Condenada por desviar R$ 14 milhões do TJRN, Carla Ubarana tem pena reduzida por estudar para o Enem

A ex-chefe da Divisão de Precatórios do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, Carla Ubarana, condenada a nove anos e quatro meses de prisão, conseguiu reduzir 100 dias da pena recebida estudando para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

A decisão é do juiz Henrique Baltazar, da Vara de Execuções Penais de Natal, e publicada na última segunda-feira (18)

Carla Ubarana  é condenada, junto com o marido, George Leal, por desvio de R$ 14 milhões dos precatórios do TJRN.

Publicidade

Comentários:

  1. Rodrigo disse:

    É-nos desembargadores envolvidos?
    Kkkk
    Esses ai estao é curtindo os 35mil premiado com a aposentadoria compulsória, afinal esse é o Brasil onde so vale quem é juiz ou promotor ou político, que vivem de regalias e não acontece nada.
    Ferias 60 dias, auxilio moradia, licença prêmio, etc

  2. LULADRÃO disse:

    Por falar nisso, Carla está presa ou solta?