Publicidade

Bernardinho sai, e Renan assume seleção de vôlei

Reprodução Globo Esporte

Depois de 16 anos no comando da seleção brasileira masculina de vôlei conquistando os principais títulos mundiais, Bernardo Resende, o Bernardinho, decidiu partir para novos desafios. A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) convocou uma entrevista coletiva na tarde desta quarta feira para anunciar sua saída. Renan Dal Zotto é o novo técnico.

– Quando recebi o convite, tive que ligar para o Bernardo. Além de ser uma referência técnica, ele é um amigo. E só aceitei porque o Bernardo disse que participaria desse processo – disse Renan.

Bernardinho assumiu a seleção em 2001 após passagem pela seleção feminina, onde conquistou duas medalhas olímpicas de bronze, em Atlanta-1996 e Sydney-2000.

Comandando os homens, o treinador conquistou inúmeros troféus. Foram oito títulos de Liga Mundial, um tricampeonato mundial e duas medalhas de ouro olímpicas, em Atenas-2004 e Rio-2016, além de duas pratas em Pequim-2008 e Londres-2012. Com a seleção masculina, Bernardinho chegou a todas as finais olímpicas e mundiais que disputou.

O Globo

 

enviar comentário
Publicidade