sobre o ateísmo.

“É uma infelicidade que o povo não tenha conhecimento e domínio da lei, mas o legislador, o vereador, o parlamentar, era pra ter o conhecimento da lei e não fazer nada que ferisse a constituição. A gente espera que o parlamentar conheça a constituição, conheça os princípios do nosso país, mas eles não conhecem”, criticou a vereadora.

Câmara

O artigo 148 que define a leitura da Bíblia nas sessões foi instituído em 21 de julho de 2006, no regimento interno da casa.

O presidente da Câmara Jeferson Yashuda (PSDB) afirmou que o documento garante a livre opinião do vereador, além de garantir o direito do mesmo se recusar a ler o trecho do livro sagrado.

“Foi passada uma lista para todos os vereadores e eles assinalaram que desejariam, por ordem alfabética, ler um trecho da Bíblia. A vereadora Thainara fez a opção contraria, mas isso é uma coisa interna. Na verdade, muitas vezes ninguém perceberia que ela não estaria fazendo, porém ela quis manifestar sua opinião e nós respeitamos a opinião dela”, disse.

Segundo o Yashuda, que está no segundo mandato, esta é a primeira vez que alguém se posiciona contra a leitura nos últimos oito anos. “A posição da vereadora é legítima, previsto no regimento. Agora a manifestação dela que causou surpresa, causou essa repercussão toda”.

Vínculos com igrejas

O cientista político Gabriel Antonio afirmou que, embora o Estado seja religiosamente neutro, é possível estabelecer vínculos com igrejas desde que visem, na forma da lei, ao interesse público.

“É importante esclarecer que a oferta de serviços religiosos, como a realização de cultos, missas e orações, deve ser uma iniciativa de foro privado, restando ao Poder Público apenas a obrigação de garantir a liberdade de consciência e de crença, o livre exercício dos cultos religiosos e a proteção aos locais de cultos e suas liturgias, conforme apresenta o Inciso VI do Artigo 5º da Constituição”.

Ainda segundo o cientista, a imposição da leitura bíblica pode ofender o caráter laico do país. “Com base em uma interpretação estritamente constitucional do princípio da laicidade do Estado, é possível dizer que a leitura de trechos da bíblia em sessões camarárias, definida mediante imposição regimental, ofende o caráter laico do Estado brasileiro”.

G1- Araraquara e São Carlos

Comentários (24) enviar comentário
  1. wender disse:

    Amigos a Bíblia não é ideologia religiosa e sim princípios que ajudam uma sociedade a ter uma moral menos perversa e deturpada como vemos hoje em dia. Leiam a Bíblia e observe se ela te leva pro mal caminho, se ela destrói sua vida ou mancha sua reputação. Vereadores não são santos mas quem sabe uma dessas leituras dá uma sacudida na consciência deles e os mesmos criam vergonha na cara. Melhor com leitura do que sem. E se outros credos não vão ler é problema deles. Não reivindicam seus espaços porque não querem. Coitada dessa vereadora. País laico que não proíbe se expressar.

  2. wender disse:

    ler a Bíblia não é citar religião. Até em faculdade, em cursos de humanas, professores usam a Bíblia como suporte histórico. Essa vereadora não sabe que a Bíblia não cita religião. Ela ainda irá aprender a raciocinar de modo coerente.

  3. bruno disse:

    atitude perfeita, parabéns, o uso da religião em especial a cristã nas repartições legislativa serve para macular uma imagem de perfeição e honestidade que no fundo não existe, são canalhas, lobos em pele de cordeiro, perfeita vereadora, que se repita pelo país a fora, que bom que coisas como esta estão acontecendo, viva o estado democrático de direito, em Parnamirim a palhaça tb acontece.

  4. paulo martins disse:

    Leitura bíblica numa casa de horrores equivale a misturar-se freiras e prostitutas em um mesmo convento ou bordel. Prova de que a deturpação e a promiscuidade são características primordiais do estamento político brasileiro.

  5. Hsb disse:

    NÃO SERIA MELHOR, LER UMA SENTENÇA DO JUIZ SERGIO MORO!

  6. FRASQUEIRINO disse:

    Palhaçada. Fazer rodízio para se ler a Biblia!

  7. Linesio disse:

    Querem se fazer de bons samaritanos. Ou alguém realmente acreditou que eles seguem os prefeitos cristãos de não roubar, etc…

  8. Fernando Antonio Ribeiro Bastos disse:

    Corretíssima a interpretação da vereadora, além da obrigação Constitucional, devendo ser respeitado o Estado Laico Brasileiro, sem se falar da hipocrisia politica, tendo em vista que hoje, na politica, 99% estão pouco ligando para o povo, quanto mais para religião.

  9. bate ferro disse:

    Anti -Cristo essa quadrilha pt

  10. Potyguar disse:

    A Vereadora está com a razão nesta questão. O Brasil é um Estado laico, como reza a Constituição, e a opção religiosa é uma escolha individual, e deve ( ou deveria, pelo menos ) ser respeitada.

    • Val Lima disse:

      Não precisava desse bafafá todo, o Regimento Interno da Câmara é claro, basta pedir para não ler, não existe obrigatoriedade…. Mas a jovem queria aparecer, chamar atenção para o mandato dela, ser notícia…. Seria interessante observar a produtividade parlamentar da Vereadora, para saber se o dinheiro q ela recebe, faz jus ao trabalho de representante do povo…

  11. Neco disse:

    Histeria

  12. Jofran disse:

    No TÍTULO II – Dos Direitos e Garantias Fundamentais, CAPÍTULO I – DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS da Constituição Federal, em seu artigo 5º, temos:

    Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

    (…)
    VI – é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;
    (…)
    Ou seja, para quem não sabe ainda, o Brasil é laico, não tem religião oficial.
    Sendo assim, a Vereadora está certa a fazer tais questionamentos em nome da Liberdade de Religião e de Expressão garantido pela CF de 88. Errado está qualquer órgão público em querer adotar uma religião, qualquer que seja, como se fosse a todos obrigados a segui-la sem questionar. Isso já existiu no passado e já foi ultrapassado por nossa sociedade civilizada justamente pelos inúmeros abusos acontecidos na Idade Média em nome de Deus (Santa Inquisição, venda de indulgências, etc).

    • Ceará-Mundão disse:

      Segundo o próprio Regimento, ela pode simplesmente tirar o nome da relação dos que vão ler. E, prá evitar futuros constrangimentos e resolver o caso de vez, melhor seria modificar o Regimento ou recorrer à Justiça. Não precisa espetáculo. Ela deve tá seguindo o exemplo do seu "líder máximo", que inventou o velório-comício. Apenas mais uma palhaçada.

    • Luiz disse:

      Velório comício foi inventado pelos aliados de Eduardo Campos e ninguém questionou ou sequer desdenhou dos atos ali praticados naquele momento de dor da família enlutada.
      Porém, para haver comício tem que haver campanha eleitoral, que no caso do Eduardo Campos havia. Hoje não se configura tal afirmação, completamente desprovida de inteligência e solidariedade humana pela dor alheia, seja de quem for. Precisa estudar mais o cidadão que tudo parece comentar e entender e realmente a sua superficialidade e passionalidade é reveladora de seu grau de aprofundamento, estudo e caráter.

  13. Ceará-Mundão disse:

    Claro que é do PT. Falta de respeito. Se essa prática consta no Regimento da Câmara, deve ser cumprida. Se não concorda com isso, tente mudar o normativo que determina a prática. É simples.

    • Ceará-Mundão disse:

      Quando digo "tente mudar" me refiro a: tentar tirar do Regimento da Câmara ou ingressar na Justiça.

    • Jadson disse:

      Tenho certeza que você ama o famigerado PT. kkkkkkk

  14. joacy disse:

    Certíssimo, esse teatro de ler a bíblia a todo momento e em qualquer lugar é pura ipocresia. câmara de vereadores é para legislar e não pra realizar culto de qualquer que seja a religião, que cada um tenha a sua e que cada um faça sua oração em seu íntimo.

    Gentileza não tentar me convencer do contrário.

  15. Vitor disse:

    A atitude dela é pra ser comemorada! Brincadeira existir um regimento interno que determina leitura da bíblia??? Isso é que deveria ser a notícia.

  16. Eduardo Peixoto disse:

    Ela está certa ao exercer o seu direito de livre arbítrio. Ninguém pode ser obrigado a ler ou fazer algo que é contra as suas crenças. Quem é de Deus se ocupa com as coisas de Deus.

    • Val Lima disse:

      Não existe obrigatoriedade na leitura…. É opcional… O próprio regimento informa isso…

  17. Fabio disse:

    Sem contar que é muita hipocrisia um ruma de ladrao lendo a Bíblia.

  18. Caicoense Fingido disse:

    Mas que palhaçada! Ler a bíblia enquanto se discute política?
    Já foi e é demonstrado que a relação entre política, Estado e religião é prejudicial e doentia. Oração é no centro religioso ou na intimidade.

Publicidade

Teve facada e barco à deriva: Apóstolo Valdemiro usa má fase como chamariz de igreja

Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress

Não há facada, barco à deriva, naufrágio, ataque de igreja concorrente, operação da Polícia Federal, processo por aluguel atrasado ou acusação de porte ilegal de armas que tire o bom humor do apóstolo Valdemiro Santiago, 53.

Todos episódios que viraram propaganda, boa ou má, para um dos líderes evangélicos mais influentes do Brasil, ao lado de nomes como Silas Malafaia e Edir Macedo.

