Publicidade

“Torcedor que sentir prejudicado tem o direito de ingressar com ação”, destaca magistrado

unnamed (1)O coordenador do Juizado do Torcedor, juiz Agenor Fernandes, realizou na tarde de hoje (7), no Complexo Judiciário, uma reunião com representantes de clubes de futebol, Ministério Público, Polícia Militar, e do consórcio responsável pela Arena das Dunas para discutir o acesso dos torcedores ao local em dia de jogos. O magistrado destacou que o torcedor que se sentir prejudicado tem o direito de ingressar com ação judicial. Uma das decisões resultantes da reunião é que será informado à Arena das Dunas, Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal, o número de torcedores de acordo com a quantidade de ingressos que os clubes coloquem à venda.

O objetivo do juiz Agenor Fernandes é evitar transtornos nos próximos jogos. Por isso, está ouvindo todas as partes responsáveis – incluindo os clubes América, ABC, Globo e Alecrim. Ele destacou que está é a primeira reunião e outras devem acontecer. Um dos temas a serem definidos, após estudos e apresentação de propostas pelas partes, é a melhoria na saída dos estacionamentos interno e externo do estádio. A Arena deverá garantir uma melhor distribuição dos torcedores pelos portões de entrada da praça esportiva. A medida poderá evitar grandes filas.

A reunião foi marcada após torcedores relatarem problemas com ingressos, passagem nas catracas e demora para conseguirem entrar na praça esportiva. Foram relatados vários casos de torcedores que somente conseguiram entrar na Arena depois do jogo iniciado e com o primeiro tempo bem adiantado. Outros problemas foram relatados em relação a demora dos proprietários de veículos e suas famílias em sair do estacionamento do estádio.

“A segurança do torcedor é de interesse público”, enfatiza Agenor Fernandes. Durante a reunião, foi definido que os portões deverão ser abertos duas horas antes dos jogos, na Arena das Dunas. Apesar desta antecedência, foi apontado que boa parte dos torcedores chegam ao estádio por volta de 15 minutos antes das partidas.

Sugestões

O consórcio Arena das Dunas e a PM sugerem soluções para a questão, no sentido de melhorar a orientação aos torcedores e garantia da segurança do público. A Polícia Rodoviária Federal destacou a experiência colocada em prática durante a Copa do Mundo.

A preocupação das autoridades de segurança é com a saída dos torcedores do estádio após os jogos. O juiz Agenor Fernandes lembrou que qualquer problema ocorrido na área externa do estádio deve ser comunicado oficialmente ao Juizado do Torcedor.

Membros da imprensa presentes a reunião falaram sobre a preocupação com a demora na evacuação do estacionamento interno. Nessa questão, o consórcio Arena das Dunas destaca que prioridade é para a saída dos pedestres, mas sugeriu a presença de agente de trânsito para auxiliar a saída de veículos pela avenida Prudente de Morais.
O América solicitou à Arena que o Portão O seja específico para o acesso de sócios torcedores. Também foi definido que torcedores poderão ingressar na Arena com camisas de seleções.

A Arena das Dunas, a PM e os clubes poderão pedir o funcionamento do Juizado do Torcedor em jogos. Os pedidos serão analisados pelo Juizado e devem ser feitos com dez dias de antecedência. O Juizado também poderá funcionar em outros tipos de eventos, que não só o futebol.

No sentido de melhorar a prestação jurisdicional, o Juizado do Torcedor irá manter contato com congêneres de São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco para troca de experiências.

enviar comentário
Publicidade

[VÍDEO] Polícia Rodoviária Federal apreende quase 60 quilos de maconha na BR-101

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), em uma operação conjunta com a Secretaria Estadual de Tributação (SET), aprendeu na tarde de segunda-feira (26), no km 174 da BR 101, no posto de fiscalização da divisa RN/PB, em Canguaretama, cerca de 57 kg de maconha prensada.

A droga foi encontrada em caixas de papelão, no porta malas de um ônibus que fazia a linha de São Paulo para Natal. O que chamou a atenção dos policiais foi o forte cheiro de naftalina exalado do compartimento de bagagens do ônibus.

O entorpecente estava na posse de um adolescente de 17 anos, natural de Barueri/SP. Segundo o jovem, a droga seria entregue a um desconhecido na estação rodoviária de Natal e que receberia a quantia de três mil reais pelo transporte. Ocorrência encaminhada à Delegacia de Plantão zona sul de Natal.

IMG_2737

enviar comentário
Publicidade

PRF e Tributação fazem nova operação de combate à sonegação

Auditores Fiscais da Secretaria Estadual da Tributação (SET), com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), estão realizando nesta quarta-feira (26) mais uma etapa da operação Fronteira Legal. O objetivo é combater a circulação de mercadorias em trânsito pelo Rio Grande do Norte sem notas fiscais e o devido recolhimento dos impostos.

Esta é a quarta etapa da Operação que busca localizar mercadorias que entram no Estado de forma irregular, desacompanhadas de notas fiscais e sem pagar o ICMS. A circulação clandestina provoca prejuízos financeiros aos cofres públicos e ainda representa concorrência desleal à indústria e o comércio local que pagam regularmente seus impostos e geram empregos e renda ao RN.

“Um dos nossos pontos de fiscalização é a BR 101, divisa com a Paraíba. Foram cerca de 6 Policiais Rodoviários Federais nesse trecho do Posto de Fiscalização de Caraú, das 6h às 16h, auxiliando o trabalho dos auditores nas abordagens aos veículos”, disse o inspetor Roberto Cabral.

A Operação Fronteira Legal já foi realizada em cinco municípios do RN: Natal, Mossoró, Caicó, Nova Cruz e Pau dos Ferros. As principais mercadorias encontradas nas abordagens foram confecções, alimentos, combustíveis, bebidas e material de construção.

Nas operações anteriores, o Fisco conseguiu recuperar mais de R$ 1,5 milhão em impostos sonegados, lavrar 329 Termos de Apreensão de Mercadorias e abordar mais de 3 mil veículos.

“Quando o veículo de carga ou de passeio é parado e é constatada a irregularidade, é feito um TAM (Termo de Apreensão de Mercadoria) e emitido um DARE (Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais) onde é cobrado o imposto devido de 17%, referente ao valor do produto, e mais 30% da multa. Veículo e mercadoria só podem ser liberados com o devido pagamento da guia”, explicou o secretário de Tributação André Horta.

A Operação Fronteira Legal, com a fiscalização móvel nas rodovias, é uma estratégia de atuação do Fisco em decorrência do fechamento de 16 postos fiscais fixos que antes funcionavam nas principais entradas do Estado. Com as ações, os auditores pretendem também formar um cadastro de atuações e apreensões para alimentar o banco de dados da SET, com informações detalhadas dos contribuintes, para possibilitar o cruzamento de informações sobre mercadorias em circulação, principais pontos de rota e autores envolvidos.

enviar comentário
Publicidade

Deputados se solidarizam com Carlos Augusto no episódio da agressão policial

Todos os parlamentares que apartearam o pronunciamento do deputado Carlos Augusto Maia (PT do B) demonstraram sua solidariedade e indignação com relação ao recente episódio em que foi abordado por agentes da Polícia Rodoviária Federal. A deputada Márcia Maia (PSB) foi a primeira a se pronunciar na sessão desta quarta-feira (5).

“Minha solidariedade é principalmente com o ser humano, com o cidadão. Indignação com o cidadão de bem, o jovem que procura desempenhar bem as suas funções. Foi uma tremenda injustiça o que nós vimos”, disse Márcia. Na avaliação do presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira (PMDB), essa foi a prova cabal do despreparo de servidores públicos no uso de sua autoridade contra um cidadão de bem. “Não só a sua palavra merece toda a credibilidade da Assembleia, mas os autos da delegacia de policia de Caicó registram que o cidadão Carlos Augusto foi vítima de violência física e moral, pela truculência dos policiais”, disse.

O presidente afirmou que a Mesa Diretora não hesitará no uso de suas prerrogativas institucionais e legais em defesa dos seus membros e tomará todas as medidas jurídicas necessárias para esclarecer o caso e afastar a impunidade. https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/images/cleardot.gif

José Dias (PSD) se disse indignado com as imagens exibidas durante a sessão plenária. “Existem momentos em que é difícil falar, até para um deputado de oito mandatos e vivido como eu”. E prosseguiu: “Temos que tentar, mesmo não tendo sofrido diretamente a agressão que vossa excelência sofreu, controlar a indignação. A autoridade se baseia exatamente no exercício da vida pública e não na extrapolação”, finalizou.

O deputado Ricardo Motta (PROS) destacou a humildade demonstrada por Carlos Augusto Maia durante os 17 minutos de vídeo exibido. “Parabenizo o meu colega pela serenidade e pela humildade, ainda pediu desculpas mesmo tendo passado tudo o que passou A polícia é uma instituição séria que ajudou e tem ajudado ao nosso País, mas infelizmente não podemos deixar que maus elementos surjam”, declarou.

Alguns deputados ressaltaram a gravidade da distorção dos fatos. Galeno Torquato (PSD) disse que num primeiro momento até pensou que o colega pudesse ter cometido alguma infração, conforme anunciado pela imprensa. “Em seguida fui esclarecido que Carlos Augusto, como cidadão, foi vítima da truculência desses homens que deveriam nos proteger”, disse.

Seridoense, o deputado Nélter Queiroz (PMDB) citou outras ações equivocadas da atuação policial, uma das quais também foi vítima e destacou o controle emocional do colega, diante das agressões: “Todo o povo do Seridó está indignado. Essa mesma polícia já humilhou o povo de Caicó e não entendo porque eles não fiscalizam a BR, mas ficam dentro da cidade”, afirmou.

Constrangimento

O deputado Fernando Mineiro (PT) afirmou que se tratava de um dos episódios mais constrangedores que já viu na Casa. Mineiro disse que o colega foi corajoso em expor o vídeo, no qual em nenhum momento se apresentou como deputado, “dando carteirada”. Mineiro destacou a importância da divulgação do vídeo a fim de se esclarecer os fatos, uma vez que muitas pessoas não entenderam o episódio.

O uso de algemas foi questionado pelo deputado Jacó Jácome (PMN), que afirmou não haver no País legislação específica regulamentando seu uso. “Abomino qualquer pessoa que esteja querendo explorar isso politicamente, porque o fato expõe uma característica de cidadãos que deveriam ser guardiães da lei. O vídeo fala por si só”, disse.

Ao prestar sua solidariedade, o deputado Vivaldo Costa (PROS) afirmou que Carlos Augusto manteve sua humildade e controle emocional e que a indignação da Casa, dos amigos, do povo potiguar e dos familiares não era símbolo de corporativismo, mas de solidariedade a um homem de bem. “Esperamos punição por essa ação”, afirmou. Na avaliação do deputado Getúlio Rêgo, o episódio revelou uma insistente provocação por parte dos agentes policiais envolvidos. “Ele não poderia ser preso, fiquei impressionado com o seu equilíbrio”, disse.

O deputado Álvaro Dias (PMDB) afirmou que houve, por parte de Carlos Augusto, serenidade durante a abordagem e coragem ao exibir todo o vídeo, a fim de esclarecer as versões que estão circulando. “Vossa Excelência é um deputado educado, atencioso, respeitoso. Sabemos que na polícia, algumas pessoas são preparadas e dão sua contribuição para preservar a qualidade de vida da população. Mas alguns devem ser repreendidos a fim de não continuar com atos de violência”, disse.

Dison Lisboa (PSD) destacou a ascensão política do colega, que entrou para a vida pública como vereador do município de Parnamirim e logo em seguida, se tornou deputado. “Aqueles homens deveriam entender que a farda e as armas não os tornam superiores a ninguém”, disse. Gustavo Fernandes (PMDB) afirmou que ficou constrangido com a forma com que os agentes fizeram a abordagem: “Até sugeri que não divulgasse porque as cenas foram fortes”.

Para Hermano Morais (PMDB), Carlos Augusto foi tratado de forma injusta por quem deveria preservar o cidadão. “Lamento porque a Polícia Rodoviária Federal tem profissionais capacitados. Infelizmente esses tiveram comportamento irreconhecível, que me causou espanto. Eles deveriam estar arrependidos e lhe devem desculpas públicas”. O deputado Souza (PHS) afirmou que o desfecho do episódio não o surpreendia. “Espero que isso não seja uma regra na Polícia Rodoviária Federal, mas uma exceção. Isso precisa ser apurado para que outros cidadãos não sejam vítimas”.

Para Albert Dickson (PROS) a corregedoria da PRF tem que analisar quais estão aptos para o trabalho. “Em todo o momento o deputado se identificou como um cidadão do bem”.

Comentários (12) enviar comentário
  1. Marcondes disse:

    Não estou acusando ninguém de nenhuma atitude incorreta (PRF e deputado), uma vez que não presenciei os fatos. Porém, tenho as seguintes indagações:
    1 – Se o deputado durante a abordagem agiu de forma correta, então por que divulgou, ainda no sábado, nota pedindo desculpas pelo comportamento inapropriado?
    2 – Aliás, tenho certeza que inúmeros condutores foram abordados naquela noite. Por que só ocorreu o incidente com o deputado?
    Reflitam em relação as essas indagações.

  2. R. Fernando disse:

    PARABÉNS, PRF! Fazendo valer o princípio da isonomia, no artigo 5º da Constituição Federal onde diz:" Somos todos iguais perante a lei". A PRF no momento do policiamento ostensiva representa Estado no sentido amplo e seus cidadões, para cumprir as leis e essas leis são para todos. Por que os deputados e não vem a público prestar solidariedade as vítimas no Walfredo Gurgel que estão nos corredores esperando atendimento, faltando material cirurgico, as famílias que ficam sem suas medicações, ao pessoal do interior do nosso Estado.

  3. Getúlio disse:

    Esses deputados deveriamam se solidarizar com a população. parabéns PRF.

  4. leonardo disse:

    Na Justiça Federal o Deputado vai baixar a crista bem rapidinho. Quero saber se ele vai à público comentar sobre sua condenação na JF?

  5. Ricardo disse:

    Parabéns a PRF.

  6. geraldo disse:

    eu passei uma situação nesse mesmo dia, acho que esses" policiais" estavam trabalhando a força não sei,estava com motorista também e fui parado na mesma blitz as 7:20 da manha e mesmo com motorista o prf ficou dando lição de moral em mim e no motorista ora o trabalho do policial é parar o veiculo dar bom dia verificar o documento do carro,habilitação e ver se o motorista estar alcoolizado só isso,não ficar trocando "farpas"com os ocupantes do veiculo fazendo tumulto passei na pele nao sou deputado,sou um reles estudante e graças a deus não me troquei com aqueles policiais

  7. Zé Ninguém disse:

    1- Vídeo editado na hora que foi algemado. Tem que ter a sequência completa para saber exatamente o que aconteceu.
    2 – Não é possível que o Delegado tenha documentado o que foi dito no Comentário de Eduardo Barros em um post anterior. Lamentável. Será que ele escreveu aquilo mesmo???

  8. Daniel Magnus de Vasconcelos costa disse:

    os fatos tem que serem muito bem apurados . Sabemos que neste Brasil existe muito você sabe com que está falando ?

  9. PEREIRA disse:

    SURGE UM PERGUNTA: SE COM UM DEPUTADO ESTADUAL,QUE É UMA AUTORIDADE CONSTITUÍDA NAS CONSTITUIÇÕES FEDERAL E ESTADUAL,IMAGINA COM UM CIDADÃO TRABALHADOR QUALQUER.

  10. PEREIRA disse:

    OS DEPUTADOS ESTADUAIS DEVERIAM CONVIDAR OS AGENTES DA POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL PARA PRESTAREM DEPOIMENTOS NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA,POIS ELES,OS POLICIAS ABUSARAM DO PODER QUE TÊM.

    • Tomé disse:

      Ridículo seu cometario. Já fui parado diversas vezes por PRF e nunca fui mau tratado, sabe pq? Pq eu os respeito, eles estão ali pra garantir a segurança, você sabe como é deixar sua família em casa e ir para uma blitz onde vc vai abordar diversos tipos de pessoas e podendo até entrar em conflito com bandidos armados. A errado é que muitos acham que pq são isso ou aquilo podem sair banca do os bambambam… com esse Dep que no mínimo quis impedir o motorista de fazer o bafo metro pq estava com pressinha.
      Parabéns a todos os Policiais deste país que tentam fazer e manter a nossa segurança.

Publicidade

OPORTUNIDADE: PRF realiza nesta sexta, em Natal, leilão com 126 veículos; TRT-RN também, na segunda

A Polícia Rodoviária Federal realizará nessa sexta-feira (19/9), em Natal, o 2º leilão em 2014 para veículos retidos em seus pátios. São carros, motos e ônibus retidos em fiscalizações da PRF e que estão há mais de 90 dias sem a retirada pelos responsáveis.

São 126 veículos ao todo, sendo que 37 deles com direito a documentação para voltar à circulação. Os demais serão vendidos como sucata e, portanto, só podem ser usados para aproveitamento de peças.

Os 80 lotes deste leilão contêm 50 automóveis, 75 motocicletas e 1 ônibus. Dentre os veículos que irão para hasta pública, há um Toyota Corola, ano 2006, com lance inicial de R$ 9.000,00. Todos estão disponíveis para visitação até quinta-feira (18/9), das 8 às 17 h em 3 pontos:

Posto 1 da 1ª Delegacia de Polícia Rodoviária Federal – BR-101, KM 119 – Município de São José de Mipibú/RN

Posto 1 da 2ª Delegacia de Polícia Rodoviéria Federal – BR-406, KM 158 – Município de Ceará-Mirim/RN

Sede da 15ª Superintendência Regional da Polícia Rodoviária Federal – Av. Nascimento de Castro, 1540 – Lagoa Nova – Natal/RN

Todos os veículos são entregues ao arrematante livres de débitos antigos, sendo que este será responsável apenas pelo licenciamento e demais deveres a partir da aquisição.

Importante dizer que os responsáveis pelos veículos retidos podem regularizar sua situação e retirá-los até a realização da hasta pública. No caso de venda em leilão, o valor arrecadado será usado para pagamento de seus débitos de licenciamento e multas. Restando saldo do valor arrecadado, este será de direito do antigo proprietário. No caso de falta, o valor do débito restante será inscrito na fazenda pública no CPF do antigo proprietário.

O leilão será realizado nesta sexta-feira (19/9), com início às 9 h, no Salão de Eventos Cuxá, Hotel Maine, na Rua da Saudade, nº 1713, Lagoa Nova, Natal/RN (por trás do Hotel Residence). Todos os detalhes estão no edital Nº 02/2014–Leilão, disponível no site do www.lancecertoleiloes.com.br.

TRT-RN vai realizar leilão de veículos para pagar dívidas trabalhistas      

O TRT-RN realiza, durante a Semana Nacional de Execução, que começa na próxima segunda-feira (22), um série de audiências de conciliação nas Varas do Trabalho da capital e do interior e um leilão de veículos.

Os automóveis e motocicletas, camionetes e utilitários foram penhorados para pagamento de dívidas trabalhistas. O leilão será realizado na quarta-feira (24), a partir das 8h, no auditório do Tribunal Pleno do TRT-RN, em Lagoa Nova.

Entre os bens que serão leiloados está um veículo BMW (1996) de cor prata, avaliado em R$ 25 mil.

Alguns dos veículos que serão leiloados estão disponíveis para vistoria dos interessados no Depósito Judicial do TRT-RN (Rua Nilo Bezerra Ramalho, 1790 ” Morro Branco), cujo telefone é 3205-2177.

A lista completa dos bens que vão a leilão pode ser conferida aqui: www.trt21.jus.br/publ/leiloes/pdfs/2014/Leilao_Caex_0029_TEMATICO.pdf

enviar comentário
Publicidade

Grande concentração de Sem Terras com pneus e paus no fim da reta Tabajara; PRF em peso no local

Fim da reta Tabajara no trevo para Mossoró. Adivinha. Na manhã desta sexta-feira(12), muitos Sem Terras no acostamento com pneus e paus. Conforme determinação judicial publica nessa quinta-feira (11), a Justiça proibiu o fechamento de rodovias no RN para manifestações do Movimento e pediu uso da força policial em caso de descumprimento. Muitas viaturas da Polícia Rodoviária Federal se encontram no local e rodovia está com acesso livre.

Comentários (5) enviar comentário
  1. `guilherme disse:

    esses marginais do mst liderados por outros bandidos do pt da deputada fatima bezerra e do dep mineiro qque so sabem fazer isso, trabalhar que e bom nada

  2. le disse:

    Agora tudo eh o PT e as casas do minha casa minha vida tudo em prol desse povo e ninguem ve,e outras falicidades e pq sao vagabundos msm.

  3. toinho disse:

    Por que esses vagabundos patrocinados pelo PT não barram apenas carros de politicos e atrapalham a vida do usuário. A policia tem que descer o cacete, que autonomia e essa que esses palhaços que nada fazem tem????

  4. Pedro Almeida disse:

    Atos de VANDALISMO tem que ser tratado como tal. Cadeia nos agitadores de plantão.
    A população não pode pagar pelo vandalismo de meia dúzia de irresponsáveis.
    Por acaso vocês cidadãos de bem já passaram em alguns acampamentos do MST e observaram a quantidade de carros de ficam estacionados por lá?
    Se tem dinheiro para comprar carros, o que estão fazendo no MST?

