Publicidade

Câmara de Natal promove três dias de atividades e serviços na Zona Norte; veja agenda

O Conjunto Santa Catarina, na Zona Norte de Natal, receberá de nesta terça-feira (23) até quinta-feira (25) o programa “Câmara Cidadã”, de iniciativa da Câmara Municipal de Natal, com o objetivo de aproximar o cidadão do Poder Legislativo. A iniciativa, que promove inclusão social e oferece serviços à população de forma gratuita, vai ocorrer na Praça do Coqueiral. Na oportunidade, crianças, adolescentes e a comunidade em geral também participarão de atividades culturais, através do programa Câmara Cultural..

De acordo com o presidente da Câmara, vereador Raniere Barbosa (PDT), uma série de atividades institucionais serão realizadas durante o Câmara Cidadã, inclusive as sessões ordinárias para votação de projetos de lei. “Muitas vezes a distância e a burocracia impedem as pessoas de resolver seus problemas ou mesmo de proporcionar lazer a seus familiares. Portanto, nossa ação social quer levar oportunidades à população de todos os bairros e regiões da capital potiguar”, afirmou.

Em sua primeira edição, o Câmara Cidadã conta a parceria da Prefeitura Municipal de Natal e do Governo do Rio Grande do Norte, além das instituições do Sistema Fecomércio RN (Sesc e Senac).

Confira a agenda de atividades:

23 de maio (terça-feira)

8h00 – Pelada dos Vereadores e Assessores.
Local: Campo do Piabão.
9h00 – Aula de Funcional.
Local: Praça de Convivência.
14h00 – Abertura Oficial.
Local: Praça de Convivência.
15h00 – Sessão Ordinária.
Local: Plenário.
15h00 – Programação Infantil.
Local: Praça de Convivência.
16h00 – Apresentação do Ballet Infantil da Casa do bem.
Local: Palco.
17h00 – Anuncio da Promoção “A Casa dos Seus Sonhos”.
Local: Palco
18h00 – Início do Torneio de Dança.
Local: Praça de Convivência.
19h00 – Show Musical.
Local: Palco.

24 de maio (quarta-feira)

8h30 – Torneio de Futebol Mirim.
Local: Campo de Areia.
9h00 – Audiência Pública.
Local: Plenário.
10h00 – Projeto AMANA Flauta Doce.
Local: Praça de Convivência
14h00 – Sessão ordinária.
Local: Plenário.
14h00 – Roda de Capoeira.
Local: Praça de Alimentação.
15h00 – Programação Infantil.
Local: Praça de Convivência.
17h00 – Apresentação de Artes Marciais.
Local: Palco.
18h00: Continuação do Torneio de Dança.
Local: Praça de Convivência.
19h00: Show Musical com o Grupo Tornados do Samba e Luciano Viannah.
Local: Palco

25 de maio (quinta-feira)

9h00 – Aula de Funcional.
Local: Praça de Convivência.
9h00 – Roda de Conversa com Gestores das Escolas Municipais e CMEIS.
Local: Plenário.
14h00 – Sessão Ordinária.
Local: Plenário.
15h00 – Curso para Gestantes.
Local: Praça de Convivência.
15h00 – Programa Infantil.
Local: Praça de Convivência.
17h00 – Apresentação do Pastoril da NAT.
Local: Praça de Convivência.
18h00 – Final do Torneio de Dança.
Local: Praça de Convivência.
19h00: Entrega do Prêmio “A Casa dos Sonhos”.
Local: Palco
19h30: Grupo de Zumba Projeto Mulheres Ativas.
Local: Palco.
20h00: Encerramento com o show de Luiz Almir.

enviar comentário
Publicidade

Aécio Neves publica carta aberta: “Não cometi nenhum crime. A verdade prevalecerá”

O CRIME DA CALÚNIA

Nos últimos dias, minha vida foi virada pelo avesso. Tornei-me alvo de um turbilhão de acusações, fui afastado do cargo para o qual fui eleito por mais de 7 milhões de mineiros e vi minha irmã ser detida pela polícia sem absolutamente nada que justificasse tamanha arbitrariedade.

Tenho sentimentos, sou de carne e osso, e esses acontecimentos -o que é pior, originados de delações de criminosos confessos, a partir de falsos flagrantes meticulosamente forjados- me trouxeram enorme tristeza. Também, por certo, alimentaram decepção naqueles que confiaram em mim ao longo de minha vida pública. É principalmente a estes que ora me dirijo.

Tenho me dedicado a tentar construir um país melhor. Neste último ano empenhei-me em ajudar o presidente Michel Temer no árduo trabalho de reerguer o país, o que, avalio, vem sendo bem-sucedido. Há, porém, muitos insatisfeitos e contrariados com as mudanças em marcha.

Tudo isso sofreu um abalo sísmico, na semana passada, com a divulgação de gravações covardemente feitas pelo réu confesso Joesley Batista de conversas com o presidente da República e de outras que manteve comigo. Nestas, ele tenta conduzir o diálogo para criar-me todo tipo de constrangimento.

Lamento sinceramente minha ingenuidade -a que ponto chegamos, ter de lamentar a boa-fé! Não sabia que na minha frente estava um criminoso sem escrúpulos, sem interesse na verdade, querendo apenas forjar citações que o ajudassem nos benefícios de sua delação.

Além do mais, usei um vocabulário que não costumo usar, e me penitencio por isso, ao me referir a autoridades públicas com as quais já me desculpei pessoalmente.

Mas reafirmo: não cometi nenhum crime!

Setores da imprensa vêm destacando uma acusação do delator de que, em 2014, eu teria recebido R$ 60 milhões em “propina”. Mas muito poucos tiveram a curiosidade de pesquisar e constatar que isso se refere exatamente aos R$ 60 milhões que a JBS doou legalmente a campanhas do PSDB naquele ano.

E foram raros também os que se interessaram em registrar afirmações dos próprios delatores sobre mim -“nunca nos ajudou em nada” e “nunca fez nada por nós”, disseram a meu respeito. Então pergunto: onde está o crime? Aliás, de qual crime acusam a mim e a meus familiares?

Em março deste ano, solicitei a minha irmã e minha amiga, Andrea, que procurasse o senhor Joesley, a quem ela não conhecia, e oferecesse o que já havíamos feito sem sucesso com outros empresários brasileiros: a compra do apartamento em que minha mãe mora, herança do seu falecido marido, e que já estava à venda. Parte desse valor nos ajudaria a arcar com os custos de minha defesa.

Foi do delator a sugestão de fazer um empréstimo com recursos lícitos, que ele chamava “das suas lojinhas”, e que seria naturalmente regularizado por meio de contrato de mútuo, até para que os advogados pudessem ser pagos.

O contrato apenas não foi celebrado porque a intenção do delator não era esta, mas sim criar artificialmente um fato que gerasse suspeição e contribuísse para sua delação.

Daí por diante, fomos vítimas de uma criminosa armação feita por elementos que não se constrangeram em criar falsas situações para receber em troca os extraordinários benefícios de sua delação, inclusive ganhando dinheiro especulando contra o Brasil e contra os brasileiros, em razão da crise provocada pela divulgação das gravações. Para eles, o crime e a calúnia certamente compensam.

São, portanto, evidentes o comprometimento de meus acusadores e a inconsistência do teor das acusações dirigidas contra mim e minha família. Fui vítima de criminosa armação. Mas isso não significa que não tenha errado.

Errei ao procurar quem não deveria. Errei mais ainda, e isso me corrói as vísceras, em pedir que minha irmã se encontrasse com esse cidadão, que em processo de delação arquitetou um macabro e criminoso plano para obter certamente ainda mais vantagens em seu acordo.

Vale aqui registro em relação aos motivos usados para a suspensão de meu mandato parlamentar, iniciativa para a qual não há precedentes.

Nenhum de meus atos legislativos e políticos demonstram qualquer intenção de obstruir a Lava Jato ou qualquer outra investigação, tampouco interferir em instituições encarregadas de apurar os fatos. Ao contrário, minhas posições sempre foram claras e legitimadas pelo exercício de meu mandato.

A partir de agora, dedicarei cada instante de minha vida a provar minha inocência e a de meus familiares, a mostrar que honrei os mandatos e a confiança que os eleitores de Minas e de todo o país me delegaram em mais de 30 anos de vida pública.

Usarei como armas a lei e a verdade para que esta injustificável violência contra Andrea e contra Frederico seja rapidamente revertida.

Acredito na força da nossa democracia, confio na Justiça e na integridade das nossas instituições. Estou convicto de que, ao cabo do devido processo legal e do desenrolar das investigações, a verdade prevalecerá e a correção de meus atos e de meus familiares restará provada.

Diante da necessidade de dedicar-me integralmente à minha defesa, deixo de ocupar nesta Folha o espaço que, durante quase seis anos, ocupei semanalmente, buscando contribuir para aprofundar a discussão sobre os problemas do país.

Aos leitores da Folha que me acompanham nesta jornada, de alegrias e tristezas, deixo meu sincero agradecimento. Aos brasileiros, reafirmo a minha determinação de enfrentar este momento de incompreensões, com a coragem e a altivez que jamais me faltaram ao longo de toda a minha caminhada. A verdade prevalecerá!

AÉCIO NEVES é senador (PSDB-MG). Foi candidato à Presidência em 2014 e governador de Minas Gerais entre 2003 e 2010

Folha de São Paulo

 

Comentários (10) enviar comentário
  1. Francisco Júnior disse:

    Este vagabundo ainda tem coragem de escrever uma carta de desculpando.,ou país de políticos ladrões

  2. Roberto disse:

    Você pode enganar a você mesmo, mais o povo Brasileiro não.

  3. Charles disse:

    Ah ladrão descarado. Aprendeu com Luladrao foi?

    • Jonas Vilaça disse:

      Aposto uma cocada que o "Charles" votou no Aecio. E agora está "apartidario". Brincadeira. ..

  4. SÉRGIO MOURÃO disse:

    NÃO VEM COM ESSA NÃO AÉCIO, ACABOU PRA VOCÊ!
    PENA QUE AINDA NÃO TENHA ACABADO PARA LULA QUE NA SUA FRENTE TORNA VOCÊ UM APRENDIZ DE PATIFARIAS

    • M. D. R. disse:

      Se esse cara tivesse vergonha, devolver as propinas e renunciar o mandato e trinta anos sem participar de políticas públicas.

  5. Eli disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Chora mais..ainda não estou ouvindo..
    Coxinhas…comprem lenços pra ele…kkkkkkkkkkkkkkk

    • Valter Câmara Figueiredo disse:

      No lado bom e do bem não se perde tempo com corrupto. Que ele pague se cometeu criem. Diferente dos adoradores de bandidos que fizeram cota para pagar a multa de José Dirceu enquanto ele continuava a receber propinas, mesmo preso. Não? é só buscar as matérias da lava jato

  6. silva disse:

    Ahhhhhh bandido!!!
    Ainda tentando enganar???? kkkkk…

  7. osvaldo disse:

    O cara tá muito doido.kkkkkaguarde cartas.

Publicidade

Brincando (ou não), Silvio Santos “anuncia” candidatura à presidência da República

Reprodução: SBT

Brincando (ou não!), o apresentador Silvio Santos “anunciou” na noite desse domingo (21) que irá se candidatar à presidência da República e prometeu que irá fazer “um governo de total felicidade para as pessoas menos favorecidas”.

“Eu não estava mais pensando em política, mas depois que o Luciano Huck se candidatou eu fiquei muito chateado e eu acho que vou me candidatar. Pois eu estou com 86 anos, estou muito mais maduro, tenho agora decisões muito mais adultas e estou convencido que o governo na minha mão seria um governo de total felicidade para as pessoas menos favorecidas”, discursou Silvio.

Ao citar Huck, Silvio referia-se à entrevista concedida pelo apresentador da Globo ao jornal “Folha de S. Paulo”, na qual revelou a vontade de entrar para o mundo político –depois, ele voltou atrás.

“Eu estou pensando seriamente, pois o Luciano Huck está fazendo cócegas na minha consciência. Se o povo poderá votar em Luciano, poderá votar em mim porque eu sou aquele presidente que dirá que os ricos sejam menos ricos e os pobres menos pobres”, sem deixar claro se estava falando sério ou tirando sarro com a atual crise política no Brasil.

Silvio recebeu os humoristas Ênio Vivona, imitador de Lula, e Mila Ribeiro, que imitou Dilma Rousseff, durante o quadro “Jogo das 3 Pistas”. Em um certo momento, Silvio mandou a seguinte pergunta para o humorista caracterizado de Dilma. “É verdade que antes de ser presidente a senhora teve um caso com o Lula?”.

O dono do SBT também ironizou a situação complicada de Luiz Inácio Lula da Silva, réu em vários processos, por suspeita de corrupção e obstrução da Justiça. “Se ele não ver o sol quadrado…, ele pode se candidatar também”, afirmou Silvio.

Silvio tentou ser presidente da República em 1989 e liderou as pesquisas eleitorais, mas teve sua candidatura impugnada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) por problemas de seu registro junto ao (PMB) Partido Municipalista Brasil.

Recentemente, o dono do SBT se reuniu com Michel Temer e, curiosamente, menos de 24 horas depois, passou a veicular chamadas em sua emissora defendendo as Reformas promovidas pelo atual presidente.

UOL

Comentário (1) enviar comentário
  1. sandro portomirim disse:

    Fabio faria vice.kkkk

Publicidade

VÍDEO: Documentário “O fenômeno Bolsonaro”, com Roberto Cabrini, no SBT, tem grande repercussão

Programa exibido entre o fim da noite desse domingo(21) e início da madrugada desta segunda-feira(22) teve grande repercussão, e apresentou um pré-candidato seguro quanto as suas convicções, e sem papas na língua.

No conturbado cenário político brasileiro, surge um nome que muitos chamam de aventura irresponsável, outros de solução extrema. Roberto Cabrini acompanha de perto, durante semanas, as andanças do deputado Jair Bolsonaro, Brasil afora. Em três estados e no Distrito Federal, o registro de uma saga.

O programa mostra as opiniões contundentes e o desejo de ser presidente da República de um homem polêmico, adorado e odiado. O telespectador vai conhecer os segredos do capitão, as conquistas e barreiras, os ataques e as defesas. Cabrini faz revelações sobre o homem e questionamentos sobre o político, propondo a ele as mais duras questões.

Comentários (14) enviar comentário
  1. silva disse:

    Mudança no Congresso!!!

    Presidente não governa só! Vamos deixar de dividir nossas forças e realmente mostrar união pela mudança, vamos retirar do Congresso Nacional, cada nome citado e cada defensor dos "inimigos da pátria!!"
    Um exemplo claro de defensor é o Deputado Federal " Carlos Marun"!

  2. Marcílio disse:

    Bolsonaro 2018.

  3. Impertinente disse:

    O pessoal da AMAN conhece esse farsante que respondeu IPM por desordens e insubordinação no seu tempo de serviço militar.
    Conheço pessoalmente alguns militares que se lembram da passagem desastrosa e vergonhosa desse cidadão que se ausentou do plenário pra não votar a reforma trabalhista e hoje se apresenta como o novo e bom salvador da pátria.
    Conta outra, que depois de Micarla e Rosalba, já estamos vacinados.

    • joao disse:

      Pelo menos é melhor do que Lula e Dilma, ja que esses dois so demonstraram que sabiam "vender" o Brasil da forma como foi delatado. PT nunca mais. Chega de corrupcao. Quem tem bandido de estimacao é quem usa bandeiras de partido em comicios em prol da corrupcao e repete frases de pau mandado sem nem saber exatamente o que ta acontecendo. Manipulados por sindicatos que so pensam nos bilhoes retirados a força dos trabalhadores pra financiar partidos corruptos.

    • paulo martins disse:

      Salvador da pátria???
      A pátria já está salva, Impertinente!
      Salva pelos ladrões.
      Vivemos felizes sob uma 'democracia' ditatorial: a ditadura da corrupção.
      Você ainda quer o quê?

  4. Manoel Lucas disse:

    Bolsonaro 2018 ! 0 único com credibilidade !

  5. Gregório. disse:

    Fernando Collor também surgiu como fenômeno.

    • beto costa disse:

      Lulla também!!

    • SÉRGIO MOURÃO disse:

      ESTOU FALANDO QUE PETISTA VAI TENTAR DEMONIZAR BOLSONARO.
      QUAL A RELAÇÃO DE COLLOR (CORONEL DAS ALAGOAS) TEM COM BOLSONARO? NENHUMA!
      NEM NA FORMA DE FAZER POLÍTICA, MUITO MENOS NA CONDUÇÃO DE SUAS ATITUDES, SÃO FIGURAS OPOSTAS.
      DÁ-LHE BOLSONARO!

    • Theodoro Henrique Lemes disse:

      Beto, vc não sabe bem a definição do que seja um "fenômeno"…hahaha

    • JCabral disse:

      Bom!!! Eu já vi todos esses fenômenos, só para lembrar não se governa um pais do tamanho do Brasil sozinho??? Então!! Boa sorte e elejam que tiverem de eleger.

    • Robson Levy disse:

      FC surgiu como fenômeno e quem se aliou a ele?
      lula

  6. Neto disse:

    Bolsonaro presidente!!!

  7. SÉRGIO MOURÃO disse:

    A ESQUERDA GOLPISTA QUER INVIABILIZAR O NOME DE BOLSONARO, MORREM DE MEDO DELE. JÁ ESTÃO FABRICANDO SUAS VERSÕES MENTIROSAS PARA TENTAR DESGASTAR O NOME DE BOLSONARO.
    BOLSONARO REPRESENTA O OPOSTA A TUDO QUE A ESQUERDA PREGA E FAZ NESSE PAÍS MANIPULADO PELO DINHEIRO DOS EMPREITEIROS E DOS DESVIOS DE RECURSOS PÚBLICOS.
    BOLSONARO JÁ OU BOLSONARO 2018

Publicidade

LATROCÍNIO EM NEÓPOLIS: Juiz decreta internação de adolescentes envolvidos em morte de advogado em Natal

O juiz Homero Lechner, da 3ª Vara da Infância e Juventude de Natal, decretou a internação provisória, por 45 dias, de dois adolescentes envolvidos na morte do advogado Magnus Vinícius Pinheiro de Souza, de 55 anos, durante assalto na noite do último dia 2 de maio, no bairro Neópolis, em Natal. Os dois adolescentes são acusados da prática de ato infracional análogo ao crime de latrocínio (roubo seguido de morte). O processo tramita em segredo de justiça.

