Publicidade

Pesquisador diz que encontrou responsável pelo “apagão” da web no ano passado

No final do ano passado, boa parte dos sites dos Estados Unidos, incluindo Twitter, Spotify e Reddit, ficaram fora do ar devido a um ataque DDoS. Investigações mostraram que uma botnet estava por trás do “apagão” e que foi utilizada uma ferramenta chamada Mirai. A identidade do criador, apelidado de “Anna-sepai”, permanecia no anonimato, pelo menos até esta semana.

O pesquisador Brian Krebs afirma ter descoberto o verdadeiro nome do responsável pelo Mirai: Paras Jha, dono da empresa de segurança ProfTraf e especialista no segmento.

“A história que você está lendo agora é o resultado de centenas de horas de pesquisa”, explica Krebs. Segundo suas investigações, Jha teria usado funcionários de sua empresa para ameaçar seus concorrentes e também para oferecer o serviço de ataque DDoS usando a ferramenta que ele criou.

Segundo o pesquisador de segurança, a ideia era dominar o mercado de segurança para servidores de “Minecraft”. Para isso, o executivo teria adotado práticas ilegais e sabotado o trabalho de outras companhias.

Paras Jha rebateu as acusações e negou que tenha criado o arquivo malicioso. “Não há fatos que apontem definitivamente para mim. Sou basicamente um ‘ninguém’. Não há históricos de que eu faça esse tipo de coisa, nada que aponte qualquer tipo de comportamento sociopata, que é o que o autor é, um sociopata”, afirma.

Olhar Digital, UOL

enviar comentário
Publicidade

Site libera desenhos de sucesso de graça para você

Crunchyroll é um serviço de streaming de animes famoso em todo o planeta e que está disponível também no Brasil. O serviço é ideal para quem quer assistir animes dos mais diversos, sempre com catálogo atualizado de acordo com que sai no Japão, a cada semana. Os programas são legendados e, caso o usuário seja assinante mensal, em alta definição.

Opinião

A época na qual os fãs de anime dependiam da TV aberta para conferir suas séries favoritas e ficar sintonizado com o que está em exibição no Japão já não existe mais.

O Crunchyroll é o serviço de streaming que possibilita justamente isso: assistir desenhos completos, com todos os capítulos e com as principais novidades do que é lançado do outro lado do mundo – e o melhor, está disponível no Brasil.

Com o Crunchyroll o usuário tem a opção de assistir de forma gratuita, com propagandas e sem exibição em alta definição, ou paga, com assinatura mensal, sem propagandas, acesso a novos conteúdos primeiro e animes em até 1080p. O plano premium vale a pena? Se deseja tirar o máximo do aplicativo, sim.

Quem não tiver uma conta premium, ou não tenha o valor para assinar, é possível aproveitar o “guest pass”, que são passes de 48 horas, que amigos assinantes podem disponibilizar para quem deseja conferir como é uma conta com todos os benefícios do Crunchyroll.

Diversos animes estão inclusos no catálogo do Crunchyroll brasileiro, entre eles Dragon Ball Super, Naruto, Kuroko no Basket, JoJo’s Bizarre Adventure, Bleach, Gintama, Cavaleiros do Zodíaco, entre outros sucessos do passado e do presente.

O Crunchyroll também oferece serviço de mangás online, mas somente em inglês e também com assinatura mais cara. Além disso, outro “problema” é que o aplicativo e nem mesmo o serviço da web permite o download de conteúdo para assistir offline, algo que concorrentes, como o Netflix, já fazem.

Por fim, é possível assistir Crunchyroll em diversos dispositivos, seja no seu navegador, Smart TV celular iOS ou Android e até mesmo em videogames como PS3, PS4 e Wii U.

Prós

Programação atualizada toda semana

Muitos animes

É possível ver de forma gratuita

Fácil de usar em todas as plataformas

Contras

Mangás só em inglês

Não é possível assistir offline

Globo, via Techtudo

enviar comentário
Publicidade

SE LIGA: Ataque de phishing no Gmail está enganando até os usuários mais cuidadosos

Uma nova técnica de phishing está enganando internautas para que os hackers tenham acesso às suas contas do Gmail. Ao longo das últimas semanas houve até relatos de usuários experientes em segurança que caíram na fraude.

De acordo com o WordFence, os cibercriminosos enviam um e-mail para a vítima, que, normalmente, tem como remetente um conhecido que foi hackeado. O e-mail contém um anexo; quando se clica nele, ao invés de aparecer uma prévia do arquivo, uma nova guia é aberta no navegador que parece quase idêntica à página de login do Google. Se o usuário inserir a suas informações, a conta é comprometida.

Um internauta comentou no site Hacker News que a o ataque é muito sofisticado, pois os criminosos utilizam informações e anexos reais das conversas do usuário para conseguir espalhar o golpe.

Para evitar ser mais uma vítima do ataque, verifique a barra de endereços da nova aba que o e-mail abrir. Na aba falsa aparecem os caracteres “data: text / html” na frente de “accounts.google.com”.

Certifique-se de que não haja nada antes do nome de host “accounts.google.com” que não seja “https: //” e o símbolo de bloqueio.

Olhar Digital, UOL

 

enviar comentário
Publicidade

Você consegue encontrar o panda? Novo desafio está quebrando a cabeça de usuários na web

Em um recente desafio proposto pelo usuário Name The Player, na plataforma Playbuzz, pede-se que o jogador tente localizar, entre uma variedade de comprimidos e pílulas, o rosto de um panda.

No entanto, o grande problema aqui é que a imagem é só em branco e preto, o que torna tudo ainda mais difícil:

De acordo com o jornal Daily Mail, os desafios começaram a se tornar populares no ano passado e desde então não mostraram qualquer sinal de parar. Além do desafio do panda, foram propostos outros, como este que pede que encontremos um trevo de quatro folhas entre o porquinhos:

Enquanto as tarefas podem ser desafiadoras para algumas pessoas, os usuários com visão mais ágil devem ser capazes de detectar os segredos em poucos segundos.

Jornal Ciência, via  Daily Mail

enviar comentário
Publicidade

Tribunal em SP condena rapaz por ‘mensagens difamatórias’ a mulher pelo WhatsApp

Foto: Barry Huang/Reuters

A 8.ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo manteve sentença que condenou um rapaz a indenizar mulher por causa de mensagens difamatórias disponibilizadas em aplicativo de mensagens para celular. A sentença inicial, aplicada pela juíza Tamara Hochgreb Matos, da 24.ª Vara Cível da Capital, impôs pagamento de R$ 10 mil à vítima a título de danos morais.

As informações foram divulgadas no site do Tribunal de Justiça – apelação nº 1111617-17.2015.8.26.0100. Consta dos autos que ‘o réu difamou a autora (da ação) por meio de mensagens em um grupo do qual ambos faziam parte no aplicativo WhatsApp’. “Ele proferiu diversos comentários negativos alegando um suposto relacionamento íntimo com a vítima”, diz a ação.

Para o desembargador Silvério da Silva, relator, ‘a conduta do réu extrapolou o dever de urbanidade e respeito à intimidade, caracterizando o reparo indenizatório’.
“As alegações da autora, comprovadas pelas impressões das telas de mensagens, e as afirmações de testemunhas demonstram conduta do réu que trouxe danos que fogem ao mero dissabor e simples chateação cotidiana, merecendo reparação de cunho moral.”

O julgamento teve votação unânime e contou com a participação dos desembargadores Theodureto Camargo e Alexandre Coelho.

Fausto Macedo, Estadão

enviar comentário
Publicidade

UTILIDADE PÚBLICA: Clientes da Caixa não conseguirão comprar no débito na madrugada de sábado para domingo

Os clientes da Caixa Econômica Federal poderão enfrentar transtornos na tentativa de utilizar alguns serviços da instituição ao longo da madrugada do próximo domingo (16).

O banco estatal afirmou nesta sexta-feira (13) que os ambientes de autoatendimento, internet Banking e opção débito dos seus cartões estarão indisponíveis no período entre à 1h às 5h durante a madrugada de sábado para domingo.

De acordo com a Caixa, a pausa nos serviços se deve a uma manutenção tecnológica que visa melhorar a qualidade e disponibilidade dos serviços aos clientes.

R7

Comentários (4) enviar comentário
  1. Josué Ribeiro dos Santos disse:

    Só fazem coisas para prejudicar o cliente.

  2. paulo disse:

    BG
    Do jeito que esta essa caixa econômica não é moleza vai cobrar tarifa até de espirro dentro das agencias. Está uma vergonha querem recuperar o que foi roubado nas costas dos Cidadãos. É tarifa para tudo, uma vergonha e porque é tida como banco "social" imagina se não fosse.

  3. FRASQUEIRINO disse:

    A informatica da CEF caminha a passos de tartaruga……mas nao falha na cobrança das tarifas bancarias.

  4. Blue disse:

    Viiiiixe!

Publicidade

Usuários do YouTube agora podem pagar para fixar comentários em vídeos ao vivo

O YouTube anunciou uma nova funcionalidade para ajudar os youtubers a gerar receita para os seus canais. O “Super Chat” permite que os espectadores paguem para fixar um comentário em transmissões ao vivo.

Quando entrar em uma transmissão ao vivo, o usuário verá um símbolo de “$” na janela de bate-papo. Ao clicar no botão, abre um controle que permite definir o valor que a pessoa deseja enviar para o YouTuber. Quanto maior for o valor, mais tempo o comentário ficará fixo no topo, sendo que o limite máximo é de 5 horas.

Depois de fazer o pagamento, o comentário será destacado em uma cor diferente para ajudar a sinalizar uma mensagem paga. Se o comentário for empurrado para fora do fluxo de bate-papo, os youtubers também podem fixar novamente as mensagens clicando em pinos coloridos na parte superior da janela de bate-papo.

Os administradores dos canais ainda terão a opção de moderar os comentários para evitar mensagens de ódio. O Super Chat está funcionando na versão beta para alguns usuários e será lançado no dia 31 de janeiro.

Olhar Digital, UOL

enviar comentário
Publicidade

Anonymous publica dados de Kassab e da Anatel na internet, e manda recado: “O governo voltou atrás, mas nosso aviso é permanente”

Depois da nova polêmica envolvendo o ministro Gilberto Kassab e o limite de banda larga, o Anonymous Brasil atacou novamente. O grupo continua ameaçando o governo, que até voltou atrás por meio da Anatel, e em pouco tempo já conseguiu expor os dados do “Ministro da Franquia”.

Além disso, o Anonymous Brasil alega que a base de dados da Anatel também já foi sequestrada e que vazamentos como estes são apenas uma “pequena demonstração” do que eles são capazes de fazer.

“A base de dados da Anatel é nossa, e os dados do Ministro fanfarrão é de todos. Que tal se alguém solicitar o cancelamento da internet pessoal do Sr. Gilberto Kassab? Ou então… que tal se alguém encomendar uns 30 caçambas de entulho e mandar descarregar na porta da garagem da casa dele?”, diz um post na página oficial do grupo no Facebook.

Os dados do ministro incluem número de telefone, CPF, nascimento, endereço, participações societárias e muito mais. Todos os telefones fixos relacionados ao político também foram expostos, bem como os nomes de seus familiares próximos. Já em relação à Anatel, os nomes dos bancos de dados disponíveis foram todos publicados.

Canal Tech

enviar comentário
Publicidade

“PRIVACIDADE”: Brecha na criptografia do WhatsApp permite interceptar mensagens

O aplicativo de mensagens WhatsApp teria uma brecha de segurança que pode ser usada para que o Facebook ou outras pessoas e entidades (como governos) interceptem e leiam as mensagens criptografadas mandadas por você. A informação foi dada pelo jornal britânico “The Guardian”.

Segundo a reportagem, a criptografia ponto-a-ponto do WhatsApp se baseia na geração de chaves de segurança únicas para cada usuário com um protocolo chamado Signal, desenvolvido pela empresa Open Whisper Systems. Elas são verificadas entre os usuários para garantir que as comunicações não possam ser interceptadas por uma pessoa externa, de fora da conversa.

No entanto, o WhatsApp teria a capacidade de forçar a geração de novas chaves de criptografia quando usuários ficam offline, sem o conhecimento do remetente e do destinatário das mensagens. A vulnerabilidade foi descoberta por Tobias Boelter, um pesquisador especializado em codificação da Universidade de Berkeley, na Califórnia, nos Estados Unidos.

“O destinatário não é informado dessa alteração na criptografia, enquanto o remetente é notificado somente se eles tiverem optado por avisos de criptografia nas configurações e somente após as mensagens terem sido reenviadas. Esta recriptografia e retransmissão efetivamente permite que o WhatsApp intercepte e leia as mensagens dos usuários”, detalha o texto do “Guardian”.

O especialista informou sobre o problema ao Facebook em abril de 2016. A companhia respondeu que já sabia da vulnerabilidade por ser um “comportamento esperado” e que não trabalharia sobre o problema.

“Se uma agência de inteligência pedisse ao WhatsApp para que eles divulguem o nosso histórico de mensagens, eles podem efetivamente garantir o acesso pela mudança nas chaves” (Tobias Boelter).

Ativistas defensores da privacidade afirmam que a “vulnerabilidade” encontrada no popular aplicativo de mensagens representa uma “enorme ameaça para a liberdade”. Além disso, alertam que essas informações podem ser utilizadas pelas agências de inteligência dos governos de vários países.

Em ocasiões anteriores, o WhatsApp e a Facebook Inc., empresa dona do aplicativo, afirmavam que ninguém pode interceptar as mensagens dos usuários por conta da criptografia.

WhatsApp afirma que busca evitar perda de mensagens

Procurado pelo UOL, o WhatsApp afirmou que “não dá aos governos acesso a entrar em seus sistemas e iria lutar contra qualquer pedido governamental para que seja criado tal acesso”. A empresa diz que a configuração citada pelo Guardian serve para que “milhões de mensagens de nossos usuários sejam perdidas e o WhatsApp oferece notificação de segurança para alertá-los sobre possíveis riscos de segurança”.

O serviço de mensagens afirma ainda que publicou uma análise técnica sobre seu projeto de criptografia e tem sido transparente sobre os pedidos de governos que tem recebido.

WhatsApp vive em guerra com a Justiça brasileira

A privacidade dada aos milhões de usuários do WhatsApp já foi alvo de combate entre o aplicativo e a Justiça brasileira. Por ordem judicial, o serviço de troca de mensagens já foi bloqueado em três oportunidades no país – a última vez em julho de 2016.

A disputa envolve o pedido da Justiça para que o WhatsApp divulgue dados de usuários no aplicativo em processos criminais, por exemplo. A empresa dona do aplicativo se nega a fornecer as informações pedidas pela Justiça com a alegação de que não tem acesso e posteriormente ocorre o bloqueio.

Especialistas de polícia e do Ministério Público alegam que o WhatsApp precisa de mais controle. A questão do bloqueio ou não do aplicativo, ação que prejudica milhões de usuários, é discutido pela Justiça brasileira.

UOL, com informações da EFE

Comentários (2) enviar comentário
  1. José Milton dos Santos disse:

    O controle sério, justo, é programado, é sempre saudável.
    Agora, a justiça brasileira deve se preocupar mais com os desmandos políticos, que são ilimitados, e, colocar esses caras na cadeia, com devolução de tudo que roubaram.
    Um país chacoteado por um senadeco, não tem muito o que exigir!

  2. Alixson disse:

    Onde está o direito à individualidade,redigido no 5 da constituição federal? Não existe à privacidade,a inviolabilidades?Alixspn

Publicidade

UFA, “MAL ENTENDIDO”: Anatel diz que não pretende reabrir debate sobre limite na banda larga fixa

Nove meses depois de proibir as operadoras de limitarem o acesso de seus clientes ao sinal de banda larga fixa, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) diz não ter intenção de reabrir o debate sobre a chamada franquia nos planos de internet. A afirmação foi feita nesta sexta-feira (13) ao G1 pelo presidente da agência, Juarez Quadros.

“Não há por parte do Ministério e também da Anatel nenhuma intenção de reabrir a questão”, disse Quadros.

Ele destacou que a decisão cautelar que impediu o limite de acesso à banda larga fixa, tomada em abril e que continua em vigor, não tem prazo de validade. O presidente disse ainda que a agência reguladora não pensa em alterá-la.

Quadros fez as afirmações um dia depois de o site “Poder 360” publicar uma entrevista com o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, Gilberto Kassab. Na entrevista, Kassab afirmou que a Anatel e o governo deveriam tomar uma decisão sobre a franquia nos planos de internet até o segundo semestre de 2017 e que os pacotes de acesso limitado voltariam a ser liberados.

Após a decisão de impedir o limite da banda larga fixa, a Anatel abriu uma consulta pública para tratar do assunto. A partir dela, deve definir uma regulamentação para a prestação do serviço.

Equívoco

O presidente da Anatel disse que Kassab afirmou a ele ter cometido um “equívoco” na declaração feita ao site.

Ainda na quinta-feira (12), o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações divulgou nota em que afirma que “o governo federal vai atuar para que o direito do consumidor seja respeitado e para que não haja essa alteração em observância do Código de Defesa do Consumidor.”

“O MCTIC aproveita para esclarecer também que os estudos, quando finalizados, podem indicar que o melhor modelo é o ilimitado, com isso governo federal deverá mantê-lo”, informou o ministério.

Polêmica

Quadros enfatizou que, apesar da discussão sobre limite para banda larga fixa ser tema de uma pré-consulta pública da Anatel, não há nenhuma previsão ou plano para que a agência volte a discutir o assunto.

No início de 2016, o anúncio da VIVO de que adotaria um limite para download no serviço de banda larga fixa deu início à polêmica. O ex-presidente da Anatel João Rezende chegou a anunciar que a era da banda larga sem limite estaria no fim, mas, após repercussão negativa, a agência mudou de atitude e decidiu proibir as empresas de determinarem limites para o serviço.

Atualmente, esse serviço é cobrado de acordo com a velocidade de navegação contratada, sem teto de uso da internet. O sistema que limita a quantidade de dados baixados, ou seja, que fixa uma franquia, já funciona na internet móvel, dos celulares.

G1

Comentário (1) enviar comentário
  1. Oraculo disse:

    O Governo do VOLTA ATRÁS, ficam sempre testando o povo, se ninguém chiar, eles enfiam goela abaixo…. parabéns aos coxinhas que tornaram tudo isso possível….kkkk

Publicidade

Governo quer limitar banda larga no 2º semestre: medida permitirá que operadoras cortem acesso após o fim da franquia

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, confirmou, em entrevista ao portal “Poder 360”, que o Governo Federal vai permitir que as operadoras de internet banda larga fixa passem, neste ano, a impor limites de dados para assinantes. “A nossa meta é no segundo semestre”, disse.

“O nosso objetivo é beneficiar o usuário. O ministério trabalha para que o usuário seja beneficiado com melhores serviços. Esperamos que esse serviço seja o mais elástico possível, mas que tenha um ponto de equilíbrio, pois as empresas têm os seus limites”, continuou o ministro, que não explicou quais seriam os “benefícios” ao usuário.

Em entrevista ao UOL em outubro, o presidente da Anatel, Juarez Quadros, havia se esquivado de emitir posição favorável ou contrária à limitação: “Tenho que ver primeiro o que ocorre no mundo para poder ter um balizamento. Quais são as disposições? Quais os ritos de mercado? Qual é a demanda do consumidor? Qual é a velocidade que ele precisa?”

Ele havia lembrado, na época, que nos EUA há operadoras que realizavam a limitação –mas como as velocidades e qualidade de conexão eram satisfatórias, “os consumidores são atendidos por uma condição normal”–, enquanto em alguns países, como na Alemanha, a limitação é proibida.

O cenário de uma internet banda larga fixa com limite de dados se torna drástico se considerarmos que o serviço oferecido pelas operadoras de banda larga fixa é considerado precário no Brasil, além de muito caro. Quadros culpou os altos tributos pelos valores. “Não adianta dizermos que a culpa é da União, porque não é. Isso porque um dos maiores tributos embutidos é o ICMS, que é estadual. (…) Como um Estado desse vai aceitar ter a redução de algum tributo?”.

Entenda

Em abril do ano passado, a operadora Vivo havia decidido cortar a internet fixa depois que o usuário atingisse o limite de dados. Isso ocorreria para novos clientes, pelo menos a princípio.

Na época, as outras operadoras afirmavam que não iriam cortar o acesso, mesmo que alguns planos atualmente em vigor já estabeleçam franquias de dados nos contratos dos planos. O que acontecia até então era redução de velocidade em alguns casos. Veja a situação atual das quatro principais operadoras de banda larga fixa –Vivo, TIM, Oi e Net– sobre o tema.

Dias depois do anúncio da Vivo, a Anatel publicou no Diário Oficial da União norma que impedia as operadoras de reduzirem, cortarem ou cobrarem tarifas excedentes de consumidores que esgotarem as franquias, sem que houvesse ferramentas que ajudem os clientes a ter informações sobre seus planos.

No entanto, em meio à discussão, o então presidente da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), João Rezende, disse que a regulamentação da agência permite que as operadoras de internet fixa adotem um limite para o consumo. Por enquanto, é isso o que está valendo.

UOL

 

Comentários (17) enviar comentário
  1. Oraculo disse:

    Uhulll..Vai Temeroso bate de mão aberta na cara desses trouxas!!

  2. Aureo disse:

    O Brasil trocou seis por meia dúzia . Só está difícil saber quem é o pior.

  3. Helio Motta disse:

    Primeiro quiseram cobrar pelas malas no avião. Agora querem reduzir a internet. Vejo a hora cobrarem pelo uso da praia…
    Aprenderam com quem? Com o PT foi?

  4. IndignadoFederal disse:

    É muita cara de pau desse cidadão! É de uma canalhice querer fazer de idiota toda a população com tal afirmação de limitar o tráfego de internet pra melhorar o serviço pro usuário final que já paga uma das contas de internet fixa mais caras do MUNDO. Com certeza deve estar levando algum bom trocado pra defender as empresas de telefonia/internet nessa empreitada. Mais uma perde de direitos que esse governo recheado de bandidos vai tentar impor a nós todos. Vamos reagir a mais esse assalto em nossos pequenos direitos que ainda temos nesse país.

  5. Alyson disse:

    Só no Brasil mesmo, onde a cada dia que passa usamos mais e mais a internet para resolvermos problemas e pendências diárias, aí o governo quer reduzir a velocidade, tá de brincadeira né!?

  6. Paulo disse:

    Mas, eram esses patife da FIESP quem patrocinavam os movimentos sociais a levarem as pessoas as ruas e, assim, conseguirem colocar o PMDB, o partido líder de corruptos no país, para comandar o país. No dia a dia, em todos os países desenvolvidos a Internet só cresce, no Brasil é o contrário, anda na contramão em qualidade e preço, estamos caminhando para uma cultura de pais africano: pobre, sem qualidade de vida para os que não são ricos, cadê os movimentos sociais?

  7. kleyton disse:

    m.folha.uol.com.br/mercado/2016/04/1765906-dilma-quer-barrar-limites-para-internet-de-alta-velocidade.shtml

  8. Wellington disse:

    Tudo manobra do governo para arrecadar mais impostos do contribuinte!

  9. Comedor de Coxinhas disse:

    Os golpistas pagando pelo golpe! Lobby dos patos amarelos!
    Parabéns aos idiotas q saíram ao lado da FIESP e patos amarelos reclamando do governo anterior.
    Deveriam pagar sozinho essa conta.