  5. marcelo disse:

    Eu só espero que a desmoralização da Justiça Federal e da PRF por parte desses marginais chamados de sem terra não venha mais depressa do que ligeiro. A decisão da Justiça Federal que visa impedir a obstrução das BRS foi ontem e hoje esses vagabundos já estão tentando interditar. Isso é uma vergonha para aqueles que ainda acreditam ser possível manter a ordem nesse país apesar de tudo.

Publicidade

PRF informa: BRs no RN foram liberadas pelo MST; fim de tarde sem bloqueios

 

Untitled-4Untitled-5Untitled-6Reprodução Twitter

Atualizado às 17h20

Comentários (4) enviar comentário
  1. max marcondes disse:

    eu fui um que passei de cinco da manhã até as quinse horas com um caminhão sem poder passar para natal

  2. Savio disse:

    É um absurdo as autoridades se omitirem tanto e deixarem que um movimento político prejudique assim tantas pessoas e não tomem uma atitude. Interditar rodovias, impedindo arbitrariamente o direito de ir e vir, denota abuso de direito e perturbação da ordem pública. Se querem protestar, que vão para a frente do INCRA e não o façam interditando rodovias e promovendo a baderna, aos olhos das autoridades que omissas nada fazem para proteger a população. Lamentável.

  3. Joao disse:

    E a BR 406 de João Camara para Natal? Já foi liberada?
    Obg

Publicidade

Com vagas no RN, resultados de concursos para nível médio da Conab e PRF são divulgados

Foi divulgado pela Nacional de Abastecimento (Conab) o resultado final do concurso público que ofertou 177 vagas para nível médio. Os 47.777 candidatos inscritos já podem verificar a lista de aprovados por meio do site da banca responsável pelo certame, o Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades).

O concurso

Os exames foram aplicados no dia 8 de junho, em todas as capitais brasileiras. A seleção foi voltada apenas para candidatos de nível médio, que disputam 177 vagas – concorrência média de 269 pessoas por chance.

Do total de chances, 62 foram para assistente de nível médio e 86 para técnico agrícola, além de cadastro reserva para assistente de contabilidade e tecnologia da informação. O salário é de R$ 2.172,63. Os locais de lotação dos aprovados não foram divulgados no edital.

Nível superior

A companhia tem ainda um segundo concurso em andamento, com 219 vagas de nível superior. As provas serão no dia 20 de julho, também em todas as capitais brasileiras.

Há chances para graduados em administração (76), contabilidade (38), direito (16), economia (22), engenharia agrícola (10), engenharia agronômica ou agronomia (52), engenharia civil (1), engenharia elétrica (1), engenharia mecânica (1), gestão do agronegócio (2), auditoria (CR), comunicação social (CR). A remuneração é de R$ 5.112,07.

PRF

Saiu no Diário Oficial da União desta sexta-feira (4/7) o resultado final do concurso com 216 vagas aberto pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Confira aqui a sua classificação. O resultado final da investigação social e da avaliação médica dos candidatos com deficiência também podem ser consultados.

O concurso

O concurso foi suspenso após problemas durante a aplicação das provas no Mato Grosso do Sul, onde mais de 400 candidatos não receberam os exames. Saiba mais sobre a anulação aqui.

As chances foram para o cargo de agente administrativo. Ao todo, 259.136 candidatos se inscreveram – concorrência média de 1.199 pessoas por chance. O vencimento básico do posto de agente administrativo é de R$ 2.043,17, mas pode chegar a R$ 3.945,17 dependendo da avaliação de desempenho. A jornada de trabalho é de 40h semanais. A seleção ainda será composta por investigação social.

CorreioWeb

Comentário (1) enviar comentário
  1. concurseira disse:

    Vocês sabiam que a maioria (para não dizer praticamente todos) os empregados lotados na CONAB não concursados. Eles são contratados pelo regime CLT, porém não fizeram concurso público, e portanto não gozam da segurança de seus empregos público. Está segurança é direito dos empregados concursados, que só podem ser demitidos por procedimento devidamente fundamentado/motivado (justa causa).
    Então, isso significa que eles deveriam ser demitidos para que os aprovados no concurso de 2014 fossem chamados para ocupar as vagas que por direito subjetivo são suas. Assim, os aprovados que estão no cadastro de reserva também tem direito subjetivo as vagas que atualmente estão ocupadas por empregados não concursados.
    Portanto concurseiros aprovados vocês estão no seu direito de recorrer ao judiciário se for preciso para que sejam convocados para assumir seu tão sonhado emprego público.

