PSOL e Rede pedem à PGR que investigue liberação de emendas pelo governo

Parlamentares do PSOL e da Rede pediram nesta segunda-feira (17) à Procuradoria Geral da República que investigue a liberação de emendas pelo governo em meio à análise da denúncia contra o presidente Michel Temer na Câmara dos Deputados.

Emendas parlamentares são recursos previstos no Orçamento, cuja aplicação é indicada pelo parlamentar. Esse dinheiro tem de ser obrigatoriamente empregado em projetos e obras nos estados e municípios. A liberação dos recursos é obrigatória, e o governo tem todo o ano para realizar os repasses.

Na semana passada, a ONG Contas Abertas divulgou levantamento segundo o qual o governo liberou em junho R$ 134 milhões em emendas a 36 dos 40 deputados que votaram a favor de Temer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Os deputados que votaram contra o presidente tiveram liberados, no mesmo mês, R$ 66 milhões em emendas (metade do valor).

Desde que surgiram as notícias sobre a liberação de emendas aos parlamentares, o Palácio do Planalto tem negado irregularidades e afirmado que as emendas são uma imposição legal e que o governo só está cumprindo a lei.

“Entendemos que, caso comprovado o uso indevido de verbas, o presidente da República incorre nos crimes de obstrução de Justiça, corrupção passiva, concussão e improbidade administrativa por atentado aos princípios da administração pública”, argumenta o PSOL na representação enviada à PGR, assinada pelo deputado Chico Alencar (RJ).

 

G1

Publicidade

Comentários:

  1. Waldemir disse:

    Esses partidos que são filiais do Pt rede psol sai tudo para pegar dinheiro da população
    Só um aviso
    Fora PT e seus puchadinhos também

    • Keyla disse:

      É uma pena ver o que o ódio promove nas pessoas. Você está repelindo um ato justo simplesmente pelo fato de ter sido realizado por partidos de esquerda. Comportamento típico de gente ignorante!

  2. Fran disse:

    Quando Lula alugou um quarto de luxuoso hotel em Brasília, e nas vésperas da deposição da vagabunda Dilma distribuiu benesses a torta e a direita, a vagabundagem desses partidos não se manifestaram. Todos são lixos!

  3. Ceará-Mundão disse:

    A Dilma, no período que antecedeu ao impeachment, liberou emendas em valor dez vezes superior ao que o Temer faz agora. O Lula usou do mesmo expediente. Não me lembro de ter visto PSOL nem REDE, que não passam de "puxadinhos" do PT, pedindo investigação nesses momentos.

  4. Blue disse:

    Corrupção explícita e com dinheiro público.