Suspeito de mandar matar vigilante do IFRN em Apodi é preso; executor e mandante são filhos de PMs

Foto: Divulgação Polícia Civil

 

Uma equipe de policiais civis da Delegacia de Apodi com apoio da Polícia Militar prendeu, nesta quinta-feira (21), José Edilson Pereira da Silva, 32 anos, em cumprimento a um mandado de prisão. Ele é suspeito de ser o mandante do assassinato de Francisco Cabral Neto, 52 anos, vigilante do IFRN da cidade de Apodi. O crime aconteceu no dia 11 de abril deste ano.

O executor do crime foi um adolescente de 17 anos, que confessou o crime e foi apreendido no dia seguinte ao assassinato. O adolescente teria recebido a quantia de R$ 300,00 (trezentos reais) para atirar com uma arma de fogo contra o vigilante, e deveria receber mais R$ 1.200,00 (mil e duzentos reais) após a morte da vítima.

Também teve participação no crime a pessoa de Igor Vinícius, mais conhecido como “Bigulao”, 19 anos, preso na semana passada. Ele teria indicado à José Edilson, pela quantia de R$ 300,00 (trezentos reais), o adolescente para praticar o crime. José Edison confessou ter encomendado o crime e ter levado o adolescente de carona até o vigilante e oferecido a fuga após o assassinato. Ele alegou que a motivação do crime teria sido vingança após uma humilhação sofrida em uma briga com a vítima.

Os dois homens envolvidos no crime foram presos e encaminhados ao Sistema Prisional, o adolescente foi apreendido e todos aguardarão a decisão da Justiça.

Segundo a Polícia, tanto o executor quanto o mandante são filhos de policiais militares. Ainda segunda a Polícia, o adolescente é filho de um cabo da PM, enquanto o vigilante é filho de um cabo aposentado.

 

Publicidade

Comentários: