Publicidade

FOTOS: Prefeito de Lins, em SP, se casa com companheiro com quem vive há 13 anos

Por interino

O prefeito reeleito de Lins, Edgar de Souza (de barba), e o companheiro, estão juntos há 13 anos – Studio Uaal Fotografia/Divulgação

Numa cerimônia para 300 convidados, com direito a valsa, lágrimas e sertanejo, o prefeito reeleito de Lins, a 430 quilômetros de São Paulo, casou-se após 13 anos de união homoafetiva. Edgar de Souza (PSDB), de 38 anos, foi um dos primeiros políticos do país a assumir a condição sexual. E provavelmente o debutante na lista de casados. De malas prontas para passar a lua-de-mel com o empresário Alexsandro Luciano Trindade, 35, em Nova York, nos EUA, o tucano, que é católico, diz ser “fundamental que pessoas públicas se assumam para ajudar a acabar com preconceitos”. Antes da cerimônia, realizada numa casa de festas, ele recebeu apoio do governador Geraldo Alckmin , seu colega de partido: “me parabenizou pela coragem”.

Souza está na política desde 2000, quando se candidatou ao cargo de vereador pelo PT (foram três mandatos), mas diz que “cansou de se esconder” em 2004, ano em que decidiu morar com o companheiro. Fala que sempre recebeu apoio nos partidos pelos quais passou, e sofreu ataques pesados apenas em 2012, quando tentou a prefeitura pela primeira vez. Foram distribuídos alguns panfletos onde se via a imagem do casal estampada, e a legenda: “se você votar no 45, essa família vai governar a sua família”. A autoria nunca foi descoberta, mas o político conta que após o episódio cresceu nas pesquisas. Ele venceu com 20,7 mil votos (53,23%). Lins tem cerca de 75 mil habitantes.

— Tem pessoas que não sabem lidar com isso. Em todos os partidos têm alas mais conservadoras — atenta ele, que foi reeleito com 17,5 mil votos (47,9%).

O tucano Geraldo Alckmin não pôde ir à cerimônia por questões de agenda, mas encontrou o prefeito na véspera:

— Ele desejou felicidade, sucesso e me parabenizou pela coragem. Ele e todo o partido sempre foram muito acolhedores – aponta o prefeito.

Nas redes sociais, o grupo Diversidade Tucana, que luta a favor de políticas de inclusão, celebrou a união. “Que o amor vença sempre!”, escreveu.

Apesar do apoio em casa e no trabalho, e muito bem resolvido com sua identidade sexual, Souza revela, porém, “que já tentou se curar”:

— Queria ser normal, mas você não escolhe passar por isso. Quando me assumi, meus líderes religiosos foram muito acolhedores e a família também. A terapia também ajudou muito nesta etapa.

O prefeito reeleito de Lins, Edgar de Souza (de óculos), assumiu homossexualidade em 2004 – Studio Uaal Fotografia/Divulgação

Um dos poucos políticos assumidamente gay, o prefeito revela anseio de ver mais pessoas de seu meio tomando a mesma decisão de 13 anos atrás:

— Acho fundamental que as pessoas públicas se assumam para ajudar aqueles que sofrem por falta de apoio. Muito LGBT tem depressão, e quando uma pessoa pública faz isso ela ajuda esse público nesse processo. Mas tudo tem seu tempo – pondera.

PRIMEIRO ENCONTRO “NÃO BATEU”

Terceiro de quatro irmãos de uma família humilde do bairro do Ribeiro, Souza começou a trabalhar como office boy na prefeitura da cidade aos 14 anos. Naquela época, atuava em grupos religiosos, era representante de turmas na escola e líder de grêmio estudantil. Nas horas vagas, namorava algumas meninas. Aos 19 anos, conta, teve sua “primeira paixão avassaladora” por um homem.

— Digo que foi meu segundo parto. Foi quando me amei, me libertei. E nem fui correspondido! – lembra, rindo.

O encontro com Alex, seu marido, acontecera um anos antes, na prefeitura mesmo, mas “o santo não bateu”. Souza disse que houve um estranhamento inicial e pouco se falaram. O reencontro aconteceu em 2004, quando o prefeito já tinha 25 anos e a condição sexual revelada a amigos e família. Meses depois a dupla já estava morando junto e a relação não era mais segredo para os cerca de 75 mil habitantes de Lins.

O pedido de casamento aconteceu no meio de uma boate, após as eleições do ano passado.

— Como toda relação a gente vive de altos e baixos. Havia picos de paixão intensa e às vezes pensávamos que tudo ia acabar. Depois das eleições do ano passado, tivemos uma espécie de reencontro e, no meio da balada, perguntei: “Quer casar comigo?” – conta Souza, que ouviu “sim” de imediato.

O casal levou 50 dias para os preparativos. Data escolhida, chamaram uma amiga para ajudar com os quitutes, local, banda, trilha sonora e tudo que um casamento tem direito. O “dia do noivo” para Souza foi um jeito na barba e corte no cabelo. O companheiro fez as unhas. Como já moravam juntos, não houve chá de panela.

Souza cantou “Velha Infância”, dos Tribalistas, para o amado, que retribuiu com uma dança. A primeira valsa foi ao som de “De Janeiro a Janeiro”, na voz de Nando Reis (“O universo conspira a nosso favor/A consequência do destino é o amor/Pra sempre vou te amar”).

— Ele dançou para mim uma música em inglês que não lembro – gargalha o prefeito, para continuar:

— Chorou o tempo todo. Mais que eu. Consegui me segurar!

Entre os 300 convidados, “todos amigos mais próximos”, também houve diversidade religiosa: tinha pastor, padre, pai de santo entre outros. O tucano queria realizar a cerimônia na igreja, mas nem todos os templos aceitam casamento homoafetivo.

— Entendo as regras, mas sonho que isso mude. Algumas igrejas já realizam. O público LGBT sempre vai existir, então a discussão é se vamos acolher ou ficar segregando – pontua.

Adoção

A adoção de crianças de vez em quando entra na pauta da dupla. Até o ano passado, os dois cuidavam de dois meninos, hoje com 7 e 5 anos. Eles são sobrinhos de Alex. Um de seus três irmãos envolveu-se com drogas e, após a prisão dele, o casal passou a cuidar das crianças. Elas hoje moram com a mãe, mas passam muito tempo com os tios.

— A gente sempre ensaia uma conversa. Família muda muita coisa. A gente vai pensando.

O Globo

Comentários (7) enviar comentário
  1. Ems disse:

    É bom que sobra mais mulher pra nós !!!

  2. marcia disse:

    concordo com vc acorda brasil

  3. VENTURA disse:

    Felicidades aos(as) noivos(as)

  4. Acorda Brasil disse:

    Dizia um profeta que circulou nos anos 50: A roda grande vai entrar na pequena (inversão de valores).

    • anderson disse:

      Homofobia é sempre o choque entre dois homossexuais: aquele que aceita e o outro que não, ja dizia Freud nos anos 30.

    • Helio Motta disse:

      Então o mundo divide-se entre os assumidos e os não? Interessante sua ideia… muito interessante.
      Mas deixo a pergunta que está rolando no "Zap": como tivemos "Presidenta" o rapas será o "Primeiro Damo"?

    • Acorda Brasil disse:

      Expressar uma opinião é homofobia?
      Respeito como seres humanos que são, mas tenho o direito de discordar desse comportamento anti-natural.
      Zombe, ignore, ou mesmo agrida como revide, porém a verdade não pode ser anulada, somos criaturas e haveremos de prestar contas ao Criador.

Publicidade

Dona Marisa, esposa de Lula, é internada no Sírio Libanês, em SP, após AVC

A ex-primeira-dama Marisa Letícia – Pedro Kirilos / Agência O Globo / 22/09/2016

A ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva foi internada na tarde desta terça-feira no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Ela sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) e, às 16h, estava na sala de emergência da unidade de saúde.

O hospital ainda não informou o estado de saúde da mulher do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O Globo

Comentários (19) enviar comentário
  1. Claudio disse:

    Deveria ir pro suds

  2. João Bosco disse:

    EU TAMBÉM QUERIA A DONA MARISA NOS SUS
    Vivemos no sistema Capitalista e sua máxima na saúde é:
    ¨Se você tem dinheiro, tem cura!
    A saúde é uma mecardoria como outra qualquer, lucrativa.
    Pobre só dá lucro para a indústria química-farmacêutica, na sua operação de venda de paliativos.
    Pobre dá lucros, refém de orientações medicas mercenárias na compra de remédios.
    Classe estigmatizada pelo capital que é por ele explorada,
    na saúde, não tem direito a cura.
    Não tem dinheiro. Morre!
    Saiba Sr. e srª Coxinha que apoiou os Golpista,
    que traiu o povo, apostando no atraso, os SUS só teriam os equipamentos padrão Sírio-Libanês, se vocês coxinhas, babacas,
    tivessem consciência, não tivessem esse ódio covarde e desumano, não tivessem mêdo de mudanças,
    que Lula e Marisa nunca tiveram.
    Lula e Dilma buscaram dar aos trabalhadores e a nossa população pobre,
    se não o padrão Sírio pelo menos uma Saúde de qualidade,
    (contra um sistema ditado pelo poder dos lucros das empresas multinacionais),
    Mas senhores Coxinhas, as suas ignorâncias política, seus nojetos e asquerosos egocentrismos,
    seus ódios, suas falta de humanidade,
    suas fraternidades cristãs diaraques e a suas covardias não querem permitir esse mínimo e básico direito humano: Saúde.
    É isso que Lula, Marisa, Dilma e os militantes do PT e de outros partidos de esquerda odiados, sempre lutaram e lutam para mudar. Nós queremos uma Saúde de qualidade, de responsabilidade humana e única para todos,
    O Hospital Sírio-libanês, Senhores, é para poucos privilegiados,
    poucos tem acesso e provavelmente nem você com seus dejetos mentais tenha.
    Infelizmente, é isso, é essa saúde que as suas ignorâncias querem manter distante do nosso povo.
    .
    João Bosco-pontokom

  3. Patrícia disse:

    A boca fala do que o coração está cheio. Tem gente tão pequena que é incapaz de enxergar o ser humano além da visão míope maniqueísta. Esquecem a lei da semeadura.

  4. Paulo disse:

    Vão adiar a prisão do safado do lula para ele acompanhar a mulher no hospital.

  5. Paulo disse:

    Por que não foi para o SUS?

  6. Alexandre disse:

    Engraçado, o marido levou ela para o hospital Sírio Libanês, da "elite branca", que Lula vive metendo o pau! Seria ele atualmente então parte dessa elite branca que ele tanto fala? Para estar lá, com certeza faz parte dessa elite!
    E o povão no SUS com médicos cubanos!
    Falso moralista hipócrita!!!!
    Sua hora vai chegar!

  7. Kall disse:

    Devia de tratar no SUS

  8. Eterno Vascaino disse:

    Melhoras para minha primeira dama !

  9. Sandro Adv. disse:

    O ser humano é muito mau: Homo hominis lupus.
    Adora desgraça dos outros!

  10. Lula 2018 na cadeia disse:

    Chama os médicos cubanos pra atender!!! Ou quem sabe o Padilha?

  11. César Rodrigues disse:

    Deus perdoe eles não sabem o que diz

    • bueno disse:

      Deveria ir pra um hospital publico e pra o SUS que Lula disse a Obama ser o melhor plano de saude do mundo e que ele deveria ter

    • Teresa castro disse:

      Vai nada.

  12. MR disse:

    Está cheirando à armação para não ir presa!

  13. guilherme disse:

    se morrer nao faz falta era bom ir pro sus pegar a fila

  14. Sandro Alves disse:

    Também a quantidade de pláticas que a mulher fez, não poderia terminar bem, tá a cara de Elza Soares. kkkkkkkkkkk

Publicidade

Pesquisa Instituto Paraná: Em SP, Lula seria massacrado por Aécio, Dilma tem 86,7% de desaprovação, maioria apoia impeachment e Cunha é detonado

É destaque no Antagonista nesta sexta-feira(08).

Massacrado em São Paulo

Uma pesquisa feita pelo Instituto Paraná, no Estado de São Paulo, evidencia o desespero de Lula…

Hoje, num eventual segundo turno com Aécio Neves, Lula seria massacrado: 58,8% dos paulistas votariam no tucano e apenas 17,7% em Lula.

O “renascimento” e a verdade

No estado de São Paulo, de acordo com a pesquisa do Instituto Paraná, a desaprovação a Dilma Rousseff é praticamente unânime: 86,7% dos paulista desaprovam a petista.

É um “renascimento” e tanto.

Paulistas: sim ao impeachment

Quanto ao impeachment de Dilma Rousseff, 66,3% dos paulistas são a favor e 70,8% o consideram um procedimento legal, dentro dos limites da Constituição, de acordo com a pesquisa do Instituto Paraná.

Cunha: sem condições morais e legais

O Instituto Paraná também descobriu que, entre os paulistas, 81,9% acham que Eduardo Cunha não têm condições morais e legais de comandar o processo de impeachment de Dilma Rousseff. E que 74% acham que ele deveria ter o mandato de deputado federal cassado.

Comentários (10) enviar comentário
  1. Rodrigo disse:

    No ibope é a mesma coisa.

  2. Val Lima disse:

    Rapaz ainda tem 17% de "alienados" que votam nessa "figura"??!!

  3. SURPRESO disse:

    86,7 % de desaprovação? Só? Tá bem a Anta hein?

  4. Rômulo disse:

    Pouco me importa o que pensam os paulistas com seu ufanismo. Eles não são uma ilha. O Brasil é muito maior do que SP, e a raiva deles foi ter de engolir essa grande verdade nas eleições de 2014, por não terem escolhido o presidente da república, e provavelmente engolirão de novo em 2018.

  5. Fernando Segundo disse:

    "O Antagonista" kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Só falta agora reproduzir textos de Rodrigo Constantino.

  6. André disse:

    Instituto Paraná e O Antagonista. Que fase, BG.

  7. charles disse:

    Ainda estão muito bem na pesquisa. kkkkkkkkkkk

  8. Brasil meu país! disse:

    Instituto Paraná? kkkkkkk
    Antagonista do Mainardi, aquele da Veja?
    kkkkkk
    Estão apelando….kkkk

  9. Jadson disse:

    Interessante, pois lula é cria de São Paulo. De Nordeste nele só tem o passado. E ainda colocam a culpa em nós Nordestinos por ele e pelo PT.

  10. João Câmara disse:

    Lula Blindado e Dilmandioca Blindada que Pais e Esse

Publicidade

GRANDES PROPORÇÕES – (FOTOS): Incêndio atinge Museu da Língua Portuguesa, em SP

NUYSEC MUSEUI

Um incêndio de grandes proporções atinge o Museu da Língua Portuguesa, na Luz (região central de SP), na tarde desta segunda (21). Bombeiros informam que as chamas estão controladas e que o incêndio está em fase de rescaldo.

Por volta das 17h, 20 viaturas trabalhavam para extinguir as chamas. Não há informações sobre vítimas. Chove muito no local.

Por ser segunda-feira, o museu estava fechado na hora em que o prédio começou a pegar fogo. As informações preliminares é que as chamas atingem o segundo e o terceiro andares do local. Segundo um funcionário do museu que não quis ser identificado, o incêndio começou na sala de exposições.

Funcionários relataram que evacuaram o prédio após ouvir o alarme. A Estação Luz, da CPTM, está fechada.

Em novembro de 2013, um incêndio atingiu o Memorial da América Latina, na zona oeste de São Paulo.

EXPOSIÇÃO

Desde o último dia 15, o Museu da Língua Portuguesa exibia uma exposição com mais de cem obras entre charges, caricaturas e histórias em quadrinhos. A mostra “Esta Sala é uma Piada” ficaria em exibição até 28 de fevereiro. Parte das obras estava em uma tela virtual. Os desenhos foram selecionados do 42º Salão Internacional de Humor de Piracicaba, o evento mais importante do gênero no mundo. Neste ano, o tema foi a sociedade contemporânea e a corrupção. Havia obras de países como Irã, Turquia, França e Cuba.

Folha Press

Comentário (1) enviar comentário
  1. ze Cabral disse:

    so lembrando que o acervo de cascudo está exposto lá

Publicidade

Sobe para 8 o nº de corpos achados na casa do ‘Monstro da Alba’, em SP

A polícia encontrou mais dois corpos na casa do pintor Jorge Luiz Morais de Oliveira, de 41 anos, dentro de uma casa em um beco da Favela Alba, no Jabaquara, zona sul de São Paulo. Outros seis corpos já haviam sido encontrados no imóvel. O pintor é suspeito de ter assassinado as oito vítimas. As buscas no local continuam nesta terça-feira, 29, com uma equipe do Corpo de Bombeiros, que conta com dois cachorros, um treinado para encontrar e salvar vítimas e outro para localizar corpos. A polícia suspeita que pode haver novas vítimas.

Além dos corpos, foram encontrados ossos humanos no imóvel na segunda-feira, 28: um fêmur, uma tíbia e um ílio. Já haviam sido localizados na casa dois crânios, pele humana e roupas de criança. Também foi apreendido um fogão ensanguentado, mas não há indícios, segundo a polícia, de canibalismo.De acordo com os investigadores, uma das vítimas que foi encontrada no local já foi identificada e estava desaparecida desde 1º de janeiro.

Isto É

enviar comentário
Publicidade

Em SP, jovem é preso sob suspeita de esquartejar e congelar corpo da tia

A Polícia Militar prendeu um jovem suspeito de matar, esquartejar e esconder o corpo da tia em uma geladeira, na região do Jaçanã, zona norte de São Paulo.

A mulher estava desaparecida há cerca de um mês, mas o crime foi descoberto na noite desta quarta-feira (5).

O corpo foi encontrado pelo pai do jovem, e o irmão da vítima, esquartejado e distribuído em sacos plásticos dentro da geladeira. Após ser descoberto, o suspeito, que morava com a tia, fugiu de carro.

O pai do jovem chamou a polícia e denunciou o filho. Ele disse que a irmã estava desaparecida há cerca de um mês e, na noite desta quarta, foi ao apartamento dela na rua Acapuzinho.

Após perseguição pelas ruas do bairro, o suspeito foi preso na avenida Júlio Buono, após bater o carro contra um poste. O caso foi registrado no 73º DP (Jaçanã).

Folha Press

enviar comentário
Publicidade

Rio Claro, em SP, é a cidade mais nerd do Brasil, diz Amazon; confira top 10

Nesta segunda-feira (25) é comemorado mundialmente o Dia do Orgulho Nerd.

O 25 de maio foi escolhido para coincidir com a data de lançamento do primeiro filme da saga de George Lucas “Star Wars” (“Episódio 4: Uma Nova Esperança”, cuja estreia foi no dia 25 de maio de 1977) e por ser também o Dia da Toalha, que é celebrado pelos fãs da série “O Guia do Mochileiro das Galáxias”, escrito por Douglas Adams.

O acessório para se secar é essencial em viagens espaciais, de acordo com a obra.

Em homenagem a data, a Amazon.com.br fez uma lista com as dez cidades brasileiras mais nerds.

Rio Claro, em São Paulo, ficou em primeiro lugar por ser a cidade com o índice per capita mais nerd –os vencedores foram determinados por uma compilação de dados de envios de livros “geeks” para cidades com mais de 100 mil habitantes. Os dados foram compilados desde agosto de 2014.

E é em Rio Claro que está a Força. A cidade teve mais livros relacionados à saga “Star Wars” enviados por habitante. Novo Hamburgo (RS), apesar de não ter entrado para os top 10, está cheia de toalhas: a cidade é líder em entregas per capita de livros de Douglas Adams.

Quanto a material relacionado a super-heróis, a campeã é Bagé (RJ). E Ribeirão Pires (SP) tem a maior proporção de envios de livros da saga “Game of Thrones”.

Confira a lista completa:

1 – Rio Claro, SP
2 – Caruaru, PE
3 – Florianópolis, SC
4 – Santa Maria, RS
5 – Niterói, RJ
6 – Porto Alegre, RS
7 – São Caetano do Sul, SP
8 – Santos, SP
9 – Guarapuava, PR
10 – Teresópolis, RJ

Folha Press

enviar comentário
Publicidade

ACIDENTE TERRÍVEL(VÍDEO): Câmera flagra explosão de carro que matou mãe e filho de 10 anos na Ayrton Senna, em SP

cmddxcp4k_82m0r0fqx2_fileASSISTA AQUI

Uma câmera de segurança flagrou a explosão de matou mãe e filho no km 23 da rodovia Ayrton Senna, na região de Guarulhos, na Grande São Paulo, por volta das 22h de quinta-feira (19). Outros três ocupantes do carro ficaram gravemente feridas, sendo que uma delas teve cerca de 90% do corpo queimado.

Segundo informações do boletim de ocorrência, o motorista de um Gol branco entrou por engano na alça de acesso para a avenida Jacu-Pêssego. Ele decidiu dar marcha a ré para retornar e acessar a pista expressa da Ayrton Senna e foi atingido por um Ford Fusion.

Os dois carros se incendiaram. Apenas o condutor do Ford conseguiu sair antes que as chamas se alastrassem. Eurides Pereira Santos, de 30 anos, e seu filho Ícaro Santos Pereira, de dez, morreram carbonizados. Os outros três ocupantes do veículo ficaram gravemente feridos.

Um rapaz de 20 anos teve cerca de 90% do corpo queimado e foi encaminhado ao Hospital do Tatuapé. Um adolescente de 14 anos foi socorrido no Hospital Geral de Guarulhos e um menino de oito foi levado ao Hospital das Clínicas de Mogi das Cruzes.

O motorista de um GM Celta, que vinha logo atrás, freou bruscamente ao ver o acidente e colidiu em uma mureta, mas não se feriu. O caso foi apresentado ao 4º DP de Guarulhos.

R7

enviar comentário
Publicidade

Em SP, Lula sugere que é "mais esperto” quem cobra o governo

20141201134233-1Foto: Janaina Garcia / Terra

Principal cabo político da campanha presidencial pela reeleição, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sugeriu nesta segunda-feira, em São Paulo, que é “mais esperto” quem cobra o governo do que simplesmente quem aguarda as próprias reivindicações serem atendidas. O petista discursou a catadores de resíduos sólidos na abertura da Expocatadores 2014, evento realizado no Centro de Convenções do Anhembi, na zona norte da cidade, com representantes do setor do Brasil e da América Latina.

“A Dilma (Rousseff) vai vir aqui vai conversar com vocês; vai receber 500 reivindicações, o Haddad também. Mas o mais esperto não é o que ganha, é o que cobra”, estabeleceu.

No discurso de cerca de 17 minutos, Lula, anunciado como “convidado especial” do evento, falou sobre a visita da presidente Dilma à feira, na próxima quarta-feira, e afirmou que governos como o dela e o do prefeito Fernando Haddad (PT) ainda têm a aprender com o setor – composto, segundo o ex-presidente, pela “parcela mais necessitada e mais esquecida da população brasileira”. Em São Paulo, onde fez cerca de um terço dos votos no segundo turno da eleição presidencial, Dilma anunciará na quarta repasses do BNDES para a coleta seletiva.

“Pode ter certeza q a presidente Dilma vem e ela, a gente, o Haddad não vem para ensinar, mas para aprender. Quando a gente tem dúvida de que a coisa lá em cima está muito ruim, a gente vem respirar o oxigênio do povo brasileiro, que acredita no trabalho feito por esse País”, afirmou Lula.

Segundo o ex-presidente, Dilma virá acompanha do ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, “e outros ministros”. “É sempre bom as pessoas agradeceram a gente, é sempre bom ouvir as pessoas falarem bem da gente – é sempre bom quando alguém reconhece as coisas que fizemos”, destacou. “Mas não são vocês que têm que nos agradecer: fizemos nossa obrigação, e o dinheiro que gastamos foi dinheiro do povo brasileiro”, completou.

Comum discurso fortemente calcado na relação entre ricos e pobres, ou elite e trabalhadores, Lula afirmou aos catadores que “catar pedaço de papelão na rua é muito mais digno” do que quem joga o papel e os trata “como seres desprezíveis” de dentro “dos seus carrões”. “Aqueles que queriam tratar vocês como desprezíveis, que tratem como homens e mulheres de primeira classe –eles deveriam visitar as cooperativas”, disse.

“Se tinha alguém nesse País com direito de andar com cabeça erguida, esse alguém eram vocês, não era eu nem o Haddad, mas vocês, que conquistaram esse direito e podem dizer em alto e bom som: ‘sou pobre, mas vivo do meu trabalho, do meu suor e quero dar a meus filhos a mesma educação que têm os filhos da elite brasileira, ou os filhos de qualquer doutor desse País. Essa lição vocês ensinaram à sociedade que olhava a vocês com certo desprezo”.

Recurso do BNDES vai para centrais manuais, diz Haddad

Sobre a parceria com o BNDES, Haddad afirmou que a ideia é a cidade “ser exemplo” para o restante do País, a respeito da coleta seletiva, de modo que lixões e incineração de material sejam práticas substituídas pela reciclagem.

“O que queremos é uma economia sustentável, e sabemos que tudo o que é chamado de lixo é equivocadamente desperdiçado. Podemos recuperar isso, vender para as indústrias e usar a renda para melhorar a condição de vida dos catadores”, avaliou Haddad, para quem a mecanização do processo é primordial para que atinja “metas mais ousadas”. “O compromisso é que a modernização do processo da coleta seletiva não vai excluir ninguém, mas incluir cooperativas e catadores avulsos”, disse Haddad.

Conforme o prefeito, o recurso do BNDES será usado no aprimoramento das centrais manuais de coleta do resíduo.

Vidro quebrado

Um pouco antes do discurso de abertura, Lula e Haddad se reuniram com representantes dos catadores, em encontro fechado à imprensa. Um vidro da sala onde estavam estourou, assustando os presentes. Entretanto, ninguém se feriu.

Terra

Comentários (2) enviar comentário
  1. ademar disse:

    Manipula o judiciario e dá pao para o povo. Quem paga esta conta ? Quem realmente trabalha.

  2. BETO disse:

    O MAIOR MARQUETEIRO POLÍTICO DE TODOS OS TEMPOS. SEMI ANALFABETO BOTOU MUITA GENTE NO BOLSO E AINDA BOTA. UM HOMEM DE MUITA INTELIGENTE.

Publicidade

FOTO: Incêndio atinge cerca de 50 barracos em favela na região do Brás, em SP

BznA8CMIUAALPE3Um incêndio considerado de grandes proporções atingiu na tarde desta sexta-feira uma favela na região do Brás, Zona Leste de São Paulo. Ainda não há informações de vítimas. O Corpo de Bombeiros enviou 20 equipes – cerca de 57 homens combatendo as chamas em duas frentes – à comunidade, localizada na Rua 21 de Abril, altura do número 611. Cerca de 50 barracos, numa área de 5 mil quilômetros quadrados, foram atingidos, segundo os bombeiros.

A assessoria da corporação diz que o incêndio teve início pouco antes das 14h. As causas ainda são desconhecidas. A CET interditou totalmente a Rua 21 de Abril, na altura da Rua Hipódromo.

É o terceiro incêndio naquela região da capital paulista em 10 dias. Nesta quinta-feira, cerca de 35 barracos de uma comunidade localizada no Jardim Rodolfo Pirani, no extremo leste da capital paulista, foram atingidos pelo fogo. Uma pessoa morreu.

No último dia 1º, outro incêndio de grandes proporções atingiu uma comunidade na Fazenda da Juta, também no extremo leste de São Paulo, próxima ao local da ocorrência registrada na madrugada desta quinta-feira.

O Globo

enviar comentário
Publicidade

Organização denuncia torturas praticadas por policiais e agentes penitenciários em SP,RJ e três estados

 A organização humanitária Human Rights Watch (HRW) denuncia que, desde 2010, foram registrados 64 casos de tortura e tratamento cruel praticados por agentes penitenciários, policiais civis ou militares. Desses, 26 casos ocorreram em São Paulo. Há casos também no Rio de Janeiro, Paraná, Bahia e Espírito Santo. As violações ocorrem geralmente nas primeiras 24 horas da prisão. Com base neste documento, a HRW vai entregar ao Congresso uma carta pedindo que seja aprovado o projeto de lei que obriga que os presos sejam levados a um juiz em, no máximo, 24 horas após o flagrante. Hoje, isto ocorre, no mínimo, três meses depois.

A entidade teve acesso a depoimentos de testemunhas, filmagens, fotografias, laudos periciais e decisões judiciais. Os atos de tortura e de tratamento cruel incluíram espancamentos, ameaças de agressões físicas e de violência sexual, choques elétricos, sufocamento com sacos plásticos e violência sexual. Em muitos casos, as vítimas foram submetidas a mais de uma forma de tortura e ameaçadas para não denunciar as violações.

As violações ocorreram em ruas, residências, viaturas policiais, delegacias e presídios. Segundo a Human Rights Watch, em muitos casos, quando as vítimas foram detidas em residências, policiais aparentemente entraram sem mandados de busca. Pelo menos 103 policiais militares, 24 policiais civis, 17 agentes penitenciários ou agentes do sistema socioeducativo e dez agentes estatais não identificados estiveram envolvidos nos casos examinados.

– Quando pessoas presas têm que esperar meses para serem apresentadas a uma autoridade judicial, é improvável que denunciem abusos sofridos durante a sua abordagem — e, resolvendo fazê-lo, muitas vezes não dispõem dos meios para comprovar os abusos porque marcas físicas já desapareceram – explica Maria Laura Canineu, diretora da Human Rights Watch Brasil.

TORTURAS

No Rio de Janeiro, segundo a HRW, informações sugerem que os policiais envolvidos no desaparecimento de Amarildo torturaram vários outros moradores da Rocinha em 2013. Na véspera da prisão de Amarildo, policiais militares levaram o jovem, X.Z., de 16 anos, ao Centro de Comando e Controle da Rocinha e o ameaçaram com violência sexual. Os pais do jovem relataram à entidade e ao Ministério Público que os PMs colocaram sua cabeça dentro de um vaso sanitário cheio de fezes e o forçaram a ingerir cera líquida para que revelasse os nomes de traficantes de drogas.

