FOTOS: Polícia Civil de Apodi prende estelionatário acusado de fingir ser arquiteto da Odebrecht

Uma equipe de policiais civis da Delegacia de Apodi, com apoio da Polícia Militar, prendeu em flagrante Claudio Roberto Pontes Morais, na noite desta quinta-feira (16), pelo crime de estelionato. O homem, que é natural de Paraguaçu Paulista, São Paulo, já foi preso em Goiás e Bahia. No momento da prisão, os policiais civis apreenderam com ele um crachá e vários cartões de visita apresentando Carlos Roberto como arquiteto da Odebrecht Realizações Imobiliárias.

A Polícia Civil descobriu que o homem estava em Apodi após receber denúncias de uma senhora que tinha hospedado o suspeito em sua casa. “Claudio Roberto chegou em Apodi, na segunda-feira (13), contando que era arquiteto da Odebrecht e que havia sofrido um roubo na cidade de Mossoró. A senhora decidiu ajudar o homem e o hospedou em sua residência. Durante a semana, Claudio Roberto realizou várias compras no comércio local em nome da vítima, o que despertou a atenção da senhora. Nossa equipe fez uma rápida investigação e descobriu que Claudio Roberto era um estelionatário, com atuação em outros estados do Brasil”, revelou o delegado de Apodi, Renato Oliveira.

Na noite desta quinta-feira, as equipes policiais foram até a residência onde Claudio Roberto estava e apreenderam com o suspeito um crachá da empresa Odebrecht, com o nome de Claudio e a função de arquiteto; carimbo com informação da Odebrecht; um carimbo em nome de Claudio R.P. Morais, com a função arquiteto; cartões de apresentação com o nome do detido e a função de arquiteto; uma quantia de R$ 511 e aparelhos celulares. Claudio Roberto confessou na Polícia Civil que elaborou os carimbos e cartões falsos e que já foi preso em outros Estados.

Histórico – No dia 26 de março de 2014, Claudio foi preso em flagrante pela Polícia Civil da Bahia, no município de Oeiras, tentando aplicar golpes em comerciantes da região e utilizando um documento falso. Claudio também se passava como representante da escolinha de futebol do Sport Clube Corinthians Paulista. No momento em que foi conduzido à delegacia, ele fingiu um desmaio.

Na época, ele era um dos fugitivos da carceragem da cidade de Milagres. No dia 11 de outubro de 2013, ele e mais três detentos renderam, agrediram e trancaram o carcereiro em uma das celas para realizar a fuga.

Publicidade

Comentários: