MG decreta estado de emergência por causa do surto de febre amarela

Neste sábado (20), o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), decretou estado de emergência por causa do surto de febre amarela em 94 dos 853 municípios mineiros, nas áreas de Belo Horizonte, Itabira e Ponte Nova.

O decreto foi publicado no Diária Oficial e deve durar 180 dias.

No primeiro período de monitoramento da febre amarela (julho/2016 a junho/2017), foram registrados 475 casos confirmados em Minas, sendo que 162 pessoas morreram.

Desde o início do 2º período, iniciado em julho do ano passado, já foram confirmados 23 casos e 16 mortes até agora. Outros 46 casos continuam em investigação.

Todos as ocorrências confirmadas são de pessoas não vacinadas. Atualmente, a cobertura vacinal acumulada de febre amarela em Minas gira em torno de 82%.

Os centros de saúde estarão abertos para vacinação em MG neste sábado (20), das 8h às 17h.

Com o decreto, os municípios podem fazer compras de insumos, materiais e contratar serviços de emergência com dispensa de licitação. Desta forma o estado pretende acelerar o processo de prevenção e busca de casos da doença.

O documento também autoriza a criação da “sala de situação”, que visa monitorar as ações administrativas autorizadas no decreto.

 

Folhapress

Publicidade

Comentários:

  1. FRANCISCO ALVES DÉLIO disse:

    Sou "AGENTE DE SAÚDE PÚBLICA" há 39 anos. E quando no ANO 2.000 o Governo Federal decretou a DESCENTRALIZAÇÃO DA SAÚDE PÚBLICA… Havia essa expectativa de várias doenças endêmicas como: MALÁRIA, ESQUISTOSSOMOSE, PESTE BUBÔNICA, CALAZAR e FEBRE AMARELA.

    Como todos sabem, os tempos se modernizaram e o mosquito transmissor da FEBRE AMARELA (o Aedes Aegypti) também progrediu e se modernizou. O mesmo passou e ser o TRANSMISSOR de "DENGUE" (clássica e hemorrágico)

    * A DENGUE CLÁSSICA = os sintomas são mais brandos. A pessoa tem febre alta, dores de cabeça, nas costas, nas articulações e na região por trás dos olhos. A febre começa a ceder a partir do quinto dia e os sintomas a partir do décimo dia. Nesses casos, dificilmente acontecem complicações, porém alguns doentes podem apresentar hemorragias na leves na boca e nariz.

    *A DENGUE HEMORRÁGICA = normalmente ocorre quando a pessoa pega a doença (DENGUE) pela segunda vez. Neste caso, a doença manifesta-se de forma mais GRAVE. Nos primeiros cinco dias, os sintomas são semelhantes ao tipo CLÁSSICA. Porem, a partir do quinto dia, alguns doentes podem apresentar HEMORRAGIAS em vários orgãos e podem ter choque circulatório. Podendo ocorrer VÔMITOS, TONTURAS, DIFICULDADES DE RESPIRAÇÃO, DORES ABDOMINAIS INTENSAS E CONTINUAS e PRESENÇA DE SANGUE NAS FEZES. Não ocorrendo acompanhamento médico e tratamento adequado, o paciente pode FALECER.

    * TRATAMENTO = para o caso da dengue CLÁSSICA, não existe um tratamento especifico. recomenda-se repouso e alimentação com muitas frutas, legumes e bastante ingestão de líquido. Sendo que, os doentes não podem e nem devem tomar analgésico ou anti-térmicos como; AASS, ASPIRINA, MELHORAL e DORIL. Esses medicamentos favorecem o aparecimento e desenvolvimento de HEMORRAGIA NO ORGANISMO. Já no caso da DENGUE HEMORRÁGICA… Deve haver um acompanhamento médico, em função dos possíveis casos de AGRAVAMENTO com perda de SANGUE e CHOQUE CIRCULATÓRIO.

    Depois foram confirmados outros tipos de VÍRUS = DEN-1, DEN-2, DEN-3… E a bem pouco tempo (2010) em alguns ESTADOS como MATO GROSSO DO SUL, RIO DE JANEIRO, CEARÁ e PARAÍBA. Encontraram o "VÍRUS/DEN-4".

    Do ponto de vista clínico, todos apresentam o mesmo quadro. A grande diferença está no fato de que; quem teve "DENGUE" do tipo 1 (ou seja, a primeira vez), só poderá ter a doença novamente caso seja invectado pelo VÍRUS tipo 2, 3 ou 4. A maior preocupação dos MÉDICOS e INFECTOLOGISTAS envolvidos no tratamento da DENGUE. É causada pelo perigo da REINCIDÊNCIA da doença, porque quem fica com DENGUE uma segunda vez, seu organismo trará respostas mais exageradas e essas situação podem causar INFLAMAÇÕES E LESÕES NOS VASOS SANGUÍNEOS. Daí pode ser considerado DENGUE HEMORRÁGICA com outros sintomas como; DOR NO FÍGADO, TONTURA, DESMAIO, PELE FRIA e PEGAJOSA, SUOR FRIO, FEZES ESCURAS (parecida com porra de café) e possivelmente SANGRAMENTO EXTERNO ou INTERNO.

    Como disse no inicio, Todos nós servidores da antiga SUCAM/ FUNASA imaginava a volta da FEBRE AMARELA. Exatamente pela forma de como o GOVERNO FEDERAL repassou as AÇÕES que eram de sua responsabilidade. Na verdade o GOVERNO não preparou os ESTADOS e MUNICÍPIOS para receber os SERVIDORES e as AÇÕES. Como também não preparou os SERVIDORES para exercerem suas atividades nos estados e municípios.

    Como é de conhecimento de todos, nosso ESTADO e nossa CAPITAL estão vivendo momentos super delicado em relação a INVESTIMENTOS principalmente na área de saúde. Temos problemas de sobra pra acontecer a PROLIFERAÇÃO do mosquito AEDES AEGYPTI.

    * DEFICIÊNCIA DA "REDE" DE SAÚDE SOMADA A "FALTA" DE INFRA-ESTRUTURA DAS CIDADES.
    * MAUS HÁBITOS DA POPULAÇÃO.
    * AÇÕES INADEQUADAS DO PODER PÚBLICO.
    * A "DESCENTRALIZAÇÃO" ONDE O GOVERNO FEDERAL REPASSOU PARA OS MUNICÍPIOS ESSAS DIFÍCEIS ATIVIDADES.
    * AS MUDANÇAS CONSTANTES DE "LARVICIDAS E INSETICIDAS.
    * A MÁ DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA EM DETERMINADAS LOCALIDADES, BAIRROS, E CIDADES.
    * AINDA HOJE, TEM CIDADES (PESSOAS) QUE PRECISAM ARMAZENAR ÁGUA EM TONÉIS OU TANQUE.
    * IRREGULARIDADE NAS COLETAS DE LIXO.
    * MUITOS MUNICÍPIOS NÃO TEM VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA E NÃO HÁ FISCALIZAÇÃO DOS GOVERNOS ESTADUAL E FEDERAL.
    * A FALTA DE INVESTIMENTO E CONDIÇÕES DE TRABALHO AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE.

    CONCLUSÃO
    Devido a esse emaranhado de erros, a POPULAÇÃO é quem tá pagando a conta…
    Os AGENTES DE SAÚDE dos municípios, não estão CAPACITADOS pra ERRADICAR o mosquito transmissor da FEBRE AMARELA/ DENGUE/CHIKUGUNYA/ZICA… As PREFEITURAS faz de conta que tem AGENTES DE SAÚDE e os AGENTES DE SAÚDE fingem que trabalham.
    A rede BÁSICA e os HOSPITAIS DE REFERENCIA não estão capacitados pra receber doentes…
    A cada ANO os ÍNDICES DE INFESTAÇÃO nas CIDADES e ESTADOS só aumentam…

    O GOVERNO PRECISA URGENTEMENTE CRIAR UM "ÓRGÃO" DIRIGIDO PELO PODER FEDERAL, COMO ERA A "SUCAM" (SUPERINTENDÊNCIA DE SAÚDE PÚBLICA)… ONDE OS CONCURSADOS
    ERAM CONTRATADOS PARA CADA CAMPANHA.

    O "GUARDA DE MALÁRIA" = SÓ TRABALHAVA EM COMBATE A DOENÇA DE MALÁRIA.
    O "GUARDA DE FEBRE – AMARELA" = SÓ TRABALHAVA EM COMBATE A EXTINÇÃO DO MOSQUITO DA FEBRE AMARELA.