Publicidade

Lula volta a culpar imprensa e opositores, e diz que em todas as pesquisas vai aparecer na frente: “Vou matar eles de raiva”

Em interrogatório na Justiça Federal, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que, apesar do volume de notícias de cunho negativo a seu respeito, seu desempenho em sondagens eleitorais continuará incomodando opositores.

“Vou matar eles de raiva, porque em todas as pesquisas vou aparecer na frente”, declarou.

A afirmação de Lula foi feita nesta terça-feira, 14, durante depoimento prestado como réu em ação penal na qual é acusado de ser o mandante de uma operação para viabilizar pagamentos ao ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró e evitar que ele firmasse um acordo de delação premiada com a Lava Jato.

A suposta participação de Lula no esquema foi descrita pelo ex-senador Delcídio Amaral (sem partido, ex-PT-MS) em colaboração fechada com o Ministério Público Federal (MPF) depois de ser preso.

O depoimento de Lula durou cerca de 45 minutos. O ex-presidente dedicou boa parte de seu discurso a exaltar realizações de seu governo e a reclamar da imprensa.

Citou conquistas sociais e reiterou que os órgãos de investigação tiveram mais estrutura e autonomia durante os seus oito anos de mandatos. Em alguns momentos, Lula falou em tom de desabafo.

Exame

Comentários (18) enviar comentário
  1. Ceará Mundão disse:

    Lula e seu PT ainda conta com uma pequena legião de seguidores, realmente. Algo em torno de 30%, talvez menos, e com tendência de queda à medida que as investigações avancem e seus podres fiquem ainda mais evidentes. Mas, é muito preocupante vermos que ainda há muita gente iludida com esse canalha. Isso prova que o nosso povo sofre porque merece, infelizmente. Afinal, todos os políticos ladrões que estão por ai foram ELEITOS. Não detém mandatos à força, foi o próprio povo que lhes deu assento. É realmente desalentador.

  2. Comedor de Coxinhas disse:

    #Lula2018

  3. Val Lima disse:

    Kkkkkkkk… Sr Luiz Inácio, a piada foi ótima!!!!
    Conta outra…. rsrsrs

  4. LUCY disse:

    LULA 2018, E QUEM NÃO AGUENTAR, VÁ MORAR NOS ZESTADOS ZUNIDOS.

    • Walter disse:

      Eu não vamos por esse meda na cadeia e quem não gostar como vc para viver vai ter que trabalhar
      Acabou a mamata
      Lula na cadeia já

  5. Silva disse:

    É vai liderar todas com 30% e amargar mais de 50% de rejeição.

  6. Eduardo Cosme. disse:

    Realmente para os trouxinhas, não ver Lula presidente tem que ele morrer! !!!! Caso contrário Lula 2018. Kkkkk

  7. Eterno Vascaino disse:

    Meu PRESIDENTE !

  8. jarde Medeiros disse:

    Lula 2018

  9. Pimenta disse:

    LULA vai ganhar disparado, porque foi o melhor presidente do Brasil nos 8 anos que governou. Não tivemos crise. E a pobreza diminuiu. Volta LULA o povão precisa de VC. Volta para botar o pais nos trilhos. O problema será quem vai sucede-lo depois.

    • Neto disse:

      Kkkkkkkk…. tem cada "aluado" ….

    • Walter disse:

      Não esqueça que quando Lula entrou o Brasil tinha dinheiro
      Agora não tem mais e papo não ganha para poder da para os mortadelas
      Já que ele só pensa nos pobre quando ele presidente com o dinheiro dos outros
      Vê se ele ou a múmia da mulher ajuda alguma instituição???????

  10. Emerson Gabriel Vieira Santos disse:

    Isso prova uma coisa, ele pirou de vez ou comprou os institutos de pesquisa. Se não for uma dessas, não passa de mais um capítulo da novela: VITIMIZAÇÃO, o dramalhão mexicano vivenciado pelo PT.
    Quem vota em Lula? Quem vai bancar a campanha dele? Quem acredita em Lula?
    A militância PAGA foi embora, não tem mais cargos para distribuir, nem odebrecht, oas, camargo correia, petrobrás, correios, BNDES e os fundos de pensões para financiar o povo carente e necessitado como seus eleitores.
    Quem dos 13 milhões de desempregados vai votar nele?
    O discurso decorado dele acaba no primeiro discurso, quando não tiver mais que meia dúzia de gatos pingados em frente ao palanque para ouvir ele se vitimizar e prometer o que jamais fará.

    • Valquiria disse:

      Pois se ninguém vota nele você nem precisava ficar aqui dizendo isso! Vocês que ficam metendo o pau em Lula é porque sabem que ele vai ganhar em 2018.

    • Roberto Sabino disse:

      Não Valquiria, precisamos falar, pois ainda existem doentes que parecem votar nele.
      Longe de ser preocupação, apenas trazemos fatos para contrapor ao discurso distorcido e colocações fantasiosas do Lula.
      Ele ficar criando "estórias" sem ser colocado no devido lugar, será uma irresponsável omissão, deixsndo a esquerda raivosa plantar suas crendices mitológicas.
      Vá ao psiquiatra Valquiria, precisa acordar para vida, saia do mundo ilusório do PT

  11. guilherme disse:

    o pior e ele vai morrer antes de ir para cadeia seguir o exemplo da esposa

    • Edivaneide disse:

      Essa foi boa, acredito que o ex-presidente Lula pirou de vez, é inacreditável ver esse tipo de coisa e, uma das coisas que está chamando atenção é os dois ex-presidentes se achar no direito de irem à Monteiros nesse domingo 19/03/2017, inaugurar à chegada da Transposição São Francisco, que queira ou não o Michel Temer é o presidente. Que vergonha para nosso país, parece que o Brasil tem três presidentes atuando.

Publicidade

‘Temer cortou até o almoço de Dilma. Amanhã vamos comer marmitex’, diz Lula

2kan9ki9yf_880ji7g3jv_fileFoto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Na primeira manifestação pública após o impeachment, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva reclamou dos cortes na alimentação e nas viagens em aviões da FAB, decididos pelo governo do presidente em exercício, Michel Temer, em relação à presidente afastada Dilma Rousseff. Mas reconheceu falhas na gestão da sucessora e disse esperar que ela volte ao cargo. “Não estou dizendo que Dilma não cometeu erros, cometeu. Mas queremos que ela volte para corrigir os erros que cometemos”, disse.

No discurso, Lula fez poucas referências à sucessora. “Temer deu um golpe não na Dilma, mas na decisão do Senado que o colocou como interino. Temer não tinha o direito de fazer o que fez. Ele cortou até o almoço da Dilma. Amanhã vamos comer marmitex”, ironizou o ex-presidente, em ato organizado por centrais sindicais no centro do Rio.

Segundo Lula, as medidas adotadas contra Dilma, como a restrição ao uso de aviões oficiais, “não vão impedir [a presidente afastada] de sair pelo País para denunciar esse governo”. Mais magro e com voz ainda mais rouca que o habitual, Lula avaliou que tem uma “dívida com a sociedade brasileira”, mas evitou se posicionar sobre as eleições de 2018. “Estão me acusando de tudo quanto é nome, divulgando as bobagens que falo. É medo de eu voltar. Ainda é muito cedo para pensar em 2018. Já estou com idade de me aposentar. Mas não pensem que vão destruir aquilo que nós construímos”, afirmou.

Lula criticou a escolha do ministério do governo provisório, acusando a suposta influência do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Ele ironizou manifestantes pró-impeachment. “Os coxinhas agora estão com vergonha por que foram para a rua bater panela e o resultado não foi um risoto, foi Temer. Os coxinhas sabem que o ministério de Temer é o ministério do [Eduardo] Cunha. Mas sempre haverá nesse País mais gente de cabeça erguida, decente, do que coxinhas”.

Na única referência direta à Lava Jato, o ex-presidente indicou que a operação “submeteu os petroleiros a condições humilhantes”. Lula afirmou que ter sido o presidente que mais investiu na companhia e que a descoberta do pré-sal foi “seu maior orgulho como presidente e como cidadão”.

O petista também afirmou que a “elite nunca aceitou a Petrobras” e teceu diversas críticas às “elites”, discurso comum em seu governo. “A elite brasileira, incompetente para governar este País, achava que tudo iria se resolver se a gente vendesse as empresas. Eu queria provar que o peão seria capaz de pensar politicamente o Estado brasileiro melhor do que toda a elite”, completou.

Lula defendeu ações de seu governo junto ao BNDES e demais bancos públicos. O ato “Se é público, é para todos” defendeu a mobilização da sociedade contra a privatização de empresas e serviços públicos, além de criticar a agenda econômica do governo Temer. A manifestação ocorreu na Fundição Progresso, na Lapa, região central do Rio, com público reduzido apesar do acesso liberado. Não houve estimativa de quantas pessoas estiveram no evento.

R7, com Estadão

Comentários (13) enviar comentário
  1. Teresa cortez disse:

    Vamos pra rua fazer a caminhada da marmitex. Kkkkk

  2. Lucy disse:

    O MELHOR PRESIDENTE DO BRASIL.

  3. Moreira disse:

    "Coitadinhos !!! Lula e Dilma estão passando fome !!!"

  4. Marcelo disse:

    Você vai comer é na cadeia. E lá será quentinha e nada mais. É muita cara de pau desse elemento que acabou com o país.

  5. paulo disse:

    Deviam mandar uma carrada de chinica para esses MELIANTES almoçarem é o que merecem, inclusive o sapo barbudo, CÍNICO E SAFADO.

  6. Roberto Veras disse:

    O canalha não fala nas "palestras", no sítio, no triplex e em todas as safadezas cometidas sob seu comando. É um psicopata, ladrão seguido por idiotas.

  7. Edilberto disse:

    Salafrário, mentiroso, moleque, bêbado e maior canalha deste país.

  8. João Batista - Zona Norte disse:

    Além de desdenhar da maioria da população, povo que como em marmitex, ainda não fez questão de citar que o corte durou apenas 2 dias, e que a digníssima presidenta gasta em média 62mil por mês com essa alimentação…. não escrevi errado não é isso mesmo 62mil por mês.

  9. PT - PARTIDO DOS TRAÍRAS disse:

    É um palhaço mesmo!

  10. Melo disse:

    O melhor ainda vem por ai!!!! Seguuuura petralhas!!!!!

  11. Heineken disse:

    Podiam cortar os dedos e mãos de quem rouba, principalemnte um país inteiro.

    • Helio Motta disse:

      Já começaram com um determinado cidadão, mas viram que se continuassem esse cidadão não teria como sequer segurar um canudinho de plástico.

    • Valquiria disse:

      Ia ser tanta gente sem mão…

Publicidade

‘Eu vou pra casa’, diz Lula, abatido após Dilma deixar o Planalto

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estava abatido. Quem esteve com ele às vésperas do afastamento de Dilma Rousseff da Presidência da República diz que nunca o viu tão chateado.

Nos últimos dias, Lula teve raiva, sentiu tristeza, brigou, chorou. Mas nesta quinta-feira (12) o ex-presidente parecia apático. Ao lado da sucessora e diante de uma plateia que gritava e chamava por seu nome, Lula não reagia.

Durante o discurso de Dilma em frente ao Palácio do Planalto, poucas vezes bateu palmas, ficava com o olhar distante e, segundo aliados, parecia não estar ali. Sua chegada e saída foram os momentos em que o ex-presidente acenou ao público e cumprimentou alguns amigos e militantes petistas que o abordavam.

Pouco antes de entrar no carro e seguir para um almoço no Palácio da Alvorada junto com a sucessora, Lula despistou jornalistas numa frase que pareceu mais um desabafo: “Agora eu vou pra casa”.

Vestindo camisa social azul e blazer cinza, o ex-presidente fugiu do vermelho, cor do PT, que costumava adotar em atos simbólicos. Desta vez, foi conselho do próprio ex-presidente não fazer desta quinta-feira um dia com cara de “fim de governo” Dilma.

Lula aconselhou a sucessora a não descer a rampa do Palácio do Planalto, como ela pensava inicialmente em fazer. No lugar, disse, “saia pela porta da frente, no térreo, que estarei esperando você”.

Na terça-feira (10), quando chegou a Brasília, o ex-presidente jantou com Dilma no Palácio da Alvorada junto com o presidente do PT, Rui Falcão, Jaques Wagner (Gabinete Pessoal da Presidência) e Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo). Na quarta-feira (11), porém, quando o Senado votou o impeachment numa sessão de mais de vinte horas, Lula não quis acompanhar a votação pela TV ao lado de Dilma.

Assessores diziam que o resultado “era esperado” e que “não tinha motivo” de fazer daquilo “um evento”.

Naquele dia, Dilma se recolheu à área privada do Alvorada por volta das 22h. Dispensou assessores e alguns ministros que a acompanhavam para assistir à sessão. Queria descansar.

Lula, hospedado em um hotel da capital perto dali, também estava exausto. O ex-presidente não conseguiu fazer desta quinta um dia sem cara de fim de festa.

Folha Press

Comentários (16) enviar comentário
  1. Sem partido disse:

    Calma ….o próximo passo é a cadeia

  2. Marcelo disse:

    Você deveria ir é para cadeia que é o lugar apropriado para quem desviou tanto dinheiro público. Tchau querido.

  3. Zedobode disse:

    Lula a Papuda te espera,tchau querido !!!!!!!!!!!!

  4. Mily disse:

    Tadinho, que pena!!!

  5. Fran disse:

    Se ele está cansado, terá muitos anos para descansar em uma cela insalubre.

  6. Fabio disse:

    Esse senhor perdeu a chance de ser o maior estadista de todos os tempos, não soube lhe dar com o poder e a máquina, ao contrário de Mujica (Uruguai), passou a usar ternos George Armani, virou amigo de Maluf, defendeu os Sarneys e por fim, fez pior do que os que ele condenava em matéria de corrupção. Hoje o PT passa a ser oposição, isso é muito bom para o Brasil porque como oposição o PT é soberano, ninguém faz igual ao PT, na oposição, eles querem juros baixo, bandido preso, reforma tributaria, reforma previdência, o PT voltou para onde nunca deveria ter saído, a oposição.

  7. Bezerra disse:

    Já vai tarde, atrasado e o fundo das calças rasgado! Como diria minha avó !

  8. Ana Flávia disse:

    Bye, bye darling !!!!

  9. wellington disse:

    Os fins, justificam os meios!

  10. Sérgio Damasceno disse:

    Vá logo pois em breve seu destino pode ser Curitiba e a papuda.
    Sérgio Moro esta aguardando sua fez, faltam apenas pequenos detalhes.
    Delcídio lhe delatou e assim como ele, você não tem foro privilegiado.

  11. sergio dias disse:

    Viu o plano e o futuro da quadrilha petista desmoronar.

  12. Falando Sério disse:

    Todo PT tirou Collor. Collor sozinho tirou todo PT
    Realmente o mundo da muitas voltas.

  13. Val Lima disse:

    Tchau querido!!!!rs

  14. Nelson Corretor disse:

    Agora a farra acabou Lulinha, acorda…

  15. guilherme disse:

    covarde tipico de um petista

  16. LUTA disse:

    O bixim…

Publicidade

‘Delegado não pode desrespeitar político’, diz Lula

lula-ministro-adriano-machado-reuters-575x350Foto: Adriano Machado/Reuters

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que delegados da Polícia Federal não podem “desrespeitar político”, defendeu o afastamento de autoridades da Operação Lava Jato e criticou a autonomia policial, em conversa monitorada com o senador Lindbergh Farias (PT-RJ). ÁUDIO AQUI

“O problema é que nós temos que fazer nos respeitar. O delegado não pode desrespeitar um político, um senador, um deputado, sabe? Não tem sentido. Um cara do Ministério Público tem que respeitar”, afirmou o ex-presidente, que teve seu telefone monitorado com autorização da Justiça Federal na Operação Aletheia – no dia 4 de março, Lula foi conduzido coercitivamente pela PF para depor.

Para a força-tarefa da Lava Jato, o diálogo mostra a intenção de o ex-presidente buscar mudanças no quadro de investigadores que conduzem a operação, missão conjunta da PF e da Procuradoria da República. Aletheia atribui a Lula e familiares deles supostos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

As críticas de Lula atingem o coração da Polícia Federal naquilo que mais os delegados prezam: a autonomia. Eles não admitem interferência na independência da PF. Há alguns anos, os delegados lutam na Câmara para fazer andar a PEC 412/2009, que assegura autonomia à PF.

No grampo, tornado público no dia 16, Lindbergh questiona o ex-presidente, no início do diálogo, sobre “aquelas notícias”. A Lava Jato tem elementos para apontar que Lula sabia que seria alvo. A conversa gravada aconteceu antes do dia 4 de março, quando foi deflagrada a Aletheia – 24ª fase da Lava Jato – em que o petista foi levado coercitivamente para depor e endereços dele e familiares alvo de buscas.

“Aquelas notícias todas que falaram que ia ter não houve, né?”, pergunta Lindbergh.

Lula responde: “É, mas pode ter, a gente não sabe, porque é um bando de louco”.
Autonomia. “Você ouviu o delegado da Polícia Federal ontem dizendo que quer autonomia, que a troca de ministro é interferência política?”, perguntou Lula ao senador petista. Os dois estariam falando das críticas do delegado Carlos Eduardo Sobral, da Associação dos Delegados da Polícia Federal (ADPF), que havia criticado a substituição do então ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, por Wellington Silva – que acabou não assumindo.

“Esse delegado tem que tomar no c…, esse delegado tem que ser afastado para não falar merda”, ataca Lula.

“Todo mundo quer autonomia… Quem está precisando de autonomia nesse Pais é a Dilma. Que tem o Tribunal de Contas em cima dela, tem o Ministério Público em cima dela, tem a Polícia Federal em cima dela, tem a Justiça…, to certo? Todo mundo em cima da coitada e todo mundo quer autonomia, autonomia, vai tomar no c…, porra”, completa o ex-presidente.

Fausto Macedo, Estadão

Comentários (9) enviar comentário
  1. Elves Alves disse:

    Continuem votando em cafajestes do quilate do Lulalau. As eleições deste ano são apenas uma prévia…

  2. Charles disse:

    Realmente tem que respeitar metendo o cacete nesses bandidos. E ainda dizendo: esse é o respeito que vc merece: peia no lombo.

  3. Val Lima disse:

    O que chama atenção no dialogo e q ele foi gravado com um ex cara pintada (Lindberg )q se transformou num "cara de pau"….

  4. Toni o Pegador disse:

    Tem que jogar logo no camburão

  5. Nelson Tavares disse:

    ESSE CARA E UM PATETA !! BICHO ESCROTO DE MERDA !! ELE NÃO É MAS NADA NA VIDA A APENAS UM LADÃO !!

  6. Gonzo disse:

    Esse Barbudo conversa muita água.

  7. Cosme Velho disse:

    Gente parece que todos no PT piraram coletivamente, até o senhor Lula tem se mostrado fora da razão. O que foi que o PT fez com ele mesmo?
    A presidente pirou de vez, saiu do posto máximo da nação e incorporou a sindicalista a serviço do PT.
    Perdeu a noção, aliás, nunca teve, suas falas sempre foram motivo de piadas. Pensar que Lula e o PT chegaram a tal ápice político a ponto de eleger uma Dilma para o principal cargo dessa nação.
    Parece que aquele que se achava acima de tudo e de todos, onde pesou que toda uma nação lhe devia favores, começa a cair diante da realidade que bate a sua porta, levados pelos ventos da corrupção, ilegalidades, imoralidades, descontrole econômico, inflação, aparelhamento estatal e desemprego em massa.

  8. José Ivo dos Santos Júnior. disse:

    Se não quiser ser desrespeitado não seja um ladrão, delegado não deve desrespeitar um cidadão de bem, isso sim.Agora o politico corrupto é igual a qualquer ladrãozinho e deve ser preso e pagar por seus roubos.

  9. Sandra Helena disse:

    A recíproca é que é mais verdadeira cumpanhêro!

Publicidade

‘Se me matarem, viro mártir. Se me prenderem, eu viro herói. Se me deixarem solto, viro presidente’, diz Lula

4jan2016---o-ex-presidente-luiz-inacio-lula-da-silva-pt-convocou-as-ruas-em-seu-discurso-a-militantes-no-sindicato-dos-bancarios-em-sao-paulo-sp-apos-ser-forcado-a-prestar-depoimento-na-policia-1457138273649_Foto: Nelson Almeida/AFP

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem feito um diagnóstico positivo sobre o impacto da ação da Operação Lava Jato que o levou para prestar depoimento de forma coercitiva. A pessoas de sua confiança, ele tem dito que o PT e o governo mais ganharam do que perderam com o episódio.

“A partir de agora, se me prenderem, eu viro herói. Se me matarem, viro mártir. E, se me deixarem solto, viro presidente de novo”, disse Lula a mais de um interlocutor. Conforme o jornal “O Estado de S. Paulo” apurou, o ex-presidente mostrou-se confiante em resgatar a imagem do partido.

Lula chegou nesta terça-feira (8) à tarde a Brasília para reunir-se com a presidente Dilma Rousseff pela segunda vez em quatro dias. Nesta quarta pela manhã, o ex-presidente tem encontro marcado com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que tem sido pressionado por alguns colegas a aderir ao impeachment.

No Congresso, a avaliação é que a ação da Lava Jato causou um efeito positivo para Lula em vários aspectos. “O episódio unificou o PT e tirou o partido da paralisia. Atualmente, não há clima mais para falar em disputa entre correntes internas”, disse o deputado Paulo Teixeira (PT-SP). Para ele, a forma como ocorreu a condução coercitiva de Lula também sensibilizou os movimentos sociais. “Até para quem não vota no Lula de jeito nenhum foi transmitida uma sensação de que houve abuso por parte da Lava Jato.”

Os advogados do ex-presidente recorreram da decisão da ministra do Supremo Tribunal Federal Rosa Weber, que negou pedido de liminar para que a Corte suspendesse a 24ª fase da Operação Lava Jato e decidisse qual órgão deve ser responsável pelas investigações contra o petista. As informações são do jornal “O Estado de S. Paulo”.

UOL, com Estadão

Comentários (25) enviar comentário
  1. Anderson disse:

    Meu voto é para que ele vire mártir, pois assim fará menos mau ao Povo brasileiro!!!!

  2. Verdade seja dita disse:

    Tava bêbado, desculpe-o, quando a cana passar, e enxergar a realidade, baterá a depressão em sua porta.
    Quantos brasileiros o Sr. decepcionou Ex -Presidente, portanto não tem moral essa sua classificação.

  3. Sergio Nogueira disse:

    Vai virar herói, então.
    Se bem que herói de quem? Da boiada que não consegue ver que é apenas uma boiada? Da turma do acarajé ou do pixuleco?
    Herói preso, é bom dizer, é uma contradição. Herói não comete crime.

  4. Rosaldo disse:

    Existe alguma pesquisa para escolher qual das três opções dada por ele?????

  5. Antonio Silva disse:

    Só fofoca desse folhetim de quinta categoria.

  6. Brasil, meu país! disse:

    Os coxinhas tremem!
    Queria ver um debate entre o Cara e o playboy do Leblon. Ia ser engraçado.

  7. Sérgio disse:

    Essa frase não é de sua autoria!!!! Que revolta é essa? Que ódio é esse? Que inveja é essa? Vamos cobrar punição para os ladrões daqui do RN primeiro!

  8. Brasil, meu País não e dos Golpistas Mortadela X9 disse:

    Se matarem e um Livramento para o Brasil. Se prenderem vai gerar prejuízos para a nação. Se deixar Solto e um perigo mundial.
    Melhor alternativa pra ele e a extradição dele para Cuba ou a Pena de Morte.

  9. Joao Almeida. disse:

    Eu vote em Lula de novo.

  10. Carla disse:

    Volta presidente, só tem você para lutar em favor dos pobres. TodosqueremLuLa.

  11. Junior pinheiro disse:

    E A OPOSIÇAO QUE É MUITO FRACA E RICA, ESTÁ CONTRIBUINDO, SEM CONTAR QUE A DILMA É MUITO FRACA E OS PETISTAS FIZERAM MUITA COISA ERRADA, MAS QUE NO GOVERNO LULA O BRASIL MELHOROU PARA OS POBRES, ISSO É INEGAVEL, E DEPOIS DE TUDO DE MEDIOCRE E E SEM APRESENTAR UM BOM CANDIDATO PELA OPOSIÇAO, EU VOTARIA EM LULA DE NOVO, !!!!

  12. Paulo disse:

    É muita prepotência!

  13. José Avelino disse:

    Este cidadão corrupto junto com a seita ptista se achava merecedor do nobel da paz.

  14. Luiz Moreira disse:

    Esse é o PT. Tantos anos no poder e não tem nenhum outro líder com condições de concorrer a presidência com chances de ganhar na situação atual. Mas se o povo não conseguir derrotar Lula e o PT, depois de tanta roubalheira e de incompetência na gestão da economia, é porque merece ficar no atraso mesmo.

  15. mário disse:

    Não, vai!.

  16. Marcelo Júnior disse:

    Não bastasse ser ladrãozinho ainda é arrogante e sonhador kkkkkkk
    Vai pras grades bandido!!!!

  17. Jorge disse:

    O povo pra gostar de MERDA….parece marido corno ,todo mundo avisa e o CORNO não acredita

  18. CAZUZA disse:

    Tem meu voto!!! ainda não apareceu outro melho!!

  19. Como você , servo do império disse:

    Concordo com o título da matéria. E é culpa da oposição fraca. Se tivessem esperado, sem shows midiáticos e trabalhado com a verdade (mas aí a própria oposição seria prejudicada com a verdade, certo?), o partido da situação e seus seguidores teriam naturalmente se desgastado até desaparecerem. Agora irão ter que aguentar mais pelo menos um outro mandato de lula. Boa sorte a todos nós.

  20. sergio disse:

    Esse troço é um fanfarrão. Se ficar solto é porque não tem culpa, se for preso porque tem culpa e se sair candidato leva peia.

  21. Helio Motta disse:

    Na Papuda tem eleição para alguma coisa?

  22. Tarso disse:

    E vai ser preso e vai virar presidiário!

  23. JOAO MARIA disse:

    COMO SE ME PRENDEREM, QUE É A ALMA MAIS HONESTA DESTE MUNDO?????????

Publicidade

Pobres terão que comer arroz sem carne durante crise, diz Lula

lkla

Folha de SP

Comentários (13) enviar comentário
  1. Alexandre disse:

    Não defendo Legenda, nem muito menos sou a favor de qualquer político, inclusive votei em Aécio, mas o comentário do Luciano logo abaixo está coberto de razão, basta fazer uma pesquisa no google sobre economia de 2001 a 2015 e comparar. Realmente o país foi recebido em recessão. http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/noticia/2003-01-10/inflacao-em-2002-ultrapassou-meta-acertada-com-fmi

  2. charles disse:

    Qual o nome do maior alienado desse blog? Homi vá procurar o que fazer. Essas defesas fracas que vc faz desse partido corrupto não colam. Só quem tem um cérebro muito reduzido pra acreditar nesses bandidos.

  3. joel Avelino de lima disse:

    Esse bandido do LULA sabe que na casa dele não irá faltar carne, Pimenta nos olhos dos outros e refresco. PAPUDINHO DO KARALHO.

  4. Coronel 45 disse:

    Paulo voce disse tudo !!!

  5. Giordano disse:

    Com relação a declaração de Lula sobre o impeachment: " O que a Presidente fez foi o que todos os presidentes fazem alguma vez…." é como se eu sabendo que várias pessoas já cometeram homicídio e não foram presas me dessem o direito de matar também. Resumindo: Se outros presidentes também cometeram crime de responsabilidade fiscal que devem ser punidos também, a lei (constituição) foi feitas para ser cumprida e para todos, ponto final.

  6. Sérgio Dias disse:

    Assino em baixo, Paulo. É isso mesmo. Esse cara é um mentiroso de carteirinha

  7. JORGE ALMADA disse:

    É LULA o país está assim porquê você contribui maciçamente em deixar em seu lugar uma ADMINISTRADORA DE LOJINHA FALIDA DE 1,99.
    Parte do dinheiro da Petrobras que seu partido roubou daria para por um pouco mais de carne na mesa do pobre. Perdeu uma boa oportunidade de ficar calado!!!!

  8. paulo disse:

    BG.
    Este individuo sempre diz faça o eu digo mais não faça o que eu faço é um eterno despreparado para gerir uma NAÇÃO, pegou o País com a economia estabilizada fruto dos seus antecessores, a primeira coisa que fez foi botar toda a PELEGAGEM em cargos criados sem necessidade com um CUSTO altíssimo e retorno ZERO criou um verdadeiro exercito de vagabundos e INCOMPETENTES e destroçaram a economia com sues BLEFES de marolinha enquanto as Nações Mundiais estavam se ajustando a nova fase, iludiu suas massas anestesiadas por uma politica NEFASTA de bolsas esmolas criando uma população dependente e vagabunda, ao invés de criar empregos, induzindo a um consumismo DESENFREADO com empréstimos consignados e outras coisas mais, depois entregou o comando a um "POSTE" como se vangloriava de dizer, aparelhou a NAÇÃO Brasileira de uma forma vergonhosa com seus "cumpaeros" PELEGOS, agora estamos na pior das coisas com a INFLAÇÃO galopante, desemprego avassalador, recessão, enfim foi-se o sonho plantado por um INESCRUPULOSO DISSIMULADO e MENTIROSO, abaixo ele seus seguidores para o bem do POVO BRASILEIRO.

    • Luciano disse:

      Economia estabilizada?
      Inflação de 12,5%
      Desemprego de 13%
      Dólar a 4 reais
      Apagão por meses
      Brasil quebrado 3 vezes
      Privatização de metade do país e cadê o dinheiro?
      Morte de 5 crianças por minuto de fome
      Universidades e IFs sucateados……
      Corrupção? Pra debaixo do tapete!

      Não coxinha, o país hoje é muito melhor que aquele dos lesa-pátria do PSDB/DEM que o Sr. defende.

    • paulo disse:

      Caro BG.
      Esse luciano deve ser um desses pelegos INCOMPETENTES, as velhas taticas usadas são de pronunciar MENTIRAS EXAUSTIVAMENTE querendo transforma-las em VERDADE, Esses indivíduos precisam serem EXTIRPADOS da maioria da sociedade BRASILEIRA integrada por Homens e Mulheres de BEM, XOU Vagabundos, mentirosos e CÍNICOS.

    • Val Lima disse:

      Paulo o Ex Pte fala em arroz sem "mistura"…..mas o povo brasileiro com essa política ressessiva do Governo Dilma\PT tá comendo é " O PÃO Q O DIABO AMASSOU' sem direito a um copo dágua ….parabéns pelo comentário….

    • Luciano disse:

      O seu argumento "Ad Hominem" já demonstra o seu caráter.
      Passo.

  9. Fala Povo disse:

    Até o mote velho e agora fragilizado da campanha do PT é o mesmo a décadas e a "oposição" não consegue avançar, esta faltando o quê?
    Inclusão social é um dever do Governo, não apenas do PT e nenhum candidato que venha a assumir o planalto terá coragem de mudar isso, a não ser para melhor e dentro da lei.

Publicidade

Serão 3 anos de ‘muita pancadaria’, mas eu vou sobreviver, diz Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva reagiu, nesta quinta-feira, 29, às investigações por supostos crimes de corrupção que envolvem sua família. Ele pediu que ninguém fique com pena e afirmou que vai sobreviver ao que classificou de “três anos de muita pancadaria”.

“Aprendi com a vida a enfrentar adversidade. Se o objetivo é truncar qualquer perspectiva de futuro, então vão ser três anos de muita pancadaria. E, podem ficar certos, eu vou sobreviver”, afirmou o ex-presidente em discurso de mais de uma hora durante a reunião do Diretório Nacional do PT, na capital federal. Lula brincou com a Operação Zelotes, em que o seu filho mais novo, Luis Claudio, é investigado por ter recebido dinheiro de uma empresa suspeita de comprar uma Medida Provisória para beneficiar montadoras.

“Tenho mais três filhos que não foram denunciados, sete netos e uma nora que está grávida. Porra, não vai terminar nunca isso?”, disse.O ex-presidente afirmou que as investigações criaram um “problema desgraçado” na família dele. “Disseram que uma nora recebeu R$ 2 milhões. Aí vão perguntar quem está rico na família. Daqui a pouco uma nora entra com um processo contra a outra”, brincou, arrancando risos da plateia.

Eleição em SP

Apesar do desgaste do PT diante dos escândalos de corrupção e da crise econômica e política que abate o governo Dilma Rousseff, Lula avaliou que a legenda tem chances de ganhar as eleições de 2016 em São Paulo, cidade que o partido já comanda, com o prefeito Fernando Haddad.

Ele defendeu que a militância deve reagir às acusações de roubo.”Pode ficar certo que nós temos chances de ganhar a capital de São Paulo”, afirmou o ex-presidente. Ele reconheceu que o PT cometeu erros, “mas qual partido conquistou mais credibilidade do que o nosso, qual fez mais pelo povo do que o nosso?”, questionou.

Lula defendeu que, em época de dificuldades econômicas, a militância tem de ir para a rua. “A única coisa que não vale é se esconder”, afirmou. De acordo ele, o povo votará no pleito de 2016 em função da realidade de cada cidade. “Cada cidade é uma eleição, cada cidade é uma cultura diferente”, disse, defendendo que é preciso construir um programa específico para o clima de cada cidade.

“Portanto, temos que estar preparados para surpreender nossos adversários”, comentou. “Não podemos ficar de cabeça baixa ouvindo o PT ser chamado de ladrão”, acrescentou. O ex-presidente da República afirmou que os petistas que desejarem sair do partido encontrarão a mesma “porta aberta de carinho” que encontraram para entrar.

“O que não dá é para a gente disputar com companheiros que, na primeira dificuldade, querem puxar o carro”, afirmou, sem mencionar nomes em seu discurso de mais de uma hora de duração a membros do Diretório.

Isto É, com AE

Comentários (6) enviar comentário
  1. Falando Sério disse:

    Taí o capeta do seculo 21.

  2. Li disse:

    Espero que não sobreviva e melhor, que vá direto pro colo do capeta, que é o lugar dele

  3. Silva disse:

    Pancadaria foi o que vc fizeram com a Marina Silva .bando de safados.

  4. Sandro Alves disse:

    Ladrão não tem direito de reclamar. Cadeia neste safado!

  5. Junior pinheiro disse:

    O que está acontecendo foi pensado e criado dentro das universidades e esse Sr. nunca frequentou uma delas , ao contrario foi usado por ser popular para os ruins chegassem ao poder e foi o que aconteceu!!!!só cego nao ver! era tudo um plano maquiavelico!!!

  6. Iranilson Matos disse:

    Fica calado. O cerco está fechando.

Publicidade

Dilma fez pedaladas para repassar dinheiro a programas sociais, diz Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta terça-feira (13) que sua sucessora, a presidente Dilma Rousseff, realizou as pedaladas fiscais para honrar pagamentos de programas sociais, como o Bolsa Família e o Minha Casa, Minha Vida.

Em discurso no 1º Congresso do MPA (Movimento dos Pequenos Agricultores), em São Bernardo do Campo, Lula disse: “Eu agora estou vendo a Dilma ser atacada por culpa de umas pedaladas. Eu não conheço o processo, não li. Mas uma coisa, Patrus, que vocês têm que dizer é que talvez a Dilma, em algum momento, tenha deixado de repassar dinheiro do Orçamento para a Caixa [Econômica Federal] ou não sei pra quem, por conta de algumas coisas que ela tinha que pagar e não tinha dinheiro”.

E completou: “E quais eram as coisas que a Dilma tinha que pagar? Ela fez as pedaladas para pagar o Bolsa Família. Ela fez as pedaladas para pagar o Minha Casa, Minha Vida”.

Na semana passada, o TCU (Tribunal de Contas da União) rejeitou, por unanimidade, as contas de 2014 do governo Dilma, principalmente por causa das pedaladas fiscais. A decisão deve ser usada pela oposição no Congresso Nacional para justificar um pedido de impeachment.

Ao lado dos petistas Patrus Ananias, ministro do Desenvolvimento Agrário, e Luiz Marinho, prefeito de São Bernardo, Lula criticou ainda a oposição: “Vocês são testemunhas. Eu perdi três eleições neste país. Três. Voltava para casa, e como diria o velho [Leonel] Brizola, ia lamber minhas feridas. Eles governavam com a maior tranquilidade”, disse.

“Agora, eles perderam a quarta [eleição]. E eles não se conformam de ter perdido a quarta. Ao invés de esperar a quinta, eles não saíram do palanque, e deveriam criar vergonha, porque é importante que eles deixassem a Dilma governar este país.”

O ex-presidente destacou também os programas sociais dos governos de seu partido. “Foi exatamente para gente como vocês que nós inventamos de criar um partido político”, afirmou o ex-presidente. “Foi exatamente para gente igual a vocês, que valeu a pena a gente eleger vereador, eleger deputado, eleger governador e eleger presidente da República.”

Lula citou o Fome Zero, primeiro programa social lançado em seu governo, em 2003, como base para a criação do Bolsa Família. O petista também mencionou o ProUni e o Fies como exemplos de diminuição da desigualdade no Brasil. “É por isso que não tinha negro na universidade, é por isso que não tinha pobre na universidade, é por isso que não tinha camponês na universidade. O ventre de que uma criança nascia, a gente já sabia: ou ele vai ser engenheiro ou ele vai ser pedreiro, ou ela vai ser professora, ou ela vai ser empregada doméstica, e nós acabamos com isso neste país”.

“É exatamente na universidade, na escola de qualidade, que a gente garante igualdade de oportunidade para todas as pessoas neste país. Emana daí o ódio que está instalado neste país”, completou.

Na noite desta terça (13), Lula deve ir à abertura do 12º Congresso da CUT ao lado do ex-presidente do Uruguai e senador Pepe Mujica, em São Paulo.

Folha Press

enviar comentário
Publicidade

PT está velho e perdeu utopia, diz Lula, que prega ‘revolução’ na sigla

criseO ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pregou, nesta segunda-feira (22), uma “revolução” no PT e afirmou que a sigla tem os vícios de todo partido que cresce e chega ao poder.

“Não sei se o defeito é nosso, se é do governo. O PT perdeu a utopia”, afirmou.

Lula disse ainda que os correligionários “só pensam em cargo, em emprego, em ser eleito”.

“Nós temos que definir se queremos salvar nossa pele, nossos cargos, ou nosso projeto”, discursou ele, durante seminário “Novos desafios da democracia” promovido pelo Instituto Lula com a presença do ex-primeiro-ministro espanhol Felipe Gonzalez.

Filiado ao PSOE (Partido Socialista Operário Espanhol), ele foi convidado a falar sobre a experiência de seu partido ao se reerguer após denúncias de corrupção. A sigla ficou nove anos fora do poder na Espanha até conseguir voltar ao governo, quando José Luis Zapatero foi alçado ao cargo de primeiro-ministro (2004-2011).

‘AFLIÇÃO POLÍTICA’

Gonzalez disse acreditar na possibilidade de o Brasil implementar medidas anticíclicas. Segundo ele, o ajuste fiscal praticado pelo governo Dilma Rousseff vai durar cerca de um ano. Avalia, porém, que o Brasil tem “muita capacidade de investimento que pode ser concretizado neste momento”.

“Eu entendo a aflição que existe [no Brasil]. Acredito que seja mais por motivo político do que pela situação econômica.”

O evento foi aberto pelo presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, convocado a prestar depoimento à CPI da Petrobras na Câmara para explicar as doações de R$ 3 milhões feitas ao instituto pela empreiteira Camargo Corrêa, investigada no esquema de corrupção da Petrobras.

Em sua fala, Okamotto questionou a democracia no Brasil e disse que as redes sociais a “complicam”. Ele definiu democracia como “exercício solitário de pensar o que é bom para as pessoas” disse que fica “com uma grande pulga atrás da orelha” sobre como consolidá-la no país.

“Estamos muito distantes do mundo desenvolvido, do mundo rico”, afirmou.

Segundo ele, a “democracia está ainda mais complicada” com o advento das redes sociais. Okamotto apontou o apoio popular à redução da maioridade penal e o fracasso da reforma política como ameaças.

“Todo mundo quer uma classe política melhor. Mas essa reforma política, para mim, é uma decepção”, discursou.

INTERNACIONAL

Participante do encontro, o ministro da Educação, Renato Janine, afirmou que governos eleitos estão “sofrendo fortes ataques” na América Latina. E perguntou a Gonzalez sua opinião a respeito.

O espanhol -um dos críticos do governo Maduro- respondeu que um governo que não respeita as forças políticas de seu país perde a legitimidade, as eleições e a natureza.

Questionado especificamente sobre sua viagem a Venezuela, Gonzalez disse que está “preocupado” com a crise enfrentada pela Venezuela porque acha improvável que o governo esteja aberto ao diálogo. “Não acredito em conspiração internacional golpista para derrubar os governos”, disse.

Ele disse ainda que está preocupado com ondas de intolerância no Brasil. “Vejo sinais de intolerância. Fico preocupado porque o Brasil é um país de tolerância, de convivência.”

Ao lado de Gonzalez, Lula também criticou o assassinato do ditador Sadam Hussein. “Alguma vez ele te causou problema?”, perguntou a Gonzalez.

A programação original não previa um discurso de Lula -o petista pediu a vez quando o tema foi imprensa. Ao ouvir o debate sobre Venezuela, Lula mandou um bilhete para a assessora Clara Ant, que presidia a mesa, avisando a intenção de falar.

“Nem tem muita oposição aqui. A oposição [no Brasil] é pela imprensa”, disse ele, defendendo a regulamentação da mídia e afirmando que “nove famílias controlam” o setor no país.

Folha Press

Comentários (2) enviar comentário
  1. disse:

    Os correligionários só pensão em cargos, emprego e ser eleito. Uma frase dessa só podia sair de uma pessoa que toma cachaça, o Lula só pode ter tomado uma(51) pra falar uma besteira dessas. E ele só pensa em quer? Ele toma café almoça e janta política e ainda não se tocou que o que ele falou é justamente o que pratica. Basta lembrar o estardalhaço que fez na campanha, para reeleger a mentirosa. Só pode estar de brincadeira ou melado mesmo.

  2. charles disse:

    A revolução que vai acontecer e essa cambada sair do poder o mais rápido possível.

Publicidade

Caso precise, PT deve pedir doações privadas ‘de cabeça erguida’, diz Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta (12) que, caso o PT precise recorrer a doações empresariais, a sigla deve pedir as contribuições de “cabeça erguida”, mas com a consciência de que “não pode depender só disso”.

“Não é que a gente nunca mais vai precisar [de doações privadas]. Se precisar, com a mesma cabeça erguida com que a gente dá nossos R$ 10, a gente vai pedir. Mas não podemos depender só disso, temos que depender de nós”, disse o ex-presidente durante o 5º congresso petista, em Salvador.

Nesta sexta, o PT lançou uma ferramenta na internet para receber doações de pessoas físicas e pediu a ajuda da militância.

Em discurso para delegados e lideranças de seu partido, Lula disse que não vê problema em fazer campanha de arrecadação.

“Isso não é o problema. O partido vai decidir isso na reunião do Diretório Nacional [se a legenda vai aceitar ou não doações privadas]. O problema é que o partido não pode depender só disso. O partido tem que ter consciência de que o verdadeiro militante precisa ter, como já teve, a obrigação de dar uma pequena contribuição.”

Em abril, a direção do PT decidiu que o partido não receberia mais dinheiro de empresas privadas. A decisão, porém, tinha que ser referendada no congresso da sigla, em Salvador, mas a discussão foi adiada até a votação da reforma política pelo Congresso.

Dirigentes petistas defendem a ideia de que o partido recorra ao financiamento privado somente em período eleitoral, por exemplo.

MOMENTO DELICADO

Sob alguns gritos de “volta Lula” na plateia, o ex-presidente disse que vai viajar o Brasil para “ajudar o PT a voltar a ser o que era”.

“Esse é um momento delicado do PT, mas é o momento de ressurgimento do PT, é uma questão de honra”, disse Lula.

Para ele, os parlamentares do partido precisam dedicar um fim de semana por mês a fazer o debate político partidário, nos Estados e municípios, para recuperar a imagem histórica da sigla, próxima das bases sociais.

“O PT é nosso instrumento de luta, nós temos que ajudá-lo, oxigená-lo, e fazer com que ele possa respirar aliviado”, completou.

Folha Press

Comentários (2) enviar comentário
  1. Flavio disse:

    Meu Deus!!! Eles acham que somos o que????

  2. JOAO MARIA disse:

    ainda querem mais dinheiro, estão achando pouco o que levaram

Publicidade

PT tem chance de continuar governando País com 'reorganização', diz Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, já um virtual candidato petista para as eleições de 2018, afirmou o PT precisa tirar lições da disputa apertada de 2014 e se reorganizar para se manter no poder. “Temos que tirar as lições da dureza desse processo eleitoral, nós temos que saber que uma próxima eleição vai ter se dar numa outra lógica política”, afirmou, em mais um vídeo de uma série que tem sido divulgada pelo Instituto Lula.

Para o ex-presidente, “o aperto” dessas eleições pode ser explicado pelo desgaste do partido, que comanda o País há 12 anos – sendo dois mandatos do próprio Lula e um da presidente reeleita Dilma Rousseff. “Tem um processo de ascensão de outro lado. Eles foram muito duros e acho que serviu como lição para nós”, disse, sem citar diretamente o PSDB, partido com o qual o PT tem travado a polarização na política brasileira. Lula disse ainda que a quantidade de votos angariados pelos tucanos tem mantido o patamar nos últimos anos, com exceção da candidatura de Geraldo Alckmin, em 2006. “Isso significa que tem uma quantidade de votos no País para o setores conservadores”, afirmou.

Segundo ele, o que explica a margem de votos mais apertada no pleito deste ano é que o PT sofreu um processo de desmobilização. “Nós perdemos um pouco de base”, afirmou, destacando que partidos como o Psol e o PSTU saíram do PT e que o partido perdeu figuras importantes como a ex-ministra e candidata derrotada à Presidência Marina Silva. “O Eduardo Campos saiu da nossa base de apoio”, completou, referindo-se ao ex-governador morto em acidente aéreo durante a campanha eleitoral. “Nós perdemos um pouco de apoio e esse apoio foi para o outro lado.”

O ex-presidente afirmou que o partido precisa aproveitar os próximos quatro anos do mandato da presidente Dilma para “tentar reorganizar a base de alianças com setores mais a esquerda da sociedade”. “Se fizermos isso acho que nós voltaremos a ter grandes chances de continuar governando o país”, disse.

Lula tem sido tratado por lideranças do partido como o candidato natural para disputar a Presidência em 2018. O ex-presidente tem usado o discurso de que “ainda é cedo” e que precisa ver “estará vivo até lá”. No entanto, antes mesmo de Dilma começar o segundo mandato, Lula tem mostrado que pretende ser um homem mais ativo no governo e no cenário político, o que lhe daria ainda mais força para a disputa.

Reforma política

No vídeo, Lula voltou a defender a necessidade de uma reforma política e defendeu o financiamento público de campanha. “A reforma política passa a ser imprescindível a começar pelo financiamento público, quem sabe pelo fim das coligações proporcionais, quem sabe pela lista apresentada por cada partido mas não pode continuar do jeito que está”, disse.

fonte: Estadão Conteúdo

enviar comentário
Publicidade

“Eu não acho nada”, diz Lula sobre capa da revista Veja

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou, nesta sexta-feira, sobre a capa desta semana da revista Veja, que afirma que tanto ele quanto a presidente Dilma Rousseff tinham conhecimento dos desvios de dinheiro na Petrobras. Questionado sobre o que ele achava do problema com a revista, Lula, com exclusividade ao Terra, se limitou a dizer que sobre “o problema da Veja só ela que fala”.

“Eu não acho nada”, completou o ex-presidente ao ser questionado sobre o assunto revelado pela publicação. “Eu não leio a Veja”, disse ainda o petista, ao jornal O Globo.

As declarações foram dadas no centro de São Paulo, em ato de apoio à reeleição da presidente Dilma Rousseff. A “caminhada” teve início por volta das 12h40 na Praça do Patriarca e contou com a presença do prefeito Fernando Haddad e do ex-candidato ao governo do Estado Alexandre Padilha. O ato durou cerca de uma hora e terminou na Praça da Sé.

De acordo com a revista, a informação de que Lula e Dilma conheciam o esquema foi dada pelo doleiro Alberto Youssef, caixa do esquema de corrupção, em depoimento dado, segundo à Polícia Federal, na terça-feira.

Youssef é apontado pela Polícia Federal como operador de um esquema de lavagem de dinheiro em diversos casos de corrupção, entre eles o da Petrobras. Ele está preso no Paraná desde que foi deflagrada a Operação Lava Jato, quando fez acordo de delação premiada com a Justiça.

Ao final do ato, Lula pegou o microfone e falou rapidamente com os cerca de 3 mil petistas presentes em frente à Catedral da Sé. “Eu só queria dizer pra vocês que a gente vai retornar pra casa da gente do jeito que a gente veio, tranquilamente. Não vamos aceitar nenhuma provocação. Temos que mostrar que a nossa briga não é apenas em defesa de uma pessoa, mas em defesa de uma causa, de um projeto. Vamos pra casa. Hj à noite vamos conversar com os namorados, namoradas e se Deus quiser vamos dar mais um show de democracia no domingo”.

Matéria da Veja é estratégia pró-Aécio, diz PT

Em entrevista ao Terra na noite de quinta-feira, o presidente do PT de São Paulo, Emídio de Souza, rechaçou a revista Veja e afirmou que a publicação é estratégia para impulsionar a campanha de Aécio Neves (PSDB), já que o País está a poucos dias do 2º turno da eleição presidencial – Dilma e Aécio estão na disputa. Emidio falou durante ato de eleitores e militantes do PT na capital paulista.

“É um desserviço ao bom jornalismo e à democracia, uma revista querer, a 48h de uma eleição, trazer uma matéria deste naipe. É um desserviço, uma falta de imparcialidade, ou melhor, é uma parcialidade total na disputa eleitoral. Eu acho que a Veja perde um pouco mais do pouco que lhe resta de credibilidade”, disse o dirigente.

Sobre o conteúdo da reportagem, Emídio afirmou que o depoimento do doleiro Youssef não possui credibilidade. “Você vai acreditar em um cara que fala que o Lula e a Dilma sabiam? Que credibilidade tem esse elemento? Quando ele tratou disso com o Lula e a Dilma? Nunca. Nunca tratou de nada disso”.

“Isso é matéria tipicamente destinada a produzir efeitos eleitorais, mais nada. A campanha do PSDB tem tido muito ódio, e nós não vamos responder com isso. Não vamos responder com esse ódio, não vamos entrar neste jogo. Eles estão perdendo a guerra. Campanha de ódio, quem espalha, perde”, finalizou.

Terra

enviar comentário
  1. MUDA BRASIL disse:

    E esse pulha sabe ler, roubar ele sabe muito bem.

  2. BENTO disse:

    Esse caso do PETROLÃO é de uma gravidade sem precedentes, a turma do PT, nunca, mas nunca vão achar nada. Por isso meu caro eleitor, vc que vai votar e ainda está confuso, indeciso,não precisa. Tenha certeza de uma coisa, se vc votar em um partido que tenha menos corruptos, vc estará dando um voto PROGRESSISTA, por consequência, vai fazer o Brasil avança no rumo certo. O recado tá dado, a escolha é sua, depois não venham com chorumelos.

Publicidade