Hoje sua igreja, a Mundial do Poder de Deus, tem estimados 4.500 templos e três deputados: Missionário José Olímpio (DEM-SP), Francisco Floriano (DEM-RJ) e Franklin Lima (PP-MG).

No dia 9/1, o apóstolo deu, literalmente, seu sangue por ela. Quando a vida lhe dá um limão, você faz uma limonada. Quando um ajudante-geral desfere três golpes de facão em Valdemiro, o religioso vai à TV pedir dinheiro.

Com alegados problemas mentais, Jonatan Higino, 20, atingiu pescoço e costas do apóstolo com uma lâmina de 35 centímetros, num culto televisionado. Dois dias e 25 pontos depois, Valdemiro usou o caso para incentivar fiéis a doarem R$ 8 milhões.

Ele já conhece o enredo: “Quando a imprensa dá a notícia [do atentado], coloca lá: ‘Valdemiro nem bem se recuperou e foi pedir oferta'”.

Entre seculares (como evangélicos chamam aqueles de outra ou nenhuma religião), a estratégia foi absorvida como um entre tantos exemplos de pastores inescrupulosos que exploram sua base “coitadinha”.

Para evangélicos, esse tipo de visão escancara preconceito e condescendência de uma elite intelectual que os despe de autonomia para decidir o que é melhor para eles. Segundo Valdemiro, o dinheiro solicitado banca um mês de custos da Rede Mundial, seu canal na TV fechada.

Clubes de futebol têm “patrocínio do sócio-torcedor” (que pagam mensalidade ao clube em troca de benefícios), e isso ninguém estranha, compara o apóstolo são-paulino.

“O Palmeiras arrecadou milhões assim, e todo mundo aplaudiu. Eu pago só neste canal aí R$ 8 milhões. O preconceito leva o repórter a separar uma coisa da outra. Ontem mesmo estive com jovens da cracolândia. Isso [obras de caridade] tem um custo.”

À DERIVA

Passados nove dias da agressão, Valdemiro voltou ao noticiário: ficou por horas perdido no litoral paulista, após pane em sua lancha. O Corpo de Bombeiros divulgou foto da equipe de resgate abraçada com o pastor sorridente.

O apóstolo conversou com a Folha duas semanas após o ataque a faca, em sua sala na sede da Mundial, um prédio com 800 funcionários no Brás (região central de São Paulo) e piscina interna para batizar recém-convertidos à igreja.

Valdemiro criou a Mundial, uma costela da Igreja Universal do Reino de Deus, em 1998, após se desentender com o bispo Macedo, “com quem eu jogava bola, recebia em casa”.

A Mundial seguiu a mesma linha neopentecostal, com destaque para curas miraculosas. Há cultos como a Terça-feira do Milagre Urgente, e seu líder compartilha na internet testemunhos como “CÂNCER REMOVIDO PELA MÃO DE JESUS”.

“Já vi mortos ressuscitarem. Fazia algum tempo que não respiravam”, afirma. “Só que não sou eu, mas Deus quem faz o milagre.”

Em sermão gravado, um pastor da igreja diz que a camisa que Valdemiro usou no dia do atentado tem poderes divinos. “Tá aqui, o sangue dele tá aqui na camisa. Vou passar no manto… Vocês vão tocar no manto… E vão receber milagres extraordinários.”

O curativo no pescoço afetou o estilo –o mineiro criado na roça abriu mão do chapéu de vaqueiro, sua marca (na internet, réplicas à venda por R$ 54,90).

Valdemiro conta que, hospitalizado, recebeu “dez ligações” de Geraldo Alckmin. O governador confirma um telefonema “para desejar força” ao “amigo de 15 anos”.

Discordou quando a apresentadora Sônia Abrão disse não perdoar o homem que o esfaqueou. Torce por sua conversão: “Se Deus quiser, você vai fazer matéria com ele aqui na minha igreja”.

Elenca entre os amigos o padre Zezinho e o cardiologista Roberto Kalil (“a mulher dele vive dizendo: ‘Leva ele para pescar, ninguém tira o Kalil do hospital'”). O comediante Dedé Santana e a primeira metade da dupla sertaneja Rick e Renner aparecem com ele em retratos de seu escritório, decorado com um cavalo de bronze com mais de três metros de altura, presente da filha.

Antes de descobrir a vocação religiosa, Valdemiro conta que passou um período “muito perturbado”. Aos 12 perdeu a mãe, que tinha problema no coração. Tentou se matar mais de uma vez. “Pensava que não podia viver mais, um pensamento ruim mesmo. Tinha acesso às armas do meu pai. Tentei me envenenar, na roça se usava muito veneno de rato.”

Mas Deus, afirma, tinha um plano para ele.

LEVANTE

Se em 1980 o IBGE calculava 6,6% de evangélicos num Brasil de maioria católica, hoje o grupo representa 29% da população, segundo o Datafolha. A ascensão não surpreende Valdemiro.

“Vou fazer uma comparação secular: você vai num restaurante e leva uma pessoa querida. É bem tratado, faz bem ao seu paladar. Você volta, a pessoa que você levou volta e leva outra com ela.”

As igrejas evangélicas, acredita, saciam o apetite do brasileiro por ritos mais dinâmicos. Mas, sem uma hierarquia vertical como a do Vaticano, elas se engalfinham na disputa por fiéis.

Valdemiro não se aprofunda na briga com Macedo, a quem chama de “homem de Deus”. Os dois são como apóstolos de Cristo, diz: “Na época do Paulo, ele e Pedro se desentenderam, um foi para um lado, outro para o outro”.

O sociólogo Ricardo Mariano, especialista em igrejas neopentecostais (como a Mundial e a Universal), aponta um diferencial do dissidente. “Valdemiro dá mais ênfase ao carisma, age como mediador divino, as pessoas querem tocá-lo. Na Universal o carisma é institucional, eles até fazem rodízio de bispos para não ‘fidelizar’ o fiel, igual a gerente de banco.”

A briga esquentou quando a Record, emissora do ex-amigo Macedo, veiculou em 2012 reportagem associando Valdemiro a uma fazenda de R$ 30 milhões. “Os males, os maiores deles, vêm desses que se dizem irmãos”, diz o apóstolo, que nega a posse.

A Universal foi procurada pela Folha na semana passada, mas não se manifestou até a conclusão desta reportagem.

Outro estranhamento: a Universal dominou a programação do canal 21, do grupo Band, antes locado pela Mundial. A perda de espaço expôs situação financeira complicada para Valdemiro, o que ele também refuta. “Sempre abordo isso aí [com os fiéis]. ‘E a crise? Que crise?'”

Esta crise: a igreja é alvo de processos na Justiça paulista por aluguel atrasado. O mais recente é de dezembro –uma ação de despejo “por falta de pagamento cumulada” no valor de US$ 70.368,24.

Por outro lado, há quem aponte bonança. Em 2013, a “Forbes” o incluiu numa lista dos pastores mais ricos do Brasil. Estimou que sua rede valha US$ 220 milhões (R$ 700 milhões).

Valdemiro ri. Pessoalmente, “não tenho nem US$ 1 milhão”, diz. Quem tem é a igreja. “A casa na qual moro, o carro que uso, o helicóptero em que voo, é tudo dela.”

Para ele, a campanha de difamação demonstra uma intolerância que persiste há mais de 2.000 anos. “Você acredita em Jesus? Por que será que atribuíram coisas falsas a ele? Porque ele tinha sucesso. Se a minha igreja tivesse dez membros, você acha que eles iam se incomodar?”

APÓSTOLO POP

Valdemiro é assíduo no noticiário.

Em 1996, ainda como bispo da Universal, escapou de um naufrágio nas águas de Moçambique. Na época, a Folha reportou como Valdemiro nadou até uma ilha, a cerca de 500 metros de onde estava o barco, para chamar socorro.

Ele pesava 153 kg, antes de uma cirurgia de redução de estômago na qual tirou 3,5 metros de intestino. Diz que, com ajuda divina, superou tubarões-brancos, água-viva, correnteza e câimbra. “Outros pastores [a bordo] foram comidos por tubarões de até oito metros”, relatou depois.

Passados sete anos, foi preso numa blitz em Sorocaba (SP), por porte ilegal de armas. No porta-malas, uma escopeta e duas carabinas. Ele diz que eram todas registradas e para caça. “Aquilo lá foi armação.”

Aproveita a deixa para criticar o desarmamento da população. “Veja os EUA! Falam do sujeito armado que entra na escola e mata seis. Aí aqui matam cem todo dia, e isso só na favela do Rio”, exagera.

Outro momento sob holofotes: em 2012, pela Operação Porto Seguro, a Polícia Federal apreendeu nove jatinhos comprados no exterior sem pagamento de impostos, parte de um esquema de corrupção que envolvia políticos. Uma das naves, avaliada em R$ 22,5 milhões pela PF, era arrendada pela Mundial.

O desembargador Fausto De Sanctis, que escreveu um livro em inglês sobre igrejas e crimes financeiros (“uma perspectiva judicial do abuso da fé”), cita “gangues de pastores” que desviavam dinheiro da Mundial.

Igrejas não têm de pagar Imposto de Renda sobre dízimos, o que dificulta a fiscalização, afirma De Sanctis à reportagem. “É muito difícil rastrear o dinheiro porque existe grande circulação de moeda em espécie e pouca prestação de contas. Forma-se um meio propício para a lavagem de dinheiro.”

Para Valdemiro, a aliança automática entre ilicitudes e evangélicos é uma visão estreita de parte do Brasil que ainda tem dois pesos, duas medidas para lidar com as duas maiores religiões do país, a dele e a católica.

Questiona reportagens que o chamam de “autointitulado apóstolo”. “O papa não decidiu ser papa. Cardeais da igreja dele votaram para isso. Por que não respeitam eu ter sido eleito apóstolo pela maioria da minha igreja?”

Folha de São Paulo

 

enviar comentário
Publicidade

Papa pede que se reze pelas crianças ameaçadas pelo aborto

O papa Francisco fez, neste domingo, um apelo à defesa da “cultura da vida”, e pediu que se reze pelas crianças “ameaçadas pela interrupção da gravidez”.

“Todas as vidas são sagradas, façamos avançar a cultura da vida como resposta à lógica do desperdício e ao declínio demográfico”, disse o papa durante a chamada Jornada Mundial da Vida.

“Rezemos juntos pelas crianças ameaçadas pela interrupção da gravidez e pelas pessoas que se aproximam do final de suas vidas”, acrescentou Francisco durante a tradicional oração do Angelus de domingo na praça de São Pedro, no Vaticano.

Desde sua chegado ao Vaticano, o papa expressou em várias ocasiões preocupação com a queda da taxa de natalidade na Europa, particularmente na Itália.

Em sua encíclica “Laudato si”, de junho de 2015, afirmou que “o crescimento demográfico é plenamente compatível com o desenvolvimento integral e solidário”.

Como seus antecessores, o papa Francisco, fiel à doutrina da Igreja Católica, é um feroz opositor ao aborto.

No ano passado, porém, durante o chamado Jubileu da Misericórdia, o pontífice fez um gesto em direção às mulheres que abortaram e se arrependeram, permitindo que os padres as absolvam, algo que até então só os bispos podiam fazer.

 

Terra

enviar comentário
Publicidade

Procissão de Nossa Senhora da Candelária nesta quinta-feira altera o itinerário de três linhas de ônibus

Foto: Josenilson Rodrigues/Busão de Natal

Nesta quinta-feira (02) ocorre a tradicional procissão de Nossa Senhora da Candelária no bairro de Candelária, zona Sul da capital. Com isso, as vias no percurso do evento serão interditadas para passagem dos fieis entre 17h e 20h. A informação é da Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU).

O percurso acertado entre a Paróquia de Nossa Senhora da Candelária e a STTU é o seguinte: a procissão sai da Rua Marechal Rondon – em frente à Igreja –, segue pela Av. Eng. Luciano de Barros, Rua Caramuru, Rua Beatriz Ramalho e chega a Rua Marechal Rondon. Ao todo, a STTU contará com 04 motociclistas e 02 viaturas para cobrir o trajeto.

Por causa do bloqueio, três linhas de ônibus vão mudar de itinerário. A linha 35 (Soledade I/Candelária, via Av. Prudente de Morais) e 64A/43 (Nova Natal/Candelária, via Alecrim) desviam apenas na saída de Candelária a partir da Alameda Bolivariana, entrando na Av. das Brancas Dunas, Rua Jerônimo de Albuquerque, Rua Frei Henrique de Coimbra, Rua Ataulfo Alves e na Rua Bento Gonçalves – de onde seguem normalmente.

A linha 30 (Felipe Camarão/Pirangi, via Candelária/Campus) muda em Candelária a partir da Rua Padre Diogo Feijó, entrando na Rua Raposa Câmara, Rua Bento Gonçalves, Rua Marechal Rondon e segue seu trajeto normal.

Em caso de dúvidas os usuários podem ligar para o Alô STTU – no telefone 156 – ou perguntar pelo Twitter oficial, o @156Natal.

 

enviar comentário
Publicidade

Sem dinheiro de igrejas, Record, Band e RedeTV! não fechariam orçamento

Bispo Márcio Carotti, da Igreja Universal, no “Fala que Eu te Escuto”, programa da Record. Imagem: Reprodução/TV Record

Logo no início do ano, meu colega Flávio Ricco escreveu neste UOL um texto criticando a venda de horários de TV para igrejas.

De fato, Ricco aponta para um problema recorrente e até hoje sem solução: graças a uma legislação sobre mídia atrasada, confusa e em muitos casos omissa, a venda de horários por emissoras de TV no Brasil, seja para empresas sérias, produtoras caça-níqueis ou igrejas está ao deus-dará (sem trocadilho).

O problema é que do ponto de vista pragmático muitas TVs abertas e suas afiliadas não fecham mais as contas e em alguns casos correriam até risco de insolvência sem a venda desses horários. É um dinheiro sagrado (com trocadilho).

Os orçamentos de Record, Band e RedeTV! (e Gazeta, em SP) hoje dependem das igrejas quase que como estas dependem de seus fiéis. A coluna obteve estimativas junto a pessoas a par do mercado. Vamos aos números:

Cerca de 30% do faturamento total (R$ 1,8 bilhão) da Record vem da Igreja Universal, conforme esta coluna informou recentemente.

Dos cerca de R$ 500 milhões que o Grupo Band fatura por ano, provavelmente um terço também venha de igrejas, inclusive o arrendamento do canal 21 para a Igreja Universal.

No caso da RedeTV!, a estimativa é que a venda de grade represente até 35% dos cerca de R$ 400 milhões em receitas previstas para este ano.

A despeito das críticas contra esse comércio, se esse dinheiro sumisse começariam cortes, demissões em massa e ameaça até de continuidade da operação dessas emissoras e de muitas de suas afiliadas.

QUASE EXCEÇÃO

O SBT é uma exceção, pois se recusa a vender horários para igrejas até hoje.

No entanto, algumas afiliadas da emissora sobrevivem também vendendo grade para pastores e outros evangelizadores, conhecidos e desconhecidos.

Nesses tempos bicudos, até mesmo afiliadas da Globo já têm aceitado de mãos abertas anúncios da Igreja Universal de Edir Macedo.

TEM COMO NÃO VENDER?

Marcelo de Carvalho, vice-presidente da RedeTV! e único executivo que fala sobre o assunto afirma que o mercado publicitário nacional tem “discrepâncias” que simplesmente obrigam as TVs a vender horários.

“Além disso vamos deixar claro que só existe programação religiosa porque há público para assistir.”

Ele questiona como emissoras como a dele vão sobreviver sem as igrejas se a maioria absoluta do bolo publicitário brasileiro fica só para a Globo. Ninguém quer falar sobre isso, lamenta Carvalho.

TVEFAMOSOS, UOL

 

Comentário (1) enviar comentário
  1. Antonio Dantas disse:

    fala que eu te ovo

Publicidade

FOTOS: Manhã de sexta em Alcaçuz tem culto evangélico com violão, caixa de som e microfone

Sétimo de presos rebelados na Penitenciária Estadual de Alcaçuz marca um momento inusitado nesta sexta-feira (20). Presos realizam desde as 10h um culto evangélico, com direito a violão e caixa de som. Policiais e guariteiros observam, e o helicóptero Potiguar I sobrevoa o local.

Membros da facção PCC, no Pavilhão 5, não participam de “cerimônia”. Do “outro lado”, presos que representam a facção Sindicato do Crime RN cantam fervorosamente músicas evangélicas. Até cantor vem se revelando, com microfone em mãos.

Fotos enviadas para o ZAPBG do clima de paz abaixo:

img-20170120-wa0019 img-20170120-wa0020 img-20170120-wa0021

Comentários (16) enviar comentário
  1. joao disse:

    Parece um manicômio…

  2. antonio lopes disse:

    e o satanas só escutando de longe….

  3. Fernando rocha disse:

    Essas farças que as religiões passam não colam comigo mesmo, o deus que algumas pessoas contemplam hoje agrada apenas as subjetividades individuais e conveniências de quem crer, indendente do juízo de valor…….no fundo não passam de ateus disfarçados de falsos "cristãos" que acreditam em suas próprias mentiras.

  4. Souza disse:

    O interessante é que não tem energia para os bloqueadores de celulares, mas tem para a caixa de som! Não entendi!!!

  5. RODRIGO disse:

    "Não matarás", esse é um dos mandamentos da Bíblia Sagrada. Não acredito que pessoas que participem do culto estejam envolvidas em mortes. Devem ser presos neutros….. Ou sou muito ingênuo, ou a desfaçatez humana não tem limites…..

  6. Marcelo disse:

    Tocou Wesley Safadão? Já estou com inveja. Teve uma geladinha com caranguejo?

  7. ForaPtzadaCorrupta disse:

    Mas que palhaçada é essa? Os caras matam,esquarteja,pinta e borda e depois vão cantar louvor? Mamãe me acode…só pode ser 'brincadeira.
    😂😂😂😂😂😂😂

  8. Potyguar disse:

    Isso é munganga. Logo, logo veremos o tamanho do túnel e a quantidade de meliantes foragidos por aí.

  9. Tomas disse:

    Só faltou o bandido do Silas Malafaia no meio.

  10. Romeiro disse:

    O circo está completo

  11. guilherme disse:

    de crente o inferno ta cheio so falta o pastor valdomiro kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk aleluia irmaos

  12. neto disse:

    gloria deus só o senhor jesus para apaziguar as coisas por que só ele tem poder para penetra os acoraçoes.

  13. ALERTA disse:

    Será que não é para "esconder" algum outro barulho da polícia??? Poderiam estar quebrando/derrubando um muro, parede, etc.

  14. FRASQUEIRINO disse:

    Virou Colonia de Férias!

Publicidade

Pastor Valdemiro Santiago é resgatado de barco à deriva em SP

O pastor evangélico Valdemiro Santiago (com camisa vermelha) posa para foto ao lado de homens do Corpo de Bombeiros após ser resgatado. Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros de SP

O pastor evangélico Valdemiro Santiago, líder e fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus, foi resgatado na madrugada dessa quarta-feira (18) de um barco à deriva no litoral norte de São Paulo. O religioso passa bem.

O Corpo de Bombeiros recebeu um chamado, por volta das 22h de terça-feira, sobre uma embarcação com três tripulantes e que estava com pane elétrica nas proximidades de Ilhabela (a 198 km de São Paulo).

O barco foi encontrado pelos bombeiros por volta das 5h dessa quarta-feira(18). Todos foram resgatados sem ferimentos, segundo os bombeiros.

Ataque durante culto

No começo do mês, o pastor foi esfaqueado nas costas e no pescoço durante um culto na Igreja Mundial do Poder de Deus, no Brás, no centro da capital paulista. Ele foi socorrido, levou cerca de 20 pontos e recebeu alta no mesmo dia.

O suspeito pelo crime, o ajudante-geral Jonatan Gomes Higino, 20, foi contido por seguranças da igreja, preso e indiciado por tentativa de homicídio.

Durante audiência de custódia, o agressor tentou justificar o que fez, afirmando que Valdemiro Santiago o tinha desafiou durante uma pregação. “Ele me desafiou, me insultou e tentou me matar com a palavra dele. A lei é santa”, disse ao juiz.

O religioso foi integrante, durante quase 20 anos, da Igreja Universal do Reino de Deus, fundada pelo bispo Edir Macedo. No fim da década de 90, saiu da Universal por problemas com o líder e criou a Igreja Mundial do Poder de Deus. Segundo o próprio pastor, a igreja possui 1.400 templos no Brasil, a maioria no Estado de São Paulo.

UOL

Comentários (13) enviar comentário
  1. disse:

    Vigarista!

  2. eudes disse:

    este Valdomiro devia estar em alcaçuz

  3. eudes disse:

    este Valdomiro devia estar em alcaçuz ou melhor entre os 26

  4. Me engana disse:

    KKKKKK… o artista atuando pros ótarios e incautos… não bastasse a facada que recebeu em público, agora encena estar perdido em alto mar…. Temos que ter o cuidado de não juntar esse Valdemiro, Eduardo Cunha, Lula e Dilma… aí o golpe se concretiza… kkkk

  5. Marcelo disse:

    Ele quer é ganhar notoriedade nacional, juntamente com um bando de seguidores alienados…. BANDIDO

  6. Dobode disse:

    Picareta!!!!

  7. Jean disse:

    desejar a morte de qualquer pessoa é julgar e condenar. Coisa que nenhum de nós devia sequer pensar em fazer. Pois a medida que usamos para julgar e condenar os outros será a mesma que nos julgará e condenará, além de julgar e condenar aqueles que amamos.
    1 "Não julguem, para que vocês não sejam julgados.
    2 Pois da mesma forma que julgarem, vocês serão julgados; e a medida que usarem, também será usada para medir vocês.
    3 "Por que você repara no cisco que está no olho do seu irmão e não se dá conta da viga que está em seu próprio olho?
    4 Como você pode dizer ao seu irmão: 'Deixe-me tirar o cisco do seu olho', quando há uma viga no seu?
    5 Hipócrita, tire primeiro a viga do seu olho, e então você verá claramente para tirar o cisco do olho do seu irmão.
    Deus exigiu uma prova de fé do Pastor. Se ele aprendeu, poderá mudar a sua vida e a de quem o segue.

  8. VENTURA disse:

    estelionatário de primeira categoria, a poucos dias atrás "levou" uma facada no pescoço e parece que já esta bonzinho. Cabe uma bela investigação aquele teatro que provavelmente foi armado pra enganar os fiéis (gado).

  9. Baruck disse:

    Esse ano ele morre, se Deus quiser! Já é a 2° em menos de dois meses…

  10. Claudio Correira disse:

    Esse é um artista, aconteça o que acontecer, o negócio dele é trazer "fiéis" para sua paróquia e aumentar a arrecadação. Então usa o caminho de está na mídia para aparecer e ser lembrado. Vão fiéis pagar por sua fé e salvação. Só tem um detalhe, quem salva é DEUS e não o pastor vendedor se sua interpretação da bíblia.

  11. JC disse:

    Esse pastor ou tem o corpo fechado ou tem 7 vidas… kkkkkk

  12. paulor disse:

    MOSTRA A LANCHINHA DO COITADO !!!

Publicidade

RIO: Crivella planeja morar no Palácio da Cidade e realizar cultos no local

Foto: Marco Antonio Cavalcanti | Agência O Globo

Depois de dizer até a posse que continuaria morar em seu apartamento na Barra da Tijuca mesmo como prefeito, Marcelo Crivella mudou de ideia.

Crivella planeja morar no Palácio da Cidade, na Zona Sul do Rio de Janeiro. A casa nunca foi residência de um prefeito da cidade. Os antecessores de Crivella apenas despachavam no local, que serviu de embaixada da Inglaterra até 1970.

Se o plano virar mesmo realidade, o local precisará de reformas para receber a família de Crivella.

Segundo a assessoria do prefeito, essa possibilidade evitaria o longo deslocamento de Crivella, que mora na Barra.

Ao tomar posse, ele não quis morar na residência oficial da Gávea Pequena, onde moraram seus antecessores.

Um dos planos de Crivella é realizar cultos às terças-feiras, no jardim do Palácio da Cidade.

Lauro Jardim – O Globo

 

Comentários (4) enviar comentário
  1. joao disse:

    sessao de descarrego local….

  2. Val Lima disse:

    A fachada do imóvel já lembra um templo da Universal….

  3. Ovidio Cavalcanti disse:

    Bom gosto ele tem.

  4. Senhor Cidadão disse:

    SEI NÃO ??????????????????????????????????

Publicidade

VÍDEO -(INTOLERÂNCIA RELIGIOSA): “Não me arrependo”, diz suposta pastora que destruiu imagens de santos em SP

A suposta pastora de Botucatu, a 240 km de São Paulo, que aparece em um vídeo destruindo imagens de santos com o auxílio de uma marreta afirmou nesta quarta-feira (11) não se arrepender da ação. O vídeo viralizou pela internet e causou revolta em católicos e evangélicos que discordam desse tipo de fanatismo religioso.

A mulher não teve sua identidade divulgada e, embora se diga pastora, os líderes da igreja católica da cidade e do conselho de pastores afirmam não a conhecer.

Após diversas tentativas, o UOL conseguiu contato telefônico com ela na tarde de hoje. Questionada se estava arrependida pela situação, a mulher respondeu: “Não me arrependo, não”. Logo em seguida, desligou o telefone e não atendeu novos chamados da reportagem.

Antes de começar a quebrar os símbolos católicos, a suposta pastora pediu a outras pessoas presentes para gravar a cena. Depois, destruiu várias imagens, incluindo uma de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil. No vídeo, é possível ver e ouvir obreiros da suposta igreja orando durante a ação. “Seu nome será honrado e glorificado. Abençoa senhor, meu pai, que foi feita pelas mãos do inimigo. Não aceito outro Deus Oh, glória, está quebrada em nome de Jesus”, dizem os obreiros.

Para o representante da Diocese de Botucatu, o pároco Emerson Rogério Anizi, a ação da suposta religiosa é lamentável. “É um exemplo de intolerância religiosa que ninguém quer assistir, mas essa ação não é o reflexo da relação que a Igreja Católica possui com a comunidade evangélica em nossa cidade. Temos um excelente relacionamento, atuamos em ações visando o bem-estar das pessoas, sempre respeitando a doutrina de cada um”, afirmou.

“Este ato, mesmo que isolado, manifesta uma ignorância teológica e doutrinal inclusive, além da falta de respeito. Nós católicos não adoramos ‘imagens’, mas sim veneramos a vida testemunhada de tal pessoa. Adoramos somente a Deus, os santos veneramos e admiramos o testemunho de vida de cada um”, completou.

O missionário Paulo Cruz, secretário do Conselho de Pastores de Botucatu, divulgou uma nota repudiando a ação e afirmando que a entidade não esteve envolvida na ação e que não apoia essa manifestação clara de intolerância religiosa.

“Fazemos dessa nota um pedido de perdão aos nossos irmãos e amigos católicos que se sentiram ofendidos com o vídeo de uma prática isolada que está circulando nas redes sociais”, diz o comunicado. “Seguimos em pregar as boas novas de Jesus Cristo, o Salvador de acordo com as sagradas escrituras, preservado acima de tudo o amor e respeito ao próximo”.

UOL

 

Comentários (5) enviar comentário
  1. Curioso disse:

    Agora a igreja dela decola…
    Igual aquela moça(?) lá da escola, do vestido rosa…

  2. bruno calda disse:

    malditas religiões pelo mundo….. só acredito no amor, isso me basta "

  3. valentina disse:

    SAFADEZA!!!!!!!!!!!!!!!!

  4. Paulo disse:

    É lamentável o alimento que esse lideres passa a seus fiéis

  5. cidadão disse:

    lamentável as besteiras que alguns andam fazendo usando em vão o nome de Jesus! Um salafrário usando uma facada para se promover e arrancar dinheiro de outros, essa mulher (pastora não é mesmo!) quebrando um símbolo e afrontando a fé alheia… o evangelho de Cristo é límpido, simples, claro: "as minhas ovelhas ouvem a minha voz". Aí estão os falsos profetas, que levarão muitos para longe de Deus. Fujam deles! Leiam a bíblia, busquem a Deus, enquanto se pode achar! Deixem de seguir os oportunistas.

Publicidade