Projeto que concede compensação financeira para servidor contrair empréstimo não é pagamento do 13º

O Governo do Estado enviou à Assembleia Legislativa projeto de Lei que estimula o servidor a contratar empréstimo financeiro com instituições bancárias.

Pela proposta os servidores poderão contrair empréstimo no valor líquido do décimo terceiro salário e o Governo do Estado repassará ao servidor 12,42% deste valor como compensação pecuniária. O repasse dos 12,42 % será feito em seis parcelas mensais.

O projeto, que será analisado e votado pelos deputados estaduais, visa atender as necessidades financeiras dos servidores e beneficiará o pessoal ativo, inativo, civis e militares, ocupantes de cargos em comissão e pensionistas pagos pelo IPERN que não receberam o décimo terceiro salário em dezembro de 2017.

Publicidade

Comentários:

  1. Luiza disse:

    Não estamos entendendo nada! O governo irá pagar apenas os 12,,42% e nos arcamos com o restante do pagamento ao banco através de desconto em folha é isso?

  2. Franbo disse:

    Essa estória tá muito mal divulgada e esclarecida só ficam muitas dúvidas como será feito esse pagamento. Em quem não optar pelo tal empréstimo ? E a opção ou não será feita de que maneira ?

  3. Adrixas disse:

    A cada nota piora o nosso entendimento…
    Se está difícil para explicar, imagine para executar….

  4. João Maria disse:

    Eu confesso que não entendi caralho nenhum.

  5. Machado disse:

    Muito risco pra um governo sem credibilidade e sem rumo.

  6. aposentada falida disse:

    E falta dizer que alternativa tem quem não quer esse emprestimo.

  7. Francisco Suélio Januário Filho disse:

    Sr, desculpe a franqueza, mas, cada vez que o blog, o qual respeito muito, pública essa notícia, aumenta, e muito, a dúvida do servidor quanto ao tema.

  8. Elias disse:

    A matéria continua sem explicar o que vai ser feito..
    O que vai acontecer?
    O décimo não vai ser pago, será somente o abono?? Como é que esse abono estimula o servidor? Se quem tem impedimento no banco ou até mesmo não tem margem para contrair empréstimo não vai conseguir?
    Ou vai ser pago o décimo seguindo aquele processo do estado avalizar os servidores para irem no banco só sacar o dinheiro e mais esse abono?
    Precisam ser esclarecido esses pontos..