Instituto Ayrton Senna propõe implantação do “Fórmula da Vitória” na Rede de Ensino de Natal

Foto: Ana Flávia

Nesta quarta-feira (15), a titular da Secretaria Municipal de Educação de Natal, professora Justina Iva de Araújo Silva, recebeu a gerente de programas do Instituto Ayrton Senna, Carolina Simões Dér e a agente técnica do IAS, Tereza Jussara Luporini, para firmar mais uma parceria entre a Prefeitura do Natal e o Instituto Ayrton Senna com o intuito de implantar um novo programa chamado “Fórmula da Vitória”, nas escolas da Rede Municipal de Ensino.

Durante a reunião foi apresentada a metodologia do programa. De acordo com a agente técnica do IAS, Tereza Luporini, a solução educacional “Fórmula da Vitória”, vai atuar nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática – Níveis 1 e 2, e pretende elevar os níveis de aprendizagem dos alunos matriculados nos anos finais do Ensino Fundamental, do 6º ao 9º ano, que apresentam baixos resultados nas duas disciplinas.

Para a gerente de programas do Instituto Ayrton Senna, Carolina Simões Dér, o programa é “uma proposta pedagógica que deve entrar no planejamento da Secretaria de Educação como política pública de superação da defasagem de aprendizagem nos anos finais do Ensino Fundamental, redução das taxas de reprovação e evasão, ampliação da taxa de conclusão na idade certa e aceleração do crescimento do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) dos anos finais”.

“Estamos muito alegres com a celebração de mais uma parceria com o Instituto Ayrton Senna e todo o nosso esforço é para melhorar o desempenho da Rede Municipal de Ensino de Natal”, afirmou a secretária Justina Iva de Araújo Silva.

Também participaram da reunião a secretária adjunta de Gestão Pedagógica, Judineide Domingos, a diretora do Departamento de Ensino Fundamental (DEF), Ednice Peixoto dos Santos e a assessora técnica pedagógica do DEF, Maria da Conceição Tertuliano.

Programa Fórmula da Vitória

Língua Portuguesa

Qualificar a linguagem oral e escrita dos alunos em contextos variados de interlocução e ampliar a capacidade linguística-discursiva dos alunos por meio do domínio de elementos regulares e constitutivos dos gêneros textuais.

Matemática

Fortalecer a construção da autonomia dos alunos advinda da confiança na própria capacidade para resolver problemas, construir estratégias de resolução, justificar resultados, enfrentar desafios e para participar de trabalhos coletivos e individuais; Qualificar a linguagem matemática dos alunos, oral e escrita, nos processos de comunicação inerentes a ela tais como as capacidades de desenvolver argumentações, ler, falar e escrever; Favorecer a aquisição de habilidades necessárias para o seu desempenho, para a estruturação do pensamento e agilização do raciocínio dedutivo.

Publicidade

Comentários: