Publicidade

Por ordem do chefe, Moraes empurra crise para o Amazonas

Enfim, um episódio em que Alexandre de Moraes não queimou seu filme com o chefe nem foi determinante para agravar uma crise já existente.

Na avaliação do Palácio do Planalto, o ministro da Justiça, conhecido por dar dores de cabeça a Michel Temer, vem se saindo bem nos dias seguintes à tragédia ocorrida no presídio de Manaus.

Assim que o governo soube do massacre, Temer pediu que Moraes atuasse para jogar o problema no colo do governo do estado. Moraes entendeu e, desde então, não toca no assunto sem mencionar que sua pasta não foi acionada para evitar um plano de fuga que já era de conhecimento das autoridades locais.

Comentários (4) enviar comentário
  1. Blue disse:

    Governo federal perdidinho.

  2. OBSERVADOR disse:

    LEMBRAR QUE JÁ LI LIVROS TEUS, QUE DECEPÇÃO DE DOUTRINADOR…

    • Curioso disse:

      Escrever é fácil; cumprir o que se escreve, nem tanto…
      Falar é fácil; proceder no que se fala, nem tanto…
      Ensinar é fácil; praticar o que se ensina, nem tanto…

  3. Curioso disse:

    Filho feio não é meu não…

Publicidade

FOTOS E VÍDEO: Veranistas e moradores em Pirangi denunciam acúmulo de lixo em condomínio e despejo de esgoto, que tem praia como destino

Fotos e vídeo: cedidos

Denunciantes questionam atuação do Ministério Público e órgãos competentes, e apontam o Condomínio Terraços de Pirangi com responsável pela falta de consciência ambiental. O acúmulo de lixo chama a atenção e o despejo de esgoto incomoda quem passa ou tem imóvel na Avenida Márcio Marinho.

Ainda segundo moradores e veranistas, a irresponsabilidade ambiental, inclusive, permite que o esgoto tenha seu destino a praia.

Comentários (6) enviar comentário
  1. freitas disse:

    passei agora por lá e realmente esta limpo, mas o esgoto continua… triste

  2. freitas disse:

    BG,
    Moro proximo ao local e essa semana presenciei equipe da Prefeitura limpando os restos de construção que o condominio descarta todo dia. o esgoto é lançado pelo mesmo condominio. a prefeitura tem que multar e pronto

  3. nilde disse:

    Bom próprio moradores tomar banha água esgoto!!!!

  4. Junior disse:

    Tem que perguntar ao Ex secretario e agora vereador o pq da obra ter sido liberada sem as condicoes necessarias para uso! Se procurar direito acha o porque foi liberada!

  5. Mily disse:

    Infelizmente não é só empresas que contribuem para que isso aconteça, mas toda população em geral…

  6. Saulo disse:

    Condomìnios da bosta. Em Pirangi está cheio. No Porto Brasil está estourando bosta por todo lado.

Publicidade

DESMORALIZAÇÃO TOTAL: Facção tinha ‘cela de comando’ e negociou com governo do AM, diz PF

Por FOLHAPRESS

Uma investigação federal apontou que a facção criminosa FDN (Família do Norte) mantinha uma “cela de comando” no presídio Compaj, em Manaus, e negociou um acordo com o governo do Amazonas em 2015 em troca de “paz nas cadeias”.

No Compaj (Complexo Penitenciário Anísio Jobim), a FDN deflagrou no domingo (1º), segundo as autoridades penitenciárias, uma ação para dizimar membros do PCC (Primeiro Comando da Capital) e outros presos, provocando 56 mortes –outros quatro foram assassinados em outro presídio na segunda (2).

A investigação sobre a FDN, denominada Operação La Muralla e conduzida pela Polícia Federal e Ministério Público Federal, apontou que o comando da facção, formado por seis presos, mantém “um controle quase total do sistema” penitenciário por meio de “homicídios e torturas”.

Com a interceptação de mensagens eletrônicas trocadas por um dos chefes da FDN, José Roberto Fernandes Barbosa, a PF apontou que o governo estadual fez um acerto com a facção por volta de julho de 2015, em uma reunião na biblioteca do Compaj.

De acordo com a PF, “Zé Roberto” disse ter recebido a garantia do coronel Louismar Bonates, então secretário de Administração Penitenciária da gestão José Melo (Pros), de que não seria transferido para um presídio federal.

Em troca da “paz nas cadeias”, o governo estadual atenderia também um “antigo pleito” para extinguir dois pavilhões do CDP (Centro de Detenção Provisória) comandados pela sigla rival PCC.

O encontro, segundo a PF, ocorreu em meio a uma onda de violência que deixou pelo menos 38 mortos em julho de 2015 em Manaus. Para a PF, várias mortes foram ordenadas pela FDN no contexto de “guerra” com outras duas facções: PCC e Esparta 300.

A PF deplorou o suposto acordo entre governo e facção: “A FDN saiu fortalecida deste lamentável episódio, alcançando o domínio absoluto do sistema prisional e deixando o Estado ainda mais refém de suas decisões e vontades”.

O governo José Melo (Pros) diz desconhecer qualquer negociação, afirma que não compactua com essa prática e que o interlocutor citado não integra mais a administração.

A investigação resultou em mais de 130 denunciados e 30 ações penais, mas ainda sem acusação formal a integrantes da cúpula do governo.

O líder da FDN manifestou, em mensagens eletrônicas, apoio à eleição do governador do Amazonas em 2014 e a intenção de ampliar a influência da facção para a política.

Em troca da “paz nas cadeias”, o governo estadual atenderia também um “antigo pleito” para extinguir dois pavilhões do CDP (Centro de Detenção Provisória) comandados pela sigla rival PCC.

O encontro, segundo a PF, ocorreu em meio a uma onda de violência que deixou pelo menos 38 mortos em julho de 2015 em Manaus. Para a PF, várias mortes foram ordenadas pela FDN no contexto de “guerra” com outras duas facções: PCC e Esparta 300.

A PF deplorou o suposto acordo entre governo e facção: “A FDN saiu fortalecida deste lamentável episódio, alcançando o domínio absoluto do sistema prisional e deixando o Estado ainda mais refém de suas decisões e vontades”.

O governo José Melo (Pros) diz desconhecer qualquer negociação, afirma que não compactua com essa prática e que o interlocutor citado não integra mais a administração.

A investigação resultou em mais de 130 denunciados e 30 ações penais, mas ainda sem acusação formal a integrantes da cúpula do governo.

O líder da FDN manifestou, em mensagens eletrônicas, apoio à eleição do governador do Amazonas em 2014 e a intenção de ampliar a influência da facção para a política.

Desde o início da La Muralla, foram aprendidas 2,2 toneladas de entorpecentes, avaliadas em R$ 18 milhões, além de armas de fogo “que incluem submetralhadoras e granadas de mão”.

A facção ganhou vulto a partir de 2010 e foi estruturada, de acordo com a denúncia do MPF, nos moldes do PCC e do CV, incluindo uma estatuto próprio, denominado “Doutrinas da família”.

Ele prevê a instalação de “conselhos” nas unidades prisionais, formados por “presidente, vice-presidente, porta-voz e tesoureiro”. Na prática, agem como “tribunais do crime”, segundo a PF, determinando a vida e a morte de alvos da dentro e fora dos presídios. As decisões são emitidas por meio de “decretos”.

“As palavras de todos os integrantes serão válidas, analisadas e respeitadas, mas a palavra final em qualquer questão será sempre a do conselho”, diz o “estatuto”.

O documento apreendido pela PF prevê que “não serão permitidos e serão passíveis de correção” atos como “agressões entre irmãos amigos e companheiros”.

Um organograma montado pela PF mostra no topo da facção FDN duas pessoas: “Zé Roberto” e Gelson Lima Carnaúba, o “Mano G”. Abaixo deles vêm quatro presidiários, incluindo João Pinto Carioca, o “João Branco”.

Todos foram transferidos para presídios federais após a deflagração da Operação La Muralla.

OUTRO LADO

O governo do Amazonas, comandado por José Melo (Pros), afirmou “desconhecer a existência das referidas negociações” com a facção criminosa FDN (Família do Norte) apontada em investigação da Polícia Federal.

A assessoria de imprensa do governo do Estado disse também que “não negocia e não compactua com tais práticas” –referência a suposto acordo com grupo criminoso.

Disse ainda que Louismar Bonates, coronel da Polícia Militar e ex-secretário de Administração Penitenciária da gestão José Melo, “deixou a pasta em setembro de 2015 e não integra mais os quadros do governo estadual”.

Bonates não foi localizado pela reportagem desde a manhã desta quarta-feira (4). A assessoria de imprensa do Comando da PM do Amazonas disse que não mantinha os contatos do coronel.

Comentários (8) enviar comentário
  1. Alf disse:

    Esse foi o primeiro caso de acordos espúrios entre governo e tráfico. Imaginem os bastidores em SP e Rio de Jeneiro. Governo federal e PCC + Comando vermelho.

  2. adauto disse:

    NILITARES SALVEN O BRASIL

  3. adauto disse:

    INTERVENÇAO MILITAR JA

  4. Timóteo disse:

    TODOS que participaram dessa aberração TEM QUE SER INVESTIGADO, PROCESSADO e JULGADO.
    Do Governador aos secretários e os próprios bandidos. O crime vem dominando o Brasil e por isso temos os atuais índices de criminalidade, uma população entregue a própria sorte enquanto as facções mandam no sistema de segurança. O Estado ainda paga mais ao bandido preso que o valor destinado a estudante em sala de aula.
    Quem tem a coragem de MUDAR ESSA SITUAÇÃO? Diante do caos que vivemos, só tem uma saída, BATER DE FRENTE COM OS BANDIDOS, dando a eles a mesma resposta que os levaram a vida atrás das grades. Passar a mão na cabeça e dar voz aos direitos dos "manos" deixa a sociedade de joelhos nas mãos dos bandidos

  5. Iuri disse:

    As Facções Criminosas estão ofertando curso a vários Secretários de Segurança, pra ver se o sistema penitenciário melhora. Há alguns meses tinha uma outra facção ofertando curso e palestra motivacionais em várias empresa top no Brasil, essa faturou milhões e elegeu uma corja grande de políticos. Tão perigoso e organizados quanto as dos presídios.

  6. Impertinente disse:

    Se esse Governador fosse do PT, hein?
    Mas como não é…
    A conzinhada é em fogo brando…

  7. Potyguar disse:

    A verdade é que o crime está a anos-luz em relação ao Estado, em termos de organização, disciplina e foco. Triste.

  8. Rodrigues disse:

    Esse desgovernador tem que pedir renúncia já!

Publicidade

Levantamento florístico do Parque da Cidade amplia conhecimento sobre a Mata Atlântica no RN

Foto: Divulgação Parque da Cidade

O Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte dispõe do seu mais novo levantamento florístico. Realizado por um grupo de pesquisadores da UFRN, a pesquisa revela as espécies da flora nativa encontradas em um ano de trabalho, nos seus 136 hectares de mata preservada. Este é o segundo estudo feito na Unidade de Conservação do Município de Natal desde a sua inauguração e acrescenta ocorrência de 82 espécies que não haviam sido encontradas no estudo anterior. Na lista atual, 51 das espécies presentes no parque, são “nova ocorrência” para o Rio Grande do Norte, de acordo com informações do site Flora Brasil, que reúne estudos sobre a biodiversidade brasileira. “O primeiro levantamento foi realizado em 2007 por ocasião da abertura do Parque da Cidade e, na época, catalogamos 187 espécies para fazer o Plano de Manejo”, esclarece Uilton Campos, chefe do Setor de Manejo Ambiental do Parque da Cidade.

O novo relatório assinala que existem 269 espécies distribuídas em 71 famílias e 201 gêneros. A listagem aponta que cinco espécies estão ameaçadas de extinção. São elas: Apuleia leiocarpa (Vogel) J.F.Macbr (garapa), Cattleya granulosa Lindl (orquídea-catleya) Cryptanthus zonatus (Vis.) Beer (xinxózinho), Melocactus violaceus Pfeiff (coroa-de-frade) e Paubrasilia echinata Lam (pau-brasil). O estudo foi coordenado pelo botânico Alan de Araújo Roque, em conjunto com os botânicos Ayrthon Weslley Vitorino de Medeiros; Camila de Paula Chagas Gomes; Pedro Henrique Pierote de Sousa; Pedro Bernardo da Silva Junior; Poliana Lopes da Costa. “Apresentamos os resultados de um ano de pesquisa. Eles estão sendo discutidos e serão submetidos à revista científica. Todos os dados foram detalhadamente trabalhados para que pudéssemos entregar uma listagem mais atualizada possível. Ela passou pelas mãos de especialistas de todo o Brasil, assim como pelo nosso cuidado em compor uma listagem limpa e atual”, revela Alan Roque.

Segundo o relatório da equipe pesquisadora, as coletas em campo ocorreram entre maio/2015 e julho/2016, com intervalos de uma semana. O material foi coletado tanto ao longo das trilhas existentes no Parque, como também em excursões aleatórias para que toda a área fosse contemplada. Todo o material foi depositado no herbário da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e as duplicatas foram encaminhadas para herbários brasileiros de diferentes regiões.

De acordo com o Plano de Manejo do Parque da Cidade, a vegetação nativa ocupa 52% da Zona de Proteção Ambiental – 01 (ZPA-01), onde o Parque da Cidade está inserido, compreendendo os seguintes tipos: Floresta Estacional Semidecidual, Restingas Arbustivas Densas e Esparsas e Savana Arborizada. Parte do resultado da pesquisa já foi publicado internacionalmente pelo Field Museum de Chicago em formato de guia e a listagem das espécies se tornará um artigo, publicado em revista científica, e pode ser utilizado como instrumento de estudo na área. “Gostaríamos de reforçar a necessidade de pesquisas científicas constantes na área do Parque. O Parque é uma pérola de nossa cidade, deve ser estudado e preservado. Apenas conhecendo, sabendo da existência, é que poderemos cuidar devidamente da biodiversidade”, pontua o coordenador da pesquisa.

Para a equipe do Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte, o estudo será uma ferramenta útil para estudantes, pesquisadores e para a sociedade em geral, evidenciando a diversidade de plantas encontradas no local. A grande importância desta pesquisa é a sua contribuição para a preservação da Mata Atlântica, que é uma das maiores florestas tropicais do planeta. E, no Nordeste, cerca de 5,6 % de sua cobertura original correspondem a Mata Atlântica. “Esta pesquisa é muito importante para o trabalho das equipes de manejo e de educação ambiental do Parque da Cidade. E por tratar-se de uma pesquisa científica, podemos conhecer melhor a flora existente e cuidar mais ainda da sua biodiversidade. Outro ponto importante é que foram encontradas espécies ameaçadas de extinção e isso aumenta a nossa responsabilidade de cuidar desta reserva da mata atlântica”, garante o gestor do Parque da Cidade, Carlos da Hora.

Quando for publicado em revista científica, o material poderá ser acessado gratuitamente por qualquer visitante do Parque da Cidade. O Guia da Flora do Parque da Cidade, publicado pelo Field Museum deChicago já está disponível para consulta aqui.

O Parque da Cidade funciona diariamente, inclusive aos sábados, domingos e feriados, das 5h. às 18h. para a prática de exercícios. Outras informações podem ser obtidas pelos telefones 3232-3207/3232-3028.

enviar comentário
Publicidade

Deicor flagra assalto com refém em Pirangi do Sul

Uma equipe de polícia civil da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado flagrou um assalto em um bar localizado em Pirangi do Sul, onde cinco pessoas estavam amarradas com cinturões e fios de ventilador, sendo essas reféns de dois homens que estavam cometendo o crime.

O fato ocorreu após o recebimento de denúncias acerca de um assalto que ocorreria em um mercadinho em Pirangi do Norte.

Policiais da Deicor se dirigiram ao local, onde fizeram campana, no entanto, depois de averiguar que a dona do mercadinho estava em um bar em Pirangi do Sul, o qual também é proprietária, eles seguiram até o estabelecimento.

Ao chegar no local, os policiais visualizaram o momento em que um homem, identificado posteriormente como José Claudiano de Souza Silva, 28 anos, abordou a dona do estabelecimento com uma arma e a levou para o interior do local.

Após entrarem no bar, os policiais viram três pessoas amarradas e duas rendidas, sendo uma a dona do lugar, quando foram recebidos a tiros por dois homens que estariam assaltando o estabelecimento.

Segundo investigações, os criminosos teriam ido ao local cometer o crime após informações de que a dona do bar receberia uma grande quantia em dinheiro.

Após entrarem no bar, os policiais viram três pessoas amarradas e duas rendidas, sendo uma a dona do lugar, quando foram recebidos a tiros por dois homens que estariam assaltando o estabelecimento.

Na troca de tiros com a polícia, um dos criminosos, José Claudiano, foi alvejado e morto e o seu comparsa fugido pelos fundos do bar.
Policiais encontraram com José Claudiano, cinco celulares roubados, R$ 200,00 reais que pertenciam a uma das vítimas do assalto, e um revólver com munições deflagradas.

Nesta quarta-feira (28), policiais da Deicor capturaram Wenio Rodrigues de Melo, sendo ele foragido de Alcaçuz desde o início de 2015, quando teria fugido juntamente a outros 34 presos, além de ter dois mandados de prisão em aberto,sendo um por roubo e outro pela fuga, e 44 anos de condenação por crimes.

Comentários (12) enviar comentário
  1. Carlos disse:

    Parabéns a esses policiais. A sociedade agradece pelo grandioso serviço.

  2. Eduardo disse:

    Parabéns aos policiais!!!

  3. PTralhas na cadeia disse:

    Aumente o salário, e dê treinamento pra essa polícia e virão mais resultados

  4. Beto Jácome disse:

    V A L A!

  5. Paulo disse:

    Multiplica DEICOR, Parabéns por mais essa, o RN agradece. Despacharam 09 só em dezembro…

  6. Edu disse:

    Mesmo com salários atrasados esses policiais continuam a defender a sociedade, parabéns mais uma vez , pena que um dos bandidos escapou da morte.

  7. Kall disse:

    Cadeia pra esses marginais infelizmente não resolve mais, então se tivessem morrido os dois, a abordagem da polícia teria sido perfeita! Mas se um morreu e outro foi preso, menos mal.

Publicidade

Moro estipula fiança de R$ 1 milhão para ex-tesoureiro do PT deixar prisão

Por Interino

O juiz federal Sérgio Moro revogou nesta sexta-feira, 16, a prisão preventiva do ex-tesoureiro do PT Paulo Ferreira, mas impôs a ele fiança de R$ 1 milhão. Alvo da Operação Abismo, 31.º desdobramento da Lava Jato que investiga propinas em obras do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento da Petrobras (Cenpes), Ferreira foi preso no dia 23 de junho.
Na última quarta-feira, 14, ele foi interrogado por Moro e confessou que o PT – e os outros partidos políticos – trabalha com recursos não contabilizados. Ele disse que “negar informalidades nos processos eleitorais brasileiros de todos os partidos é negar o óbvio”.

“É um problema da cultura política nacional, dr. Moro”, disse o ex-tesoureiro. “Eu não estou aqui pra mentir pra ninguém. Estou aqui pra ajustar alguma dívida que eu tenha, minha disposição aqui é essa.”

Ao decretar a revogação da prisão de Paulo Ferreira, o juiz estabeleceu cinco medidas a serem obedecidas pelo réu, inclusive proibição de manter contato com o delator Alexandre Romano, o Chambinho:

1) proibição de deixar o País e a obrigação de entregar os seus passaportes, brasileiros e estrangeiros;

2) comparecimento a todos os atos do processo, salvo se dispensado

Expressamente;

3) proibição de deixar sua residência por mais de 20 dias sem autorização do Juízo;

4) proibição de mudar de residência sem autorização do Juízo;

5) proibição de se aproximar ou de contatar, direta ou indiretamente, outros acusados ou testemunhas deste feito e seus familiares, inclusive e principalmente Alexandre Correa de Oliveira Romano.

“Não é momento aqui de avaliar as provas, mas reputo viável rever a prisão cautelar de Paulo Adalberto Alves Ferreira, em vista do término da instrução”, assinalou Moro em sua decisão. “O término da instrução diminui riscos às provas e no presente caso, como ocorre em alguns outros casos, não há uma indicação de que o acusado oferece um risco às próprias fontes de provas, como as testemunhas ou colaboradores.”

O juiz da Lava Jato destacou que “o próprio acusado confessou parte dos fatos narrados na denúncia, especificamente reconheceu o recebimento de valores significativos de Alexandre Correa de Oliveira Romano, embora tenha alegado, como álibi, que seriam contribuições de campanha, de origem por ele desconhecida, para a eleição de 2010, mesmo havendo, em princípio, pagamentos também em 2011, 2012 e 2013”.

“Apesar da confissão parcial, cujo álibi será examinado no momento próprio, ela também representa um certo esvaziamento do risco às provas”, observou o juiz.

Ao fixar a fiança de R$ 1 milhão, Moro assinalou: “Apesar da declaração dele (Ferreira) de que atualmente não disporia de renda ou de que não teria enriquecido pessoalmente com o crime, o fato é que, envolvendo a imputação o crime de lavagem de dinheiro, não é possível, por ora, dar fé a esse tipo de alegação, já que a lavagem pressupõe atuação subreptícia e ocultação de patrimônio. O fato é que, como ele mesmo admite, valores significativos lhe foram repassados por Alexandre Romando, mesmo fora do período eleitoral. A fiança deve ser prestada por depósito em dinheiro, assegurando a liquidez necessária à garantia do Juízo.”

Diário do Poder

Comentários (3) enviar comentário
  1. adauto disse:

    A ITAIPAVA PAGA.

  2. JOAO MARIA disse:

    Vamos fazer uma vaquinha para o companheiro.

Publicidade

VÍDEO -(PEGOU AR): Repórter tira Dilma do sério ao perguntar sobre escândalo na Petrobras: “Você era cúmplice ou incompetente?”

Por interino

A ex-presidente Dilma Rousseff concedeu uma entrevista ao canal de TV do Catar Al Jazeera. Em um trecho da conversa, que será exibida na noite desta sexta-feira (16), o repórter questiona a petista sobre o escândalo de corrupção na Petrobras.

“Você não está negando que houve um massivo escândalo de R$ 3 bilhões na Petrobras. E você está negando que integrantes do PT, incluindo o tesoureiro, estrategista do seu próprio partido, e seu próprio chefe de gabinete estiveram envolvidos nisso?”, pergunta.

Dilma responde: “Enquanto não julgarem, eu não vou julgar. Não é meu papel aqui julgar ninguém”.

O entrevistador continua e endurece o tom. “Alguns podem dizer que ou você sabia o que estava acontecendo, no caso você era cúmplice, ou você não sabia acontecendo, no caso você era incompetente. Qual dos dois era?”.

Ao responder, Dilma trata a pergunta como uma “escolha de Sofia” e diz que “não entra nela”. “Meu querido, este é um tipo da escolha de Sofia que eu não entro nela, porque não é isso que acontece. “Há uma diferença e há no mundo interiro entre um conselho e uma diretoria executiva. Nem todos os membros da diretoria sabiam que aqueles diretores da Petrobras tinham mecanismos de corrupção e estavam enriquecendo de forma indevida”, diz.

Na entrevista, ela chama o presidente Michel Temer (PMDB) de “traidor” e “ilegítimo”. “Isso é porque o processo que o levou para o governo… é um processo baseado em rasgar a Constituição brasileira”, diz.

E emenda: “Eu nunca esperei que ele fosse um traidor e ele é um traidor. Ele não me traiu como pessoa. Ele traiu a presidente do Brasil. Ele traiu uma instituição. E mais, ele traiu uma campanha”.

R7

Comentários (13) enviar comentário
  1. Maria disse:

    Se Dilma é incopetente que aprovou leis que favorecia a classe mais baixa, o que dizer de Temer que em poucos dias acabou todos os esses diretos?

  2. Silvis disse:

    Mande esse povo ter cuidado com a escolha do Ptresidente de Presidente. 😕

  3. Silvis disse:

    Mande esse povo ter cuidado com a escolha do Ptresidente de Presidente. 😕

  4. Silva disse:

    Eu diria as duas coisas. Cúmplice e incompetente, está claro.

  5. araujo disse:

    Pergunta pertinente, alias eu tambem faria. Nenhum reporter no Brasil fez esta pergunta

  6. Lobo disse:

    Embora reconheça que Dilma se encontra no limiar entre incompetente e corrupta e que o Temer é a herança maldita de quem votou no PT (estou fora), reconheço que ela se saiu bem, pois a pergunta. É como se perguntasse: você continua batendo em idosos? Qualquer resposta positiva ou negativa seria ruim para imagem dela.

  7. Diego Castelamare disse:

    Abram alas Dilma, Lula e Temer Bolsonaro vem ai com gosto de gás

  8. Adeus mortadela disse:

    O repórter perguntou se ela era corrupta ou incompetente… na verdade ela é os dois!
    Pessoal da mortadela, chorem menos, deixem de mimimi e vão trabalhar, pois o Brasil tá quebrado por causa de vcs!
    BOLSONARO 2018

  9. jaci disse:

    Ainda tem MARMANJOS QUE FICAM APLAUDINDO OUTROS MARMANJOS LADRÕES COMO TEMER E SUA TRUPE. ESSE PAÍS O PRESIDENTE TEMER ERA PARA SER SABATINADO EM VIA PUBLICA eLEVADO A AÇÃO POPULAR POR SEUS FEITOS. O CARA DEU OS CAMINHOS DA MALANDRAGEM E O PT ESTÁ PAGANDO CARO POR CAUSA DESSA MALANDRAGEM. DILMA É UMA MULHER SÉRIA E HONESTA. TEMER COM A SUA GANG São ASSALTANTES

  10. Maracujina disse:

    Respondeu bem. . Falou bem . Foi clara , cristalina e não titubiou . Quem viu a entrevista do FHC COM O MESMO JORNALISTA ? o sapato de madame , todo elegante , parecia uma MOCÓ no cio , ficou desconcertado não respondeu e para variar ainda quis se achar o doce de mamão com côco . Coragem de dizer é falar essa mulher tem . E o melhor é honesta e fala de frente olhando nos olhos .

  11. jaci disse:

    Dilma cada vez me surpreende como é uma mulher limpa. DISTANTES DA MAIORIA MASCULINA CORRUPTA DESSE PAÍS. HOMENS QUE SÓ PENSAM EM RESULTADOS PARA OS PROPRIOS BOLSOS. NO MEIO MASCULINO QUASE NÃO RESTA NADA. A MULHER É UMA GUERREIRA E TEM TOTAL ADMIRAÇÃO MINHA POR SUA HONESTIDADE. SERIA MINHA PRESIDENTA ETERNA PARA ESSE BRASIL DE VAGABUNDOS POLITICOS

  12. Herder Carneiro Costa disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    MUITO BOA, PERGUNTA TOTALMENTE PERTINENTE, FALTOU ELA RESPONDER. PRA VARIAR ELA SE ESCONDEU E SE VEZ DE VÍTIMA… COISAS DA PETEZADA CORRUPTA KKKKKKKKKKKKKKKKK
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK VALEU AL JAZEERA … FEZ O QUE TODO REPÓRTER BRASILEIRO FOI PROIBIDO DE FAZER

    • Guilherme Cruz disse:

      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK…….todos são curruptos, não tenho ladrão de estimação, mas o PT é demais.

Publicidade

Brasil pode perder até 66 mil empregos por ano,diz CNI

Emprego-33-

Foto: Divulgação

O governo brasileiro informou à indústria nacional que vai manter silêncio e não fará nenhuma declaração reconhecendo a China como economia de mercado. A postura tem sido bem recebida pelo setor produtivo nacional, que teme uma onda ainda maior de importações chinesas caso haja uma mudança no tratamento dos bens comprados do país asiático.

Usando dados da Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex), a Confederação Nacional da Indústria (CNI) estima que 66 mil postos de trabalho poderiam ser destruídos caso o Brasil modifique a forma de tratar as importações chinesas, apenas no primeiro ano de entrada em vigor da nova lei. O impacto seria de US$ 18 bilhões.

Hoje, das cerca de 150 medidas antidumping que o Brasil aplica, 52 são direcionadas contra produtos chineses.

Oficialmente, o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços não se pronuncia sobre o tema. Na missão do Brasil na OMC, nenhuma orientação foi recebida indicando uma mudança de posição. O Itamaraty também não se pronuncia.

O Estado apurou, porém, que o governo tem dado indicações ao setor privado de que não fará declaração pública, alegando que não tem a obrigação de anunciar qualquer tipo de mudança. A posição ficou clara em encontros entre os diversos ministérios brasileiros e a CNI, além de entidades setoriais.

Durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva, o Brasil chegou a anunciar que reconheceria a China como economia de mercado, em troca de um apoio de Pequim por uma vaga permanente no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU). Mas esse apoio chinês nunca se concretizou.

Agora, a estratégia usada pela indústria tem sido a de tentar evitar um confronto direto com a China nos tribunais da OMC.

Para isso, diversos setores se apressaram e, nos últimos meses, apresentaram dados ao governo pedindo que medidas antidumping fossem adotadas. Como os processos foram abertos antes de 11 de dezembro, não poderão ser questionados por Pequim.

Enquanto os casos são acelerados, o Brasil vai observar de que forma a China vai se comportar diante de medidas antidumping adotadas por outros governos e como a OMC vai julgar os casos.

Para o diretor de Desenvolvimento Industrial da CNI, Carlos Abijaodi, não existem condições de que a China seja considerada pelo Brasil como economia de mercado, principalmente diante do envolvimento do Estado na determinação de preços e de câmbio. “Consideramos que as condições não estão dadas”, afirmou o diretor. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

enviar comentário
Publicidade

A delação do lobista da Odebrecht em Brasília

VEJA teve acesso à íntegra dos anexos de Claudio Melo Filho, que se tornou delator do petrolão depois de trabalhar por doze anos como diretor de Relações Institucionais da Odebrecht. Em 82 páginas, ele conta como a maior empreiteira do país comprou, com propinas milionárias, integrantes da cúpula dos poderes Executivo e Legislativo. O relato atinge o presidente Michel Temer, que pediu 10 milhões de reais a Marcelo Odebrecht em 2014. Segundo o delator, esse valor foi pago, em dinheiro vivo, a pessoas da estrita confiança de Temer, como Eliseu Padilha, chefe da Casa Civil, e José Yunes, amigo há cinquenta anos de Temer e assessor especial do presidente.

Revista também publica a lista dos que, segundo Melo Filho, receberam propina da empreiteira. São deputados, senadores, ministros, ex-ministros e assessores da ex-presidente Dilma Rousseff. A clientela é suprapartidária. Para provar o que disse, o delator apresentou e-mail, planilhas e extratos telefônicos. Uma das mensagens mostra Marcelo Odebrecht, o dono da empresa, combinando pagamentos a políticos importantes. Eles estão identificados por valores e apelidos como “Justiça”, “Boca Mole”, “Caju”, “Índio”, “Caranguejo” e “Botafogo”.

VEJA

Comentários (2) enviar comentário
  1. reno carlos de sousa disse:

    Aguarde cenas do próximo capítulo da novela ODEBRECH TISSUNAME espero que tomem providências!!

  2. Rios disse:

    Pode ver que os apelidos se encaixa perfeitamente para quem é bandido.

Publicidade

Suspeito por arrombar veículos na Barreira do Inferno é preso em Natal com vários objetos de turistas

policiaA Polícia Civil informa que um homem identificado como Fábio Augusto Teixeira Furtado Silva, 37 anos, foi preso nessa quinta-feira (01) com vários objetos de turistas, sendo suspeito por arrombar veículos na Barreira do Inferno. Segundo a Polícia, Fábio também tem um mandado de prisão preventiva em seu desfavor, por outros crimes.

Comentários (3) enviar comentário
  1. Pauladanamoleira disse:

    Apertem esse marginal , deve ser o mesmo que assaltou ciclistas nessa area recentemente.

  2. Nice Pinto de Morais disse:

    É isso! Deveriam!

  3. Curioso disse:

    Já que estava na barreira, pq não o mandaram pro inferno…???

Publicidade

Bandidos arrombam cofre do BB em Acari; carros incendiados e vigia baleado

pmFoto: Divulgação – PM

Uma quadrilha promoveu momentos de terror na região Seridó na madrugada desta sexta-feira(02), por volta de 2h30, após ação criminosa ao Banco do Brasil da cidade de Acari. De acordo com a Polícia Militar, os criminosos usaram um maçarico para violar o cofre da agência. Informações dão conta que cerca de dez homens teriam participado da ação. Um vigia de rua que passava pelo local acabou baleado de raspão em um dos braços. Felizmente foi socorrido e passa bem.

Segundo a PM, um dos carros usados pelo bando na fuga foi uma Hilux, encontrado abandonado e incendiado na BR-226, próximo à entrada do município de Currais Novos. Nas imediações foram encontrados grampos na pista. Ainda segundo a PM, apesar das barreiras, um grupo ainda chegou a ser visualizado. Na ocasião, houve perseguição, mas o carro foi perdido de vista nas proximidades da cidade de Campo Redondo. Na mesma região, já no município de Parelhas, os policiais encontraram um outro carro queimado, de modelo a ser confirmado. A quantia levada pelos criminosos não foi divulgada.

 

enviar comentário
Publicidade

MOSSORÓ: Presidente da Câmara Municipal exonera 143 comissionados para entregar contas sanadas

Presidente da Câmara Municipal de Mossoró, vereador Jório Nogueira, exonerou 143 cargos comissiondos da Presidência e dos 21 gabinetes dos vereadores, para entregar contas sanadas. Veja comunicado e texto na íntegra em destaque no Mossoró Hoje clicando aqui

enviar comentário
Publicidade