Homem com 2 pênis foi massacrado com perguntas indiscretas no Reddit e mostrou fotos

Apelidado no site como DoubleD**Dude, o rapaz causou um alvoroço ao abrir sua intimidade. Mais de 11 mil pessoas fizeram comentários e perguntas sobre seu estado físico em ter dois pênis.

Para amenizar o problema (ou colocar mais lenha na fogueira), ele postou duas fotos provando que não era um mentiroso. Evidentemente as imagens são explícitas e não pode ser expostas aqui, mas podem ser conferidas (não recomendado para menores de 18 anos). Recentemente, postou mais uma.

Para que as pessoas se acalmassem ele logo informou que seu problema chama-se Diphallia, uma condição genética. A explicação foi necessária porque muitos usuários pensavam que o segundo pênis poderia ser resquício de algum gêmeo parasita, o que não é o caso.

Ele comentou ainda que sempre foi humilhado na escola, mas mesmo com todas as piadinhas ofensivas, ele nunca pensou na possibilidade de remover um dos órgãos cirurgicamente: “Eu sempre soube que eu tinha um extra quando era mais jovem e nunca foi um problema”, disse.

“Minha mãe reforçava a minha auto-estima dizendo para mim que todos os outros meninos tinham apenas 1 e eu tinha 2, portanto, era alguém especial”, salientou.

Ele comentou ainda que na adolescência teve um problema na uretra no lugar onde ela se divide em 2 para ir para o pênis direito e esquerdo. Exatamente nessa intersecção houve um pequeno “entupimento” e ele precisou de ajuda médica através da inserção de cateteres para esticá-la e abrir melhor a passagem da uretra.

Ele afirma que às vezes tem algum incômodo, pois a pele que fica entre um e outro é mais sensível do que deveria. Segundo ele, ir num banheiro público só é possível se for nas cabines, pois urinar nos mictórios seria um grande problema de falatórios.

Ao urinar, ele precisa ficar atento porque o músculo controla a saída de urina em cada pênis, mas eventualmente pode sair pelos dois ao mesmo tempo. Sua próstata costuma ficar inflamada se ele não ejacular completamente porque ele recebe estimulação dupla dos dois pênis, o que provoca grande produção de líquido seminal.

Em um papo muito descontraído para saciar a curiosidade das pessoas que nunca ouviram falar sobre isso, ele também revela detalhes de sua vida íntima: “Varia de menina para menina. Algumas dizem que isso é falso e estou mentindo. Algumas ficam apavoradas, mas na média tudo acontece bem, até porque hoje não tenho mais relacionamentos sexuais casuais por não gostar da sensação de vazio que dá no dia seguinte”.

Ele revela ser bissexual e ter necessidade dos dois gêneros. Segundo ele, hoje namora um casal. Esse casal já era namorado antes de conhecê-los e firmar uma relação estável.

Usuários perguntaram se ele já pensou em carreira pornô: “Sim, eu fiz, há alguns anos. Mas, decidi não fazer mais. O salário é muito bom, mas eu não preciso de dinheiro agora, me sinto confortável”.

Ele completou: “Além disso, não existe valor que possa pagar a minha dignidade. A única razão pela qual deixei vocês verem as minhas fotos reais foi porque pensei que a maioria das pessoas gostaria de saber de algo novo, diferente, de um cara que tem dois pênis que funcionam normalmente”.

O caso chamou tanta atenção que se transformou em um viral rapidamente. Isso foi motivado pela incrível raridade do caso. Estima-se que existam apenas 100 homens no mundo com Diphallia.

Jornal Ciência

    2 Comentários

    1. fran disse:

      E o prefeito q mora no bairro e caminha no calcadao… sera que nao teme se tornar uma vitima dessa villencua. Tou assustada,’de ontem pra hj vi tres noticias seguidas de violencia em areia preta…

    2. Neusete pinheiro disse:

      É apavorante ,sair do apartamente e ver uma pessoa sendo assaltada em frente de casa,jovens ciclistas com sua bicicletas tomadas por menores,ou tomamos providências ou,Areia Preta vai se tornar o pior bairro p morar,isso por que não podemos usar a praia pois,tá lá “praia linda e maravilhosa”um aviso,IMPRÓPRIA P BANHO,caminhar ja é um pavor,temos feito nossa caminhada com muito medo,e não tem polícia por lá,que adianta morar em um lugar como esse de não temos o privilégio de sair no calçadão.

    Menino de 8 anos adormece mais de 20x por dia após tomar vacina contra gripe

    029Sua família culpa uma vacina por todos os distúrbios de sono que ele desenvolveu. Ben Foy, inexplicavelmente, adormece mais de 20 vezes por dia, muitas vezes fechando os olhos sem ‘prévio aviso’. Sua mãe, Lindsey, 33 anos, disse que ele também tornou-se mau humorado e culpa a vacina Pandemrix, usada  contra a gripe, como a culpada.

    A vacina foi administrada para mais de 1 milhão de crianças com menos de 5 anos em 2009 e em 2010, antes de ser retirada dos postos de saúde britânicos por ter sido apontada por ter uma ligação com a narcolepsia.

    Bem não só tem narcolepsia, mas também desenvolveu cataplexia – que é a perda da força provocada por fortes emoções, como a excitação ou gargalhadas.

    Ele tomou a injeção em 2010 e começou a apresentar os primeiros sintomas no mês seguinte. Os médicos fizeram vários testes (punção lombar, exames de sangue, ressonância magnética) – incluindo tomografia computadorizada – antes de diagnosticá-lo com narcolepsia.

    A família decidiu tratá-lo sem o auxílio de medicamentos fortes até maio deste ano: “As drogas inicialmente ofertadas para Ben eram ligadas a anti-depressivos e têm efeitos colaterais muito graves”, disse a mãe em entrevista ao britânico DailyMail.

    A narcolepsia, que ocorre em 1 a cada 2.000 pessoas, é um distúrbio do sono que faz com que uma pessoa adormeça em horários impróprios. É uma condição neurológica de longo prazo que perturba severamente os padrões normais de sono.

    Os sintomas incluem ataques de sono, sonolência diurna e cataplexia – que é a fraqueza muscular temporária em respostas às emoções; muitas vezes é causada por uma resposta auto-imune, onde anticorpos são liberados pelo organismo, mas em vez de destruir uma doença, ataca as células saudáveis.

    Na narcolpesia, anticorpos atacam as áreas do cérebro que produzem um produto químico responsável por regular o sono. Não há nenhuma cura conhecida.

    Estima-se que 55 mil crianças que receberam a vacina Pandemrix desenvolveram o problema. Os cientistas publicaram suas descobertas na revista British Medical Journal em estudos realizados com 75 crianças.

    Jornal Ciência

      Nenhum Comentário

      Carregar Mais Posts