Sesed realiza operação especial para manifestação de domingo em Natal

O plano de segurança para manifestação popular prevista para ocorrer neste domingo (13), a partir das 15h, na Praça Cívica, em Natal, foi discutido nesta manhã (11), no Gabinete de Gestão Integrada Estadual (GGI-E), no Centro Integrado de Operação de Segurança Pública (Ciosp), em Natal, com a presença de representantes da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Itep), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Federal, Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Cosern e da Prefeitura de Natal (Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Civil, Guarda Municipal e Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito Urbano).

O GGI-E será ativado durante todo o dia visando facilitar a comunicação entre os órgãos envolvidos na operação, além disso, um grande aparato de segurana, semelhante ao ocorrido nas manifestações de 2015, será implantado nesta ação visando garantir à ordem pública e um protesto pacífico. Um efetivo de cerca de 500 profissionais extras, entre agentes de segurança pública, trânsito e da Companhia Energética do RN, está sendo disponibilizado pelos governos Federal, Estadual e Municipal especialmente para o evento. A previsão inicial é de que 20 mil pessoas participem da manifestação, apesar do GGI-E está preparado para um público maior.

A manifestação de domingo está marcada para iniciar às 15h, na Praça Cívica, no Bairro Petrópolis, em Natal. Não estão previstos deslocamentos na cidade, o que garante mais segurança ao público presente e evita transtornos aos serviços de transporte públicos que circulam na área.

A Polícia Civil atuará com uma Delegacia Móvel completa, que funcionará nas proximidades do Colégio Atheneu, com delegados, agentes e escrivães. Além disso, equipes extras da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deicor) e profissionais velados do serviço de inteligência estarão circulando no evento. O funcionamento das delegacias de plantão Zona Norte e Sul ocorrerá normalmente. Ao todo, a Polícia Civil contará com 30 policiais envolvidos na operação.

A Polícia Militar e os Bombeiros contarão com diversas unidades operacionais distribuídas em pontos estratégicos do percurso. Somente a PM estará com um efetivo extra de 359 policiais, sendo deste total, 54 do Comando de Policia Rodoviária Estadual (CPRE) e os demais do Comando de Policiamento Metropolitano. Barreiras policiais serão montadas no perímetro da Praça Cívica, que envolve as avenidas Afonso Pena e Deodoro e as ruas Mipibú e Seridó, onde ocorrerão abordagens a veículos e pessoas em atitude suspeita. Já os bombeiros atuarão com cerca de 20 militares especializados no atendimento pré-hospitalar e combate a incêndio. Além disso, toda a tropa se manterá de sobreaviso para qualquer necessidade de acionamento imediato.

O Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (CIOSP) irá disponibilizar uma Plataforma de Observação Elevada (POE) que estará transmitindo imagens em tempo real para o Centro de Comando e Controle Móvel onde estarão os comandantes das unidades operacionais. O Itep terá um reforço nas áreas de identificação criminal, médico legista e perícias.

A PRF manterá, por cautela, uma equipe de prontidão na BR 101 e reforçará as barreiras de São José de Mipibú, Macaíba e São Gonçalo. A STTU ficará responsável pelo desvio dos fluxos de trânsito, principalmente relacionados ao itinerário dos ônibus que trafegam naquela área.

Publicidade

Comentários:

  1. Elves Alves disse:

    É aguardado que o velho Crispa se apresente ao comando geral da PM até o meio-dia de hoje.
    No entanto, duvi-de-o-dó.
    http://blogdobg.com.br/domingo-juiz-proibe-crispiniano-neto-participar-de-movimentacao-e-determina-que-ele-se-apresente-no-quartel-da-pm/

  2. Carlos Augusto disse:

    E dos Fantasmas da AL?

  3. Paulo Roberto. disse:

    Alguém tem notícia do tal Crispiniano??/