Publicidade

PESQUISA BG/CERTUS UNIMED: 85% dos médicos entrevistados não mudam o voto até a eleição

Os números da pesquisa do Blog do BG, feito pelo instituto Certus, vão desenhando a vitória de doutor Fernando Pinto como presidente da Unimed Natal. Ele segue em primeiro e com um percentual de mais de 85% de votos cristalizados, ou seja, daqueles que não mudam.

De acordo com a pesquisa, o total de médicos que já definiu o voto e que não muda até a eleição é de 85,12%. Apenas 14,88% dos entrevistados admitiram a possibilidade de mudar o voto daqui até lá.

O instituto Certus, contratado pelo Blog, foi ao encontro dos médicos e realizou 211 entrevistas domiciliares com profissionais de várias especialidades. A coleta dos dados aconteceu nos dias 15, 16, 17 e 20 de março. A pesquisa possui uma margem de erro de 3% para mais ou para menos e foi calculada com intervalo de confiança de 95%.

enviar comentário
Publicidade

PESQUISA BG/CERTUS UNIMED: Fernando Pinto é o mais preparado para mais de 50% dos médicos entrevistados

O médico Fernando Pinto é considerado o mais preparado entre os médicos para assumir a presidência da Unimed Natal. A pesquisa do Blog do BG e do instituto Certus mostrou que 50,24% dos eleitores o consideram o mais preparado independentemente de quem for votar.

Continuando com a pesquisa, a médica Edailna Melo aparece em segunda considerada a mais preparada por 23,70% dos entrevistados. Um total de mais de 20% não soube ou não responder, Os números completos estão mais abaixo.

O instituto Certus, contratado pelo Blog, foi ao encontro dos médicos e realizou 211 entrevistas domiciliares com profissionais de várias especialidades. A coleta dos dados aconteceu nos dias 15, 16, 17 e 20 de março. A pesquisa possui uma margem de erro de 3% para mais ou para menos e foi calculada com intervalo de confiança de 95%.

 

 

 

Comentário (1) enviar comentário
  1. Frasqueirino disse:

    Nesse o coperado UNIMED confia.

Publicidade

PESQUISA BG/CERTUS UNIMED: Para quase 55% dos médicos, Fernando Pinto será o futuro presidente da cooperativa

O Blog do BG e o instituto Certus também foi ao encontro dos médicos para saber deles quem eles acreditam que ganhará as eleições da Unimed Natal, independentemente de quem eles irão votar. Nesse quesito, mais um cenário positivo para o médico Fernando Pinto. Mais da metade dos médicos acreditam que ele vence as eleições da cooperativa, com folga.

De acordo com a pesquisa, 54,03% acreditam que Fernando Pinto vence. Um percentual de 18,01% respondeu que acredita que a vitória é de Edailna Melo. Quase 28% não sabem ou não souberam responder o questionamento.

O instituto Certus, contratado pelo Blog, foi ao encontro dos médicos e realizou 211 entrevistas domiciliares com profissionais de várias especialidades. A coleta dos dados aconteceu nos dias 15, 16, 17 e 20 de março. A pesquisa possui uma margem de erro de 3% para mais ou para menos e foi calculada com intervalo de confiança de 95%.


enviar comentário
Publicidade

PESQUISA BG/CERTUS UNIMED: Chapa 01 coloca 30% de vantagem sobre a Chapa 02

O Blog do BG, em parceria com o instituto Certus, também quis saber dos médicos a intenção de voto com base na formação das chapas. E mais uma vez a chapada encabeçada pelo médico Fernando Pinto saiu com uma vitória bem encaminhada. Ele que já vence em todos os cenários, repete o desenho de vitória aqui abrindo 30% na frente da chapa 2.

A Chapa 1 – Unimed em Boas Mãos lidera a corrida eleitoral com 53,55% das intenções de voto. A Chapa 2 – Somos mais Unimed aparece em segundo com 23,70%. O total dos que não sabem é de 18,48% e dos que não responderam é de 2,37%. Mesmo que todos esses indecisos votem na Chapa 2, a Chapa 1 ainda sai com ampla maioria dos votos.

O instituto Certus, contratado pelo Blog, foi ao encontro dos médicos e realizou 211 entrevistas domiciliares com profissionais de várias especialidades. A coleta dos dados aconteceu nos dias 15, 16, 17 e 20 de março. A pesquisa possui uma margem de erro de 3% para mais ou para menos e foi calculada com intervalo de confiança de 95%.

enviar comentário
Publicidade

PESQUISA BG/CERTUS UNIMED: Edailna Melo tem 8% de rejeição e Fernando Pinto 4,7%

A pesquisa do Blog do BG em parceria com o instituto Certus também trouxe dados interessantes. No quesito rejeição, que é aquele em que o eleitor não vota em um candidato de forma alguma, 65,40% dos médicos consultados afirmaram não ter qualquer tipo de rejeição a qualquer dos candidatos.

Apesar da vantagem de Fernando Pinto em todos os cenários, a diferença na rejeição é bem pequena em relação a médica Edailna Melo. Ele com 4,74% de rejeição e ela com 8,06%. Em percentual de 15,64% ainda afirmou ter rejeição aos dois nomes. O resultado completo da pesquisa estão logo mais abaixo.

O instituto Certus, contratado pelo Blog, foi ao encontro dos médicos e realizou 211 entrevistas domiciliares com profissionais de várias especialidades. A coleta dos dados aconteceu nos dias 15, 16, 17 e 20 de março. A pesquisa possui uma margem de erro de 3% para mais ou para menos e foi calculada com intervalo de confiança de 95%.

enviar comentário
Publicidade

PESQUISA BG/CERTUS UNIMED: Fernando Pinto tem 47,39% e Edailna 19,43% na espontânea

Se as eleições da Unimed Natal fossem hoje, o candidato Fernando Pinto teria uma ampla vantagem para ser o novo presidente eleito. A análise pode ser feita graças a uma nova rodada de pesquisas que o Blog do BG, em parceria com o instituto Certus, divulga nesta quarta-feira (22).

De acordo com a pesquisa espontânea, que é aquela em que os entrevistados falam o primeiro nome que lhes vêm à cabeça, Fernando aparece em primeiro com 47,39% das intenções de voto. Mais que o dobro das intenções de voto depositadas na segunda colocada, a médica Edailna Melo com 19,43%.

Uma fatia de quase 30% não soube ou não respondeu. Outros nomes que não são candidatos à presidência também são citados, mas nenhum atingiu 1%. Os números completos da pesquisa podem ser vistos mais abaixo.

O instituto Certus, contratado pelo Blog, foi ao encontro dos médicos e realizou 211 entrevistas domiciliares com profissionais de várias especialidades. A coleta dos dados aconteceu nos dias 15, 16, 17 e 20 de março. A pesquisa possui uma margem de erro de 3% para mais ou para menos e foi calculada com intervalo de confiança de 95%.

Comentário (1) enviar comentário
  1. Frasqueirino disse:

    Vai ser um capote.

Publicidade

PESQUISA BG/CERTUS UNIMED: Fernando Pinto tem 53,55% e Edailna 26,07% na estimulada

O Blog do BG, mais uma vez inovando, lança a segunda rodada de pesquisas da corrida eleitoral da Unimed Natal e, já começando a divulgação, crava que se as eleições fossem hoje, o médico Fernando Pinto seria escolhido sem dificuldade para presidente da cooperativa. Ele aumentou 6% em relação a pesquisa que publicamos 30 dias atrás e a Médica Edailna Melo caiu 3%.

Segundo a pesquisa estimulada, que é aquela em que são apresentados os nomes dos candidatos, Fernando lidera com 53,55% das intenções de voto, seguido por Edailna Melo com 26,07%. O total dos que não souberam foi de 18,48% e o dos que optaram por não responder a 0,95%. Mesmo que todos esses votem em Edailna, ela não alcançaria Fernando Pinto.

O instituto Certus, contratado pelo Blog, foi ao encontro dos médicos e realizou 211 entrevistas domiciliares com profissionais de várias especialidades. A coleta dos dados aconteceu nos dias 15, 16, 17 e 20 de março. A pesquisa possui uma margem de erro de 3% para mais ou para menos e foi calculada com intervalo de confiança de 95%.


Comentário (1) enviar comentário
  1. Frasqueirino disse:

    Praticamente 2 pra 1.

Publicidade

Criado aplicativo capaz de detectar dengue e zika em até 30 minutos

Um grupo norte-americano de pesquisadores desenvolveu uma maneira fácil e rápida de realizar testes para as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. A “LAMP Box”, que pode ser operada pelo celular e custa menos de 100 dólares, é capaz de fornecer um diagnóstico preciso de dengue, Zika e chikungunya em até 30 minutos. O estudo que traz detalhes do desenvolvimento do aplicativo foi publicado no jornal Scientific Reports.

Testes de laboratório para doenças virais costumam ser complexos, por demandarem a análise de material genético dos pacientes. A tarefa consiste basicamente no aquecimento e resfriamento repetido das amostras coletadas em uma máquina. Isso cria condições para que o vírus se replique e seja identificado por seu DNA ou RNA. Para isso, costumam ser utilizados fluorímetros, marcadores bastante caros que acusam a presença do material genético viral. O processo descrito tem o nome de reação em cadeia da polimerase, e explica o tempo que o exame costuma levar para ficar pronto – alguns dias, no mínimo.

A LAMP box também se utiliza do calor para “copiar” o vírus. A temperatura, no entanto, é de apenas 65ºC, conseguida facilmente com uma fonte USB de 5 V. Demandando apenas amostras biológicas, como sangue, saliva ou urina, o resultado fica pronto em cerca de meia hora. Em presença de DNA viral, a amostra fica brilhante e, não havendo vírus, ela permanece escura.

A técnica desenvolvida pelos cientistas permite que a câmera do smartphone funcione como uma espécie fluorímetro. Ao ser posicionado acima da LAMP Box, ela inicia o aplicativo e já aciona o aquecimento. Durante os trinta minutos do processo, o aparelho fotografa a amostra. As fotos são lidas pelo aplicativo, que interpreta a cor e brilho para determinar o diagnóstico.

Por colocar os recursos de um laboratório na palma de uma mão, a técnica pode ser decisiva onde não há infra-estrutura necessária para testes desse caráter. Essa é a realidade, por exemplo, de países subdesenvolvidos, locais onde justamente há maior incidência de Zika, dengue e chikungunya. A possibilidade de identificar as três doenças simultaneamente, e num período tão curto de tempo, pode ser vital na determinação de um surto, bem como no tratamento dos pacientes.

Super Interessante

 

enviar comentário
Publicidade

SE LIGA: Natal oferece 17 tipos de vacinas de forma gratuita em 69 salas de imunização

Foto: Divulgação SMS

A prevenção de doenças é um dos aspectos mais importantes do setor da saúde pública, até por isso a vacinação ganha cada vez mais importância nesse cenário. Diante disso, a Prefeitura do Natal oferece uma série de vacinas de forma gratuita para a população, distribuída em 69 salas de vacinas da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), localizadas nos cinco distritos sanitários da cidade.

Vale salientar que a vacinação é ‘porta aberta’, ou seja, a população pode buscar qualquer unidade de saúde, mesmo que não seja de sua área de cobertura, para ser imunizada. No total, são 17 tipos de vacinas oferecidas na rede municipal: BCG, Hepatite B, Pentavalente, Poliomielite inativada, Pneumocócica 10, Rotavirus, Meningocócica C, Tríplice Viral, Tetraviral, Hepatite A, DTP, dT, HPV, Varicela, dTpa, Febre Amarela e Poliomielite oral.

“A vacinação tem uma importância muito grande na saúde coletiva do município. Agravos com risco epidemiológico, são combatidos pela vacinação, o que acaba reduzindo bastante a gravidade e mortalidade pelas doenças”, afirmou Juliana Araújo, diretora do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS) da SMS.

Confira para que serve cada vacina e o período que cada uma deve ser tomada. Lembrando que quem passar do período definido pelo calendário do Ministério da Saúde ainda assim pode receber a imunização, basta informar a situação na unidade.

BCG: Dose única ao nascer;

Hepatite B: Dose ao nascer; 10 aos 19 anos: 3 doses de acordo com a situação vacinal; 20 aos 59 anos: 3 doses de acordo com a situação vacinal; 60 anos ou mais: 3 doses de acordo com a situação vacinal; gestantes: 3 doses de acordo com a situação vacinal;

Penta/DTP: 1ª dose aos 2 meses; 2ª dose aos 4 meses; 3ª dose aos seis meses; 1º reforços (com DTP), aos 15 meses; 2º reforço (com DTP), aos 4 anos;

VIP/VOP: 1ª dose (com VIP) aos 2 meses; 2ª dose (com VIP), aos 4 meses; 3ª dose (com VIP), aos 6 meses; 1º reforço (com VOP), aos 15 meses; 2º reforço (com VOP), aos 4 anos;

Pneumocócica 10 valente: 1ª dose, aos 2 meses; 2ª dose, aos 4 meses; reforços, aos 12 meses;

Rotavírus Humano: 1ª dose, 2 meses; 2ª dose, 4 meses;

Meningocócica C: 1ª dose, aos 3 meses; 2ª dose, aos 5 meses; reforço, aos 12 meses; reforço ou dose única, dependendo da situação vacinal, dos 10 aos 19 anos;

Febre Amarela: uma dose, aos 9 meses; reforço, aos 4 anos; uma dose e um reforço, dos 10 aos 19 anos, dependendo da situação vacinal; uma dose e um reforço, dos 20 aos 59 anos, dependendo da situação vacinal; uma dose ou reforço, dos 60 anos em diante, dependendo da situação vacinal;

Hepatite A: uma dose, dos 15 até os 23 meses;
Tríplice Viral: 1ª dose, aos 12 meses; 2 doses, dos 20 a 29 anos; uma dose dos 30 aos 49 anos;

Tetra Viral: uma dose, aos 15 meses;

HPV: 2 doses; meninas de 9 a 14 anos e meninos de 12 a 13 anos;

Dupla Adulto: adolescente de 10 a 19 anos, com reforço a cada 10 anos; adultos de 20 a 59 anos, com reforço a cada 10 anos; idosos com 60 anos ou mais, com reforço a cada 10 anos; 3 doses para gestantes, de acordo com o calendário vacinal;
dTpa: uma dose a cada gestação a partir da 20ª semana.

 

Comentários (2) enviar comentário
  1. Osvaldo Delgado disse:

    Tenho interesse em saber os endereços

  2. FRASQUEIRINO disse:

    Informação útil. Seria mais completa se informasse os Postos de Saúde do Município, com os endereços e as vacinas disponíveis por posto.

Publicidade

Exame revela que Crivella tem tumor na próstata

Foto: Pablo Jacob/Agência O Globo

Marcelo Crivella recebeu na semana passada resultado de uma biópsia constatando que o prefeito do Rio de Janeiro tem um tumor na próstata, de dois milímetros.

Crivella garante, porém, que o seu caso não é ainda de cirurgia:

— Por enquanto, vou me tratar com medicamentos.

Mas se for necessário submeter-se a uma intervenção cirúrgica, diz Crivella, “será coisa rápida”, de acordo com o que diz ter ouvido dos seus médicos:

— Uma cirurgia de 90 minutos. E dias depois eu já poderia estar de volta ao trabalho.

Lauro Jardim – O Globo

Comentário (1) enviar comentário
  1. joacy disse:

    Fácil, coloca o travesseirinho que eles vendem por R$50,00 e pronto, vai dar o testemunho na igreja no outro dia, completamente curado.

Publicidade

OMS enviará ao Brasil 3,5 milhões de doses da vacina contra a febre amarela

A Organização Mundial da Saúde (OMS) e outras organizações internacionais enviarão ao Brasil 3,5 milhões de doses da vacina contra a febre amarela para conter o surto da doença no país, segundo o Ministério da Saúde.

As vacinas serão enviadas para áreas consideradas prioritárias. “As doses serão transportadas por via aérea a partir de França” para o Rio de Janeiro, informou o Ministério da Saúde em um comunicado.
Segundo a agência EFE, as doses foram solicitadas ao Grupo Internacional de Coordenação para o Fornecimento de Vacinas, composto por OMS, Cruz Vermelha, Médicos Sem Fronteiras e pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Além das 3,5 milhões de doses enviadas pela OMS, outras 8,46 milhões de vacinas, produzidas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), serão distribuídas nas áreas mais críticas que foram afetadas pela febre amarela.

Segundo último boletim, divulgado pelo Ministério da Saúde, o Brasil registrou 424 casos de febre amarela. A doença causou 137 mortes em 80 municípios, 49 deles em Minas Gerais. Os estados mais afetados são Minas Gerais, com 325 casos confirmados (75% do total); Espírito Santo (93) e São Paulo (4).
Cercado pelos estados mais afetados, o estado o Rio de Janeiro confirmou sua primeira morte pela doença nesta quarta-feira (15). O caso foi registrado em Casemiro de Abreu, no interior. Após a confirmação, a vacinação foi antecipada em mais de 20 cidades da região.

 

G1

enviar comentário
Publicidade

Projeto de extensão da UFRN: Campanha de doação de sangue acontece na próxima terça-feira

O projeto de extensão Sangue Universitário da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) realiza, na próxima terça-feira, 21, mais uma campanha de doação de sangue. A iniciativa acontece na Faculdade de Farmácia da UFRN, das 7h30 às 17h.

O Sangue Universitário surgiu em maio de 2014 e já vai para sua nona edição. A ideia é levar o hemocentro para perto do público universitário que possui dificuldade de locomoção. Mesmo sendo direcionada para a comunidade acadêmica, qualquer pessoa pode participar da campanha.

Os requisitos para participar são: pesar mais de 50 kg, portar documento oficial de identidade com foto (RG, carteira de trabalho, CNH, certificado de reservista), estar bem de saúde e ter entre 16 e 69 anos (dos 16 até 18 anos incompletos, apenas com consentimento formal dos responsáveis). O doador não deve estar em jejum, apenas evitar alimentos gordurosos nas três horas anteriores.

Outras informações podem ser consultadas na página da campanha no Facebook.

Com informações da UFRN

enviar comentário
Publicidade