Publicidade

Número de mortos em atentado em Barcelona sobe para 15

Autoridades da Espanha divulgaram nesta segunda-feira que o número de mortos dos ataques terroristas em Barcelona e na cidade costeira de Cambrils subiu para 15.

Segundo o ministro do Interior catalão, Joaquim Forn, a nova vítima é homem que foi esfaqueado em um carro. O veículo havia sido roubado por um dos terroristas ao fugir do local.

A contagem anterior de mortos era de 14 pessoas, dentre estes, 13 mortos pro um van que avançou no bairro de Las Ramblas, e uma mulher morta em outro momento na cidade de Cambrils.

De acordo com as autoridades, todas as vítimas já foram identificadas, sendo oito homens, sete mulheres, e entre estes, dois menores de idade. Os ataques feriram 130 pessoas no total. Cerca de 50 seguem hospitalizadas, nove em estado grave. Fonte: Dow Jones Newswires.

Comentários (3) enviar comentário
  1. Ana disse:

    A média brasileira é uns 150 POR DIA. E os governantes tudo em berço esplêndido, dormindo.

  2. Gerson Lucena disse:

    Morre 15 em Barcelona e uma comoção mundial. Aqui no Rn morre 23 e tudo e normal. So no Brasil mesmo.

Publicidade
Publicidade

[Vídeos] Atentado em Barcelona deixa dois mortos; polícia considera ação como terrorismo

Um motorista avançou contra a multidão em uma avenida do centro de Barcelona, na Espanha, deixando pelo menos dois mortos, de acordo com o balanço provisório divulgado pelo Ministério do Interior. O atentado terrorista, já confirmado pelas autoridades espanholas, aconteceu por volta das 17h dessa quinta-feira (hora local). A área foi isolada pela polícia e o socorro às vítimas está em curso.

A polícia da Espanha fala de forma oficial que se trata de um atentado terrorista. Segundo a agência de notícias Reuters dois homens armados teriam deixado o veículo, uma van, e invadido um restaurante. Mas essa informação ainda não foi confirmada pelo Ministério do Interior.

Uma moradora de Barcelona contatada pelo Estado e que vive no bairro Gótico, onde as ramblas estão localizadas, informou que a polícia está à caça dos dois suspeitos que estariam foragidos. “Estão correndo atrás deles por todas as partes aqui. Há helicópteros e polícias”, diz a moradora.

O incidente aconteceu próximo à Praça da Catalunha, em uma das Ramblas, uma das avenidas com intenso fluxo de pedestres no centro da capital da Catalunha. Imagens registradas com telefone celular por amadores e postadas em redes sociais mostram vários corpos de pessoas feridas, inclusive crianças, caídas na área reservada aos pedestres. Essa região é uma das mais movimentadas da Europa nessa época do ano, no verão, quando a cidade recebe milhões de turistas.

O atentado de Barcelona repete a trágica estratégia dos ataques de Nice, Berlim, Londres e Estocolmo, cometidos por extremistas muçulmanos. Mas a região da Catalunha tem enfrentado nas últimas semanas um movimento extremista contra a presença de turistas na cidade, que recebe 11 milhões de visitantes por ano.

O primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, informou via Twitter que está em contato direito com as autoridades locais e que a prioridade no momento é o atendimento aos feridos.

Veja vídeos

enviar comentário
Publicidade

Atropelamento em Barcelona já tem pelo menos um morto e 20 feridos

A polícia na cidade de Barcelona disse que uma van branca invadiu a calçada no histórico distrito de Las Ramblas, deixando diversas pessoas feridas.

Em uma fotografia mostrada pela emissora pública RTVE, três pessoas estavam deitadas no chão de uma rua e aparentemente foram ajudadas pela polícia e por outras pessoas.

A polícia ordenou que lojas e estações de trem e metrô nas proximidades fossem fechadas. Policiais pediram que as pessoas fiquem longe da área para não entrarem no caminho dos serviços de emergência. Um helicóptero sobrevoava o local. Pelo menos uma pessoa morreu e 20 ficaram feridas.

enviar comentário
Publicidade

No dia de seu aniversário, Daniel Alves aparece em possível lista de dispensas do Barcelona

esporte-futebol-selecao-brasil-jogador-daniel-alves-20120919-0006-size-598Daniel Alves é o segundo jogador estrangeiro que mais atuou com a camisa do Barcelona – atrás apenas do astro argentino Lionel Messi. Ele conquistou 16 títulos em seis anos como titular da lateral direita. Apesar do currículo invejável e de todos os serviços prestados ao clube, o brasileiro, que nesta terça-feira completa 31 anos de idade, deve deixar o Barcelona na próxima temporada. De acordo com o jornal catalão Sport, Daniel Alves faz parte de uma lista de dispensa que contaria com 13 nomes, além do técnico Tata Martino.

Na segunda-feira, dirigentes do Barcelona reuniram-se com o ex-jogador do clube Luis Enrique (atual treinador do Celta de Vigo) e iniciaram negociações para tê-lo como substituto de Tata após a Copa do Mundo. De acordo com o jornal, Luis Enrique já estaria participando do processo de renovação do clube, que deve fechar esta temporada sem grandes conquistas. Duas referências já têm despedidas confirmadas: o goleiro Victor Valdés irá trocar de ares e o capitão Carles Puyol irá se aposentar ao final da liga espanhola. Na lista de dispensa divulgada pelo Sport, aparecem sete jogadores que atuaram com grande frequência em 2014: Mascherano, Fàbregas, Pedro, Song, Alexis Sánchez e os brasileiros Daniel Alves e Adriano. Os menos aproveitados Tello, Cuenca Jonathan dos Santos, Afellay, Sergi Roberto e Oier também devem ser colocados no mercado.

Messi, Iniesta, Xavi, Jordi Alba, Busquets, Piqué e Neymar devem comandar esta nova fase do Barcelona, que já tem encaminhadas as contratações de duas jovens revelações: o goleiro alemão Ter Stegen e o meia croata Halilovic.

Veja

enviar comentário
Publicidade

AH, SE NO BRASIL FOSSE ASSIM: Barcelona só poderá voltar a contratar jogadores no meio do ano que vem; entenda

20140401183402873AFPEmbora o slogan impresso no Camp Nou e no orgulho catalão diga que “o Barcelona é mais que um clube”, Messi e Neymar trabalham para uma instituição como todas as outras neste mercado do futebol em que dívidas, sonegações e operações nebulosas fazem parte da regra do jogo. Dois meses depois de o presidente Sandro Rossell renunciar ao cargo em meio às investigações sobre a contratação do ex-craque do Santos, ontem, o Barcelona foi punido pela Fifa por desrespeitar a regras da entidade que proíbem transferências internacionais de menores de 18 anos. Além da multa de R$ 1,15 milhão, o clube está impedido de fazer negócios nas duas próximas janelas de transferência. Assim, o Barcelona só poderá buscar reforços no meio do ano que vem.

O Comitê Disciplinar da Fifa apontou irregularidades na transferência de dez atletas menores de 18 anos entre 2009 e 2013. Embora a negociação de adolescentes seja proibida, há três condições especiais em que a transação pode ser consumada com a chancela da Fifa. Uma prática comum para burlar a regra é transferir os pais do jogador e questão como uma oferta de emprego e assim abrir as portas do clube para o seu filho tentar seguir a carreira que almejava no país de origem. Neste caso, o jogador tem que estar desvinculado ou obter a liberação do clube em que atuava antes da transferência.

Agora condenada pela Fifa, a prática já deu ótimos resultados esportivos e financeiros ao Barcelona. Na falta de condições financeiras dos clubes argentinos para custear um programa de crescimento para superar suas limitações físicas, aos 13 anos Messi encontrou na Catalunha todas as condições para se tornar um gigante do futebol mundial. Embora meninos de todas as partes do mundo sonhem em repetir essa trajetória, a realidade mostra que a maioria deles acaba ficando exposta a ação de empresários e ao abandono. A punição ao Barcelona revelou apenas a parte visível de uma prática global

Além do clube, a federação espanhola foi multada R$ 1,3 milhão e ainda ficou obrigada a regularizar seu regimento de transferência para menores. Embora seja especial pela sua excelência esportiva e por levantar a bandeira da identidade catalã, o Barcelona é um clube como todos os outros na hora de fazer negócios.

O Globo

enviar comentário
Publicidade

Pai de Neymar admite recebimento de 40 milhões de euros do Barcelona

thumbPai e empresário do jogador Neymar, que se transferiu do Santos para o Barcelona em maio de 2013, Neymar da Silva Santos se posicionou, nesta terça-feira, sobre as denúncias de possíveis irregularidades na negociação. Ele negou qualquer tipo pré-contrato assinado antes do Mundial de Clubes de 2011, mas confirmou os valores divulgados pelo Barcelona, admitindo que recebeu 40 milhões de euros (cerca de R$ 132 milhões) em 2013 pela confirmação da preferência no negócio.

– Pedi ao Barcelona para quebrar a confidencialidade para que tudo seja transparente e limpo. Não devo nada – garantiu ele, cujo discurso teve duração de mais de uma hora e que, posteriormente, ainda falou ao vivo ao programa “Bate Bola”, da ESPN Brasil.

Em resumo, quando o Santos manteve o jogador em 2011, o clube catalão pagou 10 milhões de euros à empresa N & N Consultoria Esportiva como forma de garantia para ter a preferência no negócio em 2014, quando o contrato com o clube de Vila Belmiro acabaria.

Caso o jogador acertasse com outro clube, porém, o pai do atleta teria de pagar ao Barça o mesmo valor acrescido de mais 30 milhões de euros. Se o acerto se concretizasse antes do tempo – o que aconteceu – ou se o clube catalão desistisse da compra, o estafe do atleta receberia o valor integral.

– O Barcelona fez um empréstimo para mim de 10 milhões de euros. Não é aliciamento. Não é a pessoa do Neymar jogador, eu faço com uma empresa minha. O que fiz com esses 10 milhões? Fiz um seguro para que pudesse pagar esses 40 milhões, caso o Neymar se machucasse, se acontecesse alguma coisa. E se tivesse acontecido alguma coisa e mais ninguém quisesse o Neymar? – questionou.

Neymar pai diz que, ainda em 2011, teria sido incluída uma cláusula no contrato com o Santos que permitia que ele pudesse negociar com equipes do exterior para decidir sobre o futuro do atleta após 2014 – o Santos ainda não confirma. No ano passado, ao perceber que não ganharia nada em 2014, o Peixe autorizou a venda do atleta, recebendo por isso 17 milhões de euros (R$ 56 milhões) – valor que dividiu com o grupo DIS.

O caso, que tramita na Justiça espanhola, já forçou a renúncia de Sandro Rossel, presidente do Barcelona, e teve novos desdobramentos com a divulgação de todos os valores envolvidos na “operação Neymar”, revelados por Raul Sanllehí, diretor esportivo do clube.

Em seu depoimento, o pai de Neymar explicou o início da carreira do garoto e a recusa ao Chelsea até finalmente chegar à transferência ao Barcelona. Em 2013, o clube espanhol e o Santos entraram em acordo, e a família incentivou o jogador a aceitar e convenceu o clube brasileiro a liberá-lo antes da Copa das Confederações, pois temia vê-lo como “vilão” da eliminação.

