Publicidade

Nota de esclarecimento Cei Mirassol

A Escola Cei Mirassol divulgou uma nota para esclarecer um suposto caso de ‘bullying’ sofrido por um aluno em sala de aula. De acordo com a instituição de ensino, o Cei não irá se manifestar sobre o teor da sentença judicial, ‘cabendo-lhe tão somente a manifestação oportuna nos autos’.

Nota de esclarecimento

Com relação à matéria noticiada pelo blog eletrônico Novo Jornal, envolvendo a ocorrência de uma indenização judicial ante a um suposto “caso de bullying” sofrido por um ex-aluno da Escola, cumpre ao Centro de Educação Integrada Mais Ltda. (Cei Mirassol) vir a público esclarecer e refutar a publicização de atos processuais envolvendo interesses de menores.

O Cei Mirassol não irá se manifestar publicamente sobre o teor da sentença judicial, cabendo-lhe tão somente a manifestação oportuna nos próprios autos, com a cautela e a prudência necessária ao caso em comento, respeitando principalmente a intimidade dos litigantes.

O Cei Mirassol discorda da interpretação dada pelo Juízo prolator da sentença ao caso mencionado, cuja irresignação o que fará em sede de recurso pertinente ao Juízo superior.

É dever do Cei Mirassol externar a sociedade norte-rio-grandense que jamais compactuou com a prática de qualquer tipo ou modalidade ou assédio entre seus alunos, principalmente em relação aos casos de “bullying”, primando pelo respeito às regras de urbanidade e ao respeito mútuo entre os educandos.

Comentários (3) enviar comentário
  1. Rosa Maria disse:

    Não irá se manifestar?
    E essa nota não já é um manifesto? Se a situação chegou a esse ponto a escola não tem a essa altura vir a se manifestar.
    É estranho um grupo de alunos se envolve em um problema é apenas um é punido pela escola? E logo aquele aluno com aparência diferenciada. É escola, a hora de se manifestar não é essa.

  2. Heineken disse:

    No meu tempo isso ai (bullying) nem existia.
    Era zoação mesmo, e ninguem fivaca de mimimi… Era quando o cara tinha q aprender a se defender de certos tipos de brincadeira.

  3. Lucineide Medeiros disse:

    Acredite se quiserem.

Publicidade

Pai diz que filha se matou por bullying na internet

britanica.pngUma menina britânica, de 14 anos, se matou depois de ter sido vítima de bullying na internet, de acordo com relatos do pai. Hannah Smith, de Lutterworth, foi encontrada enforcada na sexta-feira.

Seu pai, Dave Smith, escreveu no Facebook que encontrou mensagens de bullying na página de sua filha no site ask.fm, de pessoas que diziam para a garota morrer. O site permite aos usuários postar anonimamente. Um inquérito sobre a morte de Hannah foi aberto em Leicester, no Reino Unido.

Smith pediu controles mais rígidos a serem aplicados em redes sociais como o ask.fm, um fórum de perguntas e respostas.

“Acabo de ver o abuso que a minha filha sofreu de pessoas no ask.fm e o fato de que essas pessoas podem ser anônimas está errado”, postou no Facebook.

Em sua página, ele pediu que as pessoas assinem um abaixo-assinado para introduzir medidas de proteção em sites utilizados por crianças.

O Globo

enviar comentário
Publicidade