Humilhada em reality show de casais, participante se suicida durante filmagens

coreia-do-sulrealityshowrepO suicídio de uma jovem durante as filmagens na Coreia do Sul de um programa muito popular, acusado de ferir a dignidade dos participantes para elevar a audiência, provocou um debate sobre os excessos dos reality shows.

O corpo de Chun, de 29 anos, foi encontrado na quarta-feira no hotel no qual está sendo gravado o programa Jjak (O casal), produzido pela SBS, uma das três principais emissoras de TV do país.

A polícia informou que a jovem teria se enforcado com o fio de um secador de cabelos.

“Não paro de chorar. Tenho sido tão infeliz na vida que quero dar um fim”, escreveu a jovem em um bilhete de suicídio.

No programa, 10 homens e 10 mulheres permanecem durante uma semana em um hotel, batizado de “Cidade do Amor”, onde devem passar por várias provas para encontrar o par ideal.

Os três candidatos de Chun decidiram tentar conquistar o coração de outra participante.

Os competidores do programa, no ar desde 2011, são mostrados em estado de emoção extrema: eles são filmados comendo sozinho, por exemplo, quando são rejeitados pelos potenciais parceiros.

A mãe da jovem afirmou ao jornal JoongAng Ilbo que Chun contou que não poderia viver na Coreia do Sul no caso de exibição do programa.

A SBS cancelou a exibição do programa previsto para quarta-feira e pediu desculpas públicas, mas não admitiu qualquer responsabilidade na tragédia.

A polícia abriu uma investigação sobre eventuais responsabilidades da emissora no suicídio.

Os reality shows são questionados no país por seu caráter intrusivo e pela exibição do lado mais obscuro dos participantes.

AFP

Adolescente se suicida depois que seus pais a proíbem de acessar o Facebook

adolescente-se-suicida-depois-que-seus-pais-a-proibem-de-acessar-o-facebookUma adolescente se matou após seus pais a proibirem de acessar sua página no Facebook. Ela escreveu uma nota antes de cometer o ato dizendo que não poderia viver sem a rede social.

Aishwarya Dahiwal, de 17 anos, foi encontrada enforcada em seu quarto após uma discussão com os pais sobre o tempo excessivo que passa na rede social e nas conversas no celular. O caso ocorreu na quarta-feira (1), na cidade de Parbhani, na Índia.

Em uma nota de suicídio, ela argumentou culpando os pais e suas restrições por tomar a atitude. “O Facebook é tão ruim? Eu não posso ficar em casa com as restrições e não posso viver sem o Facebook”, escreveu.

Techmestre e R7

Policial que cometeu suicídio em Caicó nesta quarta era investidor da Telexfree e tinha se desfeito de bens após bloqueio, revela radialista

CM1Foto: Do blog Eduardo Dantas

A real motivação do cometimento do suicídio por parte do Policial Civil Carlos Magno Meneses Guimarães na manhã de hoje (quarta-feira) no interior da Delegacia de Policia da cidade de Caicó ainda é desconhecida, mais um detalhe que chama atenção é o fato do policial ser um investidor da empresa de Market Multinivel (Telexfree) e ter investido valores que não conseguiu recuperar devido o bloqueio da empresa.

De acordo com informações, Carlos Magno investiu recursos pessoais na empresa Telexfree e após o bloqueio da empresa ele teve que se desfazer de bens como um carro zero km, para poder honrar com seus compromissos financeiros.

Carlos Magno havia comprado um carro e com menos de um mês da compra o veículo a telexfree foi bloqueada pela justiça tendo ele sido obrigado a se desfazer de mais um bem pessoal por causa da empresa.

Este fato teria deixado o policial Carlos Magno depressivo e pode ser uma das linhas seguidas para esclarecer a real motivação pelo qual o mesmo cometeu o suicídio.

Do radialista e blogueiro Eduardo Dantas

    19 Comentários

    1. Famscrow disse:

      MMN tem o mesmo segmento da Universal, explorar pra obter lucros absurdos usando a ignorância/inocência dos outros, tanto que dá pra ver nos comentários aqui onde quem participa disso defende à unhas e dentes, como se estivéssemos falando da mãe deles. Rsrs

      • avelino disse:

        TELEX FREE É DIFERENTE DA UNIVERSAL NÃO DA PRA COMPARÁ TELEX NÃO É INVESTIMENTO É TRABALHO MAIS MESMO ASSIM TODOS GANHÃO MESMO QUEM FAZ MUITO POUCO QUE FALA DA TELEX FREE É POQUE NÃO CONHECE OU ESTAR COM INVEJA QUE PENA

    2. Charles disse:

      Mais para a conta do MP do Acre!

    3. cris disse:

      Esse e o presente de natal que a justiça da para as ffamílias ! Que en vestiram seu dinheiro sado e sofrido em uma empresa deixe bem claro que não e a empresa que fez isso sim a nossa justiça.

    4. ronaldo disse:

      Ainda bem que a telex foi bloqueada, essa promessa de lucro alto e fácil levaria muito mais pessoas a cometerem isso. As pessoas que foram abduzidas pelo zumbi mestre, reflitam….. Não existe dinheiro fácil….

      • Renato disse:

        Ronaldo, o dinheiro facil eh o dinheiro do povo que os corruptos deste Pais nos roubam a cada minuto. Continua colocando seu dinheirinho suado no banco, na poupanca, no CDB e depois penssa quem ganha dinheiro facil. Vira a pagina! Sai da caixa e se liberta do sistema. Voa Telexfree!

    5. elvira disse:

      essa e a nossa justica

    6. Lecoleco disse:

      Muitos na usura de ficarem ricos facil, cairam nessa roubada chanada Telexfria, sinceramente nao tenho pena de nenhum!

    7. Roberto disse:

      Que tal trabalhar honestamente e ganhar o dinheiro suado???

      • Thiago disse:

        Que tal ficar na sua e respeitar quem trabalha com MMN, cuja atividade é reconhecida em muitos países, tanto que até hoje a Telex luta para voltar a funcionar.

    8. benny disse:

      Essa caso já está ficando serio de mais, foi a mulher que se lançou do prédio, e a agora é esse policial. Até quando?

    9. Aqle disse:

      Só uma ressalva. “por causa da empresa”, não não. Por causa de quem fez o bloqueio, se não tivesse acontecido o tal, muita gente hoje não estaria dessa maneira.

      • Sergio Nogueira disse:

        Sério mesmo essa linha de raciocínio Aqle? A culpa é de quem moveu-se para impedir que mais pessoas caíssem na maracutaia? Muito inteligente de sua parte.
        Mas me responda: se você levar um tiro de um assaltante e morrer, quem deve ir pra trás das grades é a arma e não o assaltante é? Porque a bala saiu da arma… É cada argumento que aparece.

      • roger disse:

        é por causa destas malditas empresas mesmo , bando de mal caracteres e falsário enganadores . tem que indenizar as famílias mesmo. e tomara que fechem todas como a B. BOM também, é tudo farinha do mesmo saco.

      • DIEGO COELHO disse:

        estaria pior..muitos mais teriam se matado!!

        • Braulio disse:

          Se a justica nao tivesse bloqueado a situacao estaria bem bem pior , vide casos semelhantes … a culpa nao e da justica que bloqueou e sim de quem acredita em lucro fácil …

      • Walmir disse:

        Pior cego é aquele q não quer ver, a empresa mesmo pode gerar uma siscurstancia pra justiça travar ela e sair como a injustiçada da situaçao, sorte suas foi da justiça bloquear a conta bancaria da empresa. Acorda pra vida

      • syg disse:

        A justiça no brasil pode não ser lá essas coisas, mais vc dizer q ela é a culpada do suicidio dos outors por causa de agir correto em parar as ações de empresas fraudulentas.kkkkkk

    Jovem se suicida após vídeo íntimo vazar no WhatsApp em cidade nordestina

    A morte de uma adolescente piauiense em Parnaíba tem comovido toda a população na cidade no norte do Piauí e acende alerta para os pais em todo o estado. Foi pelas redes sociais, que a jovem Julia Rebeca anunciou a dia da própria morte. Tudo aconteceu depois que um vídeo íntimo entre ela, um rapaz e outra adolescente, filmado pela própria jovem, vazou para as redes sociais através do WhatsApp.

    Júlia Rebeca foi encontrada morta dentro do quarto, enrolada no fio da própria chapinha no último dia 10 de novembro, domingo passado. A data foi postada em uma mensagem através do Instagram e do Twitter da jovem, que dizia: “Eu te amo, desculpa eu n ser a filha perfeita mas eu tentei… desculpa eu te amo muito mãezinha (…) Guarda esse dia 10.11.13 [sic]“.

    O caso levantou polêmica, justamente pelo dano que as redes sociais vem causando aos jovens, que não aprenderam ainda a lidar com a ferramenta e acabam caindo em armadilhas. É cada vez mais comum notícias sobre o vazamento de vídeos íntimos, que mudam a vida dos protagonistas por completo, e alguns acabam chegando ao extremo, como o caso da adolescente de Parnaíba.

    Outras mensagens deixadas no Twitter da jovem, também chocaram os familiares, como as frases “É daqui a pouco que tudo acaba.” e logo após “E tô com medo mas acho que é tchau pra sempre”. No perfil de Julia, um primo postou mensagens horas depois da morte da estudante, e pediu que os comentários maldosos a respeito do vídeo fossem evitados, e agradeceu pelo apoio dos amigos. A conta de Instagram da jovem foi removido pelo primo.

    Especialista em problemas de família, Antonio Noronha afirma que a morte da jovem serve de alerta principalmente para os pais. “É importante que os pais estejam próximos dos filhos, saber das amizades, o que estão fazendo. Ter todo um acompanhamento. Não precisa entrar na intimidade, não tanto, mas ter um mínimo de conhecimento. O próprio adolescente vai entender que o que você, pai ou mãe, está fazendo, é por amor”, comentou. Ele ressaltou ainda sobre o risco de se produzir vídeos com conteúdo íntimo, e afirmou que o principal ponto para os pais é a existência de diálogo entre os filhos, que pode ajudar a evitar o pior.

    Fonte: 180 graus – Link com outras notícias do caso clique aqui

    Garota de 17 anos comete suicídio por ter sido proibida de usar o Facebook

    470Uma adolescente tirou sua própria vida por conta de um pequeno castigo. Seus pais a proibiram de acessar seu perfil no Facebook. Em um bilhete deixado, ele disse que se matou porque não suportaria viver sem poder entrar no site.

    Aishwarya Dahiwal, de 17 anos, foi encontrada enforcada em seu quarto na cidade indiana de Parbhani depois de uma discussão com seus pais sobre o uso excessivo que fazia do site. Ela ficava longas horas conectadas, tanto no computador como no celular.

    A polícia não culpou os pais e salientou que eles tiveram apenas a boa intenção de tentar garantir a menina uma boa educação. “Eles aconselharam a ela que se concentrasse em seus estudos na escola e ficasse longe das longas conversas nas redes sociais”, disse um comunicado oficial da polícia, de acordo com a NDTV.

    A garota culpou os pais, no bilhete, por sua morte: “O Facebook é tão ruim assim? Eu não posso ficar em uma casa com tais restrições, como eu não posso viver sem meu Facebook”.

    De acordo com o jornal Newsweek Paquistan, o acesso à Internet está se popularizando rapidamente em toda a Índia, inclusive em locais rurais e de difícil acesso. A publicação ainda alerta que muitos jovens estão trocando seus estudos para ficarem conectados constantemente nas redes sociais.

    Jornal Ciência

      Nenhum Comentário

      Pai diz que filha se matou por bullying na internet

      britanica.pngUma menina britânica, de 14 anos, se matou depois de ter sido vítima de bullying na internet, de acordo com relatos do pai. Hannah Smith, de Lutterworth, foi encontrada enforcada na sexta-feira.