Publicidade

FOTO: PRF apreende mais de 40 kg de maconha e crack em São José do Mipibu

IMG-20140602-WA0006Foto: Cedida

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu mais de 40 kg de cocaína e crack no município de São José de Mipibu, região metropolitana de Natal, nesta segunda-feira (2).

Comentário (1) enviar comentário
  1. Sergio Nogueira disse:

    Essa é policia que se quer: ativa, profissional e colocando em primeiro lugar a sociedade e não a arrecadação de determinadas Autarquias.

Publicidade

Veja balanço da PRF-RN neste fim semana, com destaque para detidos por embriaguez

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu duas motocicletas nesse final de semana após constatar crimes relacionadas a elas. A motocicleta Honda CG125 de placa HUD6350/CE, fruto de roubo, foi recuperada em Mossoró no sábado, por volta das 16h30, no km 47 da BR 110. Havia indícios de adulteração dos sinais de identificação do veículo. Um homem de 20 anos foi detido com esse veículo.

Outra motocicleta foi apreendida em Parnamirim, no km 102 da BR 101, às 13 h. Um homem de 46 anos foi preso quando dirigia uma Honda CG125 utilizando placa falsa. Ele foi detido e encaminhada à delegacia de Polícia Civil local.

Detidos por embriaguez

Três homens foram detidos pela PRF após serem flagrados embriagados e conduzindo veículo automotor. Um deles dirigia uma motocicleta e outros dois carros de passeio. Além de serem proibidos de continuar a dirigir naquelas condições, oferecendo risco de acidente, foram autuados e conduzidos às delegacias de Polícia Civil locais.

Outros 19 motoristas foram flagrados mas em índice considerado menor a 0,3 miligramas de álcool por litro de ar alveolar. As penalidades, a todos eles, são a multa de R$ 1.915,40, a perda de 7 pontos no prontuário da CNH e suspensão do direito de dirigir por 12 meses. Àqueles acima desse índice, também há penalidade de detenção, de seis meses a três anos.

Com informações da PRF

enviar comentário
Publicidade

Operação Semana Santa: PRF-RN começa fiscalização a partir desta quinta

A Operação Semana Santa 2014, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), começa partir da meia noite desta quinta-feira (17) nas rodovias federais que cruzam o Rio Grande do Norte, e vai até a próxima segunda-feira (21). Na ocasião, policiais que atuam na área administrativa serão deslocados de suas funções. De acordo com o órgão, o objetivo da ação é dobrar o efetivo e ainda coibir crimes como tráfico de entorpecentes, exploração sexual infanto-juvenil, crimes contra a propriedade, porte ilegal de armas, e outros.

Durante a operação, as equipes de plantão aplicarão os testes de bafômetro nos principais corredores viários do RN, como a BR 101; BR 406 (que liga Natal a Macau); BR 226 (ligação entre Natal e a região do Seridó), além da rodovia entre o RN e o Ceará (BR 304), passando por Mossoró.

Excesso de velocidade

A PRF confirmou que utilizará radares fotográficos nos trechos indicados estatisticamente como de maior incidência de acidentes.

enviar comentário
Publicidade

PRF no RN registra 70 acidentes, 4 mortes e 61 condutores flagrados dirigindo alcoolizados nas rodovias durante o carnaval

Setenta acidentes, trinta e dois feridos e quatro mortes foram registrados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) de sexta-feira (28) a quarta-feira (5), período correspondente ao carnaval no Rio Grande do Norte. Durante o trabalho de fiscalização nas rodovias que cortam o estado, foram autuados 1.741 condutores entre os 6.330 veículos.

Segundo a PRF, o combate à embriaguez ao volante retirou das rodovias 61 condutores que foram flagrados dirigindo sob efeito de álcool. Ao todo foram aplicados 1.515 testes de bafômetro.

A PRF ainda registrou em Mossoró, Caicó e Macau, através de radares instalados ao longo dos principais corredores de acesso, 2503 imagens de veículos que trafegavam acima da velocidade permitida para a via.

enviar comentário
Publicidade