Publicidade

Ciclista morre atropelado na BR-110, próximo de Mossoró

6022c135fdeafef9f693b271da45ba41Um acidente grave foi registrado por volta das 05h10 desta terça-feira(26), no KM 55 da BR-110 , depois de J Patrício a 5 quilômetros de Mossoró sentido Upanema.

 A vítima, um ciclista identificado como Naldo -morreu na hora, após sofrer fraturas múltiplas e bater a cabeça, sofrendo um traumatismo craniano.

A Polícia Rodoviária Federal e os peritos do ITEP estiveram no local, para realizar a perícia e identificar a causa do acidente.

Com informações do 190 RN, via fimdalinha.com.br

enviar comentário
Publicidade

Confira o edital para a seleção de estagiários do TJRN; inscrições a partir de 22/8

Começa no dia 22 de agosto o período de inscrições para o processo seletivo para a contratação de 363 estagiários pelo Tribunal de Justiça do RN. O edital da seleção pode ser acessado AQUI. Podem participar universitários que estejam regularmente matriculados e cursando, no mínimo, o 5º período do curso.

São 310 vagas na área de Direito, distribuídas em diversas comarcas do estado. Também são oferecidas vagas para as áreas de Ciências da Computação (31), Psicologia (8), Estatística (8), Serviço Social (5) e Biblioteconomia (1). Para as áreas de Pedagogia, Ciências Contábeis, Comunicação Social e Administração haverá formação de Cadastro de Reserva.

As provas serão aplicadas no dia 11 de setembro. O resultado final com os estagiários aprovados está previsto para o dia 29 de setembro. O conteúdo cobrado para cada área deve ser conferido no edital da seleção.

Os novos estagiários que optarem pela jornada mensal de 20 horas receberão o valor mensal de R$ 1.000. Já o acadêmico com jornada de 30 horas semanais receberá bolsa de R$ 1.500. Os estudantes contam ainda com auxílio-transporte na quantia de R$ 127,60.

O estágio curricular terá duração mínima de um ano, podendo ser prorrogado por igual período, apenas uma vez.

Inscrições

O período de inscrições será entre os dias 22 de agosto a 31 de agosto, por meio de link da organizadora da seleção que será veiculado em breve no site da Escola da Magistratura (www.esmarn.tjrn.jus.br). O valor da inscrição será de R$ 80, mas há a possibilidade de se requisitar a isenção da taxa.

A seleção será executada pela Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do Rio Grande do Norte (Funcern).

TJRN

enviar comentário
Publicidade

TERROR NOVAMENTE: Homens degolam Padre em igreja na França

Dois homens armados com facas fizeram cinco reféns em invasão à igreja Saint Etienne du Rouvray, do município de Rouen, na região francesa da Normandia. Um padre foi degolado por um dos criminosos. Os invasores foram mortos pela polícia. Dentre os reféns, estavam também duas freiras.

No Twitter, a Polícia Nacional Francesa informou que a situação já está sob controle: “Fim da intervenção. Todos os sequestradores estão neutralizados”. O presidente francês, François Hollande, está a caminho da cidade. O crime será investigado pelo setor Antiterrorista da polícia francesa.

Estadão

enviar comentário
Publicidade

Odebrecht repete Copa e entrega Vila Olímpica inacabada em cima da hora

Júlio César Guimarães/UOL

Do UOL, no Rio de Janeiro

O Consórcio Ilha Pura, formado pela Odebrecht Imobiliária e pela Carvalho Hosken, entregou as instalações hidráulicas e elétricas da Vila Olímpica de atletas apenas há um mês. Os testes mostraram que houve falhas principalmente nestes pontos que causaram a maioria das reclamações das delegações. A Odebrecht é a mesma construtora que entregou o estádio de abertura da Copa, Arena Corinthians, inacabado para o primeiro jogo.

Entre os problemas relatados pelos atletas, estão problemas hidráulicos (vazamentos), instalações elétricas aparentes, falta de iluminação e cheiro de gás. O COI (Comitê Olímpico Internacional) admitiu os problemas em todos os prédios. O comitê organizador do Rio diz que agora 12 deles já estão com problemas resolvidos, e outros 19 ainda estão para ser completos.

A Vila foi entregue ao comitê organizador do Rio-2016 em maio. As instalações elétricas só foram concluídas há um mês. Segundo o comitê organizador, esses itens foram testados recentemente porque havia outras prioridades como construção de um restaurante com tendas. Por isso, as falhas na obra só foram identificadas a poucos dias dos Jogos e no momento em que os atletas chegavam.

“Do ponto de vista teórico, a construtora teria de entregar tudo isso pronto. Mas a gente sabe como é com obra e tem pontos a ser feitos”, explicou o diretor de comunicação do comitê do Rio-2016, Mario Andrada, que disse que não era hora de apontar culpados. “Essa conexão de água e luz foi feita há um mês. Não estavam ligadas porque havia outras coisas a fazer.”

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, ressaltou também que a operação da Vila ficou a cargo do comitê organizador há três meses. Oficialmente, a Vila foi recebido no dia 15 de junho.

Questionado, o Consórcio Ilha Pura disse que está resolvendo problemas: “A equipe de manutenção da Vila dos Atletas foi acionada para atender a falhas em alguns apartamentos e está realizando os ajustes necessários. O objetivo é manter todos os esforços para concluir estes ajustes de modo que as delegações possam desfrutar da melhor forma da estadia na Vila dos Atletas”

A prefeitura decidiu que a Vila seria no empreendimento Ilha Pura por uma questão de economia. O conjunto de 31 prédios já seria construído pela Carvalho Hosken em um terreno próprio. Pela parceria acertada, o município bancou a infraestrutura em volta do projeto – com custo em torno de R$ 30 milhões -, o que inicialmente seria responsabilidade dos construtores. Em troca, tudo teria que ficar pronto até os Jogos.

O investimento das construtoras foi de R$ 2,3 bilhões por meio de financiamento da Caixa Federal. A Carvalho Hosken e a Odebrecht também participam do consórcio Riomais que construiu o Parque Olímpico. A primeira empresa é doadora de campanha do prefeito Eduardo Paes. Ele ainda aparece em uma lista de políticos supostamente beneficiados pela Odebrecht – apreensão feita na operação Lava-Jato.

A Odebrecht também foi responsável pela construção da Arena Corinthians que sediou a abertura da Copa-2014. Houve diversas críticas da diretoria da Fifa ao andamento das obras que tiveram inclusive um acidente grave com morte de dois operários. Havia obras até a poucos dias antes da abertura.

Depois de toda a polêmica, o estádio também foi entregue inacabado sem parte de sua cobertura, infraestrutura do prédio leste, entre outros pontos.  Houve pequenas falhas nos refletores no primeiro jogo da Copa. Até hoje existem discussões com o clube em relação à conclusão plena da arena.

Em relação aos dois eventos, há uma diferença: a Vila Olímpica começou a ser construída em 2012, isto é, quatro anos antes dos Jogos. E a informação da prefeitura sempre foi de que sempre estava no prazo. A Arena Corinthians começou tarde porque foi escolhida como abertura após a retirada do Morumbi.

O comitê Rio-2016 não quis falar sobre a possibilidade de cobrança de multas ou indenizações para construtoras pelas falhas. Disse que não é o momento de discutir esses pontos.

Comentário (1) enviar comentário
  1. Vexame Geral disse:

    Não entendo a razão da surpresa pelas obras atrasadas e inacabadas, quem fez? Odebrecht.
    No país governado pelo PT não poderia ser diferente, tudo tem que passar pela enrolada, justificativas para subir o valor da obra, superfaturamento, paga por uma coisa e recebe outra, acabamento inacabado, desorganização, estouro do prazo, enfim, tudo que sabemos e tomamos conhecimento.
    A copa do mundo foi um conto de fadas que virou pesadelo e vergonha.
    A olimpíadas não poderia ser diferente.
    Pior que a situação vexatória são as desculpas esfarrapadas levadas a mídia, mais uma vergonha brasileira a nível mundial.
    Obrigado PT por mostrar como se desmonta a estrutura e organização de um país.
    Obrigado PT por mostrar como envolver empresas nos esquemas de corrupção.

Publicidade

Executivos da OAS e Odebrecht ameaçam rebelião por causa das delações

Por Mônica Bergamo

A tensão interna na OAS e na Odebrecht aumenta na proporção em que se aproxima a possibilidade de acordo de delação premiada com a Operação Lava Jato. Executivos que precisam assumir práticas irregulares têm mostrado desconforto com a orientação das empresas. Alguns fazem ameaça de rebelião.

FIO DESENCAPADO
A situação é mais tensa na OAS. Há divergências inclusive sobre o peso que se dará à participação dos acionistas, da família Mata Pires, nas irregularidades. Quanto menor ele for, maior a responsabilidade que recairá sobre os executivos da construtora baiana.

PENSÃO VITALÍCIA
A Odebrecht estaria contornando as divergências com maior tranquilidade graças a um generoso programa informal de indenizações milionárias a seus diretores. De acordo com relatos que circulam entre as empreiteiras, ela e a Andrade Gutierrez têm garantido vários anos de remuneração aos diretores que, confessando crimes, vão se inviabilizar no mercado de trabalho.

CASO A CASO
Os valores variam de acordo com os anos que cada diretor ainda poderia trabalhar nas empresas.

*

Em boa parte dos casos eles passariam dos R$ 15 milhões, podendo chegar a números bem maiores.

IRMÃO MENOR
A OAS, que tinha menos de um décimo da receita da Odebrecht, também tenta resolver a situação financeira dos delatores. Mas não teria a mesma bala na agulha para assegurar total tranquilidade a eles.

SILÊNCIO
A Andrade Gutierrez e a Odebrecht não quiseram comentar as informações.

*

A OAS não tem se manifestado sobre as negociações com a Operação Lava Jato.

enviar comentário
Publicidade

Robinson corre o risco de não ter candidato a prefeito de Natal

O Deputado Jacó Jácome está com sua carta de desistência de concorrer a Prefeitura de Natal pronta.

O deputado aguarda apenas uma reunião com o governador Robinson Faria para divulgar.

A posição do deputado estadual mostra desacerto total do governador na condução do processo de ter um candidato a prefeito de Natal do seu partido, Robinson teve 18 meses para construir uma candidatura e chegou aos 45 minutos do segundo tempo sem ter conseguidor viabilizar.

O filho de Antônio Jácome não esconde que sem o apoio do partido não tem como ir para as ruas, e a reunião com o ministro das comunicações, Gilberto Kassab, na semana passada foi um balde de água fria.

enviar comentário
Publicidade

Sogra de chefão da Fórmula 1 é sequestrada em São Paulo

Fabiana e o Marido

 

Aparecida Schunck Flosi Palmeira, de 67 anos, sogra do empresário Bernie Ecclestone, CEO da Fórmula-1, foi sequestrada de dentro de casa na sexta-feira à noite, no bairro de Interlagos, em São Paulo. Ela é mãe da brasileira Fabiana Flosi, que é casada com Ecclestone.

O chefão da Fórmula-1 conheceu a mulher no Brasil, em 2009, nos preparativos para a corrida de Interlagos. Fabiana era braço-direito do empresário Tamas Rohonyi, produtor do GP Brasil.

De acordo com o “Jornal Nacional”, da TV Globo, os criminosos estão mantendo contato com a família. A Polícia Civil não confirmou o caso.

Em 2010, Ecclestone protagonizou um dos mais ruidosos divórcios da Inglaterra, ao se separar da ex-modelo croata Slavica Radic.

Pouco depois da separação de Ecclestone, Fabiana deixou o Brasil e, em 2012, casou-se com o empresário em Gstaad, na Suíça. Desde que se casaram, em 2012, o casal vive em Londres.

Ecclestone dirige o grupo de empresas que supervisiona a Fórmula-1. Começou a atuar como empresário na categoria em 1971, ao comprar a equipe Brabham Racing. No mesmo ano, já participou da associação dos construtores, tornando-se seu presidente em 1978.

Ele já foi acusado de subornar o banqueiro alemão Gerhard Gribkowsky. Enquanto Gribkowsky foi condenado a oito anos e meio de prisão, ele fez um acordo de US$ 100 milhões e encerrou o caso.

DO BLOG: Os comentários em São Paulo é que o pedido de resgate é de R$ 120 milhões.

 

Comentários (2) enviar comentário
  1. Edu disse:

    Dinheiro é uma praga, uma mulher bonita e Nova dessa casar com uma múmia do Egito, imoral.

  2. Curioso disse:

    Ai como eu queria ser lindo e go$to$o…

Publicidade

Promotoria denuncia ex de Brunet por violência doméstica contra a atriz

O Ministério Público de São Paulo denunciou nesta segunda-feira (25) à Justiça do Estado o ex-companheiro de Luiza Brunet o empresário Lírio Parisotto, pela agressão contra a atriz.
Segundo Luiza o caso de violência doméstica ocorreu em maio, em Nova York. O documento encaminhado à Justiça pelo promotor Carlos Bruno Gaya da Costa traz ainda uma nova agressão -em dezembro, segundo o promotor, Parisotto quebrou um dedo da atriz.

São portanto duas as agressões denunciadas, e o empresário passa agora a ser acusado pelo crime de lesão corporal. O caso de maio foi denunciado como lesão de natureza leve e o de dezembro como de natureza grave, ambos no contexto de violência doméstica. A pena pode ir de três meses a cinco anos de reclusão.

A reportagem tentou contato com Celso Vilardi, advogado de Parisotto, na noite desta segunda, mas não obteve retorno. No dia 14, quando o empresário prestou depoimento ao MP, Vilardi disse que seu cliente declarou nunca ter agredido a atriz e que ele é quem foi agredido por ela.

No início do mês, Parisotto afirmou em rede social que foi agredido pela atriz no ano passado.

A assessoria de imprensa da atriz também foi procurada, mas não respondeu até a publicação deste texto.

O CASO

No final de junho, Luiza disse ter sofrido agressão do ex-companheiro e divulgou uma fotografia em que aparece com o olho roxo. Segundo ela, o caso ocorreu no final de maio deste ano, em Nova York, no apartamento em que estavam.

Parisotto, de acordo com a denúncia, agrediu-a com um soco no olho e com chutes, além de tê-la derrubado no sofá e a imobilizado, quebrando-lhe quatro costelas. Ele nega.
A denúncia agora terá de ser aceita pela Justiça de São Paulo para que o empresário gaúcho se torne réu e responda pela acusação.

FolhaPress

Comentários (2) enviar comentário
  1. Joca disse:

    O nome disso é dinheiro ,engraçado depois de três dias da suposta surra ela gravou novela e não havia hematoma algum ,ela tem 100% de chance de perder ,ela não tem exame de corpo de delito ,só fotos ,essa senhora em fim de carreira e 200 casamentos ,quer uma aposentadoria GORDA ,mas a lei é uma só ,não tem exame o processo será arquivado

  2. JOAO MARIA disse:

    esses casamentos sem interesses simplesmente por amor, só termina em confusão

Publicidade

PMDB vira penduricalho do PDT nas eleições de Natal

O PDT e o PMDB não se entendem mesmo na escolha do vice em Natal.

O PDT adiou sua convenção para o dia 04/08 devido ao muído de não ter sido indicado até agora o vice que o Prefeito Carlos Eduardo aceita.

Ai o PMDB que parece que deixou de existir em Natal e depende loucamente dessa vaga de vice ofertada pelo Prefeito também adiou e escolheu o mesmo dia 04 para sua convenção, deixando a entender que foi tudo combinado com o mandatário de Natal, mas não é bem assim.

O que impressiona mesmo em toda essa novela mexicana é o PMDB tendo em seus quadros nomes como o de Hermano Morais depender dessa forma do PDT em Natal.

enviar comentário
Publicidade

QUER ENGANAR QUEM? Dilma muda versão sobre caixa dois na campanha eleitoral

O Globo

Após ter dito semana passada que, se houve caixa dois em sua campanha, isso ocorreu sem seu conhecimento, a presidente afastada, Dilma Rousseff, adotou nesta segunda-feira nova resposta para a delação de seu ex-marqueteiro, João Santana. Em depoimento na última quinta-feira, o publicitário e a mulher dele, Mônica Moura, admitiram ao juiz Sérgio Moro que os depósitos de US$ 4,5 milhões feitos pelo empresário Zwi Skornicki na conta do marqueteiro na Suíça eram para pagar dívidas da campanha presidencial de 2010 sem declaração à Justiça Eleitoral, ou seja, caixa dois.

Em entrevista à Rádio França Internacional, Dilma alegou que, como o caixa dois teria ocorrido após eleição, ele não atingiria sua campanha:

— Querida, nem o João Santana nem a mulher dele acusaram a minha campanha. Eles se referem a episódios que ocorreram depois de encerrada a campanha, e depois que o comitê financeiro da minha campanha foi dissolvido, dois anos depois. Então não há nenhuma afirmação que atinja a mim e a minha campanha. E é público e notório que eu jamais autorizei caixa dois na minha campanha.

Comentários (2) enviar comentário
  1. jmscaico disse:

    Cinismo puro.

  2. cabral disse:

    Não adianta MENTIR, a casa caiu querida você só engana os Molitontos Mortadelas porque o Brasil não engana mais não sua GOLPISTA.

Publicidade
Publicidade

Com preço definido, vacina contra a dengue poderá ser vendida no Brasil

Foto de 2011 mostra área de cultura de vírus para produção de vacina contra dengue da Sanofi Pasteur (Foto: Sanofi Pasteur/Norbert Domy)

A Dengvaxia, primeira vacina contra a dengue disponível no Brasil, vai custar de R$ 132,76 a R$ 138,53, de acordo com alíquota de cada estado, segundo anunciou a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), nesta segunda-feira (25).

A partir de agora, ela poderá ser comprada por hospitais e clínicas particulares. O consumidor, no entanto, deverá desembolsar um valor adicional, que varia em cada estabelecimento, pela aplicação do produto, como explica a agência.

De acordo com o Ministério da Saúde, ainda não há uma previsão de compra para o Sistema Único de Saúde. Serão feitos estudos de custo para a distribuição nacional e, caso seja viável, a vacina poderá ser distribuída de graça aos pacientes. O estado do Paraná, no entanto, já anunciou que deverá comprar 500 mil doses da vacina.

A Dengvaxia é produzida pelo laboratório francês Sanofi Pasteur e é uma imunização recombinante tetravalente, para os quatro sorotipos existentes da doença. Ela poderá ser aplicada em pacientes de 9 anos a 45 anos, que deverão tomar três doses subcutâneas com intervalo de seis meses entre elas.

G1/RJ

enviar comentário
Publicidade