Publicidade

FOTO: Evo Morales causa polêmica após vídeo mandando assessor amarrar seu sapato

1289121Um vídeo que vem circulando nas redes sociais causou polêmica para o presidente boliviano, Evo Morales. Nas imagens, gravadas em um celular, ele ordena que um assessor amarre seu sapato.

É possível ver que Morales entra em um ginásio, cumprimenta pessoas e se dá conta de que está com o sapato desamarrado. Então, fala para um assessor que amarre o cadarço.

“Evo ordena que amarrem seu sapato. Esta é a igualdade que ele promove com o ‘socialismo do século XXI’”, ironizou o líder opositor e ex-candidato presidencial Samuel Doria Medina, através das redes sociais, antes de publicar uma foto do presidente americano, Barack Obama, amarrando o próprio sapato: “Nem todos que têm poder cometem abusos.”

Já o senador Arturo Murillo, também da oposição, disse que o episódio se trata de um “ato de humilhação contra um ser humano”.

O partido de Morales, o Movimento ao Socialismo, não se pronunciou oficialmente. No entanto, o deputado Víctor Borda relativizou:

“Não dou credibilidade ao que se publica no Facebook, nem sequer há um autor. E o vídeo pode ter sido editado”.

Morales e a Presidência não se pronunciaram.

O Globo

Comentários (3) enviar comentário
  1. Cruz disse:

    Esse Índio é folgado, botou até o Luiz Inácio no bolso. Lembram que ele mandou o Exército pra dentro das refinarias da Petrobras? Na época foram expropriadas as refinarias e a Petrobras teve que pagar mais caro pelos royalties do gás. O Lula aceitou calado.

  2. Coelho disse:

    E é isso senhores. Essa é a linha dos bolivarianos. Veja que o homem é um silvícola, mas que não esquece seus primados burgueses, ainda que negue esse vies.

  3. RoSaldo disse:

    P Q P……..

Publicidade

SEM PERDÃO: Pai processa clínica e funerária após vídeo de Cristiano Araújo morto vazar

cristiano_araujoA família do cantor Cristiano Araújo, de 29 anos, entrou na Justiça com uma ação por danos morais contra a Clínica Oeste, onde foram feitas imagens do momento em que o corpo do cantor era preparado para o enterro.

Também foram acionadas a Funerária Paz Eterna, contratada para o transporte do corpo, e a seguradora do plano funerário, cujo nome não foi revelado.

Cristiano e a namorada, Allana Coelho Pinto de Moraes, de 19 anos, morreram em um acidente de carro na BR-153, em Goiás, no último dia 24.

A advogada Amelina Moraes do Prado, que representa o escritório do cantor, o CA Produções Artísticas, explicou ao G1 que a ação foi protocolada na tarde desta quarta-feira (1º), no Fórum de Goiânia, em nome do pai do músico, José Reis de Araújo.

“Pedimos uma indenização para a família do cantor, a título de danos morais, em função dos transtornos causados pela exposição das imagens do corpo. Além do sofrimento que eles já enfrentavam, ainda tiveram que lidar com essa situação e ficaram consternados”, disse.

O vazamento de imagens do sertanejo aconteceu no último dia 24, quando o corpo era preparado para o sepultamento. Em uma das fotos divulgadas, o músico aparece com hematomas no rosto e, na outra, ele está com o terno que vestia quando foi enterrado. Já o vídeo mostra o processo de preparação do corpo.

Em nota enviada ao G1 nesta quinta-feira (2), a Clínica Oeste reafirmou que “lamenta profundamente a divulgação de imagens do corpo do cantor e que a família e os fãs do artista tenham de passar por essa situação”.

O estabelecimento informou que ainda não foi notificado da ação, “mas tão logo seja, tomará todas as providências para apresentar à Justiça seu posicionamento”.

Já a Funerária Paz Eterna informou, em nota, que ainda não foi notificada sobre a ação. “Se assim for, vamos apresentar a nossa defesa no momento adequado”, diz o texto assinado por Haendel Bittes, sócio da empresa.

A advogada do cantor preferiu não citar o valor da indenização pedido na Justiça nem revelou o nome da seguradora que também figura na ação. Segundo Amelina, algumas documentações em relação à companhia ainda estão sendo anexadas ao processo.

Investigação

A Polícia Civil investigou o caso e indiciou três pessoas pelo crime de vilipêndio de cadáver (desrespeito ao corpo), que tem pena prevista de 1 a 3 anos de prisão. São eles: os técnicos em tanatopraxia (procedimento de retirada dos fluídos do corpo para o enterro) Marco Antônio Ramos, de 41 anos, e Márcia Valéria dos Santos, de 39, que foram demitidos da Clínica Oeste por justa causa.

Também foi indiciado o estudante de enfermagem Leandro Almeida Martins, de 24, apontado como o responsável por disseminar os vídeos e fotos.

Segundo o delegado Eli José de Oliveira, responsável pelo caso, Márcia foi quem gravou o momento em que o corpo do cantor era preparado por Marco, qie foi indiciado por não ter impedido a colega de fazer a gravação.

Em seguida, a mulher enviou o vídeo a Leandro, que estuda na mesma universidade que ela. O jovem, por sua vez, repassou o material para duas tias, de 39 e 40 anos.

Oliveira explicou que as tias não foram indiciadas, pois alegam que ficaram horrorizadas e excluíram o arquivo antes que terminassem de ver. No entanto, os celulares delas passam por perícia.

“[O procedimento] vai confirmar essa versão de que não enviaram a gravação, que foi feita de forma desrespeitosa e humilhante. Se algo for comprovado, mesmo após a conclusão do inquérito, elas poderão ser indiciadas”, disse o delegado.

Oliveira ressaltou, ainda, que não há prazo para que o laudo da perícia dos celulares fique pronto. Já o inquérito foi encaminhado ao Poder Judiciário na quarta.

A advogada da família do cantor destacou que a culpa dos indiciados “é incontroversa” e que a defesa ainda aguarda os desdobramentos do caso na esfera criminal. “Agora que houve a conclusão do inquérito, vamos acompanhar para ver como o caso será tratado na Justiça e aguardar o momento oportuno para entrar com alguma medida contra essas pessoas”, disse.

Exclusão da web

A Justiça determinou na semana passada a retirada de todas as imagens do corpo do cantor tanto do Google quanto do Facebook.

Em nota enviada pela assessoria de imprensa nesta quinta-feira, o Google disse que já se manifestou perante o juízo de 1ª instância explicando a necessidade de especificar as URLs [endereços das páginas], segundo o Marco Civil da Internet, para que possa remover conteúdo. “Apenas se não for emendada a decisão é que o Google irá recorrer ao Tribunal de Justiça do Estado de Goiás para que o Tribunal aplique o Marco Civil”.

(mais…)

Comentário (1) enviar comentário
  1. Guilherme disse:

    Tá certo! Absurdo o que fizeram.

Publicidade

VÍDEO: Gerente do Procon coloca cargo à disposição após agredir verbalmente e fisicamente funcionário de restaurante

Untitled-4ASSISTA AQUI

A gerente do Procon de Vitória, Janaina Cavadas Mendes, colocou o cargo à disposição depois da divulgação de um vídeo em que ela aparece agredindo verbalmente e fisicamente um funcionário de um restaurante da capital capixaba. O fato ocorreu no dia 28 de junho, após o jogo do Brasil com o Chile, e foi filmado por um cliente do restaurante. No vídeo é possível ver Janaina discutindo com um dos funcionários do restaurante.

Com a voz alterada ela diz:

– Eu ponho o dedo na sua cara se eu quiser, se eu quiser, entendeu? E você cala a tua boca, porque eu sei o que eu estou falando. Você sabe quem eu sou? Eu sou gerente do Procon. Cala a sua boca seu idiota. Cala a sua boca!.

O funcionário do restaurante retruca:

– Eu não vou baixar o meu nível ao seu nível, dá licença me deixa trabalhar.

De acordo com o cliente que filmou a cena, a gerente se exaltou porque o pedido dela teria atrasado. A briga só acabou depois da intervenção da família de Janaina e de outros clientes que estavam no local. Um dos donos da lanchonete, Bruno Furtado, afirmou que o funcionário que aparece no vídeo sendo agredido por Janaína gostaria apenas de um pedido de desculpas.

– Ele não quer nada além de um pedido de desculpas – afirmou.

A gerente do Procon de Vitória alegou que foi desrespeitada por uma cozinheira e por uma garçonete quando foi reclamar do pedido atrasado.

– Uma delas ainda me chamou de vagabunda. Eu disse que era gerente do Procon para mostrar que sabia dos direitos do consumidor e não para exaltar meu cargo. Reconheço que errei, vou pedir desculpas ao funcionário e coloquei meu cargo à disposição – disse Janaina Cavadas Mendes.

A prefeitura de Vitória, que gerencia o procon municipal, lamentou o fato e disse que o desligamento da servidora será publicado no Diário Oficial essa semana.

O Globo

Comentários (5) enviar comentário
  1. John disse:

    Nosso povo sulista teria a colocado no lugar que merece, aqui na nova zelandia já estavaria presa

  2. Sergio Nogueira disse:

    Essa situação deve ser provocada pelo PROCON. Se a memória não me trai, teve alguém, acho que um ex-Vereador, que valendo-se da condição de terem arranjado uma boquinha no PROCON para ele se manter e pagar as contas, foi com o sobrinho visitar o Arena das Dunas.
    Ao que comentou-se eles foram expulsos pelos seguranças e quem perdeu o emprego foi o vigilante da obra.
    Coisas de província francesa…

  3. Zé Farias disse:

    Em Natal, é cheio dessa gentinha "sabe com quem está falando?". Povo mal educado é o natalense. A maioria come sardinha financiada em 60 x sem entrada e arrota caviar.

  4. Ana Maria Gonçalves disse:

    Exemplo que não deve ser seguido.
    A humildade do funcionário realmente tem que ser enaltecida. As honras da casa, do estabelecimento devem ser dadas à ele. Espero que seja reconhecido.

  5. ULISSES PEREIRA disse:

    CADEIA NESSA VACA!!!!!!!!!!!!!1

Publicidade