Publicidade

Órgãos de segurança definem plano de operações para manifestação desta quinta-feira em Natal

Reunião GGI 2O Gabinete de Gestão Integrado Estadual (GGI-E), composto por órgãos da segurança pública das esferas municipal, estadual e federal, além de outras instituições, definiu em reuniu na tarde desta quarta-feira (30), na sede da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), o plano de operações a ser executado para garantir que a manifestação social desta sexta-feira (31), em Natal, transcorra mais uma vez de forma pacífica e ordeira, semelhante a ocorrida no dia 18 deste mês.

Desta vez, a concentração dos participantes está marcada para às 16h, e ocorrerá novamente no cruzamento das avenidas Salgado Filho e Bernardo Vieira. A partir das 16h30 os manifestantes seguirão a pé, em deslocamento no contra fluxo da Avenida Salgado Filho e ocuparão a marginal e a via principal da BR 101 (sentido Parnamirim/Natal) até a praça do Bairro Mirassol. No primeiro protesto apenas a marginal foi ocupada. O encerramento está previsto para às 19h.

Cerca de 550 profissionais, entre agentes de segurança pública (Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Itep, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal e Guarda Municipal), trânsito, entre outros órgãos, está sendo disponibilizado pelos governos Federal, Estadual e Municipal especialmente para o evento em Natal. A previsão inicial dos organizadores é de que 15 mil pessoas participem da manifestação.
A recomendação do GGI-E é para que condutores de veículos evitem trafegar no trecho da manifestação a partir das 15h, quando uma das vias, sentido Parnamirim/Natal será interditada.

A Polícia Rodoviária Federal orienta os condutores que necessitarem deslocar neste sentido que busquem recorrerem a vias paralelas, como o prolongamento da Prudente de Morais (entrado pelo Conjunto Cidade Satélite), Avenida Integração (retornando pelo viaduto de Ponta Negra) ou pelas rotas do Campus Universitário (entrado pela Avenida Eng. Roberto Freire). Por uma questão de segurança não será permitida o acúmulo de pessoas nas passarelas sobre o trecho do percurso.

A Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito Urbano (STTU) reforça a recomendação da PRF, já que uma das vias da Avenida Salgado Filho estará interditada, orientando os condutores a seguirem pelas avenidas São José, Jaguarari, Rui Barbosa e Prudente de Morais e também a Via Costeira.

A Polícia Civil atuará com uma Delegacia Móvel, que permanecerá nas proximidades do posto de gasolina existente no bairro do Mirassol, completa com delegados, agentes e escrivães. Além disso, equipes extras da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deicor) e profissionais velados do serviço de inteligência estarão circulando no evento. O funcionamento das delegacias de plantão Zona Norte e Sul ocorrerá normalmente. Ao todo, a Polícia Civil contará com 30 policiais envolvidos na operação.

A Polícia Militar e os Bombeiros contarão com diversas unidades operacionais distribuídas em pontos estratégicos do percurso. Somente a PM estará com um efetivo de 450 policiais, sendo deste total, 80 do Comando de Policia Rodoviária Estadual (CPRE) e os demais do Comando de Policiamento Metropolitano. Barreiras policiais serão montadas em todo o perímetro do evento, onde ocorrerão abordagens a veículos e pessoas em atitude suspeita.

Policiais também serão distribuídos a pé e veículos durante todo o percurso para garantir a segurança dos participantes, bem como do público que circulará pelo trajeto. Já os bombeiros atuarão com cerca de 20 militares especializados no atendimento pré-hospitalar e combate a incêndio que caminharão junto com os participantes oferecendo o atendimento necessário. Além disso, a tropa se manterá de sobreaviso para qualquer necessidade de acionamento imediato.

O Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (CIOSP) irá disponibilizar uma Plataforma de Observação Elevada (POE) que estará transmitindo imagens em tempo real para o Centro de Comando e Controle Móvel onde estarão os comandantes das unidades operacionais.
O Gabinete de Gestão Integrada Estadual (GGI-E) será ativado a partir das 14 horas, na sede da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) visando facilitar a comunicação entre os órgãos envolvidos na operação e a imprensa.

Comentários (3) enviar comentário
  1. Nice disse:

    Interessante que se monta todo um aparato pra ficar resguardando esses sem futuro no meio da rua, e enquanto isso, a MAIORIA DA POPULAÇÃO fica a mercê dos bandidos….É um absurdo, que a população não mereça diariamente um PLANO DE SEGURANÇA para podermos ter a certeza de que não seremos, assaltados, ou até mesmo não ter nosso retorno para nossas casas!!!! Q GOVERNO É ESSE!!!!

  2. Paulo disse:

    Essa turma da mortadela e 30 reais só da trabalho ao poder publico, e a população faz no dia de semana para causar transito e transtorno a população.

  3. caio fabio disse:

    Esses pelegos defensores dos PTralhas deviam arranjar uma lavagem de roupa ao invés de perturbar o direito de ir e vir dos que trabalham

Publicidade

Censo Previdenciário: 40% dos servidores da primeira etapa se recadastraram

Iniciado há menos de um mês, o Censo Cadastral Previdenciário do Rio Grande do Norte recadastrou aproximadamente 40% dos servidores ativos lotados em Natal e São Gonçalo do Amarante previstos para a primeira etapa. Esses servidores devem se recadastrar até o próximo dia 11 de dezembro de 2015. A atualização dos dados é obrigatória e realizada de forma presencial. Os recenseadores estão atendendo, em média, 750 servidores diariamente e a tendência é aumentar nos próximos dias.

O Censo Cadastral Previdenciário é uma iniciativa integrante do Programa de Apoio à Modernização da Gestão do Sistema de Previdência Social (Proprev) – segunda fase – do Ministério da Previdência Social, destinado a estados e municípios. A iniciativa é uma do Governo do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria da Administração e dos Recursos Humanos (Searh) e do Instituto de Previdência dos Servidores Estaduais (Ipern), em parceria com o MPS e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

O Governo convocou aproximadamente 99 mil servidores para o recadastramento. No RN, o censo está sendo executado pela Webtech Softwares e Serviços.

Para realizar a atualização dos dados, o servidor deve comparecer na data, horário e local definidos na sua página de convocação, disponível em www.melhorparavoce.rn.gov.br, munido da documentação necessária (original ou cópia autenticada), sem esquecer os documentos dos dependentes. No caso de dependentes menores que não possuam CPF, a emissão do documento pode ser efetuada nos locais de atendimento da capital e São Gonçalo do Amarante. Toda a documentação necessária para o recadastramento pode ser acessada em http://www.melhorparavoce.rn.gov.br/docs/documentacao-necessaria-censo-2015.pdf.

Caso o servidor não possa comparecer no dia estabelecido, é possível remarcar no site outra data ou tentar um encaixe no atendimento, que acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na Searh e na Escola de Governo Cardeal Dom Eugênio de Sales (EGRN), no Centro Administrativo.

A partir do dia 14 de dezembro até 5 de fevereiro de 2016, acontece o recadastramento dos servidores aposentados e pensionistas residentes em Natal e São Gonçalo do Amarante. Quem não atualizar os dados dentro do prazo terá o pagamento de sua remuneração ou provento bloqueado no mês seguinte ao fim da ação, ficando a liberação condicionada à realização do censo.

Servidores ativos, aposentados e pensionistas, lotados e residentes no interior do Estado devem realizar o realizar o recadastramento entre 15 de fevereiro e 11 de março de 2016.

Comentários (3) enviar comentário
  1. FRASQUEIRINO disse:

    ATE AGORA NAO FOI DIVULGADO COMO FARÃO O CENSO PREVUDENCIARIO OS APOSENTADOS E PENSIONISTAS QUE NAO RESIDEM NO RIO GRANDE DO NORTE.
    TAMBEM NAO FOI ESCLARECIDA A
    SITUAÇÃO DOS FUNCIONARIOS CEDIDOS A OUTROS ORGAOS DE GOVERNO QUE TRABALHAM FORA DO RIO GRANDE DO NORTE.
    NAO ME DIGAM QUE VAO EXIGIR QUE ESSAS PESSOAS TERAO QUE VIR A NATAL PARA REALIZAR ESSE CENSO!

  2. Val Lima disse:

    Esse censo vai encontrar alguns esqueletos
    …pode aguardar…..

  3. Luciana Morais Gama disse:

    Quando é que vai ter o RECADASTRAMENTO DE CONTRIBUINTES?? NUNCA! Pois o Estado sabe de tudo da vida dos contribuintes, agora a dele, como funcionários, veículos, quanto gasta de telefones, aluguel de carros, imóveis, etc, não sabe nada.

Publicidade

Sesap assume gestão e garante pagamento de servidores do Hospital de Currais Novos

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) já assumiu de forma plena, irrestrita e intransferível, a administração do Hospital Regional Mariano Coelho, em Currais Novos, antes vinculada à Fundação Padre João Maria, que está sob investigação do Ministério Público, devido a indícios de irregularidades na aplicação de verbas públicas. No último dia 02, uma equipe da COHUR esteve no hospital para iniciar o processo de transição, ocasião em que se reuniu com o corpo clínico, tanto com médicos concursados quanto aqueles contratados.

A equipe anunciou aos médicos que, para não haver prejuízo do atendimento ao público, manterá o pagamento dos profissionais através de contrato com pessoa física ou por meio de uma cooperativa. Na reunião, ficou acordado o cumprimento da escala dos servidores e complementação por plantões. Na próxima quinta-feira, a Sesap estará recebendo a documentação de todos os profissionais para assinatura do contrato.

A partir de agora, também, os recursos repassados pelo Fundo Nacional de Saúde e pelo Fundo Municipal de Saúde de Currais Novos serão transferidos, diretamente, ao Fundo Estadual de Saúde, cabendo à Sesap a prestação de contas, referente à produção hospitalar, bem como toda a transparência exigida pela administração pública. Com relação ao atendimento, o município se negou em assumir parte da porta de entrada da unidade, restando ao Estado referenciar a porta que agora só recebe pacientes graves, não fazendo mais atendimento de baixa complexidade.

Apesar do hospital ser considerado pela Sesap como uma das melhores unidades da Rede Estadual, no se refere à estrutura física e conservação, vinha descumprindo a legislação que garante assistência à saúde gratuita para a população, funcionando com dupla porta de entrada. Administrado pela Fundação Padre João Maria, entidade da Diocese de Caicó, o hospital recebia pacientes do SUS e de convênios (iniciativa privada), sendo objeto de auditoria realizada pela atual gestão da Sesap que motivou o início das investigações do Ministério Público e Judiciário.

enviar comentário
Publicidade

Estado assume a gestão do Hospital da Mulher em Mossoró

O Hospital da Mulher Parteira Maria Correia, em Mossoró, passa a ser oficialmente da gestão do governo estadual nesta terça-feira (29). Após um período de intervenção judicial, que começou em 8 de abril deste ano e se encerrou na última segunda-feira (28), a unidade hospitalar, que agora será administrada pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), mantém a continuidade dos serviços prestados sem prejuízos à comunidade.

Para isso, a Sesap tomou uma série de medidas como a convocação, em agosto, de 221 aprovados no concurso público de 2010 para trabalhar na unidade hospitalar, além da renovação dos contratos de especialidades médicas não contempladas no concurso, bem como de serviços terceirizados responsáveis pela higienização, manutenção, segurança, entre outros. Os demais profissionais necessários para os serviços administrativos estão sendo remanejados de outras unidades.

“Os serviços de pediatria, anestesiologia e intensivistas para atuar na UTI adulto e em parte da obstetrícia serão terceirizados porque não há, nos quadros do Estado, médicos para preencherem esses plantões. Também estamos comprando todo o equipamento de cozinha, de laboratório e também um carro para os serviços administrativos”, explicou Inavan Silveira, diretor geral do Hospital da Mulher.

Inaugurado em março de 2012, o hospital é referência no atendimento materno-infantil nas regiões Oeste e Vale do Açu, com uma média de 400 procedimentos por mês, entre eles, quase 300 partos. Segundo Inavan Silveira, que também administrou o hospital durante a intervenção, foram inúmeros os benefícios conquistados neste período. “Houve uma economia de R$ 7 milhões de reais para os cofres públicos, além da revitalização da estrutura física e de equipamentos da unidade materno-infantil”, disse.

Atualmente o hospital dispõe de 09 leitos de UTI Adulto, 10 leitos de UTI neonatal, além de 33 leitos de internamento e duas salas de cirurgias.

