Publicidade

Governo lança programa Ronda Cidadã em Mossoró neste sábado

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), lança, neste sábado (18), o programa Ronda Cidadã na cidade de Mossoró. O evento será no Campo de Futebol da Estrada Raiz, no bairro Santo Antônio, a partir das 10h.

O Ronda se destina às ações de polícia comunitária, promovendo abordagens com foco no acolhimento, na inclusão social e na cidadania, sem que haja prejuízo no policiamento repressivo. Inicialmente serão duas viaturas, seis motocicletas e uma base móvel fazendo o atendimento nos bairros Santo Antônio, Barrocas, Bom Jardim e Paredões, atendendo uma população de 62 mil habitantes. Também serão realizadas ações de cidadania integradas com outros órgãos vinculados à Sesed e demais secretarias.

Como parte das políticas do programa, em janeiro a Polícia Militar do município recebeu a implementação de avanços tecnológicos, com a instalação de tablets em viaturas. Nos últimos meses, os agentes de segurança que atuarão no Ronda Cidadã passaram por capacitações, onde tiveram aulas teóricas e práticas sobre temas como mediação de conflito, gerenciamento de crise, defesa pessoal, prática de tiro no método Giraldi, atendimento pré-hospitalar, uso diferenciado da força, direitos humanos e instruções de mobilizações comunitárias.

“Vale destacar que cada viatura terá um Cartão Programa instalado nos tablets. Esses cartões são mapas dos bairros com as manchas criminais. Com as manchas, fazemos o que chamamos do policiamento inteligente. Os policiais são deslocados para patrulhamento em um local específico onde determinado tipo de crime está ocorrendo. Por exemplo, pelo Cartão Programa o PM sabe onde está ocorrendo mais furtos, mais homicídios. Então ele já vai para o local sabendo que tipo de patrulhamento deve ser feito. Isso otimiza o serviço prestado”, afirmou o secretário adjunto da Sesed, tenente-coronel Raimundo Florêncio.

As reuniões com os conselhos comunitários, um dos principais pilares do Ronda Cidadã, será realizada pelo Corpo de Bombeiros. Segundo o Comandante Geral, Sócrates Vieira, serão realizadas palestras sobre prevenção de acidentes domésticos, primeiros socorros e afogamentos. A Polícia Civil atuará nos casos de evasão escolar e o compartilhamento das informações das medidas protetivas para ajudar no combate à violência doméstica. Esse acesso às informações é importante porque as vítimas desse tipo de violência serão visitadas pela equipe do Ronda Cidadã.

Comentários (2) enviar comentário
  1. BarbyBarby disse:

    Tirou vários PMs do trânsito e de outros BPMs achando que vai dar certo. Descobre um santo e cobre outro.

  2. Filho disse:

    se não funciona em Natal, pra que lançar em outra cidade.

Publicidade

Governo lança programa para financiar reforma de moradia de baixa renda

Cw08CnQWQAEHsZKNa tentativa de criar uma agenda positiva, o presidente Michel Temer lança oficialmente nesta quarta-feira o cartão Reforma, destinado a financiar reformas de moradias para a baixa renda (até R$ 1.800), a fundo perdido. O programa só vai começar a funcionar a partir de 2017 e terá R$ 500 milhões do orçamento da União. A ideia é beneficiar no primeiro ano cerca de 100 mil famílias.

A quantia que cada família vai ganhar vai variar entre R$ 2 mil e R$ 9 mil, dependendo da reforma a ser realizada. Caberá às prefeituras selecionar os bairros ou comunidades que serão beneficiados. As autoridades locais farão visitas para identificar as necessidades de cada morador — que receberá o cartão emitido pela Caixa Econômica Federal já no valor estipulado para o serviço. A compra do material de construção poderá ser feita nas lojas credenciadas ao banco.

Segundo o ministro das Cidades, Bruno Araújo, famílias de todo o país poderão ter acesso ao cartão. Mas, o programa não será executado de forma pulverizada. Será destinado às moradias concentradas nas áreas selecionadas (regularizadas ou processo de legalização), para facilitar a fiscalização.

A iniciativa é inspirada em projetos de governos estaduais, como de Goiás, como exemplo. Além do alto grau de retorno de satisfação dos beneficiados, disse o ministro, a medida ajuda a melhorar a qualidade das moradias, reduzindo assim, o déficit habitacional e a demanda por novas unidades do programa Minha Casa Minha Vida. Ele destacou que as famílias contempladas vão entrar com a contrapartida do custo da mão de obra.

— Geralmente, 60% do custo das reformas são com material de construção e os 40% restantes, com mão de obra — disse o ministro, acrescentando que prefeitos e governadores também poderão participar, oferecendo contrapartidas como equipe de engenheiros para prestar assistência técnica gratuita às famílias.

Para marcar o lançamento do programa social do governo Temer, foram convidados para a cerimônia governadores, prefeitos, representantes do setor produtivo (de lojas de material de construção), além de autoridades governamentais. Durante o evento, será assinado o primeiro contrato habitacional na nova faixa do programa Minha Casa Minha Vida (faixa 1,5, para renda familiar de até R$ 2.350).

Esta faixa foi criada ainda na gestão petista, diante da escassez de recursos orçamentários para a faixa 1 (até R$ 1.800), em que a casa é praticamente doada, com prestações simbólicas. Na faixa intermediária, as famílias arcam com um financiamento, mas o valor do subsídio do FGTS (também a fundo perdido) pode chegar a R$ 45 mil por unidade.

O Globo

Comentários (3) enviar comentário
  1. josé disse:

    Coxadas, finalmente o golpista, está imitando o governo que ele, covardemente, golpeou!!!

  2. Augusto Ribeiro disse:

    Cheque Reforma! É a maior furada… Lembram-se?

  3. altair disse:

    boa ideia mas tomara que chegue para quem precisa mesmo

Publicidade