Publicidade

TJRN mantém preso agente penitenciário acusado de tráfico de drogas

A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, na sessão desta terça-feira, 10, negou o Habeas Corpus, movido pela defesa de Victor Cianni de Lima Maia, o qual, quando exercia a função de agente penitenciário, foi preso na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, em 29 de setembro do ano passado, flagrado com 4 kg de drogas (maconha, cocaína e pedras de crack) e mais dez aparelhos celulares e dezenas de chips e carregadores. O HC teve a relatoria do desembargador Glauber Antônio Nunes Rêgo, que preside o órgão julgador, cujo voto foi seguido à unanimidade.

A defesa alegava, dentre outros pontos, um suposto constrangimento ilegal, diante de um excesso de prazo que estaria sendo registrado no andamento processual e que, desta forma, fosse “relaxada a prisão” e expedido o alvará de soltura em favor do acusado.

No entanto, o alegado excesso de prazo e constrangimento “ilegal” defendido pela defesa não foi acolhido pela Câmara Criminal, já que a demanda envolve multiplicidade de réus, o que justifica a razoabilidade no tempo da instrução processual.

O ex-agente teve a exoneração publicada em 2015. Ele foi preso duas vezes. Na primeira, em setembro daquele ano, foi flagrado com drogas e celulares dentro da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, onde trabalhava na época. A segunda aconteceu em fevereiro do ano seguinte, quando foi um dos alvos da operação Barreiros – que cumpriu 100 mandados de prisão durante uma ação que descobriu um esquema de tráfico de drogas comandado de dentro de presídios.

Habeas Corpus com Liminar nº 2016.018656-7
TJRN

enviar comentário
Publicidade

FOTO: Denarc prende trio feminino na Zona Norte de Natal acusado de tráfico de drogas; crack, maconha e cocaína apreendidos

Material AprendidoNa tarde dessa quinta-feira(21), por volta das 14 horas, a Delegacia Especializada em Narcóticos (DENARC) prendeu Amanda Kele do Nascimento Nunes, 22 anos e Helen Cristina Siqueira, 24 anos, no momento em que entregavam 2,5kg de crack para Maria José Gomes Ribeiro, 57 anos.

Os policiais estavam apurando denúncias de uso e consumo de drogas na praça do parque dos coqueiros quando viram as duas mulheres jogando um saco preto para dentro de um veiculo que havia encostado e resolveram realizar a abordagem.

Os policiais então diligenciaram no sentido de identificar a residência das autuadas quando encontraram cerca de 5 kg de crack além de maconha cocaina e uma balança.

As três mulheres foram autuadas por tráfico e foram encaminhadas para o sistema prisional.

enviar comentário
Publicidade

PF, com apoio da PRF, prende na Grande Natal acusado de tráfico de drogas; apreendidos 1 kg de cocaína e 3 kg de crack

PF01A Polícia Federal, com a apoio da Polícia Rodoviária Federal, prendeu na noite desta quarta-feira, 9, em São José de Mipibu, região metropolitana de Natal, um promotor de vendas, paraibano, 24 anos, acusado de tráfico de drogas. Com ele foram apreendidos um quilo de cocaína e três quilos de crack.

A ação aconteceu quando a PF investigava uma informação dando conta de que um homem estaria transportando drogas de Natal para João Pessoa/PB.

O suspeito, inicialmente, foi localizado em um estacionamento de um posto de combustível na Av. Bernardo Vieira, sendo o veículo que ele dirigia seguido até a Comunidade Arenã, quando houve a abordagem e o envolvido recebeu voz de prisão. Os tabletes da droga estavam escondidos no forro da porta traseira.

Em seguida, o acusado foi conduzido para autuação na sede da PF, onde permanece custodiado, à disposição da Justiça.

Somente este ano, a PF já apreendeu 102 quilos de drogas. A maior quantidade é de maconha.

enviar comentário
Publicidade