O pronunciamento foi realizado na sede da NR Sports, empresa criada para gerenciar a carreira do jogador e de outras personalidades. Dentro da sede da empresa, em uma área nobre de Santos, estão sediadas outras quatro subdivisões: N & N Administração de Bens, voltada ao mercado imobiliário, N & N Consultoria Esportiva, para gerenciar a carreira de Neymar, N Store, que fabrica linhas de produtos do jogador, e a diretoria do projeto social Instituto Neymar Júnior. Poucos veículos de imprensa puderam entrar no escritório por determinação da assessoria, que barrou três profissionais. O LANCE!Net não foi convidado.

Na época da transferência, o Barcelona divulgou ter desembolsado 57 milhões de euros (R$ 180 milhões) por Neymar. Quase um ano depois, no entanto, o jornal El Mundo teve acesso aos documentos na Justiça e observou que o valor real era de 95 milhões de euros (R$ 300 milhões), fazendo com que 38 milhões de euros não fossem declarados – segundo a promotoria espanhola, esse valor pode ter sido pago em “comissões secretas” à família do jogador. O pai do atleta diz que os valores se tratam de salários, pagamento de agente e outros serviços.

– Não devo nada às Receitas do Brasil e da Espanha, nada. Espero que acreditem nesse pronunciamento, porque queremos paz. Esses 40 milhões foram recebidos porque ele saiu antes. Eu tinha propostas maiores. Estou fazendo isso para dar paz ao meu filho, não quero que isso gere confusão – finalizou Neymar da Silva Santos.

O Santos deve emitir pronunciamento nos próximos dias, pois declarou estar aguardando apenas que Neymar pai desse sua versão sobre o caso. O Grupo Sonda, que detinha 40% dos direitos do atacante, estuda acionar a Justiça para receber uma nova parcela da venda. Já Neymar ainda não se manifestou e, de acordo com seu pai, está concentrado em se recuperar da lesão no tornozelo direito, voltar ao Barcelona e focar na Copa do Mundo.

Lancenet

enviar comentário
Publicidade

Em ano de Copa, Fifa quer ficar distante de escândalo do Barcelona envolvendo Neymar

 283205-600x600-1O presidente Joseph Blatter não quer, por enquanto, que a Fifa apareça de alguma maneira no escândalo que levou ontem à queda de Sandro Rossell da presidência do Barcelona.

Oficialmente, a entidade não pretende ainda se manifestar diretamente sobre o caso. No máximo, vai manter o discurso de ontem do secretário-geral Jérôme Valcke de que as transações milionárias precisam de mais transparência, por estarem sujeitas às irregularidades, mas sem entrar em detalhes no que a imprensa europeia já chama de “caso Neymar”.

Segundo a Folha apurou, Blatter orientou assessores a não comentar especificamente o episódio envolvendo o jogador brasileiro, pivô da renúncia de Rossell, enquanto as investigações da Justiça espanhola estiverem em andamento.

Em ano de Copa, a Fifa não quer ser atrelada ao escândalo envolvendo um dos times mais poderosos da Europa, ainda mais quando um dos personagens é Neymar, o “cartão de visitas” da seleção anfitriã e uma das principais estrelas do evento de junho.

Além disso, Sandro Rossel é aliado do francês Michel Platini, presidente da Uefa, adversário político do presidente da Fifa e cotado para ser candidato à presidência da entidade na eleição de 2015. A Uefa organiza a Liga dos Campeões, o torneio mais poderoso do futebol mundial, e incentivou a contratação de Neymar pelo Barcelona.

Politicamente, interessa a Blatter que a Uefa seja exposta e não a Fifa.

A postura discreta da Fifa no “caso Neymar” não significa, porém, que a entidade esteja ignorando a situação. Tudo vai depender também dos próximos passos da Justiça espanhola, do rumo das investigações, e se a entidade máxima do futebol tem ou não margem para adotar alguma medida relacionada ao episódio.

Não será surpresa se em breve a Fifa, pressionada a dar alguma resposta, anunciar medidas gerais para dar mais transparência às transações milionárias.

O ESCÂNDALO

Rosell anunciou sua saída ontem três anos e meio após ter sido eleito com o maior número de votos da história do clube. Ele é o principal alvo de uma ação na Justiça espanhola que investiga um suposto crime de apropriação indevida de verbas.

Segundo o jornal espanhol “El Mundo”, o Barcelona pagou 95 milhões de euros (R$ 300 milhões) por Neymar e não os 57 milhões (R$ 180 milhões) declarados inicialmente.

A Justiça acatou denúncia apresentada por um sócio do time sobre o caso. O vice Josep María Bartomeu assume interinamente o cargo até 2016, quando terminaria o mandato de Rosell.

Folha

enviar comentário
Publicidade

Neymar teria custado mais que Cristiano Ronaldo

Neymar-Barcelona-Sandro-Rosell-LagoAFP_LANIMA20130603_0072_25Novas informações no caso do contrato de Neymar dão conta de que o jogador custou muito mais caro aos cofres do Barcelona do que inicialmente divulgado pelo clube catalão. De acordo com o jornal espanhol “El Mundo”, novas evidências descoo bertas pela Audiência Nacional espanhola, que investiga os documentos da transferência do brasileiro, dão conta de que o Barça pagou muito mais pelo atacante do que divulgou à imprensa.

Segundo o diário, o Barcelona na verdade teria pago 95 milhões de euros (R$ 302 milhões) e não 57 milhões de euros (R$ 181 milhões) como divulgado inicialmente pelo clube. A diferença ficaria por conta de três comissões milionárias destinadas à família de Neymar, que até agora permaneceram ocultas.

Alguns milhões foram destinados ao pai de Neymar para que ele pudesse ajudar na captação de promessas das divisões de base do Santos, bem como parte do dinheiro sendo dada para que a família do jogador ajudasse a captar novos contratos de publicidade de empresas brasileiras e ajudasse em projetos sociais nas favelas de São Paulo.

Lancenet

enviar comentário
Publicidade

Após lesão que causou calafrios nos brasileiros, Neymar deve voltar aos campos em um mês

Spain-Soccer-Copa-del-Rey-GIL1G4G29_1O Barcelona ainda está fazendo as avaliações para definir a gravidade da lesão de Neymar, mas, segundo fontes do jornal catalão ‘Mundo Deportivo’, o craque brasileiro não vai ficar tanto tempo longe dos gramados. Em cerca de um mês o camisa 11 do time espanhol deve estar de volta à ativa.

O jogador sofreu uma distensão no tornozelo direito na vitória por 2 a 0 contra o Getafe, pela Copa do Rei, e deve estar pronto para a partida contra o Manchester City, pela ida das Liga dos Campeões. O jogo contra a equipe inglesa, no Etihad Stadium, está marcado para o dia 18 de fevereiro.

Na chegada a Barcelona, Neymar desembarcou andando ainda com muletas e acompanhado de seu pai. O clube deve emitir um comunicado ainda nesta sexta-feira com as informações oficiais.

O Globo

enviar comentário
Publicidade

MPF requer cumprimento de sentença e prefeito de Barcelona-RN deve perder o cargo

O Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN) quer que seja cumprida sentença contra o atual prefeito de Barcelona, Carlos Zamith de Souza, que foi condenado por improbidade administrativa, devido a irregularidades na realização de um convênio firmado em 2001 com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa). A decisão judicial já transitou em julgado e inclui a suspensão dos direitos políticos do condenado, o que deve resultar na perda do cargo que atualmente exerce.

O requerimento do MPF solicita, com a máxima urgência, a comunicação da suspensão dos direitos políticos de Carlos Zamith à Câmara de Vereadores do Município de Barcelona, “eis que o executado, atualmente, exerce indevidamente (dada a impossibilidade de exercício do mandato sem o gozo dos direitos políticos) mandato de prefeito (…).”

Em 2010, a partir de uma ação civil pública do MPF, Carlos Zamith foi condenado ao ressarcimento da quantia devida pela inexecução parcial do convênio; à suspensão dos direitos políticos por oito anos; ao pagamento de multa civil; e à proibição de contratar com o Poder Público pelo prazo de cinco anos. A defesa do ex-prefeito apelou da decisão, porém em maio de 2012 o Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) manteve a condenação, reduzindo apenas o período de suspensão dos direitos políticos de oito para cinco anos.

Os recursos especial e extraordinário tentados pela defesa não foram admitidos e em julho deste ano a decisão transitou em julgado. No mês seguinte, a Justiça Federal determinou a anotação da condenação do réu no site do CNJ; a expedição de ofício ao Tribunal Regional Eleitoral informando acerca da perda dos direitos políticos; e a expedição de ofícios com objetivo de fazer cumprir a proibição de contratar com o poder público. Em agosto deste ano, os valores a serem pagos pelo condenado, já corrigidos e acrescidos de juros, totalizavam R$ 14 mil.

Improbidade – Durante um mandato anterior, entre 2001 e 2004, o então prefeito de Barcelona Carlos Zamith firmou convênio (nº 789/2001) com o Ministério da Saúde, através da Funasa, mas não prestou contas no prazo legal e, mesmo tendo recebido o repasse integral da verba federal, executou apenas parcialmente o objeto do convênio. Além da realização de melhorias sanitárias em nove domicílios, estava prevista a promoção de obras e atividades pactuadas no Programa de Educação em Saúde e Mobilização Social (PESMS).

O condenado deveria ter apresentado a prestação de contas do convênio em 5 de fevereiro de 2003, mas só o fez em 10 de novembro de 2004, quase dois anos depois. Ainda assim, a sentença de primeira instância determinou a condenação por improbidade administrativa pelo outro motivo, ou seja, o fato de ter deixado de executar corretamente as obras e atividades pactuadas no PESMS, com base em um parecer técnico cuja conclusão foi a de que o projeto social não foi executado e os recursos não foram utilizados da forma prevista.

O processo tramitou na Justiça Federal do Rio Grande do Norte sob o nº 2008.84.00.0001352-4

MPF-RN

enviar comentário
Publicidade

Rádio garante: Messi está apalavrado com outro clube e vai deixar o Barça

De acordo com a rádio Punto Pelota, uma das mais respeitadas na Espanha, o argentino Messi vai deixar o Barcelona no fim desta temporada, e até já haveria um acordo verbal com outro clube. O craque teria se sentido traído pelos diretores da equipe catalã, que prometeram um aumento salarial, mas depois falaram que não conseguiriam cumprir. Entre fevereiro e março a transferência vai começar a ser feita.

De acordo com a rádio, Messi pediu para ter seu contrato revisado em setembro, e ganhar um aumento, para receber mais de 17 milhões de euros (R$ 51 milhões), o que o tornaria no jogador mais bem pago do mundo. Esta vontade, aliás, teria surgido após a renovação de contrato de Cristiano Ronaldo com o Real Madrid.

Porém, um mês depois, a diretoria do Barcelona voltou a sentar com Messi, e disse que não conseguiria satisfazer suas vontade. O argentino não aceitou a situação e teria resolvido deixar o clube e foi procurar algum outro que pagasse o que queria.

Há alguns meses surgiu na imprensa a informação de que a Adidas, empresa que patrocina o astro, poderia ajudar um clube seu a levar o jogador. O mais indicado seria o Bayern de Munique, que é do país da companhia, a Alemanha, e ainda tem Pep Guardiola, técnico de Messi em seu auge. Sua cláusula de rescisão atual é de 250 milhões de euros (R$ 750 milhões), e o contrato vai até 2018.

Lance

enviar comentário
Publicidade