Publicidade

Bugueiros comemoram avanços na regulamentação da profissão no RN

Por interino

O presidente do Sindicato dos Bugueiros Profissionais (Sindbuggy), Luiz Thiago Manoel, avaliou como história a audiência pública que discutiu o Projeto de Lei 5.256/16, que regulamenta a profissão do bugueiro turístico. A audiência foi realizada neste final de semana na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

Entre os principais benefícios pontuados no PL estão: reconhecimento nacional da profissão, segurança jurídica e o direito à aposentadoria. “É uma conquista histórica para que possamos ter a garantia jurídica que ainda não temos como uma aposentadoria e o acesso às praias em todo o Brasil. Somos os maiores distribuidores de rende ao litoral do país”, destacou.

O Sindbuggy acredita que outras vantagens podem ser conquistadas com a regualmentação. Entre elas o maior combate aos clandestinos, que realizam passeios ilegalmente sem terem feito previamente cursos de capacitação, sem terem a autorização dos órgãos competentes para realizar o transporte e para realizar o passeio, colocando os turistas em risco e ameaçando a atividade no Estado.

O PL é de autoria do deputado federal Walter Alves. O relatório da proposta deve ser apresentado até fevereiro na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público. Em seguida, segue para outras comissões e encerra o debate na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ). “Não há necessidade de votação no Plenário. Após aprovação na CCJ, o projeto segue para o Senado”, avisou o parlamentar.

Comentários (5) enviar comentário
  1. flauberto luiz bezerra disse:

    O que o presidente do sindicato deveria faze, era pressionar o governador para baixar o imposto sobre o combustivel dos navios, para poder movimentar o porto, o presidente do sindicato esta cochilando nessa parte, esta lá o terminal maritimo entregue as baratas, milhões de reais gastos para praticamente nada , só porque o secretario de turismo é dono de hotel, não sabe os bugueiros, que navios no porto, é dinheiro todo dia, além de movimentar a ribeira, aproveitar o espaço para colocar um feira de artesanato, na rua chile, é só uma ideia!

  2. AOS disse:

    entao se alguem possuir um buggy e não for bugueiro e for passear nas dunas com a familia,estará fazendo o tramsporte clandestino? as dunas são exclusivas dos bugueiros?

  3. hsb disse:

    Que não queiram impedir o cidadão passear nas dunas com seu veiculo, como ja aconteceu.

  4. Nice disse:

    Oxiiii, querem se aposentar? E só contribuir fio. E trabalhar até o tempo estimado. Ganham bem até demais. Dois passeios se fizerem durante 1 dia, é o valor do salário mínimo.

  5. Coxinha de Mortadela disse:

    Concordo, só falta os seus veículos apresentarem real segurança aos turistas. O que se vê não é isso.

Publicidade