      Seu pai, Dave Smith, escreveu no Facebook que encontrou mensagens de bullying na página de sua filha no site ask.fm, de pessoas que diziam para a garota morrer. O site permite aos usuários postar anonimamente. Um inquérito sobre a morte de Hannah foi aberto em Leicester, no Reino Unido.

      Smith pediu controles mais rígidos a serem aplicados em redes sociais como o ask.fm, um fórum de perguntas e respostas.

      “Acabo de ver o abuso que a minha filha sofreu de pessoas no ask.fm e o fato de que essas pessoas podem ser anônimas está errado”, postou no Facebook.

      Em sua página, ele pediu que as pessoas assinem um abaixo-assinado para introduzir medidas de proteção em sites utilizados por crianças.

      O Globo

        Nenhum Comentário

        Filha de Michael Jackson tenta suicídio e é hospitalizada em Los Angeles

         283973-970x600-1A jovem Paris Jackson, 15, filha do astro Michael Jackson, foi hospitalizada em Los Angeles nesta quarta-feira (5) após uma tentativa de suicídio, segundo o site “TMZ”.

        Mais tarde, a mãe da adolescente, Debbie Rowe, confirmou a informação ao site do programa “Entertainment Tonight” e acrescentou que sua filha “tem passado por muitas coisas”.

        Uma fonte ligada à família disse ao site que Paris teria tentado suicídio após ser proibida de ir a uma apresentação do músico Marilyn Manson.

        Paris foi socorrida por uma ambulância em sua casa em Calabasas, na Califórnia, após uma possível overdose. Porém, uma fonte ligada ao serviço de emergência disse ao “TMZ” que a garota apresentava cortes em um dos seus pulsos. O socorro foi chamado por volta da 1h.

        Cerca de dez horas antes de chegar ao hospital, Paris postou um trecho da música “Yesterday”, dos Beatles, em seu perfil no Twitter: “Yesterday, all my troubles seemed so far away. Now it looks as though they’re here to stay”.

        Nos últimos meses, a família de Michael Jackson voltou aos holofotes com o início do julgamento civil que tenta apurar se a empresa AEG Live, promotora da série de concertos que seria realizada em Londres em 2009, é responsável pela morte do cantor de “Thriller”, em junho daquele ano.

        Os advogados dos Jackson tentam provar que a AEG Live queria que o músico cumprisse seu calendário de shows, apesar de estar debilitado na época.

        Já a defesa da AEG tenta demonstrar que a decisão de contratar o médico Conrad Murray, cujos tratamentos teriam agravado o estado de saúde do cantor, foi uma iniciativa de Jackson. O julgamento ainda deve se estender pelos próximos meses.

        Da Folha

          Nenhum Comentário

          Boatos sobre tentativa de suicídio do Goleiro Bruno podem ter fundamento; entenda

          08_58_53_513_fileApós boatos de que o goleiro Bruno Fernandes de Souza teria tentado suicídio na penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Grande BH, na noite de ontem (22), a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), informou que o jogador passou mal ao tomar dois comprimidos de calmante, Clonazepam e Diazepam, sem receita. Bruno sentiu um mal estar na cela e foi socorrido por agentes penitenciários. A informação reforçaria a tese de tentativa de suicídio, já que os dois medicamentos, indicados como sedativo para crises de ansiedade e insônia, poderiam causar a morte do jogador em caso de hiperdosagem.

          Ainda segundo o órgão, a penitenciária instaurou um procedimento interno para apurar as circunstâncias em que os medicamentos chegaram ao detento. Depois de ser atendido na enfermaria, o atleta passa bem. Ele foi liberado para tomar banho de sol nesta quinta-feira (23) e voltará a receber visitas no fim de semana, depois de ter tido o direito suspenso após se envolver em uma confusão no presídio

          Do R7

            Nenhum Comentário