Publicidade

TJD confirma julgamento de América e Leandro Campos para quinta-feira

O Tribunal de Justiça Desportiva do Rio Grande do Norte confirmou para as 18h45 da quinta-feira (5) o julgamento do técnico Leandro Campos, expulso no clássico contra o América, e do alvirrubro, que teria descumprido a determinação de informar a escalação oficial da equipe a até 45 minutos antes do início da partida.

O treinador alvinegro foi expulso depois de chutar uma garrafa que estava em frente ao próprio banco de reservas. Após isso, de acordo com relato do árbitro Suélson Diógenes, Leandro Campos teria xingado o comandante da partida e o quarto árbitro, Flávio Sales. Ele foi denunciado nos artigos 258 (Assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva) e 243-F (Ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto), com penas que podem ser desde advertência até suspensão de seis partidas e multa de R$ 100 mil.

Já o América foi denunciado no artigo 191, III (Deixar de cumprir, ou dificultar o cumprimento de regulamento, geral ou especial, de competição). O alvirrubro forneceu escalação errada no momento em que deveria informar quais jogadores iriam a campo. O fato foi duramente criticado por Leandro Campos, que chegou a chamar a atitude de “amadora”.

O secretário da Comissão Disciplinar do TJD, Francinaldo Bezerra Costa, confirmou que a data do julgamento está mantida para a quinta-feira (5), a pedido do presidente do TJD, Mirocem Júnior.

Fonte: Tribuna do Norte

enviar comentário
Publicidade

Sem terras fecham BR 406 em Ceará-Mirim

Foto: Sérgio Costa

Um grupo de Sem Terra realizou uma manifestação no início da manhã desta segunda-feira (2), na BR 406, próximo à cidade de Ceará-Mirim. Cerca de 100 pessoas de posse de facões e foices paralisaram o fluxo na via, na altura do distrito de Massaranduba. Os manifestantes usaram pneus, galhos e pedras para bloquear a rodovia e gritavam frases que lembra a luta do grupo.

A Polícia Rodoviária Federal foi chamada para negociar a liberação da rodovia. De acordo com o inspetor Moraes, os manifestantes se mostravam bastante nervosos, mas logo se mostraram flexíveis a um acordo.

Um representante dos sem terra, José Meneses, disse que outros pontos da BR 406 estavam tomados por outros grupos e que o motivo da manifestação seria uma decisão da justiça que determinou a retirada imediata do grupo de assentamentos na região. “Gostaríamos que a justiça revesse esta decisão. Estamos sendo perseguidos e isso não é justo”, disse.

José também informou que o grupo só sairia com a presença de um representante do INCRA, do prefeito de Ceará-Mirim e do Secretário de Segurança Pública do Estado. Até o final da manhã os manifestantes ainda mantinham a barreira na rodovia.

Fonte: Portal BO

enviar comentário
Publicidade

#Dica: Sete erros que podem levar sua declaração de IR para a malha fina

Metade do prazo já passou, apenas 20% das 25 milhões de pessoas que têm contas a acertar com Leão cumpriram a tarefa e o GLOBO ouviu tributaristas especializados em declaração de pessoas físicas para apontar os sete erros que mais levam os contribuintes para a malha fina do Imposto do Renda.

– Acho que os brasileiros fizeram muitas operações com imóveis no ano passado, porque esta tem sido a principal questão dos leitores: vendi um imóvel no ano passado e o que faço agora? – conta Edino Garcia, coordenador tributário da IOB Folha Matic e responsável pelo serviço de tira-dúvidas sobre IR do GLOBO.

– O erro é: quem vendeu um imóvel no ano passado já tinha que ter recolhido 15% de imposto sobre o ganho de capital, ou seja, sobre a diferença entre o valor de compra do bem, registrado na declaração, e o valor de venda.

Esse imposto precisa ser recolhido até o último dia útil do mês seguinte à venda. Quem não o fez, precisa recolher o imposto agora, antes de enviar a declaração do IR. Para isso, deve baixar no site da Receita um programa específico para declarar ganho da capital, calcular o imposto que era devido na data correta e atualizar os valores até hoje, com multa de 1% ao mês (limitada a 20%) mais juros baseados na taxa Selic.

Só não precisa pagar este imposto quem vendeu o imóvel por valor menor do que comprou – o que é muito raro – e quem tem está isento, porque o imóvel era o único que a pessoa possuía, era residencial e foi vendido por até R$ 440 mil e não houve outra venda nos últimos cinco anos. Também se livra da cobrança quem vendeu um residencial (mesmo que não seja o único e independentemente do valor) e usou todo o dinheiro da venda para comprar outro imóvel residencial nos 180 dias seguintes. Se não recolheu o imposto porque pretendia fazer a compra e mas não a fez, ou não usou o dinheiro todo, o contribuinte terá que recolher imposto – sobre o ganho total ou sobre a parte não usada na nova compra. Tudo, claro, com juros e multas.

Compra financiada também gera erro

Os imóveis também lideram a lista de erros mais comuns elaborada pela tributarista Eliana Lopes, coordenadora de Imposto de Renda HR Block,empresa americana especializada em IR de pessoa física que começou a operar no Brasil este ano. E o problema maior afeta contribuintes que compraram imóveis no ano passado, sobretudo financiados.

– Um dos erros mais comuns que percebo é na declaração de aquisição de imóveis, porque colocam o valor do contrato de compra. Por exemplo: o apartamento custou R$ 500 mil, mas na verdade, naquele ano, ela só pagou R$200 mil entre entrada e prestações e financiou R$ 300 mil. Então deve declarar como custo de aquisição R$ 200 mil, que foi o valor efetivamente pago naquele período – explica Eliana.

A regra – que vale para imóveis e outros bens financiados, como veículos – é declarar o valor pago e, a cada ano, e ir somando ao valor do bem os montantes das prestações. Assim, quando o bem estiver quitado, o contribuinte terá declarado o quanto efetivamente pagou, incluindo os juros. E a partir daí, o valor não é mais atualizado.

“Imagine uma pessoa que teve rendimentos de R$ 100 mil num ano e declara que comprou um imóvel de R$ 400 mil. A declaração vai para malha fina por problema de evolução patrimonial, ou seja, o Leão vai querer saber de onde saíram os outros R$ 300 mil, que o contribuinte não declarou e sobre os quais não recolheu Imposto de Renda”, explica ela.

Os rendimentos não declarados, aliás, são os itens seguintes na lista de erros da HR Block. Ganhos de previdência privada, aluguel, com trabalhos eventuais valores recebidos pelos dependentes são exemplos que rendimentos que o contribuinte não pode deixar de declarar.

Leão com memória de elefante

– Um estágio recebido pelo filho dependente ou uma pensão do pai ou da mãe, mesmo de baixo valor, precisa ser declarado. Já vi gente ir para malha filha por causa de R$ 500. Isso ocorre muito, também, com quem tem uma fonte de renda principal, mas faz trabalhos esporádicos para outras empresas e esquece de declarar esse rendimento. A nossa memória pode falhar, mas a da Receita não falha – diz Eliana.

Já o tributarista Rubem Branco, da Branco Consultores, chama a atenção para a dedução das despesas médicas, outro calcanhar de Aquiles dos contribuintes. Nesse item, dois pontos chamam atenção: o primeiro é lembrar que gastos com saúde reembolsados pelas empresas de planos e seguro-saúde não podem ser deduzidos. Em caso de reembolso parcial, o contribuinte só pode deduzir a parcela que ele realmente pagou.

O segundo se refere ao recibo, que precisa estar completo ou será rejeitado pela Receita, caso seja pedida uma confirmação da despesa. Segundo Branco, o recibo deve especificar exatamente o procedimento realizado e ter informações completas sobre o profissional, inclusive o CPF.

– O recibo médico tem que ser quase como uma nota fiscal, senão a Receita glosa. E recibos com valores altos sempre chamam atenção. A Receita não informa qual é o patamar, mas o que a gente observa é que com recibos, a partir do correspondente a 10% da renda do contribuinte, a Receita sempre chama a pessoa para dar explicações.

Fonte: O Globo

enviar comentário
Publicidade

[VÍDEO] Ah se toda aula de química fosse assim…

Os alunos da Universidade de Michigan aproveitaram uma das aulas de Química Orgânica 2 para se divertir um pouco.

Auditório cheio de alunos concentrados, quando, do nada, aparecem bandidos, mariachis e o zorro. A encenação foi uma forma de descontrair e divertir as aulas que, acredito, estavam um pouco entediantes.

Dezoito alunos participaram da encenação, desde os atores até os câmeras. O melhor é a cara do professor que não acredita no que está vendo.

enviar comentário
Publicidade

Marcelo Serrado confirma que será indicado pela Globo pra concorrer ao Emmy

O excelente trabalho de Marcelo Serrado na novela Fina Estampa interpretando o divertido Crodoaldo Valério, mais conhecido como “Crô”, continua rendendo bons frutos ao ator.

O ator confirmou que será indicado pela Rede Globo para concorrer ao prêmio Emmy, considerado o Oscar da televisão mundial.

Em tempo. O trabalho foi realmente bom. Diferente do que vemos na dramaturgia de hoje em dia.

O BG só deseja sorte ao ator global e que ele consiga trazer essa estatueta para o Brasil.

enviar comentário
Publicidade
Publicidade

Semana santa em Pipa terá três dias de festa

A praia de Pipa/RN, conhecida por ser uma das mais bonitas e badaladas do país, vai receber mais uma vez potiguares e turistas de todo o Brasil no período da semana santa. Três dias de festas com grandes atrações, entre elas a banda Timbalada, o projeto Dexterz do músico Júnior Lima e os tops DJs alemães Kyau & Albert serão responsáveis por garantir a animação. Os ingressos estão à venda na Ótica Diniz Prime, Midway Mall, e no site www.showdeingressos.com.br.

A programação começa na quinta, dia 05, com o Warm Up Pipa Beats, prévia do que vai rolar no sábado. Fortes nomes no cenário da música eletrônica passarão pelas pick-ups como os DJs Thiago Mansur e Mario Fischetti, de São Paulo, além do pernambucano Leo B. Na sexta, dia 06, será a vez do tradicional Luau da Timbalada. Além dos anfitriões, que há 8 anos fazem sucesso na semana santa de Pipa, a festa terá ainda a energia da banda Patusco e o projeto Sax in the House.

No sábado (07), será a vez de comemorar 10 anos da conceituada e consagrada festa Pipa Beats com nomes de peso e destaques internacionais. No line up da noite, Júnior Lima traz o projeto Dexterz que vem fazendo muito sucesso em todo o Brasil com a união de música eletrônica, clássica e percussão. A noite terá ainda os DJs alemães Kyau & Albert, dupla que está no topo das paradas internacionais e o Ronski Spped.

enviar comentário
Publicidade

[VÍDEO] Cenas incríveis mostram acidente de caminhão em estrada de neve na Noruega

Um acidente impressionante envolvendo um reboque e um caminhão foi registrado neste final de semana em uma estrada sinuosa e coberta de neve  em Leirosen, na Noruega.

Um outro caminhoneiro que acompanhava os dois veículos registrou tudo. Perceba que o motorista do guincho tem a reação de sair do veículo e fica ileso. Já o motorista do caminhão não teve a mesma sorte e se encontra internado em estado grave.

enviar comentário
Publicidade

Descubra as calorias de cada tipo de chocolate antes da páscoa

Chocolate ao leite, amargo, branco, crocante, meio amargo, chocolate com cerveja, whisky, licor. Ovo de páscoa para comer com a colher, trufas, cupcakes, existe uma infinidade de chocolates disponíveis nos mercados e é difícil controlar o desejo na época mais doce do ano: a Páscoa.

Segundo a nutróloga Liliane Oppermann, ao contrário do que muitos pensam, é saudável comer doce diariamente, mas claro, em pequenas quantidades. “A recomendação é de 30g, se aliada a uma dieta balanceada”, afirma Liliane.

O chocolate é rico em sódio e potássio e tem efeito calmante, por liberar a endorfina e causar sensação de bem estar e prazer.“ Outro benefício do consumo dos chocolates é o efeito de diminuição das triglicérides e o controle do colesterol”, explica a nutróloga.

Para não abusar das calorias e não perder o melhor da páscoa, confira a tabela com as calorias dos ovos de páscoa comercializados:

Ovo de páscoa com chocolate ao leite – O tradicional ovo é altamente calórico, mas em pequenas doses pode ser um bom amigo do bom humor e do coração. Cada 30 gramas possuem 140 calorias.

