Publicidade

Candidatos poderão usar recursos próprios nas campanhas

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) publicou a resolução que disciplina os mecanismos de financiamento de campanha para as eleições de 2018. De acordo com o texto, publicado no dia 2 no Diário da Justiça Eletrônico, além dos recursos partidários e doações de pessoas físicas, os candidatos poderão usar recursos próprios em suas campanhas, o chamado autofinanciamento.

“O candidato poderá usar recursos próprios em sua campanha até o limite de gastos estabelecido para o cargo ao qual concorre”, diz o texto da Resolução 23.553, cujo relator foi o ministro Luiz Fux, que desde o dia 6 ocupa a presidência do TSE.

Haverá limite de gastos com as campanhas. De acordo com a resolução, no caso da disputa pela Presidência da República, o valor máximo com gastos de campanha será de R$ 70 milhões. Nas eleições para o cargo de governador, os valores vão de R$ 2,8 milhões a R$ 21 milhões, conforme o número de eleitores do estado. Para a disputa a uma vaga no Senado, os limites variam de R$ 2,5 milhões a R$ 5,6 milhões, conforme o número de eleitores do estado. Para deputado federal, o limite é de R$ 2,5 milhões e de R$ 1 milhão para as eleições de deputado estadual ou distrital.

As doações, entretanto, ficam limitadas a 10% dos rendimentos brutos auferidos pelo doador no ano anterior à eleição. Os bens próprios do candidato também poderão ser objeto de doação. Mas somente podem ser utilizados na campanha eleitoral quando demonstrado “que já integravam seu patrimônio em período anterior ao pedido de registro da respectiva candidatura”.

A resolução diz ainda que, além da doação ou cessão temporária de bens e serviços, as doações poderão ocorrer inclusive por meio da internet. No caso das doações bancárias, deverá constar o CPF do doador. Já “as doações financeiras de valor igual ou superior a R$ 1.064,10 só poderão ser realizadas mediante transferência eletrônica entre as contas bancárias do doador e do beneficiário da doação.”

A resolução regulamenta também outra novidade, a possibilidade de financiamento coletivo da campanha por meio de plataformas na internet. Para tanto, a plataforma deverá ter cadastro prévio na Justiça Eleitoral. Serão exigidos, ainda, o recibo da transação, identificação obrigatória, com o nome completo e o CPF do doador; o valor das quantias doadas individualmente, forma de pagamento e as datas das respectivas doações.

Essas informações deverão ser disponibilizadas na internet, devendo ser atualizada instantaneamente a cada nova doação. Os dados deverão ser enviados imediatamente à Justiça Eleitoral.

A polêmica em torno do autofinanciamento começou em dezembro do ano passado, quando o Congresso Nacional derrubou o veto do presidente Michel Temer que liberava o autofinanciamento sem restrição nas campanhas. Na ocasião, os parlamentares entenderam que isto poderia favorecer os candidatos com maior poder aquisitivo.

Contudo, a derrubada ocorreu a menos de um ano da eleição, o que poderia ensejar insegurança e disputa jurídica. Com isso, coube ao TSE editar norma com as regras. Pelo calendário eleitoral de 2018, o tribunal tem até 5 de março para confirmar todas as normas para o pleito deste ano.

Comentários (4) enviar comentário
  1. Tomaz disse:

    Uma farsa,o processo eleitoral burguês

  2. Jaime disse:

    O que devia ser a muito tempo. O candidato comprovar sua capacidade financeira de se candidatar e não ter nenhum outro meio de financiar suas campanhas políticas. Isso lhes daria o direito de legislar contra seus eleitores, como no caso da reforma trabalhista e agora da previdência, pois estas reformas são todas contra a maioria dos eleitor, os pequenos que são o peso da nação. As reformas trabalhista e a previdenciário não atinge os legislativo, o judiciário e os militares, só a classe desprovida da nação.

  3. carlos alberto disse:

    Uma dica. Deveria ser criado uma lei onde o gasto da campanha fosse resumido ao ganho de um político no tempo do seu mandato. Exemplo: Um deputado federal salário mentiroso R$ 30.000.00 por mês, então 48 x 30.000,00 = 1.440,000

  4. Mi$hell Temeroso disse:

    Viva o Poder Econômico!
    Zé Bonitinho liberou geral!!!

Publicidade

Campanha “Heróis Doadores” será lançada nesta terça em Natal

unnamedA próxima terça-feira (14) é o Dia Mundial do doador de sangue, data escolhida para o lançamento oficial da campanha Heróis Doadores. O projeto tem como principal objetivo estimular a doação regular de sangue, de forma a abastecer os estoques dos hemocentros do RN. O lançamento será na sede da InterTV Cabugi, no bairro de Candelária, às 19h.

De acordo com o diretor executivo da campanha, Marcos Arnaud, a proposta é alcançar mais de 2000 doações durante os 16 dias de campanha. “Sempre acontecem ações pontuais para doação de sangue, mas nunca houve um foco para a regularidade dessas doações. Por isso, o nosso objetivo é estimular a continuidade desse ato, que de uma única vez, pode salvar até quatro vidas”, completa.

O projeto tem início na terça-feira (14) e segue até o dia 30 com várias atividades. Entre elas, uma ação no Midway Mall que vai movimentar academias locais no dia 22. Será a Maratona Heroes 24hs – onde três academias terão uma esteira que será colocada no terceiro piso, vizinho ao café São Braz. A proposta é que os estabelecimentos levem equipes para realizar um revezamento e manter a esteira funcionando 24 horas.

O local será ambientado com esteiras e câmeras para captação de imagens e transmissão pela internet. A cada quilômetro percorrido, R$ 5 serão doados para a Liga do Câncer. Todos vencem, mas o desafio é conseguir o maior número de quilômetros.

A campanha tem encerramento no dia 30 de junho na Arena das Dunas com a Copa Heroes, uma competição de submission, luta agarrada sem kimono, sem socos e chutes. Os 32 melhores atletas do estado serão convocados, mas para efetivar a inscrição cada um terá que conseguir 10 doadores até o último dia da campanha.

A Campanha Heróis Doadores é uma realização da Dois Ponto Cinco – Social Marketing.

Comentário (1) enviar comentário
  1. Curioso disse:

    Boa!!!

Publicidade

Agência confirma que recebeu R$ 6 milhões ilegalmente da campanha de Dilma

Dilma-Rousseff2A publicitária Danielle Fonteles, dona da agência de comunicação Pepper Interativa, confirmou em acordo de delação premiada que recebeu R$ 6,1 milhões de forma ilegal referentes a serviços prestados à campanha de Dilma Rousseff (PT) em 2010.

O valor, segundo ela informou às autoridades, foi pago pela empreiteira Andrade Gutierrez por meio de um contrato celebrado em janeiro de 2010.

A versão corrobora pela primeira vez de maneira oficial o teor do depoimento de Otávio Azevedo, ex-presidente da empreiteira, que contou, também em delação, ter pago à Pepper essa quantia a pedido da campanha de Dilma. A presidente tem negado qualquer ilegalidade.

Segundo a publicitária, sua empresa bancou despesas da campanha de Dilma em 2010, como pagamento de funcionários do comitê da petista, com recursos repassados à Pepper pela construtora Andrade Gutierrez.

Além desses R$ 6,1 milhões pagos por fora, a Pepper recebeu R$ 6,4 milhões oficialmente da campanha da petista. A publicitária afirmou às autoridades que os serviços ligados ao contrato paralelo com a empreiteira foram prestados. A expectativa é que esse trecho da delação seja enviado ao STF (Supremo Tribunal Federal), em razão de Dilma ter foro privilegiado.

Daniele Fonteles já prestou alguns depoimentos e o termo de colaboração com as investigações está em fase final de ajustes entre ela, o Ministério Público Federal e o STJ (Superior Tribunal de Justiça).

O tesoureiro da campanha presidencial de 2010, José de Filippi Júnior, nega irregularidades. Segundo sua defesa, “tudo foi feito de maneira legal, legítima e não houve fraude” na relação com a Andrade Gutierrez.

Segundo a Folha apurou, em um dos capítulos da delação, a dona da Pepper confirma que recebeu R$ 717 mil da empreiteira OAS em 2014, mas diz que o dinheiro foi pago por serviços ligados à campanha do petista Rui Costa ao governo da Bahia, sem ter relação com Dilma. Na campanha daquele ano, a Pepper cuidou da página da presidente no Facebook.

A publicitária disse, em sua colaboração com a Justiça, que foi orientada pelo petista Fernando Pimentel a firmar o contrato de R$ 6,1 milhões com a Andrade Gutierrez para a campanha de 2010. Hoje governador de Minas, Pimentel foi um dos principais coordenadores da primeira fase da campanha presidencial de Dilma naquele ano.

Depois, as ordenações de despesas ficaram a cargo da equipe de Antonio Palocci, um dos principais coordenadores da campanha de Dilma na época. Tanto Palocci como Pimentel negam irregularidades nas contas da campanha de Dilma em sua primeira disputa presidencial.

A delação premiada da dona da Pepper foi fechada com a Procuradoria-Geral da República em torno da Operação Acrônimo, que apura suspeita de um esquema de desvio de dinheiro público para campanhas políticas do PT. Caberá ao ministro Herman Benjamin, relator da Acrônimo, homologar o acordo com a publicitária.

Na negociação com as autoridades, Danielle Fonteles comprometeu-se ainda a entregar informações sobre a atuação de Benedito Rodrigues Oliveira Neto, o Bené, espécie de operador de partidos políticos, sobretudo do PT, na Esplanada.

A Operação Acrônimo foi deflagrada em 2015 e apura irregularidades no financiamento e na prestação de contas da campanha de Pimentel ao ao Palácio da Liberdade, em 2014, e eventual favorecimento a empresas com empréstimos do BNDES, subordinado ao Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, pasta que foi comandada pelo governador.

Fonte: Folhapress

Comentários (2) enviar comentário
  1. paulo disse:

    BG
    Pense numa Tereza de Calcutá, coitadinha não sabe de nada, não viu nada , não ouvi-o nada e por isso não sabe ainda que o instituto do IMPEACHMENT existe na constituição. Ou bocado de mau caráter dissimulados e CÍNICOS.

  2. Val Lima disse:

    Isso tudo é GOLPE!!!!!….kkkkkkkkkkll

Publicidade

RUIM PARA TODOS: Jornalista inicia campanha para que turistas não visitem o RN por conta da violência

A jornalista Andréa Mousinho, que teve a irmã covardemente assassinada no início do mês durante um assalto em frente a uma padaria, decidiu tomar uma medida, no mínimo, questionável para cobrar mais segurança no Rio Grande do Norte. Ela iniciou uma campanha nas redes sociais para evitar que turistas visitem o Rio Grande do Norte devido à violência.

Em uma publicação no Facebook com o título “Turistas não visitem a cidade de Natal” em vermelho e preto, Andréa prometeu divulgar os dados e estatísticas sobre a violência e criminalidade do Rio Grande do Norte em agências de turismo de todos os cantos do mundo e em veículos de comunicação. De acordo com ela, “Natal está dominada pela organização do crime”.

Ninguém pode contestar que a violência que passamos tem aumentado nos últimos dias, que os boatos de crimes a pessoas próximas estão cada vez mais frequentes e que muitas pessoas realmente tem sentido cada vez mais medo de sair de casa. Mas esse não é um problema exclusivo do Rio Grande do Norte. O Brasil inteiro enfrenta crises com a segurança pública.

E, independente da situação, o turismo e a economia potiguar merecem realmente ser prejudicados? Milhares e milhares de famílias potiguares, que dependem da cadeia turísticas para sobreviver, merecem ser prejudicadas? A imagem que Natal tem em todo mundo, merece ser prejudicada?

Essa é realmente uma boa medida para cobrar mais segurança das autoridades competentes?

Outras medidas com menos impacto negativo para toda a população não seriam mais eficazes?

Você não vê cariocas, baianos, pernambucanos e cearenses fazendo esse tipo de movimento prejudicando sua própria população. E olhe que nesses estados o desmantelo é grande.

A dor de Andréa deve ser terrível, dos familiares e amigos idem, mas acredito que essa atitude merece uma reflexão e uma forma diferente de protesto deva ser pensada.

Comentários (47) enviar comentário
  1. FONSECA disse:

    RELAXA PESSOAL, O CARNAVAL ESTA CHEGANDO E A POLÍTICA DO PÃO E CIRCO VEM AI. PORQUE DINHEIRO PARA SEGURANÇA NÃO TEM, MAS FESTA NÃO PODE FALTAR!!!!

  2. Paulo disse:

    Concordo. Quando a cidade é dos turistas, deixa de ser dos moradores. É uma cidade cara e sem estrutura adequada para receber ninguém. Ponta Negra é dos ambulantes, as dunas dos bugreiros e por ai vai.

  3. Consciência disse:

    As cobranças, os protestos, as lutas em favor de muito mais segurança efetiva para todos, são extremamente legítimas e necessárias, o caso da turismóloga e outros parecem ser a gota d'agua para que haja variadas formas de mobilização da sociedade, esta forma encontrada em específico pela irmã da turismóloga, de fato não é a mais prudente diante do direito de todos os outros cidadãos que sobrevivem do seu suor no campo do turismo, a exemplo do artesão que se pronunciou aqui nesse post. Inclusive, fico pensando, será que essa forma seria aceita pela própria senhora que foi vítima e que em vida soube valorizar o turismo, escolhendo-o como sua profissão, afinal a imprensa divulgou que ela era turismóloga. Fico pensando ainda se a outra jovem que, infelizmente também foi vítima desse cenário caótico de violência em Natal, será que ela como estudante de turismo também levantaria essa bandeira? Concordo que o foco no processo de cobrança e de luta em favor de uma cidade tranquila para se viver e que respeite o direito de ir e vir de todos os cidadãos de bem, deva ser na direção muito mais dos políticos que precisam acordar para aprovar/implementar políticas/ações públicas voltadas a cultura, a educação, ao lazer, ao trabalho, a reestruturação dos presídios, a valorização dos policiais e em determinados contextos à repressão consciente à criminalidade (isso tudo porque a segurança pública é um tema complexo e ninguém conseguirá resolvê-lo na face da terra sem enxergar e atingir os tantos aspectos que o envolvem).

  4. Flavio Andrade disse:

    Enquanto as oligarquias que dominam o nosso Estado e Municipios(INCLUSIVE NATAL) há anos a fio teremos sempre esse caos. Povo sem segurança,saúde e educação e as oligarquias oferecendo pão e circo. Só tomam providências quando o terror chegar na soleira de suas casas! Uma lástima viu. Proteste Andreia Mousinho é um direito seu e um dever nosso também!

  5. George Ferreira bastos disse:

    Pimenta nos olhos dos outros é refresco queria ver esses comentários contra a jornalista se fosse com a família de vocês sem contar que Natal é umas das cidades mais violentas do mundo no Brasil só perde para Fortaleza como noticiou o G1 essa semana aqui se vive como fosse o paraíso só falam que o Rio de Janeiro é mais perigoso enquanto nossos filhos e mulheres e chefes de família estão morrendo. Uma imprensa comprada que não noticia os números reais da violência e o povo achando que está tudo a mil maravilhas.

  6. karlo disse:

    Vejo a atitude da jornalista mais como uma forma de fazer com que as autoridades se mexam.
    Eu sou um dos que perguntado se minha cidade é segura costumo dizer que não, não venham, não é. Perigosa e cara, serviços precários, atendimento de terceiro ou quarto mundo e muitas mazelas mais. Um choque de realidade no povo do turismo fariam as coisas melhorarem.

  7. Silva disse:

    Ela tá errada o caminho não é esse. A bela cidade do Natal as pessoas de bem, que aqui vive não tem culpa do que está acontecendo. O protesto tem que ser feito e de forma veementemente DURA em cima de quem tem culpa. Os culpados são esses políticos ladrões que legisla em causa própria. Ministério público que faz vistas grossas, juizes e desembargadores, padres,postores, todos amordaçados não vejo nenhum com espírito em ajudar o seu semelhante, essa pessoal tem peso poderia protestarem juntos com a sociedade, mas não dão um passo. Não exercem cidadania. E por ai vai. Natal o país não tem culpa.

  8. Alex Dubeux disse:

    Não só Natal como também outras capitais estão passando pelo mesma situação, alguém tem que dar um grito como este para que se faça algo de futura aqui no estado, pois não podemos nem sair de casa ou chegar sem ter que ficar olhando para os lados com medo de ser abordado por bandidos. e se alguém me perguntar se o RN e um lugar bom para o turismo ele é sim, mais muito violento!

  9. Marcio disse:

    Só existe um culpado para tanto! Nossos políticos, quem cria as leis para favorecer o crime em detrimento das lotações das prisões, polícia, juízes, promotor, advogados, e outros, só cumprem o que está na lei criada pelos políticos. Enquanto o nosso maior cargo político, o chefe de governo, o governador, não se integrar com os outros poderes para destinar os recursos necessários à segurança pública, nada adianta fazer e viver de medidas paliativas. Aliás, isso os outros governos já faziam. Cobrar dos políticos e destinar as verbas necessárias e essências são a solução, sem isso vamos continuar piorando. As verbas da segurança pública são as primeiras a serem reduzidas. Nunca dão o devido valor para a importância nessa área, por isso estamos no caos. Somos o 6 país mais violento do mundo e só ganhos para aberrações como Colômbia e países da África. Quer dizer, nossos governantes gostam de conviver com isso. A primeira coisa que o PT, fez há anos atrás foi cortar uma bolsa para os policiais fazerem um cursos na rede senasp, no estado, os policiais militares vivem trabalhando dobrado por meio de diárias, fiado e muitas vezes não recebem, como no caso da copa 2014 que até agora nada. Enfim, um dia quando perceberem que em nenhum país democrático funciona sem autoridades respeitadas e qualificadas, aí saíram às ruas exigindo isso do governo e principalmente dos nossos representantes legislativos.

    • Ingenuo disse:

      Mas a bolsa foi o próprio PT quem instituiu. Sua sede de criticar o Pt é tão grande que nem percebe que antes do PT, essa bolsa não existia. Não vou entrar no mérito, mas não foi FHC quem deu a bolsa.

  10. Helio Motta disse:

    O raciocínio deve ser que se os turistas não vierem para o RN o crime vai desaparecer.
    Esse ato, e vou pensar que foi tomado sob abalo emocional ou sob crise de algum surto psiquiátrico, se assemelha a botar fogo na floresta para acabar com os cupins.
    Acho que essa moça deveria pedir desculpas o quanto antes.

  11. Taís disse:

    O Rio de Janeiro sempre foi uma cidade violenta e nunca deixou de receber milhares de turista, mesmo com a violência é mesmo a Cidade Maravilhosa, muitos aqui apoiando essa atitude com hipocrisia, pois mesmo sabendo da violência que assola várias cidades do país visitam essas cidades. Eu também quero uma cidade segura, sair de casa com segurança e andar tranquila na rua, mas não é agindo assim que se resolve o problema. Pois, não é apenas os empresários que lucram com o turismo, tem muita gente de baixa renda que precisa sustentar sua família de maneira informal, o estado também precisa dessa receita. O que ela quer, prejudicar todo o estado, "consertar" um lado e acabar com o outro? Assim como o turismo é bom para todos a criminalidade é péssima para todos e essa atitude pode até gerar mais criminalidade. A falta de turismo pode afetar financeiramente muitas pessoas e isso também é favorável para o aumento da violência, só acho.

  12. Iranilton fernandes disse:

    Eu venho aprendo que é necessário a cada dia que se passa gritar mais alto.
    E a maneira que a nossa conterrânea achou para dar esse grito foi essa, quanto maior o impacto, maior a chance de uma resposta, é difícil reunir muitos quando a dor é só nossa, e tendo essa arma nas mãos, que são as redes sociais e toda a internet, ela não perdeu tempo e eu a admiro por isso.
    Pode ser que agora tenhamos que pagar um preço financeiro com a redução do turismo, mas, o que se colherá mais tarde será de muito maior benefício, inclusive para quem a crítica, quando os números do turismo caírem alguém terá que tomar providência a esse respeito, aí eu e você que não perdemos irmãos para a crescente violência, talvez possamos continuar com nossos entes queridos ao nosso lado.
    Não conheço a moça, mas já agradeço o que ela está fazendo por minha família.
    Meus sentimentos de pesar por sua perda.

  13. Margarete Araújo disse:

    É verdade. A criminalidade está em todo o país; creio que esta jornalista não soube fazer sua matéria, ela deveria ter falado da violência de forma universal, abrangendo todo o país, sem especificar tais estados.

  14. Felipe disse:

    Campanha contra o turismo no RN ? Quanto maior o desemprego, maior a criminalidade.

  15. Angelo junior disse:

    Vamos mandar os turistas pra França, lá o clima é outro, não há violência. Gente não é atitude como esta que vai resolver o problema e a dor, da perda de um ente querido. A violência urbana tá presente em todos os centros urbanos, uns mais e outros menos, vivemos num País em que aceitamos, passivamente, a elaboração de leis que não tem o devido alcance social e assim, tem favorecido a bandidagem, a jovem que matou a turismóloga, se fosse num País sério, era pra tá presa quando ocorreu o fato sinistro, pois já era infratora contumaz quando adolescente, isso tem nome impunidade. Portanto, a questão da segurança pública perpassa pelo manto da lei, em razão do seguinte principio: "ninguém faz ou deixa de fazer alguma coisa senão em virtude de lei".

  16. Nerivan disse:

    E se os Turistas deixarem de visitar Natal a violência vai acabar se tiver essa garantia eu apoio, mas acho que vai piorar porque muita gente irá ficar desempregado, até porque as autoridades não estão nem aí eu sei que o objetivo dela é chamar atenção das autoridades p ver se o Governo toma vergonha e Tomé decisões mais rígidas contra a violência que toma conta de todo RN!

  17. Anderson disse:

    A imensa dor que corrói o peito desta jornalista, parece que também está corroendo sua racionalidade, e a mesma em uma atitude típica de vingança se volta contra o Estado e não mensura que seus atos podem prejudicar milhares de cidadãos honestos e trabalhadores, que assim como a irmã dela são vítimas de políticos inescrupulosos que só visam, seus interesses e em razão disto fizeram governos medíocres e inoperantes em todas as áreas, não somente na segurança. Essa fatura tem que ser cobrada não só de Robinson, mais também de Rosalba, Wilma, Garibaldi, Vivaldo, Zé Agripino, Fernando Freire entre outros estes sim são os verdadeiros responsáveis pelo caos no RN.
    Some-se a eles uma Polícia que precisa se modernizar e repensar seu "modus operandi", um judiciário inerte e que dó pensa em vantagens e benefícios, uma população que se acovarda e não denúncia seus criminosos e ainda tem o péssimo hábito de ser contra a sua polícia, advogados que fazem tudo por dinheiro e não teluta memo soltar seus clientes mesmo que para isso tenham que distorcer os fatos, uma imprensa parcial que adora manchetes a qualquer custo e que adora o sensacionalismo mesmo que a custas dos outros., uma criminalidade que cresce a cada dia e se moderniza em uma velocidade absurda financiada pela rentabilidade e impunidade dos seus atos.
    Ou mudamos todos, ou estamos perdidos e o mal triunfará como vem acontecendo !!!!

    • Neto disse:

      Tomara Anderson que você nunca passe pela situação que a família Mousinho passou. Não desejo isto pra ninguém. Dizer que a dor que a jornalista Andreia está passando corroeu a sua racionalidade é desumano. Deus te proteja!

    • beto costa disse:

      vc não sabe o que é perder um parente de forma vil e cruel. Foi uma recém "de menor" adulta, que já tinha sido presa que eliminou esta vida. Parem de julgar o sentimento dela..

  18. Vinícius disse:

    O Rio Grande do Norte não é um local seguro para se viver, tampouco visitar.

    Não faço campanha contra o turismo, mas também não recrimino a atitude da mulher. Digo mais, se me perguntarem, pedirem uma dica, nesse momento, eu diria: venha não. Estamos em estado de guerra civil. O governo se buliu pelo menos. Deixe ver se a poeira senta.

  19. Pinheiro Dias disse:

    Está mais que certo! O índice de violência é altíssimo e diariamente, tanto turistas brasileiros quanto estrangeiros são assaltados.
    Agora se querem bajular o governador e fingir que a segurança está Nota Dez, é outra história. Tem que cumprir o que foi dito na campanha, NADA MUDOU. NADA.

  20. Neto disse:

    Nós que moramos nesta cidade, estamos vivendo apavorados o nosso dia a dia. Tenho familiares que estão acometidos pela síndrome do pânico, que quando necessitam sair de casa, começam a tremer, suar, chorar, pois residem em bairros com altos índices de crimes, e já foram vítimas dessa violência que assola nosso estado. Estão fazendo acompanhamento médico. Não acho justo vender as lindas imagens do RN, como se aqui fosse um paraíso. Acredito que se faz necessário um trabalho efetivo para que aconteça uma redução significativa da criminalidade, e aí sim, divulgar o nosso estado para atrair turistas para cá. Concordo com a atitude da jornalista Andreia Mousinho. Os turistas precisam vir ao RN para se divirtirem e não para serem vítimas da criminalidade que impera nas terras de Poti. Quanto às pessoas que sobrevivem do turismo, com a queda do número de turistas que deixarão de nos visitar, terão uma redução nos seus lucros, mas essa situação servirá para cobrarmos ações mais eficazes dos governantes, e quando esses índices forem revertidos, teremos um turismo com mais segurança e a divulgação positiva do RN e, principalmente, mais segurança para a população potiguar. Melhor do que atrair turistas com essa insegurança reinando aqui e queimar o turismo do estado. Parabéns Andreia.

  21. Carlos Medeiros disse:

    Parabéns à jornalista. Apoio totalmente a ideia.

  22. Fabio disse:

    Apoiada. Primeiro lugar é a vida. Vivemos sitiados e acuados sem poder sair de casa e os políticos e empresários ricos andando com carros blindados e seguranças particular e nós, humanos, a mercê da violência, na mão dos bandidos.

  23. Junior pinheiro disse:

    Porque nao protestar contra os politicos que se omitem todos os dias em relação a segurança e sistema prisional e ainda em relação as leis fuleiras de nosso pais???????porque nao mudam esssas leis que só beneficia o bandido? ???

  24. Aparecida disse:

    Parabéns Andrea. Deveriam fazer levantamento de quantos turistas já foram assaltados e até mortos no RN. Recentemente li que um casal de idosos europeus foi assaltado e covarde mente agredido. Há quem tem casa na praia tá pensando em vender.

  25. joao Mendes disse:

    Concordo com ela. Infelizmente algo tem que ser feito. Se perde aqui pra ganhar ali.

  26. Azevedo disse:

    Acho que essa jornalista está prestando um desserviço à cidade onde ela reside e trabalha, porque ela não fez ou iniciou esse movimento quando da perda de pessoas de outras famílias? Essa atitude em causa própria não resolve nada, só faz prejudicar muitas famílias que tiram seu sustento do turismo. Isso é legislar em causa própria, a mesma já pode entrar para a política sebosa desse País.

  27. Fabio disse:

    Apoiada. Os turistas veem a Natal porque os vendem uma coisa e quando eles chegam aqui se deparam com outra. Estamos sitiados, sem sair de casa, com medo, acuado, devemos tornar público o que está ocorrendo em Natal, não podemos fazer nada em relação as outras cidades mas Natal é a nossa casa, aonde nascemos e criamos nossos filhos. Não visitem Natal, essa cidade é uma faixa de gaza.

  28. Marcondes Morais disse:

    Fortaleza foi considerada mais violenta do que Natal? Há alguém vítima da violência fazendo campanha contra a cidade de Forteza? Violência há em qualquer lugar. Não tem jeito. Pela lista divulgada pela ONG, percebi que figuraram várias cidades localizadas até nos Estados Unidos, fato que demonstra que nenhuma cidade é 100% segura. Compreendo a dor dessa senhora, mas a meu sentir, esse parece não ser o caminho correto para buscar melhora na segurança.

  29. paulo disse:

    BG.
    A senhora tem toda razão estamos vivendo no País uma guerra civil que em grande parte tem a IRRESPONSABILIDADE da classe politica, OMISSA , CONIVENTE e sem força nenhuma para estancar esse descalabro administrativo nas três esferas de governo. O que esta acontecendo no Brasil são MELIANTES e PELEGOS infestado em todos os órgãos públicos e não há dinheiro que chegue para sustentar essa corja ptralha e seus asseclas. Como podemos ter educação saúde,segurança quando o dinheiro ARRECADADO É farreado por um bocado de parasitas encastelados no poder?????. O cidadão Brasileiro esta vivendo ENCLAUSURADO em suas casas,aptos,etc e os BANDIDOS soltos com Leis frouxas, judiciário impotente para julgar, "direitos humanos defendendo bandidos" enfim estamos VEGETANDO em um CAOS TOTAL.

  30. Osvaldo disse:

    Primeiramente, deveria o blog e os demais "comentaristas" de plantão respeitarem o direito constitucional da cidadã (ainda que jornalista) se manifestar. Querem amordaçar o direito de expressão da referida senhora? Quantas matérias oportunistas são publicadas diariamente sem que ninguém tolha seu direito de expressão? O desabafo é dela, é lícito, e deverá ser respeitado. Qualquer cidade que vive de turismo deve investir em segurança pública. Tapar o sol com a peneira é digno do pensamento mediano desses "comentaristas" de plantão. Ao invés do trade turístico contestar o teor das declarações, deveria cobrar com pujança que o governo invista cifras vultosas na segurança. Não queremos Arena das Dunas, não queremos um aeroporto "desnecessário". Queremos andar (ir e vir sem medo de morrer). Chega de falso moralismo. Tá na hora do povo saber o que está ocorrendo aqui. Eu também aconselho que não venham a nossa Cidade enquanto o caos estiver instalado. E mais, não faço turismo no Rio de Janeiro, tampoco Recife. Ora, se utilizar da desgraça alheia em comparação e detrimento ao direito de expressão e, no mínimo, irresponsável! Antes de tentar tolher a expressão fa referida senhora (que não a conheço), sejam mais inteligentes. Péssimo exemplo desse blog!

    • bruno disse:

      Caro Osvaldo, vc deve ter lido outro post. No meu, eu não tiro nenhum minuto o direito de Andréa protestar, pelo contrário. Agora levando a reflexão sobre a forma, apenas isso, até porque também tenho esse direito. Sobre o Trade Turístico, não vi ninguém nem opinar sobre isso.

    • Graça disse:

      Concordo, e acrescento veementemente : o R.G.N se encontra em estado de guerra, a tolerância zero que deveria ser aplicada aos bandidos chegou aos cidadãos, não dá mais pra se morar aqui, quanto mais fazer turismo. Já que as autoridades não tomam as providências necessárias para coibir a fuga dos presos, e dá segurança aos seus habitantes, não vejo outra saída, a não ser usar éstá forma de apelação. Perde o Estado. Perdem os empresários, quem sabe assim, sentindo na arrecadação e no bolso, eles se unam as famílias enlutadas, e partam para uma campanha mais agressiva exigindo providências. Quanto a imagem denegrida do nosso Estado, ela já vem sendo mostrada pela mídia diariamente em todo o Brasil, e no mundo. A Internet é uma arma poderosa também, e o cidadão comum só tem a ela para recorrer. Usaremos de todas as armas para pedir socorro, diante do caos que assola a nossa terra.

  31. Alcio disse:

    Concordo com a jornalista, trabalho na área e sei q hj segurança no RN é fantasia. Todo dia acordo rezando e pedindo a Deus q nada aconteça com os meus!

  32. Fernando disse:

    Vou na linhas dos comentários dos dois Ricardos. Lamentável esse tipo de atitude, quer dizer, fudendo todo mundo por causa do protesto, ai as coisas vão ter jeito? Eu que tenho uma banca de Artesanato em Ponta Negra, qual culpa tenho da insegurança em Natal ou Brasil? Mas vou ter que pagar porque estão defendendo como protesto que Turista não venha mais a Natal? Me perdoe, perdi uma esposa numa luta contra um câncer, apesar das mortes diferentes, a dor deve ser a mesma, esse não é o caminho.
    Vamos para as ruas, fechar ruas, protestar, mas não dessa forma.
    Meu registro.

    • SURPRESO disse:

      Razão de protestar essa senhora tem, mas acaba no momento em que ela prejudica a vida de outras pessoas que vivem do turismo..".O meu direito termina, quando começa o do outro"!

  33. marcelo disse:

    Sinceramente, acho que ela tem toda razão. É muito covarde de nossa parte deixar que turistas desavisados ponham as suas vidas em risco vindo visitar uma cidade violenta e entregue aos bandidos. Principalmente os europeus e americanos que vivem em países desenvolvidos onde é praticamente impossível de alguém assaltar com arma de fogo ou branca. Eu se fosse oriundo de algum país de 1º mundo não viria ao Brasil de forma nenhuma. Lá a gente pode andar a qualquer hora portando máquina fotográfica, celular, joias ou qualquer outro bem que o risco de ser assaltado é zero. Turista não venha ao Brasil pois a sua vida aqui não vale nada.

    • souza disse:

      Melhor comentário. O turista tem o direito de saber a real situação da segurança pública no RN, para que possa decidir se quer vir ou não.

  34. Almeida disse:

    Sinceramente não acho que esteja errada. Eu já faço isto boca a boca. Natal não tem segurança alguma e é bom mesmo que caia o fluxo de turista, cai o dinheiro a entrar no estado e assim este governo toma uma medida energica.Sou uma pessoa que vivo fora do País, sofri um grande arrastão dentro de casa aí é não tenho coragem nem de visitar meus parentes. A verdade tem que ser dita.

  35. Ricardo disse:

    Em um Estado que vive essencialmente do turismo nos dias atuais, essa Senhora vem lançar uma campanha para que turistas deixem de visitar o nosso Estado? Meu Deus do céu, quanta ignorância! Se turistas deixaram de vir ao nosso Estado, pessoas ficarão desempregadas e isso com certeza fará aumentar ainda mais a criminalidade aqui. Será que tem gente que ainda compartilha ou curte uma página desta?
    E isso ainda parte de uma jornalista! A que ponto chegamos… E tem gente que ainda reclama de pessoas não formadas que trabalham na área e se dão bem. Pelo visto, os formados não demonstram essa capacidade toda para exigir dos outros um diploma não…

  36. Ricardo disse:

    Não tenho noção da dor dessa irmã, e concordo que algo deva ser feito e algum tipo de protesto também, mas é lamentável esse tipo de atitude que ela se propôs a fazer, colocando na lama o nome de uma cidade que não tem culpa pelo problema de insegurança que estamos passando.

    Cara Andréa, repense isso.

    • marcos disse:

      Deixando milhares sem empregos os roubos,assassinatos crescerao rapidamente, talvez atingindo a propria senhora, PENSE

  37. Sandro Alves disse:

    Parabéns Andréa, neste país de corruptos e ladrões, as pessoas de fora do país, precisam saber a maquiagem que existe nestes estados falidos pela corrupção. As famílias do RN, precisam mais de segurança do que turismo. Pagamos nossos impostos e caros, para ter no mínimo respeito. Ajuste a casa e depois sim, trabalhem para poder trazer alguém de outros estados para nos visitar.

    • bruno disse:

      Sandro, não discordo de se protestar. Mas não a população não tem culpa, que vive do turismo também não, é o único questionamento que faço. Abraços

Publicidade

Com parecer pela reprovação, prestação de contas de Henrique será julgada nesta terça (17)

henrique_eduardo_alves-709117A prestação de contas do ministro Henrique Eduardo Alves, referentes a campanha de 2014, quando disputou as eleições para governador do Rio Grande do Norte serão apreciadas nesta terça-feira (17) no Plenário do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Sim: amanhã.

E contra o ministro pesam as recomendações. Todo mundo que analisou as contas, recomendou a reprovação. A negativação é geral. O relator Almiro Lemos, o Setor de Contabilidade do TRE e o Ministério Público Eleitoral (MPE): todos foram unânimes em recomendar a reprovação das contas.

Dependendo das causas apontadas para a reprovação, Henrique pode cair na lei da Ficha Limpa e ficar inelegível por oito anos.

enviar comentário
Publicidade

VÍDEO: Campanha #ACOLHECUNHA do movimento Brasil Livre

Que fique claro: a patuscada do Supremo só vale para a hipótese de Eduardo Cunha mandar arquivar uma denúncia. Se ele acolher, as liminares são inócuas. Por isso,  “Acolhe, Cunha!”. Abaixo, um vídeo do Movimento Brasil Livre.

Reinaldo Azevedo – Veja

Comentários (5) enviar comentário
  1. Madson Wesley Pereira disse:

    Todo esforço para enterrar de uma vez por todas o governo bolivariano dos irmãos PeTralhas é válido. Estamos juntos… #AcolheCunha

  2. Klebão disse:

    #ACOLHE CUNHA É "MY EGG"!!!
    KKKK…

  3. Pedro disse:

    Por que vc está postando qualquer coisa desse jornalista como se fosse de gente, BG? Vc lê Veja é BG? Vc parece mais instruído que isso …

  4. melo almeida disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk…. Povinho sem senso de ridículo.

  5. Luciano disse:

    kkkkkk
    Querem impedir uma pessoa honesta pedindo a corrupto.
    Essa turma desse vídeo nao tem vergonha na cara?

Publicidade

Dilma veta financiamento privado de campanha

A presidente Dilma Rousseff sancionou, com vetos, a Lei da Reforma Eleitoral aprovada pelo Congresso Nacional. A Lei 13.165 foi publicada em edição extra do Diário Oficial que circula nesta terça-feira, 29. A presidente Dilma vetou o financiamento privado de campanha e a possibilidade de impressão dos votos da urna eletrônica, o que já era esperado.

Segundo a justificativa, enviada ao Senado Federal, o Ministério da Justiça e a Advocacia-Geral da União (AGU) manifestaram-se pelos vetos aos dispositivos relativos ao financiamento empresarial a campanhas e políticos por entenderem que “a possibilidade de doações e contribuições por pessoas jurídicas a partidos políticos e campanhas eleitorais, que seriam regulamentadas por esses dispositivos, confrontaria a igualdade política e os princípios republicano e democrático, como decidiu o Supremo Tribunal Federal – STF em sede de Ação Direita de Inconstitucionalidade (ADI 4650/DF), proposta pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil – CFOAB”. Na razão do veto, o governo lembra que o STF determinou, inclusive, que a execução dessa decisão se aplique a partir das eleições de 2016.

Com relação à impressão dos votos da urna eletrônica, os ministérios do Planejamento e da Justiça manifestaram-se contrários, lembrando que o próprio Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já se colocou contrário à medida, apontando para os altos custos da implementação. “A medida geraria um impacto aproximado de R$ 1,8 bilhão entre o investimento necessário para a aquisição de equipamentos e as despesas de custeio das eleições. Além disso, esse aumento significativo de despesas não veio acompanhado da estimativa do impacto orçamentário-financeiro, nem da comprovação de adequação orçamentária, em descumprimento do que dispõem os arts. 16 e 17 da Lei de Responsabilidade Fiscal, assim como o art. 108 da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2015.”

fonte: Estadão Conteúdo

enviar comentário
Publicidade

Secretaria de Saúde alerta para vacinação contra o HPV

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), por meio do Programa Estadual de Imunização, chama a atenção da população para a importância de se dar continuidade ao esquema vacinal contra o HPV (papilomavírus humano). Em março de 2014, o Ministério da Saúde introduziu a vacina no calendário vacinal para meninas com 11 a 13 anos de idade e neste ano, reduziu a faixa etária para 9 a 11 anos. As adolescentes desses dois grupos que já tomaram ou não a primeira dose devem comparecer às unidades básicas de saúde para receber a vacina.

A imunização contra o HPV é realizada por meio de três doses, devendo as subsequentes serem recebidas após 6 e 60 meses (cinco anos) após a primeira. Segundo o responsável técnico pelo Programa Estadual de Imunização, Fernando Jackson da Silva, a vacina contra o HPV está disponível o ano todo nos postos de saúde. Ele explica que “a vacina é quadrivalente, protegendo contra os dois principais sorotipos causadores do câncer de colo do útero”.

A imunização é a principal forma de prevenção contra esse tipo de câncer, que acomete, a cada ano, 15 mil mulheres no Brasil. Atualmente esse agravo representa a terceira causa de morte por neoplasias entre mulheres no país, gerando 5 mil óbitos ao ano. De acordo com o Ministério da Saúde, a vacina contra o HPV é altamente imunogênica, podendo variar de 97% a 99% a produção de anticorpos contra o vírus depois de completar o esquema vacinal.

enviar comentário
Publicidade

REFORMA POLÍTICA: Senado reduz limite para doação de empresas a partidos

Foto: Arquivo / Agência Senado
Foto: Artigo / Agência Senado

O plenário do Senado aprovou na noite desta quarta-feira (2), em votação simbólica, o texto-base do projeto que reduz para R$ 10 milhões o limite de doação de empresas a partidos políticos. Os senadores alteraram o texto aprovado pela Câmara, que previa um limite de R$ 20 milhões.

Os senadores ainda terão de votar as propostas de alteração a trechos do texto-base. Após a conclusão da votação, se os senadores mantiverem as alterações no texto que veio da Câmara, o projeto terá de passar por nova análise dos deputados. Na Câmara, o projeto foi aprovado como um complemento à proposta de emenda à Constituição (PEC) da reforma política.

De acordo com o texto aprovado no Senado, as empresas ficam proibidas de doar a candidatos, mas podem doar a partidos políticos. Essas doações das pessoas jurídicas para os partidos devem ser de até 2% da receita da empresa no ano anterior à doação, considerando que o valor máximo é de R$ 10 milhões.

Além disso, a proposta estabelece que cada partido pode receber doações de até 0,5% da receita da empresa doadora. Ou seja, caso a empresa opte por doar o teto de 2% da receita, o valor deverá estar diluído entre ao menos quatro siglas.

Pelo texto, as pessoas físicas podem fazer doações, a candidatos ou partidos, de um valor que seja de até 10% dos rendimentos que elas tiveram no ano anterior à eleição.

Fonte: G1

Comentários (3) enviar comentário
  1. kerginaldo disse:

    GILMAR MENDES é o PATRONO dessa causa.

  2. Ricardo disse:

    Ai está a maior porta da corrupção. O financiamento empresarial de campanhas já é sabidamente por onde entram os recursos para campanhas milionárias e tudo continuará como antes. A Empresa doa para depois receber o empréstimo com juros e correção monetária. E ninguém bate panela contra esses políticos que votam a favor de continuar esta maracutaia. Precisamos ir as ruas para lutar contra mais esta falcatrua oficializada.

  3. Vitor disse:

    Ver os políticos corruptos tentando manter as doações empresarias é muito esclarecedor.
    Esses políticos são tão corruptos que nem percebem o quanto são ridículos tentando justificar suas posições com argumentos falsos.

Publicidade

Campanha do Setembro Dourado será lançada oficialmente nesta terça-feira

A Prefeitura do Natal em parceria com a em parceria com a Casa de Apoio à Criança com Câncer Durval Paiva, o Grupo de Apoio à Criança com Câncer (GACC), o Hospital Infantil Varela Santiago e a Liga Norte Rio-grandense contra o Câncer, lança nesta terça-feira (01) a Campanha Setembro Dourado. A solenidade será realizada às 9h no Salão Nobre do palácio Felipe Camarão, sede da Prefeitura do Natal.

A campanha visa despertar a sociedade para a importância do diagnóstico precoce do câncer infanto-juvenil, que atualmente é a primeira causa de mortalidade por doença entre crianças e adolescentes de 1 a 18 anos no Brasil. Durante todo o mês de setembro serão realizadas diversas atividades em unidades de saúde e escolas do município, alertando sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer infanto-juvenil.

Está prevista a distribuição de 300 mil panfletos, 10 mil cartazes, 10 mil adesivos de carro e 1.000 adesivos de vitrine. A Prefeitura do Natal vai participar com ações desenvolvidas pelas secretarias municipais de Saúde (SMS), Educação (SME), Meio-Ambiente e Urbanismo (Semurb), Serviços Urbanos (Semsur), Comunicação (Secom) e Cultura (Secult). Monumentos como a Ponte Newton Navarro, Palácio Felipe Camarão, Viaduto da prudente de Morais, Pórtico dos Reis Magos serão iluminados com a cor amarela e seis laços dourados serão distribuídos nos corredores da cidade.

O encerramento da campanha será no Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte, com aulas de Zumba, apresentação do Balé Municipal, peça teatral, contação de histórias, show de mágico, além de oficinas de Origami e de Pintura no Rosto, Casa do Brinquedo, entre outras atrações.

enviar comentário
Publicidade

FOTO: Detran realiza blitz educativa no bairro do Tirol

IMG_0912

IMG_0913

Com o objetivo de conscientizar os motoristas sobre a importância de dirigir sem ingerir alcool, o Departamento de Trâncisot (Detran) realizou nesta quarta-feira (15) uma blitz educativa na rua Ângelo Varela, no Tirol. A iniciativa faz parte da campanha “Motorista do Bem”, do Governo do Estado.

Os fiscais realizaram testes de bafômetro e evitando que os motoristas dirigissem sob efeito de álcool. A iniciativa foi elogiada pelos próprios condutores.

A campanha educativa “Motorista do Bem” ilustra diversas situações cotidianas vividas por todos que fazem parte do trânsito, seja ele motorista, passageiro ou pedestre, e fortalece o conceito do respeito à vida, da obediência às leis de tráfego, do mérito das atitudes cidadãs e principalmente, da importância da boa conduta do motorista, tudo isso em troca da construção de um trânsito melhor para todos.

A ação aborda atitudes simples como não parar em cima da faixa de pedestre, não estacionar em vagas especiais, não beber antes de dirigir, não discutir no trânsito, respeitar o pedestre e o ciclista, e acima de tudo cativar o respeito, a paciência e a prudência, que podem tornar o dia a dia no tráfego urbano ou rodoviário seguro e menos estressante.

Comentários (2) enviar comentário
  1. SILVA disse:

    Estão de Parabéns o DETRAN e o Gov. do RN, ótima iniciativa, os motoristas, pedestres e ciclistas agradecem. Todavia, as pessoas que fazem caminhada, cooper e pedalam na Rota do Sol querem saber quando o Sr. Gov. Robinson vai mandar instalar radares e lombadas eletrônicas naquela rodovia…pois por falta de opção vários cidadãos que pagam seus impostos se arriscam praticando exercícios lá. A família e dezenas de amigos do ciclista que morreu atropelado lá neste ano querem saber…!!! SE FOSSE UM FILHO DE UM POLÍTICO, JUIZ OU DESEMBARGADOR PROVIDÊNCIAS JÁ TERIAM SIDO TOMADAS!!!

  2. SILVA disse:

    Estão de Parabéns o DETRAN e o Gov. do RN, ótima iniciativa, os motoristas, pedestres e ciclistas agradecem. Todavia, as pessoas que fazem caminhada, cooper e pedalam na Rota do Sol querem saber quando o Sr. Gov. Robinson vai mandar instalar radares e lombadas eletrônicas naquela rodovia…pois por falta de opção vários cidadãos que pagam seus imposto se arriscam praticando exercícios lá. A família e dezenas de amigos do ciclista que morreu atropelado lá neste ano querem saber…!!!

Publicidade

Campanha da Prefeitura do Natal com STTU vai orientar motoristas sobre o modo correto de estacionar

21752Acredite, muito motorista ainda para de forma irregular nos estacionamentos da cidade. E para orientar esses condutores, a Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), realizará campanha sobre o modo correto de parar o veículo.

As primeiras peças publicitárias já podem ser conferidas na página da Prefeitura do Natal no Facebook. O endereço é facebook.com/prefeitura do Natal.

A perspectiva é que a campanha deve ganhar as ruas da cidade nos próximos meses com os educadores de trânsito da STTU. Por hora, o órgão aguarda a chegada do material impresso para depois iniciar as ações educativas nos principais corredores da cidade.

Comentários (4) enviar comentário
  1. Leonardo Gomes disse:

    Seria muito bom se os problemas no transito de Natal fossem apenas de como estacionar corretamente!!! Mas tem que "ensinar" também: De quem é a preferencia nas rotatórias, qual a faixa de velocidade e a lenta, a não usar a luz alta atras ou ao cruzar com outro veiculo, ligar a seta antes de trocar de faixa, etc, etc, etc……..Enfim, nunca vi piores motoristas.

  2. Carvalho disse:

    Se a pessoa recebe uma habilitação e não sabe o modo correto de estacionar o veículo e nem sabe utilizar a rotatória, é sinal que esse motorista não deveria nem ter recebido a carteira de habilitação.
    Nessa situação, verificamos que o ensino da autoescola foi precário.
    Já com relação aos motoristas veteranos, é indicativo que deve haver reciclagem em autoescolas.
    Com relação as autoescolas, se esta ensinou precariamente o motorista iniciante será que terá condições de reciclar o motorista veterano?

  3. Guilherme disse:

    Perfeito, Antoino.

  4. Antonio disse:

    Tem que fazer mais campanhas sobre uso das rotatórias. O povo ainda não aprendeu que a preferência é de quem tá dentro da rotatória.

Publicidade