Publicidade

Ator que viveu Tinky Winky em Teletubbies morre aos 52 anos

O ator britânico Simon Shelton Barnes no papel de Tinky Winky nos bastidores da gravação de Teletubbies (Foto: Reprodução)

A morte do ator britânico Simon Shelton Barnes gerou comoção nas redes sociais. O artista, também coreógrafo dançarino, tinha 52 anos, era pai de três filhos e foi o responsável por dar vida ao personagem Tinky Winky, o teletubbie roxo do programa de TV infantil ‘Teletubbies’. A informação foi revelada pelo jornal inglês The Sun e a causa da morte ainda não foi divulgada. Filhos, sobrinhos e amigos de Barnes utilizaram suas contas nas redes sociais para prestar homenagens ao ator e lamentarem a sua morte.

“Eu te amo tanto papai…sempre amei e sempre vou amar. O homem mais bonito do mundo”, escreveu uma das filhas do ator no Facebook. “Eu perdi o meu amado pai, ele era o homem mais querido e educado que eu conhecia e o amo mais do que qualquer coisa!!!”, escreveu o filho do ator, Henry. “Quando era criança eu tinha vergonha dele ser dançarino e ator, mas hoje eu não posso ter mais orgulho! Ele está em um lugar melhor e sei que não me quer triste, vou viver a minha vida como ele gostaria”, afirmou o rapaz.

O ator britânico Simon Shelton Barnes, intérprete de Tinky Winky em Teletubbies, foi homenageado pela sobrinha (Foto: Instagram)

A sobrinha do ator utilizou sua conta no Instagram para prestar sua homenagem. Junto com uma foto em preto e branco do tio, ela escreveu: “O meu maravilhoso tio Simon Barnes foi tirado de nós tão cedo. Ele era amado por todos que o conheciam e sempre será lembrado dessa forma”.

O ator britânico Simon Shelton Barnes no papel de Tinky Winky em Teletubbies (Foto: Reprodução)

Globo, via Monet

Comentários (2) enviar comentário
  1. Julio disse:

    Isso é falta de assunto? Pqp….

  2. disse:

    Assisti muito. Uma pena.

Publicidade

MUITA ÁGUA VINDO: Previsão de bom inverno para o semiárido potiguar

A previsão de permanência do Fenômeno La Niña no Oceano Pacífico pelo menos até meados de 2018, associado com a melhora nas condições da temperatura superficial das águas do Oceano Atlântico sul, indicam uma tendência de chuvas de normal a acima do normal para o período chuvoso no semiárido potiguar, que vai de fevereiro a abril de 2018, nesse período chove em média de 500mm a 600mm, principalmente nas regiões Oeste e Central.. Essa informação é de extrema importância não só para o seguimento agropecuário, mas também para toda economia do Rio Grande do Norte, já que 93% do território potiguar é semiárido e tem enfrentado nos últimos anos uma seca severa que resultou nos esvaziamento de reservatórios importantes para o abastecimento da população, solo inapropriado para a agricultura e perdas também na pecuária.

A conclusão foi durante a realização em Fortaleza/ CE do XX Workshop Internacional de Avaliação Climática para o Semiárido Nordestino, pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Além de especialistas da Funceme, participaram do encontro que aconteceu na última semana, estudiosos do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/INPE), do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) e meteorologistas dos Centros de Meteorologia da região Nordeste.

ANÁLISE DAS CONDIÇÕES CLIMÁTICAS ATUAIS E PREVISÃO DE CHUVA PARA FEVEREIRO, MARÇO E ABRIL DE 2018 NO RIO GRANDE DO NORTE

O Mês de dezembro de 2017 apresentou uma característica pluviométrica inerente ao clima semiárido, que é alta variabilidade temporal e principalmente espacial na ocorrência das chuvas. Em algumas regiões ocorrendo chuvas e outras, sem chuvas. Esse comportamento resulta da atuação de sistemas meteorológicos transientes de difícil previsibilidade como é o caso dos Vórtices Ciclônicos de Ar Superior (VCANS) e Frentes Frias, comuns atuar sobre a região nesta época do ano. A atuação de um vórtice ciclônico de ar superior, presente sobre a região na segunda quinzena do mês, ocasionou chuvas no Litoral, mais concentradas na região da Grande Natal, algumas chuvas isoladas nas Regiões do Agreste, Central e Alto Oeste. As maiores chuvas mensais foram registradas nos municípios de Água Nova (45,5mm), José da Penha (42,0mm), Major Sales (38,9mm) localizadas no Alto Oeste. No Agreste, destaque para os municípios de João Câmara (28,0mm) e Bom Jesus (16,3mm) e no Litoral Leste para os municípios de Natal (46,9mm) e Ceará Mirim (26,00mm).

Análise do Parâmetros Climáticos – dezembro/17

O fato de maior destaque em relação aos parâmetros oceânicos/atmosféricos observados durante o mês de dezembro de 2017 foi a permanência do Fenômeno La Niña, ocorrendo com intensidade moderada em grande parte do Oceano Pacífico Equatorial. Por outro lado, observou-se que as águas superficiais do Oceano Atlântico Norte mantiveram um maior aquecimento em relação as águas superficiais do Oceano Atlântico Sul, mantendo uma incerteza na previsão climática para 2018.
Com a chegada de janeiro de 2018, foi observado uma melhora significativa nas águas superficiais do oceano Atlântico próximo da faixa equatorial e ao longo do litoral nordestino. Essa tendência de aquecimento das águas no Atlântico Sul possibilita uma melhora na ocorrência de chuvas sobre o Nordeste Brasileiro para o período de fevereiro a maio de 2018.

Meteorologia da EMPARN

 

Comentários (3) enviar comentário
  1. Daniel disse:

    Difícil, viu… No dia 09/01/2018 foi publicada a seguinte notícia: Previsão de chuvas no nordeste abaixo da média, no primeiro trimestre de 2018 (https://blogdobg.com.br/preocupante-previsao-de-chuvas-no-nordeste-abaixo-da-media-no-primeiro-trimestre-de-2018/). Ou seja, em 14 dias a previsão do tempo vai de um extremo ao outro, o que comprova que esses caras não sabem o que estão dizendo…

  2. JOÃO disse:

    Se tinha alguma probabilidade…agora, depois dessa previsão, ACABOU DE VEZ!!! É SEMPRE AO CONTRÁRIO DO QUE FALAM OS "ESPECIALISTAS"!

  3. Helio Mota disse:

    Agora me preocupei…
    Previsão da EMPARN é sempre ao contrário, parece até que usam os búzios e tarô para isso.
    Quem queria praia, pode se preparar.

Publicidade

Som da Mata traz neste domingo, no Parque das Dunas, Gilberto Cabral com canções tradicionais do Carnaval

Quem sobe ao palco do Som da Mata, deste domingo (28), às 16h30, é o músico Gilberto Cabral, com o show “Eu toco, vocês dançam…”

Músico, compositor e arranjador pernambucano, obteve sua formação entre bandas de frevo e a música erudita. É trombonista da Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte e da Banda Sinfônica da Cidade de Natal. Durante o show, Cabral busca através de influências carnavalescas, retratar um baile com canções tradicionais do Carnaval, contando com o auxílio luxuoso de Ricardo Baya na guitarra, Júnior Primata no contrabaixo, Silvio Franco na bateria, Edmilson Cardoso no xilofone e a participação especial da plateia que é essencial para a concretização do espetáculo.

Afrouxem os cintos e entrem nessa festa.

O Som da Mata acontece graças à renúncia fiscal da Prefeitura através da Lei Djalma Maranhão e do aporte financeiro da Unimed Natal, CEI Romualdo Galvão, e Intercity Hotels, além do apoio do Governo do Estado através do Idema que cede o espaço onde acontece o evento.

Show: Gilberto Cabral
Local: Anfiteatro Pau-brasil | Parque das Dunas
End: Av. Alexandrino de Alencar, s/nº – Tirol
Dia: 28 de janeiro
Hora: 16h30
Ingresso: R$ 1,00 (um real)
Fone: 3201 3985
Contato para entrevistas: Gilberto Cabral
Uma realização: Sá de Paula Produções Criativas

enviar comentário
Publicidade

Fãs pagam até R$ 4.000 em balada para ver Jojo Todynho

Jojo Todynho antes do show “Combatchy”, com a cantora Anitta, em novembro de 2017, em São Paulo – Greg Salibian/Folhapress

O sucesso meteórico de Jojo Todynho desde que “Que Tiro Foi Esse?” viralizou nas redes sociais, há cerca de 15 dias, foi colocado à prova pela primeira vez em São Paulo neste fim de semana. O “tiro” do funk da carioca veio potente e acertou a mira ainda que distante de sua terra natal, onde ela está estourada há mais tempo.

Autêntica, desbocada e empoderada, a funkeira de Bangu encontrou na noite de domingo (21) um Villa Mix lotado mesmo subindo ao palco faltando apenas cinco minutos para a quarta segunda-feira do ano. Foram três shows em dois dias. Antes, ela já tinha passado por outra casa noturna, no sábado, e feito uma participação animada ao lado da amiga Anitta no ensaio dos Blocos das Poderosas, no mesmo dia.

Embalados por bebida destilada em fartura, água de coco e energético, o público na faixa dos vinte e poucos anos pouco se importou de esticar o domingão esperando o grande momento da noite. Alguns pagaram R$ 4.000 por um espaço nobre colado ao palco e, quem sabe, uma selfie perfeita ao lado de Jojo Todynho e a garantia de uma enxurrada de likes nas redes sociais.

Foi o caso de Nathalia Reis, estudante de 19 anos de São Paulo que vive atualmente em Barcelona —onde está estudando. Mesmo morando na Europa, a garota diz que ama Jojo Todynho de paixão e conhece a funkeira desde que ela tinha só 5.000 seguidores no Instagram. Hoje são 1,7 milhão. Nathalia garante que pagou R$ 4.000 no camarote só por causa de Jojo. Levou as amigas como convidadas, que chamaram outros conhecidos para o cercadinho que comportava 15 pessoas.

Afinal, qual valor tem uma foto ou um vídeo perto da sensação atual do funk? O investimento da estudante rendeu bem mais que o esperado. Após berros de “eu te amo” e “você é minha ídola”, Nathalia foi a primeira escolhida para subir ao palco e mostrar suas habilidades dançando “Vai Malandra”, música mais recente de Anitta que conta com Jojo Todynho no clipe. “Eu quero você representando São Paulo e meus Toddynho”, chamou a cantora.

Jojo Todynho ainda contou com outras quatro voluntárias para rebolar a bunda em cima do palco, já que sua rebolada estava ligeiramente afetada por uma bota ortopédica. O pé torcido foi resultado da empolgação durante uma prova de roupas no dia anterior. “Vi um vestido, fui descer a escada para pegar e foram três degraus de uma vez só”, explicou ao UOL no camarim depois da apresentação, que teve ingressos a partir de R$ 50.

Mas o repertório de Jojo, completado com hits de Ludmilla, Pabllo Vittar, G15 e outras sensações atuais do funk, ainda reservava uma surpresa. “Vocês acharam que eu não ia balançar meus peitos hoje”, provocou, adaptando o bordão de Anitta e emendando com “Movimento da Sanfoninha”. É a mesma música usada pela amiga no momento de rebolar a bunda nos shows.

As reações ao sutiã 58 de Jojo Todynho não passaram despercebidas. “Você tá me seduzindo, vou esfregar o Toddy na sua cara. Quer Todynho?”, perguntou a um garoto que tentava chamar a atenção dela na pista, fora dos camarotes. A reposta positiva fez a cantora ir além. “É rol? Se eu der uma sentada diferente aí te quebro todo. Sou grandona”, ressaltou do alto de seus 1,50 m e 90 kg. As mulheres não foram esquecidas. “Só tem mulherão da p* aqui”, fez questão de frisar. “Fechou o camarote só pra me ver. E aí, loirinha, tá emocionada?”, falou apontando para a fã que tinha dançado no palco minutos antes.

Mas nem todos os presentes terminaram a noite superando suas expectativas na festa “Back to real life”. Jihad Khatib, empresário de Praia Grande (SP), também pagou R$ 4.000 para comemorar com amigos e amigas seu aniversário de 22 anos ao som de Jojo Todynho. “Não conhecia ela antes do ‘Que Tiro Foi Esse’, mas curti muito a música. Ela é do Rio, né?”, declarou antes do show. Acabou a noite de cara fechada depois de tomar uma bronca da artista por molhar o público que estava perto do palco com uma chuva de espumante. “Respeita as pessoas”, pediu Jojo sob aplausos.

Já os outros presentes no mesmo camarote —entre eles youtubers e ex-BBBs— não parecem ter se abalado da mesma maneira que o aniversariante. A animação no primeiro dos três cercadinhos em frente ao palco rendeu até uma reprodução do meme que deslanchou a carreira de Jojo. Um dos rapazes fez questão de se jogar no chão quando ouviu o primeiro refrão de “Que Tiro Foi Esse”, o hit que foi cantado duas vezes e encerrou o show.

“Com um beijo nas pirocas e uma lambida nas pepeka”, Jojo Todynho encerrou sem censura os 35 minutos do seu terceiro show no primeiro fim de semana com agenda lotada em São Paulo. O pé? Ela garante que melhora em 15 dias. A tempo de enfrentar a maratona de Carnaval que promete abraçar e espalhar seu hit para bem além da internet.

F5 – Folha de São Paulo

 

Comentários (16) enviar comentário
  1. Yuri disse:

    Acho interessante a diversidade cultural, não critico quem gosta, agora a supervalorização de uma "artista" que virou meme temporário é ridículo. Realmente a falta de educação de qualidade, a introdução de culturas estrangeiras de baixa qualidade e, ainda, a restrição de músicas de qualidade a públicos específicos, uma vez que a mídia de massa divulga cada vez mais musicas momentâneas do que o bom e velho MPB, o Rock brasileiro, o samba, a bossa nova e outros estilos musicais de qualidade existentes no Brasil, estão causando cada vez mais a decadência da boa musica em detrimento das novos "sucessos".

  2. Ju disse:

    Povinho idiota!!

  3. paulo disse:

    BG
    KKKKK ou povo sem cultura e alienado.

  4. Júnior disse:

    Cultura de massa. O povo pedir censura e pronto, estamos na época da inquisição cultural.

  5. Helio Mota disse:

    E quem disser que essa moça não é o máximo em cultura e qualidade pode se preparar para ser chamado de reacionário, atrasado, racista, peitofóbico…

  6. Cláudio disse:

    Que BOSTA!

  7. Sandro Alves disse:

    Só uma bomba atômica para acabar com o mundo, para começar tudo de novo. kkkkkkkkkkkkk

  8. Nat disse:

    Pior do que arte ruim é patrulha estética. Cada um no seu quadrado.

  9. Carlos Teixeira disse:

    Correndo o risco de parecer um daqueles velhos ranzinzas que vivem repetindo que "no meu tempo tudo era melhor", eu costumo dizer às pessoas com quem converso que "a música morreu nos Anos 80, e esqueceram de enterrar".
    A cada nova onda que surge no cenário musical, as pessoas dizem É O FUNDO DO POÇO! Mas sempre aparece um novo estilo para superar a baixa qualidade do anterior. Funk, Sertanejo, Sertanejo Universitário, Pagode, Sofrência, Forró Eletrônico, Paredão… e por ai vamos descendo ladeira.
    Mas voltando ao meu saudosismo, lembrei de quando eu era apenas um menino inocente morando no Alecrim, tinha um bêbado que vivia pelo mercado da Av. 4, sem camisa e todo suado, que tocava o Hino Nacional PEIDANDO NO SUVACO. Pum pum purupumpum purumpumpum…. Do começo ao fim, em ritmo perfeito. No rumo que vai a nossa música, acredito que ainda verei no Faustão ou no Fantástico algum artista performático realizando proeza semelhante. Ai sim, talvez tenhamos chegado ao fundo do poço musical.
    Por essas e outras que eu ainda prefiro o bom e velho BREGA… Bartô Galeno, Reginaldo Rossi, Zé Orlando, Genival Santos e outros clássicos.

  10. Inquisidor disse:

    Culpa de quem?
    Da mídia "caça-níquel" que evidencia toda merda que aparece?
    Ou de nós meros mortais que só sabemos reclamar e não tomamos uma atitude como boicotar, não dar moral nem espaço a esse tipo de porcaria?

  11. jader williams disse:

    o pior é ser notícia e ter fãs,pense num povo ridículo esse no qual me incluo mas não compactuo.

  12. Luta contra hipocrisia disse:

    Imagino que pessoas com este tipo de gosto podem contribuir para a melhoria do país. Nunca teremos um futuro descente enquanto tiverem brasileiros que apreciam desrespeito e estupidez.

    • Nat disse:

      Vc assiste filmes, vê TV, toma uma de vez em quando?
      E que isso contribui para o futuro do Brasil?
      Não faz nada para desopilar? Vive em permanente estado de
      engajamento?

  13. Revoredo Mello disse:

    E nós inocentes, achando que depois do É O Tham não podia piorar… Onde esse país vai levai sua música, a que nível rasteiro e podre vai chegar. A cada dia a situação fica pior, pior, pior…

  14. Olavo disse:

    É o fim.Tudo está virando lixo não reciclavel.

Publicidade

Estado deve indenizar paciente que teve gaze esquecida em seu corpo após o parto

A juíza Aline Daniele Belém Cordeiro Lucas, em processo da 2ª Vara da Fazenda Pública de Natal, condenou o Estado do Rio Grande do Norte a pagar a uma cidadã a importância de R$ 30 mil, a título de indenização por danos morais, em razão dos prejuízos morais que lhe foram causados em decorrência de erro médico supostamente cometido por agentes públicos estaduais, no momento de seu parto.

Na Ação Ordinária, proposta contra o Estado do Rio Grande do Norte, a autora alegou que esteve no Hospital Regional Lindolfo Gomes Vidal, no município de Santo Antônio, para se submeter a uma cesariana, dando a luz a seu filho.

Entretanto, narrou que, durante o período de resguardo, começou a sentir incômodo na região cirurgiada, febre alta e muitas dores. Por conseguinte, em virtude do agravamento do quadro, dirigiu-se ao Hospital Maternidade Januário Cicco, em Natal.

Denunciou que foi constatado a presença de um corpo estranho dentro do abdômen dela. Afirmou que, na sequência, foi submetida a um procedimento cirúrgico, no qual foi retirada uma quantidade de gaze que foi esquecida dentro da cavidade vaginal dela, onde estava alojado o bebê durante o parto realizado dias antes.

Em virtude do ocorrido, afirmou que se manteve com quadro infeccioso durante oito dias, internada no Hospital Maternidade Januário Cicco, recebendo fortes medicações anti-inflamatórias e com o comprometimento das funções renais.

Decisão

Para a juíza Aline Cordeiro Lucas, o evento lesivo debatido nos autos deu-se mediante ato comissivo dos agentes públicos do Estado do Rio Grande do Norte, os quais, procederam com imperícia no procedimento médico. No caso, entendeu que houve atuação danosa do Estado, o que justifica a incidência da responsabilidade objetiva.

Ao se voltar ao laudo para solicitação de autorização de internação hospitalar anexado aos autos, ela entendeu que se encontra demonstrada a ação administrativa danosa, porque foi encontrado dentro da autora, operada há treze dias por cesárea realizada em hospital estadual, um corpo estranho, a saber, um tampão de gases.

Além do mais, ela chamou a atenção pra o fato de que a paciente também apresentou um quadro de febre, dores e exalação de mau cheiro, sendo tais fatos decorrentes do procedimento adotado pelos agentes públicos, para efetivar o parto da autora. Ressaltou também que, na sua ficha de internação o diagnóstico foi de infecção puerperal e corpo estranho na vagina, além da existência de uma infecção pós-cirúrgica informada pelo laboratório de microbiologia.

Da mesma forma, salientou que o resumo da alta indica que a paciente foi admitida em pós-operatório de cesárea, evoluindo para febres e calafrios, com a retirada de corpo estranho do fundo vaginal, sendo feita a devida medicação com antibióticos.

“Deste contexto, entendo demonstrada a ação administrativa danosa, que violou a incolumidade física da requerente. Na mesma vertente, encontro comprovado o nexo causal que vincula a dita ação aos danos sofridos pela parte autora. Houve uma atuação negligente do requerido, que não adotou os cuidados preventivos necessários para o parto da ofendida, o que lhe reverteu em prejuízos morais”, decidiu a juíza Aline Cordeiro Lucas.

TJRN

 

Comentários (2) enviar comentário
  1. Helio Mota disse:

    E não colocam mais o número do processo não?
    Vá atrás para ver se tem menos de 10 anos. Aí para não escancarar a ineficiência mais cara do Brasil estão omitindo o número do processo.
    Quem diria que se valeriam de truque tão feio…

  2. paulo martins disse:

    Que 'estado' vai indenizar paciente? O 'erre ene vezes'? Só vendo para acreditar.

Publicidade

Militar, universitária e mais duas pessoas são presos suspeitos de roubo de carros na Grande Natal; quatro veículos apreendidos

A Polícia Militar prendeu na noite dessa segunda-feira(22) um militar da Aeronáutica, uma universitária e mais duas pessoas na noite desta segunda-feira (23) em Parnamirim, na Grande Natal, suspeitos de fazerem parte de uma quadrilha especializada em roubo de carros.

De acordo com a PM, a quadrilha estava sendo monitorada há cinco dias, depois de uma sequência de roubos registrados na região. Alguns dos carros recuperados foram encontrados em uma granja em Macaíba, e outros no distrito de Jundiaí. Ao todo, foram quatro veículos apreendidos.

Segundo a PM, um dos veículos roubados era de uma professora, surpreendido pelos bandidos no último domingo (21), quando chegava a uma cafeteria em Neópolis, na Zona Sul de Natal.

Ainda segundo a PM, um dos suspeitos foi preso após se envolver em um acidente. Os outros três foram localizados através de monitoramento de mensagens de celular. Eles foram levados para prestar depoimentos na Central de Flagrantes da Polícia Civil.

A Polícia Militar ainda destacou que a quadrilha possui outros integrantes e trabalha para que sejam identificados e presos.

 

Comentários (4) enviar comentário
  1. Luca disse:

    Pelo menos esse militar, segundo o noticiário é das Forças Armadas e poderá ter alguma punição, o resto certamente serão soltos na benéfica audiência de "livramento".

  2. Helio Mota disse:

    E os nomes dessas joinhas… cadê?

  3. semesperança disse:

    Eles podem ficar tranquilos, pois já já serão soltos na maravilhosa audiência de custódias e poderão voltar a fazerem livremente os que vem fazendo… Apesar de serem presos em flagrante, são apenas suspeitos…

  4. Edu disse:

    Parabéns a Policia, pena que não deu para eliminá los logo. Menos uma quadrilha de marginais para nos importunar.

Publicidade

Brasil bebe mais que a média mundial, mas silencia sobre abuso do álcool

Bruno Santos/Folhapress

Meu avô paterno era alcoólatra. Não cheguei a conhecê-lo, morreu na década de 1960, aos 46 anos, por sequelas de um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Dois tios igualmente dependentes do álcool também já morreram em consequência dos danos provocados pela bebida. Tenho amigos alcoólatras. Alguns sóbrios há bastante tempo; outros com muitas recaídas e ainda em busca da abstinência.

Na semana passada, pensei neles enquanto apurava matéria sobre a dependência de álcool entre os mais velhos. Segundo pesquisa Datafolha, quase um em cada dez idosos bebe diariamente. É muito, cinco vezes a média do país (2%).

A depender dos dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), estamos nos tornando um país de beberrões. É óbvio que não ainda nos mesmos padrões dos países do Leste Europeu, que chegam a ter consumo anual per capita de 18 litros, mas já superamos a média mundial. Em 2016, o nosso consumo de álcool per capita atingiu 8,6 litros, contra a média internacional de 6,4 litros por pessoa.

O país figura agora na 49ª posição no ranking entre os 193 avaliados pela OMS em 2016. Na África, o consumo médio é de 6 litros por ano. Nas Américas, de 8,2 litros e na Europa, de 10,3 litros (média muito impulsionada pelos países do Leste Europeu).

Apesar do consumo exagerado, o Brasil pouco avança em políticas públicas eficazes voltadas à prevenção. Há vários exemplos de medidas efetivas aplicadas em outros países, como a exigência de licença específica para estabelecimentos que comercializam álcool ou um controle rigoroso da venda de bebida a menores de idade.

Por aqui, não há nem uma coisa e nem outra. Todo lugar com um alvará (padaria, posto de gasolina etc) pode comercializar bebidas. Isso sem contar os informais. A venda de álcool a menores já virou algo tão corriqueiro que as pessoas nem disfarçam mais. Quem tiver alguma dúvida é só passar perto dos botecos próximos aos colégios e faculdades de São Paulo.

Diversos estudos mostram que, quanto mais precoce o consumo de bebida alcoólica, maior é o risco de a pessoa se tornar dependente no futuro. O álcool compromete o desenvolvimento do sistema nervoso central, além de expor o jovem a diversas situações de risco (acidentes de trânsito e outras violências, sexo inseguro entre outras).

Mas isso não é o bastante para frear, por exemplo, a propaganda de cerveja em horário nobre da TV, claramente voltada aos jovens. Aos olhos da legislação que regula a publicidade, a cerveja não é considerada bebida alcoólica no Brasil. Só bebidas com teor alcoólico superior a treze graus Gay Lussac se enquadram. E grande parte das cervejas disponíveis no mercado não chega a 5%. As que têm mais do que isso em geral são artesanais ou importadas.

Esse “estado de exceção” da cerveja, atribuído a uma combinação de lobby da indústria e falta de vontade política, tem recebido muitas críticas de especialistas em políticas públicas de saúde. Não é para menos. A cerveja é a bebida consumida por 60% dos brasileiros que ingerem álcool.

Mais do que um grande problema individual e familiar, o uso descontrolado de álcool é uma questão de saúde pública e traz prejuízos gritantes à economia. Estima-se que o país perca 7,3% do PIB (Produto Interno Bruto) em decorrência dos problemas relacionados ao álcool, algo em torno de R$ 372 bilhões, considerando o PIB de 2015 (R$ 5,1 trilhões).

De acidentes de trânsito causados por motoristas bêbados às doenças associadas ao uso abusivo do álcool, como derrames, demência e diversos cânceres, de afastamentos por auxílio-doença ao desemprego, a conta dessa ressaca é gigantesca.

A cada operação policial na cracolândia, a sociedade se mobiliza, palpita. A cada discussão sobre a legalização da maconha ou dos seus derivados, idem. O mesmo não se vê em relação ao álcool. Talvez por fazer parte da cultura humana há milênios e por ter consumo lícito, o álcool é uma droga socialmente aceita. Mesmo destruindo tantas famílias e boa parte da mão de obra do país. Enquanto perdurar esse silêncio inquietante, ações preventivas mais abragentes terão poucas chances de sucesso.

Folha de São Paulo – colunista Cláudia Colucci

 

Comentários (4) enviar comentário
  1. Chico disse:

    Pra aguentar um país como esse, só bebendo mesmo…

  2. WandeC disse:

    Barzinhos, restaurantes e boates deveriam ser obrigados a deixar de vender bebidas alcoólicas a partir de uma da manhã, todos os dias, sob pena de pesada multa que dobraria a cada reincidência.
    Quantos acidentes e atropelamentos deixariam de existir, quantas brigas e assassinatos não ocorreriam e quanto se pouparia em atendimento de emergência realizado pelo SAMU ou pelos hospitais públicos?

    • Natan disse:

      mudaria nada, o pessoal só iria para casa mais cedo e mataria o outros mais cedo.

  3. Luta contra hipocrisia disse:

    A droga que mais mata e vicia.

Publicidade

FOTO E VÍDEOS: Globocop cai no mar do Recife e deixa 2 mortos

Imagem captada pelo Globocop antes da queda em Pernambuco na manhã desta terça-feira (23) (Foto: Reprodução/TV Globo)

O Globocop, helicóptero da Globo em Pernambuco, caiu na manhã desta terça-feira (23), na Praia do Pina, na Zona Sul do Recife. O acidente ocorreu por volta das 6h15 (horário local). De acordo com informações do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), três pessoas estavam na aeronave. Duas delas morreram e uma foi encaminhada para o Hospital da Restauração (HR), na área central capital. ASSISTA VÍDEOS em texto na íntegra aqui

Dois dos ocupantes eram funcionários da empresa Helisae, que presta serviços para a TV Globo há mais de 15 anos. O helicóptero era pilotado pelo comandante Daniel Galvão, que morreu no local. Também estavam a bordo a 1ª sargento da Aeronáutica Lia Maria Abreu de Souza, que chegou a ser socorrida, mas faleceu, e o operador de transmissão Miguel Brendo, que encontra-se em estado grave no HR.

O acidente aconteceu logo depois que o helicóptero fez as imagens da abertura do telejornal Bom Dia Pernambuco, nesta terça-feira. A aeronave foi revisada na semana passada e já tinha feito vários voos normais desde então.

“De início, quando a gente chegou ao local, a informação é que teria quatro tripulantes. A gente tem, em solo, resgatado pela Comunidade do Pina, três pessoas. Dois óbitos, sendo uma moça que obitou durante o procedimento de reanimação. Uma pessoa do sexo masculino foi removida para o Hospital da Restauração”, afirmou o técnico de enfermagem do Samu, Valdemir, em entrevista ao Bom Dia Pernambuco.

Chovia no Recife quando ocorreu o acidente. Bombeiros foram acionados para fazer o resgate e usam motos aquáticas para localizar o helicóptero. Segundo informações de testemunhas, haveria um quarto tripulante. A corporação tenta localizar a vítima.

De acordo com o capitão Romedrico Pereniz, do Corpo de Bombeiros, não há sinais de explosão da aeronave. “Não há indícios que tenha ocorrido uma explosão. Não há indícios de chama, de queimadura, nada disso. Apenas o politraumatismo. Foram as lesões que vieram a provocar esses óbitos. A mulher teve parada cardíaca, fizemos reanimação. Ela tinha muitas lesões, fraturas, cortes, hemorragias, mas nenhuma queimadura”, apontou.

G1-PE

 

enviar comentário
Publicidade

Defesa de Lula ingressa com um recurso a cada três dias

O GLOBO

Desde setembro de 2016, quando o ex-presidente Lula virou réu no caso do tríplex do Guarujá, a defesa do petista trava uma batalha de recursos judiciais com a força-tarefa da Lava-Jato, que resulta em uma petição levada ao Judiciário a cada três dias. A conta leva em consideração pedidos que chegaram à primeira e à segunda instâncias nas três ações penais que ele responde no Paraná. Ao todo, foram 159 medidas judiciais, sendo que 11 petições tiveram o propósito de afastar o juiz Sergio Moro e os procuradores de Curitiba das investigações, além de tentar anular sentença que condenou o ex-presidente a nove anos e meio de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O levantamento feito pelo GLOBO inclui pedidos como habeas corpus, mandados de segurança, embargos de declaração, requerimentos simples e até mesmo a apelação de Lula que será julgada amanhã, no Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Somente no caso do tríplex, a defesa ingressou com 78 petições, o equivalente a uma medida interposta a cada seis dias. Comparada à defesa de outros réus da Lava-Jato, a defesa de Lula vai à Justiça com muito mais frequência. Os advogados do ex-deputado Eduardo Cunha, por exemplo, ingressaram com um recurso a cada 18 dias. Já a defesa do ex-ministro Antônio Palocci entrou com uma petição a cada 13 dias.

Para marcar posição na cidade do julgamento, onde um grande número de manifestantes chega para protestos contra e a favor do petista, Lula desembarca hoje em Porto Alegre e deve participar de um ato que deve ocorrer a pouco quilômetros da sede do TRF-4. A visita foi anunciada em encontro com sindicalistas, e Lula avisou, mesmo sem saber sobre o resultado, que o estoque de recursos está longe de terminar.

— Amanhã estou indo para Porto Alegre agradecer a solidariedade do povo que está lá se manifestando. Vou tranquilamente aguardar o resultado e vou recorrer — afirmou o petista.

Uma das iniciativas mais recentes da defesa de Lula ocorreu no último dia 16, quando pediu que o ex-presidente fosse novamente interrogado pelos desembargadores do TRF-4 antes de ser julgado. Lula alega violação de garantias fundamentais, como o direito de ser ouvido por um juiz imparcial e isento, o que, segundo a defesa, não teria ocorrido com Moro em Curitiba. O pedido, negado pela corte, reforça o tom do discurso dos advogados do petista, cuja principal tese é de que ele é vítima de lawfare — nome usado quando o estado usa a Justiça como ferramenta para perseguir alguém.

Nem o relator dos casos na segunda instância, o desembargador federal João Pedro Gebran Neto, ficou de fora da mira dos advogados. Lula alegou que o magistrado teria uma amizade “estreita e íntima” com Moro e que esse vínculo poderia interferir no julgamento da causa.

Para Gustavo Badaró, professor de Direito Penal da Universidade de São Paulo (USP), a grande quantidade de petições simboliza, por um lado, o zelo da defesa para marcar posição ao longo do processo, embora também se reverta em um grande número de decisões desfavoráveis, já que, em muitos casos, os advogados de Lula recorrem em temas que, notoriamente, têm a discordância dos tribunais.

 

Comentários (12) enviar comentário
  1. Edilson G. da Silva disse:

    Os Caras de que justificar os milhões (dinheiro nosso roubado) que estão recebendo, pra defender esse bandido.

  2. Almir disse:

    O preço da gasolina está insuportável. Os pobretões de direita estão andando a pé.

  3. Luca disse:

    Vai ficar bonito, sem barba e cabeça raspada!

  4. Cristovão disse:

    A história ensinou que o discurso do PT e seus membros É OPOSTO A REALIDADE.
    Lula se VENDE como inocente, deve ter muita culpa no cartório.
    José Dirceu se vende como vítima, só se for dele mesmo e das armadilhas que montou contra o povo brasileiro querendo censurar a imprensa e implantar um regime totalitário.
    Gleisi e Lindberg nem podem ouvir falar em perder o foro privilegiado, serão processados e sabem que tem culpa.
    O PT prometeu fazer do Brasil uma Suiça, mas governou e jogou o país no retrocesso econômico e industrial, além do aparelhamento estatal imoral e a corrupção sem limites.
    O PT falou, fala e faz outra coisa.
    O PT diz que vai fazer todo povo ser igual, a Venezuela conseguiu, estão todos passando fome.
    O Povo cansou de escutar promessa e receber bolsa esmola.

    • paulo martins disse:

      Perca seu tempo não, Cristovão. Petistas (inocentes úteis) e petralhas (déspotas esclarecidos) são movidos exclusivamente por seus interesses escusos e inconfessáveis. Tudo que lhes interessa é se locupletar com o dinheiro público (para eles "cai do céu", é dinheiro de ninguém), invadir a propriedade alheia e nada produzir além de fome, miséria e desemprego.

  5. Dirã disse:

    Esse bandido em um país sério,ja estaria em regime fechado sem progresssão de pena!!!

  6. Luigi Starace disse:

    Infelizmente aquilo que é certíssimo fora do Brasil aqui não é Assim se os juízes não vai condenar e colocar na cadeia um o chef do esquema de desvio de dinheiro público significa que esse país maravilhoso vai virar em na Venezuela vai virar um país esquecido tbm da Deus

  7. Ems disse:

    Ele disse que está bem tranquilo !

  8. LULADRÃO disse:

    Para bom entendedor não precisa dizer mais nada. Essa quantidade de recursos é uma forma de ficar adiando uma condenação certa. Em qualquer país do mundo esse elemento já estaria preso. Comandou a maior e mais organizada quadrilha de desvio do dinheiro público da história do Brasil. Ele enganou a todos que acreditavam que é possível ser político sem ser corrupto. Poderia ter entrado para a história de uma maneira diferente e louvável, Porém fez a escolha errada e agora irá pagar por isso.

  9. Jock disse:

    Porque a preocupacao do homem mais honesto do mundo ???? Esse verme ladrao condenado sabe que Ira molar na cadeia ,e prior que tem IMBECIL QUE IDOLATRA ESSSE FDP

  10. Eleitor disse:

    Se cagando de medo de ir preso…. porcerto vai encontrar muitos inimigos no presídio….

Publicidade

Avaliação da Caixa vê chance de calote do Corinthians no estádio Itaquerão

Resultado de imagem para estadio itaquerão

POR FOLHAPRESS

A Caixa Econômica Federal avaliou como grande a possibilidade de levar calote do Corinthians no acordo de pagamento pelo empréstimo para a construção do Itaquerão. O clube recebeu do banco uma das piores notas na avaliação interna de riscos.

É o que mostram e-mails confidenciais, aos quais a Folha teve acesso, em auditoria externa realizada pelo escritório Pinheiro Neto Advogados e agora em posse do Ministério Público Federal.

A estatal classificou o clube com a nota “E”, com “capacidade para arcar com o compromisso bastante limitada”, em análise sobre a proposta de reestruturação da operação de crédito da arena.

“Não há um racional sobre os referidos riscos [em cima da proposta]. Um dos riscos citados é a insolvência dos devedores”, menciona o banco, em mensagens eletrônicas trocadas entre executivos no mês de junho de 2017.

Essa análise é assinada por Gustavo Sena, gerente-executivo; Darlo de Paula, gerente nacional; e Luiz de Paula, superintendente nacional; e encaminhada por Alexsandro Ramlov de Araújo, do departamento de risco de crédito, para o diretor nacional da Caixa, Jair Luis Mahl.

“Avaliação de risco recente atribuiu rating ‘E’ para o clube, sendo sua capacidade para arcar com o compromisso bastante limitada, podendo resultar em postergação de manutenções, deterioração do ativo ou outras ações contingenciais, inclusive pressões para a liberação de recursos para viabilizar a realização de jogos e eventos frente a necessidade de manutenções emergenciais”, descreve o e-mail.

A troca de mensagens debate sobre um eventual acordo para a volta do pagamento das parcelas pelo empréstimo de R$ 400 milhões feito para a construção do estádio corintiano, por meio de recursos do programa do BNDES Pró-Copa Arenas. O estádio foi inaugurado em 2014 e usado na abertura da Copa do Mundo, no mesmo ano.

A Caixa também se mostra incomodada com o negócio. “A proposta advém de um cenário de constantes frustrações e descumprimentos no âmbito da operação (…), não estão sendo atendido as premissas de receitas, custas e despesas (…), fica evidente que o fluxo de caixa atual do projeto será incapaz de honrar com os compromissos financeiros da Arena”.

“Tratam-se de e-mails discutindo a reestruturação de operação de crédito realizada pela Odebrecht e pelo Corinthians relacionada à construção da Arena Itaquera”, descreve a equipe de investigação que fez a auditoria.
Em resposta, Jair Luis Mahl diz que a reestruturação proposta configurava-se em uma derradeira oportunidade para o banco, o clube e a Odebrecht cumprirem o contrato de financiamento, além de uma tentativa de evitar os riscos de processos judiciais de execução da dívida, tais como demora do Judiciário, insolvência dos acionistas, recebimento de valores aquém do esperado, entre outros.

GARANTIAS

Nos e-mails, Jair Luis Mahl confirma que a estatal queria o valor arrecadado pelo clube com o programa Fiel Torcedor como garantia, como antecipado pela Folha em 19 de dezembro de 2017.

“É a primeira vez que conseguimos agregar garantia adicional na negociação”, menciona o diretor. Posteriormente ao e-mail, o Conselho Deliberativo do clube rejeitou dar aval ao pedido.

Também é mencionada como garantia do empréstimo a alienação fiduciária do Parque São Jorge, sede do clube, além da hipoteca em segundo grau de imóvel, avaliada em R$ 207 milhões. Há ainda outros pontos, como cessão dos direitos de todos os contratos celebrados por terceiros -nesse caso, o item foi classificado como “somente tem valor caso a Arena se mantenha operacional”.

Procurada, a Caixa Econômica Federal afirmou que não pode comentar informações sobre o empréstimo feito para a construção da Arena Corinthians devido à lei que trata do sigilo das operações de instituições financeiras. Os executivos do banco Jair Mahl e Alexsandro Araújo também foram procurados, mas não responderam à Folha.

O Corinthians afirmou que “está cumprindo rigorosamente com todas as parcelas referentes à construção da Arena Corinthians e, por isso, não tem o que comentar sobre a troca de e-mails”.

Comentários (2) enviar comentário
  1. bczao disse:

    paguem as quentinhas primeiro

  2. Jorjão disse:

    Apesar disso tudo, ainda recebe patrocínio anual na faixa de 35 milhões. É brincadeira!!! Toma logo esse estádio e vende para reverter o preju!!!

Publicidade

Nova fase da Lava Jato no RIO prende novamente ex-secretário de obras

ex-secretário de Obras da Prefeitura do Rio Alexandre Pinto voltou a ser preso nesta terça-feira (23) a pedido da força-tarefa da Operação Lava Jato. Ele já havia sido detido em agosto, durante a operação Rio 40 Graus, que deu origem à ação desta terça, batizada de Mãos à Obra. Em novembro, no entanto, Pinto foi libertado.

Além do ex-secretário, que atuou durante a gestão do prefeito Eduardo Paes, foram presos preventivamente o ex-subsecretário de Obras Vagner de Costa Pereira, em Niterói, e o doleiro Juan Luís Bertran Bittlonch, na Barra da Tijuca. A PF ainda busca cumprir três outros mandados de prisão temporárias, em São Paulo.

Presos preventivamente:

  • Alexandre Pinto, ex-secretário de Obras
  • Vagner de Castro Pereira, ex-subsecretário municipal de Obras e presidente da Comissão de Licitações da secretaria
  • Juan Luís Bertran Bittlonch, doleiro

G1 ainda não conseguiu contato com a defesa dos presos.

Também estão sendo cumpridos 21 mandados de busca e apreensão, expedidos pela juíza substituta da 7ª Vara Criminal Federal, Caroline Vieira Figueiredo – o juiz Marcelo Bretas está de férias. Agentes da PF chegaram por volta das 6h no prédio da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos, no Estácio.

Propina em obras do BRT Transbrasil

A investigação é sobre um esquema de propinas envolvendo obras do BRT TransBrasil. O sistema de transporte rápido que ainda é construído no Rio tem custo previsto de R$ 1,4 bilhão. Segundo os investigadores, o esquema era comandado por Alexandre Pinto.

Prisão em agosto

Pinto já havia sido preso no dia 3 de agosto do ano passado, no mesmo condomínio de luxo onde mora na Taquara, na Zona Oeste do Rio. Na época, foi um dos dez alvos da operação Rio 40 Graus. De acordo com o Ministério Público Federal, o grupo era suspeito de receber R$ 35,5 milhões em propina de obras públicas. O pedido de prisão teve como base a delação da empreiteira Carioca Engenharia.

Segundo os delatores, a propina era cobrada nas obras do corredor de ônibus Transcarioca e nas obras de drenagem de córregos da Bacia de Jacarepaguá. De acordo com o MPF, Alexandre é suspeito de cobrar 1% do valor das obras e chegou a receber dinheiro no canteiro de obras. Uma pessoa do Ministério das Cidades também recebia 1%, já que as ações eram realizadas com recursos de Brasília.

Alexandre exigiu mais de R$ 7,5 milhões, segundo o MPF. De acordo com o primeiro pedido de prisão, os familiares do ex-secretário compraram imóveis e carros para lavar o dinheiro.

Em depoimento logo após ser preso, ele negou participação no esquema de fraudes e recusou a oferta de um acordo de colaboração premiada.

O ex-prefeito Eduardo Paes se pronunciou na época da primeira prisão afirmando que Alexandre Pinto era um servidor de carreira da Prefeitura do Rio e que a escolha dele para a Secretaria Municipal de Obras não teve nenhuma relação política. Ele afirmou ainda que, caso as acusações fossem comprovadas, seria “uma grande decepção”.

No dia 13 de setembro, Alexandre e outras dez pessoas viraram réusna operação Lava Jato após o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, aceitar denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal do Rio de Janeiro. O ex-secretário de Paes foi solto em novembro.

Comentários (2) enviar comentário
  1. Dirã disse:

    PARA QUE SERVE VEREADOR????? SO VOTO NULO!!!!!

  2. carlos disse:

    A Câmara Municipal do Natal, começou a renomeação de servidores nesta sexta-feira (19). Já foram ocupadas 341 das 450 vagas disponíveis. Entre as mudanças, porém, houve aumento nos salários. Os mais altos passaram de R$ 6 mil para R$ 8 mil.

    Agora a estrutura passa a contar com 290 cargos de Assessor Parlamentar (AP), que vão atuar nos gabinetes dos 29 vereadores (são 10 por gabinete) e 160 cargos de Assessor Técnico Legislativo (ATL), que trabalharão nas comissões e na parte administrativa da Casa.

    Os vencimentos para os assessores que atuam nos gabinetes vão de R$ 1,5 mil a R$ 8 mil. Antes os assessores parlamentares ganhavam entre R$ 750 e R$ 6 mil. Já os assessores técnicos agora terão vencimentos que variam entre R$ 1,5 mil e R$ 6 mil. As informações são do G1 RN.

    Curtir isso:

Publicidade

JULGAMENTO LULA: Entorno do TRF4 terá bloqueio ‘aéreo, terrestre e naval’ a partir de terça-feira

POR ESTADÃO

O acesso ao entorno do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4) ficará restrito a partir das 12h desta terça-feira, 23, véspera do julgamento do recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do triplex do Guarujá. A restrição no perímetro será por via “aérea, terrestre e naval”, segundo o secretário de Segurança Pública do Rio Grande do Sul, Cezar Schirmer.

Os esclarecimentos em relação ao esquema de segurança, que envolve dezenas de órgãos municipais, estaduais e federais, foram prestados à imprensa na manhã desta segunda, 22. Schirmer, no entanto, evitou qualquer detalhamento em relação aos custos e ao tamanho do efetivo envolvido na operação, dizendo apenas que as forças de segurança integradas terão o “efetivo necessário” para garantir a manifestação “dentro dos princípios constitucionais”.

Aeronaves farão o monitoramento do espaço aéreo e embarcações das forças de segurança já estão sendo posicionadas na Orla do Guaíba, nas imediações do tribunal, para evitar qualquer tipo de acesso à zona restrita. Há, inclusive, a possibilidade de se utilizar aeronaves para o transporte dos desembargadores até o tribunal, caso haja risco ou impedimento para o transporte rodoviário.

Por via terrestre, a restrição ao perímetro do TRF-4 será demarcada por meio de gradis, além da presença de efetivo policial. Haverá apenas um acesso ao local, para pessoas previamente cadastradas pelo tribunal. O bloqueio da área afetará o expediente de órgãos públicos, que ficarão fechados a partir das 12h de terça, e cerca de 20 linhas de ônibus terão rota desviada a partir da meia-noite de quarta. Já na tarde de terça-feira, 23, a circulação até mesmo de pedestres será controlada no local, sem horário definido para desbloqueio.

“O perímetro ficará isolado o tempo necessário para garantirmos a ordem e a segurança ao TRF4”, disse o comandante-geral da Brigada Militar, Andreis Dell Lago.

Além do entorno do TRF-4, também a Avenida da Legalidade, no acesso à capital gaúcha, terá o trânsito desviado a partir das 5h da manhã de quarta-feira, dia do julgamento. Outros pontos de interesse para manifestações tanto favoráveis quanto contrárias ao ex-presidente Lula também serão monitorados.

“Nós vamos estar preparados para identificar quem queira fazer qualquer manifestação que contrarie a legislação, inclusive mascarados”, enfatizou Schirmer, destacando os acordos estabelecidos com movimentos sociais no sentido de cooperação e eventual responsabilização em caso de atos de violência ou depredação.

As ações em apoio a Lula ficarão concentradas no Anfiteatro Pôr-do-Sol, a poucas quadras do TRF-4, e na “esquina democrática”, no centro de Porto Alegre. Já as manifestações contrárias ao ex-presidente estão sendo convocadas para o Parque Moinhos de Vento, o Parcão.

ATIRADORES

Schirmer afirma que atiradores de elite vão ficar no topo de edifícios próximos ao perímetro com a função de observadores, filmando e fotografando os manifestantes.

“A presença de atiradores de elite faz parte de qualquer processo de prevenção. Atirador de elite é na verdade um observador. Vai atirar em último caso numa condição expepcionalíssima. Ele é observador de espaço físico do que está acontecendo. Vai ficar nas partes mais altas. Vamos trocar a expressão por observador privilegiado, inclusive fotografando e filmando”, afirmou o secretário de Segurança.

Comentário (1) enviar comentário
  1. Marcelo disse:

    Trocar a expressão. É pra ser um atirador mesmo. O brasileiro é acobardado mesmo. É atirador ou câmera men?

Publicidade