União Europeia barra importação de carne das empresas investigadas pela PF; Coreia do Sul barra frango da BRF

A União Europeia decidiu nesta segunda-feira (20) suspender a importação de carne de todas as empresas brasileiras envolvidas na operação Carne Fraca. Mais cedo, a Coreia do Sul já havia decidido proibir temporariamente a venda de produtos de frango da BRF, das marcas Sadia e Perdigão.

São mais de 30 empresas investigadas por suspeita de participação em esquema de corrupção para liberar a venda de carne estragada e com outras irregularidades, incluindo a BRF e a JBS, das marcas Friboi e Seara.

O setor é um dos principais da economia brasileira, sendo responsável por US$ 12 bilhões em exportações por ano.

Coreia do Sul barra temporariamente importação de frango da BRF

A Coreia do Sul vai intensificar a fiscalização de carne de frango importada do Brasil e suspender temporariamente as vendas de produtos da BRF. A medida ocorre após a Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, deflagrada na sexta-feira (17), que investiga um esquema de corrupção na fiscalização de frigoríficos no Brasil.

No anúncio feito nesta segunda-feira (20), o Ministério da Agricultura sul-coreano informou que fornecedores brasileiros de carne de frango terão que enviar um certificado de saúde emitido pelo governo brasileiro. Mais de 80% das 107.400 toneladas de frango importadas pela Coreia do Sul no ano passado vieram do Brasil, sendo quase metade fornecida pela BRF.

A BRF é uma das empresas investigadas na Operação Carne Fraca. A empresa nega irregularidades.

Com informações do UOL e Folha de São Paulo

Publicidade

Comentários: