Publicidade

Desgaste pode desmoronar superpalanque com Garibaldi, Agripino e Carlos Eduardo

Na opinião do vereador Paulinho Freire, em entrevista ao Meio Dia RN, o provável palanque que se desenha com Garibaldi e Agripino, para o Senado, e Carlos Eduardo para o governo pode ruir pelos desgastes.

Os senadores enfrentam a Lava Jato e isso pode puxar o palanque todo para baixo.

Por outro lado, a estrutura de que gozam no interior, avaliou ainda Paulinho, pode ser força motriz para impulsionar e compensar eventuais perdas.

“Caberá a eles avaliar se essa formação vai atrapalhar ou ajudar mais”, destacou o vereador.

Comentários (4) enviar comentário
  1. Roberto disse:

    E esse Paulinho hein? É inocente ou mais do mesmo….?

  2. Eleitor disse:

    Eleições 2018… votemos em qualquer outro que não pertença aos grupos que hoje estão destruindo o País… Seja um eleitor consciente

  3. Vinicius Rodrigues disse:

    SUPERPALANQUE?? quem pensa isso definitivamente ainda ta achando que essa galerinha daqui do estado ainda terão vida fácil… por mais lento que seja, os eleitores, principalmente da capital, estão mudando de perspectiva, esse pessoal ai não se elege ninguém! pode anotar

  4. Luta contra hipocrisia disse:

    Mais do mesmo?! O estado do RN e o Brasil precisam de representantes verdadeiros e que estejam em conexão com a realidade. #mudaBrasil

Publicidade

Agripino destaca falta de materialidade contra ele apontada pelo próprio STF

O senador José Agripino emitiu nota aprofundando a defesa sobre o recebimento de denúncia pelo STF a respeito de acusação de que teria recebido propina da OAS sobre o estádio da Arena das Dunas.

O senador destaca que os próprios intergrantes do STF que receberam a denúncia destacara que não há materialidade de crime, mas sim indícios, o que os levaram a dar prosseguimento à ação penal.

Ele ainda rebateu as acusações atribuídas a si, conforme a nota abaixo:

Nota senador Jose Agripino (1)

Comentários (7) enviar comentário
  1. joao ligeiro disse:

    Se forem confirmadas as acusações imputadas a José Agripino, cai por terra um passado político de honestidade. Desses mandatos todos só conheci um fato que desabonou o governador que seria o rabo de palha onde foi traído por alguem que divulgou as gravações realizadas em reunião privada onde seu ouviu do governador uma verdade praticada por TODOS políticos, qual seja: "qualquer enxoval ou cesta basica compra o voto e nós ganhamos a eleição". esse foi o único ato de corrupção CONHECIDO do senador. Sua passagem pelo executivo potiguar foi de austeridade e compromisso em restaurar o "vaso quebrado" como alardeava. Afora a antipatia do senador e a falta de consideração do seu pimpolho, eles não tem muita intimidade com a corrupção não. CREIO EU. não sei…

  2. Paulo Cardoso disse:

    Citar falta de materialidade já é uma estratégia de defesa. Enquanto isto busca se comprar a inocência e sair ileso das acusações.

  3. Zinebrino disse:

    Todo castigo para (quem vota a favor da reforma da previdência), é pouco.

  4. REÚCONFESSO disse:

    Materialidade…

  5. REÚCONFESSO disse:

    A materalidade está nos patrimonios e contas bancarias do laranjal !!!

  6. paulo martins disse:

    Abrir o pdf para ler uma nota de Zé Agripino? Nem louco. Tenho mais o que fazer.

  7. Giovanni disse:

    Homem honesto, integro, só falta ser beatificado pela igreja, é um santo.

Publicidade

Ministra do STF determina à PF diligências contra Agripino; veja quais

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, determinou uma série de diligências, a pedido da Procuradoria Geral da República, no inquérito que apura se o senador José Agripino empregou de forma irregular servidor em seu gabinete. A PRG aponta lavagem de capitais e peculato. O senador nega veementemente as acusações.

As diligências servirão para confirmar ou rechaças as suspeitas da PGR, segundo quem o senador empregou servidor que não trabalhou, mas sacou o dinheiro e depositou em conta atribuída a um primo de Agripino. Entre as diligências, a ministra Rosa Weber determinou que Polícia Federal proceda ao depoimento de dois funcionários da Drogafarma.

Lotado em 2009 no gabinete do senador Agripino Maia, Victor Neves Wanderley afirmou à Polícia Federal que, apesar de receber salário no Senado, nunca trabalhou na Casa, mas sim na farmácia de seu tio, conforme esta reportagem da Folha de S.Paulo.

A ministra ordenou que sejam agora ouvidos dois funcionários da farmácia para atestarem ou não a condição de gerente ou funcionário de fato de Victor Neves.

Também determinou que sejam ouvidos dois vizinhos do escritório do senador em Natal para indicar a rotina e frequência de Victor Neves e mais duas pessoas: Ivanaldo Maia e Nísia Navarro.

Outro lado

Até a publicação desta reportagem, a assessoria do senador Agripino Maia não retornou o contato.

Sobre o assunto, anterioremente, Agripino disse que não há funcionário fantasma em seu gabinete: “Absolutamente”. “Não, não tenho nenhum conhecimento sobre esse assunto”, afirmou o parlamentar.

 

 

Comentários (4) enviar comentário
  1. Antônio disse:

    A turma do PT afogada no mensalão e no petrolão vai à loucura…

  2. Atento disse:

    TÁ CHEGANDO A HORA……

  3. Potiguara disse:

    Um dos piores

  4. Aldair da Silva disse:

    Normal …..

Publicidade

Rosa Weber autoriza PGR a interrogar Agripino Maia em inquérito

O presidente do DEM e senador José Agripino Maia (RN) é alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) que apura crimes de peculato e lavagem de dinheiro. A suspeita é que Agripino tenha empregado funcionário fantasma em seu gabinete e que, em datas próximas ao dia do pagamento, a pessoa fez saques em espécie e depósitos na conta de um primo do parlamentar.

Autor do pedido de investigação, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, propôs uma série de diligências à ministra Rosa Weber, relatora do caso, incluindo o interrogatório de Agripino. A defesa do senador recorreu à ministra para que o depoimento seja feito exclusivamente pela Polícia Federal. Rosa Weber indeferiu o pedido. “A oitiva do senador investigado pode ser efetivada tanto perante o órgão do Ministério Público quanto perante a autoridade policial”, afirmou em sua decisão.

enviar comentário
Publicidade

Juíza indefere ação do MPF/RN sobre remunerações de José Agripino

jaja

Foto: Antônio Cruz/ Agência Brasil

A juíza Gisele Maria da Silva Araújo Leite, da 4ª Vara Federal, indeferiu ação impetrada pelo Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF) questionando o recebimento de salário como senador e ex-governador do presidente nacional do Democratas, José Agripino. Na decisão proferida nesta segunda-feira (1º), a magistrada ressalta que não existe uma pacificação a respeito do teto constitucional de fontes distintas e que, por isso, essa “situação tem ensejado debates jurídicos no âmbito da doutrina e jurisprudência”.

“A dicção do art. 37, XI, da CF/88, merece uma interpretação sistemática com outros dispositivos a demonstrar que, nas hipóteses em que a própria Constituição Federal autorizou a acumulação de percepção de cargos, ou especificamente, de proventos com cargos ou, no caso aqui, que é de mandato eletivo, nessa hipótese, os tetos devem, sim, ser observados, mas, respeitando-se cada fonte de renda. Não existindo uma pacificação sobre o tema no âmbito do egrégio Supremo Tribunal Federal, deve haver o respeito ao teto com relação a cada fonte de renda, de forma individualizada”, diz a magistrada citando, em sua decisão, ementa do Tribunal Regional Federal da 5ª Região.

Gisele Maria destaca ainda que até mesmo o Supremo Tribunal Federal, a corte mais alta do país, reconhece a importância de decidir o tema. “Observe-se que, segundo o Tribunal Regional Federal, diante de situações como a narrada na inicial, enquanto o Supremo Tribunal Federal não definir a questão, deve-se observar o teto remuneratório constitucional do serviço público considerando-se isoladamente cada fonte de renda, mas não sua cumulação como pretende o MPF”.

No início de julho, o MPF/RN impetrou ação alegando que o senador José Agripino recebia remuneração acima do teto constitucional, previsto no artigo 37, inciso XI, da Constituição Federal. Entretanto, especialistas explicam que o teto do funcionalismo público não é considerado como autoaplicável. No Congresso Nacional, tramita um projeto de lei que pretende estabelecer o teto em todas as circunstâncias. O senador afirma que, aprovada a lei com a definição dos tetos, será o primeiro a cumpri-la.

Comentários (15) enviar comentário
  1. João Santos disse:

    A cumulação, nesse caso, não fere o princípio da moralidade e não violaria o orçamento público ? Considerando o valor do salário-mínimo, a atual crise de desemprego e o eterno caos na prestação dos serviços públicos estaduais, não seria mais justo sentenciar o requerido a devolver o salário acumulado aos cofres públicos para diminuir as despesas estatais? Que país é esse? Que justiça é essa? Precisa de lei para sentenciar? E os princípios constitucionais? Só serve de enfeite? É o fim.

  2. Rosaldo disse:

    Eu concordo, se TODOS que reçebem acima do teto sofressem corte. O que tem de político, juízes, promotores, procuradores acumulando aposentadorias…

  3. ta ligado. disse:

    Como votara Jose Agripino na reforma da previdencia do trabalhador assalariado?

  4. osvaldo disse:

    Resumo vergonha vergonha vergonha .

  5. Sandro Alves disse:

    HÔ justiçasinha sem vergonha!

  6. Potyguar disse:

    Justiça injusta e parcial. Têm que acabar essa vergonha; pau que bate em Chico tem que bater também em Francisco.

  7. Augusto Ribeiro disse:

    É a Justiça beneficiando sempre os mesmos. Vergonha!!!
    Cadê os coxinhas com suas indignações???

    • Ana disse:

      É uma vergonha, o Ministério Publico deveria investigar esta Juíza!

    • Marco Aurélio disse:

      Cabe ao MP recorrer da decisão e jogar a situação lá para cima, até o STF se posicionar definitivamente. Precisa acabar com esse puxa, encolhe.

    • Teco disse:

      O ministério público tsmbem recebe as mesmas "vantagens" da turma. Fica tudo em casa .

  8. George Viana disse:

    Uma vergonha! Vergonhoso! Brasil-sil-sil!

  9. Galeguinho disse:

    *Juíza indefere pedido de liminar (…)
    *(…) o MPF intentou ação (…)

  10. Neto Macaíba disse:

    É difícil uma ação assim prosperar porque os juízes também recebem acima do teto.

    • Lucio disse:

      Somando os mais de trinta mil de salários com auxílios moradia, paletó, alimentação, colégios dos filhos, PAE e outras mutretas, dá mais de oitenta mil reais. É mole?

  11. Curioso disse:

    $ei…

Publicidade

Robério: “Ver Agripino contra a corrupção é o mesmo que limpar o chão com lixo”

roberioO pré-candidato a prefeito de Natal, Robério Paulino, tem se mostrado um forte opositor ao prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, com fortes críticas, mesmo com as boas avaliações da gestão. Porém, Robério não poupou nem mesmo o senador José Agripino Maia, presidente nacional do DEM, quando o assunto são as manifestações de rua contra a presidente Dilma Rousseff.

“Ver o senhor José Agripino nas ruas, protestando contra a corrupção, é o mesmo que limpar o chão com lixo”, disse.

Ainda sobre as manifestações que defendem o impeachment da presidente, Robério afirmou ser contra. Segundo ele, não por ser favorável a presidente, mas por ser contra a forma como foi aberto o impeachment e por ser contra outros políticos como Eduardo Cunha, presidente da Câmara, Renan Calheiros, presidente do Senado, e Michel Temer, vice-presidente. “Se for pra tirá-la, que tire todo mundo”, completou.

Comentários (9) enviar comentário
  1. barretto disse:

    A esquerda tacar o sen. Agripino, Cunha etc… é confirmar a pratica de um oportunismo midiático. Segundo a cartilha da seita bolivariana, ela exige aplicar Chumbo Grosso na oposição, mesmo que sejam trombadinhas. Tirando o foco da mafia petralha que dilacera as contas, a economia, a justiça, e a democracia deste país. A reserva moral do Psol esta no volume morto..e vc sabe disto. Lembra do mensalão do Randolfe no Amapá, ou dos R$ 200.000 de Carlinhos Cachoeira entregue a Martiniano em GO, um fundador e dirigente nacional do partido. E o caso da deputada estadual do Rio de Janeiro, Janira Rocha (PSOL), líder do partido na Assembleia Legislativa do Rio, declara “ter havido desvio de dinheiro do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho e Previdência Social (Sindsprevi/Rio) para fins eleitorais”….. E mais uma dezenas de outras falcatruas …todas publicas. Fora a que ainda estão no âmbito privado. Com que moral prof Robério, vc vem a público falar de Agripino, como também dispara contra Cunha….

  2. A curiosidade faz mal disse:

    Tem que tirar todos os incompetentes, omissos, ladroes etc.. Começar pela corrupta e incompetente esquerda bolivariana que esse individuo defende. Chega de PT e aliados corruptos.

  3. paulo disse:

    BG.
    Esse pisol é uma sublegenda ptralha, não fazem nada só sabem fazer oposição, quando chegam lá estamos vendo o que estão fazendo com o BRASIL.

  4. Junior pinheiro disse:

    É chover no molhado!!!!tinha que tirar todos, pois isso tudo é um câncer em metástase! !!!

  5. Georgina Nogueira Ribeiro disse:

    Isso mesmo se é pra sair tira todo mundo fecha tudo aí quero vê roubalheira, diminui o salário desses sangue suas aí o Brasil vai crescer, mais enqto tiver essas ratazanas velhas e corruptas, o Brasil vai cada vez mais para o buraco.

  6. Arnaldo Lopes disse:

    Com que autoridade tem essas franjas do PT, falar de corrupção .

  7. julio disse:

    Me faz lembrar Micarla. Falou contra, se tornou uma opção e no fim nada fez. Carlos Eduardo tem defeitos como todos. Ser oposicao é muito fácil.

  8. charles disse:

    kkkkkkk. A frase que fala de Agripino concordo, agora ser contra tirar Dilma discordo. Tem que tirar ela e essa ruma de ladrões tb. Fazer uma limpeza geral. Entrevistem mais Robério que saberei se merece meu voto. Perdeu um ponto pelo fato de querer que esse desgoverno continue no poder. Vamos pra frente.

  9. teresa castro disse:

    NÃO SEI QUEM É … MAS SEI QUE TAMBÉM NÃO VOU VOTAR NELE…. MAS CONCORDO COM QUE ELE FALA DE ZE AGRIPINO E QUE DEVE TIRAR TODOS …. NÃO TENHO PARTIDO, NÃO TENHO CANDIDATOS…. SOU BRASILLLLLL

Publicidade

AGRIPINO: Barroso vai decidir sobre abertura de inquérito contra presidente do DEM

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso foi definido nesta terça-feira (6) como relator do pedido de abertura de inquérito da Procuradoria Geral da República para investigar o presidente do DEM, senador José Agripino Maia (RN), por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Cabe ao ministro decidir se autoriza ou não o início das investigações. É praxe o STF abrir o inquérito quando o procurador solicita.

A suspeita em relação ao senador é de que ele tenha negociado o pagamento de propina da OAS na construção da Arena das Dunas, estádio construído em Natal para a Copa de 2014.

Os indícios surgiram durante as investigações do esquema de corrupção da Petrobras, mas a Procuradoria avalia que não há ligação com a Lava Jato. A OAS é uma das empresas investigadas na operação.

No pedido ao STF, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, requereu que o caso não ficasse sob a relatoria do ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato, porque não tem conexão com a Lava Jato. O caso já foi enviado para o presidente do STF, Ricardo Lewandoski, para a redistribuição. A investigação deve ficar em sigilo.

O presidente do DEM afirmou que foi surpreendido com a iniciativa da Procuradoria e classificou a acusação de inverídica e descabida.

OUTRO CASO

Agripino já é alvo de outro inquérito no STF que investiga acusação de um empresário de Natal que teria negociado propina com políticos para aprovação de leis.

O caso em questão diz respeito a um instituto montado pelo empresário George Olímpio para prestar serviços de cartório ao Detran, que cobrava taxas de cada carro financiado no Estado. Ele teria pago propinas para agilizar a tramitação do projetos de um lei que criava a inspeção a inspeção veicular da qual se beneficiaria.

Em delação premiada, Olímpio disse que Agripino teria lhe pedido R$ 1 milhão para campanhas políticas e que ele entendeu o pleito como uma chantagem: ou daria o dinheiro ou perderia o comando da inspeção veicular.

Ele ainda alega ter entregue parte do dinheiro, R$ 300 mil, e ter feito empréstimos com pessoas indicadas por Maia para completar R$ 1 milhão. O senador nega envolvimento com o caso.

Folha Press

Comentário (1) enviar comentário
  1. Verys disse:

    O filhote da ditadura que se escondia por trás dos poderes de parlamentar está se expondo. Nos potiguares estamos somente a hora da casa cair.

Publicidade

Agripino é rápido e já solta nota de esclarecimento sobre acusações de receber propina da obra da Arena das Dunas

O senador José Agripino Maia, presidente nacional do DEM, que pode ser alvo de investigação por supostamente ter recebido propina da OAS para construção da Arena das Dunas foi rápido no gatilho. Ele já emitiu uma se defendendo, alegando que a acusação é “absurda, inverídica e descabida” e que estará pronto para prestar esclarecimentos.

Confira nota na íntegra:

“NOTA

Apesar de considerar a acusação absurda, inverídica e descabida, me colocarei à disposição do Judiciário para os esclarecimentos que se vierem a fazer necessários.

Senador José Agripino Maia”

Comentários (6) enviar comentário
  1. Rômulo disse:

    Será que ele vai adotar o discurso de Eduardo Cunha e dizer que sua acusação é uma "trama palaciana" para lhe derrubar? Fiquei curioso em saber de quanto foi a propina…

  2. medeiros disse:

    Em alguns momentos discordo com o nobre blogueiro, porém nesse caso do Zé ele está sendo imparcial, tenho que se justo, mais justo ainda seria ver Zé na cadeia…

  3. Junior pinheiro disse:

    E agora Jose???? será que a festa acabou!!!

  4. Alisson Almeida disse:

    Previsível que ele negasse. A pergunta é: o blog vai dispensar ao senador do DEM o mesmo tratamento que dá, por exemplo, aos petistas acusado de algum ato de corrupção? Porque, quando se trata de gente do PT, a simples acusação já se transforma em sentença de culpa.

  5. Augusto Faria disse:

    Quem tem telhado de vidro não deve jogar pedra no do vizinho, viu seu Zé?

  6. Flauberto Wagner disse:

    A nota é padrão e a desculpa é a mesma de sempre.

    Até tu Zé!!!

    O Rabo de palha vai pegar fogo…

Publicidade

BOMBA: José Agripino é suspeito de receber propina para construção da Arena das Dunas

Foto: Moreira Mariz / Agência Senado
Foto: Moreira Mariz / Agência Senado

A Procuradoria-Geral da República (PGR) enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedido para investigar o presidente nacional do DEM, senador José Agripino Maia (RN), suspeito de cometer os crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, de acordo com fontes com acesso às investigações. O senador é suspeito de combinar o recebimento de propina com executivos da construtora OAS com valores desviados das obras de Arena das Dunas, estádio no Rio Grande do Norte que sediou quatro jogos da Copa do Mundo de 2014.

No entendimento da Procuradoria, o caso não tem vinculação com a Lava Jato e, por isso, não deve ficar sob relatoria do ministro Teori Zavascki, relator das investigações sobre o esquema de corrupção na Petrobras na Corte. O pedido de abertura de inquérito será encaminhado à presidência do Supremo para ser redistribuído. O caso é mantido oculto no sistema do Tribunal.

A Arena das Dunas foi colocada à venda em março deste ano pela OAS, responsável pela obra, menos de um ano depois dos jogos. A medida fez parte de um pacote da construtora para evitar prejuízos junto aos credores. Com dívida de R$ 8 bilhões, a companhia enfrenta dificuldades de crédito no mercado desde que foi vinculada ao esquema de corrupção na Petrobras investigado pela Operação Lava Jato.

O estádio potiguar custou R$ 423 milhões e foi construído por meio de uma parceira público-privada. Desse total, R$ 100 milhões foram financiados pela OAS; o restante, pelo Governo do Rio Grande do Norte via BNDES.

Procurado, o senador disse que ainda não foi notificado sobre a investigação. “A acusação é absurda, inverídica e descabida. Se ela existe, eu vou me colocar à disposição do judiciário para prestar as informações necessárias”, afirmou o presidente nacional do DEM ao jornal O Estado de S.Paulo.

OUTRA INVESTIGAÇÃO

Em março, o STF abriu um inquérito contra Agripino, suspeito de ter cobrado propina no valor de R$ 1 milhão para permitir um esquema de corrupção no serviço de inspeção veicular do Rio Grande do Norte. O parlamentar foi citado em delação premiada de um empresário do Estado. O caso está sob relatoria da ministra Cármen Lúcia e tramita em segredo de justiça no Tribunal.

 

 

Comentários (4) enviar comentário
  1. Luciano disse:

    Não pode. O paladino da moral e da ética? Aquele q desfilou contra a corrupção com uma legião de patetas atrás? Por q será q o DEM juntamente com o PSDB votaram maciçamente pela continuação do financiamento privado de campanhas? Por q será q DEM é o partido com políticos mais cassados por corrupção e o PSDB é o terceiro (PMDB é o segundo)?
    E tem neguinho aqui achando q o PT é o partido mais corrupto do país. PT na frente dessses dois é ainda um bebê.

  2. Maria Lucia Ferreira disse:

    A país pra ter ladrão!

  3. Ricardo disse:

    É por isto que estes senhores tanto desejam o FINANCIAMENTO EMPRESARIAL DE CAMPANHAS. (nome bonito para esconder a roubalheira). Eles todos fazem a festa. E este senhor querendo ser o Paladino da moralidade. O tempo do Rabo de Palha acabou. Cadeia a todos, independente de qual partido seja.

  4. Kall disse:

    Políticos e advogados metidos em esquemas de corrupção…tudo normal! Afinal,são as duas profissões mais inescrupulosas que existem!

Publicidade

Agripino diz que Palácio do Planalto usou o Congresso para blindar presidente Dilma

O líder do Democratas no Senado, José Agripino (RN), disse, nesta quarta-feira (6), que o Palácio do Planalto usou o Congresso Nacional para blindar a presidente Dilma Rousseff  da responsabilidade no escândalo envolvendo a compra da refinaria de Pasadena (EUA). Em reunião em seu gabinete com os senadores tucanos Aécio Neves (MG), Aloysio Nunes (SP) e o deputado democrata Bruno Araújo (PE), Agripino afirmou que a oposição vai exigir saber quem foram os responsáveis e os demais envolvidos na gravação divulgada pela revista Veja.

 Segundo o exemplar deste final de semana, perguntas e respostas da presidente da Petrobras, Graça Foster; do ex-presidente da estatal, Sérgio Gabrielli;  e do ex-diretor Nestor Cerveró, na comissão parlamentar de inquérito (CPI) da Petrobras, foram previamente combinadas. O objetivo era negar a participação de Dilma no episódio que causou um prejuízo bilionário ao país. “O escândalo foi provocado pela atuação de servidores da Presidência da República e de servidores de alto escalão da Petrobras. Tudo isso para limpar a barra da presidente da Republica e da Petrobras”, frisou Agripino.

 Em relação à representação no Conselho de Ética contra os senadores Delcídio Amaral e José Pimentel, citados pela revista, o senador disse que caberá os órgãos de fiscalização já acionados esclarecer os fatos. Nesta segunda-feira (4), a oposição pediu ao Ministério Público que investigue a denúncia da revista Veja. “A Polícia Federal e o Ministério Público já foram acionados. Neste momento, mais importante do que ir ao do Conselho de Ética é descobrir quem gravou, onde gravou e por que vazaram as imagens. É isso que o Brasil quer saber. Aí toda a trama vai ser esclarecida. O país quer saber quem foi usado para provocar essa farsa que está indignando o país”.

Sobre a instalação da CPMI do Metrô, Agripino afirmou não ter dúvidas de que essa é uma estratégia do governo para desviar o foco. A comissão foi instalada no Congresso Nacional nesta quarta-feira (6), mas não entrou em funcionamento porque não foram indicados relator e presidente. “Por que CPI do Metrô neste momento? Porque querem tirar o foco do escândalo que produziram, criando um factoide. As pessoas a quem eles acusam não têm o menor receio dessa CPI”.

agripino reuniaoFoto: Mariana Di Pietro

Comentários (2) enviar comentário
  1. Carvalho disse:

    Será que é o mesmo congresso onde no passado Lula da Silva disse haver mais de 300 picaretas?

  2. TITICO disse:

    PRONTO, ELE É JUSTO, É HONESTO E VAI FALAR DO MENSALÃO DO DEM RN. TÔ EXPLICANDO. TÁ ENTENDENDO?

Publicidade

Inelegibilidade de Rosalba deixa Agripino aliviado

Quem deve estar dando pulos de alegria com a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de afastar a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) do cargo e torná-la inelegível é o presidente nacional do DEM, senador José Agripino.

A decisão da Justiça poupa o senador de ter que negar a legenda para a única governadora do partido. Ele já vinha articulando aliança com PMDB e outras legendas que não fazem parte da base do governo.

Comentários (5) enviar comentário
  1. Lauro leite disse:

    Rosalba está sendo vítima do fogo amigo!

  2. Lauro leite disse:

    Fogo amigo!

  3. Miguel disse:

    Caro Bruno além do senador, acredito que está todo estado vibrando, que bom que fosse por definitivo e ela não voltasse mas, e sim fosse administrar a casa dela.

  4. raul junior disse:

    amigo o pacote tem q ser completo, tem q chegar tambem nos coroneis que botaram micarla e rosalba.

  5. F. Melof disse:

    DEMOROU, ESSE SAÍDA ESTA MUITO ATRASADA

Publicidade

Rosalba Ciarlini e José Agripino pleiteiam emendas para Rio Grande do Norte

A governadora Rosalba Ciarlini se reuniu com o senador José Agripino na manhã desta terça-feira (26), no gabinete dele no Senado Federal, para discutir as 11 emendas que serão votadas pela bancada federal na tarde de hoje.

A chefe do Executivo Estadual e o parlamentar discutiram as prioridades para 2014 e lembraram da importância da emenda votada pelo senador e pelo deputado federal Felipe Maia para a aquisição de ônibus escolares e tablets, que foram distribuídos para professores da rede estadual.

“Vamos pleitear emendas para ações de combate à seca, estradas, saúde e para a educação, priorizando a nossa UERN”, disse a governadora.

enviar comentário
Publicidade