Via Crúcis de Micarla – Continuação

Continuação Post Via Crúcis:

Comenta-se que a prefeita Micarla convidou duas pessoas para  representar  Natal em Brasília, já que ultimamente vive mais no Planalto do que na própria cidade.

De início tentou acomodar Olegário Passos,  que tinha deixado a SEMURB de mala e cuia. Olegário que fez parte da equipe de transição e achou que seria secretário no início da gestão – não foi se quer convidado.

Só veio a ser efetivado depois de algum tempo. Mas, as últimas notícias são que ela convidou – na presença do Senador Garibaldi Filho – o seu sobrinho Sérgio Alves. E aí, como fica Olegário? Sem falar que no momento em que precisa enxugar a máquina, ela cria mais secretarias.

Na Secretaria de Saúde, na penúltima reforma administrativa, ela chamou alguns nomes, mas, quem topou o desafio foi Thiago Trindade, o mesmo que teve para ser trocado por pelo menos dois nomes na última reforma e no final acabou permanecendo.

São muitas versões que chegam para essa permanência.

Thiago mostrou que é competente, mas, a sua luta diária o transformou em Davi contra Golias. São tantos os problemas na pasta em todas as áreas que Thiago pode ter o dissabor mesmo após deixar a Saúde um dia e, responder algumas demandas judiciais por um bom tempo devido ao desmantelo na pasta.

Na Câmara Municipal está por uma assinatura a CEI dos Aluguéis, como pode uma cidade como Natal queimar mais de R$ 500.000.00 por mês em aluguéis? Se não fosse um trabalho muito bem feito pelo seu líder Enildo Alves, a CEI já estaria funcionando.

As perguntas que fazemos são as seguintes: o que a Fundação Getúlio Vargas faz nessa administração desde o início? Quanto custa essa consultoria? Por que a Prefeita com toda essa assessoria administrativa e de gestão da FGA amarga índices tão ruins? Chegando a ser campeã no Brasil em rejeição.

Quando a Prefeita, ou seus assessores falam você só ouve que os convênios federais, os empréstimos com aval federal, os recursos da Copa, o convênio com o Governo Rosalba estão a todo vapor.

Mas como pensar na salvação da lavoura se a PMN não tem nem os recursos para as contrapartidas? Chego à conclusão que o alicerce de Natal hoje se encontra na Presidente Dilma, no Deputado Henrique Alves e na Governadora Rosalba.

Mas até onde eu saiba, nenhum dos três são Prefeitos de Natal. Nossa Prefeita se chama Micarla.

Fica a pergunta, será que ainda teremos mais uma reforma administrativa?

 

Publicidade

Comentários: