Publicidade

Administração Penitenciária do RN diz que facções rivais juntas pode causar ‘revolta generalizada’ nas unidades prisionais

O portal G1-RN destaca. A Coordenadoria de Administração Penitenciária alertou: “não é viável colocar duas facções rivais juntas, somando um total de mais de 1.200 presos”. E reforçou: “isso pode causar uma revolta generalizada em todas as unidades prisionais do estado”.

Alerta se deu em meio a operação de transferência de presos nesta segunda (20), ação em que o Governo do Estado promoveu o deslocamento de mais de 800 internos de Alcaçuz para o Pavilhão 5, como é mais conhecido o Presídio Rogério Coutinho Madruga, onde estão 440 detentos de uma facção rivais.

O G1 teve acessoao documento da Coape. Ele é datado de 16 de março, ou seja, foi elaborado pelo menos quatro dias antes de a operação ser executada pelos agentes do Depen e policiais militares. CONFIRA AQUI documento em texto na íntegra

Em nota, o Governo do Estado garante que o contingente de agentes federais e estaduais e de policiais que atuam hoje em Alcaçuz é suficiente para manter a ordem e a segurança local. Confira aqui esclarecimento do Estado

enviar comentário
Publicidade