Comentário (1) enviar comentário
  1. sos saude disse:

    Os pré-históricos da psiquiatria fazem da casa de saúde natal o seu quartel general.

Publicidade

Empresa divulga índice de gestão dos clubes brasileiros em 2012

A PLURI Consultoria criou, em 2011, um índice para medir a eficiência dos clubes na gestão do futebol, o IPEG – Índice PLURI de eficiência na Gestão. O índice consiste na medição dos resultados esportivos das equipes, em relação ao tamanho do investimento feito com o futebol.

A primeira edição do IPEG foi publicada em 2011, e apontou o Vasco como o campeão. O clube carioca, apesar de um orçamento relativamente modesto (R$ 79 milhões), o 11º do país se comparado com os dos demais clubes brasileiros, foi Campeão da Copa do Brasil, vice do Brasileiro e 3º colocado na Copa Sul Americana.

Em 2012, diante das conquistas importantes (Libertadores; Mundial Interclubes e 6º no Brasileiro), o Corinthians foi o campeão. Com um orçamento milonário (R$ 233 milhões), o Timão obteve o índice de 1,74. A grande surpresa ficou por conta do Coritiba, que ocupou a segunda colocação. No ano passado, O clube paranaense destinou ao seu departamento de futebol um orçamento bem abaixo dos padrões dos principais clubes brasileiros. Com um orçamento de R$ 59 milhões, o Coxa obteve um índice PLURI de 1,44.

O clube carioca melhor colocado na medição feita pela PLURI em 2012 foi o Vasco da Gama, que aparece na lista ocupando a 13ª posição. Quinto colocado na classificação geral do Campeonato Brasileiro do ano passado, o clube cruz-maltino revelou um orçamento de R$ 92 milhões, registrando um índice  de 0,27. Atrás do Vasco, surge o Botafogo, com um índice de 0,25, e que o fez ocupar a 14ª colocação, com um investimento de R$ 98 milhões.

A julgar pelos recentes resultados, o Cruzerio deste ano é bem diferente do time do ano passado. Líder do Brasileirão com 59 pontos – a dez rodadas do término da competição -, o time comandado pelo técnico Marcelo Oliveira teve um desempenho bem mais modesto em 2012. Nono colocado no Brasileirão de 2012, a Raposa registrou um orçamento de R$ 99 milhões. Número que, de acordo com o estudo da PLURI, deixou o clube mineiro em 18º lugar no ranking, com um índice de 0,05.

Lance

enviar comentário
Publicidade

Desaprovação de Micarla atinge marca recorde de 94.33% dos natalenses

A prefeita Micarla de Sousa sempre esteve com grandes índices de reprovação nas pesquisas divulgadas até hoje. Essa reprovação nos últimos meses sempre esteve margeando os 90%, agora, atinge uma nova marca recorde.

De acordo com a pesquisa de opinião do instituto Consult, encomendada pelo Blog do BG em parceria com a rádio 98 FM e o vespertino O Jornal de Hoje, 94.33% dos natalenses desaprova a gestão da Borboleta. A pergunta feita pelos entrevistadores era simples: “De uma maneira geral, o(a) sr.(a) (você) aprova ou desaprova a administração da prefeita Micarla de Sousa, para Natal?”. Apenas 3.28% dos entrevistados disseram aprovar. Do total, 2.39 afirmaram não ter uma opinião formada sobre a gestão verde.

Essa é a primeira pesquisa feita em Natal, desde o início do processo eleitoral, com 1800 entrevistas. Um número que garante uma margem de erro de apenas 2,1% para mais ou para menos com grau de confiabilidade de 95%. É a mais completa. As entrevistas da pesquisa, registrada na Justiça Eleitoral sob o número de protocolo 077/2012, foram feitas entre os dias 1 e 4 de setembro.

Confira o gráfico da avaliação da gestão de Micarla:

enviar comentário
Publicidade

Rogério Marinho: “Omissão da Prefeitura é um crime contra Natal”

No seu quarto programa na propaganda eleitoral gratuita na TV, o candidato a prefeito de Natal Rogério Marinho (PSDB) deu foco a violência urbana, destacando o problema das drogas que envolve centenas de crianças e adolescentes em Natal. O vídeo conta com depoimentos de várias mães cobre a realidade de um viciado em drogas e o sofrimento dos familiares.

“Em dez anos, Natal conquistou o indesejável posto de capital brasileira onde mais cresceram os assassinatos de crianças e adolescentes. Um aumento de 837%. Tanta violência tem relação com as drogas, principalmente com o crack, bem como o despreparo do poder público, inclusive da Prefeitura de Natal”, disse.

De acordo com o candidato, a cidade se tornou refém de um grave problema de segurança pública. Durante o programa, Rogério apresenta propostas que serão cumpridas caso seja eleito prefeito de Natal, como o projeto Renascer, criando uma rede para tratar dependentes químicos que terá como foco o apoio família.

“A omissão é um crime contra o futuro de Natal. Vamos acabar com essa postura omissa da Prefeitura, unir esforços, juntar poder público e sociedade civil, fazer parcerias para vencer essa luta e garantir o futuro da juventude”, afirmou.

Além de disponibilizar equipes com médicos e psicólogos, o projeto Renascer terá o apoio dos postos de saúde, de equipes do PSF e dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). Os dependentes serão tratados em clínicas existentes e em centros a serem implantados nas zonas Norte e Oeste.

enviar comentário
Publicidade

Prefeitura não paga aluguel da PGM há oito meses; dívida já chega a R$ 160 mil

O próximo prefeito de Natal pode ir se preparando, desde já, para assumir uma verdadeira bomba relógio. As contas da Prefeitura de Natal estão de mal a pior. O BG já noticiou o caso do atraso nos pagamentos de 13º salário dos servidores. Agora, a mais nova que chega a este blog que vos escreve é que a Prefeitura está devendo até o aluguel do prédio da Procuradoria Geral do Município (PGM), aquele ali na rua Mossoró, há oito meses. Isso mesmo desde o começo do ano que o proprietário do imóvel não recebe um tostão sequer.

O aluguel do prédio onde funciona a PGM custa mensalmente aos cofres públicos a bagatela de R$ 20 mil. Para o tamanho do prédio e pela localização está até barato, mas considerando os oito meses de atraso, temos uma dívida de R$ 160 mil com um particular apenas. Mas calma! O problema não é apenas a dívida.

O BG também foi informado que o dono do imóvel com toda a razão já deu entrada em uma ação de despejo contra a Prefeitura de Natal para retirar a Procuradoria de lá. Ou seja, vai tramitar na Justiça e não vai ser resolvido até o final do ano. Vai sobrar dívidas, problemas de instalação e problemas judiciais para o próximo gestor.

Para onde iria a PGM? Onde está o dinheiro de Natal? Porque o aluguel não foi pago? Só Deus e a equipe da Prefeitura é quem sabem. Essa reta final da gestão da prefeita Micarla de Sousa está a todo vapor.

Pra que não sabe…

A Procuradoria Geral do Município do Natal tem como objetivo promover a representação judicial do Município e, na área de sua atuação, a representação extrajudicial. Promover a inscrição da Dívida Ativa, assessorar a Prefeita Municipal, o(a) Vice-Prefeito(a), os Secretários Municipais e demais titulares de órgãos do Município, exercendo a função de órgão central de Consultoria Jurídica do Município, com objetivo principal de velar pela legalidade dos atos da Administração Municipal.

enviar comentário
Publicidade

Hermano Morais critica gestões anteriores: "O que observamos é o retrato da incompetência"

Gerir o sistema de limpeza urbana com eficiência depende de profissionalização da gestão. Hermano Morais, tem experiência administrativa e um plano estratégio eficiente para dar um novo rumo ao setor. Em visita à usina Recicla, nesta segunda (06), ele se reuniu com quase 100 colaboradores da empresa e se comprometeu em dar incentivos e regulamentar a atividade.

“O que observamos ao longo dos últimos vinte anos é o retrato da incompetência.  O quadro caótico da cidade é resultado da junção de três fatores: má gestão, pouca transparência na utilização dos recursos e fragilidade técnica. Temos a solução para isso”, ressalta.

O candidato da coligação Natal Merece Respeito, se refere ao equilíbrio entre receitas e despesas e de uma auditoria que revise os contratos firmados pela Companhia de Serviços Urbanos (Urbana) com as prestadoras de serviço. Isso sem falar na coleta seletiva, que na gestão de Hermano será ampliada para todos os bairros da cidade. Hoje, Natal só recicla 1,5% daquilo que recolhe. A usina Recicla, transforma 400 toneladas de alumínio, ferro e cabos elétricos em peças automotivas e utensílios para cozinha. “A gente poderia ajudar muito mais na reciclagem do lixo de Natal se a prefeitura tratasse o assunto com mais responsabilidade”,  frisa o empresário, Etelvino Patrício.

enviar comentário
Publicidade

Desaprovação a gestão de Micarla bate recorde, 91% da população desaprovam

Mesmo com esses números de desaprovação da sua gestão o séquito da Prefeita alimentam a própria a ser candidata, segundo dizem, o percentual de pessoas que ainda não tem candidato podem migrar para a Borboleta levando a sua candidatura ao um eventual segundo turno. Segue mais números da pesquisa Certus/Nominuto:

O natalense não dá trégua a Micarla de Sousa (PV). A pesquisa Certus/Nominuto aponta que 91,44% dos entrevistados desaprovam a prefeita de Natal. Apenas 5,71% aprovam e 2,57% não souberam responder. Nenhuma resposta totalizou 0,29%.

Em abril passado, a desaprovação de Micarla batia a casa dos 88,16%.

Segundo a Certus/Nominuto, 69,04% dos natalense avaliam a administração da prefeita Micarla de Sousa como péssima. Outros 13,98% a consideram ruim; 11,70% acham regular; e apenas 3,28% consideram boa e 0,86% ótima.

1% não soube responder e nenhuma resposta registrou 0,14%.

Arte: Nominuto.com
Coleta de dados foi feita entre os dias 2 e 3 de junho nas quatro zonas da capital.

Foram realizadas 701 entrevistas domiciliares, em áreas selecionadas por bairros, estratificadas por sexo, idade, grau de instrução, renda e zona.

A coleta de dados foi feita entre os dias 2 e 3 de junho nas quatro zonas da capital. A pesquisa foi registrada no TRE com o nº de protocolo RN-00019/2012.

enviar comentário
Publicidade

Camila Cascudo é a nova Presidente da Capitania das Artes

Está no Diário Oficial de hoje a exoneração de Roberto Lima e a nomeação de Camila Cascudo para presidente da Funcarte. O que fazer em 8 meses? Só Deus sabe. Um desastre a gestão da cultura da cidade nos últimos 3 anos e 4 meses. DESASTRE. Com as nomeações de Wilker na Procuradoria e Camila Cascudo hoje no DOM já são mais de 65 mudanças no 1º escalão da gestão de Micarla em 40 meses:

 

 

enviar comentário
Publicidade

Hermano considera preocupante a gestão fiscal dos municípios do Estado

O deputado Hermano Morais – PMDB considerou hoje que a situação dos municípios do Rio Grande do Norte é sofrível, senão preocupante e longe de uma boa gestão de suas finanças. Segundo ele, de acordo com o Índice Firjan de Gestão Fiscal, 91,6% das 156 cidades do Estado avaliadas foram classificadas como tendo gestão de dificuldade ou crítica, com relação à eficiência orçamentária.

“No ponto de vista fiscal nós estamos atrasando o desenvolvimento do Rio Grande do Norte. Apenas 13 municípios tem uma gestão fiscal considerada como “boa” no índice Firjan e nenhum tem excelência.. O levantamento, que é feito tecnicamente pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro, mostra que só dois municípios – Viçosa e Almino Afonso – estão entre os 500 mais bem avaliados do País e que 34 estão entre os 500 piores, num levantamento que atingiu 5.266 municípios brasileiros”, afirmou.

O deputado comentou ainda que Natal está entre as três piores gestões fiscais, colocada em 24º entre as capitais brasileiras, ficando na frente apenas de Macapá e Cuiabá. No ranking estadual Natal está na 64ª posição.

“Os índices apurados por esse levantamento nos municípios do Rio Grande do Norte é uma preocupação que tem reflexo no plano estadual. Temos que ter cuidados para recuperar a capacidade de investimento dos nossos municípios. Alguns gestores tem tido esse cuidado com uma boa administração fiscal, mas os índices são preocupantes”, concluiu.

enviar comentário
Publicidade