Em São Paulo, um dos casos selecionados pela HRW descreve que, em 2013, sete policiais do 1o Batalhão da Tropa de Choque e da Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) detiveram o jovem de 17 anos Z.Z. em casa e o levaram para uma delegacia. Após ser liberado por falta de provas, Z.Z. voltou para a delegacia e relatou que foi espancado por PMs da Rota, além de receber choques elétricos na barriga por meia hora, enquanto perguntavam se ele era “um tal de Zabo”. Os policiais teriam ameaçado que “não esqueceriam (dele) e voltariam para queimá-lo” se ele denunciasse os abusos.

Ainda na capital paulista, a Human Rights Watch diz que exames de corpo de delito de alguns presos que denunciam abusos são tardios, realizados de forma superficial ou na presença de policiais. Poucos exames de corpo de delito contêm fotografias das lesões, impressões digitais dos presos e outras informações essenciais à investigação.

“Apesar de importantes esforços promovidos ao longo dos últimos anos para conter esses crimes, a tortura e o tratamento cruel, desumano e degradante por agentes estatais continua sendo um grave problema em São Paulo”, diz trecho da carta.

O Projeto de Lei do Senado 554/ 2011, atualmente em análise pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado Federal, prevê que pessoas presas em flagrante sejam conduzidas à presença de um juiz no prazo máximo de 24 horas para uma “audiência de custódia”.

O Globo

enviar comentário
Publicidade

FOTOS: Protesto contra a Copa nas proximidades do Itaquerão, em SP

 

protesto-sp-copa-201405-15-04-size-598 imagens-do-dia-20140515-005-size-598 imagens-do-dia-20140515-004-size-598 protesto-sp-copa-201405-15-03-size-598 protesto-sp-copa-201405-15-02-size-598Foto 1: Eduardo Knapp/Folhapress; Foto 2: Luiz Claudio Barbosa/Futura Press/Folhapress; Foto 3: Nelson Antoine/Fotoarena/Folhapress; Fotos 4 e 5: Nelson Almeida/AFP

Comentários (3) enviar comentário
  1. Afra Andrade disse:

    Temos em nosso país, uma saúde que mutila e mata a míngua seus patriotas, uma segurança pública ineficaz que expõe o cidadão as piores aberrações já vistas neste planeta, temos uma corja de políticos farsantes que vivem da miséria do povo, somos a sétima potência econômica do mundo e também uma das primeiras em corrupção. É esse mesmo (Brasil) o país "da copa", da pouca vergonha, dos altos impostos, da roubalheira e da impunidade!

  2. Zé Ninguém disse:

    WASHINGTON ARAÚJO 12 de Maio de 2014 às 19:08
    Temos diante de nós um evento planetário que poderá ser uma vigorosa oportunidade de mostrar ao mundo que o melhor do Brasil é o brasileiro.
    Daqui a exatos 30 dias teremos aquele momento mágico em que será cantado o nosso hino nacional por 11 jogadores da seleção brasileira, adicionado por milhares de vozes de torcedores que lotarão o estádio Itaquerão de São Paulo e ecoando por milhões de vozes de outros brasileiros espalhados país afora e mundo afora. Aquele momento quando a câmera passeia pelos jogadores, quando veremos seus rostos contritos, alguns tensos, outros descansados, alguns cantando e outros apenas balbuciando os versos de nosso hino, veremos rostos negros, morenos, brancos, em sua maioria de jogadores que trazem consigo uma origem humilde, essa origem humilde que vez por outra nos dá vontade de chorar.
    O futebol é a maior escola meritocrática que o Brasil tem – só desponta quem tem talento no pé, alma de campeão, hábitos disciplinados e tirocínio rápido para fazer do nada uma jogada excepcional, um momento alto na história do futebol mundial. Por ser um esporte coletivo, o país que se consagra em uma Copa do Mundo o faz devido unicamente ao talento e ao empenho de seus jogadores em campo, em nada importando dados aleatórios como a população do país, a opulência de sua economia, o desenvolvimento de sua ciência, o poderio de sua defesa estratégico-militar. Vale apenas suas habilidades em campo. E nada mais.

Publicidade