“A conduta dos adolescentes impõe medidas enérgicas por parte deste Juízo, objetivando pôr a salvo a sociedade e buscando através dessa medida extrema, que é a internação, a ressocialização dos adolescentes de forma a incutir-lhes uma personalidade, conforme os ditames da lei”, destaca o juiz. Homero Lechner aponta ainda que o Estatuto da Criança e do Adolescente estabelece que nenhum adolescente será privado de sua liberdade senão em flagrante de ato infracional ou por ordem fundamentada de autoridade competente.

Em sua decisão, o julgador afirma que a adolescente acusada possui uma personalidade violenta, tendente a prática de atos infracionais, “fato pelo qual, faz-se necessário aplicação de medida em caráter extremo”. “Trata-se de uma adolescente cuja trajetória até aqui delineada é voltada para a prática de delitos”, ressalta. A acusada responde a outros processos, por ato infracional.

Sobre o crime de latrocínio, o juiz Homero Lechner considera que “o fato de adolescentes matarem por dinheiro, comprovam que os mesmos não possuem qualquer sentimento para com o próximo, para com a vida, seus valores morais e éticos à muito se perderam. São, na maioria das vezes, adolescentes com um conceito de vida desvirtuado, valorizando somente os bens materiais”.

TJRN

Comentários (5) enviar comentário
  1. Toninho disse:

    Justiça de merda ! Esse país já perdeu a moral com tudo.
    Solução para esse caso: matar esses adolescentes adultos !

  2. JOAO MARIA disse:

    Dois criminosos fila da puta , assassina um cidadão para roubar, ai vem esta merda de medida socio educativa, este pais estar realmente uma grande palhaçada, deveria ter pena de morte par estes bandidos apelidado de adolescente infrator

    • M. D. R. disse:

      Há! sim isto fosse nos ESTADOS UNIDOS, esses vagabundos já estava no corredor da morte.

  3. JCabral disse:

    Moralmente, politicamente, judicialmente esta nação esta acabando dia após dia…

  4. Guga disse:

    Ressocialização?

Publicidade

ENTREVISTA COM TEMER: ‘Se quiserem, me derrubem’, afirma Temer ao negar de novo a renúncia

Enfrentando a mais grave crise de seu governo, o presidente Michel Temer (PMDB) diz que renunciar seria uma admissão de culpa e desafia seus opositores: “Se quiserem, me derrubem”.

Em entrevista à Folha no Palácio da Alvorada, Temer afirma que não sabia que Joesley Batista, que o gravou de forma escondida, era investigado quando o recebeu fora da agenda em sua residência em março –embora, naquele momento, o dono da JBS já fosse alvo de três operações.

Sobre o ex-assessor Rodrigo Rocha Loures, flagrado correndo com uma mala de dinheiro, Temer diz que mantinha com ele apenas “relação institucional”. A atitude de Loures, para o presidente, não foi “aprovável”. Mas ele defende o caráter do ex-assessor. “Coitado, ele é de boa índole, de muito boa índole.”

*

O sr. estabeleceu que ministro denunciado será afastado e, se virar réu, exonerado. Caso o procurador-geral da República o denuncie, o sr. vai se submeter a essa regra?

Michel Temer Não, porque eu sou chefe do Executivo. Os ministros são agentes do Executivo, de modo que a linha de corte que eu estabeleci para os ministros, por evidente não será a linha de corte para o presidente.

Mas o sr. voluntariamente poderia se afastar.

Não vou fazer isso, tanto mais que já contestei muito acentuadamente a gravação espetaculosa que foi feita. Tenho demonstrado com relativo sucesso que o que o empresário fez foi induzir uma conversa. Insistem sempre no ponto que avalizei um pagamento para o ex-deputado Eduardo Cunha, quando não querem tomar como resposta o que dei a uma frase dele em que ele dizia: “Olhe, tenho mantido boa relação com o Cunha”.

[E eu disse]: “Mantenha isso”. Além do quê, ontem mesmo o Eduardo Cunha lançou uma carta em que diz que jamais pediu [dinheiro] a ele [Joesley] e muito menos a mim. E até o contrário. Na verdade, ele me contestou algumas vezes. Como eu poderia comprar o silêncio, se naquele processo que ele sofre em Curitiba, fez 42 perguntas, 21 tentando me incriminar?

O Joesley fala em zerar, liquidar pendências. Não sendo dinheiro, seria o quê?

Não sei. Não dei a menor atenção a isso. Aliás, ele falou que tinha [comprado] dois juízes e um procurador. Conheço o Joesley de antes desse episódio. Sei que ele é um falastrão, uma pessoa que se jacta de eventuais influências. E logo depois ele diz que estava mentindo.

Não é prevaricação se o sr. ouve um empresário dentro da sua casa relatando crimes?

Você sabe que não? Eu ouço muita gente, e muita gente me diz as maiores bobagens que eu não levo em conta. Confesso que não levei essa bobagem em conta. O objetivo central da conversa não era esse. Ele foi levando a conversa para um ponto, as minhas respostas eram monossilábicas…

Quando o sr. fala “ótimo, ótimo”, o que o sr. queria dizer?

Não sei, quando ele estava contando que estava se livrando das coisas etc.

Era nesse contexto da suposta compra de juízes.

Mas veja bem. Ele é um grande empresário. Quando tentou muitas vezes falar comigo, achei que fosse por questão da [Operação] Carne Fraca. Eu disse: “Venha quando for possível, eu atendo todo mundo”. [Joesley disse] “Mas eu tenho muitos interesses no governo, tenho empregados, dou muito emprego”. Daí ele me disse que tinha contato com Geddel [V. Lima, ex-ministro], falou do Rodrigo [Rocha Loures], falei: “Fale com o Rodrigo quando quiser, para não falar toda hora comigo.”

Ele buscou o sr. diretamente?

Ele tentou três vezes me procurar. Ligou uma vez para a minha secretária, depois ligou aquele rapaz, o [Ricardo] Saud, eu não quis atendê-lo. Houve um dia que ele me pegou, conseguiu o meu telefone, e eu fiquei sem graça de não atendê-lo. Eu acho que ele ligou ou mandou alguém falar comigo, agora confesso que não me recordo bem.

Por que não estava na agenda? A lei manda.

Você sabe que muitas vezes eu marco cinco audiências e recebo 15 pessoas. Às vezes à noite, portanto inteiramente fora da agenda. Eu começo recebendo às vezes no café da manhã e vou para casa às 22h, tem alguém que quer conversar comigo. Até pode-se dizer, rigorosamente, deveria constar da agenda. Você tem razão.

Continue lendo a entrevista do Presidente Michel Temer clicando aqui: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2017/05/1886163-se-quiserem-me-derrubem-afirma-temer-ao-negar-de-novo-a-renuncia.shtml

Comentários (11) enviar comentário
  1. Manuel Almeida de Barros disse:

    Benedito, você está coberto de razão, toda essa maracutaia armada por Joesley está fedendo muito mais que deveria. O estranho é a repentina mudança da globo. VEJAM O QUE A GLOBO NÃO FALOU SOBRE A DELAÇÃO DA JBS:
    01 – A conta da JBS usada por João Vaccari Neto e Gulherme Gushiken mostra um repasse de 4,7 milhões de dólares a Victor Restis, armador grego condenado por lavagem de dinheiro.
    Em 2010, ele foi recebido pelo petista Washington Quaquá e prometeu construir um estaleiro em Maricá.
    02 – Luiz Gushiken comandava os fundos de pensão.
    Não espanta que seu herdeiro administrasse uma conta corrente em Nova York juntamente com João Vaccari Neto.
    Joesley Batista contou à PGR que “João Vaccari recomendaria as operações de interesse do Grupo J&F aos dirigentes dos fundos sob sua influência, e o depoente pagaria ao PT o valor de 1% de cada operação que a J&F conseguisse obter junto aos fundos”.
    De acordo com o delator, a JBS pagou propina aos plenipotenciários do PT na Petros e no Funcef, gente como Guilherme Lacerda, Vagner Pinheiro, Luis Carlos Afonso e Carlos Costa.
    03 – Os defensores da ORCRIM se apegam aos grampos de Joesley Batista para tentar desqualificar seus depoimentos.
    Além dos grampos, porém, ele entregou à Lava Jato uma montanha de provas documentais.
    E as provas documentais são arrasadoras.
    Veja o caso da lista de movimentos da conta em Nova York que Joesley Batista emprestou a João Vaccari Neto e Guilherme Gushiken.
    Como mostrou o Estadão, “o documento registra ‘saídas’ de 23 milhões de dólares, entre 2013 e 2014. São pagamentos para empresas offshore, em maioria”.
    A globo está focada apenas em Temer, que agora passou a ser a ex emissora golpista

    • NILO disse:

      É um país sem personalidade, alguém precisa ser citado pra ser boi de piranha, tudo nessa terra é culpa da Globo…Será que a Globo não só mostra o que está acontecendo…Deixem disso, tudo de bom e de ruim…Culpa da Globo…Lula é um ladrão, a Globo mostra…Então é contra Lula…Temer faz besteira, Aécio também…Culpa da Globo…Eu hein!

  2. Benedito Gomes Oliveira disse:

    Não vou defender ninguém, nossa política se mostra completamente comprometida com os recursos que podem conseguir nas negociações com empresas, de A a Z, com raríssimas exceções.
    Mas chama atenção de Dilma foi acusada por 03 anos antes do impeachment se concretizar, enquanto Temer querem a saída imediata;
    Que os primeiros pedidos de impeachment contra Dilma levou mais de 06 meses depois das primeiras denúncias, contra Temer pouco mais de 04 horas;
    Lula vem sendo denunciado desde o mensalão e mais de 06 anos depois, não teve 01 processo conclusivo, com Temer a esquerda já concluiu pela condenação. Sem o devido direito de defesa.
    As gravações da própria justiça, foram INVALIDADAS PELO STF pois Lula era investigado, mas em alguns dos telefonemas, envolvia Dilma, uma presidente. AGORA um empresário que recebeu 10 BILHÕES do BNDES autorizado por Lula, grava clandestinamente Temer, um presidente, e o mesmo STF, através de um ministro nomeado por Dilma, aceita tudo, sem sequer averiguar a veracidade e imediatamente abre inquérito contra ele.
    A turma da Odebrecht vem negociando suas delações a muito tempo e mesmo diante da colaboração, vão responder pelos crimes e tem diretores condenados. A JBS fez acordo de delação em março 2017, foi imediatamente aceito e seus diretores estão todos perdoados, ZERO DE CONDENAÇÃO.
    O QUE ESTÁ HAVENDO NESSE PAÍS? SERÁ QUE TUDO TEM REALMENTE PREÇO? Se olharmos como parâmetro a classe política, sabemos que tem, basta mostrar a grana.

    VIRAMOS UMA DEPLORÁVEL VERGONHA INSTITUCIONAL. NADA FUNCIONA DENTRO DA LEI E DA ORDEM.

    Agora querem MUDAR A CONSTITUIÇÃO para realização de eleições diretas. Estão querendo favorecer quem? Está TUDO ERRADO nessa República das Bananas!

    • Ricardo disse:

      Você tem certeza que não está defendendo ninguém???????????????????????????

    • LULADRÃO disse:

      Concordo plenamente. O PT está por trás de toda safadeza produzida nesse país. Lula preso Já!

  3. Impertinente disse:

    Gedel, Padilha, Jucá
    Moreira Franco
    O gatinho Angorá

    Essa é a turma do Planalto
    Que tomou o poder de assalto
    Pra melhor se locupletar

    E o STF envergonhado
    Sustentado por um Tucano Togado
    O nome dele é Gilmar

    Usaram a Lavaajato
    pilotada por outro Tucano togado
    pra patuléia disfarçar

    A Rede Globo entrou em cena
    Com seu nourral de BBB
    distraindo o público com repetições de mentiras
    Manipulando informações pra seus ratos de estimação esconder

    A verba publicitária pulou para mais de 500%
    As dívidas com a Receita foram engavetadas
    O golpe precisa ser mantido
    Mesmo que algumas peças devam ser sacrificadas

    Descartados começam a ser
    Os personagens e atores principais
    Cunha, Aécio, Temer…
    ainda tem muito mais

    Viva o golpe
    cai a ficha pra muitos seguidores do Pato
    O golpe era contra os trabalhadores e seus direitos sociais, previdenciários e trabalhistas…

    Acordem!!!
    O golpe é contra a maioria da população que é servidor público e privado, é pobre e/ou assalariado, e é pertencente a minorias e excluídos que vivem mendigando "oportunidades" para crescer e viver uma vida melhor.

    • SÉRGIO MOURÃO disse:

      MENTIRA
      A ESQUERDA CONTINUA CONTRA O POVO BRASILEIRO E FALANDO O CONTRÁRIO
      NÃO HÁ JUSTIFICATIVA REAL PARA MUDANÇA DA CONSTITUIÇÃO NO CASO DA SAÍDA DE TEMER. ESTÁ DEFINIDO NA LEI QUE HAVERÁ ELEIÇÃO INDIRETA.
      MAS COMO NUMA ELEIÇÃO INDIRETA lula NÃO TEM A MENOR CHANCE, A ESQUERDA – SEMPRE GOLPISTA, QUER MUDAR A CONSTITUIÇÃO PARA lula PODER CONCORRER

    • Felipe disse:

      13 anos de PT no governo e não cobraram a divida da Globo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • M. D. R. disse:

      Por quanto sairão o preço destas reformas do TRABALHO e PREVIDÊNCIA?
      As exigências só prevalecia das EMPRESAS, LATIFÚNDIOS, BANQUEIROS e da sociedade de grande prestígio com PARLAMENTARES e o PLANALTO. Todos comprados, ou seja, recebendo propinas. E o TRABALHADOR pagando a FATURA. FORA TEMER – ELEIÇÕES URGENTE!

  4. Tobias disse:

    Perguntas e respostas combinadas

  5. jose vieira disse:

    Os canalhas tb envelhecem. Safado mentiroso…

Publicidade

VINICIUS JÚNIOR: Flamengo finaliza a maior venda de um jogador brasileiro por R$ 164 milhões

A direção do Flamengo finaliza nos próximos dias o que se tornará a maior venda do futebol brasileiro. O atacante Vinicius Júnior, de 16 anos, será negociado ao Real Madrid por 45 milhões de euros (R$ 164 milhões). O valor é o maior arrecadado por um clube no Brasil. Neymar, tido como a maior venda, rendeu 17 milhões de euros ao Santos, enquanto Lucas Moura, a maior até então, saiu por 42 milhões de euros ao PSG.

Diferente de Neymar e Lucas, que foram negociados por Santos e São Paulo, respectivamente, com percentual inferior a 100% aos clubes, o Flamengo receberá a totalidade da quantia paga pelo clube espanhol, e repassará bonificações ao jogador e seus representantes.

O clube espera detalhar o acordo assim que anunciá-lo, o que pode acontecer até amanhã. Vinicius Júnior já está integrado aos profissionais e fica no clube até 2019. Mas a venda ao Real é válida a partir de julho de 2018, quando o jogador completa 18 anos. Ao Flamengo, coube ampliar o salário e a multa para lucrar mais.

O dinheiro, no entanto, entrará em parte esse ano e o restante no ano que vem. E não será destinado ao futebol em sua totalidade. A ideia é primeiro pagar contas, como obras no Centro de Treinamento profissional e da base, na sede da Gávea, onde o clube planeja um estádio. A verba também será aplicada em reforços, mas não totalmente nesta temporada.

A volta de Ederson como titular no Flamengo surpreendeu até a comissão técnica. O meia, que jogou quase 90 minutos contra o Atlético-GO, deve ser mantido na equipe para quarta-feira, no jogo de volta contra o mesmo adversário pela Copa do Brasil. Até lá, a ideia é recuperar os atletas.

Everton e Gabriel se machucaram no jogo do último sábado e são dúvida. Paolo Guerrero, poupado, volta, mas Berrío, que também ficou fora, deve ser baixa. Há chance de o técnico Zé Ricardo começar com Rodinei na ponta, já que nos últimos jogos o lateral foi bem.

O GLOBO

enviar comentário
Publicidade

Joesley delator diz que Lula pediu ajuda para o MST

O empresário Joesley Batista, delator da JBS, disse ao deputado Rocha Loures (PMDB/PR) que a última vez que conversou pessoalmente com Lula foi no fim de 2016, mas contou que recentemente recebeu uma ligação do ex-presidente com um pedido de ajuda ao Movimento dos Sem-Terra (MST). “Ele me ligou esses dias, pediu pra mim [sic] atender os sem-terra. Eu digo: ‘ô presidente’ (risos)… ‘Joesley, eu tô aqui com o (João Pedro) Stédile, não sei o que ele precisa falar com você’… ‘Tá bom presidente, manda ele vir aqui. Eu atendo ele, tá bom?’”, relatou o empresário ao deputado.

João Pedro Stédile, economista, é o líder do MST. Joesley não disse se, afinal, encontrou-se com ele.

A conversa com Loures foi gravada pelo próprio Joesley, já no curso da delação premiada que ele fechou com a Procuradoria-Geral da República. O áudio tem uma hora e 14 minutos de duração e foi anexado aos autos da Operação Patmos, que mira o presidente Michel Temer, o senador Aécio Neves (PSDB) e o próprio Loures.

O encontro do delator Joesley com o parlamentar – afastado do mandato por ordem do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal -, ocorreu no dia 13 de março, apenas uma semana depois que o executivo da JBS gravou a conversa com Temer. Na ocasião, Joesley recebeu Loures em sua própria residência, no Jardim Euriopa, em São Paulo.

Aos procuradores da Lava Jato, Joesley contou que abriu uma ‘conta-corrente’ de US$ 80 milhões no exterior para atender ao ex-presidente. Ele disse que não tem amizade com o petista como as pessoas imaginam.

“Sobre o Lula, eu acho assim, primeiro, que eu não tenho amizade com ele igual o povo acha que eu tenho. Eu conheci o Lula tem dois anos atrás, fim de 2013”, contou Joesley ao deputado Loures.

Segundo ele, o parlamentar foi indicado por Temer como uma pessoa de sua ‘estrita confiança’ para ajudar o empresário em seus negócios. O deputado foi filmado pela Polícia Federal pegando uma mochila com R$ 500 mil em propina viva, em São Paulo.

Loures comenta com Joesley que tem ‘boa relação’ com Lula. “Sempre me dei bem com ele, sempre fui não-ideológico, mas prático. Agora, me parece que muito desse movimento (investigações da Lava Jato) é para alcançá-lo, né Joesley, a ele e ao entorno”, disse o deputado. “Com certeza”, respondeu o empresário. No diálogo, ambos concordaram que ‘a única coisa que resta’ a Lula ‘é enfrentar’ a Lava Jato.

Curiosamente, foi nesse período em que Joesley disse ter conhecido Lula pessoalmente que ganhou força o boato nas redes sociais de que um dos filhos do ex-presidente, Fabio Luis Lula da Silva, era sócio-oculto da Friboi, marca de frigorífico do grupo JBS. Ele e os irmãos que são sócios da empresa sempre trataram os rumores com ironia.

Ao Ministério Público Federal, Joesley disse que abriu duas ‘contas-correntes’ de propina no exterior que seriam vinculadas a Lula e à ex-presidente Dilma Rousseff, para pagamento de campanhas eleitorais. O saldo em ambas chegou a US$ 150 milhões, segundo o delator. Esses recursos, afirmou o empresário, eram operados pelo ex-ministro Guido Mantega (Fazenda) nos governos Lula e Dilma.

ESTADÃO CONTEÚDO

Comentários (4) enviar comentário
  1. Felipe disse:

    João Pedro Stédile, " economista", é o líder do MST, economista e sem terra, tem tudo a ver! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  2. Verlano Veras Correia Torres disse:

    Vejam que coisa interessante, Joesley recebe uma ligação de Lula e passa para Stédile que queria alguma coisa com o dono da JBS. O Assunto se encerra aí, ponto final, nada mais! Muda em seguida para entregar Loures, suposto enviado de Temer.
    A coisa está funcionando assim: Palocci e Mantega NUNCA foram enviados por Lula e DIlma para fazer contato e negociatas com Joesley. Embora fossem Ministros da Casa Civil no governo deles e tinham 100% da confiança dos ex presidentes. Mas Loures é incontestavelmente mandatário de Temer, assunto encerrado. Não, não temos uma democracia, temos uma ditadura da esquerda que nas sombras manda no Brasil, mesmo estando eles fora do "poder"
    Seremos uma futura Venezuela???

  3. Claudiomiro Pereira disse:

    Ele tinha uma conta para Lula no valor de US$ 80 e para Dilam com US$ 70, estamos falando de MILHÕES, segundo delação de Joesley, devidamente movimentadas por Palocci e principalmente Mantega, para não deixar rastro. Mas como não tinha firma registrada em cartório, o PT nega!
    Joesley fez tratativas monetárias com o PT e Lula desde 2007 e diz que não o conhece? Lula autorizou o BNDES emprestar R$ 10 BILHÕES a JBS e eles nunca sentaram para conversar? No Brasil não existe comida de graça e no PT TUDO TEM PREÇO!
    O PT e a JBS mantém a 10 anos troca de favores e Joesley "nunca" gravou, filmou ou registrou nada. estranho ou proposital? Inocência com certeza não foi!
    Qual a razão de Joesley ter grampeado propositalmente Temer? A mando de quem? A troco de quê? Se ele disponibilizou tanto dinheiro a Lula e Dilma, porquê não teve qualquer interesse em provar isso com filmagem ou foto?

  4. LULADRÃO disse:

    Sinceramente, ninguém acredita mais nas delações desse bandido delator. Ele que deveria estar preso e pagar multas que levassem suas empresas a falência está é zombando de tudo e de todos nos Estados Unidos. Jogou o Ministério Público e Poder Judiciário na lata do lixo.

Publicidade

Joesley pode ter pago para não depor na CPI do BNDES

Deputados do PT e do PMDB livraram o dono da JBS, Joesley Batista, de comparecer à CPI do BNDES, em setembro de 2015. Ao todo, 15 deles votaram contra o requerimento. Os deputados derrotados na votação atribuíram ao então presidente da Câmara, Eduardo Cunha, o acordo para barrar a convocação de Joesley. Isso explica por que Cunha continuava recebendo de Joesley altas quantias, mesmo preso.

A CPI do BNDES investigava financiamentos generosos a empresas ligadas aos governo Lula e Dilma, como o Grupo JBS e a Odebrecht.

O ex-presidente Lula e Eduardo Cunha fizeram uma aliança tácita para livrar Joesley de depor à CPI criada para abrir a caixa preta do BNDES.

A operação para livrar Joesley de depor da CPI do BNDES não foi relatada pelos delatores da JBS ao Ministério Público Federal.

CLÁUDIO HUMBERTO

enviar comentário
Publicidade

Associação critica MPF por falta de perícia em grampo com Temer

A Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais divulgou nota questionando o fato de a Procuradoria-Geral da República (PGR) não ter periciado o áudio da conversa que o empresário Joesley Batista, dono da JBS, gravou com o presidente Michel Temer, antes de anexá-la ao pedido de abertura de inquérito contra o presidente.

Para a associação dos peritos criminais, a homologação de delações premiadas sem a devida análise pericial prévia é temerária. “É inaceitável que, tendo à disposição a Perícia Oficial da União, que tem os melhores especialistas forenses em evidências multimídia do país, não se tenha solicitado a necessária análise técnica no material divulgado, permitindo que um evento de grande importância criminal para o país venha a ser apresentado sem a qualificada comprovação científica”.

Segundo a entidade, a mera audição da reprodução, pela imprensa, do áudio entregue por Joesley Batista permite notar “a presença de eventos acústicos que precisam passar por análise técnica, especializada e aprofundada”. No entanto, a associação frisa que não é possível emitir qualquer conclusão sobre a autenticidade da gravação sem que o áudio e o equipamento usado para gravar a conversa sejam periciados pelo Instituto Nacional de Criminalística, da Polícia Federal.

Grampo

As conversas foram gravadas em março deste ano, sem o conhecimento de Temer, durante um encontro à noite, no Palácio do Jaburu. No áudio, o dono da JBS afirma que tinha ligação com um procurador da Justiça e dois juízes que lhe passavam informações confidenciais sobre a Operação Greenfield (que apura suspeita de desvio de recursos em fundos de pensão públicos). O teor da conversa motivou a abertura de inquérito contra o presidente, no Supremo Tribunal Federal (STF), a pedido da PGR. No entanto, Temer pediu a suspensão do inquérito, alegando que não cometeu qualquer crime e que o áudio que embasa o inquérito teve pontos editados e não foi periciado previamente.

(Veja Com Estadão Conteúdo)

enviar comentário
Publicidade

Temer põe em dúvida atuação de Edson Fachin

JOSIAS DE SOUZA

Michel Temer cogita pedir a anulação de todo o processo em que é investigado no Supremo Tribunal Federal por suspeita de corrupção, obstrução de justiça e formação de organização criminosa. Alega que o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato, não teria legitimidade para atuar no caso, pois a empresa JBS, dos irmãos Joesley e Wesley Batista, é investigada não no escândalo da Petrobras, mas em outras cinco operações: Sépsis, Greenfield, Cui Bono, Carne Fraca e a Bullish.

Alertado pelo criminalista Antonio Claudio Mariz de Oliveira, cujo escritório assumiu sua defesa, Temer disse a aliados, neste domingo, que Fachin não seria o juiz natural do caso que resultou das delações de executivos da JBS. O relator, disse o presidente a ministros e congressistas, deveria ter sido escolhido por sorteio. Algo que os advogados suspeitam que não foi feito. Para tirar a prova dos nove, a defesa do presidente pede ao Supremo que esclareça como foi feita a distribuição do processo sobre a JBS.

Na tarde de sábado, o escritório de Antonio Mariz já havia protocolado no Supremo um pedido de suspensão do inquérito contra o presidente. Questiona-se na petição a validade da gravação feita por Joesley Batista, o sócio da JBS, da conversa que manteve com Temer em 7 de março, no Palácio do Jaburu. No mesmo dia, Fachin determinou que o áudio seja periciado pela Polícia Federal. E transferiu para o plenário do Supremo a decisão sobre suspender ou não a investigação contra Temer. O julgamento está marcado para quarta-feira.

O novo questionamento da defesa de Temer, condicionado à confirmação da ausência de sorteio na distribuição do processo da JBS, será mais amplo. Em vez da suspensão, cogita-se pleitear a anulação de todos os atos praticados por Fachin em relação a Temer. Nessa hipótese, iriam para a lata do lixo, por extensão, os outros despachos de Fachin —da homologação das delações até as 41 batidas de busca e apreensão e as 8 prisões preventivas decretadas pelo relator da Lava Jato com base na colaboração judicial da JBS.

No limite, subiriam no telhado também os despachos de Fachin que afastaram do exercício regular dos respectivos mandatos o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o deputado Ricardo Rocha Loures (PMDB-PR). A pretensão de Temer e seus advogados é a de promover uma reviravolta no caso. O presidente teria, então, munição para sustentar a tese segundo a qual está sendo vítima de uma grande armação. E o debate sobre o mérito do diálogo antirrepublicano que teve com Joesley Batista ficaria em segundo plano.

Comentários (5) enviar comentário
  1. LUCY disse:

    PALHAÇADA, QUEM TAVA NAQUELA GRAVAÇÃO NÃO ERA TEMER , ERA MINHA VÓ, PEDE PRA SAIR, CORRUPTO.

  2. silva disse:

    DESESPERADO!
    Deixa de ser frouxo cabra!!
    E vamos para de comparar a anuência dele para os crimes de "educação". Pois a educação em si, absorve valores morais, éticos e correção de atos.
    Ele pode até ser "mansinho" para dar o bote!!! Mas educado não!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  3. anonimo disse:

    Se é inocente tanto faz quem pega a ação.

  4. paulo martins disse:

    Uma coisa salta aos olhos na negociação entre o MPF, o STF e a JBS.
    Ao contrário da competente ação da Operação Lava Jato, o Ministério Público Federal e o Superior Tribunal Federal mostraram-se inábeis como negociadores: foram suspeitosamente generosos.
    Deixaram a impressão de que trabalharam pela JBS e não pela aplicação da lei. Deixaram um mau-cheiro de maracutaia no ar.

  5. jose vieira disse:

    Tu calado ainda tá errado coisa ruim…qual senador ou deputado quer ficar ao teu lado agora para simplesmente tirá uma foto. Acabou….

Publicidade

Autor de laudo citado por Temer usou equipamento amador

O Globo

Autor do laudo citado pelo presidente Michel Temer em seu pronunciamento de sábado, o perito judicial Ricardo Caires dos Santos afirma ser profissional em transcrever áudios. Bacharel em Direito pela Unifig, de Guarulhos, onde também diz ter se especializado em Direito Penal, ele se tornou figura frequente em programas sensacionalistas e de celebridade na TV.

Antes de se dedicar à degravação da conversa entre o empresário Joesley Batista e o presidente Michel Temer, coube a ele, por exemplo, determinar se havia ou não um fantasma em uma fotografia divulgada na internet pela atriz americana Jéssica Alba, em janeiro do ano passado. Embora costume se apresentar como perito do Tribunal de Justiça de São Paulo, ele é um prestador de serviços eventual da Justiça, sem qualquer vínculo com o tribunal.

Procurado pelo GLOBO, ele afirmou que seu trabalho é apenas inicial e que qualquer conclusão a respeito da conversa depende de uma outra perícia. Negou ainda que o áudio da conversa tenha 50 pontos de edição, como apontado por reportagem publicada pela Folha de S.Paulo em seu site na sexta à noite. Segundo ele, são 14 pontos de edição, entre 15 e 20 pontos de corte e diversos trechos de ruído. Santos, no entanto, disse não ser possível apontar onde estão os pontos de edição.

enviar comentário
Publicidade