EUA recomendam que mulheres expostas ao zika adiem gravidez

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos emitiu orientações nesta sexta-feira recomendando que homens e mulheres expostos ao vírus zika esperem antes de ter filho. Tanto homens quanto mulheres que foram possivelmente expostos ao vírus devem esperar pelo menos oito semanas antes de tentarem a concepção, apontam as diretrizes.

De acordo com o CDC, mulheres diagnosticadas com zika devem esperar pelo menos oito semanas após o início dos sintomas antes de tentarem engravidar, enquanto os homens devem esperar pelo menos seis meses, recomendaram as autoridades de saúde. As recomendações foram baseadas em dados limitados sobre a persistência do zika no sangue e no sêmen.

Ainda não foi provado que o zika causa microcefalia em bebês, mas evidências crescentes sugerem uma ligação. A condição retarda o crescimento da cabeça e do cérebro, levando a problemas de desenvolvimento.

O Brasil diz ter confirmado mais de 900 casos de microcefalia e considera que a maior parte deles estão relacionados a infecções causadas pelo zika nas mães. O Brasil está investigando outros cerca de 4.300 casos suspeitos de microcefalia.

O Globo

Publicidade

Comentários: