VÍDEO: Leitor denuncia churrascaria na zona Sul de Natal por crime ambiental

Um leitor enviou ao BlogDoBG denúncia sobre crime ambiental praticado pela Churrascaria Gaúcha, localizada no cruzamento das avenidas Prudente de Morais com a Miguel Castro.

A reclamação é pela realização de eventos que terminam incomodando a vizinhança em razão do som alto.

“Já foi feita a denúncia na SEMURB no dia 13/9/17 (protocolo de atendimento 025401/2017) e até hoje os shows nem sequer diminuíram. Em contato com a delegacia do meio ambiente fui informado que é muito óbvio que esse bar não possui uma licença para operar com apresentações desse tipo sem qualquer isolamento acústico, e que uma simples visita da SEMURB questionando isso já poderia evitar a continuação desse absurdo”, escreveu o leitor.

No texto enviado ao Blog, o leitor ainda destaca que está publicizando o caso porque as autoridades competentes para agir não tomaram providências.

“Estou recorrendo a vocês porque não sabemos mais quem pode nos ajudar. Espero que um veículo de comunicação com o alcance do Blog do BG possa influenciar às autoridades tomarem alguma providência”, anotou ele.

Publicidade

Comentários:

  1. George disse:

    Concordo plenamente com a denuncia. Moro nas proximidades e todas as noites tem esse som alto. Não há respeito em nenhum dia da semana, pois os "shows" de péssima qualidade, por sinal, vai de domingo a domingo. Outro fato interessante: fica em frente ao Batalhão da polícia militar, que pelo que vejo, não tem competência legal para inibir esse barulho…

  2. Cláudio disse:

    A hora dessa pouca vergonha no Brasil , Estados e Municípios tá bem perto de acabar….
    Nenhum cidadão de bem nesse País sabe mais a quem recorrer….Boa parte das autoridades, estão mais preocupadas em benefícios próprios do que cumprir seu dever para o qual está sendo pagos por nós….

  3. Francisco disse:

    É um absurdo. Isso é recorrente em Natal. Toma-se o direito básico ao descanso na sua própria casas. Não se pode nem dormir. Semurb, Ministério Público, Idema, Cipam… Devem tomar as providências cabíveis não só nesses caso, mas também em vários outros absurdos sonoros noturnos.