Ovo de páscoa com chocolate Diet – Apesar de não conter açúcar, o chocolate possui mais gordura. Não se engane, cada 25g de ovo Diet contém cerca de 110 calorias.

Ovos com recheados com brigadeiro ou beijinho – A tentação dos ovos recheados pode acarretar no aumento de peso. Apenas 25 gramas do chocolate recheado têm 150 calorias.

Os ovos de páscoa com chocolates aerados – concentram quase 500 calorias em apenas 100 gramas. Se não quiser engordar, deve ficar longe dos excessos.

O chocolate amargo – é a melhor opção para quem não quer ingerir excesso de açúcar. O chocolate mais magro que os outros contêm cerca de 500 calorias por 100g.

Os ovos que levam amêndoas, castanhas e nozes – Na constituição do chocolate parecem leves, mas não são. Cada 100 gramas acumula 520 calorias. Ainda assim é uma boa opção, porque essas frutas são ricas em antioxidantes, e auxiliam o bom colesterol.

Fonte: DN Online

enviar comentário
Publicidade

Polícia Civil prende fabricante de armas e apreende arsenal

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) prenderam em flagrante no final da tarde desta última sexta-feira (30) em Natal, um armeiro identificado como José Pereira da Silva Gomes, de 41 anos, mais conhecido como “Zeca Armeiro”, suspeito de confeccionar e vender armas de fogo por encomenda. Com ele a polícia apreendeu um grande arsenal de armas, munições de diversos calibres, moldes de armas para fabricação, além de peças de revólver desmontadas.

De acordo com o delegado titular da Deicor, Normando Feitosa, a prisão se deu após uma denúncia anônima feita há cerca de 20 dias, dando conta de que um homem estava transportando armas para uma empresa que faz cromação de armamentos. “A nossa equipe checou a informação e verificou a veracidade da denúncia e a partir disso solicitamos o mandado de busca e apreensão na residência do acusado, que foi expedido pela 2ª Vara Criminal de Natal”, explicou.

Por volta das 17 horas de sexta-feira os policiais chegaram até a residência dele, situada na Rua João Francisco de Oliveira, bairro de Dix Sept Rosado, onde o acusado negou o acesso a entrada do imóvel e chegou a agredir um dos policiais com um empurrão, no entanto foi contido pelo mesmo. No interior da casa foram encontradas armas de fogo completas e desmontadas, munições de calibres .38, .22, 9mm, e .45, diversos jogos de pino para remarcar números e letras em artefatos metálicos e moldes de armas para fabricação.

Durante o flagrante, a equipe da Deicor recebeu a informação de que Zeca Armeiro teria deixado armas para oxidar numa fundição chamada Cromotec, localizada no bairro da Ribeira. Chegando ao local, os policiais encontraram várias armas desmontadas e cinco estruturas de coronha/empunhadura confeccionadas em alumínio, todas sob encomenda de Zeca Armeiro.

Em depoimento à polícia, o acusado confessou que o material encontrado em sua residência é de sua propriedade, no entanto disse que não possui registro em seu nome de nenhuma das armas encontradas. Ele também negou que fabrica armas alegando apenas consertá-las e afirmou ter licença.

O delegado Normando Feitosa contestou as alegações e disse que Zeca Armeiro não possui licença para manuseio de armas. Ele também acredita que o acusado fabricava armas por encomenda. “Vamos aprofundar as investigações para saber a ligação dessas armas com outros crimes”, revelou.

Normando destacou a importância do disk denúncia (181) para desvendar crimes. “Essa prisão só foi possível a partir dessa denúncia e é importante a colaboração do cidadão em informar à polícia qualquer anormalidade”, enfatizou.

Zeca armeiro foi autuado por posse, porte e confecção ilegal de armas, porte ilegal de munições e resistência à prisão.

 

enviar comentário
Publicidade

PF desmonta quadrilha que movimentou R$ 30 milhões vendendo Araras e Canários

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta segunda-feira uma operação em oito Estados e no Distrito Federal para combater o tráfico de aves silvestres e exóticas. Segundo a investigação, as associações criminosas chegaram a movimentar, na última década, cerca de R$ 30 milhões.

A operação Estalo deve cumprir 20 mandados de prisão preventiva, dois de prisão temporária, 33 de busca e apreensão e ainda conduzir mais sete pessoas à delegacia. Todos os desdobramentos ocorrem em Pernambuco, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Ceará, Amazonas, Santa Catarina, Roraima e Distrito Federal. As apurações do caso foram acompanhadas, desde o início, pelo Ministério Público Federal em Pernambuco.

Conforme a investigação, a grande maioria dessas aves tem como habitat natural as selvas do Peru, Equador e Venezuela. Elas são contrabandeadas para servir a criadores de canários, que ganham a vida com a briga desses animais, a chamada rinha.

Os animais são adquiridos nesses países por valores entre R$ 12 e R$ 15, e vendidos no mercado clandestino dos atacadistas por valores que vão de R$ 130 a R$ 220. Por fim, alcançam o mercado interno, onde são negociados por revendedores locais a preços que variam entre R$ 200 e R$ 300.

Iniciados nas rinhas, os canários passam a ser avaliados de acordo com a habilidade apresentada, chegando a ser negociados por preços que alcançam R$ 100 mil. Segundo a PF, a avaliação do canário de rinha decorre da expectativa de seu proprietário em obter lucro a cada vitória do animal. As apostas podem alcançar vultosas quantias, com valores que chegam a R$ 50 mil.

Apenas no último ano, houve mais de 12 mil canários apreendidos nas rodovias e aeroportos dos Estados do Mato Grosso do Sul, São Paulo, Goiás, Distrito Federal, Ceará, Pernambuco e Amazonas. No curso das investigações, foram apreendidas cerca de 2 mil aves.

Para tentar legalizar o animal, os investigados fraudavam as anilhas, instrumentos de controle e identificação dos animais. Dentre os envolvidos, ao menos oito possuem cadastro no governo como criadores amadoristas. Para introduzir as aves clandestinamente no País, a organização
criminosa tinha ainda o apoio de um policial civil, que chegava a receber cerca de R$ 3 mil por carregamento.

Todos os envolvidos devem ser indiciados por formação de quadrilha, contrabando ou descaminho, receptação qualificada, falsificação de selo ou sinal público, peculato e corrupção ativa, além dos crimes ambientais de maus-tratos, apanhar animais silvestres sem permissão e introduzir as espécies no País. Se condenados, cada membro da organização terá que cumprir penas que, somadas, podem chegar até 50 anos de prisão.

Fonte: Terra

enviar comentário
Publicidade

Juiz do RN condenado a perda de aposentadoria por desvios

Está no Blog de Anelly Medeiros na Tribuna:

O juiz da 5ª Vara da Fazenda Pública, Airton Pinheiro, condenou o juiz João Cabral da Silva a perda da aposentadoria por desviar recursos do Juizado Especial da Comarca de Natal. A decisão foi publicada no Diário Oficial. De acordo com os autos, houve a apropriação de 24 mil reais das contas-correntes do Juizado, onde eram efetuados os depósitos das quantias pertinentes aos pagamentos realizados pelas partes nos processosem tramitação. Segundo o Ministério Público, João Cabral da Silva e Zaqueu Lima de Medeiros, o primeiro no exercício das atribuições de Juiz Coordenador dos Juizados Especiais, na época, e o segundo, na qualidade de policial militar à disposição do Poder Judiciário Estadual exercendo atribuições administrativas no J.E. auferiram vantagem patrimonial indevida, ao se apropriarem de valores depositados na conta-corrente nº 7.777-1, agência 0022-1, do Banco do Brasil, da qual é titular o Juizado Especial da Comarca de Natal, emitiram cheques contra a conta da Juizado, em benefício próprio e sem justa causa.  Além de perder a aposentadoria, o juiz João Cabral da Silva também foi condenado ao ressarcimento integral do dano e ao pagamento de multa civil em valor igual ao valor do ressarcimento definido.

O juiz Airton Pinheiro entende que “a perda do cargo ou função públicos, bem como a suspensão dos direitos políticos, é medida que se impõe em razão da necessidade de se extirpar da Administração Pública os servidores ou funcionários desonestos, bem como, para “fechar as portas” da Administração aos particulares que atentam contra o erário”.

enviar comentário
Publicidade