VÍDEO mostra fuga de soldado norte-coreano para Coreia do Sul

ASSISTA AQUI

O Comando das Nações Unidas publicou nesta quarta-feira (22) vídeos que mostram a fuga de um soldado norte-coreano para a Coreia do Sul. Na segunda-feira (13), o militar atravessou a fronteira enquanto vários companheiros atiravam contra ele.

O incidente ocorreu às 16h no horário local (4h em Brasília), na Área de Segurança Conjunta de Panmunjom, o único lugar da Zona Desmilitarizada (DMZ) no qual soldados das duas Coreias se veem frente a frente.

O vídeo, de 7 minutos, foi feito por câmeras de segurança da faixa sul da fronteira militarizada, segundo a EFE.

O soldado chegou em carro até poucos metros da demarcação que divide os dois países. Em seguida, ele correu para o lado sul enquanto quatro militares norte-coreanos disparavam contra ele.

O militar, que foi resgatado com ferimentos de bala, recuperou a consciência na terça-feira (21), após ter passado por duas cirurgias em um hospital da Coreia do Sul.

Zona Desmilitarizada

As Coreias do Norte e do Sul permanecem tecnicamente em cessar-fogo desde 1953, já que o armistício assinado na época nunca foi substituído por um tratado de paz definitivo.

Apesar do nome, a Zona Desmilitarizada é provavelmente a fronteira mais militarizada do mundo. A faixa de terra, de 4 km de largura por 248 km de comprimento, que demarca a fronteira entre os dois países, tem cercas elétricas, campos minados e muros antitanques.

O episódio mais sangrento na história da passagem – estabelecida após o término da Guerra da Coreia, em 1953 – ocorreu em 1984, quando o estudante soviético Vasily Matuzok desertou à Coreia do Sul aproveitando uma visita turística realizada a Panmunjom durante estadia no lado norte-coreano.

Matuzok começou a correr até atravessar para o outro lado da linha de demarcação militar, o que ocasionou uma prolongada troca de tiros que deixou três soldados norte-coreanos e um sul-coreano morto. Seis pessoas ficaram feridas – entre eles, um militar americano.

G1

Publicidade

Comentários:

  1. Darwin disse:

    Interessante, nunca ouvi falar de ninguém da coreia do sul “fugir” para coreia do norte. Da mesma forma, nunca vi alguem “fugir” de miami para CÚba.
    Mas acho que deve ser impressão somente. Coisa de imperialistas.

  2. mauricio disse:

    Bom dia BG, enquanto nós assistimos a fuga do soldado coreano, tambem fiz 15 ligações para a unimed, fico ouvindo uma gravação durante 5 minutos e nao consigo falar com a atendente, vê se você que é antenado consegue, eu agradeço, mas, que a unimed está tratando mal seus usuários está, vale BG