Mídias sociais favoreceram a imbecilidade, diz filósofo

O filósofo Mário Sérgio Cortella

O filósofo Mario Sergio Cortella comenta, em entrevista à DW Brasil, a cultura do ódio que se disseminou pelo país. Para o escritor, na internet todos têm uma opinião, mas poucos têm fundamentos para ancorá-la.

A instantaneidade e conectividade das mídias sociais fomentam um ambiente hostil em que todos têm “alguma opinião sobre algo, mas poucos têm fundamentos refletidos e ponderados para iluminar as opiniões”, diz o filósofo e professor universitário Mario Sergio Cortella, em entrevista à DW Brasil.

Cortella é uma figura influente na sociedade brasileira como palestrante, debatedor e comentarista de rádio. Com mais de um milhão de livros vendidos entre seus 33 títulos lançados, Cortella traduz à linguagem coloquial e adapta à realidade atual do Brasil complexos temas filosóficos, existenciais e políticos como “se você não existisse, que falta faria?” ou “o caos político brasileiro”. Nesta entrevista, ele analisa como a cultura do ódio é alimentada por “analfabetos políticos”.

FOLHA SP

 

Publicidade

Comentários:

  1. paulo martins disse:

    Que "filosofada" mais sem futuro é essa, doutô Cortella? Corporativismo de comentaristas da grande mídia? Afinal, a voz do povo (os ditos "imbecis") já não é mais a voz de Deus?

  2. Condutor 01 disse:

    Nas redes Sociais temos informações imparciais Já a TV aberta na sua maioria além de pertencerem aos politicos que 99% deles em todo o Brasil são corruptos e se vende fácil pelo dinheiro. A Tv aberta tem programação de péssima qualidade, Com zero de Cultura, Até mesmo os Jornais televisivos perdeu a credibilidade, Acompanho sim redes Sociais, Não todas, Mas estamos com contatos em todo Brasil e estamos de recebendo até mesmo noticias que os corruptos pagam para não aparecer.

  3. Ivete Bezerra disse:

    Concordo com o professor, de quem assisto as palestras disponíveis pelo YouTube, quando ele diz que ao postar uma mensagem, o internauta deseja ser alvo de elogios e regojizo, que q, logicamente não é comum acontecer. Origina aí o sentimento de frustração, que ascende para a raiva e, num crescente, chega ao ódio.

  4. vilanir gurgel disse:

    Concordo plenamente. As redes sociais são um veneno para as mentes vulneráveis.

    • Web disse:

      Realmente bom deve ser acompanhar as noticias divulgadas pela "grande" mídia, né?. Essa sim é diferente. Basta abrir os sites e verás as mesmas notícias em todas elas. As redes sociais ainda é uma via de mão dupla, algo que não se ver na TV.

    • Web disse:

      Corrigindo: ainda são*

  5. J. Silva disse:

    Nem precisa ser filósofo para atentar a isso. As redes sociais são esgotos à céu aberto, onde as pessoas vomitam todas as suas essências.

    • Joao disse:

      Por acaso isso nao se parece com uma rede social?? onde esta um monte de gente dando suas opinioes e se auto-criticando por estar escrevendo excrescências mentais "filosóficas"?