Desvios no Idema podem ser mais antigos do que apontam investigações; estima-se R$ 30 milhões

O ex-chefe do diretório financeiro do Idema, Clebson José Bezerril, afirmou nesta sexta-feira (19), em depoimento ao juiz Guilherme Newton Pinto, da 6ª vara criminal de Natal, que os desvios apurados pela Operação Candeeiro, do Ministério Público, são mais antigos que o período apontado pelas investigações, entre 2012 e 2013. Segundo o inquérito inicial, a operação aponta desvios de R$ 19 milhões.

De acordo com ele, os desvios realizados através de ofícios que eram entregues ao Banco do Brasil para liberar recursos a empresas que participavam do esquema, começou ainda entre 2011 e 2012. Ao todo, ele estima que o esquema desviou mais de R$ 30 milhões.

Clebson José Bezerril afirmou ter acumulado mais de R$ 2 milhões com o esquema, entre casas e carros de luxo.

Durante a abertura da audiência de instrução, onde eram previstos depoimentos de 15 réus, advogados de sete pediram a suspensão dos depoimentos por só terem acesso à delação premiada na manhã de hoje (19).

Após o depoimento, a defesa de pelo menos três réus informaram que seus clientes poderiam conceder depoimento, uma vez que não viram prejuízo das informações concedidas.

Com informações do Novo Jornal

http://novojornal.jor.br/politica/desvios-no-idema-podem-ser-mais-antigos-do-que-apontam-investigacoes

Publicidade

Comentários:

  1. Pinheiro Dias disse:

    Alguém sabe o que saiu, na audiência de Gutson?