    • Alvaro Constantino disse:

      Esqueceu os que estavam ao lado da Odebrecht, OAS, Camargo Correia?
      Esqueceu os que saquearam a petrobrás, os correios, o BNDES, os fundos de pensões?
      Esqueceu todos que entraram no governo pobres e saíram milionários, deixando 12 milhões de desempregados?
      Esqueceu o desvio, comprovado, de R$ 01 TRILHÃO em desvio de corrupção?
      Esqueceu os recursos que foram enviado a países com DITADURAS para dar apoio aos sanguinários ditadores?
      Esqueça não, estaremos sempre aqui para lembrá-lo e relembrar essas atrocidades ao povo brasileiro

  10. Rafael disse:

    O problema é colocar um político em um Ministério extremamente técnico. É pedir que o cara faça lobby. É a pequena algo que já é ruim. Observem que a demanda por dados cresce em P. A. anualmente. Netflix, WhatsApp e Rede Sociais. Provavelmente não haverá benefício nenhum pro usuário. Estão fazendo isso pq perderam uma fatia enorme de faturamento com as ligações feitas via whatsapp, imo, entre outros.

  11. Rômulo disse:

    Limite de banda larga é um retrocesso! O futuro é cada vez mais conectado, e streaming em 4k já é uma realidade. Franquias só servem para amarrar o consumidor e impedir que este consuma conteúdo!

  12. Romildo Júnior disse:

    Corrigindo o post anterior, o correto…"FAZ-ME RIR"

  13. Romildo Júnior disse:

    FAZ-ME RITR…hahahha………“O nosso objetivo é beneficiar o usuário. O ministério trabalha para que o usuário seja beneficiado com melhores serviços. Esperamos que esse serviço seja o mais elástico possível, mas que tenha um ponto de equilíbrio, pois as empresas têm os seus limites”

  14. FORA-PT-PMDB disse:

    Mais uma vez o interesse das operadoras se sobrepõe ao dos consumidores. Parabéns governo temer. Tiramos uma incompetente do governo esperando melhoras e vem uma bomba dessas.

  15. guilherme disse:

    sacanagem grande

Publicidade

DESAFOGO: Viaduto da BR-101 em Neópolis está liberado nos dois sentidos

Foto: Rodrigo Ferreira-Agora RN

O viaduto na altura do bairro de Neópolis foi liberado nesta sexta-feira(13), nos dois sentidos, Natal-Parnamirim, Parnamirim-Natal, e promete desafogar o trecho, tão sofrido nos últimos meses durante as obras de construção.

Os retornos e as marginais estão em fase de finalização, e a expectativa é que até no máximo 30 dias todo o viaduto estará liberado para o tráfego.

Comentários (21) enviar comentário
  1. Curioso disse:

    Será que não vão fazer uma obra dessas (de preferência melhor) nas imediações da entrada do Satélite/M Lacerda???
    Não sei se é pq sou lento de raciocínio, mas penso que a importância dessa obra entregue é tipo três ou quatro dentes na boca de um Banguelo…

  2. Anderson Luiz disse:

    Na minha concepção é totalmente desnecessário. Veja: Já existe um túnel que pode ser feito o retorno para quem vai para Parnamirim. Quem gostaria de fazer um retorno contrário, pode muito bem, andar mais alguns poucos KM e fazer o retorno no viaduto de Ponta Negra. Que vai fluir o trânsito vai. E a movimentação de terra, e a beleza da entrada da cidade, e os desníveis que aumenta o gasto do carro, e o dinheiro que foi pelo ralo. Não vejo essa obra com bons olhos, porém foi realizada em tempo hábil e com maestria. Aquela situação do engarrafamento resolveria só com uma marginal de qualidade. Mas enfim é isso que o povo quer, que a cidade se encha de grandes obras. Nem sempre essas são as melhores saídas.

  3. ZonaSulComOrgulho disse:

    O viaduto é necessário, nesse ponto em horários de pico o trânsito ficava totalmente engarrafado na altura da passarela de Neópolis por causa das paradas de ônibus que tinham lá.
    Parece que aqui tem muita gente da Zona Norte querendo meter o bedelho onde não foi chamada e sem conhecimento de causa.

    • Pics disse:

      Exatamente, a ignorância é grande. O único problema de todas essas obras é que demoraram anos para ficarem prontas. O semáforo que existia no mesmo local foi fechado justamente para a obra da marginal e da BR. Agora que ficou pronta, os "gênios" de sempre (os mesmos que dirigem a 20 por hora na faixa da esquerda, parando a cidade toda) ignoram a história do local e do conjunto das obras. Como é ridículo o nosso Rio Grande.

  4. Comedor de Coxinhas disse:

    Parabéns ao governo do PT q tantas obras de infra estrutura fizeram no RN.

  5. JOAO MARIA disse:

    esta obra vai ser de grande utilidade ela liga lugar nenhum a coisa nenhuma

  6. paulo disse:

    Obrigado Dilma por esse viaduto em Neópolis!

  7. Baruck disse:

    Tomara que não esteja igual ao viaduto em frente ao Arena das Dunas (que esse sim foi desnecessário)… A pessoa passa nele e o carro fica pulando… E haja mola.

  8. FORA-PT disse:

    ALELUIA!!! Ninguém aguentava mais aquele engarrafamento ridículo causado por absoluta falta de planejamento e competência.

  9. JC disse:

    Parabéns pela Obra Dnit, antes tarde do que nunca, nos dois sentidos o trânsito fluindo tranquilamente, esperamos o teste após esse mês de férias quando o tráfego estará a 100%. Moro em Emaus e aguardo ansioso a conclusão da mesma obra lá.

  10. JegueDegue disse:

    Esse viaduto tem a mesma utilidade que vender geladeira pra esquimó.

    • Marcos Olinto disse:

      Seu comentário foi um pouco exagerado ou formado com total desconhecimento, o viaduto vai deixar o trânsito na BR livre, sem semáforo e engarramento como ocorria, será benéfico a todos que moram em Parnamirim e Macaíba e trabalham em Natal, passando por ali 02 x ao dia.
      Porém deveria ter uma solução como essa, com viaduto e túnel na junção da BR 101 e a Maria Lacerda, ponto constante de engarrafamento.

  11. Helio Motta disse:

    Qual era mesmo o problema que esse viaduto resolveu heim?
    Digo o problema dos motoristas, não da construtora.

    • Pics disse:

      Neste ponto era um dos retornos importantes (com semáforo) da via. Fecharam o semáforo e o viaduto é necessário para permitir o retorno nos dois sentidos, usando a marginal. Toda a utilidade dos viadutos, trincheiras e túneis ficará evidente quando estiver tudo pronto. Fiquemos felizes que pelo menos a obra ficou pronta relativamente rápido. | Uma observação final é que a obra mostra como o Aeroporto Augusto Severo estava no local certo (não foi por acaso que os gringos escolheram aquele local e construíram essa pista).

    • Francisco disse:

      Caro Pics, de fato o acesso até Parnamirim e ao antigo aeroporto ficará bem mais rápido. Só discordo um pouco quanto a manutenção do aeroporto de Parnamirim, pois já estava pequeno e sem capacidade de expansão. O problema do novo aeroporto não é o aparelho e sim os acessos, embora com todos os problemas, considero um salto positivo o novo aeroporto, mesmo sabendo de várias dificuldades.

    • Helio Motta disse:

      Não sei onde você morou nos últimos 06 anos, mas é desse tempo o fim do semáforo neste local. Mas entendo que o amigo deva ser um dos beneficiários da obra.
      Só não use fatos inverídicos para justificar seu ganha pão.

  12. Marcos Olinto disse:

    O acesso por baixo será liberado quando, para podermos dizer que a bora está concluída?
    Parabéns ao governo pela execução da necessária obra. Precisa dar uma solução parecida na Maria Lacerda com BR 101.

    • Neto disse:

      A obra é do governo federal

    • Gustavo disse:

      Na reportagem do superintendente do DNIT hoje, prometeu liberar a parte de baixo em 40 dias, o viaduto de Emaus em Março/Abril

      A solução na Maria Lacerda está contemplada no projeto. Começará entre Abril e Maio deste ano.

  13. carlos disse:

    Pelo via certa natal esse viaduto e desnecessário perca de dinheiro

Publicidade