FOTOS(Acidente Raça Negra): Vocalista recebe alta e dois tiveram traumatismo craniano

20140120151210130744aReprodução: TV Clube

Duas pessoas tiveram traumatismo crianiano após o tombamento do ônibus que transportava a banda Raça Negra de Natal, Rio Grande do Norte, para o Recife. O acidente aconteceu na madrugada desta segunda-feira (20) no quilômetro três da BR-101, no município de Goiana.

Cícero Mariano Souza Silva e João Roberto da Silva também sofreram traumas na região lombar e foram levados ao Hospital Miguel Arraes (HMA), em Paulista, junto com outros quatro integrantes da equipe da banda. O estado de saúde dos dois é considerado estável, eles estão em observação e segundo a assesoria do hospital eles não correm risco de morte.

Além deles, as outras quatro pessoas foram encaminhadas ao HMA. Fernando Alves de Lima, que já recebeu alta, Marcos Roberto França, que passou por uma cirurgia em função de um ferimento no rosto, Alex Edwin Ordines Vergara, que teve uma contusão no tórax e está em observação e Edson Alves de Lima, que teve uma fratura exposta na perna esquerda e será operado no fim da manhã. Nenhum deles corre risco de morte.
20140120151303972835i20140120151333480528a
Luiz Carlos, vocalista da banda, que quebrou o braço no acidente, foi encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) com os integrantes que apresentaram ferimentos leves. Todos estes já receberam alta. Abalado, ele estava acordado no momento do tombamento e garantiu que esse foi o primeiro acidente envolvendo a banda em 30 anos de carreira. Ele contou que o motorista perdeu o controle do veículo, que deitou na pista. “Ele perdeu o controle numa reta e o ônibus foi balançando, balançando. Quando chegou na curva ele tombou e depois de tombado ainda viajou uns 500 metros”, contou.

No momento do acidente o ônibus da banda levava 26 pessoas, entre músicos e equipe técnica. Eles estavam sendo levados ao aeroporto de Recife de onde seguiriam para Salvador, onde tinham um show marcado. Por enquanto, a agenda de apresentações da banda está suspensa.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal acidentes são comuns no trecho onde o ônibus tombou.

Diário de Pernambuco

Acidente: Schumacher teria deixado pista para ajudar criança, diz jornal

O acidente sofrido pelo ex-piloto Michael Schumacher teria se originado após o alemão ter tentado ajudar uma criança enquanto esquiava, segundo versão publicada pelo jornal alemão “Bild” nesta quinta-feira. Este seria o motivo para o heptacampeão da F-1 ter saído da área demarcada para a prática do esporte, no último domingo.

A publicação afirmou que ele se afastou 20m da pista para ajudar a filha de um amigo que tinha caído, quando acabou se chocando com uma pedra.

Nesta quinta, a assessora de imprensa do alemão, Sabine Kahm, anunciou que não fará mais atualizações diárias sobre o estado de saúde do ex-piloto enquanto ele permanecer estável e não surgirem novidades. O último boletim médico foi divulgado na quarta.

Schumacher está internado desde o último domingo no Centro Hospitalar Universitário de Grenoble. Ele já passou por duas cirurgias na cabeça e corre risco de morte. Ele completa 45 anos na próxima sexta-feira.

Lance

Schumacher está em estado “muito grave” e luta pela vida, diz hospital

O alemão Michael Schumacher, 44, continua internado em estado “muito grave” no Centro Hospitalar Universitário de Grenoble, cidade próxima à divisa da França com a Suíça e a Itália, segundo informou o porta-voz do hospital, Jean-Francois Payen, nesta segunda-feira.

De acordo com os médicos, o ex-piloto é mantido em coma artificial para limitar os efeitos em seu cérebro das lesões cranianas “difusas e graves”.

Schumacher está internado desde domingo, quando sofreu traumatismo craniano e ficou em coma após acidente de esqui nos Alpes franceses.

“Nós podemos dizer que ele está lutando pela vida. Ele está em uma situação muito grave. Ele foi operado de urgência para liberar a pressão em sua cabeça. Infelizmente, ele tem algumas lesões no cérebro”, disse Jean-Francois Payen durante entrevista coletiva.

Jean-Francois Payen afirmou também que o fato de Michael Schumacher estar usando capacete na hora do acidente foi importantíssimo. “Achamos que o capacete ajudou. Sem o capacete, ele não estaria agora [aqui]. Este acidente aconteceu no lugar certo porque ele foi levado para o hospital imediatamente e operado logo que chegou”, completou.

Schumacher sofreu o acidente no domingo por volta das 8h (de Brasília). Ele foi levado de helicóptero ao hospital de Moûtiers, na região dos Alpes, mas posteriormente foi encaminhado ao Centro Hospitalar Universitário de Grenoble. De acordo com o diretor-geral da estação, Christophe Gernignon-Lecomte, o ex-piloto esquiava em uma área fora da pista da estação e se chocou com uma pedra.

“Ele tinha movimentos espontâneos nos quatro membros, mas não respondia a perguntas”, disse o neurocirurgião Stephan Chabardes.

Segundo ele, o estado de saúde do campeão, que bateu com o lado direito da cabeça numa pedra, “se deteriorou rapidamente” e ele entrou em coma, “com sinais de hipertensão intracraniana”.

Schumacher, que completará 45 anos no dia 3 de janeiro, é o piloto com mais títulos mundiais na história da F-1 -sete entre 1994 e 2004- e venceu 91 provas em sua carreira.

Folha