Navio de Pesquisa Hidroceanográfico “Vital de Oliveira” abre para visitação em Natal

Como parte da Comissão PIRATA BR XVII, o Navio de Pesquisa Hidroceanográfico (NPqHo) “Vital de Oliveira” atracou em Natal nesta quarta-feira (6) e será aberto à visitação pública no sábado (9) e domingo (10) no Terminal Marítimo de Passageiros, em Natal. A comissão, que estava há 22 dias no mar, é integrada por 90 militares, que compõem a Tripulação do NPqHo, e 40 pesquisadores.

A Comissão PIRATA BR XVII integra o projeto Prediction and Research Moored Array in the Tropical Atlantic (PIRATA), iniciativa de instituições científicas do Brasil, Estados Unidos e França com a finalidade de estudar as interações entre o oceano e a atmosfera no Atlântico Tropical.

O Navio de Pesquisa Hidroceanográfico foi adquirido pela Marinha do Brasil por meio de um Acordo de Cooperação assinado em 2012 com o objetivo de ampliar a infraestrutura para pesquisa científica no Brasil, sobretudo quanto ao monitoramento e caracterização física, química, biológica, geológica e ambiental de áreas oceânicas estratégicas. O Navio foi entregue à Marinha do Brasil em 2015. Atualmente o “Vital de Oliveira” tem como Comandante o Capitão de Fragata Alex Azevedo Urbancg.

O “Vital de Oliveira” é o terceiro navio a ostentar esse nome na Marinha do Brasil, uma homenagem ao Capitão de Fragata Manuel Antônio Vital de Oliveira, pernambucano que teve seus trabalhos hidrográficos reconhecidos mundialmente.

Características do Navio “Vital de Oliveira”
Comprimento: 78 metros
Boca: 20 metros
Deslocamento máximo: 4.200 toneladas
Calado máximo: 6,3 metros
Autonomia: 30 dias
Raio de ação: 7.200 Milhas Náuticas
Velocidade de cruzeiro: 7 nós
Velocidade máxima: 9 nós

Serviço

Evento: Visitação Pública
Local: Navio de Pesquisa Hidroceanográfico “Vital de Oliveira”
Data: 09 e 10 de dezembro
Horários: 13h30 às 17h
Endereço: Terminal Marítimo de Passageiros, na Rua Chile, Ribeira.
Entrada: Gratuita

Recomendações: Devido às características e limitações do local (banheiros e bebedouros) e peculiaridades do Navio (como existência de escadas para acesso aos compartimentos), recomendamos que sejam evitadas, na visitação, crianças abaixo de 5 anos e pessoas com dificuldades de locomoção.

 

 

Publicidade

Comentários: