VÍDEO: Chuva apaga faixa recém pintada pela STTU na Avenida Prudente de Morais

Registro nesta terça-feira(17) do Via Certa Natal. Na última sexta-feira a STTU pintou as faixas de sinalização no asfalto novo da avenida Prudente de Morais. Com as chuvas da madrugada do domingo para segunda e com o movimento de carros a faixa vermelha que sinaliza a faixa compartilhada ônibus bicicleta ficou toda borrada bem ao lado do Corpo de Bombeiros.

Nesta terça-feira(17), a Prefeitura do Natal, através do seu site oficial, noticiou que a sinalização em trecho recapeado da Avenida Prudente de Morais foi revitalizada(veja aqui).

Publicidade

Comentários:

  1. Cosmo disse:

    OH REPORTAGEM BESTA! VCS NÃO TEM O QUE fAZER MESMO! JORNALISMO AMADOR É FODA!

  2. Keyla disse:

    A natureza faz mais pelo trânsito de Natal do que a STTU!

  3. ALERTA disse:

    Foi pintada com CAL???? E o preço foi de tinta de demarcação???????? Com a palavra as autoridades. Vamos investigar.

  4. Mortadela com pão disse:

    No mínimo a prefeitura paga pra colocar asfalto branco/colorido e a empresa pra pagar propina pinta com tinta hidracor.

  5. Zé Pereira disse:

    Lembrei das maquiagens que Vilma fazia. Chovia e a beleza era diluída. Igual ao que o cabeção faz.

  6. Eduardo disse:

    que pena que a chuva não foi forte o suficiente para apagar logo toda essa faixa vermelha ridícula de uma vez só. Nunca pensei que os ciclistas tivessem tanto poder p/ conseguir essa faixa. Com certeza o maior numero de eleitores não é de ciclista. Então o que será? Será que tem muita gente importante entre os ciclistas? De repente até tem. Até porque normalmente essa gente importante dispõe de muito tempo disponível p/ lazer e trabalham pouco (e as vezes ganham fortunas), então é óbvio que o direito de eles andarem de bike é mais importante do que o direito de os motoristas de automoveis trabalhadores e cheios de compromissos em transitar em três faixas sem congestionamento. Se não for gente importante, é gente de vida limitada por escolha própria (que praticamente nao usa o carro porque se contenta em trabalhar pouco e ganhar pouco, agenda de compromissos zerada). Enfim, quando não são os ciclistas, são os ônibus. Uma frota atual pequeníssima e somente 5 empresas atuando atualmente (porque quase uma metade fechou as portas) e ao mesmo tempo as lojas de automoveis batendo recorde e mais recorde de vendas, enchendo as ruas natalenses de veículos particulares de passeio. Aí eu pergunto: porque os direitos dos motoristas de automóveis estão sendo cada vez mais esmagados? A Avenida Afonso era ótima de transitar (era a melhor no sentido Arena – Praia e vice-versa), mas os corredores/"caminhantes" da elite (que trabalham pouco e tem muito tempo p/ lazer) tem mais força do que o trabalhador que tem muitos compromissos e a verdade é que não estão nem aí se agora só existe uma faixa p/ trânsito dos veículos. Fora que aquela faixa azul próxima a faixa branca divisória causa uma tremenda da confusao nos motoristas de modo que era melhor ter pintado a faixa branca logo todinha de azul. É uma incompetencia sem limites da STTU colocar uma faixa de caminhada numa avenida que não tem tres faixas. Se na Prudente de Morais, que tem tres faixas, já é uma loucura ciclofaixa, avalie na Afonso Pena, que só tem duas faixas e uma praticamente agora virou estacionamento de veiculos (que antes se lascavam de multa se colocassem o carro ali) e agora tem somente uma faixa p/ o transito de veículos. Realmente esse governo municipal nunca foi a favor da mobilidade urbana de veículos. Eu queria saber se o Prefeito deixou de ter carro particular em que ele mesmo dirige e se ele tambem sofre com a falta de mobilidade porque é só sentindo na pele mesmo p/ saber do descontentamento que é dirigir um veículo em Natal. Na França (na Europa), quando se colocam ciclofaixas ou espaços p/ corridas/caminhadas, esses espaços não são avenidas estreitas e movimentadas como a Afonso Pena e Prudente e sim avenidas largas de quatro ou cinco faixas. Mas infelizmente a gente pensa que tudo o que for importar de fora irá dar certo no Brasil, aí dá nisso aí: a mobilidade de veículos em Natal está um desastre, a sensação que se tem é que estamos numa cidadela de quase 1 milhao de habitantes (na teoria) e que na prática temos avenidas com os mais de 10 milhoes de São Paulo de tao lento que é o transito em Natal.